Fome de gangbang


Click to Download this video!


No feriadão de quatro dias fui pra praia sem meu namorado Bruno. Ele teria que trabalhar. Fui com meus pais e minha prima Luana.

A Luana é muito feia e se casou com um monstro igual a ela. E o monstro casado com ela apareceu na praia no segundo dia. Foi chato pra caceta.

Eu andava com ela na orla da praia e os caras mexiam comigo e nunca com ela. Normal, já que ela é zuada, na boa. Já eu sou loirinha, cabelo liso e olhos claros. Sou magrinha com tudo empinado e lisinho. Eu enfio um fio dental só pra dizer que ali em baixo tem algo rosinha.

Eu boto minha lupa no rosto e reparo os marmanjos pauzudos. Vejo eles me secarem e minha prima feia com ciume e inveja, não para de reclamar que só tem safado pedófilo na praia. E quando os novinhos babam, ela diz que são feios. O pior é que ela acha que eles estão mexendo com nós duas. Na verdade ela sabe que é somente comigo, mas e onde ela enfia orgulho?

No segundo dia o monstro do marido dela chegou. E até que eu gostei dele. E o pior é que o cara com seus quarenta e poucos anos (mais velho que meu pai) usava uma sunga que iluminava minha visão diante do mega caralho ali escondido. Meu, eu juro, que pacote de pau de macho gostoso. Minha prima devia amar o marido. Apesar de feio, a sunga quase não dava conta.

Uma vez na areia da praia, todos entraram no mar e eu fiquei com ele. Usando meu óculos de sol fiquei secando aquele cacete gigante. Ele parecia nem ligar pra mim. E eu suando frio num calor de 35 graus, babando pro pauzão de um coroa de uns 40 anos.

Eu queria aquilo na minha mãozinha. Queria me ajoelhar entre as pernas dele e dizer que largasse minha minha gorda e feia e me dessa aquele pau até o fim do feriado.

Me levantei, deitei na frente dele com meu fio dental socado e o pacote molhado de tesão. Estirei um pano e deixei minha rosinha aguçando a imaginação do pauzudo.

Eu queria olhar para trás, mas ele notaria que eu estava me exibindo pra ele.

Esperei um pouco, virei o rosto e falei:

- Ai desculpa Rubens. Eu aqui em posição deselegante para um homem casado...
- Ooo Ju, que isso... você tem idade pra ser minha filha.
- Mas eu não sou sua filha.
- Eu sei. Mas... mas...

Ficou sem palavras.
- Vários caras com a sua idade ficam me falando um monte de coisa...
- São uns sem noção. Você não deve dar ouvidos.
- Mas eu adoro!
- É... mas sei lá. Você é muito novinha ainda...
- Rubens, eu adoro que homens com a sua idade me sequem com os olhos.
- Menina menina... deixa seu pai saber disso...
- Rubens, eu amo quando os machos me secam!

Notei o pauzão dele crescer. Ia estourar a sunga.

- Rubens, eu não sou tonta.
- Eu num tô falando nada...
- Olha sua sunga esticando por minha causa...
- Puts que pariu Juliana. Para com isso!
- Tá, eu vou sentar ao seu lado e pode ter certeza que estarei o tempo todo me exibindo pra você. E quero ver seu pauzão estourando a sunga por minha causa.
- Eu vou sair fora.
- Calma, seu pau tá muito duro pra você ficar de pé.

Ele chegou a levantar e volteu a se sentar.
Eu fiquei olhando aquele pinto gigante e enquanto a orca da esposa dele nadava feito um bicho, eu secava a rolona grossa do marido dela.

- Nossa Rubens, bem que você podia sacar esse pintão pra fora e me deixar ajoelhada na sua frente, pra mamar suas bolas, cabeçona e tudo mais...
- Caralho mano. Menina você é doente.
- Rubens, eu quero rola. Eu quero. Eu quero. Dá rola...
- Puta que pariu, menina você tem problema.
- Dá pinto grosso pra lorinha novinha, dá.

Minha prima veio da água e eu deixei o Rubens em paz.

