TRAÍ MEU NAMORADO COM O CASEIRO DELE


Click to Download this video!


Este relato aconteceu alguns anos atrás quando o meu namorado chamado Paulo (nome fictício) na época havia comprado um sítio num município vizinho, o que na ocasião foi uma aquisição bem oportuna devida o baixo preço. Eu era professora numa escolinha para crianças, mas estava de licença médica devida um pequeno acidente que eu sofrera e aproveitei pra antecipar minha ida pro sítio numa quarta feira, para ir colocando algumas coisas em ordem, pois meu namorado devido o seu trabalho só chegaria no sábado. Paulo havia contratado um moço para cuidar dos animais e da horta, e que estava morando na casinha à alguns metros da casa principal. Quando cheguei no sítio por volta das duas da tarde, foi ele, que ao me apresentar soube chamar-se Felipe, quem me recebeu e ajudou-me a tirar as bagagens da mala do carro e leva-las pra dentro da casa. Não pude deixar de nota-lo, pois além de ser muito prestativo, ele era bem jovem e bastante sorridente. Após deixar minhas bagagens no quarto, perguntou se podia ajudar-me em mais alguma coisa, mas eu dispensei-o e disse pra que voltasse a fazer o que estava fazendo quando cheguei e que qualquer coisa eu o chamaria. No que ele saiu, eu fechei a porta e fui pro quarto desfazer a mala e como estava muito calor, retirei o top que eu usava e também minha bermuda, ficando só de calcinha e com meus seios desnudos. Da janela do quarto eu conseguia ver o caseiro fazendo suas funções e como estava calor realmente, ele logo que saíra da casa, retirou a camisa ficando só de bermuda mostrando boa parte do lindo e musculoso corpo que ele tinha. Vez ou outra ele tocava ou coçava o pênis e aquilo instantaneamente foi me deixando com tesão e quando percebi já estava me tocando na bucetinha sobre a calcinha que já estava encharcada de tanto melzinho que escorria dela. Como eu já estava pra tomar banho, resolvi antes me livrar da calcinha ficando totalmente nua, deitar-me na cama e tocar uma deliciosa siririca para me aliviar. Gozei gostoso pensando no caseiro e nas loucuras que faria com ele ali naquele momento na cama. Como já tinha gozado, a quentura e o tesão que tomou conta de mim, abrandou um pouco e fui então tomar o meu banho. Ao me ensaboar, quando eu passava as mãos nos meus seios e xota, notei que meu tesão voltara e tive vontade de chamar aquele monumento de jovem pra aliviar meu tesão, mas não podia fazer isso, afinal eu amava o meu namorado com quem eu me realizava entre quatro paredes e que nunca me negou fogo, por isso jamais poderia traí-lo, ainda mais naquela situação em que ele mesmo sabendo que teria um jovem bonito e viril no sítio, confiou que eu viesse dias antes dele. Parece que a água fria esfriou meu tesão e voltei a me sintonizar. Banho terminado me sequei, me vesti e fui pra cozinha preparar alguma coisa pra comer e já dar um adianto na janta e com isso o tempo passou, me distrai nos afazeres e assistindo televisão e quando percebi já estava noite e não vi mais nosso belo caseiro. Como não tinha muito que fazer, por volta das 21 horas fui pro quarto me deitar e ouvir músicas no meu aparelhinho e ali mesmo apaguei, sendo despertada minutos depois com meu celular tocando. Atendi e era o Paulo me perguntando se eu tinha feito uma boa viajem e se estava tudo bem. Disse-lhe que sim e que tudo estava correndo normalmente. Conversamos mais um pouco e logo que desligou, eu virei pro lado e acabei dormindo, só despertando novamente com o dia já amanhecido e os galos cantando. Habituada a levantar cedo, pulei da cama e fui preparar o café. Quando ia começar a