Praia de Nudismo em família parte 3

Click to this video!


Com a ajuda da outra mão introduzi pelo menos metade daquele cacete em minha buceta, e o restante ele foi colocando lentamente, porque o bicho era maior que o do pai dele e eu não estava acostumada. Nisso eu comecei a gemer, o que fez Ernesto e Érika tipo despertarem de um transe e se darem conta de que Edu me comia ali do lado. Érika estava com o pau do pai na boca, e Ernesto forçava sua cabeça fazendo ela engolir o máximo que podia.
Ele então a levantou e o vi massagear sua bucetinha. Notei que seus seios estavam rijos e super apontados e sua xoxotinha ainda mais gordinha. Ela devia estar delirando. Nesse momento Ernesto, vendo que Edu me comia, sentou-se no sofá e trouxe consigo nossa filha, sentando ela em seu colo. Fiquei olhando o momento em que ele levantou o quadril dela e fez ela sentar sobre a cabeça de seu pau. A xoxota de Érika engoliu toda a cabeça, em seguida um pouco mais, ficando ela subindo e descendo com a ajuda do pai na parte alta do membro.
Eu achava que eu gemia muito, mas assim que senti o cacete de meu filho todo dentro de mim e ele começando a tirar e a colocar o pau inteiro em minha buceta, me concentrei em rebolar naquela vara grande e dura, ao passo que Érika gemia tanto, que só podia estar gemendo de prazer e de dor, que de uma coisa só não podia ser, tal era a quantidade de “ais” e “uhms”. O fato foi que, assim que voltei a olhar para eles, sem ter tempo nem de pensar se minha filha tinha pouca ou nenhuma experiência, ela já estava totalmente sentada no colo do pai, que a levantava fazendo o pau quase sair de seu buceta e tornava a sentar ela todinha novamente. Esses movimentos eram acompanhados de uma gemedeira por parte da Érika tão natural que me encabularia, se eu não estivesse rebolando no pau do meu filho que nem uma vadia. E eu dizia: “uuusssshh” “iiissoooo”, “CONTINUA METENDO ESSE PAUZÃO EM MIM! NÃO PARA!!!”, no que meu filho me puxava cada vez mais rápido pelas laterais de minhas nádegas.
Enquanto isso Érika não parava de gemer, suspirar e dizer “ai”. Eu via que agora era ela que subia e descia sozinha na pica do pai. Ela ia muito alta e descia até suas nádegas encostarem-se às pernas dele. Parecia estar sendo uma cavalgada bem gostosa, pois suas pernas estavam dobradas sobre o sofá ao passo que sua xoxota engolia todo aquele pau. Lembro que imaginei que naquele ritmo Ernesto não agüentaria muito tempo sem gozar, e até me preocuparia com o fato de onde ele iria gozar, se meu filho não estivesse comendo minha buceta.
Edu metia cada vez mais rápido e estava esfolando minha bucetona. Ele passou a abrir minhas nádegas entre as estocadas, o que me fez olhar para trás com um sorrisinho safado no rosto. Isso pareceu ser um sinal verde para ele, pois logo em seguida ele segurou a polpa de minha bunda com uma mão e ficava alisando o dedão em meu cuzinho, o que me fez querer gozar. Eu disse: “NÃO PARA DE ME FUDER, TESUDO!” “FODE MINHA BUCETA” “FODE MINHA BUCETA QUE EU VOU GOZAR!”. Os movimentos que fazíamos estavam tão acelerados que minha bunda batia em seu saco e fazia a cada investida “toc, toc, toc toc”. Meu filho dizia alucinado: “ISSO! FODE”, “GOZA NO MEU PAU!!!”, e eu respondia em berro: “ME FODE DE QUATRO QUE TÁ GOSTOSO!!!”.
Nós fazíamos muito barulho trepando ali, contudo, Érika e o pai conseguiam fazer mais que nós. Parecia até uma competição. E apesar de eles não estarem falando nada, Érika agora cavalgava num ritmo tão alucinado na vara dura do pai que gemia igual uma putinha. Subia e descia deslizando naquele cacete com tanto prazer que sua bucetinha encharcada fazia um som “ploc, ploc, ploc, ploc” a cada estocada. Ela rebolava tanto no colo do pai que empinava a bunda pra trás.
Eu olhava de vez em quando para eles e vi quando minha filha pôs a testa na testa de seu pai, diminuindo o ritmo da cavalgada e cobrindo os cabelos deles com os seus, que a essa altura já estavam soltos. Escutei ela perguntar baixinho pra ele: “quem vai dormir contigo hoje sou eu, não é?”, no que meu marido balançou a cabeça afirmativamente. Érika segurou com ambas as mãos no rosto do pai e voltou a aumentar a velocidade no colo dele. Aquilo me daria até um pouco de ódio, se eu não estivesse me sentindo uma puta com os peitos balançando a cada estocada do meu filho. E Érika aumentou tanto a velocidade que notei que ela começou a se tremer, passando a cabeça para o ombro do pai e apertando-o. Notei que ela gozava, e que Ernesto era quem agora direcionava a bunda dele em seu pau, com ambas as mãos em suas nádegas. E embora sentisse que Érika estava entregue, ele não deixava a velocidade diminuir, no que pouco tempo depois culminou no que eu já esperava. Ernesto começou a gozar com a filha no colo, no que eu percebi quando ele a levantou um pouco, fazendo os jatos de esperma jorrarem no meio de sua perna. Jamais havia visto tanta porra. E apenas ele terminou de gozar Érika voltou a sentar em seu colo, voltando a apertá-lo e a colocar sua testa na dele. Ouvi os risos de minha filha e eles ficaram assim por algum tempo.