Passei os outros três dias implorando pro Rubens me foder com aquele tronco. Mas ele fiel aquele tribufú, não me comeu, nem me deixou mamar o final de feriado todinho.

Fui pra casa do Bruno assim que subi do litoral. Em pleno domingo combinamos de comer uma pizza na casa dele.

Cheguei lá e o Bruno havia convidado um monte de amigo pra me foder todinha.

Minha sala tinha uns cinco caras. Todos batiam punheta pelados. E eu com minha mochilinha nas costas, calçando um all star rosa, um shortinho e uma blusinha de praia. Já fui largando tudo ali mesmo. Eram muitos roludos só pra mim.

Cara, o que dizer do Bruno? Que namorado perfeito. Parece que ele adivinhava a secura que passei na praia, querendo um pau grosso feito uma cadela no cio. Nossa meu, o Rubens quase me matou de vontade com aquela rola imensa. Daí eu chego na casa do meu namorado e ele me dá um gangbang? Lindo lindo.

A sala estava cheia. Paus grandes! O Bruno estava na porta do quarto com um sorriso de satisfação pela minha volta. Fui caminhando e com minhas pequenas e branquinhas mãos, fui segurando aquele monte de caralho grosso. Eu sorria pro Bruno enquanto sentia o calor dos pintos latejantes nas mãos.

Os caras passavam as mãos em mim por cima da roupa. Eu estava muito feliz. Logo logo me arregaçariam feito uma cachorrinha faminta.

Fui andando até chegar onde estava meu namorado Bruno. Beijei ele de língua e agradeci o presente.

- Obrigado meu amor! Eu precisava disso.
- Eu sei, Ju. Aqui nessa casa você nunca vai passar vontade!
- Eu te amo Bruno!
- Vai se foder minha loirinha gulosa.

- Tá bom meninos, quem quer arrombar meus buracos?

Fui levada para o quarto e passei a noite metendo com vários pintos. Nem fui pra escola. Alguns dos caras se foram logo cedo e outros ficaram o dia todo comigo. Meti demais. Minha xoxota ficou ardendo. Meu cuzinho bebeu tanta porra. Engoliu tanto pau. Nossa, um monte de macho pra me fazer gozar era o que eu queria e tive.

Eu fui arrombada na bunda. Eles fodiam meu cu sem dó. Eu sentia meu cuzinho melado recepcionando pau grosso e grande como se fosse feitos um para o outro. Entravam e saiam arregaçando o que um dia foram pregas de menina. Os caras fodiam de três, de dois, de quatro sem parar. Uma suadeira na cama. Eu metia com vontade. Aproveitava mesmo. Eu de quatro sendo fodida na bunda e na xótinha enquanto recebia porra na boca, parecendo uma putinha estuprada.

Era pau grande adentrando meu cu rosinha de menina enquanto eu cavalgava feito uma vadia na rola de um e depois de outro. Eles metiam na bunda sem piedade e eu pedia sempre mais. Revezavam muitos caras nos meus buracos e eu ali, bem coitadinha, dando conta de uns dez ou doze caras pintudos. Eles fodiam e eu curtia suada.

Amo meus buraco sendo arrombados. Gosto de vários caras ao mesmo tempo me dando prazer. Adoro ser arregaçada por pauzão enorme. Tenho sorte pois meu namorado me ama e me fornece pauzão. E o melhor é nasci linda e os caras me querem muuuito.

Então Rubens, eu até queria experimentar esse tronco seu, mas gostei de não precisar trair minha prima! Ganhou pontos comigo, viu!

Mas.... alguns meses depois o Rubens me ligou. Disse que nunca havia me tirado da cabeça. Mais um na minha.

O que eu devia fazer?

Eu já não estava tão na seca. Gosto de gangbang com pau grande. Só queria o Rubens sozinho na praia pois estava na vontade. De qualquer forma o pau dele merecia atenção.

Mas se eu chamasse ele para um gangbang com vários iguais ou maiores do que ele, o que ele acharia?

Olha, não vou dizer agora, mas posso adiantar que sou tão escrava de pau gigante que vocês vão ficar surpresos com a bagunça que eu causei na minha família.

