Irmão, irmã e mãe. Tudo em família. Parte III

Click to this video!


Então agora Serginho e Adelaide passaram a fazer várias sessões de foda ao longo dos dias. Trepavam praticamente todos os dias, quando não mais de uma vez no dia. Por várias vezes Serginho chegava em casa, e apenas via se a casa estava vazia, e se estivesse, já procurava sua mãe, colocava o caralhão pra fora e a mandava chupar, no que era prontamente atendido com fortes chupadas que faziam sua pirocona se endurecer e crescer rapidamente. Depois da primeira esporrada na boca de sua mãe, ele a mandava se levantar, tirar a calcinha e virar a buceta para poder ser fudida, o que ela tb fazia prontamente. Logo abria seu bucetão para deixar a cabeçona preta de seu filho lhe cutucar, até o momento que sua buceta começava a se abrir para ser finalmente arrombada mais uma vez.
Era uma rotina de prazer acentuado que agora os dois viviam.
Porém havia uma nova situação a se apresentar.
Verônica era a irmã de Serginho. Uma bela negra, muito parecida com sua mãe. Belas tetas negras fartas e com mamilos negros e grandes, uma bunda típica de negras, lábios grossos e carnudos e olhar sedento de sexo. Seu apetite sexual era voraz. Entretanto, ela agora tinha terminado seu namoro que já não vinha bem a um tempo. Já eram cerca de 3 meses sem fuder, o que ela tentava aliviar em várias sessões de sirica. Mas o que ela sentia mesmo era a falta de um grande caralho lhe penetrando.
Um dia, Adelaide chega em casa um pouco mais cedo, e encontra Verônica chorando em seu quarto...

- Filha, o que houve???
- Nada mãe. Só me sentindo sozinha.
- Oh filha. Não fique assim. Melhor estar só de verdade do que só e acompanhada. Pelo menos vc está livre para novas possibilidades de sua vida. Veja eu... Superei a perda de seu pai e estou bem...
- Mãe...posso lhe fazer uma pergunta???
- Claro!!!
- Desculpe te perguntar isso... Vc não sente falta de fazer sexo não???

Adelaide pensou que mal sabia a filha da rotina de fodas maravilhosas que tinha com Serginho.

- Ah filha... Sempre se dá um jeito né...rsrsrsrsrsrsrs...
- Tá mãe... Mas tocar siririca não é a msm coisa...
- Eu sei que não.
- E vc não sai quase. Não tem como estar tendo nada com alguém!!! Ou tem algo???

Adelaide desconversou e falando que aquilo era uma besteira... Mas deixou Verônica com a pulga atrás da orelha.

Dias se passam, e novamente estão as duas só em casa. Adelaide fala que vai tomar um banho, e Verônica pergunta se pode ir com ela, já que com a falta dágua, essa era uma forma de se poupar.

- Claro filha!!!

As duas entram no banho, e quase imediatamente Verônica pergunta a mãe...

- Mãe... me fala... Vc tem sexo com alguém??? No dia que te perguntei vc desconversou e fiquei curiosa... Fala pra mim... Sempre fomos amigas e sempre te falei tudo que era a meu respeito...
- Deixa isso pra lá filha...
- Po mãe...Vc é uma mulher bonita. Jovem ainda. Tá viva. Não vejo nada errado de vc ter sexo!!! Fala pra mim!!!
- Filha...tá bom... Eu tenho uma pessoa com que transo sim. Só não me pergunte quem é!!!
- Poxa mãe...que bom. Pq vc ainda é uma bela mulher. Falando a verdade, vc é muito gostosa...rsrsrsrsrsrsrsrs...
- rsrsrsrsrsrsrs. Que isso filha, assim fico envergonhada.
- Sério mãe... Vc é uma negra linda!!!
- Filha...Vc tb é. Acho que puxou a mim...rsrsrsrsrsrsrs...
Sente muita falta do seu namorado???
- Sim mãe... Mas atualmente sinto msm é falta de transar..
- Vc se masturba filha???
- Sim...Muito...Gosto muito de gozar e do prazer que o sexo dá.

E enquanto conversam o banho continua... E começam a passar sabonete uma na outra...

