Com a doutora Patricia ( parte 2 )


Click to Download this video!


Continuação...
Faltavam cerca de quinze minutos para as oito quando a doutoura Luísa entrou para começar seu turno. Tinhamos tudo arrumado e limpo, ela não desconfiou de nada. Ficamos por ali mais um tempo, até todo o mundo estar a trabalhar. Só depois fomos nos trocar para sair, como não tinhamos o carro no mesmo lugar eu falei para a gente se encontrar no café que tinha lá no fundo da rua, lhe expliquei onde era e fomos saindo sem antes respondermos às nossas colegas que a noite tinha corrido bem e nós nos entendemos maravilhosamente. A enfermeira Sofia falou: " eu sabia que vocês duas se iam Entender bem" não sonhava como nós nos entendemos até bem demais.
Quando saímos cada uma se dirigiu para seu carro e nos encontramos no café que tinhamos combinado. Fui logo direta ao assunto, falei para ela que se não tinha nenhum compromisso para aquele dia, então estaria comigo. Que iríamos as duas num lugar muito íntimo e que ninguém nos reconheceria. Peguei no celular e digitei um numero, ela perguntou para quem eu estava ligando, e que ia eu fazer com ela... Não respondi na hora. Do outro lado da linha alguém respondeu, era Tânia, a minha amiga e agora também minha escrava e de Suzy. Eu falei para ela que iria passar lá no salão para pegar as chaves do seu apartamento em sua cidade, porque precisava de usar ele naquele dia da parte de tarde. Tânia reclamou, mas eu a lembrei que quem mandava era eu. E que dali a vinte minutos passaria lá no salão e que tivesse consigo o que eu queria, nem deixei ela responder e desliguei o celular. Como eu esperava cheguei no salão, entrei e dirigi-me onde estava Tânia que abriu sua bolsa e tirou de lá aquilo que eu queria. Me entregou as chave e pediu para eu deixar tudo arrumado lá no apartamento, eu falei para ela que se não der tempo ela mesmo iria lá arrumar tudo no dia seguinte. Viu que não tinha como reclamar perante minha autoridade ficou calada e submissa. "Gostei dessa sua atitute, gosto de ver você obedecendo" falei isso e fui logo saindo, sem antes passar pelas meninas e desejar um bom dia de trabalho, Suzy como entra mais tarde ainda não tinha chegado. Quando cheguei no carro fui falar com Patricia que se encontrava no seu me esperando. Falei que era melhor passarmos em casa dela para pegar alguma roupa interior, porque a que nós tínhamos estava toda melada, eu iria com ela e esperava no carro. Falei para ela estacionar bem seu carro que nós íriamos no meu, ela subiu então em sua casa e demorou uns quinze minutos.
Dali seguimos em direcção à minha casa para também pegar algumas coisa, meu marido já tinha saído para trabalhar e eu pedi que ela entrasse comigo, fui direta ao meu quarto, ela me esperou na sala, peguei tudo que precisava e falei que podíamos ir então. Ela falou que podíamos ficar ali mesmo. Eu falei que os vizinhos são um pouco curiosos e podiam nos ouvir gemer e falarem para alguém. Onde íamos era muito mais seguro, mas mesmo ali na minha sala eu a puxei para mim e colei minha boca na dela e nos beijamos longamente. Ela depois daquele beijo só falou " poxa, você e uma delícia a beijar" e fomos logo saindo.
Foi bem rápida a viagem, quando chegamos fui direita ao quarto pousar minha bolsa, tudo que continha de útil iria ser usado naquela cama. Ela seguiu atrás de mim, quando pousei tudo em cima da cama ela me traça por trás e aperta meus seios, aquela doutora gostosa agora já estava bem desinibida, enquanto apalpa meus seios encosta os seus nas minhas costas, era uma sensação maravilhosa, então começa a beijar minha nuca e meu pescoço, enquanto isso vai falando no meu ouvido que eu sou gostosa demais, que foi uma delicia me ter conhecido, levantou minha blusa e tirou ela pela cabeça ficando eu só com o soutien vestido na parte de cima do meu corpo. Enquanto isso continua aquele banho de língua em minhas costas. Eu estava toda arrepiada. Ela me vira e puxando o soutien para baixo deixa minhas mamas ali à sua mercê junto do seu rosto, não perdendo tempo começa logo a passar sua língua em meus mamilos e chupando também. De quando em vez dá umas mordidas