Eu e meu Pokémon Treinando III


Click to Download this video!


Após aquela aventura na floresta com a Lopunny segui viagem e acabei chegando numa pequena cidade turística que ficava no litoral, estava exausto e logo procurei um lugar para passar a noite, eram umas 10h da manhã até que encontrei um pequeno hotel perguntei se tinha algum quarto aprova de som, eu estava a fim de brincar a noite com a Lopunny e a Blaziken, mas as duas gritavam muito em quanto fodiam para minha sorte havia alguns quartos disponíveis aprova de som a atendente me explicou que teve que reformá-los por causa de algumas pessoas que traziam pokémons barulhentos e incomodavam os outros hóspedes. Ajeitei tudo e fui para meu quarto que ficava no segundo andar, até que era grande tinha uma grande cama um banheiro e porta de vidro que dava para sacada no qual tinha uma bela vista da cidade e do mar. Depois de largar minhas coisas no quarto sai para almoçar e dar uma volta pela cidade e deixei a Blaziken no quarto descansando.
Andando pela cidade notei um tumulto a frente vi 2 pokémons correndo de algumas pessoas, nem liguei para isso no momento mas acabou me batendo a curiosidade quando cheguei perto perguntei para um homem o que havia ocorrido:
—As duas pestes de pokémons selvagens ficam nos roubando todas semanas e ninguém consegue capturá-las!
— Por acaso são fêmeas pokémons? Perguntei com segundas intenções.
—São! Respondeu o homem irritado.
Resolvi seguir aquelas duas pokémons vai saber se elas eram gostosas talvez pudesse capturá-las, corri para onde elas foram demorei muito tempo até que avistei as duas que estavam prontas para roubar uma loja de carnes cheguei de fininho atrás das duas que não me viram, até que fiz um barulho sem querer elas se viraram rapidamente para mim e uma delas me atacou eu consegui desviar mas a pokémon conseguir fazer um corte no meu braço esquerdo mas nada muito sério, ao entender o que aconteceu a dona da loja veio me agradecer eu aceitei os cumprimentos rapidamente e fui seguir as duas,uma era uma Gardevoir uma pokémon com grande aparência humana tinha um cabelo curto verde que tapava metade de seu rosto, ela era branca com algumas partes verdes claro e tinha uma espécie de vestido no corpo e não tinha pelos já a outra pokémon era uma Zangoose tipo um felino era também branca mas com duas listras vermelhas em forma de raio uma no corpo e outro no rosto e uma de suas orelhas era vermelha. Corri o máximo que pude atrás das duas até elas entraram num beco sem saída fui até lá e dei uma boa olhada nelas as duas não me decepcionaram eram muito gostosas coxas e seios bem torneados, corpo com belas curvas então tive uma boa ideia já que eu não tinha nenhum pokémon comigo para lutar com elas tive que usar um pouco o cérebro.
Olhei bem para as duas e falei:
—Vocês sabem qual é punição para um pokémon selvagem que ataca um humano não é? Falei de uma forma bem séria. Mas a verdade era que não existia punição nenhuma, mas dei a entender que era algo bem sério, os pokémons não falavam, porém conseguiam entender o que os humanos falavam.
As duas olharam para meu braço que sangrava um pouco e depois se olharam então continuei:
—Bom se eu denunciar as duas vocês já tem ideia do que vai acontecer, mas se vocês quiserem resolver isso sem ter problemas venham no hotel perto do hospital pokémon as 10h da noite, meu quarto é no segundo andar e a janela estará aberta! Falei virando as costas e saindo dali.
Fiquei ansioso, se tudo desse certo comeria aquelas duas pokémons, continuei andando pela cidade até que passei na frente de um sex shop nunca tinha entrado em um então resolvi dar uma olhada, vi várias coisas bem interessantes até que achei em uma prateleira um potinho de comprimidos comecei a ler sobre o que era até que o dono da loja venho até mim.
—Ah esses comprimidos são muitos bons! Falou o homem gordo meio velho.
—Servem para que? Perguntei.
