meu sogro um homem saciavel


Click to Download this video!


meu sogro era um homem insaciável apesar dos seus 55 anos... quando me casei com meu marido eu tinha 25 anos, e meu marido é um pouco mais novo que eu e meu sogro o Seu Julio tinha 45 na época que casei,

eu sempre fui uma mulher muito atraente, e sempre gostei de usar shorts e camiseta principalmente em casa, eu notava que meu sogro me comia com os olhos disfarçadamente, isso me provocava um certo frisson, por saber que era desejada, e modéstia a parte eu tinha e ainda tenho um corpo bem cuidado, minhas pernas bem torneadas são roliças e levemente grossas bem torneadas e um bumbum redondinho e arrebitado, e eu sempre gostei de ficar em casa com as mesmas roupas que eu ia a academia, nos dias que eu ia que era segunda quartas e sextas feiras, eu e meu marido somos bem ativos sexualmente, e na hora do sexo fantasias ajudam a apimentar a relação, temos várias fantasias, tipo menage a três, troca de parceiros, troca de casais, até mesmo aquela velha fantasia do marido em ver a mulher transando com um cara bem dotado, como se o homem gostasse de ser corno e ver sua mulherzinha sendo arrombada por um pau enorme, mas em nenhuma dessas fantasias incluía eu transar com um homem bem mais velho que eu.

Logo que eu casei uns 3 ou 4 anos depois minha sogra veio a falecer, e meu sogro ficou sozinho porque meu marido era filho único, e com isso meu marido não querendo deixar o pai sozinho sugeriu que morássemos juntos, eu não gostei da ideia porque perderia minha privacidade, mesmo porque eu gostava de andar bem a vontade dentro de casa em casa mesmo porque a cidade que moramos é bem quente, e eu sempre andei de shortinhos e top

, ... mas eles decidiram sozinhos e chegaram a um acordo então alugamos o apartamento que morávamos, com isso ia nos dar uma renda extra e fomos morar juntos, no mesmo terreno meu sogro que era funcionário de uma estatal aposentou-se bem novão ainda, tinha uma boa aposentadoria que permitia a ele ter uma vida sossegada, alem da casa que ele morava ele possuía um pequeno sitio na zona rural da nossa cidade não muito distante, coisa de máximo 45 minutos a 1 hora de viagem dependendo do transito, então fomos morar no mesmo terreno e ele passou a morar nos fundos onde ele tinha feito uma grande edicula e churrasqueira, mas tinha todo conforto, porque estava mobiliada, mesmo quando minha sogra era viva eles praticamente já viviam na edicula onde faziam tudo, desde comida, lavavam roupas etc... então foi só reformar e mobiliar um bom quarto e pronto meu sogro já tinha uma casa bem confortável,... meu sogro apesar de passar dos 50 anos se cuidava bem, e estava sempre bem disposto, vivia arrumando uma coisa aqui outra acolá, quando dava um problema elétrico era só chama-lo, o mesmo quando alguma torneira ficava pingando ou ralo entupido lá estava ele sempre pronto pra consertar ele era

bem prestativo, e eu por minha vez ajudava-o em algumas tarefas da casa, tais como arrumar a cama dele porque ele sempre deixava bagunçado, ou mesmo lavar a roupa dele, como ele era aposentado e eu não trabalhava fora então a gente passava bastante tempo juntos, ele sempre me ajudava nas compras e me levava pra lá e pra cá no carro dele sempre que eu precisava então já estávamos bem íntimos a ponto de as vezes ele vir até minha casa e eu estar andando pra lá e pra cá de camisola semi transparente deixando aparecer a curvatura do meu corpo e o contorno da calcinha sem que eu me importasse mais com a presença dele, pra mim isso já era normal, só que com isso meu sogro foi nutrindo um desejo secreto por mim sem que eu me apercebesse, ele sempre dava um jeito pra ficar em casa sozinho comigo, comecei a perceber que ele me comia com os olhos, mas eu achava que isso era coisa da minha mente imagine, ele era meu sogro, era bem mais velho que eu, jamais ele iria me olhar como mulher, era carinho natural de sogro para com a nora, pelo menos era isso que eu achava.

