Fui corna junto com um corno


Click to Download this video!


Este conto é real, incrível e por mais que aconteceram situações parecidas posteriormente nenhuma chega perto dessa que até hoje mexe comigo e meu marido.
Meu nome é Ana (não precisa dizer que os nomes são falsos né?) e meu marido Rubens.
Somos casados a 7 anos e o que aconteceu foi a três anos atrás quando eu tinha 29 e ele 31.
Somos atraentes sendo eu morena clara, alta, magra porém gostosa e meu marido bombado gostosão.
Sempre tive vontade de assistir meu marido com outra garota mas não tinha coragem de contar isso a ele e medo de me arrepender caso isso acontecesse um dia.
Uma vez, mais ou menos um ano depois de nos casar eu revelei para Rubens minha fantasia. Primeiro queria assisti lo e depois quem sabe entrar na brincadeira. Apesar de gostar da ideia, Rubens ficou inseguro pensando se nosso relacionamento poderia mudar se isso acontecesse. No mais conversamos bastante e ele acabou topando e eu entrei de cabeça nessa minha fantasia.
Demorou um pouco pra acontecer até que resolvemos ir a uma casa de swing. Já tínhamos ido a uma casa de swing quando éramos noivos, mas nunca rolou nada de especial. Fomos de curiosidade, demos um tempo e fomos embora. Talvez não fosse a noite certa e nunca mais voltamos.
Dessa vez foi diferente, bem diferente a começar que a casa estava cheia o contrário da outra vez.
Chegamos lá sentamos a sós em um sofá e ficamos bebendo e observando um pouco. Meia hora ou um pouco mais chega um casal se apresenta para nós e pergunta se podem sentar conosco. Ela, Raissa loira gostosa de olhos azul muito atraente e o marido dela, Artur era bonito também meio sarado, alto e olhos verdes. Aparentavam ser um pouco mais novos do que a gente algo em torno de dois anos de diferença e estavam casados a quatro anos. Eram de uma cidade vizinha e depois de conversar e observar um pouco, vi o interesse de Raissa no meu marido e que Artur pouco ligava pra mim parecendo mais interessado no comportamento da sua esposa.
Não deu outra, com a Raissa visivelmente a fim do meu marido, Artur confessou sua vontade de ver sua esposa com outros homens. Dizem que sempre vão a alguma casa de swing e não se importa de ver sua esposa com outro e que aquilo lhe da um tesão inexplicável. Fiquei pasma e contente ao ouvir aquilo, pois tudo caminhava mais rápido e fácil do que eu imaginava. Na hora contei que eu era o oposto e queria ver meu marido com outra. Raissa e Artur fizeram uma expressão muito engraçada ao ouvir o que eu disse. Nesse momento, me levantei sem falar nada e me sentei do lado do Artur. Já que agora sabíamos nossos interesses, deixei Rubens a vontade com Raissa enquanto eu e Artur apenas observávamos. Rubens e Raissa já tinham entendido o recado e começaram a se beijar. Olhei para o lado Artur olhava fixo para sua esposa beijando meu gostosão. Era como eu nem estivesse ali. No começo achei estranho vendo Rubens com outra mulher, mas ignorei esse detalhe e entrei no clima. Artur não aguentou e sentou do lado deles pra ver de perto e tirou o cacete pra fora tocando uma observando aquilo. O pau dele parecia que ia explodir e isso que eles estavam só se beijando rsrsrs. O clima foi esquentando e Raissa montou no colo de Rubens que já aproveitou e começou a chupar seus seios. Quando dei por conta já estava com os dedinhos na minha xaninha que estava molhadinha. Antes que o clima esquentasse mais Rubens parou e sugeriu para irmos a um Motel ficarmos mais a vontade. A verdade é que Rubens não era adepto a casas de swing e sentia desajeitado ali. Artur e Raissa não entenderam muito bem mas toparam e bem perto dali por sorte tinha um motel.
