Titia bêbada perdeu as pregas


Click to this video!


Era um sábado à noite, tava curtindo uma garrafa de vinho barato na varanda de minha casa vazia,
Lá pelas tantas da madrugada, eu vejo surgir no final da rua uma silhueta feminina rebolando sensualmente com uma bolsa na mão...
Ao observar bem, vi que era minha tia 42 anos, é brança e tem mais ou menos 1,60m, um par de peitos que parecem duas melancias e uma belo par de coxas, daquelas bem roliças. Ela estava com os
cabelos soltos na altura dos ombros, negros como a noite que a envolvia, usava uma micro-saia de couro marron, e uma blusa com cadarço na frente como se fosse um corpete daqueles dos tempos da vovó que teimavam em sufocar um par de seios loucos pra pular pra fora, porém não escondia uma barriga perfeita com pelinhos que segundo eu sabia desciam até onde mora o tezão.
A medida que ela se aproximava, eu ia notando mais detalhes, pele branquinha, coxas grossas, quadris largos o que denunciavam uma bunda empinada e nada pequena.
pensei comigo...o que teria acontecido de tão grave pra que aquela mulher tão respeitável estivesse literalmente vestida como uma prostituta, e cheirando a álcool como naquele momento?
Bom, isso ela mesmo me respondeu com uma voz balbuciante de quem já havia tomado umas 8 doses de wisky:
- Seu tio, aquele desgraçado disse pra mim que eu não desperto interesse nos homens... ao que respondi:
- Isso passa, foi só uma briga de casal...
- só uma briga? Então vc vai querer me convencer que isso é motivo pra que ele me deixe sem sexo por 3 meses ?
Quando houvi isso, meu sangue gelou... aquilo soou nos meus ouvidos como um convite pra uma noite de sexo.
Ela me disse:
-Bem…vou ao banheiro…fazer xixi…to apertada…minha xoxotinha tá até piscando…de vontade!
quando me viu entrar pulou nos meus braços com um sorriso aberto no rosto me abraçou e falou no meu ouvido susurando –to sem calcinha -Você e louca. Nisso meu pau ficou mais duro ainda a apertei contra meu corpo e deixei descer bem devagar ela foi descendo e a saia levantando segurei em sua bunda e apertei sua bucetinha contra meu pau ela sorriu e eu fui me baixando por cima dela então beijei sua boca que era doce com mel lábios carnudos e macios fui descendo por seu pescoço por sua barriga que tinha pelinhos dourados, ela gemia baixinho e dizia isso é muito gostoso.Quando cheguei em sua bucetinha ela estremeceu toda e gemeu mais alto aaaiiiii
Eu comecei a beijar a nuca dela, levantou suas mãos e abraçou minha cabeça, eu por baixo da sua blusa alisava seus seios ela se afastou, senti que abria minha bermuda, desceu a mão e agarrou meu cacete estava muito duro, acariciava meu saco, louca de tesão começou a beijar e lamber meu rosto, foi descendo, lambendo meu peito, chegando ao meu cacete falou.
- Noooossaaa que cabeçona, sssssss...
— Amor, te amo muito, adoro chupar seu cacete, seu saco, sua virilha, seus pentelhos, sentindo seu cheiro de homem e suas mãos na minha cabeça forçando e engolir tudo ate engasgar, sentir você gozando, enchendo minha boca de porra.
Demoradamente me deliciei com aquela mamada, ela engolia o que podia e esfregava no rosto e nos seios, sentia suas mãos alisando minhas costas, ela falou.
— Ta bom... Mas... Chupa minha xoxotinha, chupa... Comecei então a mamar os peitinhos dela e a passar a mão em sua bundinha.
Nossaaa ela sabia mamar um pau muito bem. Colocava inteirinho na boca, lambia, chupava a cabeça e descia até embaixo.
- Isso safadinha chupa essa rola, sssssss....aaaaiiiiii...que delícia de boquinha!
Caí de língua na bucetinha dela. Ela Gemeu gostoso.
Respirei fundo e senti sua boca colando na minha em um beijo carregado de desejos, passei minha mão em sua costinha, fiz carícias e desci até escorregar no rego da sua bunda macia, ela suspirou e gemeu baixinho.
Continuei acariciando, meu dedo procurou o buraquinho e meti a pontinha, ela gemeu baixinho, o dedo entrou com dificuldade e ela arrebitou a bunda, entreabriu as pernas e mordeu a ponta de minha língua, senti que estava sorrindo, continuei mexendo o dedo dentro do seu buraquinho e ela estava gostando.
Com carinho retirei o dedo, senti que estava melado e a fiz virar-se, colocar a bucetinha em cima de meu rosto, para que eu pudesse sentir o cheiro dela, meu pau parecia estourar de tão duro.
Passei a ponta da língua nas beiradinhas, estavam meladas, senti o sabor da xoxotinha dela e o liquido que jorrava de dentro dela, continuei brincando com os grandes lábios lisos e ela gemeu, empurrou a xoxotinha em direção do meu rosto e fiquei espremido, com a boca aberta, sentindo o calor que saia de dentro dela.
— Vai puto... Vai... Chupa minha xoxotinha...
Ela liberou um pouco a pressão e meti a língua, senti a gosma gostosa e lambi a xoxotinha linda de titia, ela suspirou e gemeu, eu estava linguando o pequeno grelo dela que cresceu ela estremecia e mais e mais líquido saia de dentro dela.
— Isso puto... Isso... Ta... Ta gostoso... Mete... Mete a língua na titia... Mete...Não para...puto sacana....safado.
E eu metia, forcei o rosto de encontro a ela, forcei e invadi a bucetinha dela e ela rebolou, esfregou a xoxota em meu rosto, melou meu nariz e meu queixo pingava e meu pau parecia que ia estourar e quase enlouqueci quando senti um calorzinho melado, ela estava me chupando, a língua passeou em meu cacete na cabeça quente, não parei.
Apenas joguei meu corpo para cima e senti que a boquinha tinha me recebido por completo era demais, estava chupando a bucetinha e era chupado, ela gritou e comprimiu o corpo, espremeu meu rosto e líquidos jorravam, ela estava gozando, gemia alto, arfava, esfregava a xoxota em meu rosto enlouquecida eu não ia aguentar muito tempo, por mais que desejasse segurar meu gozo, por mais que quisesse prolongar o prazer que sentia era humanamente impossível e gozei.
Joguei meu cacete para cima, enterrou na boquinha e começou a esguichar, enchi sua boquinha de porra, e eu gemi, senti que ela lambia tudo, parecia que não tinha deixado escapar nada, que tinha engolido tudo e lambia, a ponta da língua forçou no buraquinho do cacete como se querendo tirar mais, secar tudo, parei, respirava agoniado e cheio de prazer.
Ficamos assim por algum tempo, continuamos nos acariciando, ela me beijava e enfiava sua língua na minha boca, senti meu pau endurecendo de novo.
Sem demora passei saliva no cuzinho dela e encostei a cabeçona. Fui então empurrando bem devagar. A cabeça já se comprimia na portinha do cú. A titia se contorcia de medo e ansiedade. Foi indo, foi indo e passou a cabeça.
- Noooossaaaa...que cú apertado!
- Aaaaaaiiiiii devagarzinho saiba que é minha segunda vez, aiiiiiiii. Seu pinto é muito grosso!
Meu pau já começava a ser engulido pelo cuzinho dela. Iniciei então um vai e vem bem devagar até acostumar.