deliciosas. Parou um pouco olhou para mim falou: " nunca pensei que fosse tao bom transar com uma mulher, vou querer mais vezes" "ainda bem que gostou", falei eu para ela. Sempre que ela desejasse era só falar, para ela eu estaria sempre disponível, porque também ela era gostosa demais. Com sua boca e língua em meus seios eu fiquei toda encharcada na hora, pedi para ela ir descendo com sua boca e me chupasse a buceta, ela acedeu a meu pedido e lá foi descendo. Desapertou e tirou minha saia me deixando só com a calcinha, sua língua começou a passar na minha bucetinha mesmo por cima da calcinha e beijava também. Eu estava ficando louca de tesão, então ela desvia um pouco a calcinha lábios da minha vagina começam a ficar expostos, com a língua ela continua a lamber suavemente. Então puxa a calcinha para baixo e eu fico toda aberta para ela toda melada, ao ver o meu estado ela enterra sua língua toda em minha buceta e suga todo aquele mel eu gozei naquele momento só de pensar que estava a ser chupada por uma mulher que nunca tinha feito tal coisa, ela bebeu tudo, eu estava surpreendida e muito, mas muito excitada mesmo. Então ela se vira para o meu grelinho e com sua língua me levou ao paraíso, eu que tenho muitas experiencia nunca tinha sentido tamanho prazer. Ela sabia como fazer, aprendeu rapidinho como eu fiz com ela na noite anterior. Ela chupava muito gostoso, eu eu louca de tesão gemia baixo, estava amando o que estava acontecendo. Então tirei a blusa dela e foi minha vez de chupar aqueles seios lindos, foi maravilhoso eu estava adorando tudo aquilo, o tesão estava me matando e não demorei a deita-la na cama e tomar a iniciativa de tirar a saia dela, comecei a beija-la e tocar na buceta dela que estava muito molhadinha, estava uma delicia.Passei a língua pelo corpo dela todo até chegar na calcinha...olhei pra ela que estava louca pra ser chupada, e foi o que eu fiz...Tirei a calcinha dela, nossa que buceta maravilhosa seu grelo estava durinho...eu tinha tanta vontade que comecei a chupar aquela buceta como uma louca faminta...depois comecei com movimentos mais leves...eu passava a língua do grelo até quase o cuzinho dela, nossa era delicioso aquilo, eu sugava os pequenos lábios da buceta dela que eram grandes, sugava como se fosse uma língua...eu abri bem aquela bucetinha gostosa e meti a língua dentro, nossa ela gemeu como uma piranha, e isso me excitava muito, ela falava para eu não parar de chupar a bucetinha dela, dizia que eu chupava como nunca ninguém tinha chupado ela. Aquilo me deixava com mais vontade de não parar de chupar aquela buceta gostosa.
Foi quando ela falou que queria sentir de novo o meu gosto, o gosto da minha buceta que já estava de também novo inundada de tanto tesão... Nossa, aquele momento foi uma das melhores sensações da minha vida, ela chupava minha buceta com tanta fome que chegava a babar, estava delicioso. Quando ela começou a meter o dedo em mim, eu gemia muito, muito pedindo pra ela não parar que eu já estava prestes a gozar, ela nunca parava, e quando abri a minha buceta e meteu a língua lá dentro eu não segurei mais e gozei, gozei muito...eu gemia feito louca, era a loucura total. Em seguida queria que ela também sentisse o mesmo e voltei a chupa-la, meti meu dedo na buceta dela, pedi pra ficar de quatro pra mim, pois queria lamber o cuzinho dela também, enquanto lhe chupava o cu com uma mão eu enfiava o dedo na sua bucetinha e com a outra eu acariciava o clitóris, quando comecei a sentir os tremores do corpo dela. Ela não aguentava mais e falava: "Aiiiiiiiiii nãoo páraaaaaa, chupa meu cuzinhoo chupaa gostosooooooo aaiiiiiiii...vou gozar, vou gozaaaaaar"
Naquele momento eu coloquei minha cabeça entre as pernas dela, que ainda continuava de quatro e chupei aquela buceta deliciosa. Queria que ela gozasse na minha boca e foi o que aconteceu. Bebi todo aquele mel. Nossaaaaa... Foi maravilhoso tudo aquilo, foi gostoso de mais
