Fui enrrabada no muro de contenção.


Click to Download this video!


Me chamo Kelly, moro em niteroi no rio de janeiro, a minha casa fica encostada em um morro de barro vermelho que toda vez que chove fica aquele perigo, bem perto da minha casa morava o seu Joao um pedreiro famoso do bairro que já fez varias casas ali, um senhor de uns 50 anos, que conhecia o bairro todo, solicitei a sua visita e ele me explicou que poderia começar no sabado bem cedo fazendo um muro de contenção e uma valeta de escoamento parelelo a casa para desvio da agua quando caisse, me disse que usaria o seu material e me cobraria um valor X por todo o serviço. Conversei com a minha família e aceitamos a proposta do sr.Joao que me disse que mandaria os seus filhos que já trabalhavam com ele desde cedo para fazer o trabalho. As 7 da manha toca a campanhia da minha casa, eu costumo dormir de short sem calcinha e de blusa sem sutiã, e não imaginava que eles chegariam tão cedo e assim fui atender a porta, para minha surpresa deparo com quatro negros na faixa de 20 a 30 anos, todos de camiseta, e bermuda, dizendo que chegaram para fazer o serviço, na hora os meus bicos ficaram duros, o que foi percebido por todos. Me virei e acaminhei eles ate os fundos da minha casa, tinha mandado as crianças para a casa da minha mãe para dormir, e disse para o mais velho e que falava mais que iria botar uma outra roupa, ele me pegou com jeito pelo braço e me disse bem perto de mim, não precisa vc pode ficar a vontade, auqela voz molhou todo o meu short, parecia que eu estava mixando em pé, fui andando na frente deles, e me sentindo pelada por todos que comiam a minha bunda, cada vez que andava percebia que o short entrava na minha bunda e eu não podia nem mexer nele, fui ate o nosso terreno e expliquei o que acontecia, sai de la correndo, porque ate o meu cheiro de femea eu conseguia sentir, escutei algumas risadas quando sai, fui para o meu quarto, tomar um banho e botar um outra roupa. La pelas 11 da manha preparei um limonada para todos e fui la atras levar, todos já estavam sem camisa e com os corpos suados, mexendo muito mais com a minha cabeça, beberam a limonada e de novo o mais falante chegou perto de mim, botando aquele peito musculoso no meu rosto pingando de suor e me disse bem baixinho longe dos outros, que preferia a outra blusa, e o shortinho que eu estava antes sem sutiã, fiquei desconcertada, não sabia se bebia a limonada e comia o copo ou se sai dali correndo de novo, e voltava para o meu quarto, não minha indecisão, ele me pegou pela cintura me trazendo para o seu peito e beijando a minha boca que foi logo retribuida pela minha lingua, não tinha mas como resistir aquelas torturas, e me entreguei naquele beijo, logo senti outras mãos em meu corpo, apertando os meus peitos, beliscando a minha bunda e apertando a minha xoxota, tiraram a minha roupa toda, me deixando peladinha enquanto eles tiravam as deles, fiquei assustada e tesudissima com aquelas picas enormes, a minha disposição, parecia que eu era uma rainha africana tendo os machos todos da tribo ao meu dispor, me pegaram pelos braços e pernas, eles era muito forte e me colocaram em uma mesa de churrasco que tenho nos fundos da minha casa, senti que seria amassiada e comida por todos, senti que seria a carne e eles entrariam com os espetos, parece que eles tinham combinados, dois ficaram lambendo os meus dedos das maos e os outros vieram pelos meus pes, lambendo os meus dedoes subindo pelos meus pes e chupando as minhas coxas, enquanto os de cima já chupavam os meus peitos e mordiam os meus bicos, eu já tinha gozado, so de pensar nas picas que teria na minha buceta, senti uns dedos grossos entrando na minha buceta, e logo senti a lingua do mais novo que levantei a minha cabeça para ver chupando a minha buceta, logo ele disse para os outros que eu já tinha