. Nessas alturas titia muito safada, começou a rebolar no meu pau bem gostoso.
- Ai, ai, ai, ai, ssss, uiiiiii, delícia de cacete. Fode. arromba minha bunda. Aaaaaiiiii, uuuuummmmm, sssssss...
- Nossa que cuzinho gostoso!
O cuzinho dela já acostumara com meu pau pois flexionava com mais facilidade. Eu socava bem gostoso e beijava a nuca dela. Ela virava pra trás e me dava um beijo na boca dizendo baixinho:
- Pintão gostoso, aaaiiiiii, ssss...arromba meu cú, iiisso.
Depois de tanto entra e sai naquele cú fantástico anunciei que iria gozar.
- Aaaai vou gozar, vou gozar, vou...
Comecei a bombar o cú dela com força e despejar minha porra reto a dentro. Ela gemia alto e rebolava gostoso.
- Isso goza no meu cu, enche ele de porra vai!
- Que cuzinho safado! Toma minha porra caralho!
Falava isso e empurrava todo o cacete até o saco. Que metida gostosa. Gozei feito um besta naquela bundona gulosa. Nem parecia ser a segunda vez aquele cuzinho lindo e delicioso. Meu pau aos poucos amolecia dentro do rabinho dela.
Tirei e pedi que chupasse mas ela não quis. Limpou apenas na calcinha.

