Descobri que minha linda esposa era puta na nossa


Click to Download this video!



Relato a mim contado por TETE

Sandro é meu nome, 20 anos, 1.70 m., branco com cabelos negros e 13 cm de pau quando bem duro.
Sempre fui um garoto tímido na adolescência e só quando estava com a turma de futebol do colégio é que conseguia me soltar mais.
Experiências sexuais quase zero, as únicas que participei não podiam ser alardeadas porque foram alguns troca-trocas com amigos mais chegados. Isso aconteceu algumas vezes por causa do tesão de estar sempre com o pau duro e também pela curiosidade sexual, mas quando cheguei aos 16/17 anos deixei de praticar esse tipo de “brincadeira” e passei a me interessar mesmo pelas garotas.
Foi quando conheci Sofia, que também tinha a minha idade, 1.65 m., loirinha de cabelos compridos, seios grandes e um corpo lindo com uma bunda perfeita que me deixou encantado e logo começamos a namorar. Os fofoqueiros de plantão logo vieram me contar que Sofia era uma garota bem “namoradeira” e que já tinha passado na mão de vários rapazes, mas não dei ouvidos a eles.
Se eu era bastante tímido, Sofia era totalmente extrovertida com uma alegria contagiante com um lado bastante exibicionista.
Ela era uma garota que adorava usar minissaias e shortinhos bem curtinhos que faziam com suas coxas roliças e a bunda arrebitada se mostrassem muito sensuais. No começo de nosso “namorinho” até fiquei meio enciumado com os olhares dos outros rapazes, mas logo percebi que isso realmente me deixava extremamente envaidecido de ter uma “gata” linda que todos cobiçavam, mas que era minha.
Sofia me confessou que já tinha namorado dois rapazes, mas que tinha largado deles porque eram muito chatos e queriam “mandar” nela e isso a deixava irritada. Também me disse que ainda era virgem, mas que adorava beijar e trocar caricias e não demorou pra que nosso namoro ficasse bem quente principalmente por parte de Sofia que demostrava ter um tesão incontrolável.
Em menos de dois meses de namoro a gente já namorava completamente pelado na casa dela quando sua mãe saia pra trabalhar no hospital da cidade. Se eu era “bobinho” e completamente inexperiente Sofia demonstrava saber tudo e mais um pouco, apesar de apenas 17 anos como eu. Ela me confessou que a mãe tinha um monte de filmes pornôs escondidos em uma gaveta do guarda-roupa e após a descoberta desse acervo assistiu a todos e depois que começamos a namorar percebendo que eu era um cara legal resolveu experimentar comigo tudo que tinha visto nos filmes. Quando Sofia toda taradinha ficou de 4 na cama e pediu pra comer o cuzinho dela quase morri de prazer. Meu sonho tinha se realizado sem que precisasse pedir. Sofia rebolava como uma louca espetada no meu pau e quando enchia seu cuzinho de porra, ela gemia mais alto dizendo que adorava sentir meu leitinho quente esguichando forte dentro dela.
Outra coisa que a safadinha começou a fazer que fez com que me apaixonasse de vez foi chupar meu pau com uma volúpia incrível.
Nas primeiras vezes foi tão bom que nem conseguia me controlar gozando rapidinho inundando sua boca gulosa de porra fervente que a safadinha engolia tudo sem deixar nenhuma gota escorrer. Minha namoradinha logo pediu pra que também fizesse sexo oral e rapidinho me ensinou a lamber seu grelinho teso e muito sensível.
Sua bucetinha peludinha vivia encharcada de tanto tesão e quase todo dia a gente namorava e gozava deliciosamente sem nenhum pudor e foi então que Sofia bem safada disse que se prometesse se casar com ela deixaria tirar seu cabacinho da buceta.
Do jeito que estava apaixonado pela safadinha prometi de joelhos que iríamos nos casar o mais rápido possível.
Sofia estava louquinha pra perder a virgindade da bucetinha porque depois que fiz a “promessa” no outro dia logo que sua mãe saiu pra trabalhar ligou dizendo que estava me esperando e quando cheguei já estava nuazinha, cheirosa e toda tesuda já foi me deitando na cama, veio por cima de mim, encaixou meu pau na portinha da sua bucetinha virgem e sem frescura soltou o corpo e em segundos seu cabacinho se rompeu e a taradinha passou a cavalgar como uma louca espetada no meu pau. O tesão de sentir pela primeira o calor daquela bucetinha toda melecada de sangue engolindo meu pau todinho me fez gozar loucamente. Depois de um belo banho durante a noite inteira do plantão de sua mãe transamos sem parar e Sofia completamente tomada pelo tesão sussurrava estar adorando dar a buceta e estava gozando gostoso. Completamente tarada ela sussurrava gemendo que devia ter perdido o cabaço da bucetinha a muito tempo de tão gostoso que era sentir um pau dentro dela. Sofia comentava que havia se transformado em uma putinha completa.
Apesar de bem jovem eu trabalhava como cabeleireiro no salão de beleza de minha mãe e tinha várias freguesas que gostavam de cortar e tingir seus cabelos comigo. Mamãe dizia que logo teríamos que ampliar nosso salão por causa do aumento da clientela. Apesar de o salão ser unissex, clientes homens eram poucos, 90% era a mulherada mesmo que não se importavam de gastar uma boa grana para tentarem ficar mais bonitas e realmente eu tinha o dom de fazer um belo serviço.
A “freguesa” que mais me elogiava era minha “namorada” que toda semana vinha ao salão dar um trato completo nos seus cabelos loiros e brincava dizendo que o principal motivo de estar apaixonada por mim era que além de deixá-la sempre linda e maravilhosa não precisava pagar um centavo. E sussurrava toda safada nos meus ouvidos que o pagamento era fazer “amor” comigo bem gostoso.
Alguns meses após ter feito 18 anos comentei com minha mãe que estava querendo me casar com Sofia e então apesar de achar que eramos muito novos me apoiou dizendo que se esse era meu desejo, estava tudo bem. A mãe de Sofia também concordou e devagar começamos a organizar os preparativos.
Minha mãe tinha uma boa edícula nos fundos do salão do salão e depois de casados iria morar ali com minha linda e deliciosa Sofia.
Até achei que íamos demorar um pouco pra deixar tudo arrumado, mas foi então que Sofia toda feliz me contou que quando telefonou para seu tio Milton que também era seu padrinho de batismo para convidá-lo para o casamento, ele prometeu que ia lhe mandar um “dote” de presente pra que ela comprasse alguns moveis e eletrodomésticos pra sua nova casa. Quando depois de alguns dias Sofia mostrou o deposito que tinha caído na sua poupança, vi que seu tio realmente tinha sido bem generoso e com certeza nossa casa ficaria linda.
Esse acontecimento fez com que minha “futura esposa” ficasse extremamente feliz e com isso seu tesão que por causa da correria dos preparativos diminuíra um pouquinho, voltou com força total e a danadinha a toda hora queria meter e se fosse atender a todos os seus chamados nem poderia trabalhar no salão.
Quando toquei no assunto dizendo que iria me casar com uma ninfomaníaca, sorrindo bem safada disse que se reclamasse muito ela iria ter que procurar um “noivo reserva” e depois de casada iria providenciar um “marido reserva” pra suprir seu tesão incontrolável.
Sofia toda safada brincou dizendo que um “marido reserva” ia ser facinho de arrumar e comentou que conversando com uma vizinha ela havia confidenciado que seu marido era um negão pauzudo muito taradão e que a toda hora queria foder sua bucetinha e que precisava lavar com água fria pra desinchar a buceta. Sorrindo bem safada disse que iria perguntar ao negão pauzudo se ele aceitaria ser seu “marido reserva”.
Entrei na brincadeira dizendo que então era melhor cancelar o casamento já que antes de casar minha “futura esposa” já tava pensando em me transformar em corno e a safada rindo disse que saberia como colocar chifres em mim “quase” sem causar dor.
A data do casamento estava chegando e Sofia me falou toda triste que seu tio-padrinho não iria poder vir para pra festa porque o gerente que tomava conta do seu restaurante na sua ausência em uma capital do nordeste havia sofrido um acidente de moto e teria que ficar de molho um tempo e foi então que ela dando um sorrisinho todo feliz disse:
-amor... o tio Milton não pode vir no nosso casamento... mas... disse que quisermos passar a lua de mel na praia... ele manda as passagens pra gente... vamos ficar no AP dele... não vamos gastar nadinha... falei pra ele que ia conversar com meu “futuro marido” maravilhoso e logo ligava de volta pra confirmar... mas... acho que a gente não devia recusar uma oferta “tão ruim” como essa né? RSS.
Pela alegria de Sofia não tinha como não aceitar aquele “convite” e mandei que ligasse de volta e deixar tudo acertado com seu tio.
Nosso casamento foi perfeito e tudo correu maravilhosamente bem e dois dias depois estávamos desembarcando no aeroporto e tio Milton estava nos aguardando e quando Sofia se deparou com ele deu um grito incontido de alegria, correu até ele e pulando no seu pescoço encheu seu rosto de beijos. Só que durante a alegria esfuziante daquele encontro Sofia se esqueceu que estava com um vestidinho muito curto e quando se deu conta já tinha mostrado mais da metade da bunda com sua calcinha vermelha atoladinha no rego pra todos que estavam no saguão de desembarque do aeroporto.
Durante o trajeto para o apartamento do tio Milton tudo era motivo da conversa dentro do carro:
-tio... que saudades que eu tava de ti... já faz 6 anos que o tio foi embora e nunca mais voltou... mamãe sempre falava que queria visitar o irmão querido dela... mas pra vir aqui só de avião mesmo e ela morre de medo de voar!
-é verdade minha sobrinha linda... eu também era pra ter ido visitar vocês... mas... os negócios sempre tomam muito tempo da gente... mas o importante é que agora vamos poder matar a saudade durante os dias que você e agora também meu sobrinho ficarem por aqui... não não precisam ter pressa de voltar... como moro sozinho... podem ficar o tempo que desejarem!
