1ª Encoxada da vida - Encoxando a mãe do meu amigo


Click to Download this video!


No meu último conto havia relatado a encoxada mais gostosa da minha vida onde eu e minha madrasta tivemos relações sexuais. E havia dito também que havia começado muito cedo a minha sexualidade quando pela primeira vez em toda a minha vida sentir meu pau ficar duro e a sensação de estar excitado, não vou mentir é muito boa mesmo, é uma sensação incrível que sempre você quer mais e aquela pessoa acaba marcando você pelo resto da vida e hoje sou um ninfomaníaco só que diferente de muitos minhas investidas tem sempre toques de carinho, inocência, fogo e uma curtição que não faz mal.

Não quero começar um relato escandaloso nem tampouco que cause repulsa à vocês, caros leitores, só tive vontade de me abrir e botar tudo isso pra fora além do mais eu nunca mais vi está pessoa faz mais de vinte anos e creio que isso não tem mais a mínima importância mesmo que eu conte algo que houve na minha infância.

Hoje tenho 34 anos de idade e o fato aconteceu em 1986. Nessa época tive um amiguinho da mesma idade, amigo de escola e de infância o primeiro de todos, ele morava somente com sua mãe e sempre que ela ia trabalhar ele ficava com sua secretária como ela chamava na verdade era a babá dele. estudávamos pela manhã na escolinha da rua e sempre à tarde estava na casa dele e algumas vezes na minha.

Nessas idades sempre ocorrem brincadeiras inocentes que acabavam levando ao sexo e principalmente a encoxada e sempre envolvem primos, aquelas brincadeiras da infância, como também podem envolver com outros membros da família (ouvir falar certas histórias).

Nesse relato não foi diferente, o nome dela era dona Rita, como eu costumava chamá-la e o meu amigo é João mas conhecido como Juninho. Ela aparentava ter a idade na faixa dos 30 anos e gostava mimar muito o filho, dava muito carinho pra ele e deu até demais porque um dia quando cheguei ela estava bem sensual usando um shortinho jeans bem curtinho e desfiado que na época algumas moças costumavam usar isso dentro de casa para ficar a vontade e não era a primeira vez que a via assim dentro de casa e gostava de ver porque era bonito ver pernas de mulher e não ficava excitado e sim com vontade de tocar.

Só fiquei excitado pela primeira vez quando cheguei em sua casa e vi ela usando esse mesmo short sentada no sofá com ele no colo dela cavalgando em uma das coxas grossas que ela tinha. Ela estava fingindo ser um cavalinho e ele gostava.

Fiquei pensando que queria cavalgar também e ela me chamou para a brincadeira já que ela gostava muito de mim, quando subir naquele coxão, fiquei muito excitado e ela cavalgou. Hummmmmmm... - Nossa que sensação! Penso agora quando lembro disso.

e ficávamos revezado às vezes era ele e nas outras eu.

No momento que eu cavalgava o juninho dizia: - manhinha eu quero!

dona Rita dizia: - deixa ele só um pouquinho!

Então ele não quis ouvir e resolveu subir em cima de outra coxa dela que estava desocupada e subiu e esfregou. Ela então disse: - menino não posso com dois tem que ser um de cada vez senão não brinco mais!

E ela se abusou e não quis mais aquela brincadeira.

E nós dois começamos a insistir e ela passou a notar o porquê de nós querermos tanto isso e ela sacana resolveu deixar um pouquinho, ela passou a correr da gente mas quando conseguíamos agarrá-la nós a encoxávamos tanto eu como ele agarrávamos suas pernas e nos pendurávamos como se fosse uma árvore e só fato de nossos pênis deslizar naqueles coxões, era gostoso, uma delícia, depois ela cansou e resolveu brincar de novo mas o primeiro a encoxá-la fui eu e ele queria mas ela disse:

- Depois filho mas ele insistia e ela notou que minha pintinha e a dele estavam duras e por uma brincadeira de mal gosto dela, ela resolveu humilhá-lo o próprio filho um pouquinho tirando um pouco dele por direito e dando pra mim já que ela sabia do que se tratava e também que ele sempre iria ter por ser filho.

O que ela fez enquanto eu me esfregava em suas coxas ele insistia tomar o meu lugar de prazer e ela se levantou me colocou nos braços dela de frente pra ela suspenso agarrado em sua cintura como se fosse um carangueijo quase próximo os seios e o juninho tentar se pendurar em suas coxas e ela o enxotou ele caiu no chão e o vaiou:

- uuuuuuuuuuu perdeu! e correu dele ele ficou caído,deitado de bruços no maior choro quedava até dó de ver meu amigo assim desejando tanto as coxas de sua mãe.

Ela depois ela disse pra mim: - Melhor você, eu converso com ele e fui.

depois pelo q vi ela o chamou, pediu desculpas ao filho e deu muito mimos e acho q ele encoxou nela mais uma vez.

Nesse conto foi a primeira vez q enconxei uma mulher e conto anterior com minha madrasta quando ela disse: "-Não se pindure assim não menino!" me remeteu a esse fato e descobrir o sentido do ato de se pindurar hummmm gostoso! Eu prefiro!

Essa história ainda tem o final que é quando dona Rita, juninho e a uma amiga foram à uma praia e ela me convidou para ir junto com o consentimento dos meus responsáveis já que ela era vizinha e também muito bem vista.

