Marido Apaixonado


Click to Download this video!


Marido Apaixonado
A história a seguir é verídica, é a história da minha vida, por isso mudei os nomes dos envolvidos e omiti algumas informações para preservar a privacidade de todos os envolvidos.
Quando eu tinha 22 anos e fui na casa de um amigo para busca-lo para um jogo de futebol, a irmã dele veio me avisar que ele já vinha, foi paixão à primeira vista, ela era linda, Morena clara, cabelos bem pretos, lisos, compridos, um rostinho de anjo, uma bunda bem arrebitada, tinha na época 18 aninhos, seu nome era Júlia.
Conversamos por alguns minutos ela parecia bem tímida, sempre olhando p baixo, um ar de mistério, nossa como eu queria q ele demorasse horas p aparecer, mais não foi assim, logo o irmão dela apareceu e fomos ao jogo. Ainda no caminho eu perguntei a ele se ela tinha namorado e ele me respondeu: “Já vi que você ficou caidinho pela minha irmã, ela não tem namorado, mas já vou te avisar tem um monte de caras no pé dela e ela não aceita namorar com ninguém, como eu sei que você não vai pisar na bola com ela, eu vou te dar uma força, vou falar com ela”. Eu garanti a ele que as minhas intenções com ela eram as melhores, que se tudo desse certo eu queria mesmo casamento.
No outro dia eu fui convidado para ir à casa dele, consegui conversar com ela e já aproveitei para pedi-la em namoro, ela disse que iria pensar, eu já pensei comigo, dancei, essa menina não aceita namorar com ninguém, fui embora desanimado. Uma semana depois o irmão dela me procurou e disse: Parabéns cunhado, a minha irmã aceitou seu pedido, agora você tem q ir em casa falar com os meus pais para oficializar o pedido.
E assim começamos a namorar, namoro bem formal, na casa dela, saímos poucas vezes, um ano depois estávamos noivos, mesmo depois do noivado não tínhamos muita intimidade além de um amassos mais fortes, nessa época, ela me contou que dois anos antes de me conhecer se envolveu com um homem mais velho e acabou perdendo a virgindade com ele, perguntei se ele forçou ela, ela disse que não, foi tudo consensual mas que falar sobre isso era muito doloroso para ela, eu respeitei e não toquei mais no assunto.
Finalmente realizei o sonho da minha vida, consegui um bom emprego compramos uma casa na mesma cidade e casei com a mulher da minha vida. Finalmente eu tive o prazer de transar com a mulher dos meus sonhos, ela era muito gostosa, seu corpo todinho era cheiroso, pele macia, desde a lua de mel meu maior prazer era chupa-la, todinha, que delicia, adorava lamber seus pés o que ela demonstrou gostar demais. Nossas transas sempre começavam comigo lambendo seus pés, subindo, chupando a sua bucetinha deliciosa por um bom tempo e a penetração era somente o Gran finnale.
Desde o começo a Julia sempre visitava os pais, as vezes ela dizia que precisava dormir lá porque tinha saudades, os pais dela já estavam velhinhos e ela que sempre cuidava deles eu achava isso normal, mas eu estranhava que sempre antes de visitar eles ela se recusava a transar comigo, inventava uma desculpa, pedia que somente a chupasse, como eu sempre adorei chupar ela, não via problema, depois eu me virava numa punheta, pensando na minha amada, quando voltava era mesma coisa, no dia que voltava, ela só me deixava chupa-la.
A minha vida virou de cabeça para baixo quando fizemos um ano de casados, como sempre, ela havia ido à casa da mãe e eu tinha ido trabalhar, chegando no trabalho liguei p ela, ela atendeu o celular, estava meio ofegante, parecia com pressa em desligar, eu perguntei se tinha chegado bem, ela falou q sim e desligou o telefone, logo em seguida eu liguei novamente porque eu queria q ela voltasse cedo pois eu tinha preparado uma surpresa p comemorar nosso aniversário de casamento, no entanto eu me confundi com a agenda e acabei ligando para o celular da mãe dela, pedi para falar com a Julia, e ela me disse que ela não estava lá, pediu para que eu avisasse para ela visitar os pais porque fazia tempo q não a via e estava morrendo de saudades.
