SURUBA NO ESTUDIO FOTOGRAFICO


Click to this video!


Meu nome é Hugo tenho 42 anos e minha esposa chama-se Patrícia uma linda mulher de 37 anos, de pele bem branquinha, cabelos pretos e longos, de seios fartos e cintura fina, somos casados a 20 anos, apesar dos 2 filhos que tivemos que hoje estão com 17 e 12 anos, minha mulher é muiiito vaidosa e mantém um corpo magnífico de chamar atenção, eu nunca fui ciumento na verdade sempre gostei de me exibir com ela pois é muito bom ter ao seu lado uma mulher linda e gostosa, e também porque não duvido do amor e respeito que ela tem por mim embora eu sinceramente não mereça.
Mas vamos realmente ao que interessa, mesmo com tantos anos casados o sexo entre nós nunca foi algo trivial, estamos sempre nos inovando e gostamos de aventuras, tipo transar em locais proibido, dentro da agua ou na areia de uma praia deserta, masturbar um ao outro por baixo da mesa no escurinho de um bar ou boate e o mais comum é sexo oral com o carro em movimento, porém nunca tínhamos incluído ninguém nos nossos fetiches, o mais próximos que fizemos foi certa vez que acertei com um taxista por um bom dinheiro de permitir em transar com ela dentro do taxi enquanto ele rodava pela cidade, embora tenha solicitado dele não ficar olhando, foi impossível ele não posicionar o retrovisor em nossa direção, porém não reclamamos pois na verdade aquilo nos excitou mais ainda.
Certa vez conversando com os colegas de trabalho surgiu o assunto de casais que gostam de filmar suas transas, e assim como eu a maioria já havia feito algum tipo de filmagens ou fotos em seus próprios celular e falaram de casais que até contratavam fotógrafos profissionais para filmar suas transas, fiquei com aquilo na cabeça e a noite coloquei o celular para filmar a nossa foda, depois quando estava vendo com Paty a filmagem falei do assunto que rolou no escritório, ela me perguntou se eu teria coragem transar com outra pessoa nos olhando, eu lhe disse que não sabia, mas que aquela vez no taxi tinha sido bom, ela disse que ficou muito excitada em saber que outro homem estava nos olhando fodendo, mas fazer uma filmagem em que uma pessoa estaria descaradamente nos olhando, não sabia se ficaria a vontade, depois disso aumentou a frequência de filmarmos nossas transas e sempre tocávamos neste assunto, quando estávamos para fazer aniversário de 20 anos de casados eu lhe perguntei o que íamos fazer de especial, então ela perguntou o que eu achava de contratar um profissional para nos filmar fazendo sexo, fiquei um pouco surpreso e sem ação, mas depois do susto passado eu lhe disse que se realmente ela quisesse eu faria pois para mim o importante era satisfaze-la, ela disse que o tamanho do medo que sentia era igual o da excitação em fazer, eu lhe disse que ia procurar saber melhor sobre o assunto e uma maneira segura que não nos trouxesse problemas e fui pesquisar na internet mas não achava nada, porém certo dia ela me disse que ouviu duas meninas na academia conversando e uma delas disse que ia tirar umas fotos num estúdio para colocar nestes sites de garotas de programa, eu lhe disse que pedisse a menina o telefone desse estúdio, ela forneceu logo 4 e eu liguei para sondar, 2 deles descartei logo pois de cara não gostei, outro disse que não tinha estúdio que as fotos poderiam ser num motel ou em nossa casa e também não gostei da ideia, no 4º uma mulher com uma voz bem sensual atendeu, eu lhe disse o que queria e ela de maneira natural começou a me explicar alguns detalhes, que o cinegrafista era o seu marido e ela era a sua assistente, que no estúdio estaria apenas eles e nós, gostei da ideia porque seria pouca gente envolvida e ainda teria outra mulher no ambiente para deixar Paty mais a vontade, mas mesmo sentindo segurança nas palavras dela, ainda estava meio receoso, então ela me convidou para ir no estúdio conhecer e conversar com eles pessoalmente, quando contei a Paty ela ficou excitadíssima e mandou eu agendar logo a visita, então liguei para ela e marquei um horário, fui sozinho e cheguei uns 30 minutos