Mais ainda não tinha acabado aquela tarde maravilhosa, completamente encharcadas com o suor dos nossos corpos, decidimos que era melhor tomar um banho para retemperar as nossas forças. Debaixo da água começamos de novo o nosso jogo de sedução. Patricia parecia esfomeada por sexo, quem diria que aquela médica que eu tinha acabado de conhecer à menos de vinte e quatro horas era assim uma fera sexual. Só podia ser porque seu marido não lhe dava o que ela tanto precisava, mas eu estava ali para a satisfazer plenamente. Eu queria que ela nunca mais esquecesse o dia em que me conheceu. Iria ter uma tarde de verdadeira loucura.
No banho com a água correndo sobre nossos corpos, nós duas fizemos tudo que nos vinha à imaginação, nos beijamos, usamos nossos seios para fazer mil coisa eu meti meus dedos em sua buceta, ela meteu em mim. Enfim, ali a gente se amou de verdade, mas faltava a minha arma secreta. Chegou uma altura que eu perguntei para ela se queria ser penetrada de verdade. Ela só respondeu: "você tem como?" eu falei: " espere um pouco" e sai debaixo da água que continuava correndo sobre nós. Fui na sala e abri minha bolsa, peguei aquela vara enorme que Suzy (lembram-se de Suzy?) usou em mim e em Tânia e coloquei na minha cintura, quando voltei para o banho Patricia se assustou ao ver aquele instrumento e falou: "você vai meter isso em mim? Nao sei se aguento." só respondi: " você do jeito que está carente até aguentava muito mais, por isso eu vou foder você agora naquela cama". E mandei ela sair debaixo da água mesmo assim toda molhada e me acompanhar até ao quarto.
Eu estava adorando ver aquela médica gostosa olhando para aquela rola enorme. Ela falava que a do seu marido era uma miniatura comparada com aquilo, mas também falava que estava desejando demais meter tudo aquilo dentro de sua buceta, que seu corpo pedia para eu não perder mais tempo e que a fizesse logo sentir o prazer de finalmente ser comida de verdade
Mandei ela se deitar e abrir suas pernas, era uma visão maravilhosa aquela buceta ali toda escancarada para receber aquele cacetão. Mas antes e fui por cima dela e coloquei ele bem perto de seu rosto e perguntei se antes não o queria chupar um pouco. Abriu sua boca e eu comecei metendo ele, quase que não cabia, mas com esforço lá entrou a cabeça e ela o chupou gostoso deixando ele todo babado. Ela já não aguentava mais eu tirei de sua boca e ela falou: " ai Andréia me come logo, quero sentir tudo isso em mim. Eu repondo: "vou meter na sua xaninha e depois vou esfolar seu cuzinho também", ela falou que seu cuzinho ainda era virgem teria de ser com um pau mais pequeno para seu marido não desconfiar se algo corresse mal. Eu concordei e falei para ela que tinha ali rolas de vários tamanhos, algum deveria servir no seu cu. Enquanto falava isso eu já ia forçando a entrada na sua buceta, ela pedia para ir devagar, que estava doendo um pouco. Depois de ter entrado mais de um terço ela já não reclamava da dor, só gemia e falava que estava gostoso demais então de uma estocada eu enterrei tudo o que faltava, deu um grito, eu parei um pouco. Comecei pouco depois um vai e vem muito lento, fui aumentando a velocidade aos poucos para não machucar ela. Agora já não sentia dor e pedia para eu a foder sem dó, então eu comecei a cavalgar ela sem dó mesmo. Ela gemia feito louca., " aaaaiiiiiiii quueeeee bommmm Andréia mete tudoooooo meteeeeee me foooodeee gostoso me arromba toda uiiiii iiiiii deliciaaaa você é demais vou gozaaaarrrrr arrombbbaaa sua doutouraasaa vaiiiiiiiii. Nossaaaaa como é bommmm levar uma rola assiiiiiiiii " e gozou que nem uma putinha safada. Tirei tudo de dentro dela e levei em sua boca para ela sentir seu gozo. Lambeu tudo. Mas eu queria mais aquela buceta toda melada e arrombada queria mais. Voltei a meter aquela rola nela, já não doía era só prazer. Peguei numa mais pequenas e esfreguei no seu cuzinho meti em minha buceta que estava toda melada, depois cuspi no seu buraquinho e meti meu dedo fazem movimentos circulares para ela se ir habituando. Tirei da minha buceta, estava todo melado. Apontei ao seu cu e fui precionando, com dificuldade aquela rola ia entrando. Enquanto fazia isso tinha tirado a rola grande de sua buceta, mas agora chegava a hora dela ser penetrada duplamente. Voltei a apontar aquela vara enorme à sua buceta, e dessa vez eu meti tudo duma só vez. Aproveitei e fiz o mesmo no seu cuzinho, ela deu um pequeno grito de dor, mas dali a poucos minutos já rebolava toda nas duas picas e pedindo para não parar nunca. Ela gozou varias vezes com os dois buracos preenchidos. Foi delicioso.