toma-lo, eis que Felipe bate a porta. Atendi-o e convidei-o a juntar-se a mim na mesa, pois assim eu saberia mais dele, conhecendo-o melhor enquanto bebíamos café. Minutos depois terminamos e quando ele disse que ia pegar os materiais no depósito e levantou-se, pude perceber um volume descomunal embaixo da bermuda dele, num sinal que ele deve ter imaginado loucuras já que estávamos sós ali e eu estava com um shortinho de malha amarelinho que deixava transparecer minha calcinha vermelha e uma camisetinha branca que deixava bem visível meus belos seios, médios, durinhos e pontiagudos que ficaram durinhos na hora devido o tesão que senti ao vê-lo naquele estado tentando disfarçar. Fingi naturalidade e enquanto fui fazer minha higiene, ele deixou a casa. Tempos depois eu já o encontrei no quintal e põe quintal nisso, era enorme, tinha muitas plantações e flores e vários bichos transitando livremente em toda extensão. Como eu gosto de mexer com terra, fui cuidar das plantas, nisso ele veio e ficou me auxiliando nas tarefas rotineiras do jardim e quando terminamos, ele me acompanhou e me ajudou na tarefas de dentro da casa. Quando terminamos de varrer e dar um trato na poeira, ele voltou pra casinha dele e eu fui tomar um banho para almoçar. Enquanto me banhava percebi que estava com muito tesão e mais uma vez tive de recorrer a siririca para me aliviar, pois se eu estivesse na minha casa teria outras formas, pois tenho alguns brinquedinhos tipo pênis de borracha, vibradores, bolinas e outros que são meus parceiros quando estou só e tesuda. Contudo, devo esclarecer que eu era uma mocinha safadinha, mas de família e nunca pensei em trair meu namorado, que sempre soube tratar-me bem em todos os sentidos. Quando terminei de almoçar, fui ao quarto e vesti com uma sainha e uma blusinha bem decotada e resolvi dar uma esticada até à cidade para comprar alguns mantimentos que estavam faltando e assim fiz, pegando o carro, avisando a ele onde eu iria e partindo em seguida. Quando retornei pro sítio, já havia escurecido, pois acabei demorando mais que o previsto. Parei o carro na porta da casa e comecei a tirar as coisas que eu havia comprado, mas tinha um sacão de compras que estava muito pesado e como o Felipe não tinha vindo ao meu encontro, eu fui até a casa dele chama-lo e lá chegando deparei com uma cena que me deixou paralisada, pois encontrei-o totalmente nu deitado num colchão e dormindo na sala da casa. Embora assustada com a cena, fiquei ali parada, sem reação, apenas observando aquele belo jovem mulato peladinho com uma tremenda pica que mesmo estando mole, era bem grande e parecia ser bem grossa também. Observei-o durante uns cinco minutos e podia sentir o melzinho da minha buceta escorrendo e molhando minha calcinha de tão molhada que já estava. Viajava em pensamentos prazerosos com aquele monumento lindo e viril que estava ali na minha frente, mas procurava me segurar, embora meu tesão aumentasse cada vez mais. Caí em mim e chamei-o tentando acordá-lo, afinal eu estava realmente precisando dele para ajudar-me com as compras, mas ele estava apagadão, provavelmente havia bebido mais que a conta, pois eu notara duas latinhas de cerveja e uma garrafa de vinho quase vazia ao lado dele sobre a mesinha. Como eu estava com um saco de pão na mão que eu comprara pra ele, resolvi entrar sem fazer barulho para deixar sobre a mesa da cozinha, mas ao caminhar já dentro da casa, sem barulho para não acordá-lo, acabei tropeçando na ponta do tapete da sala e ao tentar me equilibrar, escorreguei e caí de cara no seu instrumento, no membro dele que estava quente e semiduro. Imediatamente