eu já tinha mais de 10 anos de casada quando tudo aconteceu pois num certo dia o seu Julio provavelmente jogando verde pra colher maduro me falou... nessa semana eu preciso ir até a chácara ver algumas coisas, e me perguntou se eu não queria passear um pouco sair da rotina, então eu falei se o Sr. for e voltar no mesmo dia eu até vou, quando falei assim vi seus olhos brilharem, mas pra mim eu ainda achava que era coisa da minha cabeça, na quarta feira logo cedo então ele me falou vamos, como eu tinha recém saído da cama e ainda tava com roupa de dormir, eu falei vou colocar uma roupa, por ser verão e já estar quente por volta das 9 da manhã, eu coloquei uma roupa bem verão, pegamos a estrada e não demorou muito já estávamos lá.

O dia passou bem tranquilo, o Sr. Julio arrumou algumas coisas que tinha por fazer, deu instruções ao chacreiro, enquanto ele trabalhava eu passeava pelo meio do mato eu também adoro a natureza, era horário de verão então 8 horas da noite ainda era dia, quando caiu a noite ele falou para irmos embora, já eram por volta das 8.30, ele foi ligar o carro e o carro não pegou, tentou várias vezes sem sucesso, olhou pra mim e perguntou o que fazer, eu falei, é fácil vamos ligar pro Junior (meu marido) ele vem nos buscar, então liguei para o meu marido e pedi pra ele ir buscar-nos, ele então arranjou uma desculpa e falou para que dormíssemos na chácara mesmo e no dia seguinte ele mandaria um mecânico, reclamei mas ele disse que era dia de jogo se fosse buscar perderia o jogo, como eu já tinha dormido algumas vezes na chácara não custava eu dormir mais uma vez etc e tal... na verdade senti que ele estava com preguiça, me deu uma raiva do pouco caso dele, inconscientemente ele estava me jogando para a aventura que eu jamais imaginei que faria na minha vida.

Então como estávamos sozinhos ali sem comida no armário pra fazer, o seu Julio me falou que a gente iria comer que nem italiano, foi até a geladeira pegou um queijo caseiro que o caseiro dele fazia com leite que sobrava da vaca que tinha lá, depois pegou uma garrafa de vinho que ele mantinha sempre ali pra consumo próprio, ligou a televisão, colocou o queijo e o vinho na mesinha de centro, pegou uma faca e duas taças, começamos a assistir o que tinha na TV, e a comer queijo e tomar vinho tinto, fomos comendo aos poucos que logo tínhamos acabado com a primeira garrafa, enquanto comia a assistia ficava pensando no marido a sacanagem que ele tinha feito comigo ele bem que poderia ter ido me buscar meu sogro que ficasse esperando o dia seguinte por causa do carro, estando eu perdida em meus pensamentos o Sr. Julio veio com outra garrafa e colocou mais vinho em minha taça, eu já estava meio alta, depois que assistíamos novela da noite, na época passava o seriado presença de Anita onde a Mel lisboa faz o papel duma ninfeta, que seduzia José Mayer que era um cinquentão no papel dum empresário, era uma mini série muito sensual num clima de sedução, e justamente naquele coincidiu a cena em que eles transaram, meu sogro então comentou também com uma ninfeta dessas até eu que já to com 55 não negava fogo, eu meio alta brinquei, porque, já tá negando fogo ?? ele suspirou e falou, ah minha filha foi um desabafo porque faz tempo que não tenho mulher de nenhum tipo nem novas nem velha.

