Priminhos e muita putaria da boa!


Click to Download this video!


Eu estava relatando a vcs a farra com os priminhos de segundo grau, acabei contando a anterior com um desses primos, o mais novo. E essa começou a bater na idéia quando o Marcão me visitando quando sai do período que estava aquartelado, ele me fala que devíamos dar um confere nos lekes. Omiti a ele que o que rolara entre eu e o Lipe não fora apenas uma pegação noturna por parte dele. Achava que sabendo que na verdade a historia já estava desenrolada ele pulasse fora em fosse fazer o lekinho lhe mamar a vara sem euzinho no esquema. Meu alvo era o Alexandre, o primo mais velho, um puta de um lekão macho, do meu tamanho, fortão, super atleta e com uma cara que lhe dava acesso a todas as bucetas que desejava. Sabia que ele dava uns pegas no irmãozinho, o negocio é que eu não queria dar o rabo pro cara, ao menos inicialmente queria mesmo era meter nele. Tesão da porra em fuder um machão daqueles.
Parei o relato que falo de nossa chegada a casa deles quando eu e o Alexandre estávamos de brincadeira de mulekes na piscina, quando o flagara nu na piscina. Tinha tirado minha calça e sacudido a rola na cara dele quando o lekão ficou de onda me chamando de piquinha. Sigo deste momento.
Entra o Marcão e sacana diz.
-Porra é essa? Já tão de putaria?
Eu.
-Estava mostrando ao pirralho gigante o que é uma rola de verdade.
Alexandre.
-Tudo bem que é maior, mas a minha tem seu lugar! Kkkkkk
Marcão.
-Cambada de bundão punheteiro. E ae? Vai ter buceta para as visitas? Ou vamos ficar os 4 de bronha? Kkkkk
Já terminou a frase tirando a farda e caindo na piscina. Alexandre o vendo nu, resolveu continuar nu e também pulou. Olho para o Lipi e dou uma piscadinha, lembrando-lhe nossa fodinha. Sento numa cadeira e vou tirando os sapatos e calças.
-Vamos Lipinho, tomar um banho, está um calor do caralho!
Aproveito que o Marcão e o Alexandre estavam de brincadeiras na piscina e quando o Lipinho passar por mim, vestindo um sungão que deixava mais belo ainda seu corpo de rato de academia. Puxo-lhe a mão, e ele desequilibrado senta na cadeira junto a mim. Baixo o tom de voz e digo.
-Tô fissuradão em a gente continuar a brincadeirinha que não terminamos.
-Vc é um puto mesmo Luizão. Me deixou na mão daquela vez e volta no comando?
-Tudo bem Lipe, se vc não quer. De boa.
-Quero sim. Puta que pariu, já bati muita bronha por aquele dia.
-Safadinho, ta na tara de me dar esse rabo gostoso, não é?
-Sacanagem cara!
-Diz se quer ou não!
-Quero porra!
-Me diz uma coisa. E vc e o Xande, ainda rola.
-De vez em quando. Vc tá muito interessado nisso. Se acha que vai comer ele também, tira o Jegue do Toró, o Maximo que faz é mamar. Diz que só curte ser ativo.
Eu já estava completamente nu, via que de canto de olho o Alexandre queria saber qual era do papo. Meu pau ficara duro por causa do papo. Enfiei a cadeira debaixo da mesa quase batendo a rola na mesa. Lipe via a ereção e sorrio me mostrando a língua passando nos lábios. Putinho safado!
Aproveitei os dois entretidos em lutas na água e rápido levantei ficando de costa e chamando o Lipe.
Alexandre dá um assobio e faz pilheria.
-EEEEEEiiiiiiita rabão da porra primão!
-Vai se fuder pirralho! Respondo
Lipe super ligado no que eu queria, avisa que ia me levar a por as coisas nos quartos. Chegamos no quarto e jogo no chão os sacos de viagem meu e do Marcão. Me apoio na mesa de estudo dele e mostro-lhe o que tinha pra ele.
-Vem Lipe, mata saudade.
Antes que ele se abaixe o surpreendo prendendo-o nos braços e dando um puta beijo enquanto lhe arrancava o sungão. Faço com que seu corpo se esfregue no meu, ouço seus gemidos de tesão e sinto sua bela pica apertada na parte superior de minhas coxas. Solto-o do amasso. Seu rosto vermelho parecia estar em outra dimensão. Diz
-Caralho Luizão, que pegada da porra man!
-Vai Lipinho, mata fome da vara do primo. Ajoelha bonito e come pica até tirar leite.
Forço-o empurrando-o os ombros e levanto seu rosto para que me encare. Antes e agora ele fazia a putaria comigo sem me encarar, como que envergonhado por fazer.
-Olha seu macho, putinho mama pica encarando o macho.
Ajoelhado fica na posição perfeita. Sua boca na exata mira da jeba babona. Segurei seu cabelo por trás impedindo o seu avanço, sorria putão e com a outra mão fazia minha pica esfregar seu rosto. Me tarava ver aquele rostinho bonito de boca faminta e olhos mulekes entregues a seu tesão por mim. Colei seu rosto a minha púbis.