antes do marcado, toquei o interfone 2 vezes antes que me atendessem, me identifiquei e mandaram eu entrar, fui recepcionado por uma mulher muita bonita de cabelos longos e loiros vestida num roupão, se apresentou como Suzana a mulher que tinha falado comigo por telefone, pediu desculpas por ter demorado a atender mas estavam fotografando e que eu ficasse a vontade que já terminariam, então perguntou se eu gostaria de assistir a sessão de fotos e me convidou para passar para a outra sala onde era o estúdio, quando entramos ela me apresentou seu marido Hélio e foi se posicionar para as fotos, quando retirou o roupão e ficou totalmente nua revelou uma mulher com um corpo magnifico e com uma linda bunda, estava com 2 negões de rolas descomunal, pelo que entendi era umas fotos para uma revista, faziam todo tipo de posições mas sem penetração só encostando, e num certo momento um deles estava com o pau mole, Hélio então pediu a mulher para dar um jeito na situação, ela sem cerimônia pegou no pau do negão e começou a alisar e com a outra mão pegou pau do outro e fez o mesmo, o marido ficou rodeando eles clicando em todas as posições enquanto ela chupava uma rola e batia punheta na outra, eu estava boquiaberto com a cena, Hélio virou para mim e disse:
- Parceiro leva mal não mas faz parte do oficio.
Eu estava excitadíssimo, doido para bater uma punheta mas me controlando, cruzei até as pernas para disfarçar, Hélio então pediu aos negões para gozar um de cada vez, então um deles acelerou a punheta e gozou em um dos seios dela e o marido ficou rodeando clicando de todos os lados enquanto falava palavras de incentivo, depois o outro fez do mesmo modo e gozou no outro seio, ela ficou com os mamilos cheios de porra e o marido fotografava em diversos ângulos, eu estava com a cueca toda melada e agoniado por assistir aquilo tudo sem poder tocar no meu pau, quando terminaram Hélio os parabenizou e os três saíram para se limparem, Hélio veio em minha direção me perguntou o que achei, eu dei uma risadinha sem saber o que responder, Hélio sorriu e bateu nos meus ombros, os dois negões voltaram já vestidos, Suzana veio depois vestida só de roupão, eu me afastei para deixa-los mais a vontade enquanto conversavam e fiquei andando pelo estúdio analisando o ambiente, era cheio de suportes de câmeras e luzes e no meio uma cama grande cheia de almofadas, em uma parede fora do alcance das câmeras havia alguns pôster de filmes pornô, quando me aproximei vi que havia foto de Suzana neles, os dois se aproximaram de mim e começamos acertar os detalhes, disseram que na filmagem ficavam 4 câmeras fixas em volta da cama e Hélio e Suzana cada um ficava com uma filmando também, depois faziam a edição unificando as cenas, eu lhes perguntei qual a garantia que eu tinha que não usariam nossas filmagens e que me entregariam todas as cópias, eles disseram que já estavam no ramo a muito tempo e tinham o nome a zelar, eu lhes disse que era advogado e se teria algum problema eu formalizar um contrato proibindo de usar nossas imagens e com uma multa se por acaso as cenas forem parar na internet ou coisa parecida, eles rebateram mas eu insisti e Suzana me olhou e disse que não tinha problema que eu fizesse como achava melhor, acertamos os valores e outros detalhes e quando estava para sair parei em frente a um dos pôster, Suzana me olhou e disse que tinha sido um trabalho dela e perguntou se eu gostava desse tipo de filmes, eu disse que as vezes assistia com minha esposa, ela abriu uma gaveta e me deu um DVD.
Quando fui dormir contei a Paty tudo que tinha acertado, mostrei a ela o DVD e fomos assistir, era um filme de Bang Gang com 5 cenas, a terceira era de Suzana, ela transava com 6 homens violentamente, Paty estava excitadíssima e eu mais ainda já que tinha conhecido aquela mulher pessoalmente e agora assistindo o seu vídeo levando rola de todas formas, fui para cima da minha mulher e transamos selvagemente, depois que gozamos Paty dormiu e eu fui com calma assistir o filme, Suzana chupava uma rola depois outra, fazia sexo anal, dupla penetração e no final levou gozada de todo jeito, na buceta, no cu, nos seios, na boca no rosto, fiquei uma semana comendo Paty pensando em Suzana.