Agora só quem fazia algum som era eu e meu filho, pois ele comia minha buceta com o pau duríssimo como se não fosse gozar nunca. Eu já havia gozado várias vezes em seu pau, mas meu filho me comia como se eu fosse a última mulher da face da terra. Nisso pedi que ele esperasse e subi toda no sofá, trazendo ele comigo, não acreditando inclusive no tamanho da vara dura que Edu metia em mim. Estava toda babada. No que voltei a ficar de quatro encima do sofá e esperei que ele a metesse em mim. E assim que ele voltou a meter, fazendo os movimentos, inclinei meu corpo descansando minha cabeça na almofada, no que o deixei metendo a seu bel-prazer. Nisso pensei que faria algum ciúme a Ernesto (e é até possível que ele estivesse sentindo), mas nessa hora minha filha disse “vamos lá pro quarto”, e levantando-se do colo do pai levou ele pela mão. Pude notar alguns jatos de porra em sua xoxota.
Por um lado não gostei que eles saíssem, pois me sentia um pouco enciumada, mas, por outro, só foi Ernesto sair da sala que meu filho ficou ainda mais saliente, e me segurando pela cintura, metia em mim num ritmo alucinante. Com uma das mãos abria minhas nádegas e logo pude sentir seu dedão voltar a meu cuzinho, alisando. Eu ria com a cabeça na almofada e olhava para ele. Senti que ele fazia pressão ali, me deixando excitadíssima, e a certa altura ele enfiou um pouco do dedo. Eu não disse nada, e ele enfiou mais um pouco. Notei que ele também tinha muito tesão ali. Nisso Edu tirou o pau de minha buceta e ficou passando pelos lábios de minha bucetona e entre minha nádegas. Eu disse: “O que você vai fazer?”. Ele disse: “nada”. Mas já passava o pau por entre minhas nádegas, tocando meu cuzinho. Eu não disse nada, nem o impedi, então o senti posicionar a cabeça na entradinha. Seu pau estava duro como rocha e todo melado, então deixei ver. Senti que ele forçou a entrada e ao invés de reclamar eu me inclinei ainda mais. Achei que ele pressionava com jeito e logo a cabeça já estava dentro. Senti seu pau forçar entrada por minha bunda e quando Edu começou a fazer uns movimentos eu não acreditava. Senti que seu pau já estava pelo menos pela metade enterrado em meu cu, e quando ele começou a fazer os movimentos de vai-e-vem foi que eu senti doer mais. Comecei a gemer de dor. Logo sentia ele entre minhas nádegas e seu pau todo dentro de mim. Com pouco tempo ele já estava me puxando pra frente e pra trás com tanta vontade que minha bunda batia em sua barriga. Podia sentir suas bolas tocando minhas pernas. Meu filho me chamava de gostosa e eu gemia alto, e dizia: “IISSOOO! VAI! COME MEU CU!!!”. Eu gemia alto, para quem quiser escutasse, e dizia: “ME FODE POR TRÁS!!!”.
Não demorou muito senti que meu filho gozava, então afastei mais meu corpo e ele gozou na minha bunda, enchendo minhas nádegas de esperma. Foi tanta porra que senti nas minhas costas e coxas, além de estar com a bunda toda melada. Eu sorria pra ele e o puxei, dando-lhe um beijo na boca. Pedi que ele se deitasse ao meu lado, coisa que ele fez no aperto do sofá. Ficou com as pernas entre as minhas e aproveitamos para ficar nos beijando na boca. Nossos beijos estavam apaixonados e cheio de fogo. A única coisa que atrapalhou foi que, a certa altura, escutamos lá do quarto recomeçarem os gemidos. Edu riu. Eu não disse nada. E voltei a beijá-lo.
FIM> Foi assim que passamos aquela noite. Deixei que Érika dormisse em meu quarto com Ernesto e sequer apareci lá. Armei a rede e dormi com meu filho.
No outro dia, Eu e Edu acordamos mais cedo que todos, por causa do sol que entrava pela sala. Fui ao quarto tomar um banho e quando voltei, enrolada na toalha, Ernesto já estava tomando café da manhã na mesa, todo vestido, assim como Edu, que havia ligado a TV. Procurei agir naturalmente e dei bom-dia a eles. Perguntei se Ernesto precisava de alguma coisa e ele disse que não. Perguntei se ele queria um suco, e mesmo ele tendo dito não, me pus a fazer. Nisso Érika apareceu na sala vinda do meu quarto. Toda descabelada e ainda vestida de camisola, apareceu coçando os olhos, mas com um ar de alegria na fisionomia. Tomamos café da manhã e consideramos se iríamos mesmo na praia naquela manhã. Mas isso fica para uma segunda parte. E foi assim que aconteceu essa história real, em visita a Paraíba, e que eu procurei documentar na semana seguinte.

Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Comentários


foto perfil usuario eu21

eu21 Comentou em 10/06/2016

Que delicia que tesão fuderam muito. Adorei os 3 contos são pra gozar muito.

foto perfil usuario tatona90

tatona90 Comentou em 19/05/2016

Que delicia amiga, li os 3 contos de uma vez e fiquei com a buceta encharcada que acabei gozando antes do final do último !! Não sei se vc já pensou nisso, e a sua filha, vc não tem vontade de experimentar o corpinho dessa gatinha ??? eu fiquei com um puta tesão pela descrição que vc faz dela. beijinhos Tati

foto perfil usuario negaopresenca

negaopresenca Comentou em 27/03/2016

Um dos melhores contos que eu já li,, Parabéns.

foto perfil usuario casadosp2

casadosp2 Comentou em 22/02/2016

Deliciosa!!! Tesão do começo ao fim nas 3 histórias. Me excitei muito com o conto! Delicioso. Parabéns! Aguardo a continuação!!!

foto perfil usuario baianosafado13

baianosafado13 Comentou em 19/02/2016

Ancioso pela continuação

foto perfil usuario periquitofm

periquitofm Comentou em 19/02/2016

Filha ter um filho(a)com o pai! Sim essas crianças seriam as mais sortudas do mundo na minha opinião, pq iam conseguir aproveitar 100% da vida! Por que concerteza, vocês vão ensinar que lreconceito e tabu é uma coisa boba de gente ingorante, nos tempos moderno! E tem muitos outros motivos que podemos, conversar sobre esse assunto em reservado! So me passarem face ou whatsap de vcs na minha msgs

foto perfil usuario periquitofm

periquitofm Comentou em 19/02/2016

Como gostaria que minha familia fosse assim ! Pena que não tenho mãe que pensa assim e tem um corpão gostoso, outras coisa que digo que sou azarado e não ter uma irmã assim e nem filha! Feliz seria eu se fosse dessa familia! Agora que coisa ai aconteceu toda essa gostosura ! Deixem prosseguir e a familia aumentar ! Onde a mãe da familia vai ter um filho dia com proprio filho e filha ter um filho

foto perfil usuario jordanel

jordanel Comentou em 18/02/2016

Sensacional!!! A tempos que eu não vejo uma historia tão bem escrita, parabéns!