—Isso estimula seus testículos a produzir mais esperma, se tomar um comprido a cada hora você pode transar umas 10 vezes seguidas que vai ejacular em todas feito um cavalo! Falou o homem rindo.
—Sério? Não tem efeito colateral? Perguntei.
—Sério, efeito colateral inexiste tirando uma pequena dor que você vai ficar no saco no outro dia é muito bom esse ai.
—Beleza vou levar! Comprei e ao sair da loja já comecei a tomar os comprimidos.
Uma meia hora depois senti como se meu saco estivesse inchado pelo jeito comprimido estava fazendo efeito. Fiquei ansioso esperando a noite, eram quase 10 horas da noite e eu estava sentado na cama, a Blaziken e a Lopunny no chão assistíamos TV até que escuto um barulho quando olho para lado vejo a Gardevoir e a Zangoose paradas me olhando, meu coração acelerou ao vê-las e senti um frio na barriga no quarto a única luz era da enorme televisão que estava ligada. Fui até a janela e a fechei, as duas olhavam o quarto até que me viro e começo a falar:
—Então as duas vieram resolver pacificamente nosso pequeno conflito, vocês não querem que eu as denunciem, bom eu dou algo mais vocês também tem que me dar algo em troca!
As duas me olharam sem entender o que eu queria dizer, eu estava sem camisa e apenas com uma bermuda as duas emitiram um som como se perguntassem o que eu queria, como não haviam entendido resolvi ser mais claro abaixei a bermuda mostrando meu pau duro as duas ao verem arregalaram os olhos enquanto isso a Blaziken e a Lopunny só assistiam nossa conversa. A Zangoose e a Gardevoir começaram a emitir sons irritadas e eu só sorria.
—Vocês querem que eu não fale nada em troca quero comer o rabo das duas!
As duas pareciam muito irritadas mas não tinha escolha conversaram entre si naquela linguagem que só pokémon entende após terminarem de conversar as duas subiram na cama e ficaram de 4 mostrando aquele bucetão para mim era o que eu queria, me aproximei para saborear aquela bunda então a Blaziken se levanta e sobe na cama com suas mãos ela abri mais a bunda da Zangoose me expondo mais aquela buceta. Cai de boca naquela buceta que cheira a urina lambia cu e buceta sem timidez a Lopunny não querendo ficar de fora deita na cama ficando com rosto embaixo da buceta da Blaziken então a Lopunny puxa a cintura da Blaziken para baixo e começa fazer um sexo oral nela. Isso me excitou mais ainda, eu estava de pé chupando a Zangoose e a Gardevoir pelo jeito havia ficado excitada pois saiu da cama e sentou no chão e começou a chupar meu pau, quando fez isso quase que minhas pernas fraquejam, com minha mão direita começo a mastubar a Lopunny estava maior locura aquilo melhor do que podia imaginar, Zangoose estava extremente molhada e já soltava pequenos gemidos eu estava tão excitado que não consegui segurar e acabei gozando na boca da Gardevoir saiu tanta porra que ela chegou de afogar, tentou engolir o máximo que pode mas ainda sim muita porra sai de sua boca.
Eu não conseguia mais ficar de pé então me deitei no meio da cama, sem timidez a Lopunny começou a chupar meu pau que começou a novamente começou a endurecer por causa da sua saliva, todas outras subiram na cama fazendo uma rodinha envolta do meu pau a Blaziken tirou a pau da boca da Lopunny e começou a chupar, foi até engraçado pois sua boca era uma espécie de bico mas sua língua áspera era longa o suficiente para se enrolar no meu pau e isso dava sensação uma extremamente gostosa, logo em seguida foi a Zangoose que começou a chupar ela tinha uns dentes afiados que de vez em quando arraganhava meu pau mas toda vez que isso acontecia ela passa língua no local da um puta prazer isso, e depois a vez foi da Gardevoir novamente. Ficaram um bom tempo nisso então Blaziken sem mais nem menos subiu em cima de mim e a Lopunny ajeitou meu pau na entrada da buceta da Blaziken que sentou nele com toda força, foi uma mistura de dor e prazer, a Blaziken era um pokémon do estilo fogo e eu havia me esquecido como sua buceta era extremamente quente que chega arde meu pau, ela cavalgava com força na minha pika pulava e rebolava freneticamente seus grande seios pulavam com seus movimentos e eu os apertei e comecei a chupá-los mas logo em seguida me deitei, sinceramente eu achava que meu pau iria quebrar pois tinha uma Blaziken de uns 110kg pulando loucamente em cima dele, não demorou muito e gozamos, ela soltou um enorme gemido e eu enchi aquela buceta de porra os comprimidos que havia tomado realmente funcionavam.