Sofia estava sentada no banco de passageiro da frente comigo sentado atrás do tio que dirigia o carro, como ela se mexia e gestilucava bastante quando falava deu pra notar que seu vestidinho bem curto tinha subido pelas coxas e sua calcinha se mostrava por inteira e dava até pra ver os pelinhos de sua bucetinha saindo pelos buraquinhos da renda do tecido fino.
Foi então que resolvi entrar na conversa e brinquei dizendo:
-bem... uma coisa eu posso dizer por que fui testemunha... acho que todos os homens que estavam no aeroporto quando a Sofia pulou no pescoço do tio Milton adoraram assistir a cena e com certeza viram a calcinha atoladinha no reguinho da bunda. Com certeza a turista de calcinha vermelha e com a bunda de fora deve ter se tornado o assunto principal entre eles... garanto que os mais curiosos devem estar até agora querendo saber o nome da Sofia. RSS.
-é... minha sobrinha sempre gostou de chamar a atenção desde que era garotinha... sempre queria falar mais alto que as coleguinhas e agora do jeito que se tornou uma gata lindíssima com certeza deve adorar se mostrar toda gostosa e sensual... alias com um corpo desses minha querida... quanto menos roupa... mais linda e sexy deve ficar! Alias tua mãe também era bem “saidinha” quando era mocinha... meus amigos viviam loucos querendo “namorar” com ela! RSS.
Chegamos no AP que não era distante da praia e Sofia disse que queria tomar um banho pra tirar o stress do vôo e entrou no banheiro.
Fiquei conversando com tio Milton que depois de rapidamente me mostrar todo o AP disse que também iria tomar um banho e depois disso iria no levar para conhecer seu restaurante.
Ele era um homem de 39 anos, com alguns cabelos grisalhos e por morar a beira-mar tinha uma pele totalmente dourada que o deixava bastante charmoso sem contar que realmente tinha um belo sorriso e uma simpatia contagiante.
Ele entrou no seu quarto sem fechar a porta e quando tirou a roupa pelos espelhos das portas de seu guarda roupa tive uma surpresa que me fez ficar de queixo caído. Tio Milton tinha uma pica que mesmo mole era bem grande e grossa, com certeza devia ser o dobro da minha, sem contar que tinha um saco com duas bolas bem grandes que pareciam de um cavalo. E o que me chamou mais a atenção é que ele tinha o corpo completamente depilado fazendo com que parecesse tudo ainda maior. Totalmente nu ele abriu a janela do quarto deu uma olhada nos prédios vizinhos, fumou um cigarro e só depois disso entrou no banheiro.
Sofia saiu do banho enrolada na toalha, veio até a sala onde estava sentado em uma poltrona, me deu um beijo bem carinhoso e disse:
-amor... to adorando essa cidade... o cheiro do mar... tá me dando até mais tesão ainda... se a gente não fosse no seu restaurante do tio Milton... eu iria querer meter a tarde inteira... nossa... tô taradinha demais!
-eu sei sua tarada... ta escrito na tua cara... alias... no aeroporto deve ter deixado um monte de machos de pau duro mostrando esse rabo lindo com a calcinha atoladinha... e nem se preocupou em abaixar mais o vestido... dentro do carro veio mostrando a calcinha do aeroporto até aqui... seus seios então pareciam que iam pular pra fora do vestido... até a pintinha preta que fica bem pertinho da auréola do teu seio tava aparecendo... teu tio deve ter decorado o desenho das rendas da tua calcinha... sua exibicionista safada!
-seu bobo... meu tio lindão sempre foi um homem totalmente sem preconceito... quando era adolescente sempre tomava banho junto com ele na banheira da casa dele... ele conhece meu corpinho em detalhes... a única diferença é que agora sou muito mais gostosa do que naquela época... humm... eu adorava quando ele ensaboava meu corpo... só não era mais gostoso porque ele nunca ficou peladão... só eu que ficava peladinha! RSS.
-Sofia... sua tarada... acho que você não me contou nem metade de suas safadezinhas antes de começar a namorar comigo... pelo jeito você nasceu com a bucetinha pegando fogo... sua safada!
Antes de sair Sofia me abraçou e pegando minha mão, levou até no meio das suas pernas e sussurrou:
-pega pra você sentir como to molhadinha... e não é do banho... é de tesão... sinta como ta quente... queria um pau dentro dela... agora!
Meu pau também ficou duro com as conversas sacanas da minha esposa tarada e depois de beijá-la rapidamente disse:
-Vou tomar banho agora... depois vou querer saber detalhes dessas suas maluquices de putinha adolescente!
Tomei um banho rápido pensando nas “confissões de adolescente” da minha esposa safadinha e também na figura imponente do tio Milton com aquele pauzão enorme e foi incrível perceber que meu pau não ficava mole de jeito nenhum imaginando minha esposa quando adolescente tomando banho peladinha em uma banheira com tio Milton, certamente rolou algum safadeza.
Quando sai do banho Sofia estava escolhendo uma roupa pra vestir e colocou um vestidinho de malha preto colado e curtíssimo, nos pés uma sandália de salto que deixava sua bunda empinada ainda mais sexy e depois de se olhar no espelho toda safada sorriu dizendo:
-e ai meu maridinho lindo... o que acha do meu visual... tô bonita pra irmos visitar o restaurante do tio Milton?
-Sofia... você é linda de qualquer jeito... mas será que esse vestido não tá muito curto... se fosse de noite... mas... de dia!
-querido... estamos na praia... as pessoas almoçam de biquíni e sunga nesses lugares... até acho que tô muito vestida... se já tivesse toda bronzeada eu iria de biquíni... mas... não vai faltar oportunidade... com certeza!
Foi então que percebi que Sofia não tinha colocado a calcinha ainda e então brinquei dizendo:
-Sofia sua maluca... você não ta esquecendo de nada não sua safada? Sutiã eu sei que você nunca usa... mas... não vai colocar calcinha é?
-claro que não seu tolinho... não gosto de marcas de lingeries nesse tipo de roupa... se não coloco la na nossa cidade... você acha que eu ia colocar aqui... na praia... de jeito nenhum!
-nossa... que mulher mais exibicionista e putinha que escolhi pra me casar... e pelo que tô percebendo acho essa safadeza vem desde a adolescência... depois que contou que tomava banho pelada com o tio Milton... acho que não me contou nem 10% de todas as sacanagens que fez com os ex-namoradinhos e principalmente com essa tara que você tem de ficar mostrando suas calcinhas com essas roupas curtinhas pra quem quiser ver!
Sofia me abraçou toda carinhosa, pegou no meu pau que continuava duro e bem safada sussurrou nos meus ouvidos:
-Sandro querido... deixa de onda que teu pau não te deixa mentir... saber das minhas sacanagens com tio Milton te deixou todo taradinho... pode deixar que depois vou te contar mais alguns segredinhos bem sacanas... eu sei que você adora que me vista com roupas bem provocantes... gosta de saber que outros homens ficam com tesão quando olham pra mim... você também é um taradinho bem safado!
Quando me dei conta Sofia me fez sentar na beira da cama, se ajoelhou entre minhas pernas, pegou meu pau com os lábios e enfiou-o na boca, começou a mamar deliciosamente olhando nos meus olhos e então o tirando da boca por segundos sussurrou safada:
-goza meu maridinho safado... enche a boca da sua esposa putinha de porra bem quente... quero engolir tudo... goza meu taradinho!
Em segundos dei um gemido alto e gozei copiosamente naquela boquinha sedenta e tesuda e então ela sorrindo disse:
-pronto... vamos para o restaurante do tio Milton... acho que ele já ta esperando a gente na sala!
Nem precisei limpar o pau, minha esposa putinha tinha feito isso perfeitamente com a boca e então vesti uma bermuda com uma camiseta e saí do quarto, Sofia tinha ido ao banheiro com certeza escovar os dentes. RSS.
Tio Milton também estava saindo do quarto e logo Sofia veio se juntar a nós e saímos para o restaurante de carro.
Como quando tínhamos vindo do aeroporto Sofia se sentou na frente junto com o tio e eu no banco atrás dele. Não demorou mais que alguns segundos pra que Sofia se virasse um pouco de lado e sua bucetinha peludinha se mostrasse de relance. A safada durante todo o trajeto até o restaurante em nenhum momento puxou o vestido pra tentar cobrir sua bucetinha e também seus seios que naquele vestido tomara que caia dava a impressão que iam pular pra fora, o que deu pra notar que a “putinha” queria mesmo se mostrar por inteira e sem nenhum pudor deixou suas coxas bem abertas e quando o carro parava nos semáforos tio Milton não deixava de olhar e o safado quando trocava as marchas do carro deslizava “sem querer” a mão pelas coxas da minha esposa “putinha”.
O mais louco nisso tudo que estava acontecendo é que apesar de ter gozado a menos de meia hora estar vivendo aquela sacanagem bem diante dos meus olhos, meu pau voltou a ficar duro e também imaginei se tio Milton também ficou com seu pauzão duraço olhando a bucetinha peludinha da minha esposa.
Quando chegamos tio Milton nos mostrou seu belo e enorme restaurante que já estava com muitos fregueses e então quando passamos ao lado de uma escada em caracol ele comentou que em cima havia um mezanino onde ficava seu escritório, de la ele tinha uma visão privilegiada de todo o salão e podia conferir se estava tudo correndo bem e até recomendou que após almoçarmos poderíamos descansar tranquilos, era só subir até la.
Tio Milton nos deixou a vontade dizendo que precisa dar ordens aos empregados e logo que pudesse estaria de volta e então me sentei com minha esposa em uma mesa e o garçom nos trouxe uma bandeja com camarões fritos e aproveitei e também pedi cerveja.
Tio Milton como certeza havia dado ordens pra tratarem bem sua querida sobrinha com o marido.
Logicamente que os garçons logo perceberam que minha esposa era uma exibicionista safada com seu vestido curto e suas cruzadas de pernas que mostravam que a safada estava sem calcinha e então a todo instante tinha um garçon perguntando se desejávamos algo mais.
Depois de 3 cervejas Sofia que não era acostumada a beber já estava bem alegrinha e resolvi instigá-la a me contar alguma de suas “travessuras secretas” e então ela dando um sorrisinho sacana me abraçou e toda safada disse:
-seu safadinho curioso... ta doidinho pra saber das safadezas de sua esposinha tarada né?
-Sofia... depois que você me contou que quando era adolescente tomava banho pelada com seu tio em uma banheira... logico que fiquei curioso... quero saber tudo!
-tá bom... eu sempre fui muito safadinha... mas... você só vai saber... se prometer que não vai ficar me cobrando nada depois... se virar um marido chato... além de ganhar um monte de chifres... nunca mais conto nada! Promete vai!
Era incrível, mas o jeito de Sofia falar as coisas me deixava todo excitado, a safada sabia como me levar na conversa e então disse:
-tá bom sua maluca tarada... prometo o que você quiser... você sabe que te adoro e sou completamente louco por ti... na verdade... sempre soube que você sempre foi bem putinha... escutei fofocas no colégio que muitos rapazes viviam te beijando e te bolinando... mas... nunca dei importância pra essas coisas... gosto de ti do jeito que você é e não tô nem ai... satisfeita agora sua safada!
Sofia então me abraçou e beijou meu rosto dizendo toda safada:
-é... acho que temos tudo pra dar certo... muitos invejosos fazendo fofocas sobre a gente e acabamos nos casando... também escutei alguns comentários maldosos sobre meu lindo maridinho... me contaram que quando adolescente você fazia troca-troca com seus amigos do futebol... também não dei importância! Quando a gente se torna adolescente e o tesão começa a pegar de verdade não tem como controlar... queremos experimentar tudo... e isso também aconteceu comigo... tanto que meu primeiro beijo foi com uma garota e não com um rapaz! Eu comentava pra uma amiga que era louca pra beijar um rapaz, mas não sabia e ela então bem safadinha se propôs a me ensinar e aconteceu. Na verdade ela gostava mesmo de meninas e a safada começou a vir dormir na minha casa durante os plantões da minha mãe e depois dos beijos vieram às passadas de mão e não demorou pra roçarmos nossas bucetinhas uma na outra... lógico que adoro macho... mas quando me lembro dessa amiga do colégio... nossa... foi uma delicia... gozava que nem uma louca!
-Sofia... acho que me casei com a garota mais putinha e tarada da cidade... mas... confesso que adoro que você seja assim... bem sem juízo e safada... e já que estamos abrindo o jogo... você mostrar sua bucetinha igual fez no carro com seu tio e agora com os garçons... não sinto um pingo de ciúmes... só me da um tesão louco imaginar outro cara querendo te pegar... doido pra te comer!
-Por isso mesmo que logo depois que começamos a namorar tive a certeza que você seria o marido perfeito pra uma garota tão putinha e safada como eu sou... adoooooroooo deixar os homens tarados por mim... qualquer dia vou ser estuprada de tanto provocar os homens.
-sua maluca... e não pense que vou te socorrer... é mais fácil eu sentar e ficar assistindo! Mas... me conta logo seus segredos sua putinha!
-hummm... safado... garanto de tá de pau duro de novo... querendo saber os segredos sexuais de sua esposa putinha... louco pra saber quem me pegou né? Como você é um taradinho muito curioso... gostaria de te contar as safadezas bem quentes que aconteceram duas semanas antes do nosso casamento! Tá preparado pra saber de tudo mesmo... não foi só brincadeira... e pra começar fique sabendo que já dei minha bucetinha pra outro macho e ele tinha um pau enorme... e gozei muito!
Sofia foi tão direta que fiquei boquiaberto, ela demonstrava sem medo que era mesmo uma putinha de verdade, se eu tinha duvidas sobre com quem tinha me casado naquele instante percebi que tudo seria diferente dali pra frente e então disse:
-eu... claro que quero... quero saber tudo... já que começou... vamos até o fim... sua putinha safada!
Sofia deu a ideia se subirmos para o escritório do tio Milton, o restaurante já estava quase completamente lotado e poderíamos conversar bem mais a vontade.
Quando entramos deu pra notar que era um lugar muito bonito e aconchegante com sofás de couro, escrivaninha enorme, circuito interno de TV e também um frigobar que Sofia já foi abrindo e pegando mais cerveja e todo tarado agarrei-a por trás encochando-a e empurrei-a no sofá e quando ela ficou de 4 sua bunda empinada ficou toda de fora e todo tarado disse:
-garanto que todo homem adoraria te pegar assim desse jeito... de 4... com essa bunda linda que rebola que nem louca quando ta com tesão... você é uma putinha gostosa demais!
Sofia então deu um sorrisinho bem safada e continuando de 4 no sofá disse:
-meu maridinho é um garoto esperto... foi exatamente assim que fui comida duas semanas antes da gente se casar... nossa... gozei muito... toda putinha precisa de um macho pauzudo de vez em quando! Foi quase sem querer... mas foi bom demais!
-conta sua putinha... quem te comeu e fez você gozar como uma louca... quero saber!
-lembra que comentei contigo sobre o marido negão tarado da minha amiga vizinha que reclamou que tava com a buceta inchada de tanto ele socar o pauzão nela? Então... eu tava terminando de arrumar nossa casa... quando fui ligar a luz do quarto deu um estouro na lâmpada e fiquei com medo de acontecer alguma coisa mais seria... eu te liguei no salão e você tava ocupado... foi então que minha amiga estava saindo da casa dela pra ir ao mercado e comentei o que tinha acontecido e ela me disse que o marido sabia mexer com eletricidade e ia mandar vir dar uma olhada pra mim. Ela saiu e logo em seguida o maridão dela chegou... o negão estava com um short tipo daqueles de academia e uma camiseta... eu estava de vestidinho curto como sempre... calcinha toda enfiada... o safado era daquele tipo que tem olhar bem safado e já deu umas alisadas no pau... como a camiseta era longa não deu pra perceber nada! Bem... rapidamente ele deu uma olhada e disse que não era nada serio e trocou a lâmpada. Toda educada perguntei quanto ele ia cobrar pelo serviço e o safado disse que pra mulher bonita e com um corpo como o meu... era de grátis... e então ele pediu um copo de água e fui pegar na geladeira e ele me seguiu... lógico que fui rebolando bem safada me exibindo... peguei um copo com água e quando me virei ele estava encostado na pia e o safado tinha enfiado a barra da camiseta no cós do short e mostrava o tamanho do pauzão pra mim... estava completamente duro estufando a frente da bermuda. Quando vi aquilo tudo minha bucetinha melou de vez e toda safada perguntei o que ele tava escondendo dentro do short. Ele sacou na hora que eu era bem putinha, me agarrou, tirou meu vestido, arrancou a minha calcinha, me levou até nosso quarto, me colocou de 4 na beira da cama, ficou peladão mostrando aquele pauzão negro cabeçudo, caiu de boca na minha buceta por trás me lambendo igual um cachorro, gozei na língua do negão tarado e então ele me segurou pelos quadris e encaixou o caralho negro na minha bucetinha e socou tudo até o talo... nossa... como era cabeçudo... entrou rasgando, mas adorei. Que pau quente tinha o filho da puta.
O tarado me pegou por trás durante meia hora socando sem dó enchendo minha bunda de tapas, me chamando de cadela, de vadia, de vagabunda safada e depois gozou que nem um cavalo enchendo minha bucetinha arrombada de porra quente. O negão urrava de prazer com aquele pauzão cravado por inteiro na minha bucetinha branca e todo tarado dizia que adorava comer puta casada na cama do marido. Gozei como uma puta no cio... foi assim que sua esposinha puta gozou pela primeira vez no pau de um negão! Como te falei meu querido, se não comer minha bucetinha sempre que estou com vontade, já tenho marido reserva, nosso vizinho negro!
Minha esposa putinha continuava de 4 ali no sofá com aquele rabo lindo empinado e a bucetinha peludinha toda molhada revelando sem pudor ou qualquer culpa sua aventura sexual com um negro pauzudo. Meu pau continuava duro como aço denunciando todo meu tesão em ouvir daquela linda boquinha gulosa que tinha gozado gostoso com outro macho e então sussurrei:
-que puta tarada que você é Sofia... mas... você deu só uma vez pra ele... ou... foi mais de uma!
Sofia já estava com uma mão entre suas coxas bolinando seu grelo e toda tesuda disse:
-se você ajoelhar atrás de mim... lamber minha bucetinha tesuda e me fazer gozar gostoso... talvez depois... eu responderei o que você tá querendo saber!
-sua maluca tarada... eu... e se o tio Milton entrar aqui no escritório e pegar a gente fazendo safadeza no sofá dele... você é louca!
-Sandro... faz o que tô mandando... agora... quero gozar... te contar o que fiz com o negão me deixou tarada demais... quero gozar! Faz...
Em segundos fiz o que minha esposa puta tava pedindo e bastaram algumas lambidas e sugadas fortes pra que Sofia se contorcesse toda rebolando na minha língua e gozasse deliciosamente molhando meus lábios sedentos. Quanto toquei no meu pau gozei junto com ela e minha cueca melecou toda, ainda bem que quando gozava pela segunda vez saia pouco sêmen.
Sofia se levantou indo em direção ao banheiro e fui atrás e depois de uma água gelada no rosto e me limpar com papel higiênico voltamos a nos sentar no sofá. Sofia se comportava com uma naturalidade incrível e parecia que não tinha feito nada de anormal e nem seu vestidinho ela puxou de volta, suas pernas continuava abertas e a bucetinha continuava a se mostrar por inteira. Meu coração estava quase saindo pela boca pensando no que tinha acontecido dentro do escritório do tio Milton e então a conversa continuou quente:
-Nossa... que gozada deliciosa que meu marido me proporcionou... adoro fazer essas loucuras... acho que vou querer fazer mais depois!
-sua tarada louca... já pensou se o tio Milton entra e pega você de 4 e eu chupando sua bucetinha... o que a gente ia falar pra ele?
-Sandro querido... pode ter certeza que o tio ia adorar se isso tivesse acontecido... você esqueceu que já tomei muitos banhos peladinha com tio Milton seu tolinho... só que eu era magrelinha, quase sem seios, acho que agora ele ia gostar muito de ver sua sobrinha putinha de 4 sendo lambida pelo meu maridinho tarado e gostoso!