me excitei ainda mais, sentido a minha face do rosto queimar, pois eu nunca tivera a vista e ao vivo, uma pica linda igual aquela. Senti na hora, no meio do meu peito, uma dor de desejo que me fez molhar e me arrepiar. Ele continuava apagadão e nem havia sentido quando esbarrei nele ao cair. Deixei o pão na cozinha e quando já estava pra deixar a casa, sentir-me molhando ainda mais minha calcinha. Meu tesão estava demais, eu já não me aguentava mais e sem pensar nas possíveis consequência do que eu faria, enchi-me de coragem e segurei firme naquele membro que começou a crescer e engrossar na minha mão. Ao vê-lo duríssimo, não pensei duas vezes e cai de boca naquele mastro, abocanhando-o esfomeada como se estivesse sem ver e chupar uma pica a anos. Chupei-o por uns dez minutos e nem sinal dele acordar, mas o importante era aquele belo tesouro que preenchia minha boca e estava me satisfazendo. Chupei, suguei, beijei e punhetei-o, até que ele gozou na minha boquinha, me fazendo sentir e aproveitar cada gota daquela porra que aos jatos batia no interior dela e na minha garganta. Suguei o que pude e engoli toda a porra sem deixar uma gotinha sequer pra contar a história. Quando pensei em sair, ele abriu os olhos ainda grogues e sem entender nada, mas mesmo assim ele me puxou para cima dele e segurando-me, começou a beijar e chupar meu pescoço e com o movimento que ele fazia, minha fina blusa se abriu e ele tratou de subir a boca e chupar meus peitos que estavam desnudos já que eu estava como quase sempre, sem sutiã. Eu delirei e soltei um gemido alto de prazer. Nisso eu me ajustei ao seu corpo levantando a minha saia e colocando minha calcinha muito gozada em contato com aquele membro superdotado, enquanto sem me importar com mais nada, o beijava sentido os vapores do vinho enjerido junto das cervejas por ele. Eu estava entregue e ele me beijava desesperadamente, chupando minha língua de forma a sentir seu pau pulsar de encontro com minhas coxas e minha buceta por cima da calcinha. Ele devido o estado que se encontrava alcoolizado, não conseguia nada e eu cheia de tesão e já entregue, não perdi tempo, tratei de tirar a minha calcinha e montar naquele membro delicioso que era muito maior que o de meu namorado. Montei-o com vontade e ao vê-lo e senti-lo sumindo dentro da minha buceta, tive um gozo inesperado e inevitável. Eu já nem sabia mais o que fazia, só queria aproveitar aquele momento mesmo ele não correspondendo como eu gostaria e sem reclamar, afinal minha buceta estava completamente preenchida por aquele pauzão e cada vez mais encharcada. Eu gemia cada vez mais alto e o sentia forçando minhas entranhas até as paredes do meu útero. Quanto mais eu o cavalgava, mais tesão eu sentia e nem percebi quando ele agarrou minha bunda com as suas mãos e fez introduzir seu dedo indicador no meu cusinho. Quando dei por mim, já estava acontecendo. Nisso eu tive mais um orgasmo no contato com aquele dedo grosso e áspero enterrado no meu buraquinho que eu adorava dar. Fiquei assim cavalgando e gozando no pau dele por um bom tempo, até o momento em que senti seu membro aumentar pra em seguida descarregar sua porra, em jatos sucessivos na minha bucetinha. Ele continuava inerte, mas mesmo assim eu sai de cima dele e agachando-me levei minha boca até o membro dele que estava encharcado com meu melzinho e levando-o até minha boca, tratei de suga-lo na esperança de deixa-lo o mais duro possível, mas não aconteceu, mas mesmo assim, eu esfreguei meu cusinho naquela pica maravilhosa mas não consegui enfia-la, pois por não estar dura, ela dobrava e não entrava. Ainda muito tesuda, tratei