Mãe e filho se masturbam


Click to Download this video!


Olá!!

Repassando um conto do qual encontrei navegando em sites do tema.

Oi! Então…isso é estranho e então, hoje em dia, todo mundo faz tudo errado. Mas não que seja tudo errado com a gente não, apesar de saber que isso é meio, humm, diferente.

O que acontece comigo é com meu filho, mas primeiro tenho de falar de como eu cresci.

Moro no Rio, zona oeste, em Guadalupe…sim, sim, sou suburbana, sempre fui. No morro, onde o sexo acontece sempre mais cedo, as meninas são mais safadas e adolescente a gente perde a virgindade…

_Aí Wendel tua filha ta ficando gatinha hem?! Vem cá neném, dá uma voltinha pro tio ver.

E eu ia, dava uma voltinha e aquele amigo do papai já me olhava com interesse.

_De shortinho em Wendel, daqui a pouco tão pegando. Se deixar ir pro baile, já foi.

_Deixa a menina, a gente cria filho pros outros mermo…aí nem vou falar o que que a tua faz a noite aí no portão com o neguinho porteiro da escola.

_A minha já rodou…

Foi com esse tipo de conversa que eu cresci e no final de semana eu gostava de ficar na laje sol de bikini, bem pequenininho. Minha mãe era meio gordinha e tb ficava lá com o bikini todo enfiado. As vezes meu pai ficava lá bebendo e fazia xixi lá de cima e eu via o penis dele. Ninguém ligava. As vezes ele começava a passar bronzeador nela, mas isso era disfarce, ela ficava era passando a mão nela aí eles iam para o banheirinho do lado e faziam sexo. Depois saiam e se lavavam na mangueira, na minha frente mesmo, deixando aparecer o penis e buceta depois de terem transado.

Desse jeito eu fui crescendo…com 18, numa noite que teve ensaio de escola de samba, meu pai voltando bêbado pra casa foi chegando e eu estava dando pro Neguinho, que trabalhava na mercearia. Eu quis parar mas o neguinho tava acelerado e disse que bêbado meu pai nem notaria então a gente ficou metendo sem fazer barulho enquanto ele entrava (O Neguinho tava só com o pau de fora e eu só tinha subido um pouco a saia e puxado a calcinha). Mas o Neguinho era safado e qdo meu pai entrou, ele deu boa noite. Meu pai tomou um susto e tentou ver melhor.

_EERRrr, quem é?

_Eu tio o Neguinho, tamo aqui na boa.

Meu pai tentou ver. Eu fiquei quieta de costas pro Neguinho, com o pau dele na minha buceta, pra fingir que ele tava só me abraçando.

_Vai, vai, pricisa fica dando no portão, Vanda, vai pra laje q essa hora ninguém vê.

Fiquei surpresa com aquilo e depois do comentário o Neguinho começou a meter de novo, segurando no quadril e fazendo vai e vém, com meu pai ali mesmo. Meu pai virou as costas e saiu cambaleando e sem perceber o Neguinho já tava gozando.

Fiquei puta da vida. Não era para gozar dentro…saí andando e xingando com o leite escorrendo pelas minhas pernas e fui pra casa.

Até que pra quem começou a dar desde cedo eu escapei bem da gravidez, mas quando eu tinha 24, não escapei e 9 meses depois nascia meu filho, eu com 24 anos. No começo meu namorado até ajudou. A gente alugou uma casinha, mas aí passaram 2 anos e nosso filho não ficou nem moreno e meu nego começou a desconfiar, mas o que que eu podia fazer se o menino não escurecia? Meu nego então disse que ia começar a trabalhar numa empreiteira, foi e nunca mais voltou.

Meu pai não me deixou voltar pra casa e tudo ficou difícil. Para dar comida para o meu filho e trabalhava na faxina, deixava ele na creche e a noite deixava ele com a vizinha e fazia programa.

A vida era difícil, mas foi num desses programas que eu conheci o Antônio. Um português dono de uma venda no Meyer e que dizia que ia me dar vida boa.

Numa noite eu tinha apanhado do pai e o Antônio queria programa. Eu disse que não podia porque eu estava machucada. Então ele disse que queria minha ajuda na venda e eu fui. Ele me deu emprego, me deixou junto com o Fabinho morar nos fundos. Parei de fazer programa e só ficava ali com o Antônio.

