Irmão, irmã e mãe. Tudo em família. Parte III


Click to Download this video!


Então agora Serginho e Adelaide passaram a fazer várias sessões de foda ao longo dos dias. Trepavam praticamente todos os dias, quando não mais de uma vez no dia. Por várias vezes Serginho chegava em casa, e apenas via se a casa estava vazia, e se estivesse, já procurava sua mãe, colocava o caralhão pra fora e a mandava chupar, no que era prontamente atendido com fortes chupadas que faziam sua pirocona se endurecer e crescer rapidamente. Depois da primeira esporrada na boca de sua mãe, ele a mandava se levantar, tirar a calcinha e virar a buceta para poder ser fudida, o que ela tb fazia prontamente. Logo abria seu bucetão para deixar a cabeçona preta de seu filho lhe cutucar, até o momento que sua buceta começava a se abrir para ser finalmente arrombada mais uma vez.
Era uma rotina de prazer acentuado que agora os dois viviam.
Porém havia uma nova situação a se apresentar.
Verônica era a irmã de Serginho. Uma bela negra, muito parecida com sua mãe. Belas tetas negras fartas e com mamilos negros e grandes, uma bunda típica de negras, lábios grossos e carnudos e olhar sedento de sexo. Seu apetite sexual era voraz. Entretanto, ela agora tinha terminado seu namoro que já não vinha bem a um tempo. Já eram cerca de 3 meses sem fuder, o que ela tentava aliviar em várias sessões de sirica. Mas o que ela sentia mesmo era a falta de um grande caralho lhe penetrando.
Um dia, Adelaide chega em casa um pouco mais cedo, e encontra Verônica chorando em seu quarto...

- Filha, o que houve???
- Nada mãe. Só me sentindo sozinha.
- Oh filha. Não fique assim. Melhor estar só de verdade do que só e acompanhada. Pelo menos vc está livre para novas possibilidades de sua vida. Veja eu... Superei a perda de seu pai e estou bem...
- Mãe...posso lhe fazer uma pergunta???
- Claro!!!
- Desculpe te perguntar isso... Vc não sente falta de fazer sexo não???

Adelaide pensou que mal sabia a filha da rotina de fodas maravilhosas que tinha com Serginho.

- Ah filha... Sempre se dá um jeito né...rsrsrsrsrsrsrs...
- Tá mãe... Mas tocar siririca não é a msm coisa...
- Eu sei que não.
- E vc não sai quase. Não tem como estar tendo nada com alguém!!! Ou tem algo???

Adelaide desconversou e falando que aquilo era uma besteira... Mas deixou Verônica com a pulga atrás da orelha.

Dias se passam, e novamente estão as duas só em casa. Adelaide fala que vai tomar um banho, e Verônica pergunta se pode ir com ela, já que com a falta dágua, essa era uma forma de se poupar.

- Claro filha!!!

As duas entram no banho, e quase imediatamente Verônica pergunta a mãe...

- Mãe... me fala... Vc tem sexo com alguém??? No dia que te perguntei vc desconversou e fiquei curiosa... Fala pra mim... Sempre fomos amigas e sempre te falei tudo que era a meu respeito...
- Deixa isso pra lá filha...
- Po mãe...Vc é uma mulher bonita. Jovem ainda. Tá viva. Não vejo nada errado de vc ter sexo!!! Fala pra mim!!!
- Filha...tá bom... Eu tenho uma pessoa com que transo sim. Só não me pergunte quem é!!!
- Poxa mãe...que bom. Pq vc ainda é uma bela mulher. Falando a verdade, vc é muito gostosa...rsrsrsrsrsrsrsrs...
- rsrsrsrsrsrsrs. Que isso filha, assim fico envergonhada.
- Sério mãe... Vc é uma negra linda!!!
- Filha...Vc tb é. Acho que puxou a mim...rsrsrsrsrsrsrs...
Sente muita falta do seu namorado???
- Sim mãe... Mas atualmente sinto msm é falta de transar..
- Vc se masturba filha???
- Sim...Muito...Gosto muito de gozar e do prazer que o sexo dá.

E enquanto conversam o banho continua... E começam a passar sabonete uma na outra...