Quando tirei tudo de dentro dela ficou ali em cima da cama quase desfalecida mas aida conseguia me dizer: " obrigada Andréia, você hoje me fez sentir realizada. Há quanto tempo eu sonhava ser comida como você hoje me comeu" eu dei-lhe um longo beijo e falei que ainda vamos gozar muitas vezes juntas. Pedi para ela se restablecer porque ainda faltava eu levar rola. Ela perguntou: " você também quer? Será um grande prazer meter essa rola em você " quando falei que queria que a metesse no meu cuzinho ela quase babou de tesão.
Ela coloca a aquela vara em sua cintura, eu me deito na cama completamente aberta para ela ver como és estava louca por rola, levei meus dedos em minha boca e depois metia na buceta. Ali me masturbando para ela. Veio devagarinho passou a cabeça daquela rola na entrada da minha buceta e roçou gostoso ela. Eu pedi para meter tudo. Mas ela só foi metendo ao poucos, quando tinha metade dentro de mim ela tirou e me mandou abrir a boca, com a boca aberta ela veio com a rola e começou a enfiar, eu sentia o meu gosto e adorava aquilo, com aquele cacete todo molhado de minha saliva ela o levou de novo em direcção da minha buceta que implorava por ele, meteu tudo duma só vez. Fui ao delírio e mandava ela socar bem forte, ela não tinha dó e socava tudo bem fundo dentro de mim, não demorou muito que eu gozasse, e gozei muito. Como o cacete quando ela tirou da minha buceta estava todo melado ela levantou minhas pernas e as colocou nos seus ombros deixando meu cu à sua inteira disposição. Aí ainda teve menos piedade, deu duas cuspidelas nele e espalhou aquele cuspo todo enquanto metia primeiro um e depois dois dedos em meu cuzinho. Quando viu que eu delirava com aquilo começou a forçar a entrada daquele cacete. Meu cuzinho já está acostumado e absorveu logo tudo. Enterrou tudo senti ele bem fundo em mim. Pedi para ela não parar e me comer com violencia. Nem pensou duas vezes e começou a bombar com força. Tinha momento em que ela tirava tudo e voltava a meter com bastante força, era isso que mais me agradava. Ela comeu meu cu por uns vinte minutos. Eu gozei varias vezes nesse tempo. Mas já não aguentava mais. Então ela tirou e ficamos deitada as duas nos olhando. Eu falei que ela era gostosa demais. E que na próxima vez também iria meter aquele cacete em seu cuzinho. Ela pediu um tempo para se adaptar à ideia. Mas que tinha muita vontade de sentir o mesmo que eu tinha sentido momentos antes.
Já estava ficando tarde, fomos tomar nosso banho juntas onde aí ainda nos beijamos e lambemos nossos seios durante algum tempo, e prometemos uma à outra que iríamos repetir tudo sempre que desse. Já estava consumado o nosso primeiro acto de luxuria, muitos outros estão para vir. Ainda não deu tempo
A doutoura Patricia afinal não era nenhuma santinha, o problema dela era a falta de rola, e quando encontrou alguém que lhe deu esse prazer não exitou, aliás ela quer mais. E concerteza vai ter.
Quando a deixei em sua casa eu falei para ela que para deixar seu marido o problema era não ter emprego estável podia começar já por arrumar um advogado porque o emprego ela já tinha conseguido. Não entendeu o que eu tinha falado e perguntou:, " como assim?" eu falei que ela iria ter uma surpresa muito brevemente.
Na quarta feira quando chegou no trabalho, foi-lhe comunicado na recepção que antes de começar a trabalhar deveria passar na secção de recursos humanos.
Depois quando chegou no trabalho eu já me encontrava presente, mas ela esperou o momento em que estavamos sozinhas e me perguntou: " como vc conseguiu isso para mim?" me fiz desentendidas e falei: " isso!!! O quê? " "o emprego para mim" respondeu ela. Eu falei que isso não interessava, o que interessava é que ela estava feliz e que devia aproveitar aquela oportunidade. Tem muita gente que gostava de estar no seu lugar. Como estávamos sozinhas ela me deu um pequeno beijo na boca e falou" eu amo você ".