- Nossa mãe... vc tem os peitos lindos. Grandes, bicudos... E não são caidos. Qnd ficar mais velha quero que os meus fiquem assim.
- Vão ficar querida. Vc já é bem tetuda. Vc é uma negra gostosa...rsrsrsrsrsrsrsrsrs... Não sei como aquele idiota do seu namorado foi te dar o fora...rsrsrsrsrsrsrsrsrs...
- Nossa...e sua mão tocando meus peitos são uma delicia...
- Vc gosta filha???
- Sim... Ta começando até a dar um calor...
- Já sentiu isso antes filha??? Já transou com mulher???
- Que isso mãe???
- Calma...se aconteceu pode dizer...Sempre fomos amigas...
- E...bem...
- Quer saber...eu já...rsrsrsrsrsrsrsrs
- Sério???
- Sim...Eu e sua tia faziamos isso na adolescencia...
- Mãe...sério???
- Sim...sempre foi nosso segredo... Só vc sabe agora.
- E era bom???
- Era ótimo... Olha só...me diz...

E num rápido movimento, Adelaide leva sua boca aos mamilos grandes, pretos e duros de Verônica... E começa a chupá-los...

- Mããããee... que issoooo...
- Calma...deixa só eu te mostrar um pouco...

Imediatamente a buceta negra de Verônica se encharca, denunciando o tesão que ela sentia...

Ela geme gostoso, enquanto Adelaide chupa deliciosamente seus mamilos...
Verônica automaticamente abraça a mãe, e começa a acariciar seus peitos tb.
Nesse momento, a mão de Adelaide vai para a xota de Verônica, e ela sente como a filha está completamente molhada... E começa a acariciar sua buceta...

- Ai mãe...que delicia...
- Vc ta gostando???
- Sim...muito bom...
- Vê se gosta disso...

Nisso Adelaide se abaixa, abre as pernas de Verônica, arreganha bem sua buceta, e começa a chupá-la. O grelo de Verônica cresce e endurece rapidamente. Seu clitóris é bem grande, o que deixa Adelaide louca de tesão, dando rapidas linguaradas que deixam Verônica alucinada...

- Porra mãe...que isso.. Que delicia...chupa minha xota!!!

Com movimentos cada vez mais rápidos e fortes, e com seu tesão acumulado, Verônica dá uma forte gozada na boca de sua mãe...

- Aaaaaahhhhh...puta que pariu... To gozando....!!!! Que delicia!!!

Nisso, Adelaide se deita no chão do box e chama Verônica...

- Deita aqui filhinha... Mamãe vai te ensinar a fuder com outra mulher...

Verônica se deita, as duas entrelaçam as pernas, encaixam uma buceta na outra, e começam a esfregar seus grelos... O tesão se torna imenso...e rapidamente o prazer toma conta do ambiente, com a duas gemendo e esfregando loucamente uma buceta na outra...

- Vai filha...Esfrega esse bucetão preto em mim porra... me faz gozar...
- Vou te fazer gozar gostoso mãe. Que delicia...Isso é muito bom!!!

Nisso Adelaide pega um vidro de Neutrox, e pede para a filha enfia-lo em seu xerecão...

- Verônica, enfia em mim isso...Preciso ser penetrada!!!

E abrindo as pernas da mãe, Verônica força o vidro buceta a dentro. Ela observa o bucetão negro de sua mãe se abrindo e agasalhando o vidro inteiro com prazer...

E começa a socar ele dentro da xota de sua mãe com vontade...

- Vai filha...me faz puta...soca essa merda em mim com vontade que quero gozar... Porraaaaaa...que delicia!!!!

Verônica começa a socar como se fosse um bate-estacas, enterrando o frasco com vontade na xereca da mãe...

- Me beija, me beija!!!

E Verônica entrega um maravilhoso beijo a sua mãe... Aqueles lábios grossos, suas línguas se entrelaçando enquanto soca na bucetona de sua mãe...

Adelaide não mais aguentando grita...

- Vai...não para...por favor não para...soca...vou gozar...aaaaahhhhhhhh...puta que pariu!!! Que delicia!!!

Suas pernas tremiam e ele respirava forte e rápido, como o intenso orgasmo que tinha tido...

Adelaide pergunta a filha se não vai querer ser penetrada tb...

- Mãe...acho que vc não percebeu... Nunca dei a buceta... Qnd transava, eu só dava a bunda!!!
- Sério...caramba...rsrsrsrsrsrsrsrsrs... Apesar de adorar sexo, eu nunca dei a bunda... é bom???
- É maravilhoso mãe...Vc deveria um dia experimentar...

E com essa frase, termina o banho das duas, que agora passam a tb ter suas sessões de sexo, mãe e filha.
Adelaide agora trepava insanamente dando a buceta para Serginho, e tinha sexo oral com sua filha Verônica.

Mas saber pela filha que dar a bunda tb poderia ser imensamente prazeroso, foi algo que não lhe saiu da mente...

Mas isso veremos no futuro!!!


Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.





Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


57057 - De repente fui iniciado por um negro coroa. - Categoria: Gays - Votos: 15
57368 - O Monstro Negro do Sexo - Ficção. - Categoria: Gays - Votos: 1
57918 - O Monstro Negro do Sexo - Cap. II - Categoria: Gays - Votos: 1
58062 - Meu pedreiro negro coroa - Real - Categoria: Gays - Votos: 9
63080 - Irmão, irmã e mãe. Tudo em Família. Parte I - Categoria: Incesto - Votos: 11
63377 - Irmão, irmã e mãe. Tudo em família. Parte II - Categoria: Incesto - Votos: 10

Ficha do conto

Foto Perfil Conto Erotico betomarx

Nome do conto:
Irmão, irmã e mãe. Tudo em família. Parte III

Codigo do conto:
63678

Categoria:
Incesto

Data da Publicação:
16/04/2015

Quant.de Votos:
6

Quant.de Fotos:
0


Online porn video at mobile phone


melhor dormindo eroticocu grande conto eróticocontos porno fui violentada no presidio femininohistorias em quadrinhos a comadre gostosa pornoporno esposas quadrinhos de vestidos rabaoquadrinhos eroticos eu no quarto com meu irmaocontos eroticos namorada gostosacontos erotico minha mulher e os fugitivos do presídiocontos de buceta com porrasexo erótico em quadrinhos vizinhosconto erotico: meu marido pediu e eu abri a porta pro entragador so deconto porno velho roludoConto erotico a promocao da esposaconto alex e danielContos erodico so escravo sexual da minha sograx videos loiracontossexo menininhas na chuvaconto erotico minha namorada dançando forro com meu tiocontos eróticos papai meu amorconto errotico perdeu aposta e teve que dar a mulhermeu irmão comeu meu cu4dedosnocupai e filho rasgando o cu filha quadrinhoVirei lesbica com minha irma conto eroticocontos eroticos crentecontopunheteiroconto porno ela nao quis mais enfiei mesmo assimconto erotico descobri que minha esposa estava me traindo com dois roludos fotosconto erotico mae carente fode tanto filho e engravidacontos eróticos enraba.vom pau e enorme pepino e plugConto no cu da minha irmãgenrrocontoeroticofilho tadoendo tira docu contos eroticoscasal dormindo nusadministrador velho cacetudosconto punheta no computadoradoro ver minha mae fudendo com meu padrastoquadrinhos eróticos de gays o amigo negro do meu filhoconto erotico mendiga cuMeu advogado me fez gozar contos eroticos de gayscontos sou uma sobrinha safadinha e putinhaconto erotico o medicoconto erótico coroa dano p mlkdragon ball z hentai gaycachorro me comeu. calcinha molhada. contos heroticoscontos erótico acordei taradoporno gay transando grudadinhos na camaconto incesto no busãofotosbucetavelhascontos eroticos com imagens eu e meus amigos comemos a minha mae bebadaengravidando puta de corno contoContos eroticos massageando a minha empregada rabudaconto erotico_fui comida pelo tio do meu marido na frente delecontocontoeroticosconto ex namoradovaginas mais gostosas de mozsexo em quadradinho de pokemoncontos eroticos em quadrinhos estestoConto eroticio comi cunhada e sobrinhaamiga da minha mulhe nuamaloqueiro doido por gay passivo contoporno da familiacontos eroticos aronbaram o cu da japinha no onibusContos eroticos de esposa e marido cadeirante pedindo ajuda a um negao da pica de 30 cmEstória em quadrinhos euroticos de vovó tranzando com netacontos meu pai pintudoCorno conto saradoconto erotico transex linda no empregocontos eroticos me encoxando na fila do open barContoa erotico corno com negraocontoeroticoburroconto erotico ajudei meu primo e virei cornocontoeroticodfcontos eroticos minha mae de bikinecontos pornos comeram meu cu sem minha permissao mas gosteiconto+erotico+fingir+que+dormia+e+meu+filho+mim+comeucontos-comi o czinho apertado da mameconto erotico tomando banho com minha maequando era menininha ficava com a cara cheia de catarro quando virou mulher vive com a cara cheia de porrahq porno negaoconto erodico de madriaContos animados papai tio e padrinho me foderam muito quando novinhaContos eróticos eu e meu padrasto meu bem novinha padrasto bem dotadpunheta na infancia com amigocontos porno condôminocontos erotic lesbicas prima apaixonasaconto erotico - ...me falaram que eles nao saem muito mais que queriam ir numa cachoeira ...porno com ñegao deĺiciosó