Transei com meu priminho


Click to Download this video!


Morava com meus pais em uma cidade do interior de São Paulo. Praticamente, todos os irmãos de meu pai moram no mesmo bairro, assim como minha avó, que já era viúva e, até pouco tempo atrás, morava sozinha.

No entanto, um de meus tios morava em outra cidade e pediu para que minha avó desse hospedagem a um de meus primos que havia passado numa universidade pública, em uma cidade vizinha à nossa.

Bem, esse primo se chama Marcelo, um rapaz alto de cabelos lisos, não muito malhado, mas fortinho por natureza.

Um dia, Marcelo saiu com alguns amigos e acabou sofrendo um acidente de carro. Fraturou três costelas e teve várias escoriações. Ficou um tempo no hospital e logo foi liberado – mas engessaram os braços junto ao corpo para que ele não fizesse movimentos bruscos.

Por causa disso, ele não podia fazer algumas coisas sozinho. Enquanto estava no hospital, tinha ajuda dos enfermeiros, mas, quando recebeu alta, minha avó pediu que eu ficasse um tempo na casa dela para cuidar do meu primo. Aceitei. Só não imaginava que fazer caridade traria tantas recompensas...

Como, na época, eu estava desempregada, fiquei na casa de minha avó por tempo integral. Antes que meu primo chegasse, já estava instalada no quarto dela. Minha avó o havia cedido para que Marcelo ficasse um pouco melhor acomodado, pois era uma suíte – e também pude colocar ali uma cama para passar as noites.

Logo que ele apareceu, todos foram vê-lo: primos, tios, vizinhos, colegas de faculdade... Um monte de gente passou o dia inteiro lá, visitando-o. No fim da tarde, minha avó decidiu não deixar mais ninguém entrar, pois tanto ela quanto meu primo já estavam cansados – e, como de costume, ela foi à igreja.

Mal saiu, Marcelo, meio constrangido, pediu-me um favor. Disse que queria fazer xixi e já estava apertado. Confesso que também fiquei um pouco envergonhada, mas o ajudei a se levantar da cama. Chegando ao banheiro, olhei para meu primo e ele me olhou. Tentando aliviar a tensão, quebrei o gelo, dizendo:

– Bom, vamos ao trabalho.

Ele ainda estava com a calça jeans com que veio do hospital. Abri bem a braguilha e coloquei aquele pinto pra fora. Estava mole. Mirei na privada, e logo meu primo começou a mijar. Realmente, ele estava segurando a urina há algum tempo, pois demorou pra acabar.

Só que, nesse período, o pau dele começou a ficar duro. Marcelo me pediu mil desculpas, mas falei que ele não precisava se desculpar, pois, se eu estivesse na mesma situação, com alguém segurando meu pau (se eu fosse homem), aconteceria o mesmo.

Passado o embaraço, falei para Marcelo que, para aproveitar, daria banho nele, já que estávamos no banheiro. Tinha realmente de ser um “banho de gato”, pois apenas uma toalha molhada podia ser usada. Enfim, dei o tal banho, e meu primo permaneceu o tempo todo com o pinto duro. Isso me deu muito tesão, mas não comentamos nada a respeito.

Durante a noite, fiquei acordada imaginando o pau do meu primo e o que faria com ele – mas nem passou pela minha cabeça o que estava por vir...

No outro dia, meu pai acompanhou Marcelo de volta ao médico, pois ele estava sentindo muitas dores. Eu fui com vovó ao supermercado.

Quando retornamos, Marcelo já havia chegado e estava no quarto. Meu pai retornara ao trabalho. Já menos envergonhando, ajudei meu primo a ir ao banheiro e perguntei se ele queria tomar banho naquele momento. Ele disse que não.

