Meu titio me comeu na cozinha.


Click to Download this video!


Viajei para o interior de salvador na época de festas juninas. Todo o ano eu viajo para São Tomé e fico na casa dos meus avós, mas esse ano foi diferente. Minha mãe não poderia ir comigo e minha avó estava doente então ela viajou para lá e me mandou para Berimbau, onde a prima dela morava. Tia Sonia sempre ia pra nossa casa no Carnaval então eu e minha irmã Gabi não vimos problema em ir pra lá. Assim que chegamos à rodoviária minha tia e seu marido Denilson foram nos buscar de carro. Denilson aparentava ter 37 anos. Mas ele era forte, por conta do trabalho com o gado. Era alto, 1,83 cm mais ou menos. Ele tinha pele clara, mas bronzeada do sol. Seus músculos saltando para fora da camisa xadrez e tive um leve vislumbre do seu peitoral cabeludo por conta dos botões abertos da camisa. A calça que meu "titio" vestia era apertada e pude notar o quão bem dotado ele parecia.
A casa onde ficaríamos não era tão grande, mas tinha espaço. Eu e minha irmã dividimos o mesmo quarto e naquela tarde depois de conhecer a cidade junto com minha tia e sua filha Duda de quinze anos voltamos para casa na hora do jantar.
Eu fui para o quarto e peguei a toalha, um conjunto de lingerie branco e fui para o banheiro. Despi-me e entrei no box abrindo a torneira em seguida. Nem um pingo de água!
Bufei irritada e sai enrolada na toalha. O banheiro era próximo a cozinha e segui para lá pra comentar a falta d'água no banheiro. Assim que cheguei notei Denilson agarrando minha tia por trás. Ele beijava seu pescoço e o cheirava ao mesmo tempo. Aquilo me deixou quente e desejosa, imaginei como seria estar nos braços daquele macho tão gostoso. Pigarreei com a garganta atrapalhando o momento deles e assim que se viraram meu titio me comeu com os olhos engolindo em seco logo em seguida.
-Tia, não tem água no chuveiro. - Disse e afrouxei um pouco a toalha em volta dos meus seios. Denilson não desviava o olhar de mim.
Nem conseguia disfarçar.
-Poxa, é mesmo? Minha filha você vai ter que tomar banho de cuia lá fora.
Segurei o grito de raiva que queria soltar e respirei fundo.
-Não tem outro jeito, tem?- Perguntei e ela apenas negou com a cabeça.
Então sem outra solução segui para os fundos onde tinha uma pequena bica. Essa bica tinha espaço para eu tomar banho e como não viria ninguém resolvi banhar ali mesmo. A água estava quente apesar do ar gelado que me envolvia. Peguei o sabonete líquido e coloquei uma quantidade na minha mão esquerda, esfreguei as duas espalhando bem pelas mãos. Passei o sabonete com cheiro de morango pelos meus seios e desci até a barriga, queria que o banho fosse rápido, já estava começando a sentir frio. Peguei mais um pouco do sabonete e passei pela minha intimidade que estava lisinha, pois sempre faço de cera quente. Passei mais sabonete pela minha bundinha e quando virei para pegar mais água o vi ali. Me encarando sem vergonha alguma. Denilson estava sem camisa e a boca levemente aberta, era sexy o modo que ele me olhava, mas só pra pirraçar escondi meus seios com o braço.
- Perdeu algo aqui titio?- Perguntei cínica.
- Garota, não provoca!- Ele disse apenas e saiu me deixando ali, rindo da sua cara.
Depois do banho voltei para o quarto e me troquei. Vesti uma calça jeens toda rasgadinha e bem colada no meu corpo. Peguei minha camisa xadrez preta e vermelha. Amarrei-a acima do umbigo e dobre a manga um pouco. Passei uma maquiagem leve e calcei minha bota marrom. Estava pronta pra curtir os shows.
Quando segui para sala, todos estavam me esperando.
-Está muito linda minha menina. - Sonia falou ao levantar do sofá.
-Obrigado tia. - Agradeci e olhei para Denilson que me encarava, na hora ele tentou desviar o olhar mas eu havia pegado olhando para minha bunda. Apenas sorri e pisquei de leve para ele.
A praça estava ilumida, corpos dançantes, barracas de comidas e bebidas. No palco uma banda local tocava um forro pé de serra muito gostoso. Um garoto, um pouco mais alto que eu me puxou para dançar e aceitei sem pestanejar. Ele esfregava seu corpo no meu enquanto eu rebolava com o corpo grudado no dele. Minha tia dançava com seu marido, mas ele não tirava o olho de mim e nem eu dele. A tensão sexual a nossa volta estava papável.
