O CRENTE QUERIA QUE EU ME ENTREGASSE... CONSEGUIU!

Click to this video!


VIREI O JOGO
_ Bom dia! Dona Lidia está?
_ Bom dia. Olha, eu acabei de acordar, mas com certeza ela não está, pois ela teria atendido. De todo modo, aguardem um segundo... Vou ver se ela está lá dentro...
_ Sim... nós esperamos.
Fui dar uma olhada só para não parecer má vontade, mas estava certo de que minha mãe não estava. Com a insistência dos toques da campainha... impossível ela não ter ido atendê-los. Até eu, que tentei me segurar na cama, depois de quinze minutos, desisti e levantei... imagine ela!
Ia retornando à porta quando vi um bilhete sobre a mesa:

“Filho, precisei sair para resolver um probleminha, um casal amigo meu virá me procurar. Volto rapidinho! Peça para entrar e esperar. Faça sala. Não faça feio! Beijos... Lídia”
Pensei: “Faça feio! Minha mãe tem cada uma!”
Fui ao encontro deles...
_ Oi! Ela saiu mas deve voltar logo. Entrem!
_ Ah, obrigada!
_ Podem sentar... Vou só tomar um banho rapidinho e já volto. Querem ver TV?
_ Não... Não se preocupe!
Durante o banho pensei “ Espera aí! Hoje não é sábado? Como ela diz que voltará rapidinho se quinta-feira ela própria me disse que passaria o sábado inteiro no hospital, pois estava escalada para o plantão? Aí tem coisa! Vou já ligar para lá sem me identificar!”
Saí do banho:
_ Bom dia! Minha querida, eu estou com uns exames para mostrar à Doutora Lídia, mas não sei o horário que posso encontrá-la... Você poderia me informar?
_ [...]
_ Ah... o dia todo... Sei. E ela já está aí?
_ [...]
_ Certo. Ótimo! Então eu vou logo agora! Obrigado!
Com a certeza de que estava acontecendo uma armação, voltei à sala.
_ Pronto! Vamos aguardá-la, não é?
_ Vamos sim... Ela deve voltar logo...
_ Certamente. Vocês a conhecem de onde? É que eu nunca os tinha visto por aqui...
_ Bem... É... Nós... Quer dizer... Faz pouco tempo que nos conhecemos... Este é meu esposo... Mizael... Eu sou Sara.
_ Prazer Sara... Prazer Mizael... Eu sou Tiago. [...] Mas, voltando à pergunta, de onde vocês se conhecem?
Ele respondeu:
_ Da igreja. Do culto.
_ Da igreja? Que igreja? Minha mãe freqüentando igreja é novidade pra mim...
Ela respondeu:
_ É... É novidade mesmo! Ela acabou de “aceitar”...
_ Como é? Aceitar? Mas aceitar o quê?
O homem, tentando ficar mais próximo de mim, sentou-se na beirada do sofá, segurou um livro na palma da mão e pondo a outra mão sobre ele disse:
_ A palavra!
_ Espera... Vocês estão querendo dizer que minha mãe agora é crente? [Risos]
O homem, diante do meu riso, levantou e pôs seu livro sobre a mesa. Olhou para a mulher, que estava totalmente sem graça e disse:
_ Eu falei que isso era uma tolice, Sara! Quem tem que conversar com ele é a mãe...
Eu, ainda rindo...
_ Desculpa, gente... mas é que isso chega a ser cômico! Minha mãe... crente! Era o que faltava!
A mulher, num rompante de impaciência disse:
_ Muitas vezes, é no desgosto que se consegue tirar o barro dos olhos e enxergar o caminho correto! E foi através do desgosto que você deu a ela que ela agora está no caminho da salvação! Agora é sua vez!
Eu fiquei transtornado...
_ Como é? Desgosto? Eu dei desgosto a ela? Deve estar havendo algum engano aqui! Até ontem, ao ir ao meu quarto desejar boa noite, o que eu escutei dela foi : “Tiago, você é o maior tesouro que alguém pode ter... Um filho que só dá orgulho, alegrias... “. Como a senhora vem agora me dizer que eu sou um desgosto para ela?