-Sofia... to começando a achar que me casei com a garota mais puta da cidade... e com umas latinhas de cerveja na cabeça então...fica mais tarada ainda... mas... com certeza não foi só banho pelada que você tomou com teu tio... pelo que percebi você adora pau grande... o do negão você disse que era grande e cabeçudo... do teu tio então parece de um cavalo de tão grosso... sua tarada!
-como meu maridinho ficou sabendo que tio Milton também tem um pauzão enorme... aliás... realmente é mais grosso do que do negão!
-bem... foi sem querer... quando você foi tomar banho depois que chegamos de viagem... teu tio também foi... só que não fechou a porta do quarto e pelo espelho do guarda roupa o vi andando peladão... todo depilado... um pauzão muito grosso... bem sacudo... acho que é o dobro do meu! Mas... deixa de ficar fazendo suspense sua puta safada... me conta sobre você e seu tio... ahhh... e também quero saber quantas vezes você deu pro negão tarado!
Sofia sabendo de seu poder sobre mim deu uma risadinha cínica e então se sentou no meu colo de frente, passou os braços pelo meu pescoço e toda safada sussurrou nos meus ouvidos:
-primeiro quero ouvir da sua boca que você ta adorando descobrir que é casado com uma putinha tão tarada como eu... fala... meu maridinho safado... isso me dá tesão danado!
-Sofia... você é uma puta deliciosa... to adorando saber de suas loucuras... nossa... nunca senti tanto tesão... já gozei duas vezes... e acho que você me revelando suas aventuras sacanas... talvez fique duro de novo!
Sofia segurou meu pescoço com uma das mãos e com a outra apertou meu pinto todo encolhido dentro da bermuda e toda safada disse:
-nossa... o coitadinho realmente ta quietinho... acho melhor você abaixar a bermuda e deixar ele encostadinho na bucetinha da tua esposa putinha... quem sabe ele desperta mais rápido... vamos fazer isso?
-sua doida... teu tio pode aparecer aqui... você com esse vestido todo levantado com a bunda de fora... eu com a bermuda abaixada!
-larga de ser bobo Sandro... faz logo o que to mandando... não se preocupe com tio Milton... eu me entendo com o tarado pauzudo!
Abaixei a bermuda e meu pinto bem molinho ficou de fora e Sofia encaixou sua bucetinha ensopada em cima dele e sussurrou safada:
-quando sento desse jeito no colo do negão pauzudo depois que ele ter gozado que nem um cavalo na primeira vez e encaixo minha buceta toda inchada e digo pra ele que a putinha casada ta louca pra dar pra ele de novo o pauzão do taradão levanta rapidinho e enche minha bucetinha rapidinho... ele adora comer a putinha loira casada... ele é um tarado gostoso... fico louca com aquele caralho negro cabeçudo entrando e saindo com força da minha buceta... sua esposa loira adora pauzão de negão... ele sabe como comer uma cadela viciada como eu... ele judia bastante da sua esposinha safada... me bate na bunda... e eu adoro... ahhh... que macho gostoso é aquele negro filho da puta tarado... você perguntou se eu tinha dado só uma vez pra ele... claro que não seu tolinho... já faz duas semanas que ele come sua esposa putinha quase todos os dias! A esposa dele sai pra trabalhar, ele pula o muro e me come de todo jeito na nossa cama... ele me chama de puta... de cadela e você de corninho manso... e eu gozo que nem uma louca toda vez... só não dei pra ele no dia do casamento porque não teve jeito... não foi por falta de vontade... ele ainda não comeu meu cuzinho... mas tô querendo experimentar aquele pauzão negro cabeçudo arrombando meu cuzinho... você acha que devo deixar ele me enrabar?
Foi inacreditavel sentir meu pau endurecer novamente entre os lábios molhados da bucetinha da minha esposa vadia e ela toda tarada começou a rebolar em cima de mim sussurrando:
-hummm... que delicia taradinho... que marido mais safado que eu tenho... vou ser mais putinha ainda... sei que você adora... quando a gente voltar... eu vou dar pro negão e você vai assistir escondido... já pensou que delicia você ver sua esposa loira putinha sendo judiada por um negão pauzudo... me pegando de 4... comendo minha buceta e meu cuzinho... eu gritando de prazer... e você batendo punheta e gozando junto comigo... ahhhhhh... vou gozar... ahhh... taradooooo!
Sofia era inacreditavelmente puta rebolando no meu colo falando aquelas safadezas nos meus ouvidos e gozando copiosamente e por muito pouco quase gozei pela terceira vez no dia entrando naquela loucura sexual que existia na cabeça pervertida da minha linda Sofia.
Minha esposa depois de dar uma acalmada, se levantou do meu colo e quando olhei meu púbis deu pra ver que estava completamente molhado do gozo incontido daquela putinha tarada. Sua bucetinha peluda estava tão encharcada que chegava a escorrer pelas suas coxas ela deu um sorrisinho sacana dizendo:
-nossa... gozei como uma cadelinha viciada... que loucura deliciosa... vou ao banheiro passar uma água na minha buceta... até pensei em mandar meu maridinho me lamber pra secar meu gozo... mas... se fizer isso não vou parar de gozar... tô tão taradinha hoje que tô pensando em arrumar um “marido reserva” bem pauzudo pra tentar saciar meu tesão! Acho que meu maridinho vai adorar se eu fizer isso! RSS.
Dei um sorriso de cumplicidade e abracei-a indo junto ao banheiro passar uma água no rosto e tentar refrescar um pouco, apesar do ar condicionado ligado em 20 graus dentro daquele escritório, o calor intenso dos nossos corpos junto com a temperatura alta do verão fazia com estivéssemos bem suados.
Minha linda esposa mostrava sem meias palavras e nenhum pudor que era uma puta completamente devassa e saber que eu sempre seria um corninho bem manso em suas mãos ao invés de me sentir “magoado” isso me dava um tesão louco e incontrolável.
Após um breve descanso Sofia pegou mais uma latinha de cerveja e então começou a me revelar os segredos de sua adolescência.
Minha linda esposa tinha a quem puxar em matéria de safadeza quando contou que após seu pai ter falecido em um acidente de carro ela e a mãe foram morar na casa do Tio Milton, que tinha acabado de se divorciar e foi ai que a safadeza começou de verdade.
Depois de um ano Sofia ao voltar pra casa sem que esperassem pegou a mãe sendo comida pelo tio e depois do choque inicial de ver a mãe dando a buceta que nem uma louca pro próprio irmão percebeu que adorou assistir aquelas cenas quentes de sexo e rapidinho passou a se masturbar deliciosamente fascinada por aquele pauzão enorme entrando e saindo com força de dentro da buceta da sua mãe que gritava loucamente de prazer sendo fodida de todos os jeitos pelo tio taradão.
Claro que logo ela passou a se imaginar no lugar da mãe e bem safada passou a se insinuar pro tio, sentando no colo e se esfregando, beijando seu rosto, e quando ficava com o tio sozinho em casa a safadinha vivia andando pra la e pra ca somente de calcinha. Tio Milton sabia que a sobrinha apesar de novinha já era bem putinha e também se aproveitava pra tirar umas casquinhas e atiçar ainda mais o tesão da safada. Sofia disse que tio Milton adorava tomar banho de banheira e uma das vezes implorou pra que a deixasse entrar junto na banheira e quando ela prometeu que não ia contar nada pra mãe ele deixou e depois da primeira vez sempre que tinha chance a safadinha entrava peladinha na banheira e o tio Milton dava banho na putinha que gozava com o sabonete deslizando entre suas coxas. Os dedos mágicos do tio Milton bolinavam forte seu grelinho e a fazia gozar deliciosamente. Ela era doida pra perder o cabaço com ele, mas tio Milton nunca deixou passar dessas “brincadeirinhas” e depois que ele foi embora pro Nordeste só se falaram algumas vezes por telefone.
Dava pra sentir que minha esposa contando suas aventuras com o tio Milton na adolescência a deixavam totalmente excitada e comigo acontecia isso também e então enfiei a mão entre suas coxas e deslizando os dedos na sua bucetinha quente sussurrei:
-pelo que to percebendo minha esposa putinha ta que não se agüenta de vontade dar pro tio pauzudo taradão né?
Sofia pegando no meu pau duro toda safada disse:
-pode ter certeza que vou fazer ele me comer inteirinha meu maridinho safado... você vai adorar me ver dando gostoso pra ele! Quando falei com ele por telefone pra combinar sobre nossa vinda pra cá... eu disse que tava louca de vontade de dar pra ele... e só pra você saber seu taradinho... tio Milton além de ter o pau mais grossão que o do negão é muito mais selvagem... quando fodia minha mãe... ele enchia ela de tapas sem dó... e de vez em quando batia de cinta na bundona dela... a safada gritava de dor... mas gozava que nem uma cadela! Nossa... só de lembrar to toda molhadinha de novo... acho que meu maridinho corninho vai ter que lamber minha bucetinha outra vez... me fazer gozar gostoso... nossa... como to taradinha hoje... o tio podia entrar no escritório agora... eu pulava em cima dele e estuprava o safado... ahhhhh!
Sofia abriu as pernas e me puxando pelos cabelos me fez lamber sua bucetinha peludinha até tremer que nem vara verde e gozar de novo!
Nem dava pra acreditar em tanto tesão que estávamos sentindo e depois disso acabamos tirando um cochilo ali no sofá daquele escritório e só quando tio Milton voltou é que acordei e então vi ao meu lado Sofia deitada de lado com a cabeça em uma almofada e como o vestidinho curto tinha subido pelo corpo estava com a bunda toda de fora e quando ia acordá-la o tio me fez sinal de silencio e sussurrou:
-deixa ela descansar mais um pouco meu querido sobrinho... ainda tenho que fechar o caixa... pra irmos embora... vai demorar uma meia hora ainda... é bom tirar uma soneca depois de voar... pra acalmar de vez!
Dei um sorriso e me levantei devagarinho, em seguida Sofia se mexeu no sofá e a safadinha levantou uma das pernas se encaixando em outra almofada e então sua bucetinha peludinha ficou completamente exposta e até seu cuzinho rosado se mostrou perfeitamente.
