Minha esposa tocou vuvuzela na copa


Click to Download this video!



Eu sou Jorge, casado com a Regina há uns sete anos.
Nós sempre tivémos uma vida muito boa graças ao meu emprego e por minha esposa ser de família abastada.
Conheci Regina numa festa da alta sociedade e foi amor à primeira vista.
Namoramos uns 3 anos, noivamos e logo em seguida casamos. Agora estou com 49 e ela com 42.
Sempre viajamos muito e uma coisa que nunca haviamos feito ainda era assistir uma copa do mundo.
Eu sabia que ela fica completamente maluca só de ouvir a palavra 'viajem'. Sempre ficava semanas se preparando, se arrumando, comprando roupas novas, e nossas viajens sempre eram muito quentes em termos de sexo. Ela ficava descontraída pois sabia que em um lugar diferente ninguém a conheceria e ela poderia liberar suas mais loucas fantasias. A nossa vida sexual sempre se renovava nas viajens e acontecimentos improváveis faziam com que pudéssemos ter momentos de intenso prazer. Assim foi desde nossa lua de mel na grécia, onde acabamos transando em uma praia deserta, no Egito onde certa vez fizemos sexo em um hotel que não possuía janelas e o vizinho da frente se masturbava enquanto ela fazia um strip tease para mim, na Itália onde saíamos juntos em bares e ela voltava cheia de tesão comentando a beleza dos italianos e transando como uma verdadeira devassa, provavelmente imaginando como seria foder com todos aqueles homens viris.
A copa do mundo este ano seria na África do Sul e eu já ía abastecendo a libido da minha esposa com comentários provocativos:
-"Regina, você já imaginou arrumar um belo negro dotadão lá?...risos...Não tenho como competir com um membro gigante! Você lembra da tora daquele ator negro que a gente viu naquele filme pornô?"
E ela respondia:
"Não se preocupe Jorginho, eu te amo meu amorzinho, mas... você tem razão...não dá mesmo...risos...quero um só pra mim e de preferência um segurança bem saradão, safado e com uma vuvuzela assim...risos" e fez um gesto mostrando o que seria um membro gigante.
Regina tem a pele bem clarinha, cabelos curtos e bem arrumados, um lindo rosto e sorriso. Além da sua bunda branquinha, deliciosa e desenhada, ela tem um par de seios de fazer inveja a muitas mulheres siliconadas. Nem precisei gastar dinheiro com silicone pois seus seios são maravilhoso e possuem um belo par de bicos que costumam ficar muito duros no frio ou quando ela está excitada.
A viajem prometia e tudo estava dando certo, estávamos no divertindo muito e assistindo aos jogos do Brasil.
Cada vez que o Brasil vencia, íamos comemorar em bares e festas. Ela adorava dançar, e provocar os homens. Algumas vezes deixava ela na pista de dança só para observar a reação dos caras nos bares. Não era incomum ver africanos jovens que se aproximassem dela e depois de alguns minutos de dança ficavam com suas calças estufadas. Regina adorava provocar mas não fazia mais que estas coisas. Ela estava se comportando muito bem e sempre acabava saindo de fininho e voltando pra mesa, muito excitada. Certa vez ela voltou a mesa depois de dançar com 3 sul africanos, sentou-se ao meu lado e levou minha mão no meio de suas pernas. Eu nunca havia sentido sua bucetinha tão molhada. Os dedos escorregavam pra dentro da sua vagina sem eu fazer nenhuma força e ainda por cima ela estava sem calcinha. Não acreditei quando senti sua bocetinha peluda completamente livre para fazer o que eu quisesse. E ela rindo ainda disse:
-"É melhor assim, desta forma a calcinha não molha..."
E eu desafiando e cheio de segundas intenções:
-"Sua safada, gosta de ver a coisa preta né?...risos....duvido você fazer isso na rua no meio do dia"
E ela:
-"Eu não sou louca né meu bem?", e riu muito já meio embriagada pelo vinho.
Pegamos um táxi pro hotel. E quase transamos no carro. O motorista olhava pelo espelho e dava pra vez que as vezes esfregava seu próprio caralho enquanto trocava de marchas.
Na cama chupei ela toda e meti naquela bocetinha deliciosa. Gozei rápido, pois estava com muito tesão e ela ainda queria mais. Acabei chupando o grelinho dela, pois estava muito cansado das viajens. Ela gostou da chupada e eu para provocar sussurrava em seu ouvido:
-"Já pensou uma bengona negra aqui dentro sua safada???"
Na hora ela gozou muito gemendo gostoso e com a bocetinha melada na minha boca. Adormecemos.
No dia seguinte seria o fatídico jogo do Brasil com a Holanda em Porto Elizabeth. Colocamos roupas do Brasil e fomos ao estádio.
Regina ficou alucinada com o som das vuvuzelas e eu apenas comentei quase gritando:
-"Vuvuzela é igual a punheta... só é bom pra quem toca..."
Ela riu muito e disse que queria uma vuvuzelona preta só pra ela.
Eu brinquei e falei...
"-Vamos fazer uma aposta: se o Brasil ganhar eu deixo você trepar com qualquer negrão que você quiser, e se o Brasil perder você vai ter que tirar uma foto em local público sem calcinha...e com as pernas abertas.!"
Ela topou depois de hesitar um pocuo. Pensei comigo que minha esposinha iria pela primeira vez receber uma pica negra na minha frente, afinal a vitória do Brasil era tida como garantida.
O resultado do jogo todo mundo já sabe: Holanda 2 e Brasil 1, o que significava que eu teria que me consolar com a foto. Mas aposta é aposta.
No dia seguinte, ainda de ressaca por causa da bebedeira de consolação depois do jogo, Regina colocou um vestido marrom, tipo tubinho, seu salto preferido, se arrumou toda, baton combinando com as unhas e um casaco preto pois fazia muito frio. Eu ainda fiz questão de provocar ela perguntando se ela tinha se "vestido" direitinho.
Ela fez cara de brava e desentendida, mas no fundo eu sabia que ela estava gostando da safadeza.
No café da manhã ainda fiquei provocando ela, falando pra ela abrir as pernas...pra mostrar um pouquinho. E ela coxixando brava:
-"Você tã louco Jorge? Aqui no hotel? Tá maluco? Aliás tenho uma surpresinha pra você...Acho que vai adorar..."
Eu retruquei:
-"Mesmo? Arrumou um negão???"...risos
Ela me provocando mais ainda:
-"Não seu candidato a corno...risos...fiz uma coisa que vai te deixar louco..."
Caramba....Regina sabia apimentar a relação. E eu morria de curiosidade.
Saímos na porta do hotel e eu falei bem seco com ela:
-"Ali" apontando para um banco que ficava na frente do hotel!
De onde estávamos dava pra ver claramente a entrada do hotel, e o movimento ainda não era muito grande por ser cedo. Na hora ela protestou veementemente:
-"Você tá louco? E se passar alguém? Você tá maluco ..o Brasil perdeu o jogo e você o juízo..."
Eu fui me afastando e preparando a máquinha dizendo:
-"Aposta é aposta, meu bem!"
Não queria perder aquela foto por nada neste mundo.
Dava pra ver na cara dela que tinha um misto de excitação e desejo. Mas a razão ainda falava mais alto. Lentamente ela se sentou e eu fiquei ali esperando.
Ela olhou pros dois lados, abriu as pernas rapidamente e fechou.
Eu protestei:
-"Nem deu pra tirar a foto"
-"você que é lerdo Jorge"
-"E vê se sorria meu bem...", eu disse sinicamente.
Aos poucos ela foi perdendo o medo cruzou as pernas e começou a sorrir. Aproveitei e fui clicando, bem devagar e ela ficando cada vez mais soltinha, abriu as pernas e deixou o vestido escorregar oferecendo uma visão que jamais esquecerei em toda a minha vida.
Ela tinha depilado sua bocetinha deixando um fio de pelos que seguia as belas curvas de seus lábios vaginais. Meu pau ficou duro na hora. Tive que tirar muitas fotos até que elas não saíssem tremidas...riso.
Regina estava entregue e cada vez se exibia mais pra mim. Neste momento passou um senhor com uma cara mal humorada. Ela fechou de imediato as pernas e logo que ele entrou no hotel continuou a se exibir para mim.
Aí aconteceu uma coisa que mudaria o destino da nossa viajem na África do Sul. Eis que surge de repente um segurança do hotel, com ternos, óculos escuros e um invejável porte físico. Ficamos disfarçando, mas Kumi (depois descobri que seu nome significava 'vigoroso' no dialeto local) logo chegou falando em inglês impecável que tinha recebido uma reclamação, e que precisava confiscar a máquina com as fotos e que as leis de lá eram muito serveras.
Percebi que Regina tinha ficado muito brava e embaraçada com aquilo e eu completamente apavorado. Pensei que por causa de uma brincadeirinha dessas as nossa férias poderima ir por água abaixo, mas estava enganado.