Aquilo caiu como uma bomba p mim, meu coração disparou, me deu uma dor de cabeça, saí do trabalho, fui para casa, e comecei a pensar, a mulher da minha vida está me traindo, nesse momento, chorei muito, passei o dia em casa, esperando ela chegar, quando eram 17hs o carro dela parou na garagem, ela entrou, tomou um susto quando me viu, dava para notar que ela não estava vestida para visitar a mãe.
Assim que a vi já disparei, acabei de falar com a sua mãe, ela está morrendo de saudades, faz mais de um mês que não te vê. Ela corou na hora, sentou no sofá, começou a tremer, depois de um tempo disse, não vou me fazer de santa, você tem toda razão, eu tenho outro, e você não merece, pode pedir a separação, eu não vou pedir nada, juro, e se você quiser ninguém saberá de nada, se quiser vou embora agora. Naquela hora me deu um nó no estomago, pois vi que ela falava sério. Eu perguntei que é ele?, porque?, desde quando?, ela me disse você tem o direito de saber, mas não vai gostar nem um pouco, tem certeza? Eu disse que sim.
O homem que eu te disse que tirou a minha virgindade, era com ele que eu estava, o nome dele é Paulo, na verdade ele não é meu amante, é meu dono, eu sou submissa dele, isso foi muito antes de conhecer você, faço tudo que ele manda, ele me usa como ele quer, quando você me pediu em namoro eu pedi para que ele me deixasse namorar porque gostei de você, ele concordou desde que eu continuasse a servi-lo, ele queria que eu tivesse um marido, porque queria que eu tivesse uma vida normal, alguém para cuidar de mim, por isso me deixou me casar com você, mas eu somente me casei porque te amo, sei que é difícil você acreditar nisso agora, mas eu sempre te amei.
Nessa hora eu engoli o meu orgulho e pedi para ela esquecer ele e prometi que também esqueceria tudo. Ela me disse, eu te amo, mas não posso fazer isso, não posso ficar sem ele, a mentira no nosso casamento acabou aqui, de agora em diante serei absolutamente sincera com você, eu te amo, mas não posso ficar sem ele. Quando ela falou isso as lagrimas escorreram pelo meu rosto, mesmo assim eu insisti, cheguei a implorar, ela disse que não. Depois disso coloquei algumas roupas no carro e fui dormir num apart hotel.
Pedi uma dispensa no serviço, passei 5 dias sem sair do hotel, curtindo a minha fossa, por várias vezes quase liguei para ela, não queria perder aquela mulher, estranhamente eu comecei a pensar, como ela estava linda quando chegou em casa, saia curta, blusa decotada, ela nunca havia se arrumado assim para se encontrar comigo, comecei a pensar no que ela devia ter feito com ele, e comecei a sentir tesão em imaginar tudo que ele fazia com ela para ter um domínio assim tão grande sobre ela, senti muito tesão e inveja daquele homem que provavelmente estava com ela naquele momento, depois eu criei coragem e liguei para ela e marquei para conversarmos a noite.
Ela estava linda como nunca, parecia que queria me seduzir novamente, preparou um jantar, comemos e conversamos, ela me disse que o dono (ela chamava ele assim) disse a ela que se eu não fui embora de vez, era porque tinha vontade de ficar com ela, apesar de tudo. Mas como assim? Ela disse, se você me aceitar assim, serei a mulher mais feliz do mundo, terei o meu marido que eu amo e meu dono que me realiza, e eu só me encontro com ele uma ou duas vezes por semana, eu falo com ele, podemos chegar a um acordo, se você me quiser ainda terá que ser assim, acredite podemos ser muitos felizes juntos.
Eu não podia perder aquela mulher maravilhosa, a quem eu amava demais, abaixei a cabeça e fiz sinal de afirmativo, ela deu um grito de alegria, veio e sentou-se no me colo, me encheu de beijos, nossa como eu gostei daquilo, parecia de novo a menina com quem eu tinha me casado, logo depois ela pegou o celular e ligou para ele. “Dono, o senhor tinha toda razão, ele aceitou, estou tão feliz......sim pode deixar que eu falo para ele”.
