Seduzindo papai e atolando sua vara em meu cuzinho


Click to Download this video!


Minha mãe morreu há 5 anos, e desde então nunca ví meu pai se relacionar c outra mulher.

sei q ele curte, meu pai é bonitão e um comedor inveterado de bucetas, mais creio q por respeito a mim, ele jamais trouxe mulher alguma aqui p casa... isso até 3 meses atras.

um dia cheguei em casa da aula e percebi a casa mais arrumada q de costume... fui ate a cozinha e pai estava cozinhando, perguntei o q fazia pq o cheiro estava ótimo, ele então disse q seria um jantar especial pq traria uma "amiga" para jantar em casa. entendí a deixa e percebi q meu pai ia foder a fulana la em casa, e isso me deixou puto. sou gay assumido e meu pai sabe, mais jamais pensei em levar algum namorado em casa, msmo tendo liberdade p isso, e axei q ele faria o msmo. fui para meu quarto e fikei p lá.

qdo a tal chegou jantaram e de repente o barulho cessou... achei q já estavam dormindo e descí ate a cozinha para comer algo. ao passar pla sala de tv ouví um barulho e achei q meu pai havia deixado a tv ligada. abrí a porta devagar e me deparei c uma cena q até hj naum sai de minha cabeça... no sofá maior meu pai estava sentado c a bermuda e cueca arriadas até os tornozelos e a fulana só de calcinha lhe pagava um belo bokete enqto metia dois dedos na buceta.

a cabeça de meu pai pendia p tras e seus olhos estavam fechados... a pika de papai brilhava p causa da luz da tv e eu naum consegui tirar os olhos daqla bela vara grande e grossa q a fulana mamava c vontade.

resolví me esconder e ver aquela foda... alguns minutos de mamada depois a fulana tirou sua calcinha e foi sentando no colo de papai... cavalgou-o c vontade e eu via claramente akela pika sumir dentro de sua buceta molhada e gulosa. meu pau começou a pulsar apertado na cueca e eu o colokei p fora, iniciando uma punheta... ela então saiu de cima de papai e este se levantou, ela ficou de 4 no sofá e meu pai começou a meter nela c vigor... eu naum conseguia tirar os olhos da vara de meu pai, tão bonita q era ela... minha familia é bem dotada, e meu pai deve ter seus 20 cm... papai metia c gosto nela, ate q eu o ouví dizer:

_ posso comer seu rabinho?

aquilo me arrepiou dos pés a cabeça, pois imaginei meu pai me pedindo aquilo... só q a idiota disse q naum, q nunca havia dado o rabo e q naum daria para meu pai... sentí q meu pai naum gostou daquela resposta e então começou a estocar c mais força e brutalidade, gozando uma boa quantidade de leite espesso e branco na bunda e nas costas da vadia... enqto se limpavam subí ate meu quarto e pude ver a fulana entrar em um taxi e ir embora.

alguns instantes de silencio se seguiram e eu adormecí... acordei as 4:30 da manhã c o som tocando alto na sala de tv... descí até lá e ví meu pai deitado só de cuecas no sofá menor e varias latinhas de cerveja no chão e pontas de cigarro no cinzeiro, presumi então q ele havia bebido demais e adormecido no sofá.

mexí nele para acordá-lo e levá-lo para cama mais ele nem sinal de vida... recolhi as latinhas e esvaziei o cinzeiro, fui até seu quarto e peguei um cobertor, pois plo tamanho de meu pai seria um sufoco subir ate seu quarto c ele... quando fui cobri-lo naum pude deixar de notar o volume na cueca dele, e comecei a ter pensamentos maliciosos qto a meu pai. fiquei lembrando da talzinha mamando sua pica e arrisquei uma passada de mão por cima da cueca... como era macia sua pica, e como era grossa msmo estando mole... meu corpo tremia de tesão e medo, e eu tentava naum pensar no pecado de estar passando a mão na pica de meu pai.

comecei então a apertar e massagear sua pica e esta foi começando a dar sinais de vida... pus para fora da cueca e fiquei admirando toda a grossura e tamanho daqla pica q começava a endurecer e não resistindo mais coloquei na boca... aahh!!! como era bom chupar aquela vara!!! começava a mamar da cabecinha e ia descendo até o talo, tentando c dificuldade engolir aquela tora de carne q já se apresentava dura feito aço. comecei uma mamada naqla pica q jamais dei em pica alguma, punhetava e xupava c vontade, até q 20 minutos depois do inicio da chupada meu pai derramou sem aviso algum o seu leite quente e grosso na minha boca. engolí cada gota da sua porra e limpei sua pica, guardando na cueca e cobrindo ele logo após.

no dia seguinte meu pai nada falou sobre o acontecido, e eu me fiz de doido tbm... na aula naum conseguia parar de pensar na pica dele, e decidí q levaria aquela pica no rabo nem q tivesse q embebedá-lo p isso!