de esfregar minha bucetinha que continuava melando cada vez mais naquela piroca ao mesmo tempo em que conduzi o dedo dele para dentro do meu cu, enquanto eu aproveitava o movimento tocando nos meus seios e mexendo no meu grelinho até que mais uma vez, explodi num orgasmo que me fez gritar de prazer e sem nada falar, levantei-me, encostei a porta da casa dele e segui pra minha, realizada e extasiada, com minha blusa aberta, meus seios desnudos, meu melzinho misturado a porra dele descendo pelas minhas pernas abaixo e segurando na minha mão, a minha calcinha que estava encharcada. Já na minha casa, fui direto pro banheiro e tomei um banho morninho, lavando todas as minhas culpas pela traição e me purgando do prazer que ainda escorria pelas minhas pernas, conforme eu ia lavando-a com a mangueirinha do chuveiro. Já de banho tomado e no quarto, fiquei a me ver no espelho e só aí vi o quanto a minha bucetinha estava aberta e tinha ficado dolorida, Nem me reconhecia mais eu estava feliz e tinha consciência de que aqueles momentos se repetiriam que aquela não foi e nem seria a última vez que aconteceu, pois eu faria tudo aquilo e até mais com o caseiro, só que com ele desperto sem álcool algum na cabeça. Mesmo me sentindo um pouco culpada por ter traído meu namorado, uma certeza eu tinha, a de querer sentir aquela tora do caseiro muito e muitas vezes nas minhas entranhas quando amanhecesse e nos dias por vir quando tivéssemos oportunidade e meu namorado não estivesse no sítio, mas a verdade é que eu estava ansiosa pra que amanhecesse logo o dia e ao encontrar meu belo caseiro, ele me proporcionasse o prazer que eu mais queria, o de sentir aquela vara toda enterrado no meu cusinho me fazendo gozar muito e muito, sem culpa e sem que o meu namorado viesse a tomar conhecimento destas minha doce e prazerosa traição. Pela manhã o caseiro bateu na porta e ao atendê-lo percebi que ele estava envergonhado e não sabia o que dizer nem o que poderia acontecer, mas eu tranquilizei-o convidando para entrar e recebendo-o com um beijo na boca, arrastando-o para o meu quarto e ordenando-lhe que fizesse com vontade e prazer o que deixara de fazer na noite anterior devido o porre que ele estava. Já dentro do quarto, sem que ele falasse nada, tomei a iniciativa e fui retirando as roupas dele que por estar em débito comigo, logo retirou a minha e deu-me um trato daqueles, me fazendo gozar muitas e muitas vezes com ele fudendo minha boca, minha buceta e especialmente o meu cusinho, onde eu ao senti-lo preenchido por aquela enorme tora, aos berros e gemendo muito gozei como nunca tinha gozado até então. Saciados naquele momento, demos um tempo repondo nossas energias e conversando e depois repetimos nossas trepadas em várias posições e em locais variados dentro e fora da casa. Cavalguei muito aquele pirocão, aproveitando o máximo já que meu namorado chegaria a noite, como realmente aconteceu. Ainda bem que sou gulosa e adoro sexo, senão certamente meu namorado perceberia que algo acontecera, pois muitas mulheres depois de terem relações sexuais o dia inteiro com o amante, como eu fiz naquele dia, dificilmente teriam ânimo ou conseguiriam trepar a noite com o namorado, que me satisfez e eu a ele, sem que nada desconfiasse. Durante muitos meses eu e o caseiro fomos amantes e meu namorado nunca desconfiou de nada. Eu com meu namorado e meu amante, me sentia a mulher mais feliz e realizada do mundo, pois eles sentiam e me proporcionavam muito prazer. Gostaram? Então não deixem de votarem e comentarem. Beijinhos molhadinhos nos cacetes dos amiguinhos e nas xaninhas das amiguinhas.
Foto ilustrativa

Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Comentários


foto perfil usuario anestorys

anestorys Comentou em 24/10/2015

VOTEI TB :)

foto perfil usuario anestorys

anestorys Comentou em 24/10/2015

Gostoso voltei pra ler e agradecer sua leitura nos meus. Excitante de mais os seus, to gostando mt!!!

foto perfil usuario fatimagarcia38

fatimagarcia38 Comentou em 04/10/2015

Muito excitante adorei !!!

foto perfil usuario pauloric

pauloric Comentou em 12/09/2015

UMM VOCÊ E MARAVILHOSA TUDO DE BOM VOTADO

foto perfil usuario juicyp

juicyp Comentou em 11/09/2015

nossa que conto gostoso ADOREI

foto perfil usuario laureen

laureen Comentou em 18/08/2015

adoreiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii amiga, leia os meus tb mil bjos Laureen

foto perfil usuario duetto

duetto Comentou em 17/08/2015

Parabéns delicia de conto só faltou foto sua.

foto perfil usuario endgoncorno

endgoncorno Comentou em 17/08/2015

Nossa deixa eu ser seu caseiro prometo que como essa Bundinha maravilhosa votado muito bom fiquei de pau duro bjs

foto perfil usuario eutoaquipraver

eutoaquipraver Comentou em 16/08/2015

Adorei. Hummmm adoro um cuzinho faminto

foto perfil usuario boxboxbox

boxboxbox Comentou em 15/08/2015

Amei seu conto. Um conto de qualidade e bem escrito. Leia também o meu conto publicado hoje. Se gostar, comente e vote.

foto perfil usuario dudinhasafado

dudinhasafado Comentou em 15/08/2015

poxa que conto gostoso gozei legal,valeuu

foto perfil usuario Soninha88

Soninha88 Comentou em 15/08/2015

tambem já dei pra um jardineiro da casa do meu pai...adorei e votei...bjs

foto perfil usuario mauriciodangra

mauriciodangra Comentou em 15/08/2015

BELÍSSIMO CONTO E MUITO EXCITANTE TAMBÉM. PELO VISTO JÁ DE MUITO TEMPO QUE VOCÊ É BEM SAIDINHA, BEM LIBERAL E TESUDA ASSIM. ESQUECEU-SE DA FOTO? JÁ VOTEI, MINHA DELICINHA. VENDO SUAS FOTOS NÃO TEM COMO DEIXAR DE FICAR DE PAU DURO SABIA? BJUS NA XOTA.




Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


67214 - O MARIDO DA MINHA AMIGA ME FEZ MULHER 1 - Categoria: Virgens - Votos: 68
67215 - O MARIDO DA MINHA AMIGA ME FEZ MULHER 2 - Categoria: Virgens - Votos: 49
67343 - SOU DAMA NA SOCIEDADE E PUTA ENTRE 4 PAREDES - Categoria: Heterosexual - Votos: 31
68802 - Transei com meu tio embaixo do chuveiro - Categoria: Incesto - Votos: 34
68806 - Fui amante do namorado da minha irmã - Categoria: Heterosexual - Votos: 24
68947 - PROVOQUEI E FUI FODIDA PELO MEU DENTISTA - Categoria: Heterosexual - Votos: 39
68948 - Tive meu desejo realizado: Ser arrombada por dois - Categoria: Heterosexual - Votos: 39
69337 - SOU A ADRI... ME CONHEÇAM MELHOR - Categoria: Heterosexual - Votos: 81
69341 - MINHA PRIMA FOI QUEM ME INICIOU NO BI - Categoria: Lésbicas - Votos: 27
69585 - PROVANDO LEITE DE PICA PELA PRIMEIRA VEZ - Categoria: Heterosexual - Votos: 39
69687 - CHUPEI MUITO A PRIMA DO MEU NAMORIDO - Categoria: Lésbicas - Votos: 31
70046 - O 1º MÉNAGE DA PRIMA DO MEU NAMORIDO - Categoria: Heterosexual - Votos: 27
70387 - FUI ARROMBADA NA MINHA PRIMEIRA DP ANAL - Categoria: Heterosexual - Votos: 42
70636 - FUI ENCOXADA DENTRO DO ÔNIBUS E GOZEI - Categoria: Fetiches - Votos: 58
70681 - DEI PRO MEU CUNHADINHO QUE ERA VIRGEM - Categoria: Virgens - Votos: 31
70792 - CHUPEI MEU PROFESSOR DENTRO DA SALA DE AULA - Categoria: Heterosexual - Votos: 39
71333 - MINHA CUNHADA QUIS TRANSAR COMIGO E TRANSOU - Categoria: Lésbicas - Votos: 50
72051 - FOI SENSACIONAL A MINHA 1ª VEZ COM UM DOG - Categoria: Zoofilia - Votos: 63
72148 - AMIGA QUIS VER EU METENDO COM O MARIDO DELA - Categoria: Heterosexual - Votos: 58
72196 - DEIXEI MINHA SOGRINHA SAFADA ME CHUPAR - Categoria: Heterosexual - Votos: 34
72260 - UM AMIGO FODEU MEU CU NA NOITE DE NATAL - Categoria: Heterosexual - Votos: 71
72283 - FIZ BOQUETE NO NAMORADO DA MINHA IRMÃ - Categoria: Traição/Corno - Votos: 31
72874 - PAGUEI UM FRETE COM MUITO SEXO - Categoria: Heterosexual - Votos: 26
73260 - CONSULTA NO GINECOLOGISTA ACABOU EM SEXO - Categoria: Heterosexual - Votos: 24
73733 - DEIXEI O PAI DO MEU AMIGO FODER MEU CU 1 - Categoria: Heterosexual - Votos: 30
73924 - DEIXEI O PAI DO MEU AMIGO FODER MEU CU 2 - Categoria: Heterosexual - Votos: 22
74536 - FIZ SURUBA COM MINHAS AMIGAS DE CURSO - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 23
75604 - DO TRABALHO ESCOLAR PRA 1 PRAZEROSO MÉNAGE - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 54
76144 - MEU CUNHADO ME VIU CHUPANDO A IRMÃ DELE - Categoria: Heterosexual - Votos: 31
76937 - EU, MINHA AMIGA E O NOIVO DELA TRANSAMOS 1 - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 25
77025 - EU, MINHA AMIGA E O NOIVO DELA TRANSAMOS 2 - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 22
79481 - CHIFREI MEU NAMORIDO COM O MELHOR AMIGO DELE - Categoria: Traição/Corno - Votos: 35
79849 - TIVE UMA FODA INESQUECÍVEL COM MINHA CUNHADA - Categoria: Lésbicas - Votos: 22
80214 - TRANSEI COM MEU PROFESSOR GOSTOSO E TARADO - Categoria: Heterosexual - Votos: 19
81438 - PERDI UMA APOSTA E FIZ MÉNAGE E DP COM AMIGOS - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 38
81953 - DEI PRA UM AMIGO DE ADOLESCÊNCIA NO CARNAVAL - Categoria: Heterosexual - Votos: 13
82289 - TENHO TIDO BELAS FODAS COM UM HOMEM CASADO - Categoria: Heterosexual - Votos: 14
82542 - TRAÍ UM NAMORADO QUE TIVE COM A IRMÃ DELE - Categoria: Traição/Corno - Votos: 12
84576 - TRAI O MEU MARIDO COM O MEU CUNHADO 1 - Categoria: Heterosexual - Votos: 21
84577 - TRAI O MEU MARIDO COM O MEU CUNHADO 2 - Categoria: Heterosexual - Votos: 15
85527 - DEI O CU PRO EMPREGADO DO MEU NAMORIDO - Categoria: Heterosexual - Votos: 23
85966 - LOUCURAS DENTRO DO ÔNIBUS LOTADO 1 - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 23
85971 - LOUCURAS DENTRO DO ÔNIBUS LOTADO 2 - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 22
86159 - O NOIVO DA MINHA AMIGA TRANSOU COMIGO - Categoria: Heterosexual - Votos: 18
86160 - FIZ UMA SURUBA COM TRÊS AMIGOS DA FACULDADE - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 23
91283 - 48- FUI ARROMBADA POR UM DESCONHECIDO - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 17
96660 - DEI GOSTOSO PRO MEU PATRÃO - Categoria: Heterosexual - Votos: 12
96661 - DEIXEI MEU PRIMO TRANSAR COMIGO - Categoria: Incesto - Votos: 17