Acho que encorajada pela bebida, animada pela cena da TV, pensei comigo vou provocar um pouco e continuei, não vá me dizer que o Sr... fiz suspense e me calei.. então ele falou-me complete.. eu pensei melhor e falei-lhe deixa pra lá, mas ele insistiu em que eu completasse o pensamento, foi então que eu disse que a pergunta era..... não vai me dizer que o Sr. não dá mais no coro... ele riu e falou claro que ainda dou, o fato de eu não ter transado com uma mulher não significa que não tenha satisfação sexual. então eu continuei provocando pra ver mo que ia dar, e falei.. pensei que só adolescente se masturbasse.... pelo jeito como eu tinha começado ele tomou coragem e falou algo muito mais inesperado, ele foi direto na veia e me falou, sabe Patricia, até voce já me serviu de inspiração para me masturbar.... fiquei vermelha na hora e me calei, ele continuou, quantas vezes te vi só de camisola em casa, suas pernas branquinhas isso me deixava excitado e eu tinha que ir até o banheiro pra me aliviar, não sei porque na hora eu fiquei excitada com aquela revelação, e saber que ele me desejava, até aquele momento eu ainda não me imaginava transando com meu sogro.Percebendo que aquela conversa entrou num campo sensual resolvi calar-me fiquei em silencio e

continuei assistindo a série que continuava naquelas cenas num clima sensual entre os personagens, acho que isto o encorajou tomar uma atitude, então ele se aproximou de mim, por traz, começou a fazer uma massagem em meus ombros, estava bem gostosa aquela massagem, ainda mais com o clima gerado pelas duas garrafas de vinho que tínhamos tomado juntos, ele massageava meu pescoço fazendo movimentos circulares embaixo da orelha com o dedão, isso foi me relaxando e me fazendo entrar num clima de êxtase, eu estava literalmente embriagada, tanto pelo vinho como por aquela massagem relaxante, eu estava excitada com a cena do Mayer e a Mel meu sogro estava me fazendo uma massagem sem pressa, fechei os olhos, logo ele enfiou a mão por dentro da minha blusa, tocou meus seios suavemente começou a massagear os biquinhos que estavam durinhos, quando ele colocou a mão em minha coxa e tentou enfiar a mão dentro da minha bermuda, de repente cai em mim o que tava acontecendo eu me desvencilhei do seu abraço e disse não seu Julio, não podemos sou mulher do seu filho, ele então falou não está gostando ou é porque não quer a companhia intima de um velho?? Falei não é isso, não tenho nenhum preconceito quanto a idade, é que não está certo por favor.... ele então falou minha filha me desculpe, é que estou a tanto tempo sem mulher que to subindo pelas paredes... e se afastou.. notei que ele estava envergonhado... me pediu mil desculpas.... assentou-se no sofá e continuamos a assistir até o fim quando cada um foi para o seu quarto, quando ele me deu boa noite me pediu desculpas novamente, eu o acalmei dizendo que era natural, afinal eramos um homem uma mulher, culpei o vinho e a série que estávamos assistindo por ter ajudado no clima, falei que ele não se preocupasse, abracei o seu pescoço e pra mostrar que não estava ressentida lhe dei um beijo discreto no canto dos lábios.

Fui pro meu quarto, tirei a roupa, deitei-me na cama pensativa porque depois daquele episódio eu fiquei pensando no que tinha acontecido, me perguntando o porque eu ainda estava excitada com o seu toque, nem em nossas mais loucas fantasias com meu marido jamais eu imaginei transar com o sogro, mas naquele noite quase aconteceu, se ele insistisse mais um pouco ele teria conseguido, mergulhada em meus pensamentos não consegui adormecer, pensei em meu marido que poderia ter vindo nos buscar, se ele tivesse vindo não teria acontecido nada porque não a ocasião não teria surgido, fiquei naquele dilema e se tivesse acontecido com meu sogro como eu iria me encarar depois, como faríamos porque morávamos juntos, estando eu perdida em meus pensamentos ouço uma batida na porta, perguntei é o Sr. seu Julio, ele respondeu, eu perguntei o que o Sr. quer, ele falou não