cheguei em casa e decidí começar a provocar meu pai... como somos só nós dois em casa, temos total liberdade para andarmos de cueca ou até mesmo sem roupa em casa... vestí uma cueca boxer branca bem apertada q tenho e comecei a perambular pla casa, percebendo vez p outra q meu pai olhava para minha bunda redondinha e saliente as vzs, tratei de empinar bem a bundinha e rebolar um pouco qdo passava p ele... fui p a sala de tv e colokei um video pornô de sexo anal q aluguei de propósito e logo meu pai entrou, usando apenas um de seus calções de futebol sem cueca... sentou a meu lado no sofá e começou a assistir tbm...

assumí minha homossexualidade p papai aos 20 anos e sempre falamos abertamente sobre meus namorados. enqto assistiamos ao filme começamos a falar sobre sexo, até o momento q comparei o pau de meu namorado c o de uma dos atores do filme, dizendo q o pau dele era igual ao do ator... meu pai então perguntou se eu aguentava um pau daqle tamanho e eu disse q sim, q eu adorava sentir uma pica na bunda e q sempre dava para meu namorado sem reclamar... percebí q sua vara começara a subir e ele pos a mão dentro do short, alisando ela em segredo... perguntei se ele gostava de sexo anal e ele disse q era fissurado em cuzinhos, mais q ate hj so havia comido o de mamãe, e q depois q ela falecera, so havia comido bucetas... disse então q depois de uma boa mamada não tinha coisa melhor q sentir uma pica entrando na bunda e ele sorriu... perguntou p mim qdo havia sido a ultima vz q eu havia dado pra meu namorado e eu disse q fazia duas semanas e q tava numa seca da porra, querendo sentir uma pica na bundinha o mais rápido possivel.

rimos muito e chegou o momento q a garota do filme sentava gostoso na pica do cara... meu pai começou a respirar mais forte e comentando sobre a cena colocou o pau p fora e começou a punhetar devagar... comecei então a olhar sua pica enqto ele batia punheta e ele de vez em qdo olhava p mim de rabo de olho, qdo ele parou de bater e disse q tava c o braço cansado... reunindo toda a coragem na hora perguntei se ele qria q eu batesse p ele... ele me olhou surpreso p segundos e disse q se eu qsesse podia bater, pq o braço dele tava cansado e doendo... segurei c jeito na vara de papai e comecei a punhetar... podia sentir q ele tremia... enqto batia nele fui abaixando a cabeça devagar, e qdo estava bem perto da pica dele ele perguntou o q eu pretendia fazer... disse q meu braço tbm havia cansado, e q ia ajudar c a boca. antes q ele dissesse qq coisa abocanhei aquela vara e comecei a mamar c a msma vontade da noite passada.

meu pai gemia e se contorcia cada vz q eu enfiava seu pau todo na boca ou mamava só a cabecinha, qdo eu olhei p ele e perguntei:

_pai, quer comer meu cuzinho?

ele disse q naum sabia pq era meu pai e tinha receio... fikei de 4 no sofá e c sua pica na boca peguei a mão dele a levei ate dentro da minha cueca, empurrando seu dedo medio no meu buraquinho... ele deu um gemido e eu perguntei se aquilo o ajudava a decidir, no q ele disse:

__seu cuzinho é tão lisinho... fika de 4 aí q eu keru meter nele agora...

nem titubiei... arranquei minha cueca e fikei de 4, lubrificando minha bunda c saliva enqto papai se preparava p meter... dei uma cusparada na cabeça de sua pica e pedí a ele p meter... papai encostou a cabeça da pica no meu cuzinho e foi forçando... sentí a cabeçona entrando aos poucos e sua respiração se tornando mais pesada... a cabeça passou e eu soltei um gritinho de dor, ele perguntou se tava maxucando e eu disse q naum parasse, q era otimo sentir sua vara me rasgando o rabo... ele então enfiou a vara toda na minha bunda e iniciou um vai e vem lento e ritmado, para depois começar a estocar forte sua pica no meu cuzinho...

podia ouvir seu saco bater em mim e ele arfando rápido, anunciando o gozo inevitavel...

ele então anunciou q gozaria, enterrou sua pica o maximo em mim e eu pude sentir seu pau latejar e esporrar leite quente no meu cuzinho.

caímos desfalecidos no sofá e depois fomos tomar banho, onde dei o cu mais uma vz para meu pai, só que dessa vez cavalgando sua pica enquanto ele ficava deitado no chão.


Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Comentários


foto perfil usuario loucurinhas

loucurinhas Comentou em 21/07/2017

Dlc vc continuam ainda?

foto perfil usuario macho curte hom

macho curte hom Comentou em 21/11/2016

que delicia de putaria, adoro putar assim pau duro aqui

foto perfil usuario pasfernandes

pasfernandes Comentou em 27/08/2015

Votado muito bom!

foto perfil usuario chup

chup Comentou em 26/08/2015

Tesao de conto pau gostoso de seu paí Parabéns votado

foto perfil usuario dantejr

dantejr Comentou em 23/08/2015

Amei o conto! Que tesão que deve ser o seu pai!

foto perfil usuario boxboxbox

boxboxbox Comentou em 23/08/2015

Muito bom, votado. Se puder leia também o meu conto publicado hoje. Se gostar, comente e vote.

foto perfil usuario vepc21

vepc21 Comentou em 23/08/2015

belissimo conto.. votado

foto perfil usuario jorge brito

jorge brito Comentou em 23/08/2015

É muito gostoso um cacete! Gostei muito de seu conto!

foto perfil usuario

Comentou em 23/08/2015

muito bom! adoro conto envolvendo pai e filho, tesão danado. Conta mais!




Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


39797 - Matagal do Prazer - Categoria: Gays - Votos: 10
39960 - Matagal do Prazer parte II - Categoria: Gays - Votos: 12
69871 - Cai de boca no titio - Categoria: Gays - Votos: 21
70091 - Com meu tio na fazenda - Categoria: Gays - Votos: 29
70799 - O pau melado do papai - Categoria: Gays - Votos: 28

Ficha do conto

Foto Perfil jauebano
onegrocontador

Nome do conto:
Seduzindo papai e atolando sua vara em meu cuzinho

Codigo do conto:
69707

Categoria:
Gays

Data da Publicação:
22/08/2015

Quant.de Votos:
40

Quant.de Fotos:
0


Online porn video at mobile phone


casa dos contos trai minha mulher dandoso cassetao duro fotoanal comicsConto inseminando a sobrinhaquadrinho erotico a sogramulheres pagando calcinha conto eroticoSercarlos01histórias erotica da minha esposa putaconto erotico comi o recepcionista da pousadaConto erotic fodi viuva velhaConto erotico gay amigo do meu paiconto eróticos boa noite Cinderela em despedida de solteiraQuadrinhos eróticoscontos meu filho arrebentou minhas pregascontos eroticos me exibindo para instalador calcinhacanto eróticos eu quero fude com outroinquilina paga aluguel mama maior pica sexo videosconto erotico reis sogro velho dotadocontos de fetiches eroticos de incesto entre tia e sobrinhoo pastor me comeu na marra com pauzao enorme contospornô sexochegando na casa da vizinhaconto erótico calcinha obraConto meti meu pau de.28cm. No cu da maninhacontoseroticospossuidameu padatro e gostozapVirei lesbica com minha irma conto eroticocunhado me comeu contoconto erotico pai e filhacontos eroticos gay de novinho sentei no pau grande e judiei deleConto erotico vendo a primamichele safada traindo o troxacontos eroticos animacaocontos eroticos fudi o padrinho gayai como foi gostoso ser puta daquele traveco pirocudo na frente do corninhoconto erotico ilustrado travesti bem dotado arrombou a buceta da esposa do corno de pau pequeno[email protected]casa dos contos meu padrasto safadaoconto erotico tomando banho com minha maePorno contos familhas incestuosas boquinas e maozinhas das suas meninas delicia dos paiscasa dos conto erotico sogro engravidando noraPorno incesto fodendo a força irma conto real erotico angolanocaiu+na+netContos eróticos de gay fui comido pelo colega de trabalhoconto erotico nao resisti e comi minha filhapequena safada da bucetinha doce contossou putinha do papai e do irmao contosnifetinha do interior na orgia com os peoes da fazendacontos eroticos icestos tia de saiacu de primo contos eroticos gay curando primocontos eroticos ninfetinha de bikiniconto erótico castigodoce nanda contos eroticoscontocasadasafadacontos eróticos adoida minha sogra pediu pra mim tira fotos delacontos eróticos de patricinhas trasando com os pais das amigas e engravidousentado no colo papai incesto contosconto erótico escuridão greloconto erotico estuprando a amante da mulher violenciamacho peludo dotado fode bixscontos vi meu marido espiano nossa filha no banhoFts de bucetas grandes fazendo volume no shortcontis eroticosatravessei a gostosa hentaiexxvideo garotas aforsa na favelasexominha esposa é viciada em porra de negrocontos de homem fazendo sexo. com animais de bucetinha bem pequwna tipo uma cabritinha de seis mesesContos eroticos de velhas sendo fudidascontos gay apartamentoconto herotico fiz ela grita de dor na buceta mas estorei o cabacinho delaporno quadrinhosconto erotico meu marido trouse os amigos pra casacaipiras gays gozando com muito carinhodupla+penetracao+eroticadona terezuda chupando uma picarabo da minha putacontos erótico acordei taradoconntos eroticos de incertos com mega pauzudo pegando irmanzinha e sua amiguinhaultimos contos sadocontos avelha madre e o negrao caseiro do conventoporno veronica bella e seu titio carlaoxaninha apertada com 30 cmcontocontos incesto filho amante da maeContos Eroticos Gay: Gangbang com o vovocontos gay pai cabaçoquadrinho porno justa causaMadrasta e antiado sex foto quadradinhos