Depois, como ele viu que ficava quieta, só dava pra ele e nem dava mole pra malandro, ele me levou pra dentro de casa. Depois disse que a venda precisava de alguém bom nas contas e eu voltei a estudar e aprendi contabilidade e depois cuidava de tudo na venda e ele me levou pra casa e eu virei esposa, com tudo certinho e depois ele deu novo pro meu filho e o Fabinho virou filho dele.

O Antônio é mais velho que eu 25 anos mais e era bom pra mim. Mas, uma vez suburbana, sempre suburbana. Eu gostava de tomar sol, mas agora não tomava mais na laje, mas no terraço. O Antônio não ligava, como ninguém via mesmo, tava tudo certo e eu aproveitava e usava meus bikinis bem enfiados. O Antônio gostava de olhar e de vez em qdo, ia lá pra cima e ficava me olhando com a bunda pra cima e tocava punheta, gozava e ia embora. As vezes até eu me masturbava lá em cima…

O tempo foi passando e tudo corria bem. O Fabinho estudava e era um menino ótimo e estava sempre colado na gente. Eu ia pra laje e ele ficava lá também tomando sol.

Nem tinha reparado. Acho que essas coisas a gente nem repara direito. O tempo foi passando, Fabinho fazendo aniversários, crescendo e eu ia curtindo a vida com meu português, que sempre me levava para os ensaios de escola de samba. Sempre me deixava colocar meus shortinhos, me deixava sambar sem ciúmes e eu também não aprontava.

Mas o Antônio me ensinou a uma coisa que nem ligava muito no começo. Aquele hábito dele, de ir para o terraço e tocar punheta pra mim me deixou viciada nisso e eu me masturbava muito lá em cima. Tinha dia que era umas 3 siriricas.

Quando o Fabinho fez aniversário, nós demos pra ele uma máquina digital e era uma febre, tirando foto o tempo todo e teve um dia em que eu tomava sol e ele veio, tirou foto como sempre fazia, conversou comigo e depois saiu para a escola. Como estava ali só tomando sol, resolvi dar uma olhada na máquina. Tinha um monte de foto, foto minha tomando sol e até umas fotos dele de cuecas. E minha curiosidade aumentou….vi minhas fotos e achei show aquilo de ver como a gente fica. Então comecei a tirar umas fotos minhas. Foto em pé, de costas pra ver as celulites, foto de 4 pra ver, várias…

Nem pensei que tinha de apagar as fotos, esqueci completamente. No outro dia o Fabinho ficou mais tempo no quarto. Saiu depois e disse que tinha esquecido as fotos na máquina e disse que tinha ficado muito bonita. Nem liguei.

No sábado, tomando sol, ele foi pra lá e ficou tirando foto minha. Eu gostei da brincadeira e fiquei fazendo poses. E foi quando eu comecei a notar que ele tb gostava de me olhar. Ele me disse pra ficar de 4 e eu fiquei, pra tirar foto da minha bunda. Perguntei como estava e ele disse minha bunda era linda, que morreria fácil se eu não fosse a mãe dele.

O tempo passou mais um pouco e o Fabinho já tinhas umas namoradas, tudo normal e eu levando minha vida normal.

Fabinho com 18, eu com 43 e o Antônio com 68. Final de semana no maior calor, fomos a praia, depois fizemos um churrasco em casa. Fabinho com uns amigos e namoras e uns amigos da rua, meus e do Antönio.

Tudo ótimo. O pessoal saiu e ficamos só o Antônio e eu. Ficamos de safadeza no terraço, nos masturbamos e depois eu fiquei de bikini pois estava muito calor, mesmo por volta das 10 da noite. Tínhamos bebido muito e eu estava meio bêbada, então, desmaiei no sofá.

Lá pelas tantas meio que acordei no sofá da sala ouvindo um barulho meio diferente. Aos poucos fui dando conta do que estava acontecendo. Eu tinha dormido de bikini e estava ali na sala com a bunda pra cima e o bikini enfiado e o barulho era do Fabinho que esbarrou em alguma coisa e estava me olhando.

Fiquei sem saber o que fazer e então chamei pelo Antônio e foi o suficiente para o Fabinho ir para o quarto. No dia seguinte fiquei pensando naquilo. Gente, meu me olhando. Fiquei sem saber se era certo ou não.