Tenho muitas aventuras para vocês... Mas a próxima é demais.
Minha ex nora me pegou direito e eu não consegui resistir.
Me aguardem, votem e comentem
Adoro vocês todas minhas amigas, e também adoro partilhar meus bons momentos
Bjsssssss para todas

Foto 1 do Conto erotico: Com a doutora Patricia ( parte 2 )


Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Comentários


foto perfil usuario bomaluno1000

bomaluno1000 Comentou em 08/04/2017

Excelente o envolvimento...

foto perfil usuario skarlate

skarlate Comentou em 20/01/2017

excelente

foto perfil usuario js759123

js759123 Comentou em 20/01/2017

És uma escritora fantástica os teu contos prendem-nos de princípio ao fim e entusiasmam.

foto perfil usuario casalsecretoms

casalsecretoms Comentou em 03/01/2017

muito excitante

foto perfil usuario bomderemadas

bomderemadas Comentou em 25/12/2016

??????????????????gostei d segunda parte

foto perfil usuario joalumar

joalumar Comentou em 13/11/2016

gostei muito parabens

foto perfil usuario carol21

carol21 Comentou em 05/11/2016

Amei esse conto! Parabéns!!

foto perfil usuario carol21

carol21 Comentou em 05/11/2016

Amei esse conto! Parabéns!!

foto perfil usuario medeiros61

medeiros61 Comentou em 27/09/2016

Divino o seu conto, votado e parabéns mais uma vez.

foto perfil usuario carpediem49

carpediem49 Comentou em 24/08/2016

maravilhoso, sem palavras ! parabéns votado CarpeDiem49 beijos

foto perfil usuario kouccky

kouccky Comentou em 27/02/2016

Gozeii... com esse conto

foto perfil usuario cesar imperador

cesar imperador Comentou em 18/01/2016

Mulher dominante, deve ser gostosa mesmo, adoramos seu conto! Da ate vontade de experimentar, aqui quem ta falando é esposa !conta mais conta!!

foto perfil usuario jpb22

jpb22 Comentou em 04/10/2015

Que conto gostoso de ler

foto perfil usuario fehferrie

fehferrie Comentou em 16/07/2015

Amei a continuação, vou ler todos seus contos bjs ;*

foto perfil usuario antoniolobo

antoniolobo Comentou em 10/07/2015

Muuuuuito bom! Cada vez melhores seus contos! Quero mais!