- Nossa que foda! Meu cu está até amortecido de tanto levar pau!
- Não esquenta daqui a pouco passa. Você mete gostoso pra caramba!
- É nada, você que mete gostoso.Só não fala pra ninguém tá! ( dizia isso pegando no pau com todo carinho)
Fomos para o chão da sala e ela dormiu nua e com aquele rabão virado pra mim, um convite a perdição, levantei e procurei um lubrificante, achei óleo Johnson, untei o dedo e voltei a deitar, ela tinha colocado a perna de maneira que a bundinha estava ali, esperando, voltei a colocar o dedo que logo entrou, ela se mexeu e fiquei parado, sentindo o cuzinho mordiscar meu dedo.
Esperei um pouquinho antes de começar a movimentar o dedo e tentar colocar outro, ela gemeu e o corpo estremeceu, eu estava maluco de tesão e criei coragem, passei óleo na cabeça de meu pau e coloquei no seu cuzinho, forcei um pouco e não entrou.
Mas ela se mexeu e forçou em direção a mim e entrou, ela deu um suspiro, gemendo, fiquei gelado, não dava para ela não ter sentido, fiquei parado com o cacete semi enterrado dando pulinhos de tesão dei um beijinho nas costas dela, alisando seus cabelos, ela beijou a minha mão e falou.
— Ai puto... Ta doendo...Mete devagarzinho... – ela falou e no rosto uma máscara de dor.
Não tinha mais volta e voltei a forçar e a sentir que estava entrando, ela gemia baixinho e eu estava doido de tesão, eu estava enrabando novamente minha tia, não aguentei meti um pouco mais com força, ela berrou.
— Para caralho.... Tira filho da puta......Ta doendo muito filho da puta... Espera... Ai... Ui.. Espera um pouquinho... Espera...
Nossas respirações eram fortes e eu sentia sua mão empurrando meu corpo e o cuzinho piscava ela parecia chorar de dor, fiquei parado sentindo as contrações do seu cuzinho como se mastigasse meu cacete que lhe preenchia e senti um frio percorrendo minha espinha.
— Vai... Mete devagar... Hum... Hum... fode maldito, fode, ta me rasgando, soca tudo, me arrebenta logo, fode.
Ela deixou de me empurrar e, como que querendo certificar-se do que a estava acontecendo, passou a mão delicadamente em meu cacete, o toque carinhoso, a mão macia e os gemidos baixinhos me encheram de ternura e não fiz mais movimentos.
— Mete caralho... Mete em mim..com força.......eu aguento.... Mete... Mete em mim...
Ela mesma se encarregou de fazer entrar, minha rola, em sua bundinha, forçou o corpo em direção a mim e entrou, o óleo cuidou de fazer-me escorregar pelas preguinhas violadas.
— Tu é muito grande pra caralho porra... Ta quase tudo dentro, olha?
A mãozinha que guiou estava espremida entre nossos corpos, ela tateou e tocou no que ainda estava fora, passeou o dedo riste pelo anel grotescamente aberto e fez movimentos, leves na tentativa inútil de fazer o cuzinho receber o que ainda faltava, mas senti ter tocado bem no fundo de seu corpo.
Era tudo, o máximo, que ela podia receber, continuei parado, ouvia ela gemer e tirei levantei, coloquei ela de quatro no sofá novamente passei mais óleo no cacete, empinei bem a sua bundinha falei pra ela.
— Aguenta tia te desejo muito.
Fui colocando, quando entrou a cabeça, ela deu um tranco pra trás entrando a metade, ela gemeu forte, começou a gemer ela começou a tremer e a chorar, berrava e dizia.
— Vem puto.. vem safado filho da puta . me come, come meu cuzinho....enrraba a titia... entra... força devagar.. de leve...
Ela chorava de tesão, de prazer, de excitação, e pedia pra não machucá-la quando sentiu o tamanho da minha cabeça forçando aquele buraquinho se comprimia de uma maneira muito gostosa.
Tirei um pouco, eu sentei no sofá ela veio por cima e colocou de novo meu cacete no seu cuzinho, quando ela desceu olhei seu rosto as lagrimas desciam, ela chorava e falava.
