Casada Carente


Click to Download this video!


Nas férias de verão deste ano, aconteceu algo que mudou a minha vida sexual com a minha mulher para sempre. Após vários anos de casamento, a nossa relação intima estava bastante distante, os filhos e as responsabilidade do trabalho, reduziram muito, as vezes que faziamos amor, sendo que, esta situação afetava mais a minha mulher do que a mim, ela era a mais quente e experiente da relação, e esta falta de intimidade a afetava-a muito, mas apesar de tudo, ela sempre tinha sido fiel.
Face a esta situação de insatisfação da minha mulher, decidi leva-la de férias, para podermos estar sozinhos e assim retomar o fogo da nossa paixão. Ela assim que soube dos meus planos, ficou muito feliz e preparou-se, comprando roupa e lingerie novas para usar nessas noites que se supunham especiais.

Quando casamos, eu era virgem e ela já tinha tido muitas experiências com outros homens, e isso era um motivo de ciume para mim, mas ao mesmo tempo sentia-me excitado ao imagina-la com outros (apesar de nunca lhe ter dito), eu sempre soube que ela era muito quente e que dificilmente conseguia acompanha-la, mas nos primeiros tempos do nosso casamento, tinha sido muito fácil saciar o seu desejo, mas agora, sentia-a infeliz com muita falta de sexo.

Quando chegamos à pousada, reparamos com agrado que estava completamente vazia, só se encontrava o dono da mesma, um senhor solitário, já com alguma idade, mas muito bem parecido e charmoso, que após as apresentações nos levou ao quarto, e ajudou-nos a instalar confortavelmente.

Assim que ficamos sozinhos, a minha esposa, começou de imediato a provocar-me, a mostrar-me as lingeries que trazia e a querer despir-se e exibir-se para mim, mas eu estava cansado e mais uma vez rejeitei a sua aproximação o que a deixou novamente frustada e aborrecida comigo, no entanto, prometi-lhe que iriamos descer para jantar e assim que subissemos, fariamos amor toda a noite.

Descemos para comer, e ela estava deslumbrante, um curtissimo vestido de verão, que quase mostrava as cuequinhas fio dental, transparantes, sapatos de salto alto e um perfume que enfeitiçava qualquer um. Assim que nos sentamos, percebemos que iriamos estar a sós com o dono da pousada que simpaticamente convidamos para nos fazer companhia. Ele era muito simpático e adorou a minha esposa, fazendo-lhe muito elogios durante toda à noite, e lançando-lhe muitos olhares indiscretos, que me incomodaram, mas como eu sei que ela adora ser o centro das atenções, deixei as coisas acontecerem.

O jantar foi muito agradável, comemos bem e bebemos ainda melhor, o ambiente foi ficando cada vez mais descontraido, e as conversas ficaram também mais atrevidas, com o nosso anfitrião a confessar-se um homem sozinho e carente, separado à varios anos, dedicava-se em exclusivo ao trabalho e há muito tempo que não estava com uma mulher.

Depois de todo este tempo à mesa, passamos para uns sofás, onde a minha esposa, ficou sentada de frente para nós, e reparei que o dono da pousada, não parou mais de olhar para as pernas, e coxas dela, ficando particularmente atento a cada cruzar de pernas, uma vez que, o vestido era tão pequeno que era impossivel não mostrar as cuequinhas.
Esta situação, não passou despercebida a ninguém, ela já estava um pouco bebida, e olhava-me de uma forma intensa, ao mesmo tempo que cruzava as pernas, e exibia-nos as cuequinhas transparantes, que deixavam perceber que estava completamente depilada.

No entanto, apesar da crescente tesão no ar, a conversa ia fluindo com normalidade, eu estava ciumento, mas ao mesmo tempo excitado, a minha mulher, quis demostrar-me que eu tinha que "tratar" dela, porque senão, ela conseguia um homem que fizesse o meu “trabalho”. Continuamos assim, naquela situação de exibicionismo discreto, por mais alguns momentos, o dono da pousada estava cada vez mais animado, e olhava descaramente para as para cuequinhas transparentes que ela continuava a exibir de uma forma cada vez mais descarada, permitindo a mim e ele, ver a ratinha completamente depilada.

Entretanto, tive um acesso de cíumes e achei que já era demais o que se estava a passar, levantei-me e puxei-a para regressarmos ao quarto, ela percebeu que estava chateado e veio sem hesitar. No caminho para o quarto, estava excitado com nunca, aquela situação em que a minha mulher se oferecia a outro homem, deixava-me mais louco do que eu gostava de admitir, e mesmo antes de chegarmos ao quarto, agarrei-a no corredor, empurrei-a contra a parede e sem sequer falarmos, rasguei-lhe as cuequinhas e comecei a come-la, quase à força, cego de ciumes e de tesão.

