Casal Liberal Swuing - Inicio é Swing I


Click to this video!


Hoje tenho tenho 45 anos e ela tem 44. Casamo-nos aos 22 anos e como em qualquer relacionamento normal, eu era até então um marido normal, ciumento e inseguro, machista, como a maioria dos maridos daquela época. Em um sábado nos anos 87, estava de plantão é como estava só no escritório, passei a procurar algo para ler assim, o tempo passaria rápido, já que não havia o que fazer, é teria o cumprir horário. Abri é fecha, gavetas de mesas é nada de interessante, na ultima gaveta de uma mesa encontrei um exemplar de uma revista masculina não sei dizer se era private ou Fiesta, só sei dizer que era daquelas pequenas. Voltei para minha mesa, é fui ver a revista, a principio folheia-a toda, depois, comecei a ler os relatos, passei para as paginas onde tinha anúncios de casais, homens, mulheres e bissexuais. Após lido e visto aquela revista, fiquei super excitado e ao mesmo tempo me perguntava o como seria possível alguém permitir troca de parceiros ou pior ainda, permitir que sua mulher fosse para cama com outros homens?
Aquela revista definitivamente havia mexido com minha cabeça. O Grau de excitação era tanto, que não via a hora de chegar em casa, extravasar aquele tesão. Por volta das 23:0 hs, cheguei em casa, Paula minha esposa, me recebeu toda produzida, estava linda, maravilhosa e gostosa, parece que ela sabia do tesão que eu estava. Tomei meu banho rápido é fomos para cama, naquela noite transamos como nunca, a ponto dela ficar espantanda é perguntar de onde eu havia tirado tanto fogo, respondi-lhe; Também produzida do jeito que estava é gostosa como é, não tem homem que agüente. Aqueles relatos ficaram a semana nos meus pensamentos. No sábado seguinte como estava de folga, fui cedo a banca buscar o jornal é aproveitei para procurar alguma revista do gênero, acabei comprando 02 revistas private e Fiesta, ao chegar em casa procurei esconde-las, pois não queria que Paula tomasse conhecimento até então.
Na parte da tarde, Paula foi para casa de sua mãe, hora que aproveitei para ler as revistas. Durante algum tempo incorporei o habito de ler os relatos. Sempre, questionamento a vericidade dos fatos. Um dia tomei coragem, aluguei uma caixa postal, passei a responder anúncios de casais direcionados a homens. Quando tive algumas respostas, inclusive uma de minha cidade, que deseja marcar um encontro para nos conhecermos, foi quando minhas duvidas acabaram. De forma muito sutil, comentei com a Paula, sobre casais que praticam a troca de parceiros, aproveitei lhe mostrar uma revista, naquele instante ela ficou totalmente sem ação, fez cara feia, dizendo que eu estava gastando dinheiro com pornografia, aos poucos fui lhe acalmando é lhe disse, por que você não ler os relatos, a principio relutou, dizendo que não ia perder tempo em ler aquelas baixarias, mas de tanto eu insistir, ela leu o primeiro conto é acabou gostando. Durante algum tempo, incorporamos a leitura de relatos antes das nossas transas. Ela ficava nua lendo os relatos e eu acariciava e chupava sua bucetinha que já estava molhadinha. Percebi que ela se excitava mais ao ler relatos de menage masculino. Um dia, com jeito perguntei a ela que tipo de relato a deixava mais excitada. Ela então me respondeu meio que sem graça, os que tem uma mulher com 02 homens. Na hora meu machismo veio átona, fiquei com ciúmes é mesmo puto, mas não podia dizer nada, afinal de contas foi eu quem criou toda aquela situação. Até então eu só deseja e aceitava a troca de casais e outra mulher na cama. Engraçado como duas pessoas que se amam, vivem juntas debaixo do mesmo teto, vivenciam vários problemas do dia a dia, mas não tem coragem de revelar seus desejos.
Bom! Depois daquele dia, passamos então a fantasiar situações e nossas noites ficaram mais quentes. Passaram alguns meses, um dia, com certo constrangimento, durante uma transa, eu perguntei a ela se toparia vivência uma troca de parceiros, o mundo desabou naquele momento, Paula começou a chorar, é dizer seu amor por mim acabou. Que jamais se submeteria a praticar tais atos, por que não era vadia, prostituta, e outras coisas que nem me lembro, como diz, foi um tempo quente para contornar a situação, depois em momentos calmos pedi para que continuássemos a ler os relatos, afinal de contas aquilo fazia bem para ambos. Passamos uns 02 anos lendo relatos é fantasiando, isso fez com que amadurecemos a idéia em realizar tais fantasias. Em comum acordo, optamos colocar anuncio. Anuncio publicado, recebemos inumares cartas, dentre as quais, a do casal Amauri e Regina nos chamou muita a atenção, pela forma que colocaram as coisas e ainda eles moravam na mesma cidade que nós, na carta colocaram nº telefone para contato, com horário de dia para ligarmos. No dia e hora certa liguei, Amauri quem atendeu foi, ele um tanto desembaraçado é eu um tanto confuso devido minha inexperiência., depois de longo papo, achamos por melhor nos encontramos ou seja eu e ele, desta forma não iríamos expor nossas esposas. Uma semana depois numa 4ª feira, lá estava eu e Amauri, nos conhecendo, conversamos assuntos diversos, até chegar no desejado, me disse que eles já havia passado por algumas experiências, as quais foram maravilhosas, é que a coisa para dar certo, teria que rolar