fodendo minha mãe vadia e rabuda (conto 5)


Click to this video!


ola, Depois do boquete que minha mãe me fez no banheiro do seu bar (ver conto 4), fique por ali bebendo minha cerveja na expectativa que ela fechasse o bar, pois conforme combinado eu a levaria embora p/a nossa noite de meteção, fiquei observando a forma como minha mãe se comportava, como ja narrei em outros contos ela e uma coroa de 47 anos, meio feiosa até, porem e dona de um enorme e carnudo rabo, que fica ainda mais grande e cobiçado devido ao tipo de roupa que ela passou a usar desde que passou a tomar conta do bar, sempre usava calças justas totalmente encravada em seu enorme cú, deixando-a com a bucetona rachada, sua fama entre seus clientes era de mulher facil, bastava deixa-la cheia de cerveja que a coroa ficava louca p/a fuder, sem escolher preto ou branco, bastava ter cacete grande, pois segundo comentarios da pinhãozada, se o cara que fosse fuder com ela tivesse rola pequena ela saia espalhando p/a todos que o cara não era de nada, minha mãe sabia que os caras babavam pelo seu rabo então provocava a galera andava de um lado p/a outro no bar rebolando seu cuzão e ouvindo gracejos de um e de outro, tinha alguns que percebia-se que tinham mais intimidade com ela pois apalpavam seu rabo na cara dura ali mesmo perante todos, ela apenas dava risada e saia rebolando, eu a esta altura estava quase gozando pois era demais p/a mim assistir a um monte de marmanjo louco para foderem minha mãe vadia, e seria eu que passaria a noite inteira mergulhado naquele bundão, ela fazia questão de me encarar seu olhar de loba me deixava ainda mais louco, vez por outra ela se aproximava e de modo discreto falava que estava louca p/a ser enrrabada por minha pica, falava e virava-se de costas exibindo a bunda com a calcinha toda enfiada, por volta das 3: 00 hs, restavam poucas pessoas no bar ela resolveu fechar, dispensou uns caras que queriam leva-la p/a casa e veio p/a meu carro p/a irmos embora, logo que entrou no carro eu a agarrei e chupei seus peitões ela logo segurou em meu cacete e mandou que eu saisse dali, indicando um outro local, onde ninguem saberia que ela era minha mãe, pois queria beber mais um pouco, o local que ela falou era uma zona, haviam alguma mulheres ali e alguns caras tambem, o ambiente era de muito erotismo, as mulheres com pouca roupa, e algumas chegavam ao ponto de chupar o pau dos caras ali mesmo nas mesas. escolhemos uma mesa afastada e comessamos nossa putaria, minha mãe logo colocou minha rola p/a fora e passou a chupar com toda experiencia do mundo, logo fomos interrompidos por uma garota trazendo uma cerveja, fiquei com certa vergonha, porem minha mãe sem demostrar nenhum tipo de receio cumprimentou a garota e continuou a chupar minha rola, percebendo que eu logo gozaria e deixando claro p/a mim que conhecia muito bem aquele ambiente ela chamou-me p/a irmos ate o quintal daquele estabelecimento pois queria que eu a fudesse lá. e logico que aceitei de imediato seu convite, o ambiente era de pouca luz, percebi que ali ja se encontravam outros casais trepando, eu encostei a vadia da minha mãe em uma parede, abri os botões de sua calça e a desci lentamente, pois era muito grudada e foi realmente muito dificil de abaixa-la, emfim tinha aquele rabo ali na minha frente apenas com aquela minuscula calcinha toda enterrada nele, abri sua bunda afastei a calcinha de lado e mergulhei minha cara no meio daquele monumento de cu, tinha um cheiro de buceta suada, ela empinava e gemia feito uma cadela eu a virei de frente pois precisava ver aquela buceta de perto, sua calça estava na altura dos jopelhos sua buceta era totalmente raspada com enormes labios vaginais eu cai de boca naquela bucetona arrombada, o cheiro de buceta suada me deixava ainda mais tesudo, estava tão transtornado de tesão que siquer percebi que os casais que la estavam quando chegamos ja haviam saido e logico viram a toda sacanagem que faziamos ali, meu pau estava a ponto de estourar então a vaca pediu p/a fude-la, empinei ainda mais a vadia e encaxei a minha rola em sua buceta que logo entrou inteira eu estocava com muita força na buceta da minha mãe, e sinceramente não tinha nenhuma sensação de culpa, pois a vadia dava p/a um monte de cara, e que mal haveria em da p/a mim também, continuei a foder a bucetona da coroa que a cada estocada que eu dava mais molhada ficava, porem eu não queria gozar já . tinha que comer o seu tão cobiçado rabo e coloquei ela novamente de costas p/a mim, abaixei a calcinha e fui enfiando minha pica naquele rabo quente e fundo, era evidente que ela dava muito seu cú pois a rola deslizou com extrema facilidade, atolei ate o saco meus 22 cm dentro do seu cuzão e iniciei uma sequencia de estocadas violentas em seu rabo, ela apenas gemia e implorava por mais, era muito tesão que eu sentia e apos 15 minutos fodendo seu rabo explodi em um gozo farto e alucinante enchendo seu cuzão de porra, a vadia gozou feito cadela, levantou a calcinha enfiando novamente em seu rabão e vestiu sua calça que entrou com muita dificuldade, voltamos de maõs dadas e continuamos a beber, chegamos em casa e fomos tomar banho juntos, eu a fodi mais um vez no banheiro desta vez gozei em sua bucetona carnuda, e fomos dormir exasutos de tanto meter. no proximo conto narrarei a surpresa que tive no dia seguinte onde meti com minha irmã e minha mãe juntas.

Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.





Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


6505 - fui mulher do caseiro (conto 1) - Categoria: Gays - Votos: 9
6507 - fui mulher do caseiro (conto 2) - Categoria: Gays - Votos: 7
6515 - minha irmã desquitada virou uma putona (conto 2) - Categoria: Incesto - Votos: 1
6521 - minha irmã desquitada virou uma putona (conto 1) - Categoria: Incesto - Votos: 1
6522 - fui mulher do caseiro (conto 3) - Categoria: Gays - Votos: 4
6538 - minha irmã desquitada virou uma putona (conto 3) - Categoria: Incesto - Votos: 2
6579 - minha irmã e mãe são duas putonas (conto 4) - Categoria: Incesto - Votos: 1
7607 - Fui a bucsa de pica no cine porno - Categoria: Gays - Votos: 5
7944 - desde 0s 14 anos sou putinha de calcinha (1) - Categoria: Gays - Votos: 6
35509 - Minha Tia Isaura, Seu Enorme Rabo,e Um Bikini (1) - Categoria: Incesto - Votos: 8
36991 - Minha Tia Isaura, Seu Enorme Rabo e Um Bikini (2) - Categoria: Incesto - Votos: 5

Ficha do conto

Foto Perfil Conto Erotico filhocurioso

Nome do conto:
fodendo minha mãe vadia e rabuda (conto 5)

Codigo do conto:
6626

Categoria:
Incesto

Data da Publicação:
20/12/2005

Quant.de Votos:
2

Quant.de Fotos:
0


Online porn video at mobile phone


videos de corno na vila mimosa e outros puteiros e contos com fotopadrasto a proveita a donselinha dormindo a mulhe a vai desvirginar a entiadapadrasto a proveita a donselinha dormindo a mulhe a vai desvirginar a entiadagostosa fudendo com cunhadoquadrinhos eroticos estupradas na marraespiando enteada porno quadrinhocontos eroticos ai que delicia me descabaça toda maninhoconto erotico defloradarelatos esposa metendo eo corno dormindoconto erotico pegando no paumeu Marido quer que eu foda com um negro contos.comtripla penetração na buceta mulher estrupadda virgem por tres belo sexodei pro meu pai contos eroticoscontos eroticos em contagem mgseu jose conto eroticocontos eroticos de lactofiliaincesto pai e filha crianva com fotos vontos eroticosconto padrasto e meu irmaoconto casada pinto itu cornoultimos contos sadoumaputagotosaultimos contos sadonovinha foi nada na casa do tio e liberopracantos eróticos real papai gosou sem camisinhacontos eroticos incesto maravilhosomae do meu amigo nerd conto eroticoquadrinho erotico_favelarelato erótico esposa patrao maridocontos eroticos no inner clubContos eroticos incesto casos reais pag 136Anal gay fuderoso de chorarContos e fotos senhoras que gosta de negros pauzudosgordas e novinhos conto erotocoquadrinho eroticos de big black cock 1hot blondeFRANCISCA PUTA BUCETAconto erotico mae carente fode tanto filho e engravidacontos eroticos de patricinhas trasando na praiacontos pornô narrado de sogro f****** a noraContos erótico feminino de chefefricanas porno mulhe aguenta 30centimetro de rolavidios eroticos de tias sendo sedusidas e fudidasso contos eroticos comi minha sogra na sala e minha esposa no quartoconto erotico eu depilando bucetavedeo porno chupei a rola do meu padrasto ater sai leitinconto erotico ele nao e meu irmaocontos veridico de incesto irma nao aguento o mega pauzao do seu irmao no cuporno ,contos erpticos cunhada gulozahistorias em quadrinho eroticocontos e fotos de negrinhas estrupadas pornocontocos erotico com viralata e fotos mulherfilhaputacontocontos safados genros tranzam com sogras dotadosxvideos papai comendo filunhascontos eroticos estourei o cabaco da jessicaconto erotico incesto publicovelho oobrigando menina a bater punhetaContos erotico mim fantaziei de cachora para meu filhoconto erotico foda com policialquadrinho erotico sendo arombadacontos eroticos de coroas que trairam com entregadoresmarido bebeu de mais pornover contos perdendo cabaco com cunhadoconto gang bang velhos na noraconto erótico rpinquilina paga aluguel mama maior pica sexo videosconto erótico calcinha peõesContos eroticos com as prinhas de 10 e 12 amimhoscontos gays arrombando cu de casados e sendo pego no flagracavalo rasgando cu ate soltar porravvideo mulhe da buceta mais qabiluda melada de porresogra fode gostoso nos quadradinjos hentayconto erotica estrupada no quertel