Beijos

Foto 1 do Conto erotico: Fome de gangbang

Foto 2 do Conto erotico: Fome de gangbang

Foto 3 do Conto erotico: Fome de gangbang

Foto 4 do Conto erotico: Fome de gangbang

Foto 5 do Conto erotico: Fome de gangbang


Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Comentários


foto perfil usuario kzdopass48es

kzdopass48es Comentou em 09/08/2016

Digo o mesmo que o LuizCarlos5254 abaixo. Inveja dela, com tanta fartura de PICA! Betto

foto perfil usuario marcospauzudo

marcospauzudo Comentou em 02/08/2016

Delicia de conto, muita putaria e palavrão como eu gosto !

foto perfil usuario luiz carlos5254

luiz carlos5254 Comentou em 13/05/2016

QUE FELICIDADE TER TANTAS PICAS AO MESMO TEMPO,FIQUEI COM INVEJA,ADOREI AS FOTOS MUITO LINDAS.

foto perfil usuario gege

gege Comentou em 09/05/2016

Taradinha vai dar assim lá em casa.

foto perfil usuario dricacd

dricacd Comentou em 07/05/2016

40 anos é coroa?? nossa so fala bosta mesmo




Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


69991 - Escrava que Escraviza - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 15
70217 - Crönicas de Estudante - Categoria: Traição/Corno - Votos: 7
70564 - Ju Loirinha Egoísta e Mimada da Negrada - Categoria: Interrraciais - Votos: 17
70570 - Aline Ensopada de Porra no GangBang - Categoria: Fetiches - Votos: 15
71000 - No Cu rosinha um Negro e namorado chupa xota - Categoria: Traição/Corno - Votos: 11
71512 - Meus Buraquinhos são Clube dos Negros - Categoria: Interrraciais - Votos: 11
71513 - Implorando por meu amor e eu Lavada de Porra - Categoria: Fetiches - Votos: 7
71836 - Festa da Porra. Seja submisso meu! - Categoria: Masturbação - Votos: 8
72526 - Madrinha dos Negros - Categoria: Interrraciais - Votos: 5
72530 - Meu Namorado Ciumento - Categoria: Traição/Corno - Votos: 21
72816 - Novinha Mimada - Categoria: Traição/Corno - Votos: 16
72996 - Preparando o Aniversário do Corno - Categoria: Fetiches - Votos: 9
73088 - Aniversário do Corno - Categoria: Traição/Corno - Votos: 9
73523 - Novinha no Funk Rodeada de Rola - Categoria: Traição/Corno - Votos: 16
75633 - Meu Quase Corno! - Categoria: Traição/Corno - Votos: 33
79113 - Antes do Colégio na casa do Corno - Categoria: Traição/Corno - Votos: 8
82547 - Negros para a namorada Branquinha - Categoria: Traição/Corno - Votos: 12
82664 - Traindo o Amante e o Namorado - Categoria: Traição/Corno - Votos: 6
87260 - Férias e Festinha da Ju - Categoria: Traição/Corno - Votos: 11
87268 - Namorada na Balada - Categoria: Traição/Corno - Votos: 8
91674 - Vingança do Duplo Anal - Categoria: Traição/Corno - Votos: 10
93188 - Blowbang com 6 Negros - Categoria: Traição/Corno - Votos: 10
97128 - Caralhos Negros pras Colegiais - Categoria: Traição/Corno - Votos: 9
97444 - Terminei com o Corno - Categoria: Traição/Corno - Votos: 11
98035 - Minha namorada e seus pintos - Categoria: Traição/Corno - Votos: 10
98037 - Minha namorada e seus pintos 2de3 - Categoria: Traição/Corno - Votos: 9
98039 - Minha namorada e seus pintos 3de3 - Categoria: Traição/Corno - Votos: 10
98291 - Namoradinha humilhada - Categoria: Traição/Corno - Votos: 15
98341 - Ju a putinha e 14 Negros caralhudos - Categoria: Traição/Corno - Votos: 7
98378 - A Ju me obrigando a ser Corno 1 de 3 - Categoria: Traição/Corno - Votos: 10
98379 - A Ju me obrigando a ser Corno 2 de 3 - Categoria: Traição/Corno - Votos: 9
98382 - A Ju me obrigando a ser Corno 3 de 3 - Categoria: Traição/Corno - Votos: 10
98420 - Saco Escrotal dos Negros 1 de 2 - Categoria: Interrraciais - Votos: 12
98676 - Mundo de Dotados. Piscina de Porra - Categoria: Fantasias - Votos: 9
98975 - As Putinhas dos Vizinhos - Categoria: Traição/Corno - Votos: 12
99972 - A Ju e a Jéssica e os Negros - Categoria: Traição/Corno - Votos: 11
100349 - Iniciante de Corno - Categoria: Traição/Corno - Votos: 20
108073 - Bebendo Xixi e Chupando o Cuzinho da Jéssica - Categoria: Fetiches - Votos: 12