consigo dormir estou me sentindo culpado só queria conversar um pouco, eu estava só de calcinha me enrolei no lençol fui abrir a porta, ele que estava só de calção tambem entrou eu voltei a deitar na cama ele sentou-se do lado mas logo deitou-se do meu lado e enquanto conversávamos ele começou a acariciar meu corpo por cima do lençol, ele estava me testando pra ver se eu o repudiaria de novo, ele me falava que estava sem mulher fazia muito tempo, que estava na seca, e que eu apesar de ser nora ele estava me desejando muito naquela hora por isso não conseguia dormir, pra ser sincera eu também não tinha conseguido dormir pelo mesmo motivo, e eu em minha mente estava em conflito se eu dava um fim naquela situação ali mesmo, eu estava num misto de medo de prazer e de pena do sogro pelo desabafo dele, que ele estava ali a fim de me comer eu não tinha duvidas, pensei comigo que eu pararia com aquilo na hora que eu quisesse então deixei ele me acariciar por cima do lençol mesmo eu estando excitada, afinal era só um carinho e nada mais isso era o que eu pensava.porque logo ele enfiou a mão por baixo dos lençóis e novamente começou a acariciar meus seios que desta vez estavam nus, tentei tirar a mão dele do meu corpo ele falou, deixa vai, deixa, é só caricias prometo, só quero te tocar, sentir a pele duma mulher jovem, isso me faz muito bem, eu falei que não era certo mas ele insistiu acabei cedendo, ele continuou então aquelas gostosas caricias em meus seios, meu colo, meu umbigo ele então afastou os lençóis descobrindo meu corpo

ele então beijou meus seios, desceu pela minha barriga, como sempre sem nenhuma pressa, eu sentia a sua língua e a sua boca deslizando sobre meu corpo, então ele chegou a minha virilha ele então beijou minhas coxas.... até os pés, voltou beijando-me e desceu pela outra perna me proporcionando um prazer indescritível, também foi beijando desde a coxa até os pés e voltou, então ele começou a tirar minha calcinha que não adiantou eu protestar, tentei segura-la com as duas mãos mas ele disse, Pat, eu só quero acariciar, fica tranquila, vou te dar muito prazer, então eu afrouxei as mãos e ele retirou a calcinha totalmente pra meu prazer ele começou a passar a língua no meu clitóris como um cachorrinho, debaixo pra cima, lambendo demoradamente, eu me contorcia toda de prazer e ele não precisou muito esforço pra que eu gozasse ainda na sua boca, depois que eu gozei pensei que ele ia parar de me chupar por causa dos meus líquidos, mas não,, ele continuou como se eu ainda não tivesse gozado, isso me deu muito mais prazer ainda porque na hora do orgasmo o clitóris fica muito mais sensível que normalmente mesmo excitada, logo depois ele enfiou a língua no buraco a minha vagina como se um pequeno pau quisesse me invadir, nesse momento eu já sabia que teria que dar pra ele, aquela historia de só carinhos.. era pra me amolecer, e vencer minhas

defesas porque depois dessa chupada e depois de eu gozar duas vezes na boca dele não tinha como voltar atras e foi dito e feito, nem tinha percebido que ele já tinha tirado o calção e estava pelado e sem que eu percebesse ele já estava em cima de mim posicionando o seu pau na porta da minha vagina forçando a entrada que apesar de eu estar bem lubrificada não foi assim tão fácil de primeira, me surpreendi quando senti o quanto era grosso, era bem mais grosso que o do meu marido, fiquei só imaginando se alem de grosso era também comprido, porque se fosse eu nunca tinha experimentado alguém bem dotado, mas não tinha mais como evitar afinal ele já tinha penetrado a cabeça e mais um pouco que preencheu toda minha gruta, eu curiosa levei amão no pau dele pra sentir se ele tinha colocado tudo ou se tinha ficado alguma coisa pra fora, pra minha surpresa eu consegui segurar na base do seu pau com a mão fechada, então eu calculei que tinha ficado ainda uns 5 dedos pra fora, foi quando eu falei pra ele que fosse com calma porque eu nunca tinha transado com alguém com a piroca tão grande, ele falou fica tranquila sei controlar, então ele começou a bombar com cuidado, eu já nem sentia mais o desconforto inicial, comecei a rebolar no seu pau pra ele se acomodar mais facilmente entro de mim se incomodar, ele bombo bombou até que na hora de gozar foi quando acho que ele perdeu o controle e deu uma estocada bem forte e enterrou até o fundo aquela piroca toda em mim senti certa dor quando bateu no fundo do meu útero, mas ao mesmo tempo que sentia dor, senti também muito prazer.