_ Calma...
Levantei. O homem segurou meu braço e eu dei um safanão para ele largá-lo e entrei rumo ao meu quarto... Ele veio me acompanhando e ao me virar, meu rosto encontrou o dele e meus olhos brilharam...
_ Calma!
Ele segurou minhas mãos...
_ Vamos conversar...
_ Por favor... gostaria que vocês voltassem para conversar com ela outra hora...
_ Tudo bem...
Fomos à sala.
_ Vamos Sara!
_ Vamos...
Nada disse, tranquei a porta e deitei no sofá. Vi o livro sobre a mesa. Ele havia esquecido.Peguei-o e notei umas páginas marcadas. Li e falava sobre relacionamentos íntimos entre homens... “Ela sabe que sou gay? É esse o desgosto?”.
Fui ao quarto lendo e deitei na cama. Pousei o livro e lembrei do homem... seus olhos... sua voz... suas mãos...
A campainha tocou. Era ele!
_ Oi, Tiago!
_ Seu livro... vou buscar!
_ Espera... Podemos conversar?
Abri a porta...
_ Mizael, não perca seu tempo... eu não vou mudar... não adianta... e antes que sua esposa chegue também...
_ Não... Ela nem sabe que voltei! Quero só que me ouça! Não vou tentar te convencer a nada...
_ Tudo bem...
_ Antes que eu esqueça, deixe eu pegar... o... onde está?
_ Ah... está no quarto... eu peguei para ler umas partes marcadas...
Ele sorriu. Que sorriso lindo!
_ Venha... Vamos conversar lá dentro...
_ No... No seu quarto?
_ Algum problema?
_ Não... Não... Vamos!
No quarto...
_ Senta aí...
_ Na sua cama? Não tem problema?
_ Não... Você quer uma água? Você está transpirando muito... sua roupa é quente e você ainda fecha todos os botões!
_ Aceito...
Peguei um suco e levei. Ele estava vendo um quadro onde eu tinha várias fotos de uma viagem que tinha feito a Fernando de Noronha, em quase todas eu estava de sunga. Ele se assustou e bateu o braço na minha mão e acabou derramando suco em sua camisa...
_ Oh Mizael... desculpa!
_ Não se preocupe!
_ Tire... Tire que eu passo um pano e ponho pra secar... são cinco minutos!
_ Eu vou aceitar... senão como vou explicar isso... [Risos]
Fiquei olhando ele rindo...
_ Que foi?
Ele me entregou a camisa...
_ Você... sem essa camisa e rindo assim...
Levei a camisa e limpei. Pus na secadora e voltei... Ele falou:
_ Sem camisa e rindo... Não entendi...
_ Parece outra pessoa! Desculpe mas essa sua religião esconde o que você tem de mais bonito... de mais...
Nossos olhos estavam fixos: os meus mergulhavam naqueles castanho-esverdeados, que pareciam mais claros ao contrastarem com a pele morena de sua face – de contornos fortes e retos – e que tentavam se esconder fechando as pálpebras sempre que seus lábios, bem desenhados e emoldurados pela barba ralinha, se abriam mostrando seus dentes alvos e bem posicionados...
_ De mais o quê?
_ Deixa pra lá!
_ Fala...
_ De mais gostoso...
Ele sorriu.
_ Posso confessar uma coisa?
Nossos rostos iam se aproximando...
_ Pode.
_ Pela primeira vez escuto isso... que tenho algo de gostoso! Passei a vida inteira esperando alguém dizer...
_ Como alguém ia dizer se estava escondido? E deve haver muito mais coisas gostosas em você...
_ Será?
_ Posso tentar descobrir...
_ Tenta.
_ Vou começar por essa boca que está me deixando louco!
Colei meus lábios aos dele e logo senti sua língua invadir minha boca... Chupei-a com fúria e nossas respirações fora ficando intensas... Minha língua foi sugada e tamanha era a força que ela era chupada que chegava a doer. Nossas bocas passaram a não se contentarem em sentir apenas os gostos de nossas línguas... Passaram a lamber nossos queixos, nossas orelhas, nossos pescoços...