- Nossa mãe... vc tem os peitos lindos. Grandes, bicudos... E não são caidos. Qnd ficar mais velha quero que os meus fiquem assim.
- Vão ficar querida. Vc já é bem tetuda. Vc é uma negra gostosa...rsrsrsrsrsrsrsrsrs... Não sei como aquele idiota do seu namorado foi te dar o fora...rsrsrsrsrsrsrsrsrs...
- Nossa...e sua mão tocando meus peitos são uma delicia...
- Vc gosta filha???
- Sim... Ta começando até a dar um calor...
- Já sentiu isso antes filha??? Já transou com mulher???
- Que isso mãe???
- Calma...se aconteceu pode dizer...Sempre fomos amigas...
- E...bem...
- Quer saber...eu já...rsrsrsrsrsrsrsrs
- Sério???
- Sim...Eu e sua tia faziamos isso na adolescencia...
- Mãe...sério???
- Sim...sempre foi nosso segredo... Só vc sabe agora.
- E era bom???
- Era ótimo... Olha só...me diz...

E num rápido movimento, Adelaide leva sua boca aos mamilos grandes, pretos e duros de Verônica... E começa a chupá-los...

- Mããããee... que issoooo...
- Calma...deixa só eu te mostrar um pouco...

Imediatamente a buceta negra de Verônica se encharca, denunciando o tesão que ela sentia...

Ela geme gostoso, enquanto Adelaide chupa deliciosamente seus mamilos...
Verônica automaticamente abraça a mãe, e começa a acariciar seus peitos tb.
Nesse momento, a mão de Adelaide vai para a xota de Verônica, e ela sente como a filha está completamente molhada... E começa a acariciar sua buceta...

- Ai mãe...que delicia...
- Vc ta gostando???
- Sim...muito bom...
- Vê se gosta disso...

Nisso Adelaide se abaixa, abre as pernas de Verônica, arreganha bem sua buceta, e começa a chupá-la. O grelo de Verônica cresce e endurece rapidamente. Seu clitóris é bem grande, o que deixa Adelaide louca de tesão, dando rapidas linguaradas que deixam Verônica alucinada...

- Porra mãe...que isso.. Que delicia...chupa minha xota!!!

Com movimentos cada vez mais rápidos e fortes, e com seu tesão acumulado, Verônica dá uma forte gozada na boca de sua mãe...

- Aaaaaahhhhh...puta que pariu... To gozando....!!!! Que delicia!!!

Nisso, Adelaide se deita no chão do box e chama Verônica...

- Deita aqui filhinha... Mamãe vai te ensinar a fuder com outra mulher...

Verônica se deita, as duas entrelaçam as pernas, encaixam uma buceta na outra, e começam a esfregar seus grelos... O tesão se torna imenso...e rapidamente o prazer toma conta do ambiente, com a duas gemendo e esfregando loucamente uma buceta na outra...

- Vai filha...Esfrega esse bucetão preto em mim porra... me faz gozar...
- Vou te fazer gozar gostoso mãe. Que delicia...Isso é muito bom!!!

Nisso Adelaide pega um vidro de Neutrox, e pede para a filha enfia-lo em seu xerecão...

- Verônica, enfia em mim isso...Preciso ser penetrada!!!

E abrindo as pernas da mãe, Verônica força o vidro buceta a dentro. Ela observa o bucetão negro de sua mãe se abrindo e agasalhando o vidro inteiro com prazer...

E começa a socar ele dentro da xota de sua mãe com vontade...

- Vai filha...me faz puta...soca essa merda em mim com vontade que quero gozar... Porraaaaaa...que delicia!!!!

Verônica começa a socar como se fosse um bate-estacas, enterrando o frasco com vontade na xereca da mãe...

- Me beija, me beija!!!

E Verônica entrega um maravilhoso beijo a sua mãe... Aqueles lábios grossos, suas línguas se entrelaçando enquanto soca na bucetona de sua mãe...

Adelaide não mais aguentando grita...

- Vai...não para...por favor não para...soca...vou gozar...aaaaahhhhhhhh...puta que pariu!!! Que delicia!!!

Suas pernas tremiam e ele respirava forte e rápido, como o intenso orgasmo que tinha tido...

Adelaide pergunta a filha se não vai querer ser penetrada tb...

- Mãe...acho que vc não percebeu... Nunca dei a buceta... Qnd transava, eu só dava a bunda!!!
- Sério...caramba...rsrsrsrsrsrsrsrsrs... Apesar de adorar sexo, eu nunca dei a bunda... é bom???
- É maravilhoso mãe...Vc deveria um dia experimentar...

E com essa frase, termina o banho das duas, que agora passam a tb ter suas sessões de sexo, mãe e filha.
Adelaide agora trepava insanamente dando a buceta para Serginho, e tinha sexo oral com sua filha Verônica.

Mas saber pela filha que dar a bunda tb poderia ser imensamente prazeroso, foi algo que não lhe saiu da mente...

Mas isso veremos no futuro!!!


Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.





Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


57057 - De repente fui iniciado por um negro coroa. - Categoria: Gays - Votos: 15
57368 - O Monstro Negro do Sexo - Ficção. - Categoria: Gays - Votos: 1
57918 - O Monstro Negro do Sexo - Cap. II - Categoria: Gays - Votos: 1
58062 - Meu pedreiro negro coroa - Real - Categoria: Gays - Votos: 9
63080 - Irmão, irmã e mãe. Tudo em Família. Parte I - Categoria: Incesto - Votos: 11
63377 - Irmão, irmã e mãe. Tudo em família. Parte II - Categoria: Incesto - Votos: 10

Ficha do conto

Foto Perfil Conto Erotico betomarx

Nome do conto:
Irmão, irmã e mãe. Tudo em família. Parte III

Codigo do conto:
63678

Categoria:
Incesto

Data da Publicação:
16/04/2015

Quant.de Votos:
6

Quant.de Fotos:
0


Online porn video at mobile phone


aluna conto eroticoconto pai dormindofotos de coroas gauchas tiradas por filhos no dwollandconto erotico dando pra familiaA buceta da esposa para um jovem negro 3 -contos de incesto meu pai serra em mimxvidios com menanas virge lindaprincesa de conto de farda pornomulher e chantagiada pelo patrao e tira acalcinha pra ele verconto erotico ela gosta de mete o dedo no cubeatle pornô bunda grande e de bruçoscontos erótico com mendigaquadrinho do papai fabulososogro.corno.na.praiaconto erótico de padrasto de rola grande que fudeu sem dó nem piedade enteada de dez anosgordinho encochado contos gayquadrinhos eroticos levando mandiocavisita inesperada da amiga da esposa contowww.contos eroticos de dotados comadres.comquero ver várias Lidiane transando você tinha raspadinhasafada com tesâo nao resiste a pinto contoentiadacontoeoticofotonovelaxxx lesbicasporno esposas quadrinhos de vestidos rabaocontos de buceta com porrapunheta e lactofilia en beachpaizinho mete fode soca buceta goza contobiancamontenegro putinha casadacontos eróticos sogra no motelconto viado pede e imploracontos eroticos yago safadinhos contos parecidosquadradinhoerotico sexo no barconto erottico vovoconto erótico aliviei ele punhetacontospoeno pai filha e tioscontos de corno deacailandiameu tio me comeu contos eroticosconto erotico buceta azeda da irmaporno gay vestido demulher com espartilhopodendo com a sogra pornôcontos eroticos corno do zeladoresposa bundai ezibe conto eroticocontos de uma ninfomaníacaconto erotico a costureiraconto erótico de casal com secretariaConto mauricinho pirocudocontos erotico coroacasado comendo onovinhoConto erotico gay narrado gay dando o cu para o mendigodeixei me me cume de boua ate gozei pornocontos comi um cuContos erótico de travestis ativos no ônibuscontoerotico de menina de dez e o mendigocontos incestos com avocontos eroticos ninfomaníacaquadrinho erotico entao negra e mulata dando o cucontos de novinho gay com velho idoso e pervertidoguadinho tarado ponoflagrei minha mulher com meu primo conto eroticocunhadinha linda gostosa me dando o cuzinho e gritando de dor e tezaocontoseroticosdando mamaentiadacontoeroticofuck in the asscontos eroticos minha filha e eu vamos para as boates para dar e o corno do meu maido vai junto para vercunhada toda sertinha mas nao aguentou ver o pal duro do cunhado e pede pra xupacontos heroticostravesti negaopicudoirmã da nadinha incestoContos de vizinhacarente a foder com vizinho putocontos eroticos padres e zoofiliacontos eroticos sograsabaixa vidio de sexo corno pega a mulher de supresa com outroconto erotico pega no flagrasapecascontoseroticosimagem gay nu dotado. animado em movimentocontos gays novinhocontos empregada do vizinhoconto porno senzalacontos de madrasta catigando enteada com penis de borrachafilho tarado contoconto erotico defloradaquadrinhos sexo gaynudismo eroticocontos gay banheiro publico brasiliafez sogra gozar duas vezes e mulher frAgouconto eroticos esposa com varias picasseu roludo, - contos eroticoscontos eroticos de incesto pai fode filho com seu pau de 27cms e sua esposa gostosa ver tudoLactofilia contosconto ela era greluda demais e fudru meu cu histosocontos de incesto meu papai tirou minha virgindadecontoerotico a enteadinhacontos eroticos refen do prazercontos gostoso de reconciliaçãokaçador35tia flagrou o pintao do sobrinho e regalou o olho porno.quadrinho erotico pai fudedo com a filhaSenti a buceta inchada conto eroticoputanociocontos gay com os amiguinhos do bairro[email protected]minha mae sábia sexo expricito contos