Sem esperar a Lopunny puxou meu pau de dentro da buceta da Blaziken e começou a chupar, ai eu pensei minha nossa eu não vou agüentar até o fim da noite, um tempinho depois meu pau estava duro feito uma rocha novamente, mas antes que outra subisse em cima de mim feito a Blaziken que quase quebrou meu pau eu me levantei agarrei a Zangoose e comecei a chupar seus peitos eu queria descansar um pouco mas pelo jeito elas não deixariam após dar uma boa mamada nela e me restabelecer um pouco coloquei a Zangoose de 4 na cama e fitei aquele cuzinho rosado como meu pau já estava lubrificado com liquido vaginal e saliva já fui metendo lentamente até aquele buraco engolir meu pau inteiro, conforme foi entrando a Zangoose cravava as unhas no colchão chegou ao ponto de eu escutar o colchão rasgando já tinha enfiado até o talo. Comecei a bombar sem pena, o cu da Zangoose era muito apertado mas muito macio era incrível, ela tinha uma cauda me empolguei agarrei sua cauda e puxava fazendo sua bunda engolir meu pau todo. Ela soltava uma mistura de gemido com rugido, metia rapidamente e suas tetas balançavam com as estocas que eu dava. A Lopunny veio para meu lado e puxou meu rosto contra seus grandes seios e comecei a chupá-los ainda metendo na Zangoose, conforme estava mais perto de gozar parei de chupar a Lopunny e me concentrei naquele cu rosado segurei a cintura da Zangoose e bombei o mais rápido que pude quando fui gozar enfiei meu pau mais fundo que pude e ejaculei dentro, nós estávamos no maior suador quando tirei meu pau de dentro começou a escorrer porra do cuzinho dela.
Me atirei na cama cansado e a Lopunny novamente começou a chupar meu pau eu estava ofegante como a respiração estava forte não consegui dizer para ela esperar, mas dessa vez ela chupava com calma estava bem gostoso e demorou bem mais para ficar duro novamente, como ela tinha esperado resolvi que seria a vez dela peguei a Lopunny no colo e levei até o meio do quarto onde tinha uma cadeira sentei e ela posicionou meu pau na sal xota molhada sentando lentamente, diferente da Blaziken ela rebolava bem devagar dava para sentir cada centímetro daquela vagina, aproveitei e voltei a mamar naquela delicias de seios e com a mão fiquei alisando seu cu e de vez em quando enfia um ou 2 dedos nele, dava uns tapas naquela bunda macia, o prazer era imenso, não demorou muito e ela começou a aumentar a velocidade meu pau estava meio dolorido, mas a dor se misturava com prazer fazendo gerar uma sensação incrível, deixa ela controlar o foda logo começou a cavalgar com velocidade e gemer alto eu também já estava perto de gozar sua cavalgada fazia o barulho de umas estaladas, ganhou ritmo os movimentos aquela buceta devorar meu pau não segurei e gozei enchendo aquela xota de porra, senti sair muita porra a Lopunny urrava de prazer ficamos sentados ali um tempo nos recuperando até que saiu de cima de mim e começou novamente a me chupar, aquela saliva era mágica, na minha mente já fiz uma anotação nunca mais transe com mais de 1 uma fêmea pokémon ao mesmo tempo, minutos depois meu pau estava um mastro de duro e faltava apenas a Gardevoir.