— Puto sacana... ai.. dói.... é muito grande...... ta doendo.... mas é muito grande.. eu não aguento....
Nossa como ela gemia e chorava e gritava, mas eu não parei e fui forçando ela gritava alto
— Aiiiii meu cuuuuuuuu pelo amor de Deus... ta doendo... ta doendo..... não para.. não para..... ai não paraaaaaa..... arrebenta sua titia.. arrebenta... vem .. fode meu cuzinho... vem.. força... empuuuuuuuuurrra... no cu de sua cadela... vem... me fode ...isso .. fode ... delícia... delíciaaaaaaa
Eu já estava dentro dela e comecei a foder aquele cuzinho com força porque não aguentava de tanto tesão eu empurrava e forçava
— Vai minha putinha.....gostosa.....delicia.....seu cu ta arrombado de vez agora....ta me sujando todo.
Ela começou a pedir.
— Amor goza....já gozei duas vezes... vou cagar no seu cacete maldito.....ai a porra da foda anterior ainda ta ai, meu cu aiiiii meu cu...ai meu cu caralho, filho da puta, ai meu cu. Não demorei a gozar gemi alto antes de explodir em um gozo gostoso e, ao mesmo tempo, dolorido e encher de porra seu cuzinho gostoso soltando diversos jatos de porra quente..
Ficamos parados, eu atolado no seu cuzinho por mais um bom tempo antes de amolecer, quando tirei havia muito esperma e sangue junto com as fezes.
Fomos tomar banho felizes, na volta fiquei na sala assistindo tv, ela voltou só de toalha e ficamos nos beijando na boca, ela falou.
— Nossa sobrinho que delicia, você me arrebenta inteira, mais não posso viver mais sem você, faça o que quiser e quando quiser comigo.
Subi em seu corpo sempre olhando dentro de seus olhos, ela voltou a segurar o cacete que já estava duro e ajeitou na xoxotinha que estava muito molhada.
— Mete todinho amor... Mete todinho..mete ate o talo....soca com força.
Dei uma estocada fraca, ela retesou o corpo e parou, ficou ali com poucos centímetros enterrados na xoxotinha e falou.
— Vai puto... Mete logo... Mete...
Dei outra estocada, agora mais firme e entrou tudo, ela gemeu baixinho e novamente parei, não me mexi, esperei que ela se acostumasse com o cacete atolado até o talo fui metendo bem devagar entrando e saindo, metendo e tirando, subindo e descendo e a nosssaaa ela gemia baixinho, as pernas apoiada no sofá e tremia, estremeciam a cada nova socada.
— Isso... Isso.. Assim... Ui!... Ta gostoso... Mete... Isso... Ui! Ui!... To gozando puto, sacana, tarado, safado, vagabundo ... Tô gozando em tua pica... Ai meu Deus!... Ai meu Deus... Tô gozando puto, aiiiii acabaaa comigo.......fui estuprada hoje no cu e na buceta..vou gozaaarrrr aaaaiiiiii.
Continuei metendo e estocando, metia e tirava e espremia o corpo ao dela.
Entrava e saia e sentia que a ela ia gozar de novo.
E gozou outra vez, parecia que ia se desmanchar em gozos, que aquela noite seria a ultima de sua vida.
— Ô negro gostoso... Ô puto... Fode tua titia putinha... Mete tudo... Mete... Ai! Ui! Ai!...Ai! Safado... Assim... Assim... Assim eu vou morrer... caralho gostoso... caralho da porra... Ai meu... Deus. calma, filho da puta, deixa que eu sento com força, calma, senão você me arrebenta, ta morrendo de tesão né filho da puta.
Foi sentando, nossa demais, ela xinga muito, fala muita sacanagem e eu adoro, eu ajudava a ela descer, quando entrou a metade, ela falou.
— Soca para cima, arrebenta, filha da puta.
Dei uma metida, ela urrou e desceu, que tesão, suávamos, ela gemia, gritava, estávamos loucos, enfiei um dedo no rabo dela, eu deu um grito e gozou, fui socando com força ate que berrei.
— Vou gozar caralho, vou gozar puta....puta vou gozar.
Dei uma puta esporrada ate tremia de tesão, ficamos ali abraçados, era puro amor e tesão, carinho e sacanagem. Tudo de bom.