Fui até a escrivaninha onde Tio Milton estava ficando de pé ao seu lado enquanto ele separava o dinheiro e os canhotos dos cartões de credito e dava pra notar que o safado não tirava os olhos daquele rabo todo exposto e todo safado decidi ser ousado comentando:
-Sofia é completamente maluca e sem juízo nenhum... mas é linda né tio?
Dando um sorriso bem safado Tio Milton sem meias palavras disse na lata:
-é... pelo que conversei com minha querida sobrinha acho que a vadiazinha arrumou um marido do jeito que precisava... com certeza você sabe que se casou com uma putinha de verdade... alias... ela puxou a mãe... que era uma vadia completa... penso que minha sobrinha com certeza vai ser ainda mais vagabunda... mas... acho que isso não tem importância pra você... pelo que to vendo deve gostar muito de ser corno manso da minha sobrinha puta né seu safado?
Tio Milton foi tão direto que fiquei meio sem jeito e dei umas gaguejadas dizendo:
-bem... eu... é... nem sei... Sofia é louca... muito tarada... mas... eu adoro ela... eu... nem sei... o que falar! Acho que vou ao banheiro... passar uma água no rosto... fiquei sem graça agora... eu...
Sai em direção ao banheiro e quando me encostei a pia ligando a torneira, apesar da humilhação do tio Milton ter me chamando de corno manso, meu pau estava duro demais denunciando todo meu tesão pelo que estava acontecendo e não demorou quase nada pra que eu escutasse conversas cheia de sacanagem que começava a rolar no escritório e quando voltei encontrei minha esposa putinha nuazinha ajoelhada entre as coxas do tio Milton, também nua e ele com aquele pauzão descomunal completamente duro todo taradão batendo no rosto dela dizendo todo macho:
-gosta de pau grande né sua vagabunda... igual a cadela da tua mãe... pede... implora... pra eu ser teu macho sua vadia... gosto de puta bem submissa... hoje você vai ser minha escrava... igual eu fazia com a cadela da tua mãe... pede sua puta vagabunda!
Sofia tentava abocanhar com seus lábios sedentos aquele pauzão enorme e tio Milton só deslizava pelo rosto e pela língua da minha esposa putinha tarada que totalmente tomada pelo desejo sussurrava:
-da pra mim tio... da esse pauzão pra sua sobrinha puta... desde novinha tenho loucura de sentir ele dentro de mim... me faz sua puta... me dá essa rola gostosa... faz o que quiser comigo... sou toda sua... me fode... me come... me bate... vou adorar ser tua escrava... me fodeeeee!
Eu estava estático de pé olhando extasiado o que estava acontecendo ali e sem pensar me sentei em uma poltrona abaixei minha bermuda e fiquei assistindo tudo que ia rolar ali naquele escritório só sentindo meu pau duro todo babado em minha mão.
Tio Milton então deu seu pau pra minha esposa mamar e a vadia caiu de boa com uma volúpia incontida e o safado a segurava pela nuca socando fundo na garganta dela que até dava umas engasgadas e ele todo taradão dizia:
-engole cadelinha vadia... quero bem fundo... engole o pau do teu macho vagabundinha safada... puta de rua... safadaaaaaa!
Depois de alguns minutos Tio Milton fez Sofia ficar de 4 no sofá e só então é que tive a visão do tamanho real daquele pauzão enorme.
O safado encaixou na entrada da bucetinha da minha esposa puta e socou tudo até o talo e ela toda safada e putinha sussurrou:
-aiiii... tiooo... devagar... é muito grande... aiiii... como é grossão... aiiii... ta arregaçando minha bucetinha... o pau do maridinho é tão pequeno ... aiiii... devagar... taradão safado!
Em segundos percebi que tio Milton era um macho que gostava de dominar putinhas e todo tarado deu 2 tapas bem fortes na bunda da minha esposa e todo macho disse:
-deixa de frescura sua puta de rua... tenho certeza que você não dá só pro seu marido corno... você é cadela viciada... rebola esse rabo que vou te foder do jeito que puta safada precisa... rebola cadelinha viciada... da gostoso pro seu macho... se ficar com frescura vou te bater de verdade... igual fazia com tua mãe... rebola vagabunda... ahhhh!
Sofia fez o que o tio mandava e a vagabunda logo demonstrava que gostava mesmo de ser dominada por macho e sussurrava tesuda:
-ahhhh... tio... assim... fode sua sobrinha puta... me fode... arregaça minha bucetinha com esse pauzão... ahhhh... adoro pauuuuu grande... ahhh que delicia... não para... fode minha buceta com força... mete tudo taradão safado... me fode... bate na minha bunda... também quero apanhar... bastante... sou uma putinha muito safada... bate... e me fodeeeeeeee... seu safado!
Tio Milton segurava minha esposa pelos longos cabelos loiros e com a outra mãozona estapeava a bunda da putinha que rapidamente ficou vermelha socando com força seu pauzão grosso na sua bucetinha que logo ficou inchada e ele todo safado dizia:
-isso... assim vagabunda... gosto de puta que fala que ta gostando... pede mais cadelinha... vou de foder tanto que vou deixar essa buceta arrombada... teu maridinho com aquele pintinho de merda que tem entre as pernas não consegue mesmo satisfazer uma vadia tarada que nem você... rebola no pauzão do teu macho vagabunda... toma... toma... toma... vai apanhar pra aprender a ser minha puta... vadiaaaaaa!
Sofia gritava de prazer sentindo aquele pauzão entrando e saindo forte de sua bucetinha peluda e a safada então olhou nos meus olhos sentado na poltrona em frente e sussurrou:
-ahhh... ta vendo meu maridinho o que o tio ta fazendo comigo... ta arregaçando minha buceta... você não tem dó da sua esposa putinha?
Eu tinha até parado de relar no meu pau pra não gozar e todo tarado sussurrei:
-eu... to adorando o que o tio ta fazendo com você safada... quero que ele abuse bastante de você sua putinha... você queria isso vadia!
Depois de comer a buceta da safada tio Milton sem dar chance da putinha escapar tirou o pauzão melecado de dentro dela e encaixou na portinha do cuzinho e segurando-a firme pelos quadris começou a enrabar minha esposa tarada que quando sentiu aquele pauzão arregaçando suas pregas deu um berro e disse:
-nãoooooo tio... no cu não... é muito grosso... vai rasgar meu cu... só dei meu cu pro meu maridinho... jurooooo... aiiiiii... tira tio... aiiiii... ta doendo... seu tarado... tira... aiiiiiiiiiiiiii!
Tio Milton não tava nem ai e foi socando até encostar seu púbis na bunda linda da minha esposa e todo tarado encheu a bunda dela de um monte de tapas bem fortes e disse:
-cala a boca vagabunda... vou comer teu cu do jeito que sempre tive vontade sua puta... não comi quando era novinha... mas agora vou te deixar sem pregas esse cuzinho apertado... trata de dar gostoso senão vai apanhar mais... puta tem que dar o cu pro macho dela sua vadia safada... deixa de frescura e agüenta minha rola sua vagabunda... ahhh... que cuzinho apertado... tem a cadela... ahhhhh!
Sofia gritava de dor tentando escapar, mas era impossível porque tio Milton a segurava firme pelos quadris e então fiquei com um pouco de dó da minha esposa putinha e quase sem pensar disse:
-tiooo... coitada da Sofia... teu pau é muito grandão... ta arregaçando o cuzinho dela... ta doendo muito... tô com dó dela... tira esse pauzão do cuzinho da putinha... come só a bucetinha dela... por favor!
Tio Milton então deu uma olhada pra mim e disse bem sarcástico:
-se o maridinho corno ta com dó da putinha e quiser trocar de lugar com ela... é só ficar de 4 aqui do lado que eu topo... já deu pra ver que você tem uma bundinha gostosa... te enrabo no lugar dela corninho manso... se quiser é só vir aqui!
Fiquei quietinho ali sentado e só de pensar naquele pauzão entrando no meu cuzinho me deu um frio na espinha e todo safado sussurrei:
-acho que não aguento não... deus me livre... é muito grande demais... já que ta todo dentro do cuzinho da putinha... come ela mesmo!
Sofia com uma carinha de dor disse:
-aiiii... tiooooo... tio... tira por favor... tá ardendo muito... nossa... rasgou meu cu... tarado safado... aiiiiii... nossa... como dóiiiiiii!
Sofia então sentiu que tio Milton não estava ali pra ser contrariado e puxando-a pelos cabelos virando seu rosto pra trás deu um tapa na cara dela e todo macho disse:
-chega de frescura sua cadela... já engoliu meu pau pelo cu... trata de dar gostoso... senão vou perder a paciência... e te encho de porradas... puta fresca tem que apanhar na cara pra fazer direitinho o que teu macho ta mandando... rebola sua cadela de rua vadia!
Depois que tomou um tapa na cara Sofia viu que a brincadeira tinha ficado séria de vez e sem poder fazer nada logo em seguida começou a rebolar aquele rabo lindo já todo vermelho de tapas espetada no pauzão grosso do tio que gemia todo tarado socando no cuzinho dela.
Quando menos imaginei a vadia rebolava como uma louca e era enrabada por completo, tio Milton fincava até o talo e continuava a espancar a bunda da safada que gemia e sussurrava entregue aquele macho dominador:
-ahhhh tioooo... que pauzão gostoso no cu... soca tudo taradão... ahhhh... to gozando pelo cu... ahhh que delicia ser comida por um macho de verdade... ahhhh... soca... soca... tudooo... ahhh... que deliciaaa... tô... tô gozandooooooooooooooo!
Pensei que Sofia ia desmaiar de tanto que a putinha gozava, seu corpo se convulsionava por inteiro e tio Milton se aproveitava e judiava da safada sem um pingo de complacência até que ele deu um urro e gozou como um cavalo enchendo o cuzinho da minha linda esposa.
Sem me controlar também gozei pela terceira vez no dia melecando minha mão com algumas gotas de sêmen.
Quando tio Milton tirou seu pauzão enorme do cuzinho da minha esposa putinha até deu pra ouvir um barulhinho quando a cabeça pulou pra fora e Sofia caiu de bruços no sofá e ele então foi para o banheiro se limpar.
Todo carinhoso fui até o sofá onde Sofia e comecei a beijar seu rosto bem vermelho dizendo em seus ouvidos:
-você ta bem minha querida? Você é uma louca... teu tio é um tarado sádico... nossa!
Sofia toda molinha deu um sorrisinho safado e beijando meus lábios disse:
-estou ótima meu corninho maravilhoso... era o que eu mais queria desde adolescente... eu sabia que seria assim mesmo... eu cansei de assistir escondia meu tio taradão foder minha mãe... sempre quis estar no lugar dela... agora saciei minha sede... mas... acho que só uma vez não vai ser o bastante... vou querer muito mais... pode ter certeza!
Continuei beijando seu rosto todo carinhoso dizendo:
-sua doida... você vai ficar toda marcada... cheia de manchas roxas... do jeito que você é branquela... nem vai dar pra ir pra praia... louca!
-Sandrinho querido... não se preocupe com praia tolinho... eu quero é foder muito... será que você ainda não entendeu meu corninho... eu vim passar a lua de mel... e meu tio vai ser meu macho de verdade durante esses dias... e você é meu maridinho corno que vai cuidar da sua esposa putinha tarada pra que ela possa desfrutar de todos os prazeres do sexo... com ele!
-nossa Sofia... como você é tarada... nem acabou de ser praticamente estuprada pelo seu tiozão pauzudo e já ta pensando em sacanagem de novo... acho que me casei com a puta mais tarada do planeta!
-com certeza gostaria de ser uma delas... mas você também ta mostrando que é um dos mais perfeitos maridinhos cornos que uma puta precisa... e vai ser mais perfeito ainda... você adora isso seu safado... depois de hoje tenho certeza que posso fazer tudo que quiser que você topa sem frescuras... acho que vai ficar ainda melhor!
Sofia me deu um beijo na boca daqueles de tirar o fôlego e toda safada disse:
-já que você foi um corninho maravilhoso vou te dar o prazer de passar a língua na minha buceta depois de ser comida pelo pauzão grosso do tio... sinta o cheiro e o gosto da minha bucetinha arrombada... passa a língua pra sentir como ela ta inchada... pegando fogo... faz meu corninho safado!
Sem piscar fui descendo meu rosto pela sua barriga e quando vi sua bucetinha completamente inchada diante dos meus olhos cai de boca e lambi e suguei seu grelo com vontade e então Sofia me puxou pelos cabelos e depois de beijar novamente minha boca disse:
-chega seu safadinho... adorou lamber minha bucetinha inchada depois que outro macho pauzudo me comeu né tarado... da próxima vez vou querer que você faça isso depois que meu tio taradão encher ela de porra... vou adorar isso... e você vai fazer né meu corninho?
Tio Milton voltou do banheiro e chegando ao nosso lado como eu estava de joelhos ao lado da minha esposa putinha ele deu um tapinha na bunda e sorrindo disse:
-chega de safadeza por enquanto... acho que vocês estão precisando ir ao banheiro... façam isso pra irmos embora!
Sofia se levantou e saiu rebolando sua bunda completamente marcada pelos tapas da mão grande e pesada do tio Milton e eu fui atrás e quando entramos no banheiro dava pra ver que escorria porra do cuzinho da minha esposa e todo safado brinquei dizendo:
-teu cuzinho ficou arrombado sua tarada... não consegue segurar a porra do tio... ta escorrendo pelas coxas!
A safada deu um sorrisinho bem sacana e disse:
-se você tivesse aceitado trocar de lugar comigo... quando o tio propôs isso... quem estaria com o cuzinho arrombado seria meu maridinho tarado. Ficou com medo é... não quis salvar sua esposinha indefesa seu safado?
Caímos em risos e depois que nos lavamos voltamos para o escritório e depois que o tio Milton terminou de fechar o caixa saímos pra ir embora e já era começo da noite.
Quando estávamos saindo do estacionamento já deu pra notar que a coisa ia continuar bem quente porque tio Milton tirou o pau pra fora e bem safado disse:
-chupa putinha... adoro puta chupando meu pau enquanto dirijo... engole a rola do teu macho... mostra pro teu corninho como você gosta de mamar em pau de verdade... mama na minha rola sua cadela!
Nem precisou que tio Milton terminasse de falar que a minha esposa tarada já estava com a cabeça entre as coxas daquele macho pauzudo mamando como um bebe esfomeado. Como ela se deitou de lado no banco do carro seu vestidinho curto subiu e a putinha ficou com a bunda de fora e tio Milton já dedava o cuzinho dela dizendo:
-hummm... que cuzinho quente e inchado que ficou depois que te enrabei... mais tarde no AP vou ter que comer ele de novo... quanto mais inchado mais gostoso fica de socar a rola... rebola esse rabo nos meus dedos e continua mamando no meu pau vadia!
Quando chegamos ao AP em alguns minutos Sofia estava de 4 no sofá da sala e tio Milton socava forte na sua bucetinha inchada e pra mostrar que ele se sentia o dono daquele corpo delicioso de vez em quando estalava uma tapão na bunda da minha esposa putinha que toda safada gemia e rebolava deliciosamente sendo comida por aquele pauzão enorme que lhe dava tanto prazer.
Sentado na poltrona do lado eu assistia minha linda e maravilhosa esposa sendo comida pelo tio Milton que de vez em quando olhava em minha direção e me chamava de corninho safado. Meu tesão era tanto em participar daquilo que meu pau não ficava mole de jeito nenhum principalmente quando Sofia foi enrabada novamente e a safada toda tarada gritava alto de prazer e seus gozos eram cada vez mais intensos. A safada gozava mais gostoso tanto pelo cu como pela buceta.
Durante a noite inteira o sexo rolou quente naquela sala, tanto no sofá como nas almofadas espalhadas pelos tapetes e mesmo com o ar condicionado funcionando com 18 graus o suor escorria dos nossos corpos. Tio Milton sabia como controlar seu gozo e levava o prazer ao limite fazendo com que minha esposa putinha gozasse de uma maneira que não achei que pudesse existir.
Sofia da mesma forma que era dominada adorava me dominar e não demorou pra que a safada me fizesse lamber sua bucetinha com o pauzão enorme do tio Milton entrando e saindo de sua bucetinha peluda. Depois de um pouco de constrangimento inicial tudo parecia absolutamente normal e só prazer importava e algumas vezes quando o pauzão do tio escapava de dentro dela eu ajudava a recolocar novamente e quando ele gozou como um cavalo inundando sua bucetinha peluda de porra quentinha Sofia toda safada fez o que havia comentado no escritório e sentou no meu rosto e me fez lamber e engolir toda a porra que havia dentro dela. A safada entrou em transe fazendo isso comigo e o mais incrível nisso é que gozei deliciosamente sendo “abusado” pela minha esposa putinha.
Durante a semana inteira íamos para a praia durante os dias escaldantes de sol e depois que o tio voltava do restaurante aquela sala era o campo de batalha sexual da minha esposa puta e o tio pauzudo taradão. Algumas vezes quando o pauzão do tio escapava da bucetinha da minha esposa putinha e roçava pelos meus lábios dava pra perceber que o safado fazia isso só de sacanagem pra sentir o calor da minha boca e a minha mão nervosa pegando nele e enfiando de volta na putinha. Algumas vezes quando eu ficava perto do tio Milton o sacana deslizava as mãos na minha bunda e dava umas apertadas gostosas nela. Uma noite o safado tarado deslizou os dedos pelo meu reguinho quando Sofia estava no banheiro e todo tarado me agarrou por trás dizendo:
-acho que não vai demorar pra eu comer essa bundinha gostosa... a Sofia me contou que você fazia troca-troca com os amigos quando era adolescente... acho que ta precisando de um pau de macho também... tenho certeza que você ia rebolar gostoso igual minha sobrinha puta... quando meu pau escapa da bucetinha da putinha... tenho certeza que se cair dentro da sua boquinha tesuda você vai mamar bem gostoso... põe a mão pra trás agora e segura no meu pau... e desliza ele na tua bundinha gostosa só pra sentir o calor dele tocando seu cuzinho... faça isso agora corninho safado!
Na primeira vez que ele fez esse assedio comigo todo medroso me desvencilhei rápido dele, levantei do tapete e fui tomar uma água na cozinha pra me recompor e quando Sofia voltou do banheiro me juntei a eles, mas quando na véspera de voltarmos pra casa aconteceu a mesma situação novamente só que dessa vez tio Milton me agarrou firme me virando de bruços e encaixando seu pauzão no rego da minha bunda e o safado começou a rebolar em cima de mim dizendo que ia me comer gostoso... que eu ia adorar virar um corninho viado na rola dele e quando a cabeçona do seu pauzão deu uma encaixada legal no meu anelzinho “quase” virgem senti um frio percorrer minha espinha de cima até em baixo e sem conseguir me controlar comecei a gozar e foi nesse instante que a campainha do AP tocou fazendo um barulho estridente e fez com que o clima de safadeza se quebrasse e quando tio Milton foi atender aproveitei pra limpar rapidamente meu gozo da almofada e quando Sofia voltou pra sala tudo estava perfeitamente normal.
Minha “quase” virgindade fora salva por uma campainha de porta barulhenta e extremamente providencial.
Tio Milton voltou bravo dizendo que a vizinha do AP de baixo tinha reclamado com o sindico que estávamos fazendo muito barulho e ele tinha vindo conversar com ele sobre isso.
Voltamos pra nossa casa extremamente satisfeitos com nossas aventuras e totalmente bronzeados e com marquinhas sensuais de biquínis e sungas e logo que chegamos percebi que a coisa iria continuar bem quente com o negão tarado nosso vizinho, mas isso vocês só irão saber na continuação dessa aventura incrível e cheia de tesão!
Durante nossa viagem de volta fiquei preocupado que Sofia depois que se revelara uma puta completamente tarada pudesse mudar seu comportamento comigo e talvez querer se separar de mim e quando falei sobre isso com ela a safada me deu um beijo bem carinhoso e disse que isso nem tinha passado pela cabeça dela e bem safada disse:
-Sandrinho meu corninho maravilhoso... enquanto você for esse maridinho super compreensivo que se preocupa em dar prazer a sua esposa putinha nada vai mudar entre nos... é só fazer tudo que eu mandar que tudo vai ficar perfeito... você já descobriu que é casado com um puta muito vadia sem nenhum tipo de preconceito... e demonstrou que adora ser um corninho bem submisso... vamos curtir a vida meu lindo!
Continuaaaaaaaaaa!!!!