naturalmente, nenhum dos 04 poderia força a barra. Após esse papo, acabamos concordando que entre nos dois estaria tudo bem, agora iria depender das mulheres. Cheguei em casa, Paula estava anciosa para saber como tinha sido o encontro, falei para ela tudo que havíamos conversado e que tinha achado ele muito simpático, uma pessoa legal é de confiança, se dependesse de mim podíamos dar continuidade, então Paula, confiando em mim, aceitou que fosse marcado o encontro. Na 6ª feira conforme o combinado Amauri me ligou, marquei o encontro para o sábado (Dia seguinte) em um restaurante. Eles eram 02 anos mais velhos do que nós; eles estavam com 30 anos e nós não havíamos completado 30 anos (eu é ela 28). No sábado, Paula deu uma caprichada no visual. Ao chegarmos no restaurante, fomos direto para mesa onde estavam, afinal eu Amauri já nos conheciamos. O papo começou bem descontraído, foram nos colocando a vontade, mesmo assim Paula estava tensa. Regina percebendo que a Paula esta tensa, puxou o assunto para outro lado, dando para perceber que preferiram não dar continuidade naquele dia, ficamos conversando até 01:00 hs, quando achamos por melhor marcarmos outro encontro para o próximo sábado. Ao chegarmos em casa, nos beijamos muito, somos para cama nus é nos acariciando, Paula me confessou que apesar, de ter ficado tensa, estava louca para ir para cama com o Amauri, só não falou nada por temer, ter alguma reação quando ao me ver com a Regina. Os dias que antecederam ao tão esperado sábado, foram dias de intenso tesão. No Sábado a chegarmos ao local, o papo começou a vontade, após o jantar e algumas jarras de vinho o papo ficou tenso, por dado momento Regina virou para todos é perguntou é ai gente, o que acham de nos conhecermos mais intimamente. (Deu para sentir que eles estavam afim de sair). Vi quando Paula ficou sem graça é sem jeito de responder. Regina percebendo o desconforto da Paula, logo tratou de consertar, dizendo o seguinte vamos todos para o motel, cada um fica com seu par, depois se der vontade é houver aceitação de todos a gente faz a troca, Paula um tanto sem jeito respondeu que dessa forma aceitaria, o que foi aceito por mim é Amauri. Então saímos do restaurante em um só carro. Chegando no motel, tivemos que pegar 02 suites, ai foi o momento que nós colocaram a vontade deles, Amauri nos convenceu de que era melhor nós nos separarmos, que haveria assim uma descontração maior é que a Paula não ia ficar com ciúmes quando eu estivesse com a Regina é tão pouco eu quando ele estivesse com a Paula. Não gostei da idéia, mas Paula tinha gostado. Bom! Fazer o que deixa a coisa rolar, Paula manifestou ter adorado a idéia
Gente quando vi minha linda é amada ir para outro quarto com Amauri, me baixou um sentimento inexplicável, uma mistura de alegria, tesão, tristeza é arrependimento. Me lembro que disse: Amauri, cuide bem dela, você será o segundo homem que vai para cama com ela. Eu é Regina estávamos sós, enquanto abri uma cerveja, ela foi até ao banheiro, retornou só de langerie, sentou numa cadeira é começou com papo estranho, dizendo que até então, nenhum homem com quem eles tinham saído havia transado com ela. Na hora fiquei puto, mas na minha, nada falei. Terminado a cerveja a convidei para irmos para a hidro, ela aceitou. Na hidro ela sentou de frente para mim, foi quando lhe falei; Regina se você quiser se vestir tudo bem, vamos só esperar
Amauri é a Paula terminarem, foi quando ela deitou do meu lado, me deu um beijo na testa é perguntou se eu estava com raiva? Lhe respondi que não, só de saber que minha esposa estava tendo prazer com outro homem era o suficiente para mim, mediante tal resposta, ela passou a me beijar é me chamou para irmos para cama, onde ficamos deitados trocando caricias. Por volta das 05:30hs o interfone tocou, era o Amauri perguntando se estava tudo bem, a hora que quiséssemos ir, era só falar, de imediato lhe respondi nos dá tempo de nos vestirmos. Quando eles vieram para nosso quarto, dei um beijo tão gostoso na minha linda esposa que ha muito tempo não dava. Ao sairmos do motel Amauri nos deixou, no estacionamento. Peguei meu carro, retornando para casa Paula me disse, comigo correu tudo bem, meu parceiro é fogoso, foi maravilhoso, mas pela sua cara vejo que não nada bom. Para não cortar o barato da Paula, disse que tinha sido ótimo, eu só estava cansado.
Ao chegarmos em casa, fomos para cama, transamos intensamente, não conseguíamos dormir, estávamos eletrizados com ocorrido na noite. Paula passou a me contar detalhes, não tive outra ação ha não ser chupar aquela buceta toda avermelhada de tanto pau do amauri, no final da noite, Paula pediu para eu contar em detalhes a minha estada com a Regina, ai lhe falei a verdade, que nós não tínhamos passado de alguns beijos é troca de caricias. Paula vibrou de alegria, me dando um longo beijo, em seguida colocando meu pau na mão, dizendo tá vendo esse aqui é só meu, terminando com uma maravilhosa chupeta.
Caros leitores, depois desta "troca de parceiros" nossa vida sexual melhorou mais ainda. Depois deste encontro saímos mais três vezes, uma vez eu é o casal, houve outros casais, homens sós e etc. São relatos que iremos publicar. Quem desejar trocar experiências é mesmo nos conhecer nos escrever.
César e Paula
Nosso e-mail. [email protected]

Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.





Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


Ficha do conto

Foto Perfil Conto Erotico cesar e paula

Nome do conto:
Casal Liberal Swuing - Inicio é Swing I

Codigo do conto:
8569

Categoria:
Grupal e Orgias

Data da Publicação:
07/07/2006

Quant.de Votos:
0

Quant.de Fotos:
0


Online porn video at mobile phone


porno gay em quadrinho piratasarombei o cu da minha sogra hentaiLidiane meu pelado pau bem dotadocontos eroticos gay sendo estuprado por taradosconto erótico gay com vizinhosafado boca duracontos veridico meu marido e eu pensava que era mulher mais tivemos a supresa era uma travesti bem dotadaConto aposta com a maepornô pai e filho em quadrinhosfui trocar o gaz pra vizinha ela tava de saia sem calcinhavideos em qudrinho de filho comendo a mae ate gozapsicologas rabudas contosultimos contos sadoNovinha com casado contosmarianaxvidioContos eroticos com fotos de podolatria priminhas deixando chupar seus pesA noite que ele pediu pra,ser cornoFilhinha provocando papai conto erotecocontos-meu cuzinho todo pra vocêConto eroti o bundao da avo bebadaeu e minha amiga nos mastubarmos conto eroticomamae vovo e titia queriam conhecer praia de nudismo contos eroticosjusticeira hentaiconto erotico jogando game com o novinhomeu padrasto comeu minha bucetinha careca contosquadrinho primeiro tesao anal parte 2videos porno puteiro amanhecercontos eróticos lésbicos mulatas casadas comendo sobrinha com consultasgay video catisgadatravesti dptadocontos porno gratis estupro submissãoMulheres casadas q adoram fuder com novinhos pirocudos nos contos eroticosgozou dentro da mulher do pescador -youtube -site:youtube.comesposa transandodeficirnti fotocontos eroticos gays sou mulher de mendigocontos eroticos indioConto porno desdi pequena pai e mae me comeContosputariafamiliarConto erotico louca para dar a xoxotaGay gosando e punhetiandocontos eróticos com fotos cumi o cude cueca pegando no cacete contocontos eróticos prima bundudaquadrinho porno pai e filhoconto erótico Hannahcontos eróticos o meu tio picudo arrombou o cabaço da minha namoradamulheres negras de Minas Gerais transando no cafezal em casa traindo o maridoconto erotico num conseguieu amo meu filho incesto sexo contoscontos eroticos descabacei a buceta da filha da empregada com meu pauzao grande e grosso.cinthia lamarckContos Porno gay meu tio descobriu que meu amigo é gayContos porno Japonês dotadao rasga o cu de homem casado.1contra 5 contos eroticosContos eroticos empresidioscomendo a viuva mulher do amigoContos eroticos,mendigo m estrupou virgem e choreiconto erotico mãe rabudaconto gravida tesao no onibusfuracao pono com asograxvidio cumeno sem tirar calcinhacontos eroticos de lactofiliaContos eroticos com motorista de uberconto erotico incesto publicocontos eroticos minha tia caboetaconto porno pintudo me arrombocontos porno gratis estupro submissãocontoseroticos gratis de pai bisacaneando a meninasexoconto erotico vigilante noturno heteroultimos contos sadocinthia lamarckPorno orgias incestuosas iniciando com masturbacao coletiva contosconto crossdressermamae que letinho de filhinhoContos eroticos capturadas conto erotico fiz corno vesti a roupa da mulhercontos eróticos realizando desejo da esposa grávidabanda desenha erotica fotoswww conto erotico gay de irmao com irmao com brcontos eroticos com nossos amigos intimos 2esposa bundai ezibe conto eroticonora branquelinha dando para o sogro pauzudodona dalva conto erotico