Enfim chegou o dia da filmagem, estávamos tensos, Suzana tentava acalmar Paty dizendo que ficasse tranquila, disse que ela era muito bonita e que a maquiagem estava perfeita que não precisaria retocar nada e coisa e tal, conversamos um pouco enquanto Hélio ajustava a posição das câmeras e das luzes, depois de tudo pronto nos mandou agir normalmente e começar, por mais que tentássemos não estávamos conseguindo, nunca pensei que seria tão difícil transar na frente dos outros, Suzana então se aproximou e disse a Paty que ela precisava se soltar e esquecer que eles estavam ali:
_ Olha você é muito bonita e seu corpo é de causar inveja, quem está aqui é o seu marido e o meu não precisa você ficar tímida.
Mesmo assim não conseguíamos relaxar, então ela veio novamente e disse:
- É muito comum isso acontecer com casais que vem aqui e na minha experiência só tem um jeito de deixar vocês a vontade.
Se afastou e tirou a roupa ficando só de calcinha, se aproximou de nós sem nos tocar e começou a fazer elogios a nós dois e sussurrar nos nossos ouvidos, ficou tão perto que podíamos sentir sua respiração, meu pau de imediato endureceu e comecei a tocar na minha mulher enquanto olhava o corpo nu de Suzana, Paty estava ofegante Suzana continuava sussurrando em seu ouvido, abri as pernas da minha mulher e comecei a lamber sua bocetinha, Suzana sem nos tocar continuava a falar coisas no ouvido de Paty que gemia alucinadamente e quando Suzana colou seu rosto colado no de Paty, ela lhe deu um longo beijo na boca, Suzana começou a massagear os seios de Paty, aquela situação me deixou em transe, nunca imaginei ver minha mulher transando com outra, Suzana então soltou minha mulher e me chamou, nos colocou em pé um de frente o outro e enquanto nos beijamos Suzana com uma mão alisou meu pau e com a outra mão massageava a boceta da minha mulher, Paty estava excitadíssima e me beijava e mordia enquanto Suzana enfiava os dedos em sua boceta, Suzana colocou meu pau em sua boca num delicioso boquete, eu e minha mulher ficamos nos abraçando e nos beijando e Suzana nos tocando, em seguida ela nos afastou deitou minha mulher na cama e caiu de língua em sua boceta, fez sinal para eu colocar meu pau na boca de Paty que me chupava loucamente, então Suzana me puxou alisou meu pau, deu uma chupada e mandou eu enfiar na boceta da minha esposa, eu fui enfiando devagar Paty ficou se remexendo depois comecei a fode-la com força, Suzana se aproximou do rosto de Paty e colocou sua buceta Para ela lamber e me deu um beijo, eu me controlava o máximo para não gozar na boceta da minha mulher pois ainda queria comer Suzana, então mudamos de posição, deitei na cama de barriga para cima, Paty sentou no meu pau e começou a cavalgar, Suzana então sentou em meu rosto para eu lamber sua boceta, depois Paty se deitou na cama de pernas aberta e Suzana foi novamente lamber e enfiar os dedos na sua boceta, eu me posicionei atrás de Suzana e enfiei minha rola em sua boceta e soquei com toda força que podia, Suzana quando notou que eu não aguentaria muito e disse para gozar no seu rosto e de Paty ao mesmo tempo, então sai de dentro dela, as duas se ajoelharam na minha frente e me alisavam e chupavam, depois ficaram com a língua para fora, bati uma punheta acelerada e gozei na língua e no rosto de cada uma que depois começaram a se beijar e lamber e o rosto uma da outra, só paravam para chupar meu pau, depois de saciados caímos os três em gargalhadas enquanto Hélio nos parabenizava dizendo que a filmagem tinha ficado excelente só então a ficha caiu para mim e Paty e nos abraçamos.
Mas ainda não tinha terminado, Hélio aproximou de mim e disse:
_ Parceiro você comeu minha mulher e eu como fico?
Fiquei meio sem entender e pensando numa resposta então ele deu uma risada e disse:
_ Fica tranquilo não vamos forçar vocês a nada, mas tua mulher é uma gata e olhando ela fodendo deu um tesão do caralho