A praia pra mim é o cenário perfeito para essas minhas fantasias porque foi aí que começou e por isso que no conto anterior com a minha madrasta entre dois lugares em que íamos transar um deles era uma praia onde só trafegava pescadores e às vezes ninguém mas minha preferência sempre foi a praia porque encoxar dentro da água é gostoso demais.

Esse conto continua

Caros leitores, leiam deem suas notas e façam seus comentários eu nunca contei essa história pra ninguém até agora, acredito que fui muito ousado pra mim mesmo relatando isso!


Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Comentários


foto perfil usuario paullinho

paullinho Comentou em 08/12/2016

Bruno seu conto é bem floreado, nunca desperdice detalhes pois isso nos dá a sensação de prazer e nos deixa de pau duro. Leia meus contos, vote e comente, por favor. Gostei teve meu voto.




Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


92797 - Encoxando a madrasta - Categoria: Incesto - Votos: 2
92922 - Encoxando a mãe do meu amigo - parte 2 - Categoria: Incesto - Votos: 1
93205 - Conheci uma Daniela - Categoria: Heterosexual - Votos: 1

Ficha do conto

Foto Perfil brunnomaximus
brunnomaximus

Nome do conto:
1ª Encoxada da vida - Encoxando a mãe do meu amigo

Codigo do conto:
92879

Categoria:
Incesto

Data da Publicação:
07/12/2016

Quant.de Votos:
5

Quant.de Fotos:
0


Online porn video at mobile phone


a bela adormecida peladaultimos contos eroticos meu dindo me ajudando a passar o tesaodescabacei a buceta da crentizinha magrela a fora - contos eroticosGeraldo o porteiro conto eróticocordo ama a esposa com a buceta cheia de porra contoporno quadrinhosultimos contos sadosaxyelacomendo a viuva mulher do amigoContos gay pau pequenocontos eroticos a banda e do papaicOntos minha tia mepegou na punhetaconto erotico dando a buceta na esquina sem querercontos papaku conto jardineiro safado com loiraminha mae e ninha tia contoanythingcomics hentai as aventuras de liaConto erotico com novinha casadacontos flagrei meu pai comendo garotinhocontos fetiches padrasto mauvadosconto erotico amiga da minha mulhercontos.pornos primo.pegando.a.priminhaContos eroticos minha mulher traz porra para mimContoeroticosurubao principr contoeroticopizzaiolo conto sexoconto erotico minha esposa esperimentou a pica do negao e voltou pra casa arrombada eu vi fotosxvideos miuchaContos eroticos,mendigo m estrupou virgem e choreiconto eroticcontos eroticos com fotos de transando com as cunhadas casadas na frente de seus maridospuro êxtase com atriz porno brasileira lendoquadrinho eroticos ilustradocontos eroticos vendida no chefe do meu paibdsm hqs violentadascontos pornonarradocontos brasil cunhadinha da pra 4goza dentro das mulheres em transe hipnose pornocontos eróticos sogra no motelContos e fotos de tias e sobrinhos pauzudoscontos eróticos querendo o leitinho do papaicontos eroticos de irma mais velha com irmão de menorComtos erotico casada e putafilmei uma traicao e chantagiei contoscontos eroticos tio sobrinhazinhasContos eroticoszoofilia gravidasConto porno de incesto avo neta e maeconto erotico o triste fim dr Jéssicacontos sobrinha casadacontos eroticos ilustrada comi minha irma dormindoultimos contos erroticos 2018 genros e sogras sogrosavo pelada e cu de margarinacontos de casada chantageadaContos gay pau pequenocontos eroticos com tios e sobrinhas safadas e putacontos eroticos: fodi com meu filho no carroconto minha esposaconto tirei o cabaço da tia solteironacontos eroticos gay putinhaContos eroticos mamae e filhas gulosas mamando nos seus seis filhos pauzudos em um gang bang no sitopornô hentais o filho bebado comedo a mãe em desenhoanal comicscomendo gorda conto eroticoquadrinhoseroticos/pauzudoconto erotico pequeno de gaycomeu ate o meu cuzinho contosconto meu marido mereceu ser xingadoporno estupro, pedreiros rasgam calcinha e meteu a lingua no fundo da bucetaaté que... num súbito segundo de orgasmo absoluto, César derrama em forma de líquido econto erotico minha vizinha de short socado na bundavovó bundudaque ver conto erotico imao es piano imao novinha peladaconto erotico vigilante noturno heterocontos eróticos o casal de alunos virgenscontoseróticos abusei de minha netinha brincando de médicoGemendo pro corno ouvir.conto eroticoFotos pornogay passivo parou no presidio e enfiaram a rola nelebucetinhascasado cdzinha vadia contosconto erotico de loira gostosa transando de biquini com dois homenshipnotismo meu filho contos pornoerotico meu pairelatos comi minha sograconto erotico de baixo da camawww.nora tarada contos e fotocontos eroticos entre netinhos e vovôcontos eroticos me exibi e amo q me chupemConto porno meu marido me apresentou seu amigo do pau grandeconto erotico df 2017Eu e papai conto eroticoTransando no ônibus quadradinhoconto erotico pastorxvidio/casada com caminhoneirochupando no onibus conto eroticoconto erótico comi o minha amiga bi