No motel Artur já sentou na poltrona para ficar observando só que se conteve e não tinha tirado seu cassete ainda. Eu sentei na beirada da cama e fique vendo a situação. Rapidinho eles estavam pelados e Raissa já emendava em um boquete. Olhei novamente para Artur que estava ali, vidrado na sua esposa mas ainda não tocava uma. Rubens deitou e Raissa já foi por cima, colocou a camisinha e montou. Ela pulava e gemia gostoso e agora eu é que não me contive, tirei toda minha roupa e fiquei ali assistindo com a companhia dos meus dedinhos. Era estranho por que Artur nem me olhava e Rubens e Raissa muito menos mas isso me deixava a vontade. Era bem melhor ver uma gata pulando no pau do meu gostosão do que eu imaginava. Vendo tudo aquilo de perto era muito bom. Raissa ficou de quatro e Rubens metia forte nela puxando pelos cabelos compridos a beijando por trás. Artur não se segurava mais e batia uma olhando sua esposa sendo traçada na sua frente. Raissa gemia gostoso e era muito bom ver meu marido mandando bem ali na frente do marido dela. Logo Rubens tira o seu pau pra fora, tira camisinha e goza bastante na bundinha dela. O tesão de comer outra na minha frente e na frente do marido dela foi muito e ele gozou rápido mas gostoso. Quase junto com ele Artur gozou também e ficou com aquela cara de satisfeito enquanto que Raissa olhava sorridente pra ele. Ali tinha dois cornos satisfeitos: Eu e Artur. Após a foda Artur foi para o banheiro se limpar e voltou rápido. Rubens e Raissa foram tomar um banho e voltaram rápidos também e enquanto isso fiquei a só conversando com Artur que estava muito satisfeito e me perguntava como eu me sentia. Respondi que maravilhosamente bem.
Juntamos os quatro na cama, com exceção do Artur todos pelados e recuperando o folego Raissa já começa acariciar o pau do Rubens. Isso claro depois de um breve intervalo para dar uma descansada. Artur já prevendo mais uma foda volta para poltrona para observar. Raissa tocava uma punheta de leva e beijava Rubens mas nesse momento fui para o meio da cama, coloquei minha por por cima da dela que batia para Rubens. Ela parou o beijo e me olhou espantada. Na hora Rubens já pegou minha cabeça e a dela e já nos aproximou e sem pensar duas vezes começamos s nos beijar. Devagarzinho Rubens foi saindo deixando só nós duas na cama. Agora era ele que assistia. Nunca tinha transado com uma mulher mas senti que Raissa já e deixei por conta dela. Foi gostoso chupar os seios durinhos dela, deixar ela me chupar e fazer um clássico 69. Apesar de ser minha primeira vez me sai bem e foi bem gostoso, mais do que eu imaginava. Raissa deveria ter notado que era minha primeira vez com uma mulher e conduziu a situação de forma que eu ficasse a vontade. Era a noite das novidades para mim rsrsrs.
Artur não precisa nem dizer, só observava e Rubens já voltou pra cama e começamos a chupa lo. Por um momento tive que disputar o pau do meu marido com ela que era gulosa.
Rubens já posicionou Raissa de quatro e começou a meter mas desta vez mais devagar e menos ansioso. Logo ele a deitou na cama e foi por cima dela metendo devagar e a beijando. Falou algo no ouvido dela que sorriu. Nunca perguntei o que ele disse, mas nessa hora senti ciúmes. Após esse breve momento de romance dos dois Rubens veio pra mim e pediu pra cavalgar. Cavalgava gostoso no pau do meu marido enquanto olhava Raissa que me olhava com cara de prazer de volta. Fiquei de quatro com Rubens me fodendo um pouquinho mais rápido e forte agora. Raissa ficou de quatro na minha frente e começou a me beijar. Rubens quis comer Raissa mais um pouco que sentou no pau dele desta virada de costas pra ele. Como eles metiam mais devagar (acho que Rubens não queria gozar rápido de novo) eu ia passando a língua bem devagar alternando entre a xaninha dela e o pau dele. Ouvi-a dizendo pra ele gozar na nossa boca e Rubens ficou de pé na cama, nos ajoelhamos e ele mal tirou a camisinha e gozou bastante no nosso rosto e na boca da Raissa. Com o leite escorrendo em nossos seios Raissa que tinha levado um jato na boca me beijou e como foi bom aquilo. Chupavamos o pau de meu marido e nos beijamos gozadas. Rubens gozou tanto que derramava leite entre meus seios e Raissa chupava sem perder nem uma gota. Tinha até me esquecido do Artur e quando olhei-o já se levantava para ir ao banheiro se limpar de novo. Tomamos um banho de novo só que agora comigo junto. Depois do banho e de nos trocar conversamos os quatro sobre o quanto estávamos satisfeitos.
Saímos para ir embora. Despedimo-nos, estávamos em carros separados e fomos embora cada um pro seu lado porém todos satisfeitos.
Artur mais uma vez foi corno manso e satisfeito e eu fui estreante nessa área mas também satisfeita.
Nunca mais nos vimos até por que eles são de outra cidade. Repetimos isso até hoje, às vezes eu apenas observo, às vezes participo mas nunca foi tão bom e tão marcante igual esta que foi a primeira vez.

Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Comentários


foto perfil usuario jota stk

jota stk Comentou em 10/08/2014

Nuito exitante seu relato teve nosso voto....




Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


Ficha do conto

Foto Perfil Conto Erotico hotsil

Nome do conto:
Fui corna junto com um corno

Codigo do conto:
51482

Categoria:
Traição/Corno

Data da Publicação:
07/08/2014

Quant.de Votos:
13

Quant.de Fotos:
0


Online porn video at mobile phone


enteadascontoscontos eróticos em quadrinhos de velhos violentado mulherescontoincesto porno desenhoX-men gay comic pornconto de incesto de pastor estrupado de 2017empregadas loiras coroad sedutorasconto casada pinto itu cornocunhadinha louca para tirar o capaso d cunhadoConto erótico gay de um irmão que gozou dentro do cuzinho do irmãoporno meu filhinho me engqavidou contoSexo com Beto PapakuCu de bebada não tem dono, fudendo cuzinho da irmãcontos eróticos churrascoContos eroticos comi vireicadelinha do pedreirofui enrabada pelo meu cachorrocontos de machos roludos dominando cornosLeila Infiel lésbica sexo com negão encanadorpeguei novinha virgem do cuzinho e enfeei o pau grandeso as tarada dolecente quebrando a sua virgindade de mini saia sem tirar a calcinhamolhada.Contos.encesto.doparo.mamaeconto erotico menageamanda dijean flagra peitodp porno machuca contos casadasminha cunha fragou eu fudeno minha es posa e fudeu jutos no xvideofoto de minha avo gostosa peladacontos traicao sogrocontos armei para minha esposa chupar nosso amigocorno a pedido domarido contoshistoria de sexo com uma vizinha putao e seu vizinho um menino taradomagrinha casada fudendo itucontos eroticos de vaqueiro de rola grande e grossacontos eroticos yago safadinhos contos parecidoscontos podolatria me amordaçouconto erotico dei carona para a coroacontos sexo estupro e sadomasoquismoultimos contos sadoSexo dp eroticoconto erótico bebadocontos de lesbica para quem ta lendo mastubatcontos porno gratis estupro submissãoflagrei minha irma novinha dando a buceta no matinho contosconto erotico com velho chupa xotaanythingconto erotico meninascontos eroticosContos eroticos heterostio tarado pega enteadanuacontos eroticos brincando peladocontos tia e sogra bêbadaContos coroa estrupou gordinhoconto erotico gay viado safado procura piroca no carnaval na lapaconto erotico de torneio de sinucacontos erotico de amamentaçso adultoscontos lésbicos sobre lactofiliacontos eroticos novos secretarias que ficam com chefes para nao prrder o empregoconto erotico gay menino da o cu no canavialcontos eroticos virei cadela latindoultimos contos sadoConto erotico de medicopornô incesto trás ando com a sogra deliciachupando grelo até ferirporno esposa lambe o cuconto erotico meninacontos eróticos de gay comi o meu colega de trabalhoContos eroticos de mamae e filhas gulosas mamando nos pauzao grandao grossao dos cinco filhos numa suruba em casacontos eroticos irmao fode irmao e irma com seu cacete de 27cmultimos contos sadobandidos obrigaram me a enrabar minha filha contos de sexoconto erotico co fotos e imagem de boceta e cu raspadosengravidando mamãe parte 2contos eroticos encoxada no onibuscontos eroticos minha esposa deu a forçacontos erotico presente. para esposacontos eroticos gay de dando uma mamada no moleque moreninho clarocontos eroticos fotos coroas e novinhocontos dei minha esposa pra um comedorconto erotico dois velhos me comeram com dupla penetracao