A Gardevoir era bem braquinha tinha um belo par de seios que davam água na boca, seu corpo tinha curvas muito atraentes e belas coxas, ela estava na cama então fui em sua direção queria provar sua buceta. Ela tinha uma espécie de vestido cehagando lá eu abri expondo sua buceta linda me abaixei e dei uma bela lambida senti um leve gosto de xixi que me deixou louco fiquei chupando sua xota degustava cada centímetro, fui beijando sua barriga até chegar ao seus seios suculentos com grandes bicos rosados, a Gardevoir tinha uma cara de inocente comecei a chupar seus seios e dava leves mordinhas no bico ela soltava leves gemidos quando retornei para sua buceta voltei a brincar com seu clitóris e quando olhei com mais atenção entendi porque a Gardevoir tinha aquela cara de inocente ela ainda era virgem nenhum macho já mais havia tocado nela e isso foi a gota d’agua para mim após isso meu pau babava de tanto querer comer aquela buceta virgem, comecei a pincelar a cabeça do meu pau na entrada da xota dela e com calma fui enfiando ela fez uma cara de dor, além de ser sua primeira vez ainda seria com um humano que tem o pênis o dobro do tamanho do pênis de um Gardevoir macho, fui forçando até que a cabeça entrou, logo fui enfiando o resto ela segurava o lençol da cama com força continuei metendo e começou a sair um pouco de sangue nada fora do normal, quando terminei de enfiar havia entrado tudo, não quis nem saber enfiei tudo mesmo, comecei a fazer um vai e vem lento mas como estava muito excitado não agüentei e tive que começar a bombar mais rápido a Gardevoir soltava gemidos e gritos de dor e prazer, eu sentia a cabeça do meu pau bater no fundo da vagina dela, aumentei a velocidade e metia com força então Gardevoir largou os lençóis e agarrou minhas costas e cruzou suas pernas na minha cintura gemia alto pra caralho eu metia sem dó na primeira foda dela já seria toda arregaçada. A buceta era muito apertada para meu pau, pelo jeito estava adorando, eu pingava a suor não queria parar de fuder aquela Gardevoir por nada nesse mundo, eu tirava quase todo meu pau da vagina dela e enfiava tudo de novo toda vez que fazia isso ela soltava um longo gemido. Não demorou muito eu já estava perto de gozar aquele papai e mamãe estava sensacional, deixei fluir e gozei larguei meu leite dentro dela, que estava gozando também, a sensação foi tão boa que a Gardevoir acabou se mijando enquanto tinha um orgasmo, essa transa tinha sido maravilhosa.
Sai de cima de deitei no meio da cama escorria porra da buceta da Gardevoir que estava exausta na cama, aquela noite seria inesquecível, peguei logo no sono, mas acabei acordando durante a madrugada e fudi novamente com a Blaziken e a Zangoose e voltei a dormir. Quando acordei já era dia não tinha mínima ideia de que horas eram meu saco doía bastante era o efeito colateral daqueles remédios mas meu pau também estava meio latejando de dor, olhei para o lado esquerdo estava a Gardevoir dormindo e no outro lado a Zangoose eu achei que as duas já teriam ido embora antes de eu acordar mas ainda estavam ali a Blaziken dormi nos pés da cama e a Lopunny numa poltrona que havia no quarto, estava maior cheiro de sexo e urina, eu mal conseguia ficar de pé, mal das pernas e com uma bela dor no saco e no pau fui tomar um banho. Após a ducha peguei um saco de gelo e coloquei no meu saco e no meu pau. Todas pokémons começaram acordar e pelo visto a Zangoose e a Gardevoir não queriam ir embora então propus elas serem minhas pokémons as duas aceitaram então peguei duas pokébolas e as capturei. Coloquei todas dentro de suas pokebolas menos a Blaziken eu não tinha condições de seguir viagem e ela ficaria ali caso precisasse de algo voltei para cama e comecei assistir TV, meu plano era descansar o resto da manhã e depois seguir viagem mas a verdade é que não resisti e passei a manhã toda fudendo a Blaziken.
Almocei e descansei mais um pouco e em seguida segui viagem meu próximo lugar seria a capital onde ocorreria campeonato pokémon que estava próximo...
Continua...
Foto 1 do Conto erotico: Eu e meu Pokémon Treinando III

