TOMANDO A PORRA DO COROA NEGAO MENDIGO


Click to Download this video!


Isso aconteceu em 98.
Um dia eu estava brincando com meus amigos no barreirão e lá tinha uns carros abandonados. Que os traficantes desovavam lá. Na verdade o barreirão inteiro era dominado pelos traficantes pois era ponto de drogas. Até corpos já foram encontrados lá. Mas como eu e meus amigos conhecíamos os caras não tínhamos medo.
Já no final da tarde resolvemos dar uma olhada nos carros, pra ver se a gente encontrava algo interessante.
E encontramos! Pelo menos pra mim.
Dentro de um desses carros encontramos uma camisinha usada amarrada. Mas o q me impressionou foi pq ela estava muito cheia de porra. Quase metade da camisinha com esperma branco e grosso.
- eita carai, o cara gozou q nem cavalo – meu amigo disse
- esse aí tava com tesão mesmo – Eu disse.
- oxe só pode ter sido Ovão, aquele coroa mendigo que dorme por aqui de vez em quando.
- serio? E como tu sabe?
- É q os caras falam q ele fica tocando punheta aqui. Um dia eu vi, ele ficou balançando a rola pra mim e me chamando, mandei ele se fuder.

Na hora bateu um tesao. Eu tinha que conhecer esse tal de ovão.
Esperei meu amigo ir embora e na mesma hora voltei lá e peguei a camisinha, fiz um furinho e fui bebendo a porra todinha. Delícia. Grossa. Gosto forte de esperma que encheu minha boca todinha. Ia engolindo aos poucos e batia uma punheta enquanto descia pela garganta. Gozei e fui embora pra casa.

No outro dia passei de novo pra ver se encontrava outra camisinha e quando abri a porta do carro tomei umsusto. Tinha um senhor negão de cueca dormindo lá dentro. Ele acordou assustado. Eu pedi desculpas.
Era Seu Ovão.
- porra pirraia, me acordassse carai.
- desculpa seu ovão;
- ovão é o carai, me respeita porra.
- foi mal, é q os car\s te chamam assim.
- to ligado, esses pirrraia são é uns veadinhos. Qualquer dia desses estouro o cu deles a força pra eles me respeitarem.
- kkkkkkkkkk – Eu ri, mas senti tesão.
- Tas fazendo o que aqui pirraia??
- Tava brincando no barreiro e.... – De repente eu vi que tinha outra camisinha gozada perto do seu ovão, me tremi todo e ele percebeu meu nervosismo.

- Se assustou foi pirraia kkkkkkkkk
-Isso é de verdade??
- É pirraia, nunca viu não? Porra, leitinho. Só não ta quente pq bati essa de madrugada.
- Mas é muita porra...
- Oxe, isso pq foi batendo uma mas quando eu gozo fudendo uma boquinha meu pirraia, é gala até umas horas kkkkkkkk parece mijo.
- A pessoa deve engasgar com tanto esperma assim kkkkk
- Engasgam nada. Esses viados engolem todinho. Semana passada mesmo, um desses viados que ficam por aqui a noite pra dar o cu pros maconheiros, deu uma chupada q gozei duas vezes naquela garganta.
- Oxe, e o pessoal fode aqui a noite é?
- E muito!! Os maconheiros botam pra fuder.
Fiquei com mais tesão ainda.
- Sim pirraia e tu ta fazendo o que aqui ainda? Se tiver a fim de tomar porra avisa, mamadeira ta cheia, se num quiser da o lavra.
- Eu nunca fiz isso rsrsr – Mentira né. Já tinha tomado muita porra dos malandros e dos meus tios.
-É igual a tomar mamadeira pirraia, só chupar e esperar o leitinho quentinho. Cai de boca aqui.
Ele botou o cacete grosso pra fora. Era veiúdo e taludo mas macio. Com o tesão que eu tava nem pensei duas vezes e caí de boca. Como a pica dele era macia dava pra engolir tudo, apesar do tamanho. Porém preenchia minha garganta toda. Tinha um cheiro ardido, devia fazer dias que ele não tomava banho.
- Porra pirraia, ta com sede hein? Chupa um cacete com um gosto da porra. Tu já é experiente nisso que eu to ligado. Bezerrinha safad.. Continua ai q eu logo logo eu gozo.