Quando pensei que já tínhamos terminado, achei que pela idade do meu sogro ele não repetiria a dose, ele me surpreende novamente, porque ele me virou de lado posicionou a cabeça da sua piroca na porta do meu anus, e tentou fazer anal comigo, claro que eu não deixei porque eu não iria aguentar o tamanho daquela piroca, ele iria me rasgar ao meio, falei pra ele Seu Julio, não, atras não, ele perguntou porque, vc não faz anal com o marido, eu falei que sim, mas que por ele ser bem dotado eu não queria essa experiencia, ele sem protestar não insistiu, retirou a cabeça do anus e ainda na posição que estávamos ele encaixado atras de mim, apontou novamente pra minha vagina e numa estocada, eu estava novamente sendo invadida por aquele monumento de membro, desa vez não senti nenhum desconforto, ele abraçado ao meu corpo, acariciando meus seios bombava forte na minha gruta de prazer, eu pensei comigo esse coroa é muito bom de cama não sei como ele aguenta sem amolecer... logo eu já tinha gozado de novo, não demorou muito ele também gozou dentro de mim

Resumindo, até esse dia eu nunca tinha tido uma experiencia sexual tão completa, e jamais tinha tido tando prazer, meu sogro demonstrou-se um excepcional amante e as caricias que ele me proporcionou eu nunca tinha tinha tido antes, eu tinha até esquecido do meu marido, pensando bem azar dele foi ele que deu a chance pra que acontecesse.

No dia seguinte ele acordou bem cedo, fez o café pra nós dois, preparou um desjejum colocou numa bandeja e me trouxe na cama, tinha café leite e queijo, não sei onde ele arrumou pão caseiro, ele deve ter pedido ao empregado, eu estava me sentindo uma princesa, ele assentou-se do meu lado esperou eu

terminar, retirou a bandeja, o quarto que eu estava tinha banheiro e eu fui tomar um banho, ao sair enrolada na toalha pra minha surpresa o Seu Julio estava deitado na cama me esperando de pau duro, dessa vez eu estava sóbria e pensei comigo mesmo, ele vai querer transar comigo de novo... que coroa insaciável.. dito e feito, ele falou vem Pat, vem aqui do meu ladinho.. eu falei melhor não seu Julio, ontem a gente transou por causa do clima da TV, por causa do vinho eu tava meio alta agora que to sóbria é melhor evitar, me desculpe, ele então levantou-se da cama do jeito que tava, com o pau duro veio até mim me abraçou por trás e falou tudo bem Pat se você não quer eu não vou forçar nada, mas veja o meu estado, e pegando a minha mão dirigindo ela até aquela imensa piroca me fez segurar e falou você não vai fazer isso comigo, me deixar nesse estado vai? Senão vou ter que tocar uma punheta em sua homenagem, dizendo assim habilmente ele fez que minha toalha caísse e começou a pegar nos meus seios e a acariciar, enquanto aquela piroca enorme roçava minhas costas, ele então beijava meu pescoço e acariciava-me de forma que ele me deixou molinha com as pernas bambas, o desgraçado sabia como fazer pra convencer uma mulher porque quando ele me levou pra cama dessa vez eu nem protestei, ele me deitou e como na noite anterior ele começou o ritual, beijando meu