Ficha do conto

Foto Perfil adriangra
adriangra

Nome do conto:
TRAÍ MEU NAMORADO COM O CASEIRO DELE

Codigo do conto:
69368

Categoria:
Heterosexual

Data da Publicação:
15/08/2015

Quant.de Votos:
46

Quant.de Fotos:
0


Online porn video at mobile phone


quadrinhoxxxtripla penetração na buceta mulher estrupadda virgem por tres belo sexocontos er noite friacontos eróticos bebadaCHUPADO NA FESTA DA PRINCESA FROZEM CONTO EROTICOperdi as preguinhas do cu quando era pequenacontos eroticos comi a titialanbendo buceta porno doidomuito inchada e molhada de gosocontos de encestos no metroninfeta motociclista sendo violentada gritando e gemendo altoxxx animados porno guaxinim putinha libera pro tio safadaocontos erotico Gay padrinho Jegaomulheres esfregando suas bucetasporno.com gostosa casada deixa seu corno fazer uma surpresa no jantar com o pausadoContos eroticos mamado e mordedo seiosconto gay papaku fode um pm depravadosenrei no pau de meu filho sem qerer e senti as bola contosConto erotico seminaristacontos eroticos e vidios padrinho coroa enrraba afilhadoconto erotico carnavalconto erotico tia lucia parte 4esposa boa é esposa que rode com outro homem e traz a buceta recheada de leite pra casadwolland de coroa gaucha safadinhaGugamrapcontos de maduras estrupadasConto erotico eu sou uma coroa casada de 45 anos muito carentemeu enquelino mecomeu meu cu conto eroticocontos eróticos traficantecontos de pau meladocomto pprno coroasconto cu abertoconto erotico putinha de dois amigoscontos eroticos entre irmao e irma especias com fotos do incestosexo.fudedo.o.cu.da.avo.do.filhocontos de esposa sendo judiada e/arrombadacontos camioneros fudeno.com.brcorno não resistea negãolindo e pede pro negao li cume tambémprofessor trando com aluno gay depois da aulaconto erotico de pai e filha de feriasConto de puta vadia vivendo com um estupradorfinalmente ela me apresentou o cornosexo conto erotico incesto tio padrinho avopedi meu pai pra gozar dentro da minha buceta, contogordo camiomeiro paudurugibi porno uma coroa muito sorconto erotico gay dei cu jogar video gamecontos gay padrastocontos eróticos meninas novinhas sendo seduzidas por lésbicasarrombando a buceta da maequal hq erotica porno que o filho lucas come a empregada domesticasarrando a bundinha da minha filinhaultimos contos sadoperdi as preguinhas do cu quando era pequenacontos de crentinhaContos eroticos tirando cabacotio safado me ensinando dirigirGay com chiclete e esperma na bocacontos de assedioscontos eroticos de meninas que perdeiro a virgendadehentai comendo a mae dos outrossindica do predio transando com porteirocontos sobrinha casadacontos eroticos me amarraram e comeram na obracontoeroticobundaocu invocante 7 hentai quafrinhosContos eroticos professora gulosa mamando e fodendo com alunos pauzudos em orgias na sala de aula na frente da classeContos eroticos.dervlinultimos contos sadoultimos contos sadocorno negro hq esposa