Virei e fiquei por cima dele e fui lambendo seu corpo até chegar à sua calça. Ele me olhava. Abri seu zíper e puxei a calça e a cueca de uma vez. Revelei a rola mais linda que tinha visto na vida, Agarrei-a e ele sorriu. Comecei a chupá-la e ele fechou os olhos e começou a gemer pra dentro... Parei.
_ Tá gostoso, Mizael?
_ Demais! Não imaginava que era tão bom!
_ Não imaginava?
_ Nunca tinha sido chupado... Sempre me falaram que era errado!
_ Percebe que tudo que é bom é visto como errado? Viver assim é como viver preso! Por que seríamos criados para sermos prisioneiros de nós mesmos? Existimos para sermos livres, e usarmos essa liberdade para o bem. E qual bem maior que o amor, o prazer?
_ Faz mais!
_ Então solte-se, Mizael! Liberte-se! Ponha pra fora o que está gritando dentro de você!
_ Hummm... Hummm...
_ Pra fora, Mizael! Pro mundo!
_ CHUPA! CHUPA MEU PAU!
_ Isso! Ponha pra fora! Sem medo!
_ CHUPA MEU CACETE, PORRA! ENGOLE MINHA POMBA, SAFADO!
_ Hummm...! Hummm...! Hummm...! Hummm...! Chupo, delícia! Hummm...! Hummm...! Hummm...! Hummm...! Hummm...!
_ Ahhh…! Ahhh...! Agora você vai conhecer um outro Mizael! Ahhh...! Quer?
_ Quero! Quero! Hummm...! Hummm...! Ahhh... Que cacete delicioso! Ahhh... Mizael! Hummm...! Hummm...! Hummm...! Hummm...! Soca bem forte! Hummm...! Hummm...! Hummm...! Hummm...!
_ Engole, safado! Ahrrrrrrrr...! Issssssssssss...! Engole! Isssssssssss...! Assim!
_ Hummm...! Hummm...! Hummm...! Hummm...! Quero leitinho! Hummm...! Hummm...! Dá leitinho, dá? Hummm...! Hummm...! Hummm...! Hummm...!
_ Estou quase gozando! Chupa bem forte! Depois eu como seu cuzinho! Chupa! Quero ver você beber minha gala! Issssssssssss...!
_ Assim? Hummm...! Hummm...! Assim, é? Hummm...! Hummm...! Hummm...! Hummm...!
_ Agora... Lá vai! Ahrrrrrrrrrrrrr...! Ahrrrrrrrrrrrrrrrrrrrr...! Ahrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrr...!
_ Ahh... Gostosa sua gala!
_ Fica em pé, Tiago... Deixa eu chupar você!
_ Ahhh, Mizael... Isso! Delícia! Hummm...! Hummm...! Hummm...! Hummm...! Ai, Mizael!
_ Vai! Goza pra mim, goza!
_ Ahh... Agora! Ahrrrrrrrrrrrrrrrr...! Ahrrrrrrrrrrrrrr...! Ahh... Ahh...
_ Humm... [Risos]
_ Agora quero te comer!
_ Mete essa pomba em mim, Mizael! Mete gostoso! Hummmm...! Hummmm...! Hummmm...!
_ Quer sentir minha rola te partir no meio é?
_ Quero... Quero...! Vem! Mete!
_ Toma! Iss...! Toma! Ahrr...! Ahrr...! Ahrr...! Ahrr...! Ahrr...! Ahrr...! Ahrr...! Toma! Safado! Ahrr...! Ahrr...! Ahrr...! Ahrr...! Ahrr...! Ahrr...! Ahrr...! Aguenta! Ahrr...! Ahrr...! Ahrr...!
_ Eu gosto é assim, Mizael! Hummm...! Hummm...! Hummm...! Delícia! Mete essa pica! Hummm...! Hummm...! Hummm...! Hummm...! Hummm...! Isso! Isso! Ahhh! Adoro! Hummm...! Hummm...! Hummm...! Hummm...! Hummm...! Hummm...! Hummm...! Hummm...! Isso! Gostoso!
_ Delícia de cu! Delícia de cu! Toma! Toma!
_ Mais rápido! Isso, Mizael! Mais! Hum...! Hum...! Hum...! Hum...! Hum...! Hum...! Hum...! Hum...! Mais! Mais! Hum...! Hum...! Hum...! Hum...! Hum...! Hum...!
_ Ahhh... Assim eu vou gozar, Tiago! Ahrrr...! Ahrrr...!
_ Hum...! Hum...! Hum...! Hum...! Goza! Goza muito! Hum...! Hum...! Hum...! Adoro gala!
_ Adora? Pois aqui tem! Anda. Abre a boca!
_ Me dá! Me dá gala!
_ Ahrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrr...! cacete! Owhhhhhhhhhhhhhhhhhhh...! Ahrrrrrrr...! Ahhh!
_Ahh... Que delícia!
_ Você é louco, Tiago!