gozado, quando pensei em falar alguma coisa o mais velho com uma pica enorme colocou na minha boca, que tive que fazer um esforço enorme para chupar, que pirocão era aquele, pensa comigo mesma, enquanto tinha as coxas marcada por chupões e os peitos mordidos, me levando ao delirio virei para o outro lado e vivi uma outra pica não tao grande quanto a do mais velho,mais grande para os padroes normais, os quatro eram superdotados e abençoados pelo deus pica, so podiam ser. Tive o meu corpo virado, foi quando senti o maior medo, fiquei segurando duas picas e punhetando elas, enquanto tinha um lingua sendo enfiado no meu rabo, e logo um dedão, e depois dois, não adiantava pedir para não botar, que machucava, eles estavam loucos com a minha safadeza, me puxaram para a beira da mesa me deixando de quartro sobre ela, foi quando senti a pica do mais novo, sendo pincelada na minha buceta, procurei chupar o maximo a pica do mais velho enquando punhetava o outro, e o ultimo brincava no meu cuzinho botando e tirando o seu dedão, rebolava feito uma louca e senti aquela picona entrando na minha xoxota, foi colocando, colocando ate chegar no fundo da minha buceta, apertei forte o pau que punhetava e tentei morder o pau que chupava, mas logo levei um esporro, não morde o meu pau senão vou te dar uma porrada, não pude escutar aquela ordem rebolei mais, chupei mais, punhetei mais e empinei a minha bunda para o dedão entrar mais, eles ficaram louco me chamava de arrombada, de puta gostosa, de vagabunda, não aguentei e gozei de novo tremendo as pernas e contraindo a minha barriga eles ficaram loucos vendo aquilo e trocaram de posição, me viraram de pernas para o alto, na mesa, e já arreganhada tive a pica do mais velho, pincelando a porta da minha buceta, mesmo gozada e lubrificada, entrava com dificuldade os outros queriam tirar eles, dizendo que ele iria estragar a caverna, eu nada falava so rebolava, parecia uma cadela no cio, queria pica, fiquei imovel sentindo aquela pica me alargar toda, peguei a pica dos outros e fiquei punhetando sem parar, enquanto o outro subia na mesa e colocava o sacão era realmente um sacão na minha boca, parecia que eu iria me afogar, ele pegava a picona batia com ela na minha cara, depois colocava a cabeçona na minha boca, me deixando louca, eu pensava que eu iria desmaiar era muita pica para o meu corpinho, senti o mais velho acelerando o ritmo, logo ele gritou e encheu a minha buceta de porra, realmente ficou cheia, parecia que eu mixava, mas era o seu gozo, o outro gozava na minha boca, me fazendo engasgar e tinha as minhas maos melada e gozada pelo mais novo, eles sairam de mim e eu me virei ficando de quatro quanse desfalecida na mesa, so que eu me esqueci que faltava um, foi quando senti uma pirocona invadindo o meu cuzinho, que não seria mais cuzinho depois dele, quis sair mais não tinha força, so tive o tempo de gritar para o delirio dos outros, "aaaaiiiiiii meu cuuuuuuuu seu filho da putaaaaaaaaaaa", mas era o mesmo que nada tive os braços seguros pelos outros e o cu arrombado por ele que socava a pica na minha bunda sem parar, depois da dor vem o prazer, e assim ele veio, soltei meu braço e começei a tocar um siririca enquanto tinha o meu cu arrombado por ele, deixando os outros loucos que começaram a tocar punheta para mim, eram tres tocando punheta enquanto o outro louco socava a pica no meu rabo, tremia as pernas de novo gozando, ele tiro rapido o pau do meu cu, soltando golfadas de esperna, na minha bunda, enquanto os outros melavam minha cara, minhas costas, tudo. Sai cambaleando dali, pegando as minhas roupas, e nem sei como acordei de banho tomado e deitada na minha cama totalmente pelada, na porta da minha sala tinha um bilhete, o muro já esta pronto a valeta de escoamento tambem, e o pagamento nos já recebemos, muito obrigado em meu nome e dos meus irmãos.

Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.





Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


7569 - A anãzinha - Categoria: Fetiches - Votos: 3
7570 - Eu, minha namorada e sua amiga - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 0
7571 - O Convento - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 1
7572 - TATOO - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 0
7574 - Contando o estoque na virada do mês - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 0
7592 - Só alegria no Telemarketing. - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 0

Ficha do conto

Foto Perfil Conto Erotico jhora

Nome do conto:
Fui enrrabada no muro de contenção.

Codigo do conto:
7562

Categoria:
Grupal e Orgias

Data da Publicação:
29/03/2006

Quant.de Votos:
1

Quant.de Fotos:
0


Online porn video at mobile phone


contos eroticos eu transex e o elrtricista safadocontos papai pistoludo filha gulosaConto erotico Bucetinha da enteadafotos de evangelicas gostosa com marquinha de biquinecontos eroticos tarde especialcontos eroticos de suruba com minhas irmas e minha mãecontos eróticos sou viciada em putaria sou putonaconto erotico minha buceta e pequena e aperta mais aguento 30 cetimetroconto erotici ttransei tanto com meu filho que me engravidei delepornô entai papai q pau grande[email protected]Casa dos contos cornos2017Conto erotico primacontos eroticos supriendentescontos erótico incesto vovo betinha Foto de buceta negra gostosadei o cuzinho bem gostoso contoscontos erotico-banho com vocêconto porno infancialambi o pezao 44 conto gaypsicologas rabudas contoscontos eroticos comendo cu da vizinha com o vizinhoContos eróticos /estuprada no cusafada com tesâo nao resiste a pinto contoContosputariafamiliarcontos eroticos de vaqueiro de rola grande e grossaconto erotico desvirginadaMae devassa e puta incestoquadrinhos eróticos de gays o amigo negro do meu filhodei pro meu irmao mais velho a forca gaycontos eroticos com videos. deichei meu marido fuder a minha amigaesposa fudia no meio do cafezal contos eroticoscontos eroticos gays com cadeirantesporno em quadrinho entre familiaesposa de mini biquini no churrascoConto: comendo a estágiária virgemconto erotico cunhadinhacontos/casada fode com garoto cacetudocontos eroticos com o amigo do meu filho 2017conto mulher de corno viciada naõ pode ver um macho e cu fica piscando por rolacontos eróticos meu genro comeu meu c******contos com fotos não resistir a picona do meu genrinho e virei amante dele Contos eróticos gay comeram meu cu quando gurigordinhopassivo69contos eroticos cumplices de um resgatecaminhoneirocontosnovinhaler contos eróticos de xoxotinha e rolinhas virgemcontos pai estrupa e rasga cu de filho pequenoquadrinho insesto comi minha tiaContos eroticos caseiro entre irmaos na infanciasafadinha contosexo minha filha tava com um vestido curto nao aguentei comi elacontos pornos mae 120kgconto erótico cafuçu gaymulher chupa cu do homemcontos sexo estupro e sadomasoquismoconto eroticos esposa com varias picasIrmao trasand com a prim a fors na camaminha esposa com meu amigo pauzudoadoro o leite deles contocontos eróticos com fotos fui desafiada pelo meu marido virei puta dos amigos delescontos gay peguei carona e dei o cuconto erotico fudendo meu maridominha sogra gostosa foi ate meu quarto de madrugada pornoContos reais de marido corno arependido em deixar esposa trepar.contos erótico incestos desde muito pequena papai me ensinou tudomãe estupra filha e chupa xota afosa porno farol acesocontos eroticos seduzindo meu cachorro e ficando grudada com elecontovporno com fotos reletos de chifresver a velha trepamo de65 amoscontos eroticos comi o rabo dafilhinha e da mae em ums festa juninasissy conto eroticocontos deu mole ele kreucontos eroticos incesto com fotos pag 50contos eroticos.com/ engravidando a professora gostosa.brconto gay negro casado www.primacontoerotico.com.bro marido fode a enteada pentelha safadaConto erotico meninasno carnaval conto eróticocontos veridico minha mulher trepando com um caminhoneiro bem dotadoconto erotico de fudendo bucetuda grundandoultimos contos sado