Foto 2 do Conto erotico: Eu e meu Pokémon Treinando III

Foto 3 do Conto erotico: Eu e meu Pokémon Treinando III

Foto 4 do Conto erotico: Eu e meu Pokémon Treinando III

Foto 5 do Conto erotico: Eu e meu Pokémon Treinando III


Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.





Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


44186 - Cuidando das Amiguinhas da Irmã Parte III - Categoria: Heterosexual - Votos: 0
50896 - Eu e meu Pokémon Treinando - Categoria: Heterosexual - Votos: 3
51033 - Eu e meu Pokémon Treinando II - Categoria: Heterosexual - Votos: 2

Ficha do conto

Foto Perfil colisseu
colisseu

Nome do conto:
Eu e meu Pokémon Treinando III

Codigo do conto:
51135

Categoria:
Heterosexual

Data da Publicação:
31/07/2014

Quant.de Votos:
2

Quant.de Fotos:
5


Online porn video at mobile phone


ver contos eroticos de empresários comendo o cu de.funcionáriosconto erotico gayconto porno barbarizaram comigocontos eróticos casada novinhaque deu pro instalador datvcontos gay bebado paicontos chorei na pica do meu netoconto erotico bundona da coroacomendo o cu do namor contosadocontos eroticos dentro do cinema pornorasgando uma bucetinha em camera lentaquadrinho erotico jiu jitsu. gayPorque o homem e viciado a bater punhetaquadrinho porno gordas sedutoraskaçador35Conto erotico bucetinhaSobrinha pagando no pau do tio. Taradinhafilhaputacontoxvideos gay contos eróticos com montado contos erótico dominófiz fila pra chuparxvidiocasada fazendo sexo com pastor dotadosexo conto banda desenhadadp porno quadrinhocontos erotico de velhos23cm de cachorradacontos errotico porno gay com fotos com dentista pornos incesto tio concretzou seu sonho tirou o cabacinho da sobrinhaContoengravideiumanovinhaconto gay irmaos gemendo no pirocao do irmao c fotofuderolatrai meu marido por.dinheiro contoconto erotico a crente estuprada contos eroticos de masturbaçao com sograsconto erotico gay dupla penetraçãoConto erotico gay narrado gay dando o cu para o mendigoconto erotico baileconto erotico meu filhocasal dormindo nusO filho da patroa da minha mae conto erotico gayConto erotico cornocontos eròticos sobre chantagemcontos de incesto estava com medo da chuva e dormir com a mamãehentai lucia e arthur quadrinho completocontos negro gosando me assustei com a pica na despedida de silteirocontos eróticos bebadaMeu filho comeu minha buceta cabeluda casa dos contosConto erótico filhinha putinhameu irmão rasgou minha bucetinhacontos de incesto com palavraoconto de cunhada peladinha no banheiromeu pai me fez gozar a noite toda contos eroticos de gayscontos porno gay daniel e cirilo do carrosselcontoeroticofilhamaridoamantes de buceta mozmulher sentando no dildo grossocavalo goza dentro de mulhervideos porno concurso entre mulheres de quem da o chute mais forte na buceta uma da outraconto erotico o medicowww.contos eroticos madrasta viuva da cu pro entiado pauzodo chorandoabajun pornoconvenci minha mulher a dar a buceta pro nosso filho de doze anos contos reais e veridicosconto erotico buceta azeda da irmafudendo a sogra contos eróticosAFELHADA PELUDA FODENDO COM PADREcontosincesto gay pai gozandona boca do filhoconto erotico: levei um tapa na bundavirei puto dupla penetracao conto gayflagrante contoContos PornoComendo cu da minha maenovinhasafadacontoquadrinho erotico praiacontos com fotos fodi esposa do meu inclinoConto erotico comendo a sobrinha novinha de minha esposaContos eróticos picantes de gays com fotos ilustrativasconto erotico dando para o namorado da amigaxvidios gay fica arobandocontos gay meu melhor amigo me seduziu e me fez vestir de mulherContos Eróticos de Incestos Verídicos de mulheres gordinhas com idade 45anos ou mais e fotos delas peladas