pescoço, meus seios, minha barriga, minhas coxas descendo até os pés, o meu sogro sabia mesmo fazer as coisas, eu já estava subindo pelas paredes novamente, ele vendo que eu não resistiria mais então ofereceu aquela pica enorme para eu chupar, era tão grossa que mal cabia na minha boca, mas mesmo assim eu estava adorando, então eu comecei a lamber a cabecinha, passava a língua em volta dela toda, passava a lingua na glande, eu sei que isso deixa o homem maluco e de fato meu sogro se contorcia de prazer, depois de passar a língua eu tentei enfiar aquela piroca toda na minha boca mas não consegui, quase engasguei por causa do tamanho e do comprimento, então comecei a masturbar com a boca num movimento de vai e vem, enquanto eu o chupava ele me masturbava com a sua mão eu estava adorando cada momento, com certeza aquilo não era amor, mas era um tesão só, minha vagina estava toda melecada com meus líquidos

que escorriam por causa do meu tesão eu estava ali pelada ao lado do meu sogro nem me importava que era ele que estava me comendo mas nesse momento nem lembrava que tinha marido eu queria mais era gozar, e curtir aquela vara dentro de mim que por sinal era enorme, naquele momento eu estava me sentindo como uma puta satisfazendo seu macho, ele deitado e eu me posicionei em cima daquela piroca até que ela entrou sem muitas dificuldades por causa da minha lubrificação, fiquei cavalgando em cima dele até gozarmos novamente... já passava das 9,30 da manhã, quando finalmente esfalecidos acabamos deitados descansando por mais uns 10. 15 minutos mais ou menos, até que ele foi atrás de socorro mecânico, na verdade ele chamou um guincho da seguradora que demorou a chegar.;

Quando conseguimos pra nossa casa já era quase três horas, fui direto pro banheiro tomar um belo banho e colocar uma roupa limpa já que eu não tinha levado roupa pra trocar no dia anterior, tive que tomar banho lá e coloar a mesma roupa que eu estava e isso me deixava incomodada.


Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Comentários


foto perfil usuario coroa70

coroa70 Comentou em 10/11/2016

Vc ñ e so uma tharada mas sim uma devassa sedutora .devoradora de coroas .votei




Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


42070 - meu primeiro trabalho, e que trabalho - Categoria: Heterosexual - Votos: 23
43626 - Meu padrasto e seu amigo me arrombaram - Categoria: Incesto - Votos: 31
43628 - Fui arrombada por tres amigos na ca de praia - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 16
43629 - Meu chefe me arrombou - Categoria: Heterosexual - Votos: 14
43630 - Rapinha na hora do almoço - Categoria: Heterosexual - Votos: 8
43739 - mas um dia de xuva c meu patrao - Categoria: Heterosexual - Votos: 7
43910 - Dando de mmar no metro - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 15
43911 - Traindo meu marido com meu patrao - Categoria: Heterosexual - Votos: 20
43913 - Meu tio meu marido - Categoria: Incesto - Votos: 8
43915 - Fui ao estadio puta e voltei gravida - Categoria: Heterosexual - Votos: 14
44567 - Pedreiro amante fiel - Categoria: Heterosexual - Votos: 8
49108 - o chefe do meu marido - Categoria: Traição/Corno - Votos: 14
49496 - Despedida de solteira e uma gravidez - Categoria: Traição/Corno - Votos: 8
62917 - Tesao pelo irmao - Categoria: Incesto - Votos: 8
62955 - Dando para o chefe - Categoria: Heterosexual - Votos: 9
63898 - Meu marido não quis minha bunda, dei pro vizinho - Categoria: Traição/Corno - Votos: 34
63900 - Estocada na entrevista de emprego - Categoria: Heterosexual - Votos: 20
70068 - Empregada, patrao e o marido corno - Categoria: Traição/Corno - Votos: 34
70102 - quando engravidei do meu cunhado - Categoria: Incesto - Votos: 8
70103 - transei com meu cunhado e acabei engravidando dele - Categoria: Incesto - Votos: 9
70105 - meu ex padrasto - Categoria: Incesto - Votos: 4
70107 - apaixonada pelo meu padrasto - Categoria: Incesto - Votos: 5
70136 - engravidei do meu sogro - Categoria: Incesto - Votos: 13
70139 - o primo do meu marido - Categoria: Incesto - Votos: 7
70146 - ligeiramente gravida - Categoria: Heterosexual - Votos: 3
70162 - Transei c o chefe do meu marido para ser promovido - Categoria: Heterosexual - Votos: 8
70171 - feliz por ter traido meu marido - Categoria: Traição/Corno - Votos: 10
70215 - meu sogro me transformou em putinha - Categoria: Incesto - Votos: 10
73206 - estou gravida do meu pai - Categoria: Incesto - Votos: 11
73207 - Pai tarado - Categoria: Incesto - Votos: 17
73514 - Amante do pastor - Categoria: Traição/Corno - Votos: 9
74311 - SAI PARA CAMINHAR NO PARQUE E ENCONTREI UM JOVEM Q - Categoria: Traição/Corno - Votos: 8
74314 - meu padrasto m come - Categoria: Incesto - Votos: 22
74316 - Perdi a noção do perigo - Categoria: Traição/Corno - Votos: 31
81628 - Chupei o pastor e fui enrabada - Categoria: Heterosexual - Votos: 13
81629 - Chupei três velhinhos da minha igreja e dei o cuzi - Categoria: Coroas - Votos: 8
81630 - Meu primo e meu irmao no sofa - Categoria: Incesto - Votos: 6
81631 - quando chupei meu professor - Categoria: Heterosexual - Votos: 2
81632 - Meu sogro precisava e dei com amor - Categoria: Incesto - Votos: 16
81679 - O filho nao deu conta, mas meu sogro me fodi - Categoria: Incesto - Votos: 14
81690 - Meu pai tarado - Categoria: Incesto - Votos: 10
83093 - comida pelo pai da amiga - Categoria: Coroas - Votos: 9
83109 - Dormi na virgilia e o pastor me comeu - Categoria: Heterosexual - Votos: 7
83115 - meu padrasto me chupou no aviao - Categoria: Incesto - Votos: 3
83116 - Dando para o padrasto da minha amiga - Categoria: Heterosexual - Votos: 3
83261 - meu sogro tinha um pauzao e agora é meu macho - Categoria: Incesto - Votos: 16
86755 - Transei com meu pai de criação - Categoria: Incesto - Votos: 6
86758 - Meu tio tirou meu cabaço - Categoria: Incesto - Votos: 7
90557 - engravidei do meu tio - Categoria: Incesto - Votos: 5
90566 - engravidei do meu tio - Categoria: Incesto - Votos: 4
90710 - não sei se o filho é do meu namorado ou do meu pri - Categoria: Incesto - Votos: 6
90712 - meu ginecologista me comeu no seu consultório - Categoria: Heterosexual - Votos: 8
91029 - dei no ônibus da excursão - Categoria: Heterosexual - Votos: 8
91469 - caindo na picanha do pedreiro - Categoria: Heterosexual - Votos: 5
91473 - esposa crente e o pastor safado - Categoria: Traição/Corno - Votos: 19
91474 - era pra ser só um encontro de jovens no sitio do p - Categoria: Coroas - Votos: 6
91631 - meu sogro é o pai dos meus filhos - Categoria: Traição/Corno - Votos: 5
91643 - meu sogro me ensinou a ser puta - Categoria: Incesto - Votos: 11
91752 - na ausência do marido dei pro vizinho - Categoria: Traição/Corno - Votos: 32
91841 - meu noivo não sabe - Categoria: Traição/Corno - Votos: 5
92347 - meu patrão me comeu de 4 em cima de sua mesa - Categoria: Heterosexual - Votos: 10
92895 - Paibebado e filha tarada - Categoria: Incesto - Votos: 9
93492 - fudida pelo meu tio na piscina - Categoria: Incesto - Votos: 4
93495 - meu cunhado m comeu no mato - Categoria: Incesto - Votos: 7
94881 - meu pai e eu no aeroporto - Categoria: Incesto - Votos: 8
94882 - meu irmao meu amante - Categoria: Incesto - Votos: 12