Conversaram alguns minutos, depois ela desligou o telefone e me disse, amor, amanhã nós dois vamos ao apto dele, ele quer te conhecer, mas hoje eu serei somente sua, foi uma noite maravilhosa, eu estava com muita saudade dela, embora ela não me deixou penetra-la pois ele nunca deixava que ela fizesse amor antes de se encontrar com ele, mas mesmo assim chupei ela a noite toda.
No outro dia, ela fez questão de ir no carro dela, e ir dirigindo, chegamos no condomínio onde ele morava, o porteiro a cumprimentou, ela entrou direto, estava obvio que ela frequentava o local, ela percebeu e me disse, não fica assim amor, você vai ver vou te fazer o marido mais feliz do mundo.
Chegamos no apto dele, ele me cumprimentou seco, me mandou sentar no sofá, fiquei muito envergonhado com a situação, ele percebeu e me disse:
“Não se preocupe, você não é o único, pelo menos agora você sabe de tudo, fique tranquilo que a Júlia vai te dizer o que fazer, você foi muito inteligente em não ter ido embora, se você perdesse essa menina maravilhosa se arrependeria pelo resto da vida, você é um homem de sorte por ela gostar tanto assim de você, não seja burro de perde-la”.
Em seguida ele se sentou no outro sofá, olhou para ela que se ajoelhou entre as pernas dele, abriu o zíper da calça, puxou para fora um pau enorme, grosso e com uma cabeça maior ainda, acho que dava uns 22cm, eu tenho somente 14cm, ela ficou segurando uns momentos e olhou para mim com a carinha mais safada do mundo e me deu uma piscada, nesse momento eu vi que não conhecia em nada a minha esposa, e estranhamente, aquilo me deu um enorme tesão tive uma ereção instantânea.
Logo em seguida ele segurou ela pelos cabelos, encaixou aquele monstro naquela boquinha que eu adorava beijar e empurrou, ela tem a boca pequena, dava para ver o esforço que ela estava fazendo para engolir a cabeça, estava na cara que aquilo não cabia na sua boca, mesmo assim ele nem se importou e continuou empurrando, apesar disso, ela não fez nenhuma menção de tirar aquilo da boca, ele continuou empurrando a cabeça dela contra aquele pau descomunal, eu ví os olhos dela lacrimejarem, ela tinha engolido um terço do pau, nesse momento ele parou de empurrar, então ela colocou as duas mãos na base do pau e começou a fazer um movimento de vai e vem, eu puder ver a nossa aliança no dedo dela enquanto segurava o pau de outro homem, ele olhou para mim e deu um sorriso sacana, enquanto isso ela com as duas mãos punhetava e chupava cada vez mais rápido com grande habilidade, parecia uma daquelas atrizes de filme pornô, comigo ela nunca tinha feito algo assim, com tanta vontade, as vezes ele tirava o pau da boca e batia ele com força no rosto, e ela ficava imóvel, boca aberta e sorrindo, apesar dele bater com muita força, em pouco tempo ele anunciava que estava gozando, segurou de novo a cabeça dela contra o pau forçando ela a engolir, deu para ver a porra escorrendo nos cantos da boca, antes de acabar ele puxou o cabelo dela e ainda deu uma esguichada melando o seu rosto, e cabelos, o que me doeu na hora, foi ver a felicidade estampada no rosto melado dela.
Depois disso, ele fez um sinal para ela e ela veio até mim, quando ela chegou eu pude sentir o cheiro forte de porra que exalava da sua boca e rosto, ela me disse, “amor, você está sendo um marido maravilhoso, obrigada” ele disse a ela “faça o que eu mandei!” nesse momento ela se sentou ao meu lado do sofá e me disse, ele quer eu você me beije, nesse momento ela me segurou pelos cabelos e me deu um beijo, por incrível que pareça eu não senti nojo, eu amo aquela mulher, ela enfiava a língua na minha boca como nunca tinha feito antes, era outra mulher, eu retribui o beijo, e abracei ela, eu disse ao seu ouvido que a amava e ela me respondeu que também me amava e que não se esqueceria de tudo que eu estava fazendo pela felicidade dela.