Ela gemia baixinho e estava a adorar, tinha saudades destas loucuras e de se sentir desejada, hoje depois de “exibir-se” para dois homens estava ensopada e só queria sentir um bom pau, e oferecer-se com uma puta alguem.
Eu estava louco de tesão, ela tinha descoberto o meu ponto fraco e que nunca tinha tido coragem para lhe contar, comia-a à bruta, com força, mordia-lhe no pescoço, chamava-a de safada, vadia, putinha ao ouvido, enquanto o meu pau entrava e saia com rapidez e vigor da sua ratinha completamente ensopada.

Não demorou muito tempo, até que atingissemos o climax, sentiamo-nos excitado como nunca, estavamos no corredor da pousada, o perigo do dono aparecer era real, o que aumentou ainda mais a nossa tesão, e isso fez precipitar a chegada a chegada do prazer máximo, com o meu leite a jorrar para dentro da sua ratinha quente e aberta. Beijamo-nos demoradamente, vestimo-nos e regressamos ao quarto.


Depois disto, eu estava exausto e cai na cama e adormeci quase de imediato, mas a minha mulher, quente como é, ainda não estava totalmente satisfeita, conforme me contou depois, foi tomar um duche para relaxar e tentar esquecer a tesão como que ainda estava.

Assim que acabou terminou, veio para o quarto enrrolada numa toalha e decidiu apanhar um pouco de ar fresco para a varanda, e pode constatou que a pousada se encontrava completamente vazia, as luzes de todos os quartos estavam apagadas. No entanto, após algum tempo, sentiu que algo se passava e percebeu que o dono da pousada, encontrava-se numa das varandas mais próximas, escondido no escuro a espia-la.
Primeiro, pensou em recolher-se, mas nessa noite de emoções fortes, ainda se encontrava insatisfeita e com o desejo à flor da pele, e com pena dele que estava sem mulher à varios anos, não resistiu a provoca-lo, decidiu fingir que não o tinha visto.
Regressou ao interior do quarto, deixou a porta de vidro da varanda entreaberta, apagou a luz e ficou só com a luz da televisão, passeou um pouco de um lado para o outro, fingindo procurar a roupa que iria vestir. Entretanto, pegou em um creme, deixou a toalha cair no chão e ficou completamente nua à vista do dono da pousada, que rapidamente se agitou, procurando colocar-se, numa posição em que pudesse ver melhor, ela apercebeu-se de tudo pelo canto do olho, mas continuou a agir como se nada tivesse a acontecer, apesar de o coração ter disparado e ter ficado novamente ensopada.
Começou a passar o creme pelo corpo, bem devagar, provocando-o ao máximo, começou pelas mamas, que estavam duras com os mamilos espetados, descendo pela barriga, coxas, pernas e acabando por passar creme na ratinha depilada, ao mesmo tempo que se masturbava uns segundos.

Sendo que, durante estes quentes minutos, o dono, não tirava os olhos dela, tendo sido para ela fácil perceber isso, uma vez que, ele era cada vez menos discreto a espreitar, tendo ela percebido claramente que ele se masturbava. Ela como toda a esta situação, estava pronta para cometer uma loucura e sair porta fora e procura-lo, estava completamente louca de desejo e incapaz de pensar. No entanto, decidiu deitar-se no sofá, virado para a janela e começou a tocar-se, primeiro no corpo todo, descendo até encontrar a sua ratinha ensopada, que acariciou de pernas abertas, para deleite do espectador que seguramente, terá chegado ao orgasmo várias vezes com a visão da minha mulher completamente aberta para ele. Ela veio-se várias vezes, e acabou por adormecer, nua de janela aberta, completamente exposta, mas satisfeita como já não se sentia à anos.