Kumi fez menção de chamar os outros seguranças, daí eu interví e argumentei com ele se não tinha algum modo de resolver a coisa com menos escândalo... Eu estava pensando em subornar aquele segurança ao invés de entregar as fotos da minha esposa sem calcinha e ainda por cima receber multa ou quem sabe até mesmo uma prisão.
Mas Kumi começou a olhar na Regina de forma estranha. Ficou pensando o que poderia lucrar com aquela história. Regina ficou meio encabulada no começo, mas o cara era muito simpático e acho que nenhuma mulher resistiria aquele belo negro. Talvez fosse melhor ceder aos seus impulsos que ter sua foto publicada na internet.
Kumi perguntou que quarto estávamos e disse para nos econtrar num bar perto do hotel depois de terminado o seu expediente no fim do dia, e que se não fôssemos lá usaria as imagens do circuito interno no caso de um processo. E que era para eu levar a máquina de fotografia conosoco no nosso encontro.
Eu fiquei branco na hora e olhando para traz vi uma enorme câmera de segurança apontada para a entrada principal do hotel.
Ficamos muito nervosos e apreensivos no quarto do hotel o dia todo. Chegamos no horário combinado e ao entrar no piano-bar, que era aconchegante, logo encontramos Kumi vestindo uma bela camisa social e calça jeans. Ele parecia um tanto quanto nervoso também. Eu acho que se alguém soubesse da sua proposta ele prontamente perderia o emprego.
Por incrivel que possa parecer o papo começou a transorrer numa boa depois que percebemos que ambos não estávamos com segundas intenções. Ele contou a origem do seu nome, e que ele era descendente de uma tribo cujo o ditador fornecia escravos com dotes sexuais aos paíse da europa no começo do período escravocrata. E que os escravos de sua tribo eram muito bem pagos graças as dimensões avantajadas de seus pênis...
Renata que não entendia muito bem o inglês pediu que eu traduzísse e logo após escutar fez um comentário sarcástico:
-"Se você vivesse lá, morreria de fome, amorzinho"
Nós dois sorrimos muito e como ele não havia entendido traduzi para ele que riu muito também (eu acho que até demais...risos) e acabamos relaxando, comendo, bebendo e nos divertindo.
Kumi foi se soltando e já fazia elogios discarados a minha mulher, usando até palavras de baixo calão, mas regina não entendia e eu dava uma suavizada pra não assustá-la.
Ele seguia dizendo:
-"Beautiful pussy..beautiful pussy..." provavelmente ele deve ter observado bem a xoxotinha dela pelo circuito interno do hotel antes de chegar para nos pegar no flagrante.
E a Regina achando que ele estava falando de seu sorriso continuava se insinuando pro rapaz.
Ele pediu para tirar uma foto com regina. Ela logo foi do lado dele e já estava toda elétrica se esfregando nele. Eu achei que a história acabaria aqui. Que eu pagaria a conta, retornaria para o hotel e tudo bem. Mas eles começaram a se olhar com mais intensidade, minha mulher pegava na mão dele pra conversar e O clima esquentou. Kumi sem pestanejar sugeriu que fôssemos para a casa dele... Achei que Regina fosse esbravejar, ou ao menos dar uma de difícil, mas nada disso aconteceu ela pediu apenas tempo para ir no banheiro passar baton.
No táxi eles sentaram atras e ficavam conversando com o rosto bem próximo um do outro e numa grande grau de intimidade. No prédio onde morava Kumi, assim que chegamos no corredor os dois já andavam de mãos dadas e eu mais atras só olhando.
Ele disse que iria mostrar sua casa, muito bem arrumada por sinal, e foi levando Regina para o quarto.
Ao entrar no quarto Regina repentinamente começou a beijar ele na minha frente, sem o menor pudor e foi logo arrancando sua camisa. Kumi abraçava ela com suas mão gigantes e desta vez nem se importou com as fotos que eu tirava...risos
Ele foi logo colocando a mão na bocetinha recém depiladinha da minha esposa e repetia:
-"beautiful pussy...beautiful pussy..."
Minha esposa só gemia e eu fiquei imaginando se, com todos aqueles pelos que ela tinha na xaninha antes de depilar, os meus dedos já escorregavam fácil, como seria deslizar os dedos naquela xoxotinha lisa?