Como de costume, no fim da tarde, vovó foi à igreja, deixando-nos sozinhos. Fui para o quarto e reparei que meu primo estava mais quieto que o normal. Perguntei se ele estava com dor, ele disse que um pouco e perguntou se eu podia ajudá-lo a se banhar – mas que ele gostaria que fosse ali, na cama, pois tinha andado muito pela manhã.

Peguei uma bacia e enchi com água quente e duas toalhas. Fui para o quarto e comecei a despi-lo. Ele estava com uma calça de moletom cinza, e eu já tinha notado que o volume estava avantajado – e foi ficando ainda maior enquanto eu tirava a calça.

Quando olhei definitivamente a fim de tirar a cueca, o pau do menino já estava saindo pra fora de tão duro. Fingi que não vi nada, mas minha buceta melou quando olhei para aquela obra de arte. Todos os pensamentos da noite passada vieram à minha mente.
Comecei a banhá-lo com a toalha, e ele comentou que já fazia um mês que não se masturbava, querendo insinuar algo, mas me fiz de rogada e de que não estava entendendo nada.

Cheguei mais perto do pinto dele com a toalha molhada e comecei a passá-la pelas bolas. Ele começou a gemer. Então, passei a alisar aquele mastro com o pano num movimento de vaivém.

Fui tomando coragem e, aos poucos, abandonei a toalha e acabei mexendo apenas com minha própria mão. Percorri cada milímetro daquela vara com meus dedos.

Ainda não tinha criado coragem de olhar no rosto de meu primo, mas a vontade foi superando o medo. Comecei a encostar mais minha cabeça para perto daquele pau e terminei passando a língua de leve na cabeça. Ele gemia cada vez mais e falou:

– Mete a boca sem medo. Esse vai ser nosso segredinho de primos!

Não pensei duas vezes e meti mesmo a boca! Jamais imaginei que aquilo pudesse acontecer, ainda mais com meu primo – mas estava sendo ótimo.

Minha buceta latejava de tesão. Enquanto chupava meu primo, fui me masturbando. Estava tudo ótimo, mas eu queria mais e, com jeito para não machucá-lo, fui me sentando bem devagar naquela tora.

Parecia que ela me rasgava ao meio, mas só parei de sentar quando senti as bolas encostarem na minha bunda. Comecei a subir e a descer bem devagar, mas não durou muito, pois meu primo não aguentou e encheu minha buceta de porra. Parecia que não ia parar mais!

Comecei a me masturbar com movimentos mais rápidos, mas Marcelo pediu para eu parar e colocar na boca dele, pois queria sentir o gosto dela.

Encaixei-me na boca dele, que realmente me chupou gostoso. Não aguentei muito tempo e gozei na cara dele. Limpei tudo antes que minha avó voltasse – mas, depois, durante toda a noite, brincamos com nossos desejos...

Foto 1 do Conto erotico: Transei com meu priminho

Foto 2 do Conto erotico: Transei com meu priminho


Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Comentários


foto perfil usuario rafafogoso

rafafogoso Comentou em 26/07/2016

SIMPLESMENTE MARAVILHOSO.........................................GOSTEI DE VC, BEM DECIDIDA...............................................IMPOSSIVEL NÃO TER UM ENORME TESÃO.........................................

foto perfil usuario edytdbsp

edytdbsp Comentou em 25/07/2016

Muito bom excitante votado

foto perfil usuario

Comentou em 17/06/2016

HUMMM que tesãoo.. ti quero..!! Votado

foto perfil usuario maythe

maythe Comentou em 17/06/2016

Conto excitante e delicioso..!!

foto perfil usuario carreteiro 1498

carreteiro 1498 Comentou em 31/05/2016

Que delicia safadinha, também quero um boquete e muito mais. A se eu tivesse uma prima safada assim. Bjs

foto perfil usuario

Comentou em 17/05/2016

Q delicia! Adorei! Quem dera eu tivesse uma prima solícita assim

foto perfil usuario paulo20cm

paulo20cm Comentou em 09/04/2016

adorei queria ter a sorte de ter uma delícia como vc na minha cama

foto perfil usuario silveirasilva

silveirasilva Comentou em 17/03/2016

Eu fiquei de pau duro lendo seu conto gata, muito tesão.