Paty estava abraçada em mim sem entender aquela conversa, Suzana se aproximou dela e disse:
_ Eu gostaria muito de ver você transando com meu marido, alias com o meu e o com seu ao mesmo tempo, você já fez uma dupla penetração, tenho certeza que você vai adorar
Olhou para mim e complementou
_ Tenho certeza que você vai gostar também, confie em mim
Eu olhei para Paty e antes que um perguntasse a opinião do outro, Suzana puxou ela pela mão levando até a cama, Hélio se aproximou ficaram em pé ao lado da cama e enquanto Hélio e Paty se beijavam Suzana despia seu marido, depois que Hélio estava totalmente nu pegou Paty no colo e a jogou na cama, Suzana pegou uma câmera e começou a filmar, o marido dela lambia a boceta da minha esposa e enfiava os dedos em seu cuzinho, Paty gemia e contorcia toda, depois ele se aproximou ao lado dela e colocou o pau em sua boca, em todas as nossas fantasias nunca tínhamos pensado viver situação dessas e o pior eu estava gostando e achando aquilo excitante, Suzana virou para mim e disse para eu me preparar pois ia querer que eu participasse também, mas eu estava fascinado com minha posição de voyeur e me excitei mais ainda quando vi Hélio se preparando para comer minha mulher, Hélio foi lhe penetrando lentamente, Paty lhe abraçou fortemente e ele começou a socar na boceta da minha mulher, eu assistia a cena e alisava meu pau que já estava duríssimo, Suzana filmava e falava palavras de incentivo a eles, Hélio colocou Paty de 4 e penetrou por trás em sua boceta, Suzana veio em minha direção e me levou pelas mãos até minha mulher que pegou meu pau e começou a chupar enquanto gozava no pau de Hélio, em seguida Hélio deitou na cama de barriga para cima e Paty sentou em sua rola de frente para ele, cavalgou por um tempo depois Suzana fez com que ela inclinasse a bunda, em seguida fez sinal para eu penetrar em seu cuzinho, me aproximei cuspi em minha mão, passei na cabeça do pau e fui penetrando naquele cuzinho que tanto conheço, depois que já tinha colocado todo o pau Paty começou a rebolar nas duas rolas, e começou a chorar, coisa que só fazia quando estava no máximo do prazer, eu já tinha comido varias vezes o cu da minha mulher mas naquele dia estava especialmente delicioso, talvez por saber que ela estava com outra rola enfiada em sua boceta enquanto eu a enrabava, depois de um bom tempo naquela DP, Suzana largou a câmera e me puxou, me fez deitar ao lado do marido e sentou em minha rola, enquanto minha mulher cavalgava e se desmanchava na rola de Hélio, Suzana pulava na minha pica e me beijava, depois ela tirou a rola de sua boceta e colocou no seu cuzinho e foi descendo lentamente alojando minha pica, quando olhei de lado vi que Hélio tinha feito o mesmo com minha mulher e enfiava sua rola grossa em seu cuzinho, mas eu não tinha o que reclamar pois o cu da mulher dele agasalhava deliciosamente a minha pica, depois Hélio posicionou minha mulher de quatro e novamente lhe enrabou, eu fiz o mesmo com a mulher dele, estávamos um do lado outro, as mulheres se olhavam e se beijavam, Hélio anunciou que iria gozar, acelerou os movimentos puxou os cabelos de minha mulher e gozou feito um cavalo, o cara tinha uma quantidade enorme de esperma era de dá inveja tanto que começou a gozar dentro do cu da minha mulher e terminou fora melando toda sua bunda, depois que ela caiu toda mole na cama ele enfiou o pau na sua boca, eu segurei com força na bunda de Suzana e gozei dentro do seu cu, eu não tinha a mesma quantidade de porra que o marido dela mas tinha o suficiente para deixar bem inundado.
Depois deste dia só me encontrei com o casal quando fui pegar a filmagem mas não rolou nada entre nós, e em 20 anos de casado foi a única e acho que vai ser a ultima vez que faremos sexo junto com outras pessoas, confesso que tive receio de como seria nossa relação depois do acontecido, mas ficou bem claro entre nós que nenhum dos dois estava arrependido só não temos interesse em repetir, quando bate saudades colocamos nossa filmagem e transamos deliciosamente e sem culpas.

Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Comentários


foto perfil usuario betocris

betocris Comentou em 12/10/2016

Muito excitante. Gozei ao ler. Continuem os relatos..amei.

foto perfil usuario ciumens

ciumens Comentou em 11/10/2016

Lindo! Adorei o relato.

foto perfil usuario cbral

cbral Comentou em 11/10/2016

Gozei feito um louco..delicia de conto..votado

foto perfil usuario cbral

cbral Comentou em 11/10/2016

Gozei feito um louco..delicia de conto..votado




Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


Ficha do conto

Foto Perfil Conto Erotico hugopaty

Nome do conto:
SURUBA NO ESTUDIO FOTOGRAFICO

Codigo do conto:
90314

Categoria:
Grupal e Orgias

Data da Publicação:
10/10/2016

Quant.de Votos:
5

Quant.de Fotos:
0


Online porn video at mobile phone


Conto porno de incesto estrupos de parde avo pai e pastorlanchinho na xoxota inchada transandoconto erótico garotão bombado da farmácia do pau grossocontos eroticos gay de negaoContoeroticoporcocontos eroticos incesto maravilhosoConto erotico Bucetinha da enteadabuceta gibi as mais excitantescontos como e gostoso dar o cuzinhocontos eróticos de amigas de mae rabudasFilinha putinha dando a bucetinha pro paisinho contos eroticos com fotos e quadrinhos animadoscontos eróticos de menina novinha menina novinha tendeuincestosinhoconto erotico/ganhei uma chupeta da vizinha espanholanegão hqamadoras chorou quando pediu pro namorado enfiar so a cabecinha na boca dela mas ele enfiou a rola na garganta e ela engasgouContos com casadas em surubas com marido e dotados que colocam sem cuspeorgia em sala de aula elas vao sem calcinhaMinha mulher e da pro vizinho roludo cu e buceta Roludoo 23 cm contos eroticosDepois que eu fui embora da praia com a minha sobrinha eu levei ela pra um hotel eu tirei a virgindade da buceta dela e a virgindade do cu dela fiz ela virar mulher conto eroticoContos eroticos de meu professor me obriga a ir na casadele pra me dar uma surraMamando o genro contoseroticoscontoerotico so.no.bumbum tiacontos eroticos chrfabiancamontenegro putinha casadaporn esposa cavalonapirralho esfolando minha mulher no sitio historias eroticaslojas gloryroleconto erotico andandovidio amador cao engatado na sua dona e rnche ela de porracontos eroticos fudeu na escadaContos eroticos meu avô me ensinou uma brincadeiracontos / traindo o marido com o vizinho negao parte finalcontosde enfiei uma cenoura na minha bucetaconto travesti com menina virgemempreitero gay com rola dura fotoContos eroticos relatado por mulheres dentistaconto gay garoto hetero pirocudo comendo garoto c fotoconto erotico gay cine pornocontos eroticos eu e meu pastor alemâoContos eroticos filmando minha maeconto eroticonovinho virgem e as priminhas virgenscontos eroticos o pirocudo do orfanatocriada pra ser putinha do vovo e.do papaientrevista de emprego brasileiro acaba em sexo contoscontos eroticos guardetes noturna trepandoquadrinho erotico sendo arombadacontos eroticos com fotos de mulheres que tem suas bucetas peludas fazendo sexo com animais fazendo zoofeliasainha pra admirar lesbicas contosconto erotico de genroconto erótico mijaramfrancinecross crossdresscheirando fundo da calcinha da gostosas meladinhaDesenho em quadrinho pornoVai como vai sua putinha contosconto+eroticoLimpando xoxota contos tutorconto erotico pastorcontos eroticos crentecontos eroticos forcados2017gatas de chotinho fudenoanimal erotica anal[email protected]contos eróticos enraba.vom pau e enorme pepino e plugrabuda. contoereticocontos eroticos virei cadela latindoabajun pornoultimo contos eroricos com fotos 2017 de tanto meu marido fatasia na cama virou cornoContos eroticos mulher com mini ponecontos de sexo com meu pai dormindo aiii metiiii aiicomendo a bucetinha da lucinha e o cuzinho da ritinha contos eroticosconto erotico com vovôcontos erotico-você fodendo muito meu cuzinhoConto erotico 30cm na minha prima