Nesse período o Antônio pediu uma casa numa vila ali na Tijuca, que foi da família dele e depois ele herdou. Nos fomos morar lá, pois ele estava mais velho e tinha medo da venda ser roubada

Mas aquela situação ficou na minha cabeça e numa noite que o Antônio foi dormir cedo, não agüentei, tinha que tirar a prova daquela situação. Coloquei uma camisola curta e uma calcinha em enfiada e dormi na sala, pois o Fabinho foi pra festa e quando voltasse ia me encontrar daquele jeito e aí queria ver a reação dele.


Continua...

Foto 1 do Conto erotico: Mãe e filho se masturbam

Foto 2 do Conto erotico: Mãe e filho se masturbam

Foto 3 do Conto erotico: Mãe e filho se masturbam

Foto 4 do Conto erotico: Mãe e filho se masturbam


Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Comentários


foto perfil usuario boxboxbox

boxboxbox Comentou em 09/10/2015

Gostei. Votei

foto perfil usuario mulatogato

mulatogato Comentou em 02/10/2015

Tava aguardando o desfecho....kkkk




Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


71412 - Masturbação com o filho - Categoria: Masturbação - Votos: 10
72206 - Emprestando a barriga da esposa - Categoria: Traição/Corno - Votos: 9

Ficha do conto

Foto Perfil evandropg
evandropg

Nome do conto:
Mãe e filho se masturbam

Codigo do conto:
71411

Categoria:
Incesto

Data da Publicação:
28/09/2015

Quant.de Votos:
9

Quant.de Fotos:
4


Online porn video at mobile phone


a mae do amigo , conto eróticoconto de irmacontos eroticos com vovo e objetosConto Escrava Lillavelha goza no pauzao contosbotei metade do dedo cu dela bebada contos eroticosContos de cornos de siliconadasabajun pornoquadradinho porno entregadorcontos eroticos de neta, avo, sogro ,sogra e tia noraencoxada dormindo gozadatravesti dptadoconto erotico desvirginadaConto de incesto de a garotinha do papaimulher mendiga conto eroticomeu pai veio mevizitar e dei pra ele contofotos de loiras taradas f******namorada do meu filho contos eróticos gostosacontos eróticos de mãe fazendo sexo com filhocontos fazendeira casada dá o rabo por Capatazcinto de castidade uretral conto eroticoarombei o cu da minha sogra hentaicontoerotico so.no.bumbum tiaContos esposas safadas no menagecontos pornôs tiazinha boazinhacontos eroticos filha brechado pai dotadofudi minha priminha novinha contocontos eroticos de evanelicas rabudas sendo fodidasminha cunhadinha quadrinho pornoconto erótico meu tio me ensinando a amamentar1contra 5 contos eroticosA menininha da rua contos eroticoscontos de brincando comi o viadinho do meu irmãozinhoultimos contos sadovideo porno grupal inversão de papelbote tu mulher pro comedor é muito eroticomeu irmao comeu meu cu aforçasexo e traição contosconto erotico pamella bisgateconto erotico na lanhouse peguei na rola do cara do pc do meu ladoPorno em quadrinhos mae dormindo e se assustar o filho fudendo ela todinhacontos eroticos de coroas mulheres que transaram com inquilinosContos eroticos maldososcontos eroticos de mãe e filha fodendoconto de incesto deixei minha filha de 10 da para o meu maridocontos eroticos gay infanciacontos eroticos cunhada e sogrAconto erótico de gay fudendo com catador de papelãocontosecretariagostosacontos porno gratis estupro submissãoxvideos pono com novinhas ninssei analtira ta doendo 111conto erotico de neta sendo castigado pelo avo taradofui sem calcinha e meu maridoconto erotico mendiga cuminha sgra.rabuda.vaii me da leitinhopeguei meu estagiario e coloquei pra mamarconto moreno heteroamadoras chorou quando pediu pro namorado enfiar so a cabecinha na boca dela mas ele enfiou a rola na garganta e ela engasgouquadrinhos eroticos mae e filhonetinha safadinha no colo do vovô contos eróticos de incestocontos de casadas fazendo putaria em clube das mulheres vovóscontos heroticostravesti negaopicudocontos papakucontos são muito bem dotado engravidei minha tiax vidio comtos eroticos flaguei minha irmã avótravesti contono cuzinho nao papai famíliacontos de corno. bipassivosfilho fazendo massagem-contominha mulher e filhas os pedreiros entai e contos eroticosconto erotico o medicoconto meu filho me brechavacontos eroticos quatro cu forçadaConto erotico gay cunhados sexo cueca volume tesão pau suor chupada camahistoria dos k fizeram zoofila pela primeira vez