Eu mamava aquela pica fedida, grossa veiúda enquanto segurava os ovos deles q mal cabia na minha mao. Isso fez com que ele gemesse de tesão e de repente ele soltou um urro e junto veio uns 10 jatos de porra na boca parecia mijo. Porra grossa com gosto forte e quente que encheu tanto minha boca q escorria pelo canto.
- Isso abre essa boquinha, mostra pro papai essa boquinha cheia de porra mostra.
Eu abri a boca e mais porra escorreu pelo canto.
- Agora engole de uma vez só pro papai ver vai, Engole meu leitinho todinho.
Sem cerimonia dei uma engolida de uma vez só e só senti aquela porra grossa escorrendo pela garganta.
Quando estava limpando minha boca o safado ainda disse. – Calma que ainda acabou não. Vc vai tomar essa porra aqui guardada. E ele pegou a camisinha q estava cheia de porra q ele tinha gozado a noite.
- Abre essa boquinha e toma a porra de painho direto no saquinho vai bezerrinha safada.
Abri a boca e ele despejou aquela porra todinha na boca e fui tomando como se fosse um suquinho.
Delicia sentir aquele monte de esperma. Não aguentei e gozei em seguida. Mas nada se comparava o quanto aquele bicho gozava.
Ele ficou me elogiando dizendo q eu era a bezerrinha mais safada da favela e que eu voltasse toda vez q eu tivesse com fome de mamadeira q ele ia me dar sempre.

E eu voltei. Mas voltei a noite pra ver se era verdade que os maconheiros fudiam viado.
Continua num próximo conto.

Foto 1 do Conto erotico: TOMANDO A PORRA DO COROA NEGAO MENDIGO

Foto 2 do Conto erotico: TOMANDO A PORRA DO COROA NEGAO MENDIGO


Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Comentários


foto perfil usuario lucasarrombadordecu

lucasarrombadordecu Comentou em 29/06/2017

MASSA

foto perfil usuario kzdopass48es

kzdopass48es Comentou em 02/02/2017

Bela mamadeira! Betto(o admirador do que é belo!)

foto perfil usuario gugu7l

gugu7l Comentou em 07/03/2016

muito bom, coroa de sorte hein, ter uma boquinha assim pra poder tomar todo leitinho dele,

foto perfil usuario chup

chup Comentou em 04/03/2016

Tesão de conto minha fantasia mamar um mendigo negro gostosos delicia parabéns votado

foto perfil usuario p.robert

p.robert Comentou em 03/03/2016

Delicia de conto é ele não meteu essa rola gde em vc conta mais




Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


71350 - CHUPANDO O CARROÇEIRO DE DVD PIRATA - Categoria: Gays - Votos: 34
75543 - Tomei no cu com o novo negão da favela - Categoria: Gays - Votos: 29
77370 - PUTARIA NO CARNAVAL 1 - CHUPANDO GERAL NO ONIBUS - Categoria: Gays - Votos: 21
91480 - CARNAVAL 2 - NO BLOCO DOS EXPORRADORES DE GARGANTA - Categoria: Gays - Votos: 9
91481 - PUTARIA CARNAVAL 3 - NEGA DAS CERVAS E O COROA - Categoria: Gays - Votos: 4
96361 - PROVANDO O SUCO DE GRAVIOLA DE NALDO NEGÃO COLAR DE PRATA DA FAVELA - Categoria: Gays - Votos: 11
96505 - CARNAVAL 4 - NEGÃO BOMBADO ME FUDENDO NO MEIO DA FOLIA - Categoria: Gays - Votos: 17
97885 - COROA DA ROLA GROSSA DO CLUBE DA PISCINA - Categoria: Gays - Votos: 16
98617 - TIO VALDO CAMINHONEIRO PELUDÃO - MAIOR PUTÃO DA FAMÍLIA - Categoria: Gays - Votos: 16
102904 - CAÍ DE BOCA NO CARALHO GROSSO DO MEU TIO ENQUANTO ELE DORMIA - Categoria: Gays - Votos: 17
102911 - COM O CARALHO DO MENDIGO NEGÃO ENTALADO NA GARGANTA NO BANHEIRO PÚBLICO - Categoria: Gays - Votos: 18
109645 - O CARROÇEIRODO DVD PIRATA - E O NEGÃO BERINGELA - Categoria: Gays - Votos: 8