Foto 1 do Conto erotico: Titia bêbada perdeu as pregas

Foto 2 do Conto erotico: Titia bêbada perdeu as pregas

Foto 3 do Conto erotico: Titia bêbada perdeu as pregas

Foto 4 do Conto erotico: Titia bêbada perdeu as pregas

Foto 5 do Conto erotico: Titia bêbada perdeu as pregas


Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Comentários


foto perfil usuario kzdopass48es

kzdopass48es Comentou em 27/04/2016

amo sexo anal em mim! Betto

foto perfil usuario orlandjr

orlandjr Comentou em 29/02/2016

Que tia deliciosa eu tbm tiraria todas as pregas dela




Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


75168 - Minha visinha - Categoria: Heterosexual - Votos: 8
75173 - Como comi a irmã da vizinha - Categoria: Heterosexual - Votos: 10
75345 - Uma ninfetinha gostosa - Categoria: Heterosexual - Votos: 13
75348 - A Japinha gostosa - Categoria: Heterosexual - Votos: 10
75403 - Carnaval(inesquecivel) na praia de nudismo - Categoria: Heterosexual - Votos: 12
75411 - Carnaval(inesquecível) na praia de nudismo parte 2 - Categoria: Heterosexual - Votos: 8
75489 - Aula de Sexo para a novinha - Categoria: Heterosexual - Votos: 8
75516 - Um desabafo e real/ quero amar de verdade... - Categoria: Fantasias - Votos: 5
75572 - W Drácula e suas chupanças...uma historia de T.... - Categoria: Fantasias - Votos: 1
75573 - A historia de Maria sem bunda - Categoria: Heterosexual - Votos: 6
75755 - Recebi a visita de Mamãe noela - Categoria: Heterosexual - Votos: 4
75763 - O lado bom da traição consentida - Categoria: Heterosexual - Votos: 6
75772 - Carnaval(inesquecível) na praia de nudismo parte 3 - Categoria: Heterosexual - Votos: 5
75821 - Symoninha a viciada em sexo, um sonho realizado. - Categoria: Heterosexual - Votos: 5
75823 - Um casal bem liberal - Categoria: Traição/Corno - Votos: 8
75824 - A escrava loira e seu rabão - Categoria: Traição/Corno - Votos: 9
75847 - Uma coroa muito gostosa - Categoria: Traição/Corno - Votos: 9
77749 - Uma Jovem senhora casada e tarada. - Categoria: Heterosexual - Votos: 7
77764 - Comendo a Personal Capixaba - Categoria: Heterosexual - Votos: 9
77765 - Comendo a Personal Capixaba - Parte II - Categoria: Heterosexual - Votos: 7
77766 - Minha linda e doce Ninfeta - Categoria: Heterosexual - Votos: 19
77864 - Louco desejo por uma mulata deliciosa - Categoria: Heterosexual - Votos: 1
77869 - Coisas de Muleke, o rabinho dos sonhos - Categoria: Heterosexual - Votos: 1
78248 - Panela velha faz comida boa, que coroa deliciosa - Categoria: Heterosexual - Votos: 3
78263 - Neguinha, virgem, tarada e sedutora - Categoria: Heterosexual - Votos: 3
78268 - Neguinha, virgem, tarada e sedutor - Parte 2 - Categoria: Heterosexual - Votos: 4
78270 - Pecado da carne, desejos de um sedutor - Categoria: Fantasias - Votos: 1
78514 - Uma ruivinha deliciosa - Categoria: Heterosexual - Votos: 3
78523 - Mineirinha pervertida - Categoria: Heterosexual - Votos: 1
78526 - Morena sensação - Categoria: Heterosexual - Votos: 1
78528 - Trepei com a morena no onibus circular - Categoria: Exibicionismo - Votos: 1
78562 - Puro tesão, o ponto G de Iasmim - Categoria: Heterosexual - Votos: 2
78565 - Puro tesão, o ponto G de Iasmim parte 2 - Categoria: Heterosexual - Votos: 4
78568 - Marina(prima)loira Marina que me encantou - Categoria: Incesto - Votos: 8
78655 - Salvando Marina - Categoria: Heterosexual - Votos: 2
78789 - Suzana uma cadeirante ...Eficiente até demais - Categoria: Heterosexual - Votos: 7
78848 - UM CASAL MAIS QUE ESPECIAL - Categoria: Fantasias - Votos: 4
79041 - VIUVA, CRENTE E QUENTE - Categoria: Heterosexual - Votos: 9
79059 - SOFRI, CHOREI,CAGUEI + QUE DEI AHHHH DEI - Categoria: Heterosexual - Votos: 2
79235 - MINHA FREIRA, MINHA NINFA ENFERMEIRA. - Categoria: Heterosexual - Votos: 8
79658 - MINHA AFILHADA VIROU MINHA CADELINHA - Categoria: Incesto - Votos: 12
79691 - EU E JU SAPEKA NUMA PRAIA DE NUDISMO - Categoria: Heterosexual - Votos: 7
79695 - LIVIA A NINFA NINFOMANIACA - Categoria: Heterosexual - Votos: 7
79862 - AVENTURAS TESUDAS C/DANI BAHIANINHA/SYMONINHA - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 6
79924 - CARROTEL - UMA FODA FASCINANTE - Categoria: Heterosexual - Votos: 1
81315 - 1 É BOM, 2 É NORMAL 3 É OTIMO - Categoria: Traição/Corno - Votos: 21
81336 - 1 É BOM, 2 É NORMAL 3 É OTIMO 2a Parte - Categoria: Traição/Corno - Votos: 8