No dia seguinte, minha tia teveque ir a fazenda que era a duas horas de distância. Ela me chamou para ir mas a minha ressaca da noite anterior fazia minha cabeça latejar então ela foi com minha irmã e levou Duda também. Fiquei dormindo até quase meio dia e quando levantei segui para cozinha, vestindo meu pijaminha vermelho. Eu pensava estar sozinha mas assim que cheguei a cozinha vi meu “titio” gostoso almoçando sozinho. Assim que me viu seu espanto foi nítido.
-O que faz aqui?- Perguntou.
-Ta me expulsando titio, que feio.-Fui irônica ao dizer e ri enquanto abria a geladeira para pegar água gelada.
-Não é isso, mas sua tia foi para a fazenda com as meninas e pensei que você também iria.
-Não fui, minha cabeça ainda dói um pouco por ontem a noite. - Disse e ele assentiu. Passei a língua pelos lábios ressacados e levei o copo a boca bebendo o liquido dentro dele. Denilson não desviava o olhar de mim, pra ser mais exata das minhas pernas de fora. - Ai, estamos sozinhos aqui, o que quer fazer?-Perguntei safada aproximando meu corpo da cadeira onde ele estava sentado.
- E-eu....
- Titio, eu sei que você quer tanto quanto eu quero. Não precisa ficar tímido. -Sussurrei em seu ouvido e ele suspirou ao se arrepiar.
Beijei o lóbulo de sua orelha e dei uma leve mordida. Aquilo pareceu acordá-lo de uma espécie de transe então rapidamente se levantou da cadeira e me agarrou prensando meu corpo contra a mesa de madeira.
-Você brincou com fogo sobrinha, agora vai ter que agüentar se queimar.
Denilson passou a me beijar com fervor enquanto eu ajudava-o a tirar a camisa preta. Logo sua blusa estava no chão da cozinha enquanto ele beijava meu pescoço e mordia com tanta força que arrancava gemidos altos de mim. Ele apertava os meus seios, ainda cobertos pelo fino pano de seda do pijama. Sua outra mão foi até minha intimidade equando ele adentrou a calcinha tocando minha buceta encharcada me arrepiei.
- Ta toda molhadinha né sobrinha? Vou dar o que tanto deseja...
Logo ele me deixou nua e me colocou sentada na mesa.
-Arreganha essas pernas pro titio te chupar essa buceta gostosa.
Fiz o que ele pediu e antes de começar com a tortura ele passou a mão por toda minha bucetinha aproximou seu rosto de lá e cheirou.
-Cheirosinha, lisinha e melecada. Do jeito que eu gosto.
- Chupa sua sobrinha vadia, meu titio.
Pedi e assim ele fez. Passava aquela língua enorme por toda minha extensão me deixando ávida por mais. Ele me mordia o clítores e depois sugava e passava a língua pelo lugar. Sua mão alcançou meu seio e eu pendi a cabeça para trás fechando os meus olhos.
QQuando ele parou com o processo tirou seu cacete para fora da bermuda e pincelou minha entrada varias vezes me torturando deliciosamente.
-Para com a tortura titio, quero pica. Mete esse caralho na boceta da sua putinha.
- Cê quer pica putinha? Quer a pica do titio?- Perguntou e eu assenti.
Logo ele me invadiu enquanto segurava meu pescoço em suas mãos. Ele apertava o meu pescoço beijando a minha boca enquanto bombava muito forte dentro de mim. Seu pau era enorme e quando batia no meu útero uma dorzinha incomoda eu sentia. Ele sai totalmente e voltava a me invadir cada vez mais forte. Gozei melacando sua pica e senti minhas pernas bambas.
-Agora vou dar leitinho na sua cara. Ajoelha. -Disse mandão e assim o fiz.
Ele começou a se masturbar enquanto eu colocava minha língua para fora fazendo a maior cara de safada. Ele urrava gutural e logo vários jatos de porra começavam a sair e bater em minha língua escorrendo pelo meu pescoço.
-Você é a sobrinha mais gostosa que eu tenho.- Ele disse enquanto vestia sua camisa.
-E a única que você fode gostoso não é? Rimos e fomos para o quarto para não ter chances de sermos pegos fudendo gostoso.
Meu tio é real, mas isso foi apenas um sonho meu nunca ele me comeu apesar de não faltar vontade de ambas as partes. Acho que o medo e o “respeito” nos impedem. Quem sabe um dia eu tomo a iniciativa?


Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Comentários


foto perfil usuario mrpain

mrpain Comentou em 28/07/2016

Caramba você sabe realmente escrever um conto excitante sem ser vulgar que maravilha. Espero que você volte a escrever.

foto perfil usuario tudoolho

tudoolho Comentou em 01/07/2015

Caralheeeooooo, que conto delicioso. Estou com meu pau durão! Vc imaginou Ele te chupando exatamente como Eu gosto de fazer. Leia os meus contos...Votei

foto perfil usuario goncalencesex

goncalencesex Comentou em 26/06/2015

Você e uma safadinha de primeira. Tenha um ótimo fim de semana.

foto perfil usuario

Comentou em 17/06/2015

Delícia de conto excitante e bem escrito,uma deusa de luxúria em todo explendor de sua beleza e sensualidade.Quero te conhecer fazer amor com vcê e iniciar uma deliciosa amizade. Beijos,

foto perfil usuario

Comentou em 13/06/2015

Delícia de conto excitante e bem escrito.Uma deusa de luxúria em todo explendr de sua beleza e sensualidade.Quero te conhecer, fazer amor com você e iniciar uma deliciosa amizade. Beijos,

foto perfil usuario maysoujun

maysoujun Comentou em 01/06/2015

Kkkkkkkk. bela historia, conta imaginação assim, brevemente será real.

foto perfil usuario voyspmen

voyspmen Comentou em 01/06/2015

nossa vc gosta mesmo de homens mais velhos, até fantasias com eles, votei,pois ia adorar pegar vc, bjs




Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


65692 - Vizinho gostoso - Categoria: Heterosexual - Votos: 40

Ficha do conto

Foto Perfil ninferotica
ninferotica

Nome do conto:
Meu titio me comeu na cozinha.

Codigo do conto:
65731

Categoria:
Fantasias

Data da Publicação:
30/05/2015

Quant.de Votos:
23

Quant.de Fotos:
0


Online porn video at mobile phone


contos porno tio tirando a virgindade da sobrinhacontos gay transformado em putaconto erotico raquel morena deliciosaconto erotico um travesti me fez de escravocontos tia peladinhacontos de fodas inesqueciveiscontos eroticos gays de fui dormir na casa do meu tiocontos eroticos incesto comendo a bucetinha novinha da minha filhinhacasada de vestido de piriguetecontos gay apartamentodoce nanda conto eroticoQuadrinho erótico no chuveirocontosgay2017bebeu e pau comeuprofessora conto eroticoAchei que corneava, mas fui triplamente corneadomeu pai nua cuporno como novinhas LesbicasContos coroas biconto erotico filho encoxa amaeGay contos marginalvidio.de.sexo.com padroto.castigado a entiada com denda dedada no cudeficiente foda mozquadrínhos hentai sogro taradoentiadacontoeroticotitia me seduziuconto erotico eu minha esposa e amigoamiga da buceta e bunda grandes contos eroticosconto erotico na casa de repousoconto: gozei feito vadiaconto eurotico amigo bumbudo gaycontos de c**** esposa e seu plano eróticodando para um profeasor conto eróticoxoxotas em perigo cabaçoContos eroticos sendo domada por um, rapaz ai ui ohconto erotico taradocontos de gay dando caronaconto erotico professoras fazendo orgiasporno filho Engravidar mae dormidoarrombaram minha mae contos cornosmaridão dormindo o pai dele me fodendo demais. conto eroticodecoradora gostosa decha chupa xoxotacontos eroticofui estupradoo o quanfdo era pequenoultimos contos sadoconto erotico medica no salao de dancaDei o cu pornosodomizada pelo padrasto contosconto erodico de quadrinhohetaconto erotico mae carente fode tanto filho e engravidacontos de sexo com buceta timidameu padastro e meu meio irmao me comeramgostosocontos eróticos em quadrinho tio tirando o cabaço da sobrinhasexo pai fode filha na posicao papai mamaegritando de tesaoSexo gostoso contoai ui tio safadocontos eroticos virei cadelaConto erodico do chavesnosso iquilino viu a calcinha da minha esposa calcinha contos eroticoconto erotico nunca tinha visto um tao grandecontos eróticos do tom jonesnegro coroa eletricista,contosGATA KERENDO FODER RAPIDOcontos eroticos de mulheres de manausconto erotico minha professora e travesticonto emprestando a esposabrexei meu tio cumendo minha tiaporno gay transando grudadinhos na camacontos eroticos aluno da auto escolacontos eroticos sogro fudendo genroPeguei meu filho mostrei minha vagina contos eroticosconto erotico incesto baba pervertidascontos eróticos gay entre colegas da escolapai e filho pelado toma banho com mae conto eroticoContos eroticos castigo na sala do diretorcontos eroticos novinha dando cu chingadopeguei a minha professora nua no quarto contos eroticosMeu tio e eu no motel conto eroticoconto eroticocomendo minha cunhada ia filha dela juntaporno em quadrinho milfcantores sertanejo tocando punheta nos showsvovo gay goza cu dr gaz