Kumi deve ter sentido cada detalhe da sua bocetinha com seus longos dedos e logo depois sentou-se na cama e abaixou as alças de seu vestido. Começou a chupar os peitos da minha esposa que até eu ouvia. Regina delirava e ela mesmo se incumbiu de levantar a parte de baixo vestido até a barriga. Eu via sua linda bunda branca, que receberia uma pica negra pela primeira vez e resolvi tirar mais fotos. Não queria esquecer aquele momento por nada na minha vida. Ela estava linda sarrando aquele segurança e com seu vestido todo enrolado em volta de sua barriga.
Ela percebeu que eu tirava fotos e não se fez de rogada, empurrou Kumi pra cama, empinou a bunda e ainda olhou para mim e disse:
-"Tá vendo esta bocetinha? ela vai perder a virgindade prum pau negro...e você vai virar corninho pela primeira vez".
Ela estava muito excitada e começou a desabotoar a calça do segurança. Eu não acreditva no que via. Ela fazia questão de se exibir pra mim e dava pra ver sua mão com a nossa aliança desvencilhando a calça do segurança. Ela teve dificuldade pois o pau do cara realmente era grande. Quando ela finalmente conseguiu soltar a calça dele, Kumi se levantou e ficou com o membro duro balançando na cara de Regina. Ela ficou por um longo tempo admirando aquela tora cheia de veias. Ela estava em êxtase. Nunca tinha visto ela com esta cara e começou a chupar o pau do segurança que ainda estava de cuecas. Eu me aproximei com a cãmera e agora ela parecia uma modelo pornô, lâmbia a cabeça dele com vontade e ficava me mostrando. Eu só conseguia crer que era minha esposa por causa da aliança. Eu apontei o seio dela, pois queria tirar uma foto daquela linda tetona branca e ela percebendo minha intenção fez pose e ainda por cima segurou a base do pênis com uma mão e o corpo com outra para eu poder fotografar toda a potência daquele membro. O pau do cara era tão grande que ainda ficava boa parte descoberto.
Depois de muita chupeta, Kumi conduziu ela pro sofá. Disse que gostaria de foder a minha esposa no sofá. Ele gentilemente colocou uma caderia na frente do sofá, e mandou que eu olhasse aquele momento de 'iniciação' que seus antepassados deviam ter realizado várias vezes. Eu sentei tirei meu diminuto membro pra fora e fiquei punhetando. A posição que eu estava era perfeita pra que eu pudesse assistir ao defloramento da minha esposa por aquela pica gigante.
Kumi sentou no sofá e deu mais alguns beijos em Regina enquanto ele mesmo masturbava seu mastro pra preparar para penetração. Regina com cara de preocupada ainda chupou o pau dele deixando bem babado. Mas ela estava com tanto tesão que foi sentando na pica dele de cócoras e de frente pra mim. Nunca tinha visto o bico de seus seios tão pontudos como estava agora. Eu não acreditei quando entrou a cabeça do pau e ela gemeu. Achei que ela fosse desistir. Qual não foi a minha supresa quando ela soltou todo o peso do seu corpo em cima daquele caralho imenso. Kumi tentou segurá-la pelos seios, mas ela já estava completamente empalada naquela vara negra. E agora rebolava na pica toda enfiada. Kumi tomou controle da situação e começou a estocar ela cada vez mais, tirando e enfiando seu cajado negro em seus grandes lábios, até que a pica saísse completamente e depois retornasse fazendo com que os grandes lábios da minha esposa beijassem as bolas do seu saco a cada subida e descida. Kumi fodia muito bem, pois embora tivesse aquela verga enorme ainda controlava os movimentos dela forçando os seios dela pra cima e pra baixo. Ela só acompanhava sendo conduzida pelas suas tetas e o casal estava em total sincronia até gozarem entre gemidos e com a gala de Kumi escorrendo entre a boceta da minha esposa e seu enorme pau. Seu membro não dava sinais de amolecimento.
Eles ficaram uns 15 minutos parados e depois Kumi começou a dar umas estocadas de novo e acabaram tendo um novo orgasmo. Eu me retirei para a sala e depois ouvi o chuveiro ligar e eles ficaram lá sozinhos por quase mais uma hora.
Regina voltou "vestida" e feliz, eu tentava deixar o clima mais leve servindo uma dose de wisky para o nosso segurança e Kumi parecia bem cansado mas fazia questão de andar pelado e balançando aquela benga, para pegar gelo na cozinha e para mostrar o verdadeiro sentido do seu nome africano (vigoroso).
o Brasil perdeu o jogo mas minha esposa ganhou a copa do mundo e uma vuvuzela pela primeira vez.