No dia seguinte, acordou nua ao pé da janela e lembrou-se da loucura da noite passada, soltou um sorriso de satisfação e prazer que a fez sentir a felicidade dos tempos de recém casada, já à muito que não se sentia tão satisfeita. Decidiu tomar um banho e descer sozinha para o pequeno almoço, uma vez que, eu ainda estava a dormir.
Assim que chegou ao restaurante da pousada, deparou-se com o dono, que a recebeu com um sorriso enorme e com uma simpatia fora do comum, ela lembrou-se de tudo o que se tinha passado e sentiu uma enorme vergonha e tesão ao mesmo tempo, procurou disfarçar, aproximou-se a sorriu amavelmente e cumprimentou-o com um abraço. No entanto, ele ao vê-la sozinha, não resistiu a tentar algo mais e inesperadamente, deu-lhe um forte abraço, descendo as mãos pelo corpo dela, que começaram vigorosamente a apalpa-la em todo o lado, ela sentiu-se indefesa e excitada ao mesmo tempo. Supreendida, não teve coragem de o afastar, e deixou-se levar pelo desejo e ele aproveitou por uns breves momentos, ela sentiu a mão dele nos seios, no rabo e a entrar pelas cuecas adentro, a acariciar a ensopada ratinha, apalpões que a deixaram totalmente rendida, no entanto, ao ouvir-me a descer as escadas, fê-la interromper aquela loucura, recompos-se, subiu as cuecas e afastou-o. Entretanto e não suspeitando de nada na altura, sentei-me e tomei o pequeno-almoço, sem nunca imaginar que estive quase a ser traido pela minha esposa.
Depois destas férias a nossa intimidade e felicidade melhorou muito a minha mulher, descobriu o meu segredo, e quando me queria, só tinha que me provocar com outros homens... voltamos a ser felizes como nunca. Fim.

Foto 1 do Conto erotico: Casada Carente


Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Comentários


foto perfil usuario kzdopass48es

kzdopass48es Comentou em 27/12/2016

Maravilhosa! Betto




Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


Ficha do conto

Foto Perfil sonhosquentes
sonhosquentes

Nome do conto:
Casada Carente

Codigo do conto:
94758

Categoria:
Traição/Corno

Data da Publicação:
26/12/2016

Quant.de Votos:
7

Quant.de Fotos:
1


Online porn video at mobile phone


Contos eroticos de como dei a buceta na surubacontos eroticos beira de estradaconto esposa vadia adora ser chingada e marido corno chupador de porraa reação da minha espoza kuando pergunto se ela ker dois pinto um no cu outro na buceta contoshq porno o segredo da tia paulineas bucetudameu sogro contocontos traicao sogrocontoseroticos desenho animado sogro comendo norasmeteção no pesqueirocontos-eroticos-afilhada-padrinhocom fotoconto ballbusting sado relato cuecaConto herotico sequestrado e trasformado em travesti a forçaContos eroticos abusada pelo caminhoneiro frentista e borracheirocontos porno com negros de obragibi porno estrupotia quadrino pornoÇonto erotico meu primeiro cuContos eroticos .meu filho me comeu no sofa da salaelise e ernesto pornocontoeroticoputagostosagozando na boca da filhinhaseiren historias das igrejas pornoconto de corno mia mulhe gostosa arobada pro u badido bemdotadocontos eroticos novinhas vendidascontos a cdf cabacinhocontos menage masculinocontos erotico sendo comida por travestiscatvedeoConto porno putinha do velho desde de novinhacontos eroticos metendo na inquilina casadacasa de swing porno contothalia conto travesti com fotoscontos eroticos diretores de escola chantageando novinhas virgensGugamrapconto casada adestrando cornoSexo com Beto Papakuconto erotico tirei.o cabaçoda moradora derua e de sua amigaConto erotico fui fagrada brincando de esconde escondecontos eroticos d menininhas perdendo o cabaco com papai e irmaocasada resebe proposta indecente contocontos carona magrinhaconto erotico minha tiaconto erticos quebrei a perna minha irma mim ajudou a tomar banhocontos eróticos evangélicaContos de cornos de siliconadascontos eroticos enteada virgemcontos erticos menino enraba catadora de lixoquadrinho porno sogros cornosvídeo de pornô brasileiro eu levei meus amigos para bem minha casa eles acabaram comigo minha mulher gostosa com DeusMarcia coroa buceta cu santa cruz do sul rscontos eroticos incesto na cachoeiracontos eroticos rotina de um casalpegol carona sedel malconto erotico buceta depiladacontod eroticos pai mamae nim cumeumulhuer peladas calcinha fio dental videoultimos contos sadohentai contos sexohomens transando em quadrinhos pai e filhosConto erótico gay padrecontos esfolando mamaecontos erotico presente. para esposacontos eroticodo no carrovideo porno mulher encoxada no onibas e enfia o picoprimeira vez contoseroticos gaycontos eroticos cheirou o cusinho suado da negrinha e meteu a vara nelaconto eroticos transformando a santinha em depravadaconto erotico traveco dengosaquadrinhos eroricos A gerente eabudapokemons contos eróticos gaysbustão peludinsestos eroticos de genro e sogra em quadrinhoscomtos eróticos meu pastor mivil me masturbadoContos erotico mulher puta e corno trouxamulher mendiga conto eroticoEstrupando a mãe depois de chantageala pornô quadrinhosmeu filho dotado conto