Ficha do conto

Foto Perfil thataradinharj
tharada

Nome do conto:
meu sogro um homem saciavel

Codigo do conto:
91640

Categoria:
Incesto

Data da Publicação:
09/11/2016

Quant.de Votos:
10

Quant.de Fotos:
0


Online porn video at mobile phone


calcinha para o sobrinho contosO segredo entre minha irmã e eu PT2 contos eroticosContos erotico mulher puta e corno trouxacontos chantagem para enrrabar a maefoder no jardim contosconto erotico gaycavalo goza dentro de mulherelise e ernesto pornocontos eroticos traindo marido no festamarido facilitando traição da esposa gostosaConto erótico pagando aposta do filhoconto erotico gay com goianosrelatos eroticos incentivei meu marido a fuder nossa filhaContos eroticos comi a nalvacontos grávida dei pro papai pauzudoultimos contos sadoamamentando o eletricista contoscontos eroticos incesto mae com fotoscontos eroticos novos secretarias que ficam com chefes para nao prrder o empregoPorno dei o cu pro titio e acabei chorando com a pica no cucontos eroticos cunhada e sogrAfilha da a buceta pro pai conto eroticohistoria de sexo com uma vizinha putao e seu vizinho um menino taradoultimos contos etoticos virgensconto de não aguento a pica grande do meu avô no meu cu apertado virgemultimos contos eróticosbombeiro me fodeu conto gayContos menage bi regado de putaria com o casalContos erótico , meu namorado meteu rola no priquito da minha amigacontos eróticos incesto filho e mãe praiacontos gay apartamentomarido impina cu e a esposa esfrega buceta bem gostosa ate melecaquadrinho erótico cunhada peitudacomeu a irmã e código e gozou dentro da buceta delaPutaria no cio gayrevista private relatoscontos pai estupra filha noviaMarcia coroa buceta cu santa cruz do sul rsEnteada se apaixona pelo pau peludo do pai contoeroricocontos eroticos teho quinze anos e dou gostoso a bucetiha pro meu paicu invocante 7 hentai quafrinhosvelho dado cu p negãocontos de vovo fudendoconto com foto bundudairmã boa contoContos eroticos churrasco em casa pros amigoscontos eroticos de lactofiliaCOnto amei minha tiaQuadrinhoseroticossobrinhashttp://mozto.ru/conto/74946/526928/comi-a-coleguinha-gorda-por-apostame-apaixonei-e-dai.htmlcontos gay encoxadocontos erótico meu marido me ajudahentai moms Contos namorada arrombada por doisconto erotico mamaecontos sexuais pedreiro nos comeucontos eróticos crossdresser com negaohistórias em quadrinhos acampando com o vizinho safadoporno em quadrinhos comendo a cunhadacontos eróticos incesto irmã e namoradacontoserot/mamae pegou eu e meu irmao brincando de medicocontos eroticos das putinhas de ararascontos incestos dupla penetraçaodezenho porno en quadrinho dos frisdosnão gozes dentro incestoConto erótico transei com o motorista do ubercontos romanticos gay heterocontos eroticos minha mae traiu meu pai na cara deleConto porno com forto o fazendeiroPorno mae gravida e sogroContos eroticos meu avô me ensinou uma brincadeiracontos eroticos de casais liberais em gostoso menage com cacetudoContos eróticos evangélicosloira ganha presente surpresa no hotel do marido cornocaralhos pretos erotico desenhosconto erótico de mendingoporno. meu. filio que. mecomeporno gay quadrinhos simpsonsvagabunda+bucetuda+amadoraestorinhas eroticas. de menina de semaforocontos eroticos minha sogra quis econtos conquistei papai pauzudogravidezcompenisprima gostosa contos eroticoPutas consolo fotos filzinhocontos eroticos gay putinhaporn violada no revezando gang bangnoras nos contos eroticosassistir filmes gratuito cornos ponodoido negão gozando nas mulheres dos cornosemrrabada na fasenda por papai contos eroticos de incesto