Ficha do conto

Foto Perfil wabs09
wabs09

Nome do conto:
Titia bêbada perdeu as pregas

Codigo do conto:
78769

Categoria:
Incesto

Data da Publicação:
11/02/2016

Quant.de Votos:
13

Quant.de Fotos:
5


Online porn video at mobile phone


conto erótico gay incertoconto menage com minha namoradaConto eroticos papakuporno fantasia eu comi minha maeporno perdendo o cabasobucetinhas de morenas novinhas gostosascontos eroticos gays com homens de 25 cmrevista private anuncios fotoscontos eróticos flex 3-3contos malicia incestos encoxadasconto quero outro engravidando minha esposaconto erotico corno manso que adora obedecer au macho alfacontos eroticos meu compadre comeu meu cuzinho com a ajuda da minha comadre safadinhaSEIOS PELADOScontos de adolecentes falando de desejo eh tesaoporno contos todos emgatados trenzinhoQuadrinhos porno dpcontos eróticos ferias de famíliaconto erotico dando carona para uma senhoraconto erotico gaygosadas dentro do cuConto erotico fudendo a irma da adventistaporno ceduzido no jogo de bilharcontos eróticos acampando com minha professoraConto erotico gay amigo do meu paiFiquei impressionada com o tamanho da rola do meu genro contos femininocontos que beijo gregofui me confessar e padre roludo me fodeu gostoso contochupei conto erotico gaytiranda o cabasocontos eroticos fodendo a baba do filho filcontos erótico esposa passadomulata eroticacomendo o barbeiro bundudo de minasver putas porkas com o ku e com as mamas grandes a fudercontos eróticos com mulher doenteeu e a evangelica casada da minha esposa conto eroticocontos eroticos de madura desvirginando novinhoconto porno sogrofilhaputacontono meio da minha bundinha contos eróticosvideo erotico com a mantecontos eroticos de rapazes que praticam lactofiliacorno manso mulheradoro ser dividida pelo meu macho contos eróticoultimos contos virgenssurumba conto eroticotirando o cabaco da prima de dez anos no conto eróticogibis pono volei sexoal entre uma mamãe e uma titia com bucetas muito deliciosas 2contos aneguinha do cu frouxoxxx cunhada tempo de ferias com cunhadoconto erotico buseta azedaconto erotico de vizinhatravesti do pirocao com casal conto eroticoContos eróticos de orgias tripla penetraçao com os negaospono gay negao em quadrinhoscontos eroticos so de mulatas do rabo quenteconto buceta filhaconto de gay em pescaria maiterquadrinhos eroticos de pancontos eroticos papai é meu cafetaoporno as brasileira casada da o cu apedadiho pro amatevirei puto na igreja conto gaycontos eroticos cunhada fode com cunhado com pau gigante e aguenta 27cmconto erotico muito meladaContos e fotos de sobrinhos pauzudossalão de fazer despedida de solteira,so com os roludo para mulherminha enteada novinha de fio dental na praia com sua mae e eu contosloucas posexo fotos lidasConto Gay o machão pegador de gatinhas que virou pegador de pauconto erotico. na cabine eróticafoto de cacete18contos eroticos gay putinhaquadradimhos erotico kelli jenyNovinha da o cuzinho contos eroticoputa exibindo contoxvideoslpajConto erotico evangelicaquadrinhos rrticos