foto perfil usuario Soninha88

Soninha88 Comentou em 10/07/2015

contos maravilhosos, vc escreve muito bem, super excitante...votei...bjs




Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


67296 - Eu Andréia me confesso - Categoria: Lésbicas - Votos: 42
67399 - A minha segunda vez. com Viviane, claro - Categoria: Lésbicas - Votos: 39
67514 - Meu sonho se tornou realidade. - Categoria: Lésbicas - Votos: 39
67517 - Com a doutora Patricia ( parte 1) - Categoria: Lésbicas - Votos: 50
67583 - Com a minha nora - Categoria: Lésbicas - Votos: 44
67940 - Mãe e filha recém conhecidas - Categoria: Lésbicas - Votos: 35
68212 - Orgia a cinco - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 24
68213 - Marta e sua filha Sandra - Categoria: Lésbicas - Votos: 18
68388 - As duplas penetrações de Marta e sua filha Sandra - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 52
68794 - As minhas escravas - Categoria: Lésbicas - Votos: 13
68850 - Entreguei Sandra e sua mãe à doutora Patricia - Categoria: Lésbicas - Votos: 15
77663 - A recepcionista - Categoria: Lésbicas - Votos: 11
84909 - A minha dentista linda - Categoria: Lésbicas - Votos: 10
84912 - Um final de semana na chácara da minha amiga - Categoria: Lésbicas - Votos: 8
84926 - Festinha com minha prima - Categoria: Lésbicas - Votos: 8
84969 - Minha vizinha desesperada - Categoria: Lésbicas - Votos: 15
84997 - Sobrinha carinhosa - Categoria: Lésbicas - Votos: 16
85302 - Minha cunhada carente - Categoria: Lésbicas - Votos: 14
85441 - Traí meu marido com seu amigo - Categoria: Heterosexual - Votos: 27
86940 - A esposa do Prefeito - Categoria: Lésbicas - Votos: 13
90464 - Num casamento - Categoria: Lésbicas - Votos: 6
90683 - A visita - Categoria: Lésbicas - Votos: 9
90760 - A policial - Inspeção nocturna - Categoria: Lésbicas - Votos: 10
90963 - Uma estranha deliciosa - Categoria: Lésbicas - Votos: 4
91251 - A médica substituta - Categoria: Lésbicas - Votos: 28
91402 - Esfrega sua boquinha em mim - Categoria: Lésbicas - Votos: 10
91451 - Doutora Vanessa ( ficção) - Categoria: Lésbicas - Votos: 11
91754 - Esfrega sua boquinha em mim II - Categoria: Lésbicas - Votos: 12
92001 - Esfrega sua boquinha em mim III - Categoria: Lésbicas - Votos: 12
92395 - Esfrega sua boquinha em mim IV - Categoria: Lésbicas - Votos: 10
92622 - A portuguesa carente mas muito safada - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 12
92655 - Debaixo da mesa do restaurante - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 10
93298 - Alberto, o amigo de meu filho - Categoria: Heterosexual - Votos: 12
93386 - Nossaaa!!! Meu tio me comeu toda - Categoria: Heterosexual - Votos: 15
93456 - Com Liliane e seu amigo - Categoria: Heterosexual - Votos: 8
93459 - Um esclarecimento - Categoria: Heterosexual - Votos: 5
93530 - Tímida mas maliciosa - Categoria: Lésbicas - Votos: 6
94583 - Um sonho meu - Categoria: Lésbicas - Votos: 7
94730 - Minha amiga pagou para me ver masturbando - Categoria: Lésbicas - Votos: 20
95049 - A Doutora Juíza - Categoria: Lésbicas - Votos: 17
95164 - Gozando muito com a ninfeta no Rio - Categoria: Lésbicas - Votos: 16
95704 - Com um casal da internet - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 15
95705 - Final de semana em São Paulo com Beatriz - Categoria: Lésbicas - Votos: 9
95746 - Fui cantada por uma menininha - Categoria: Lésbicas - Votos: 13
95834 - De volta à chácara da minha amiga - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 16
95873 - A filhinha virgem do casal de evangélicos - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 23
95894 - A minha cunhada carente, alguém se lembra dela? - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 13
96639 - Acabei dando para o meu filho - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 24
96782 - A esposa submissa do administrador - Categoria: Lésbicas - Votos: 9
97051 - A mãe evangélica da minha menina - Categoria: Lésbicas - Votos: 18
97170 - O meu amigo advogado - Categoria: Heterosexual - Votos: 9
102941 - A minha amiga Rosa ( a mulatinha ) - Categoria: Lésbicas - Votos: 15
103035 - Começou numa noite fria - Categoria: Lésbicas - Votos: 6
103039 - O técnico da internet era uma mulher - Categoria: Lésbicas - Votos: 11
103064 - A minha amiga Rosa ( a mulatinha ) segunda parte - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 17
103153 - Meu filho comendo a titia comigo assistindo - Categoria: Incesto - Votos: 41
103272 - Comemos minha sobrinha com sua mãe dormindo ali ao lado - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 21
103340 - No escuro do cinema ela me convenceu - Categoria: Lésbicas - Votos: 16
103422 - Finalmente minha cunhada e sua filha transaram - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 19
103649 - A minha primeira vez - Categoria: Lésbicas - Votos: 6
103720 - Consegui a reconciliação entre meu filho e minha ex nora - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 23
103824 - Uma viúva me provocou... Teve o que merecia - Categoria: Lésbicas - Votos: 14
103848 - Meu tio queria me comer de novo... Mas fui eu quem comeu sua esposa - Categoria: Lésbicas - Votos: 11
104113 - Uma louca perseguição... E uma noite de sonho - Categoria: Lésbicas - Votos: 11
104607 - Ana agora é submissa... E arrombada - Categoria: - Votos: 14

Ficha do conto

Foto Perfil andreiafelina
andreiafelina

Nome do conto:
Com a doutora Patricia ( parte 2 )