Ficha do conto

Foto Perfil jufresil
jufresil

Nome do conto:
Fome de gangbang

Codigo do conto:
82932

Categoria:
Traição/Corno

Data da Publicação:
06/05/2016

Quant.de Votos:
10

Quant.de Fotos:
5


Online porn video at mobile phone


meu padrasto tirou minha calcinha e comeu meu cuzinhocorninho dela/traicoes consentidasContos eroticos menstruadavelho tarado contoporno contos marido contratou negao pra limpar quintal de sua casaloiras nuas bucetasmoreno hetero contocontos eroticos guardetes noturna trepandopagamdo calsimha no metrocontos eroticos mariano baccardiporno gay com nsgao xvideo arregouarmei p foderem minha esposa honesta contos eroticoscontos heroticos de irmã chantageada pelo e teve q dar pra elecontos eroticos dei para os amigos de meu marido no jogo de baralhocontos eróticos de gay comi o meu enteadoespemar no cu da velha.contos eroticos esposa e o andarilhocontos de incestos de conchinha com a sograconto erotico a menina me chupoucd de contos eroticos contados por mulhereshermafroditas conto eroticoIniciada pelo padrasto contocontos eróticos brincando de pique-esconde com priminho de ococonto erotico no cuzinho da garotinhaporno de os Simpsonsbuceta+grandequadrinho erotico prostitute parte 5conto erotico confudiu minha amiga comigocontos travesti dividindo um apê em toronto canadaConto erotico gay sexo incesto cueca volume tesão cunhado suor cama quatro quartoconto erotico esposa putaNovinha meteno com pais ou padrastocontos eroticos de meninas cedutoras que fazem de tudo para pega 3 pau no cu e na buceta e ainda choram muitocontos herotico namoradacomendo a chapada conto eroticocontos eróticos com a menininha em tambabaincesto tio ginecologista bolinando sobrinha de doze anoscontoeroticomatocontos eroticos amiga rabudamamae boqueteira conto pornoporno contos eroticos narrados o dia que meu marido pediu pra eu transar com seu amigocontos eroticos bebiultimos contos sadomasoquistacontos com fotos cornoContos eroticos de como dei a buceta na surubaestava bebada e meu filho me comeuContos gay pau pequenoMeu filho comeu minha buceta cabeluda casa dos contosmulheres casadas com picudos/contos com fotoscontos eroticos domando a vagabundacontos deu mole ele kreuxvidio porno endesenho comei amadastra esetocorno conto erotico buceta com porrasexo contos erotico pasaram a mao na minha bunda meu marido nao viuwww.conto erotico de o vampiro comeu a mulherfantasias incestuosas fotosContos eroticos fui fodida pelo encanadorconto erotico fiz corno vesti a roupa da mulhercontos cdzinha vireiconto erotico fudeno a sograFui traido por um negao relatosconto erotico de socras bebadaultimos contos sadonao acreditei quando ele disse 23cm conto gaycontos estrupada por drogadosouvir contos eroticos seduzi meu sobrinhocontocontoeroticosincesto poringacontos gay meu filhinho bebezinho viadinhovirei mulherzinha hoje contoscutuquei a buceta da minha esposa durmindoultimos contos sadoconto pau entrou apertado esposaensinando a sobrinha conto eroticoxvideis 2017comi a minha tiaDei o cu ao peão