Foto 1 do Conto erotico: Minha esposa tocou vuvuzela na copa

Foto 2 do Conto erotico: Minha esposa tocou vuvuzela na copa

Foto 3 do Conto erotico: Minha esposa tocou vuvuzela na copa

Foto 4 do Conto erotico: Minha esposa tocou vuvuzela na copa

Foto 5 do Conto erotico: Minha esposa tocou vuvuzela na copa


Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Comentários


foto perfil usuario betto2373

betto2373 Comentou em 22/08/2014

meu amigo vc tem uma mulher muito gostosa adoraria de chupar a buceta dela transar com ela na tua frente fazer tudo que vc quizer meu skyp e betton silva um beijo na buceta dela

foto perfil usuario kazado

kazado Comentou em 23/04/2014

parabens sua esposa e uma gata gostaria de conhecer vcs, seu conto muito bom bati uma bela punheta pra ela, beijao na xaninha dela

foto perfil usuario oksana

oksana Comentou em 13/02/2014

aonde eu encontro esta vuvuzela?

foto perfil usuario amogo de casada

amogo de casada Comentou em 09/07/2012

Ola o seu conto é o melhor que eu ja li, e olhe que ja li muitos, sua esposa é uma delicia seios maravilhosos uma boceta espetacular, pena ela ter dado pro segurança apenas uma vês, bem que ela poderia ter dado pra ele todos os dias até a volta pro brasil, espero que encontrem algum sortudo bem dotado aqui pra saciar a ambos com belas e espetaculares trepadas e não esqueça de publicar outras!

foto perfil usuario ola

ola Comentou em 18/04/2011

ola adorava ver a minha namorada com varios iguais a esse

foto perfil usuario coroa oriental

coroa oriental Comentou em 23/01/2011

Já dei meu voto só ao olhar as fotos da Renata. Gostosa! Que tesão de mulher! Depois lí o conto e adorei. Muito excitante. Fiquei de pau duro do começo ao fim. Parabéns. Ela está no auge da sensualidade. Uma femea na casa dos 40 tem aquilo que não tinha aos 20. Aproveitem que a vida é curta. Beijão nela.