Foto 1 do Conto erotico: Descobri que minha linda esposa era puta na nossa

Foto 2 do Conto erotico: Descobri que minha linda esposa era puta na nossa


Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Comentários


foto perfil usuario marido.liberal

marido.liberal Comentou em 10/02/2016

Impossivel nao se excitar com a historia... Sempre fui liberal e preocupado em dar e deixar a Maria ter todo o prazer do mundo, mas nao sei se teria essa coragem toda, de estar ali do lado vendo essa putaria... Parabens

foto perfil usuario rainhadepaus

rainhadepaus Comentou em 22/01/2016

Votado! Como hotwife corneadora me reconheci na Sofia, pena que tem sido muito difícil arrumar um novo corno manso. Estou aguardando a continuação. Beijos da Rainha Má, Rainha de Espadas e de Paus, rsrs.

foto perfil usuario novinha putona

novinha putona Comentou em 22/01/2016

Me vi no lugar desta esposa vadia. Transformei meu marido em corno em nossa lua de mel e ao invés de terminarmos ele aceitou e se transformou em corno mando. Me vejo no lugar desta vadia, sou puta como ela. Adorei, votado e vou transformar meu marido corno em viado.




Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


18161 - A bunda ardeu, doeu, mas gostei muito. - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 14
18222 - O APRENDIZ DE BARBEIRO - Categoria: Gays - Votos: 8
18223 - Um cigano me arrombou - Categoria: Gays - Votos: 9
18251 - Meu treinador me enrabou e fiquei viciado - Categoria: Gays - Votos: 17
18252 - MEU TEINADOR ME ENRABOU - FIM DE SEMANA NA CHACARA - Categoria: Gays - Votos: 14
18303 - A COLEGIAL NO PARQUINHO LEVOU SÓ NU CU. - Categoria: Virgens - Votos: 19
18409 - A descoberta do outro lado. O começo. - Categoria: Gays - Votos: 10
18462 - Novamente levando rola do nosso amigo. - Categoria: Traição/Corno - Votos: 13
18499 - Como fui violado na visita a casa de minha Avó. - Categoria: Gays - Votos: 8
18546 - Fazendo o rabinho do meu enteado e ele gostou. - Categoria: Gays - Votos: 16
18638 - De tanto insistir minha mulher deu para o VENDEDO - Categoria: Traição/Corno - Votos: 16
18641 - Vara no rabo dói mais quando se acostuma vira puta - Categoria: Virgens - Votos: 4
18990 - FUI VIZITAR A AMIGA E GANHEI ROLA DO MARIDO. - Categoria: Fantasias - Votos: 14
21722 - Como fomos comidos eu e meu marido por Antonio. - Categoria: Traição/Corno - Votos: 31
21723 - O PAI DA MINHA AMIGA TRASOU MEU CUZINHO VIRGE. - Categoria: Virgens - Votos: 13
22026 - Abusando da Tia Dorminhoca - Categoria: Incesto - Votos: 10
22244 - A namorada sendo arrombada pelo amigo bem-dotado. - Categoria: Traição/Corno - Votos: 23
22246 - A reforma minha esposa. Neide e o Pedreiro - Categoria: Traição/Corno - Votos: 29
24803 - 1ª vez. Que um negrinho me comeu! - Categoria: Gays - Votos: 22
24804 - A do mecânico era mais engraxada! - Categoria: Traição/Corno - Votos: 5
24805 - ABUSANDO DA MÃE FIZ ENGOLIR 22 CM DE PICA. - Categoria: Incesto - Votos: 27
29540 - Minha esposa estrupada no cafezal na minha frente. - Categoria: Traição/Corno - Votos: 23
31163 - Tornei-me corno no sex-shop. - Categoria: Traição/Corno - Votos: 19
31166 - Minha esposa sofreu na mão de um roludo e gostou e - Categoria: Traição/Corno - Votos: 17
31168 - Meu primo comeu meu cu. - Categoria: Incesto - Votos: 25
31169 - Marlene e o velho Benedito - Categoria: Traição/Corno - Votos: 7
31923 - Eu e meu amigo comendo a minha namorada japinha - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 9
33363 - Delicias de foda na borracharia - Categoria: Traição/Corno - Votos: 7
33483 - Dividindo a esposa - Categoria: Traição/Corno - Votos: 18
33484 - Tendo que dividir a esposa - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 40
33489 - CONVIVENDO COM O INIMIGO. - Categoria: Gays - Votos: 12
35136 - TORNEIME PUTA NO ONIBUS - Categoria: Traição/Corno - Votos: 35
36489 - Esposa abusada por um moleque - Categoria: Traição/Corno - Votos: 27
36490 - Esposa abusada por um moleque 1 - Categoria: Traição/Corno - Votos: 27
36505 - Esposa abusada por um moleque 2 - Categoria: Traição/Corno - Votos: 16
37700 - EU MINHA ESPOSA E O PASTOR. - Categoria: Traição/Corno - Votos: 21
37701 - Meu amante rasgou meu cuzinho virgem! - Categoria: Traição/Corno - Votos: 15
37720 - Eu ela e o colega na praia de nudismo - Categoria: Traição/Corno - Votos: 17
37721 - Cuidando da novinha rabuda - Categoria: Incesto - Votos: 11
37724 - Juceli e o velho preto - Categoria: Traição/Corno - Votos: 7
38017 - Arrombei a professora do meu filho - Categoria: Heterosexual - Votos: 7
38046 - COMENDO A COLEGA GOSTOSA NA BAHIA. - Categoria: Heterosexual - Votos: 2
38074 - Fui na conversa de minha mulher e virei corno. - Categoria: Traição/Corno - Votos: 33
38115 - DESCABAÇANDO O CUZINHO DO CASAL - Categoria: Traição/Corno - Votos: 25
38118 - Comida à força... E gostei! - Categoria: Traição/Corno - Votos: 50
38393 - A mulher do meu cunhado. - Categoria: Traição/Corno - Votos: 10
38396 - O marido gostava de olhar a esposa sendo fodida. - Categoria: Traição/Corno - Votos: 17
40590 - Comida por um negão de rola grande - Categoria: Traição/Corno - Votos: 19
40592 - Meu irmão meteu a rola em mim - Categoria: Incesto - Votos: 7
41072 - Como minha mulher é PUTA - Categoria: Traição/Corno - Votos: 9
42140 - A pica dura do papai - Categoria: Incesto - Votos: 11
42141 - A primeira vez de uma mulher casada. - Categoria: Heterosexual - Votos: 4
42217 - Meu marido armou uma arapuca pra mim - Categoria: Traição/Corno - Votos: 12
46230 - Descabaçando a empregada - Categoria: Heterosexual - Votos: 6
69859 - A PRIMEIRA VEZ DE DANUZA - Categoria: Heterosexual - Votos: 4
69971 - Como conheci Vanessa minha esposa parte I - Categoria: Traição/Corno - Votos: 13
69972 - Como conheci Vanessa minha esposa parte II - Categoria: Traição/Corno - Votos: 12
69973 - Como conheci Vanessa minha esposa parte III - Categoria: Traição/Corno - Votos: 11
70444 - Meu namorado e seu amigo me comeram gostoso - Categoria: Traição/Corno - Votos: 11
70812 - Fiquei bêbado e virei corno manso - Categoria: Traição/Corno - Votos: 8
76568 - COMENDO A CRENTE CASADA - Categoria: Traição/Corno - Votos: 16
76569 - Dei para o sogrão - Categoria: Traição/Corno - Votos: 23
77737 - Descobri que minha esposa era putinha em nossa lua - Categoria: Traição/Corno - Votos: 17
78073 - Esposa convidada pra suruba pelos compadres - Categoria: Traição/Corno - Votos: 12
78121 - Chupei a buceta dela toda gozada do macho - Categoria: Traição/Corno - Votos: 21
78355 - Descobrindo o verdadeiro amor de mãe Parte I A De - Categoria: Incesto - Votos: 13
78356 - Descobrindo o verdadeiro amor de mãe (Parte II - R - Categoria: Incesto - Votos: 9
78357 - Descobrindo o verdadeiro amor de mãe (Parte III - - Categoria: Incesto - Votos: 12
78512 - Minha esposa no massagista - Categoria: Traição/Corno - Votos: 13
78548 - Consentimento pra dar pra outro homem - Categoria: Traição/Corno - Votos: 8
78549 - Gosto de ver minha esposa gozando com outro homem - Categoria: Traição/Corno - Votos: 13
79229 - Fui devorada pelo Vigia de Obra e gostei. - Categoria: Traição/Corno - Votos: 13
79404 - MAMÃE MANDOU PAPAI TIRAR MEU CABAÇO! - Categoria: Incesto - Votos: 22
79446 - Ferramenta do Pedreiro - Categoria: Traição/Corno - Votos: 10
79458 - COM MEDO DO TARADO, COM O TARADO DO LADO. - Categoria: Traição/Corno - Votos: 1
80150 - QUE SE FODAM OS HIPÓCRITAS EU AMO DÁ MEU CÚ! - Categoria: Traição/Corno - Votos: 16
80334 - Troca de Esposas - Categoria: Traição/Corno - Votos: 13
80335 - Serginho metendo na minha esposa - Categoria: Traição/Corno - Votos: 12
80977 - Casada evangélica adora trair. - Categoria: Traição/Corno - Votos: 11
80978 - Casada Dando a Xoxota ao Jovem Cunhado Safado - Categoria: Traição/Corno - Votos: 13
80979 - Estuprada no pico da bandeira - Categoria: Heterosexual - Votos: 6
80980 - Casada Dando a Xoxota ao Jovem Cunhado Safado II. - Categoria: Traição/Corno - Votos: 6
81421 - Papai me fodeu gostoso e adorei - Categoria: Incesto - Votos: 10
81824 - Evangélica casada é abusada no ônibus! - Categoria: Traição/Corno - Votos: 20
81991 - Meu vizinho descobriu minha esposa V - Categoria: Traição/Corno - Votos: 7
82284 - Martinho e o estupro da sua mãe - Categoria: Traição/Corno - Votos: 5
82301 - Chorei na pica do negão - Categoria: Traição/Corno - Votos: 9
99942 - Minha esposa deu para o amigo e ele chupou meu pau - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 16
100305 - Como minha mulher perdeu a virgindade no cuzinho - Categoria: Traição/Corno - Votos: 5
100307 - A cunhadinha ficou bem quietinha - Categoria: Incesto - Votos: 5
100309 - A novinha bucetuda que deu o cú pra pagar pela bicicleta - Categoria: Heterosexual - Votos: 4
100484 - Com o Dono da Locadora na Seção de Filmes Pornôs - Categoria: Heterosexual - Votos: 5
100485 - Esposa Advogada comida por um Bandido - Categoria: Traição/Corno - Votos: 17
100519 - Esposa novinha fez programa sem camisinha - Categoria: Traição/Corno - Votos: 10
100637 - A primeira vez que traí meu marido. - Categoria: Traição/Corno - Votos: 9
103763 - Comendo a namorada do amigo pela primeira vez - Categoria: Traição/Corno - Votos: 16
103764 - Arrombada na Despedida de Solteira - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 5
103936 - A esposa do meu irmão mais velho - Categoria: Traição/Corno - Votos: 5
103937 - A vingança foi dar o cu para o ex-cunhado. - Categoria: Traição/Corno - Votos: 10
103985 - ESPOSA MADURA LEILOADA NO PUTEIRO - Categoria: Traição/Corno - Votos: 16
104255 - Minha esposa se realizou - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 2
104363 - SOU UM CORNO FELIZ E REALIZADO - Categoria: Traição/Corno - Votos: 15
104368 - COMPRE 1 CELULAR E GANHE 1 CHIFRE NO NAMORADO - Categoria: Traição/Corno - Votos: 14
104415 - O Zelador Coroa e o jovem casal - Categoria: Traição/Corno - Votos: 16
104533 - Tendo um caso com a minha sobrinha - Categoria: Incesto - Votos: 11
104891 - Meu Marido me armou uma Cilada - Categoria: Traição/Corno - Votos: 18
105910 - DELÍCIA DE EVANGÉLICA NO ELEVADOR - Categoria: Heterosexual - Votos: 7
105911 - DELÍCIA DE EVANGÉLICA SENDO CHUPADA - Categoria: Heterosexual - Votos: 6
105912 - VIZINHA EVANGÉLICA METELONA - Categoria: Heterosexual - Votos: 6
105913 - Vizinha evangélica metelona Parte 2 - Categoria: Heterosexual - Votos: 6
105914 - CRENTE GOSTOSA E VIRGEM - Categoria: Heterosexual - Votos: 11
105964 - Realizando a fantasia do marido, satisfazendo a esposa. - Categoria: Traição/Corno - Votos: 11
106028 - Realizando a fantasia do marido, satisfazendo a esposa, desfecho. - Categoria: Traição/Corno - Votos: 13
106095 - MARIDO BROXA VIRA CORNO 2ª parte - Categoria: Traição/Corno - Votos: 12
106097 - MARIDO BROXA VIRA CORNO 1ª parte - Categoria: Traição/Corno - Votos: 9
106102 - A ninfeta chapada - Categoria: Traição/Corno - Votos: 8
106133 - O dia em que comi a tão desejada sogra. - Categoria: Traição/Corno - Votos: 7
106216 - Moleque negro quer engravidar minha esposa. - Categoria: Traição/Corno - Votos: 35
106257 - Moleque negro quer engravidar minha esposa – Parte 2 - Categoria: Traição/Corno - Votos: 24
106258 - Moleque negro quer engravidar minha esposa – Parte 3 - Categoria: Traição/Corno - Votos: 19
106660 - Malu encarando 23 cm e muito grosso - Categoria: Heterosexual - Votos: 9
106713 - Muita pouca vergonha - Categoria: Heterosexual - Votos: 9
106901 - Ferias com o Maridão corno. - Categoria: Traição/Corno - Votos: 25
107138 - Vidinha de corno como convenci minha esposa a ter um amante. - Categoria: Traição/Corno - Votos: 12
107186 - Corno do Primão - Categoria: Traição/Corno - Votos: 14
107190 - Transei com meu sogro - Categoria: Incesto - Votos: 14
107328 - Perdendo a virgindade com o patrão do meu pai - Categoria: Heterosexual - Votos: 5
107342 - O amigo do papai casou comigo para ser corno. - Categoria: Traição/Corno - Votos: 9
107343 - Primeira namorada - A primeira vez dela. - Categoria: Traição/Corno - Votos: 0
107977 - Os Inquilinos As aventuras sexuais de uma menina curiosa... 3 parte - Categoria: Heterosexual - Votos: 3
107979 - Os Inquilinos As aventuras sexuais de uma menina curiosa... 6 parte Final - Categoria: Heterosexual - Votos: 4