foto perfil usuario fabiomg

fabiomg Comentou em 11/03/2016

DELICIA DE CONTO




Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


78989 - Namorado da Amiga - Categoria: Heterosexual - Votos: 30
79048 - Não Resisti ao Tomé (casado) e Marquei um Encontro - Categoria: Heterosexual - Votos: 27

Ficha do conto

Foto Perfil safadagordinha
safadagordinha

Nome do conto:
Transei com meu priminho

Codigo do conto:
80188

Categoria:
Heterosexual

Data da Publicação:
10/03/2016

Quant.de Votos:
36

Quant.de Fotos:
2


Online porn video at mobile phone


pai pegou a filha Barbuda transando e meteu a rola nela tambémnão gozes dentro filho incestoconto sendo estrupada pelo travestiquadrinho porno gay simpsonContos eroticos com imagems incesto avô fode netinha menorconto gay eu e meu irmao demos o cucoroa roludo 27 cm de rola fudeu o novinho conto eroticoconto erotico fui tirar satisfação e acabei chantageadacontos minha tia me pediu para enrabalavideo de porno irma deixa a porta a berta so pra da pro irmao a noite figinda qui ta dormindodespedida de solteira fodendo a vontadeporno anal filho comendo a maefoto novela porn incesto flagra comendo cu irmãfotos amadoras porno lucia gordinhacontos de empregadas evangelicasconto erotico corno esposa chapadAmeu filho goza nas minhas calcinhas contos eróticosscatvedeoContoeroticoempregada atoladameu padrasto me flagroutitia me seduziucontos erroticos de incertos filha amante pai 2017 ltimas publicaes um louco me engravidou conto eróticocontos eroticos gay em hotelEle pressionou seu pau na minha buceta me puxando pela bundaConto erotico. Supositorioconto eurotico amigo pouzano junto com casalconto erótico arib jrFotos d cazada sendo fodida p roludoperdi as preguinhas do cu quando era pequenaconto a bunda da mamae na piscinaquadrinhos eroticos gay chiquititascontos eroticos virei cadelaconto com foto amadora corno esposa enteada incestoconto erotico minha prima me seduziucontos coroas e meninosmaes e filhos fidendo adoidadocontos marido vai tomar banho e esposa da a buceta para o amigo delenudes+das+mulheris+mais+lunda+do+mundoConto erotico novinha evangelicaveridico, flagrei minha mae transandoultimos contos sadoconto erotico trepei e paguei o debitoacordei de conchinha com meu amigo sexo gayconto erotico amarrei minha maecontos eroticos foderam minha filhinhaconto comi a coroasogra fode gostoso nos quadradinjos hentayConto erotico enteadaconto porno meu marido e eu minha filha e o mendigocontos eróticos de gay comido pelo tio do meu amigofui chantageada contos eroticoscontos casada e a vizinha dando e tomando porraincesto desabafo contoconto erotico com dedo no cu novinho e fotosultimos contos eroticos de coroasdei minha bunda para meu irmão gozarconto primera vez submisso do negaoboys égua pica sexoconto erotico comedor madrinhas. gostosa com fotosde amigos conto eroticos gay brincando de esconde escondenegao pega a mulher a forca ela nao aguada e mija pornocontos eroticos em quadrinhos meu sogro me arrombou comiscrevista explicita contos eróticosconto eroticos cheguei em casa com o cu cheio de porrae arrombadoconto erotico taradoquadrinhos pornos de sadoconto erótico gay dormindo só de cuecacontos erticos de marido liberaesposa nas baladacontos erótico de casais monogâmicosa minha cunhada quadrinho pornopornocontosincestosMe insinuei para meu genro da rola grande contos femininocadelascontoeroticos