foto perfil usuario morenocapixaba

morenocapixaba Comentou em 18/02/2016

Que delícia de conto... Espero um dia ter uma família assim!!! Ou entrar para uma família dessa! bjus

foto perfil usuario fudedordecu

fudedordecu Comentou em 18/02/2016

delicia




Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


76170 - Meu sogro e seu irmão me saciaram de verdade - Categoria: Incesto - Votos: 35
79117 - Praia de Nudismo em família parte 1 - Categoria: Incesto - Votos: 23
79118 - Praia de Nudismo em família parte 2 - Categoria: Incesto - Votos: 21
83497 - Primeiro os amigos, depois meu filho - Categoria: Incesto - Votos: 40
85198 - Sou puta mesmo - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 11
85855 - Traí meu marido com meu sogro - Parte 1 - Categoria: Incesto - Votos: 7
85856 - Traí meu marido com meu sogro - Parte 2 - Categoria: Incesto - Votos: 12
85858 - Traí meu marido com meu sogro - Parte 3 - Final - Categoria: Incesto - Votos: 12
86908 - Tesão de sogro - Categoria: Incesto - Votos: 5
87590 - Eu e meu sogro - Categoria: Incesto - Votos: 20
100847 - Incesto por acidente II - Categoria: Incesto - Votos: 7
100848 - Incesto por acidente III - Categoria: Incesto - Votos: 7
100849 - Incesto por acidente IV - Categoria: Incesto - Votos: 10
101025 - Incesto por acidente - Categoria: Incesto - Votos: 20
110942 - Mamãe perdeu e ganhou a suruba - Categoria: Incesto - Votos: 7
110943 - A aposta acabou em suruba - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 12

Ficha do conto

Foto Perfil paulofernandes
paulofernandes

Nome do conto:
Praia de Nudismo em família parte 3

Codigo do conto:
79119

Categoria:
Incesto

Data da Publicação:
17/02/2016

Quant.de Votos:
30

Quant.de Fotos:
0


Online porn video at mobile phone


ver conto erotico sob caminhoneiro pirocudocontos eroticos flagrei gayconto erotico mao inteiracontos de sexo com a minha avoconto fudendo crossdesserConto erótico gay padreporno guey incesto guey dormi no colo do meu pai e a cordei e a mao dele na minha bundahistorias em quadrinhos pornograficcontos eroticos transei com minha filha novinhacontos eróticos gay taxiconto erotico amiga de trabalhoContos eroticos bulinando minha enquanto ela fingia dormircontos de sexo com a minha avoconto erótico mão amiga grupal entre garotos gays com fotosconto gang bang velhos na noraconto erótico hetero seduzidofui violada com um velho de pau de 27cm conto eeoticocontos conquistei papai pauzudoContos Heroticos PeladoContos eroticos flagas em madrastascontos eroticos dei pra o meu cunhado quadrinhoscontos eroticos com fotos violentaram a esposaConto erotico pivete pintudogemendo na pica grande do namorado da minha amiga, aiii...me come se caralhudo mete tudo na minha buceta. conto eróticoconto erotico evolvendo mae filho e a vizinha rabudaconto erotico mae fantaziada pro filho e ganha rolaporno doido comendo 3negacontos eroticos minhas filhinhas e as filhimhas da vizinhaui ui picas pretas gostosas de travestiscontos orgia e beijo com porraconto erotico carahocomentario de atris porno apos gosada na bocamensagem vc me deixa louca eróticomenininha safadinha conto eroticoquadrinho erotico a confissão 3conto erotico cumplicidadequadrinho porno gay dbzconto erotico genrover desenho animado gratis porno brancade neveRelatos e contos de incesto e zoofilia consentidocontos narrados de casada que adora um boquetecontos eroticos filho comendo a buceta ta maerabo da minha putacontos eroticos de Aribjrmeu pai viu eu com a buceta tufada e me tocoucontos eroticos gay o nilmacontos eroticos me exibi e amo q me chupemconto erotico meu amigo me comeu dormindoporno gostandoantes de comer a mulhero vaqueiro do pau sebento - conto eróticoespiando o pescador bem dotado sem cuecaConto gay como que guhq porno segredos da tia paulinecontos gay amigo mais velho safadosogrinha pegando genro virgemfilhotes de cachorros mamando no grelo da safadamulher que dá a b***** para gordinha pede soca gordinho só que é gordinhoconto erotico arronbaro minha mae no churrascovidiu meninas qui viumara iscomdido sexocontos casada e a vizinha dando e tomando porraconto erotico gay viadinho na academiafilhaputacontoporno conto coroa insaciavelmulher transando flAgrantequadrinhos eroticos mae e filhominhamulhenuacontos bucetas cheirosas da maefoto de homem mijano gostosocontos eronticos baba taradacontos de cdzinhasde cueca pegando no cacete contoconto eroticogravida xupa a pica do irmaoirmã linda e gostosa dando vacile a irmão