A partir desse dia, Mizael passou a me fazer visitas com o intuito de fazer eu “me entregar”... e todas as vezes ele tem conseguido... Me entrego muuuuuuuuuuito!


Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.





Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


74242 - Ahhh! Isso, titio! Arromba meu cuzinho! Ahhh...! - Categoria: Gays - Votos: 22
75189 - HISTÓRIAS DE CADU: Paixão, Prazer e Pecado 03 - Categoria: Gays - Votos: 4
75190 - HISTÓRIAS DE CADU: Paixão, Prazer e Pecado 04 - Categoria: Gays - Votos: 3
75192 - HISTÓRIAS DE CADU: Paixão, Prazer e Pecado 06 - Categoria: Gays - Votos: 1
75193 - HISTÓRIAS DE CADU: Paixão, Prazer e Pecado 06 - Categoria: Gays - Votos: 0
75194 - HISTÓRIAS DE CADU: Paixão, Prazer e Pecado 06 - Categoria: Gays - Votos: 0
75195 - HISTÓRIAS DE CADU: Paixão, Prazer e Pecado 07 - Categoria: Gays - Votos: 1
75196 - HISTÓRIAS DE CADU: Paixão, Prazer e Pecado 08 - Categoria: Gays - Votos: 2
75197 - HISTÓRIAS DE CADU: Paixão, Prazer e Pecado 09 - Categoria: Gays - Votos: 1
75198 - HISTÓRIAS DE CADU: Paixão, Prazer e Pecado 10 - Categoria: Gays - Votos: 1
75200 - HISTÓRIAS DE CADU: Paixão, Prazer e Pecado 12 - Categoria: Gays - Votos: 0
75201 - HISTÓRIAS DE CADU: Paixão, Prazer e Pecado 13 - Categoria: Gays - Votos: 0
75203 - HISTÓRIAS DE CADU: Paixão, Prazer e pecado (FINAL) - Categoria: Gays - Votos: 2
75204 - TIRE A ROLA DO CU DO MEU MARIDO, IMEDIATAMENTE! 1 - Categoria: Gays - Votos: 6
75205 - TIRE A ROLA DO CU DO MEU MARIDO, IMEDIATAMENTE! 2 - Categoria: Gays - Votos: 6
75207 - MELHOR NEM SABER, PAI! - Categoria: Gays - Votos: 5

Ficha do conto

Foto Perfil viadinhopr
viadinhopr

Nome do conto:
O CRENTE QUERIA QUE EU ME ENTREGASSE... CONSEGUIU!

