A Enteada – o Retorno da mãe


Click to Download this video!


A Enteada – o Retorno da mãe

Como contei no conto anterior, sou casado e moro com Lucia, minha gordinha deliciosa, e sua filha Marcinha, uma ninfeta deliciosa, e numa viagem da minha mulher comecei a comer a minha enteada.
Cheguei do serviço aquela tarde com muito tesão, esperei Marcinha chegar da faculdade no ponto, viemos para casa abraçados como fazemos todos os dias, mas assim que fechamos a porta de casa nos agarramos, beijei aquela delicia com tesão, tirei sua roupa e fomos para o banho, chupei sua buceta por tras fazendo ela gozar na minha boca, coloquei ela apoiada na parede e meti até cansar, nos secamos e na mesa da cozinha, coloquei ela deitada com as pernas para cima e fudi com força aquela bucetinha inchada, e gozei na sua boquinha. Jantamos e dormimos abraçados, amanheci com ela me oferecendo os peitos, chupei e ela montou no meu pau, cavalgou até gozar, coloquei ela de quatro e comi de novo, gozei nas suas costas e saímos para trabalhar.
Minha mulher chegou a tarde, entrei em casa e ela estava deitada de vestido curto, agarrei minha mulher e transamos ali mesmo, ela estava com muito tesão, jogava a bunda pra tras fazendo com que nossos corpos batessem com força, de repente virou e deitou de costas no sofá, me ajoelhei e passei a fuder sua buceta com força chupando seus peitões, ela gemia alto até que disse: gostou de comer a menininha mas gosta mesmo é da gordinha aqui né! Até travei, mas ela me puxou pra continuar beijando minha boca, estávamos com tanto tesão que acabei gozando rápido junto com ela, caímos no sofá rindo, e ela me contou que recebeu uma mensagem da filha dizendo que precisavam conversar, e a minha reação já dizia qual era o assunto. Conversamos sobre isso tudo, contei como rolou e ela apenas ouviu, e me perguntou o que eu estava disposto a fazer, apenas podia dizer que faria qualquer coisa pra manter a harmonia que conquistamos juntos. Ela sorriu, a conversa narrando como comi a marcinha nos encheu de tesão de novo e fomos para o quarto, transamos com carinho até as 22:00hs, não tínhamos nem força para levantar da cama. Fui buscar minha enteada e não comentei nada, apenas que a mãe estava em casa, elas sentaram na cozinha para lanchar e fui me deitar, minha mulher veio já de madrugada, deitou e dormiu. Levantei cedo e sai, fiquei curioso até a noite, cheguei e minha mulher não estava, tinha ido visitar minha sogra, chegou quase junto com a filha, deitou comigo e transamos gostoso, ela não tocou no assunto. Tentei falar mas ela estava cansada, apagou logo, fui tomar uma agua e o quarto de Marcinha estava fechado, me deu uma puta vontade de entrar e comer ela de novo, mas não tive coragem, deitei e dormi, acordei com minha mulher pegando meu pau, eu não ia trabalhar cedo, então ela me chupou, e quando estava bem duro sentou no meu pau e rebolou até me fazer gozar, saiu rindo dizendo que ia escorrer pelas pernas o dia todo. Apaguei e acordei um pouco depois com minha enteada deitada comigo, me olhando nos olhos, me beijou e colocou minha mão no seu seio, apalpei e chupei com carinho, ela gemia alto, sua mão procurou meu pau que já acordava, brincou com ele e entrou debaixo do lençol e me chupou, já tinha melhorado bastante, brincava com os dedos na sua bucetinha e ela rebolava e me chupava mais forte, fiz menção de afastar mas ela insistiu, então gozei na sua boquinha, ela babou e lambeu ele, até não ter mais nada, levantou com um sorriso sacana e saio rebolando, tentei chamar mas me ignorou.
Fiquei a tarde toda ocupado com minhas coisas, minha mulher chegou e me abraçou forte, ia falar com ela mas foi ela quem disse: amor, a Marcia sabe o que quer, eu te amo e você nos ama, então, aqui dentro de casa, o que acontecer vai ficar aqui, não quero outro homem e sei que você não quer outra mulher, então, entre nos três o amor e o carinho vai estar sempre, não posso impedir minha filha de te desejar, fui eu quem te colocou aqui dentro de casa, ela te ama de verdade mas não como pai, te respeita como um, mas te ve como homem, então, você tem duas mulheres na as vida, e espero que baste!
Beijei minha mulher com amor e carinho, deitamos na sala e ficamos nos acariciando até tarde, transamos gostoso, e ela apagou, fui buscar minha menina, nos beijamos e fui dormir.
As semanas se seguiram assim, minha mulher esperta, mantinha a prioridade nela, minha enteada eu comia quando estávamos sozinhos em casa, e logo era normal seios a mostra dentro de casa, mulheres se trocando com porta aberta e tomando banho e esquecendo a toalha e eu indo buscar. Minha mulher queria saber quando eu comia a filha e eu contava detalhes deixando ela com tesão, nestas horas aproveitava pra enrabar ela de quatro, ela gemia alto e gozava muito dizendo que eu era dono dela, e que me amava, isso passou a ser nosso esporte, estávamos muito felizes com esse arranjo todo.
Minha mulher faria aniversario num domingo, combinei com Marcinha de comprar uma cesta de café da manhã, e ela receberia e levaria para a mãe, mas, na noite anterior saímos e bebemos um pouco a mais e apagamos na cama, levantei para ir ao banheiro e quando voltei ela foi, tomou um banho e veio com uma calcinha vermelha, brincou e deitou comigo, esqueci do presente, e minha mulher veio por cima me chupando deixando sua buceta depilada na minha cara, passei a chupar e ela a gemer com meu pau na boca, passei a brincar com um dedo no cuzinho e logo enfiei um e depois dois, isso enquanto ela gozava na minha boca, e quando ela virou e sentou no meu pau vimos Marcinha sentada na poltrona ao lado nua, a cesta de café da manhã no chão e minha menina com dois dedos brincando com a bucetinha, aquilo foi alucinante, nunca tínhamos falado em transarmos juntos, mas ali não dava mais para voltar atrás, minha menina veio naturalmente deitar do meu lado me oferecer os seios para chupar enquanto a mãe subia e descia no meu pau, minha mulher tremia de tesão vendo a filha sendo chupada, logo gozou forte gemendo, saiu de cima de mim e pegou a menina pela mão e a colocou no seu lugar, a menina sorria e logo rebolava no meu pau, minha mulher me beijava com tesão e assim que afilha gozou se colocou de quatro na cama e abriu bem bunda com as mãos, aproveitei o suco da filha e cravei no seu cuzinho, ela gemia e a filha se masturbava do lado, gozei um litro dentro da minha mulher. Deitamos os três na cama e logo abrimos a cesta, comemos na cama mesmo, os três nus, como se fosse normal aquilo, um colocando algo na boca do outro, beijando e se apalpando, a menina logo abriu um pote de geleia e passou na bucetinha, lambi até tirar tudo e ela gozar, minha mulher besuntou meu pau de geleia tb e chupou muito. Ficamos assim o dia todo em casa, a cada momento se pegando e adorando tudo aquilo. E assim ficamos até o fim do dia. Dormimos os três na mesma cama até hoje, o quarto de Marcinha virou um closet delas, pois so temos um quarto em casa.
Isso tudo é real e acontece há anos, Marcinha até arrumou um namorado, mas nada serio, ela é minha mulher, tanto quanto sua mãe. O complicado disso tudo foi quando fomos flagrados na cama pela minha sogra, isso deu trabalho, mas resolvemos do nosso jeito isso também! Depois eu conto!


Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Comentários


foto perfil usuario fodocasal

fodocasal Comentou em 05/12/2016

puta tesão cara, isso é ter muita sorte na vida. belo conto .




Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


92604 - A enteada - Categoria: Incesto - Votos: 14
95641 - O flagra da sogra - Categoria: Incesto - Votos: 21
96339 - A enteada e a amiga de trabalho e muito mais! - Categoria: Incesto - Votos: 7
96537 - A amiga da sobrinha - Categoria: Incesto - Votos: 7
100989 - Minha cunhada e seu chefe rico - 1 - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 10
101087 - Minha cunhada e seu chefe rico - 2 - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 6

Ficha do conto

Foto Perfil Conto Erotico jonaspedro77

Nome do conto:
A Enteada – o Retorno da mãe

Codigo do conto:
92767

Categoria:
Incesto

Data da Publicação:
05/12/2016

Quant.de Votos:
22

Quant.de Fotos:
0


Online porn video at mobile phone


corneando o tio contoscontos eroticos guardetes noturna trepandoconto erotico eu minha esposa e amigoconto erotico roupa esposaContoeroticosacanagemfamiliaex.sogra.solteira.e.gostosa.como comerContos erotico cinemão padrasto.mete.na.mae e filhacontos eroticoscomi minha irma drogadavelha goza no pauzao contoshq de sexo gaycontos de sexo com a fran mulher do meu amigo fotosconto erótico Hannahcontos papakuconto erotico punhetado por caridadecontos incesto escaldantes mae e filhocontos eroticos levei minha filha no medicocontos eróticos gay mictóriopausudo faz gostosa desmontarnovinha nao aguenta a mao boba do papai xxxContos eróticos abusando do cu apertado da esposa a forçabuceta em fido a rola bucetinhaComentou que Bucetao pro tioconto porno com o tiocontos eróticos gay dei meu cuzinho para o pai do meu colegaarrombei as tuas calcinhasporno vai novinhafilmes eroticos de casadas sendo estrupadas por borracheiroQuadrinhoseroticossobrinhascontos eróticos crossdresser com negaoContos eronticos vendedor de cocaca na praiacontos eróticos com mulher doenteO coroa amigo da minha mae me molestava e acabeu viciano contos eroticosmae safada=professora putaconto o padrasto comeu o meu cu que eu me caqueiincestquadrinhocalçinhas meladinhas nelasdeixei meu marido e fui fode com filhowww.sogro pauzodo comendo cu da noracontos eroticos com aldoConto erotico primameu chefe tesao sexo prazer contofodendo sobrinha nuaidosa gozando contozecoa o bem dotadofrutaporno fervorosoconto gay irmaos gemendo no pirocao do irmao c fotochantagiei a negra contoconto erotico gay dando pra duendekmilinha meus contos eróticosquadrinho erotico estupro emocionante 3contos eroticos coleira vadiaboy sex xxxi futoConto erotico de cavaloconto erotico menina senhor barbudoA menininha da rua contos eroticosquadrinhos eróticos3D madrinha casadacontos eroticos metendo na coroa gorda deficiente fisicaenfiando a pika na priminha da 8 aninhos contos eroticoscontos erotico A Regiane o o cornoIncentivei meu irmao a usar minhas lingerie conto eroticoconto porno inaugurando a xaninhabundao da mamaeconto herotico eu e meu amigao fazendo dp na minha espisasobrinha conto eroticomulher fudeno com garotoloiras muito gostosas bunda grande teta grande e seu filho espiando ela no quarto trocando de ropa desenho pornometendo a pica no cu dentro do taxi conto erótico heterohentai meu sogro me come sempreempregaada gostosaconto erotico desde novinhadando muito conto eróticoconto gozei na alianca dela