Ficha do conto

Foto Perfil linsar
lins1955

Nome do conto:
Descobri que minha linda esposa era puta na nossa

Codigo do conto:
77692

Categoria:
Traição/Corno

Data da Publicação:
20/01/2016

Quant.de Votos:
27

Quant.de Fotos:
2


Online porn video at mobile phone


conto erotico de cornoContinuaçao do conto erotico minha esposa disse pra eu fuder o cu virgem da minha filha no motel contosesposa pervertida fktocontos de noivas metendo com outros e cornos vendo ameu ginecologista gostosovideo de mulheres relatano sua trepadscontos eroticos minha mulher nao aguento o roludo no cinemao pastor me comeu na marra com pauzao enorme contosfudendo minha mae e irma contosVOVO NETAS PORNO FAVORiTOconto erotico casada enrabada por um menininhoconto chupando amigo maconheirocontos erroticos ja dei o cu ultimos contos 2018senrei no pau de meu filho sem qerer e senti as bola contosContos e fotos de tias e sobrinhos pauzudosconto erotico vascilo e eu dei gostosoconto erotico esposa aguenta mo cacetaoquadrinho erotico na piscina com papai tio e irmãocontos eroticos vi minha esposa me traicontos erotico menstruadanegras bucetas mozvi meu concunhado quase matando minha cunhada com uma rola enormecontos traicao sogromulher ficando pelada na fremte do homemumaputagotosamommy+andptite+fille+love+blacklong+cockdando no exercito conto gay 2017mulher metendo roludo na frente batidoincesto zenildaПРОДАМ-БАЗУ-САЙТА-mozto.ruPauzudo mijandocazada q s da o cuquadrinho erotico carlos zefiropapai chupando novinha contoContos de incestos.da mamae cavalona seduzindo filho novinhocasa dos contos fudendo com a macharada da familiaconto erotico em quadrinho a esposatravetixxvideo curumimconto erotico esposa fielconto erotico em quadrinho encostando no onibusentiadacontoeroticoporno de mãe e filho me fode quero ficar gravidasexo em quadrinhossenti aquele pauzao inchar derramando muita porra dentro da minha bucetalesbicas conto heroticoconto erotico sou gorda adoro picacontos de crentinhaconto erotico meu pai me seduziuContos erotico flagrantebrazzer vijiando filha transa pela janelaEsposacomnegaocontoscontos incesto escaldantes mae e filhoporno a nao aguentei falei pra minha prima quero comer elaconto erotico com dedo no cu novinho e fotosporno caseiro con tuta viciadawww.alyamirantinane.comContos erótico quadril muito largocontos eróticos dormir com meu irmãozinho e ele encheu minha buceta de porrafui forcada a chupar papaiconto. deixe ver minha buceta sem calcinha minha enteada viu meu pau duro fato realver se tem novos vídeos de bucetinhas de égua no cio ao vivo em abril de 2017 hojecontos eroticos comendo minha iquilina crente casadaporno gay em quadrinho piratasmeu genro contoscontos eroticos maduras dormindo fotosminha irmã minha amanteconto erotico mãe vergonhavideo porno amador peguei a minha priminha sozinha em casa bebada e arranqei o cabaso delaconto gay "nao vadia"contos eroticos de negao fudeu eu e minha namoradaporno como novinhas Lesbicascoto erotismo novimha tarada por velhimhocontos encoxando a mãeconto porno velho roludocasada usuaria de droga contos eroticotroca de casais pornôcontus sou rabuda e 3 me fudeam afosaru.confesso vi.homem.mijando.na ruanegao coroa contoWww.contoerotico.comContos eroticos comida no barraco poe um negãogarotos de cabelo loiro liso e barbicha "os bofes"troca casais contoscontos eroticos de jovem transando menstruadas com o professormamando no papai contos gayrasgando a buceta conto eróticoconversa com cunhada esquentou e ela ficou nervosa contos eróticosminha mulher nuaconto tia boqueteira no banho