Ficha do conto

Foto Perfil leke22cm
leke22cm

Nome do conto:
TOMANDO A PORRA DO COROA NEGAO MENDIGO

Codigo do conto:
79876

Categoria:
Gays

Data da Publicação:
02/03/2016

Quant.de Votos:
17

Quant.de Fotos:
2


Online porn video at mobile phone


conto erotico de neta e avo com fotosContos eroticos podolatria com fotos chupando pes de patroasconto erotico novinha arrombada por coroasconto erotico gay em bertiogacontoseroticos minha mulher de o cuzinho para o capataz roludoMinha mãe transava na minha frente contoscontos eróticos a consinheira do quartelconto incesto desabafo de uma mae cap xviincesto seiren hqConto erotico me marido e mais uma mulherContos eroticos quando depilo meus filhos me assistemcontos eroticos no comicio politicoContos de sogras gostosonascontos eroticos minha sogra e minha empregadacontos minha irmã me seduziufotos da minha esposa cavalona puta querendo provocarconto porno infanciaadoro ser dividida pelo meu macho contos eróticocasadas quadrinhos interracial pornodoméstica vendi meu cu virgem para meu patrao contos eroticoscontos gay dei pro meu primo marginalcontos punheta pro morador de ruaconto erótico esposa e amiga travestividio porno mãe comtezam manda o fillo come o cu e grita de dorcontos eroticos gay putinhacontos de sexo bar stripteasesirirca pro meu filho contovirei puto na igreja conto gayconto erotico corno casa swingvídeo de pornô amorzinho para com gelatinaContos eroticos com coroasnegao jumento estrupa evajelicacdzinhas onlineo velho comeu minha noiva contoconto erotico minha buceta e peluda you tubeporno gay bundudo doi dormi no colega popular pegador de menina e teve que da pra leleconto erotico:minha enteada rabuda carnudaempregada fotos pornofotos da e contos da minha esposa peladaseduzi meu sobrinho conto eroticocontos eroticos 8aninhoscontos eróticos casada novinhaque deu pro instalador datvconto erotico gay esperando caminhoneiro para darcontos fudida pelo pai pausudoconto erotico gay fardado casadofilha da a buceta pro pai conto eroticocontos eróticos delícia ver outro homem fuder minha esposameu irmao me criou e virei mulher dele contos eroticoscontos eroticos cunhadaConto erotico negao interracial comeu m mulhertransei com pica gostoso do meu aluno deliciao caralho era tao grande e grosso que quase desmaiei com ele dentro do cuContoeroticobanhobuceta retaquadrinho erotico praiaContos eroticos com fotos de podolatria no carroaultimos contos sadoAscasadasdebelemcontos sexuiascontos eroticos com travesti do pau grandecontos eroticos minha bola de voleidbundas enormes aregacadasgêmeospornocontoswww.primascontoseroticos.comtravestis dotado 25 cm sao pauloContos gay pau pequenotio do pinto grande e grosso estorando o cabaso da buceta da sobrinhanovinhafavelada rabuda conto eroticocomendo minha avo quadrrinhocontos eroticos com madrasta safadaconto erotico patroa taradascontos eroticos gay eu limpando pal sujo de sebobuceta gostsa de pruwfodeu com o irmao contoquadrinhos erodicom com negaomeu primo me estrupou emgravidei delecontos eroticos engravidando a loira