Codigo do conto:
67518

Categoria:
Lésbicas

Data da Publicação:
09/07/2015

Quant.de Votos:
28

Quant.de Fotos:
1


Online porn video at mobile phone


contos eroticos peguei meu cunhado virgem me espiandogostosa de calsa leg estupro contomulheresse.masturbando.locmente.ate.gozaremcomi minha filha virgem contosConto erotico gravidahentai quadrinho as aventuras de lia 8conto erotico o bombeiroavo pelada e cu margarinapau solucando dentro do cu e gozando 3 vezes dentro porno caseiro xnxxconto erotico dei o cu a estranho no matoCONTO EROTICO NO ASSALTO A CASAcontos veridico menino bem dotado conseguiu fode a professora casada[email protected]conto esposa quer emprenharcontos eroticos das amigas da escola da minha filhamulheres vestido curto com bunda grande gostosacontos eroticos de meninas que perdeiro a virgendadeo pau do meu cunhado me lacio a bucetacontos erotici prima beataboquete em quadrinhosContos erotico velhas dando pra novinhoporno pauconto erotico arrombei o velhoquadrinhos inseto hentai violentei imazinhavvideo mulhe da buceta mais qabiluda melada de porrehttp://googleweblight.com/?lite_url=http://mozto.ru/maridoamigo/contos&ei=9-IR4lIp&lc=pt-BR&s=1&m=352&host=www.google.com.br&ts=1491934763&sig=AJsQQ1AdU4VixHEPShgralA6aGBMBzxXGwcontos eroticos eu e o pai gostoso do meu melhor amigomulher fodendocpm. melhor amigo do marido,contosXVídeos gay boa f*** mototáxi comendo um gaycontos eroticos fui bem fodida feito puta e chingada feito uma vadia pelo meu tiocontos eroticos de meninos gordinho gaycontos eroticos a crente do fretadocontos meu genro sarado exibiu seu peitoral peludo e acabei dando minha bucetacaminhoneiro coroa metendo gostosomaegravidafilhocontoconto erotico maninha funkeiraConto anal Arrombada por pirocoessogro japa pega anora japa aforcça xvidiosenrabada pelo negao contosgibi porno o amario com acoroaquadrinho porno sedutora bundaoconto erotico entrei no banheiro femininoConto de incesto de a garotinha do papaiconto erotico de menino come primoContos e fotos de idosas boqueteirasdeixei me me cume de boua ate gozei pornoroludo penetro a casada conto erlticodeixei meu marido e fui fode com filhocontos de cdzinhas na fazendaConto erótico de coroa com bigodinho na bucetaMeu marido viajano meu sogro dormiu comigo contocontos erotico-você gozando no meu cuzinhoempregada sendo chantageada porno filmeporno mulher pega punheta e fode em homem esguioincestquadrinhocontos eroticos de travestis com fotos ,e cdzinhasdei pro pastor,contoscontos eroticos vovô e netinhospornocontos heroticos cinco contra umcontos eroticos de madura desvirginando novinhobeijo de língua peladoscontos erodicos vi meu marido cumeno minha filhacontos eroticos comi a biscatinhaMeu corninho gosta de ver sua mulher espetada numa picona pretaconto erotico esposa pelada na frente da galerafamilia sacana "tomando banho com papai"contos eroticos lesbicas exibicionistasmulheres gosta de passar margarina no cu e na busetas e no corpo inteiroesposanas baladacontoscontos erotico pai e finho ..chupao rolas e bucetasCoroa carona rabuda e seus contos eroticosAFELHADA PELUDA FODENDO COM PADREdescabacei a buceta da crentizinha magrela a fora - contos eroticoscontos eroticos mae e filho MozIncestos com vovô e papaiconto erotico de incesto minha tia minha musa expiradora eu comi elaconto erotico dormindocontos de sexo bar stripteasefilhaputacontoporno gay em quadrinho piratasultimos contos eroticos com estuproQuadrinhos eróticos Mãe e filhoincesto avo bolinando netinha pequena na chácaraDepois que eu fui embora da praia com a minha sobrinha eu levei ela pra um hotel eu tirei a virgindade da buceta dela e a virgindade do cu dela fiz ela virar mulher conto eroticoContos sempre fui o viadinho de todos os homens da familianovos contos eriticos escritos de lactofiliacontos de casada com haiiano na praia de nudismocriada pra ser putinha do vovo e.do papaicontos eroticos tio e sobrinhaConto erotico gay eu e um travestisexo sonambula cai de baca na poraxvideos hentai chupando apuceta de baixo do baucao