Codigo do conto:
75208

Categoria:
Gays

Data da Publicação:
05/12/2015

Quant.de Votos:
10

Quant.de Fotos:
0


Online porn video at mobile phone


dei meu cu pra um travesti e le gozou dentro do meu cu e cagei todoxxv so novinhas dado cu e nao aguerta dar por que ele tem pal grade mais ele perga aforcafotos incesto pauzudos brasilcontos eroticos gay me vestiam de menina pra me comercontos casada encoxada no chou perto do maridoconto erotico de casal que covence uma jove a foder com elesursao gay de rola dura fotoNatercia porno videoszoofilia quadrinho esposa com velinho animalconto erotico gay no cinema do shoppingvídeo pornô gay só dotado historia de prederoesesto na prai naturista contoscontos eroticos ta doendo padrinhoContos eroticos negao hiper dotados com coroasloira ganha presente surpresa no hotel do marido cornoporno freira o'malleyContos so gosta das grossas no cucontoerotico/mylladynnisperdi as preguinhas do cu quando era pequenawww.xvideos-gaysinho e viadinho loirinhos kj os quais,gosta penis gigante.comContos com fotos meu sogro tem uma jeba que so vi em filmecontos de sexo com caminhoneirosconto erotico de menino come primocontos veridico de incesto cunhada casada fode com o cunhado pra pagar dividacontos eróticos minha mulher e meu cunhadoContos ninfas no boquete e punhetavelho com mau hálito beijando neta pornopuro êxtase com atriz porno brasileira lendocontos de putaria sou safada minha amiga que me ajudar fazer um dp com negrosperdi as preguinhas do cu quando era pequenameu cunhado rancou sangue do meu cucontos eroticos soldado gayContos eroticos fui encoxado i enrrabado no onibus por uma travesti pauzudabuceta na giletesoquei tudinho no c* da minha noranua da moz mostra buceta tirando espermaxvideis 2017comi a minha tia vaninha coroa gostosa conto erotico com fotoA esposa "pagou" o serviço de outra maneiracasadas estrupadas amarradas tapa na cara conto eróticoso vendedor de vassouras porno gayconto eroticofudendo o vu da empregada junto com a esposacontos eroticos garoto gay dando o cuzinho virgem brincando de esconde escondemulher maravilha transandocasada engravidou favela contosmeu cu ficou muito largo contoscomi minha cunhada fabiana - contos eroticosconto erotico no caminhao gayContos eroticos cofrinho aparecendointercâmbio conto eroticos gayfinalmente ela me apresentou o cornoconto erotico novo 2017corno e fotocontos de homens casados e suas escapulidasblog+cartoon+novinho+na+zoofilia+blogfoto de cusinhod virgenscontoeroticoburroseu roludo, - contos eroticoszoofilia quadrinho esposa com velinho animalmeu sobrinho comeu minha esposafilho dando banho na mae contos eroticosmeu pai me castigou porno abusadasconto erotico busão dogcontos erroticos de incertos filha amante pai 2017 ltimas publicaes 1820 anos toda pelada tomando banho na banheira bem gostosa mostrando o bucetãono cu eu chorei contosconto erotico um peludo comeu meu cuconto erotico sou pai liberal e levei minha filha no ginecologistaconto eroticos minha enteada abusadaporno cinquentona secretaria sendo pegas na marraContos eroticos comi a nalvacontos eroticos pelado no troteconto gay amante ciumentomulata eroticaburbuja bombon bellota comic pornoIncesto 7 em nome da mae e do filho phconto erotico ele nao e meu irmaoconto erotico: meu pai e seus amigos me comeram gostosoquadrinhos eroticos novela eroticasconto erotico em quadrinho encostando no onibusconto erotico festival de pipaContos eroticos veridicos.filhas que sente desejo de transar compapaiContos eroticos de esposa e marido cadeirante pedindo ajuda a um negao da pica de 30 cmcontos de casal na praia de nudismoquadrinhos eroticos mae gravidaconto erotico gay menino da o cu no canavialgozou dentro da mulher do pescador -youtube -site:youtube.comContoeroticoprofessoras putascontos eróticos comeu a minha esposa e a mim tambémQuadrinhoseroticossobrinhascontos eróticos e********* a cunhadinha de 12 aninhosnao era pra enfiar no meu cuzinho virgemcontos eróticos abusando só de shortinho incestoMinha colega era virgem na casa de praia conto eroticofoi encoxar e astrupoua namorada do meu filho conto eroticohistória de meu genro piralho me estrupou no mato