foto perfil usuario assato

assato Comentou em 11/07/2010

Muito gostosa sua esposa, vc é um cara sortudo, queria ter a mesma sorte e poder ver minha esposa fazendo as mesmas coisas que a sua. Olha to de pau duro em ver a sua esposa e pelo bom relato. Simplesmente gostosa sua mulher.

foto perfil usuario tanyamarcondes

tanyamarcondes Comentou em 07/07/2010

Maravilhoso. Minha mulher adoraria ter ido à copa. E eu também. Parabéns pelo ótimo conto. Tanya (o marido da Anitta)




Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


9907 - Minha esposa gosta de pau grande - Categoria: Traição/Corno - Votos: 27
10037 - Minha Esposa no Churrasco - Categoria: Traição/Corno - Votos: 21
47573 - Pagando o Silicone com Sexo - Categoria: Traição/Corno - Votos: 7

Ficha do conto

Foto Perfil corneliofroxo
corneliofroxo

Nome do conto:
Minha esposa tocou vuvuzela na copa

Codigo do conto:
9924

Categoria:
Traição/Corno

Data da Publicação:
07/07/2010

Quant.de Votos:
18

Quant.de Fotos:
5


Online porn video at mobile phone


liga da justica peladaquadrinho erotico a construaocontos dopei minha esposamastubando xoxota e pai viu conto eroticocontos eroticos gay sendo estuprado por taradosquadrinhos eroticos mae e filhocontoeroticochupetacontos eroticos eu i meu pai ele depilou minha xereca com fotosConto erotico cheirando calcinhanegras dargostozorevista pornoultimos contos sadocontos eroticos comeram a minha esposa na marra no hospitalConto erotico.sogrovideo erotico com a mantecontos gostoso de reconciliaçãocontos eroticos fudendo a coroa crentecontos eroticos incesto minha irma se oferceu para minquadrinhos eróticos emrabado a viúvaquadringo porno analcontos eroticos de evangelicasvai corno fode conto eroticocontos eroticos comi o rabo dafilhinha e da mae em ums festa juninaconto tia depilandoengravidei minha tiaJanaína deu cu virgemparasogrocontos são muito bem dotado engravidei minha tiahistorias porno desenhosvideo de sexo bi com incestoimeu primo ver eu comendi a esposa delivideo de corno parando o carro em posto de gasolina e os caminhoneiros comendo sua esposacaralho grabde fudendocontoseroticoa minha mulher me traiucom um garotoporno gay quadrinho mozto ruContos monica putinha da ruaQuadrinhoseroticosirmascontos eroticos velha lesbica abusando de novinhaMenininha de calcinha de bruço fotosconto erótico ninfomaníaca metendo muitomulher de marombeiro sendo fodidacontos eroticos com entregadoresconto erotico como-me-tornei-a-cachorrinha-do-meu-padrastocontos eroticos de negona bundudasedutoras e marrentas parte dozeconto erotico gay o gurizinho e o negao antigoConto reas mae bebada sem calcinha rasquei seu cuzinho virgem finge dormilambemdi buceta perti d amigasocano muita manteiga no cu e na buseta inteiraconto erotico de novinhoLiga da justiça porno gayContos de cedezinhas sendi iniciadaconto erotico engulo tudoTia viuva japonesa conto.Contos eroticos fudi a minha sogracontos minha cunhada viu eu mijanoboafoda egravidadosalinas vampcontos eroticos de gordas carentescorno de caminhoneiro contoscoleira bdsm metalica mulhersexo erótico em quadrinhos vizinhosArmando a saia da empregadinha e metendoConto erotico de cavaloconto erotico de casadacontos de maridos em festa de amigos viu sua esposas sendo seduzidas por eles na sua frente.Porno contos de traicaoconto erótico peguei minha tia se masturbando com a calcinha de ladomeu pai nua cucomeno ucu da noraxvidiono conto erotico minha irma mais nova mim pertuba pra transa com elacontos de um casal novinho que foi morar lonje da cidade e um velho roludoencoxatris .sexo