Nesse momento ele veio e a puxou pelos cabelos, ele disse alguma coisa no seu ouvido e a levou pelas mãos até o quarto, institivamente eu fui seguindo eles, quando entraram no quarto ela me mandou um beijo com as mãos e fechou a porta comigo do lado de fora, em seguida eu ouvi o barulhos das chaves trancando a porta. Logo em seguida eu comecei a ouvir ela gemendo de prazer, ouvia tapas, em seguida comecei a ouvir um baque seco da cama batendo contra a parede sinalizando que ele estava estocando ela com muita força, e isso continuou por cerca de 20 minutos, ritmo forte, sem parar, e ela gemia de prazer, estava obvio que ela queria que eu ouvisse e soubesse que ela estava gostando. De repente tudo parou, ele abriu a porta, e falou para mim, “a sua esposa está precisando que você cuide ela”, e saiu, dentro do quarto ela estava nua, largada na cama, evidentemente exausta, as roupas dela espalhadas no chão, ela olhou para mim e me chamou, quando eu fui subir na cama ela me segurou e me disse, “não amor, vc fica no chão, aqui na cama só eu e o dono” eu me senti muito humilhado, ela percebeu e me fez um carinho e me disse “não se preocupe amor, você está sendo perfeito, eu sei que isso é muito difícil para você, quando chegar em casa eu vou agradecer a você todo esse carinho” ao mesmo tempo em que falava isso ela foi me empurrando para o chão e me fez deitar ao mesmo tempo em que ficava agachada sobre meu rosto (como fazia sempre quando estávamos em casa) nesse momento eu pude ver em primeira mão como ele tinha judiado dela, a buceta estava toda aberta, vermelha, assim que ela subiu começou a escorrer a porra que ele tinha colocado dentro dela no meu rosto, nossa que quantidade, eu nunca tinha gozado tanto assim, em seguida ela me segurou pelos cabelos e comecei a chupa-la, como eu amo essa mulher, de qualquer modo eu sempre adorei chupa-la, fiz com muito gosto, apesar da situação, senti o gosto do gozo dela também, fiquei assim uns 15 minutos, depois ela se deitou sobre mim e nos beijamos, nossa que beijo gostoso, apaixonado, cúmplice, eu jamais vou me esquecer daquele beijo, nesse momento ele nos interrompeu, “vocês já namoraram bastante, Júlia você está liberada, vista-se e vá embora, quinta feira quero que esperem na sua casa, vou dormir com você na cama do seu marido”.
Depois eu a ajudei a recolher as suas roupas e se vestir rapidamente, saímos do apto, engraçado que no corredor as pessoas nos olhavam como se soubessem o que tinha acontecido, então eu olhei para ela, estava evidente, havia chegado toda arrumada e agora estava saindo com a roupa amassada, cabelos desarrumados, ainda tinha um pouco de porra nos cabelos, estava evidente que tinha acabado de ser fodida.
No caminho de volta ela me contou que tudo que fizeram havia sido combinado entre eles e que ela havia pedido que ele fosse “bem suave” com ela pra não me assustar e que, normalmente, ele abusava muito mais dela, e que ela adorava isso, eu pensei comigo, nossa se isso foi suave, como seria quando ele resolvia pegar pesado com ela, chegando em casa, ela me pediu para fazer amor comigo, e que amor maravilhoso, ela se entregou como nunca havia feito comigo, a excitação de ter sido possuída por outro homem há pouco estava evidente, eu a penetrei, senti como ainda estava aberta, eu disse a ela, amor, ele acabou com você “sim querido, ele sempre me deixa assim toda aberta, eu sempre quis transar com você logo depois de dar para meu dono para você sentir o chifre que ele colocou em você meu corninho amado” ela falou isso e fez um carinho na minha testa, não resisti e gozei nessa hora, ela me disse que não via a hora de chegar a quinta feira.
Depois desse dia a minha esposa se tornou muito mais carinhosa comigo, atenciosa, sempre me agradece por ser tão compreensivo, uma ou duas vezes por semana ela pertence a ele, mas nos outros dias ela é somente minha, bem, hoje eu tenho certeza que tomei a decisão certa em aceitar ela do jeito que ela é, se eu deixasse ela ir, teria perdido o amor da minha vida.


Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Comentários


foto perfil usuario fauro

fauro Comentou em 01/09/2016

muito bom, votei e parabéns pela coragem de saber que ela tinha um dono e mesmo assim aceitou ficar com ela, abs.

foto perfil usuario discretomsg

discretomsg Comentou em 01/09/2016

Maravilhoso.... Ela deve realmente ser uma mulher fantástica para você não querer perde-la e fez muito bem em aceitar as regras que o macho "dono" impõem Você com certeza ainda vai ter novas e grandes surpresas que esse grande macho e sua puta deliciosa. Adoraria um contato com vocês....Beijos

foto perfil usuario anasonhadora

anasonhadora Comentou em 01/09/2016

Adorei! Muito bom mesmo!

foto perfil usuario pitico

pitico Comentou em 31/08/2016

Bem vindo ao mundo dos cornos

foto perfil usuario ingredcajaty

ingredcajaty Comentou em 31/08/2016

teria levado uma pistola para o encontro com o dono.

foto perfil usuario cornutto

cornutto Comentou em 31/08/2016

Demais, todo corninho sub sonha isso...




Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


Ficha do conto

Foto Perfil Conto Erotico maridoapaixonado

Nome do conto:
Marido Apaixonado

Codigo do conto:
88450

Categoria:
Traição/Corno

Data da Publicação:
30/08/2016

Quant.de Votos:
14

Quant.de Fotos:
0


Online porn video at mobile phone


conto fui a florianopolia gayQuadrinho erótico no chuveirocontos eróticos eu bobinha tava brincando de casinha com o menino meu tio me pegou me chatagioconto minha esposa pratica nudismo em familiaContoeroticofaveladacontos eroticos da amiguinha de escola da minha filhaconto erotico desabafo de gaycontos erotico dia que fui ao quiosqe com meu marido em santoaconto erotico tia mentruada e com muito tesaocontos erotico casada bunduda submissacontos eroticos chupei meu cunhado do lado da minha irma dormindomeu sogro contoconto erotico com meninascontos eroticos coroas com garotos negros roludoscontos comi a mulher do meu enteado novinhafui chantageada e tive que bater uma punheta para meu patraoconto erotico gay 2017 nao aquentei a rolaconto erotico deflorando a menininhaconto erotico abri as pernas para o professorsoca no cu da cunhada idosacontos eróticos no baile comeu cracudoconto erotico trai meu marido no ônibusgarotos de cabelo loiro liso e barbicha "os bofes"contos eroticos estou ficando louca de vontade de chupar meu cunhadomamãe me transformou em mulherzinha contonegão pelado da Biquinhaconto erotico filha loucuraimagens de meu filho atrevido e selvagem entre irmaos homens transando em quadrinhosconto: homem velho e feio me arregaçoucontos transex fudendo com entregador de pizzaincesto Socorro meu filho me comeu contos de sexoConto porno de incesto meu irmao me come dedi pequenaesposas fotos delas com outro macho contosconto erotico familia na praiacontos papakuContos eroticos ilutrasdo pauzao gostoso que me fez goza muitoporno em quadrinhos obsessão 2 mae e filhoquadrinho porno gaytravestis pag25fiquei sozinha na casa do titio e provoquei ele sem calcinha pornosexman parte 1 quadrinhos eroticoscontod eroticos - mae e filha na loja dexeroxcontoeroticodfporno gay sai do armário e chupa travesticontos eroticos corno top pag 72novinha fazendo sexo peladinha daqui 18 anos bem alegrinhaquadrinhos de putariaultimos contos sadocontos eroticos minha ginecologistacontos eróticos de marido brechando esposa se esebido para homensporno zoo Tio sobrinha e cachoro em contos eroticos videos de mulheres esfregando a buceta na cara do velhoteconto erotico brincadeira pique escondecaminhoneirocontosnovinhahistoria em quadrinho mae e filho pornoCANTOS FOTOS EROTICAS DE MAE E FILHAS COM NEGAO PIROCUDOdei a xana contos eroticosconto erotico mmacasa dos contos tia 22cmcontos verdadeiro de incesto cunhada transando com o cunhado pauzudao dotadofotosexominhamaecontos eroticos fudendo a aluna do futsalgordinha pelada comicasada novinho conto eroticoDeixei meu irmão de pau duro quando sentei no colo dele contos eróticosconto erotico. menino de dez anos dandona bundaPorno contos incesto pais e maes ensinando suas pequenas de 6,8,10,em banhos,cama,inicio carinhoso,ao acaso ou naopornô grátis só contos eróticos sogra cozinhacontos eróticos dando pra negros bem dotadoscontos fotos esposas fudendo manauscontos eroticos entupidacontos eroticos com casada evangélicacontos erotico dividindo a esposapai meu amante contoconto erotico comendo o cu da cazafaeroticos minha mae gorda deume a conagrelo lindoporno em.quadrinho da liga da justiça