-Cheira Lipinho, sente cheiro de pica, de macho. Diz pro Luizão o que vc quer.
-Porra, quero mamar esse picão.
-Então pede direitinho.
-Me deixa te mamar Luizão?
-Engole leke!
Puto comeu a cabeça da pica numa só bocada, parecia faminto. Suas mãos me puxavam pela bunda fazendo que tivesse mais de mim.
-Lambe o saco Lipinho.
A língua de veludo, macia e quente me cuidou carinhosamente as bolas.
-Por favor Luizão, mete!
-Agora cara?
-Rapidão man, daqui a pouco os outros estranham a demora.
-Demorô. Apoia na cama safado!
Enquanto ele se apoiava, peguei no banheiro um creme condicionador. Se seria rápida, tinha que entrar logo e partir para a fudelança. Pelo que vi até agora do carinha, achava que aguentava uma socada firme. Alem disso estava doido pra leitar o putinho. Voltei e não aguentei ver o safado do priminho todo arreganhando com fome de pau no cu. Olhei pela janela e vi o Marcão e o Alexandre super entretidos num papo na água. Cai de língua no rabinho faminto. Não demorei, mas foi o bastante para que ele gemesse feito um condenado e implorasse por pica.
Me ajeitei abrindo um pouco mais as pernas e tomei posse de sua cintura. Firmei-o com uma das mãos no ombro e deixei a outra preparada para tapar-lhe a boca. Soquei a cabeça numa enterrada firme. Sacana me mordeu a mão com vontade. Quase eu grito mais que ele. Senti que suas pernas tremeram e lhe faltou forças para se manter com elas de pé. Me curvei sobre ele e abracei-lhe o tronco, dando uns beijinhos e mordidas acalma-cu. Fiz que ficasse de 4 na beirada da cama. Mexia leve a pica no seu cu. Dizia putarias.
-Cuzinho apertado do caralho Lipinho!
Putinho mostrou que cu sabia morder.
-Delicia meu putinho. Posso continuar?
-Mete cara! Ta doendo pra caralho, mas ta gostoso demais.
Não demorei a estar inteiro dentro.
-`Pronto Lipinho, comeu tudo! Ta curtindo leke?
-Bom demais man.
-Melhor que a pica do mano.
-Nem compara cara, vc é homem feito, Xande é gostoso, mas é lekão também. Mete como vc gosta primo.
-Beleza Lipinho, macho que toma pica, tem que saber receber. Vou te fuder como vc nunca foi fudido.
Mostrei-lhe um vasto cardápio de metidas. Lentas, rápidas, fortes, fundas, mexidas. Um momento parei e mandei que fosse ele a me fuder o cacete. Safado bom comedor de pica, sai rápido e voltava rebolando engolindo gostoso e mordendo forte o cacete. Pus ele de frango, antes de iniciar as cravadas, lhe beijei, dei um amasso em seu pau que até estava de outra cor de tão duro e tesudo. Abri suas pernas ao Maximo e entrei lento. Assim que completamente entalado nele iniciei socadas que fundas eram alternadas com tiradas até o limite da glande, voltando forte fazendo todo seu corpo sentir.
Puta que pariu Luizão! Vou gozar cara!
-Goza Lipinho, goza com a rola do primo no seu cu.
Nem bem terminei e o leke jorrava uma absurda quantidade de porra. Seu cu me mordia a pica violentamente. Me segurei para que ele terminasse seu gozo.
Assim que acabou, sai de dentro dele e tirando a capa, me ajoelhei sobre seu peito, metendo a rola na sua boca.
-Bebe tudo putinho.
Também eu gozei farto, segurando a gemedeira para não chamar a atenção. Ia tirar o pau de sua boca. Ele me fez deitar onde antes estava e se encaixando entre minhas pernas me agarrou com as duas mãos a vara ainda tesa.
-Vou limpar.
-Delicia de leke tesudo do caralho!
Nem descansamos. Fui a suíte e tomei uma ducha rápida, negando a todo momento seus pedidos de mais uma rapidinha. Guloso da porra!
No quarto conversei com ele.
-Me diz uma coisa Lipinho.
-Fala.
-Acha que rola entre vc e o Marcão?
-Ele curte cara?
-Man, se o Marcão ver um rabo desse como o seu, ele não agüenta não. Podemos armar o esquema dele dormir contigo e vc faz o que fez comigo, é certo que ele cai na sua.
-Com certeza que topo. Minha tara de verdade era vc man, mas o Marcão é um gostoso da porra também.
-Safado! Mas quero que me dê uma força pra pegar o Alexandre.
-Será cara? Como fazer?
-Simples, vc dá uns cata nele e dou um flagrante.
-Diabólico. Acho que dá certo. Sei que ele vai ficar muito, mas muito de cara. Se vc flagra a gente, ele vai se achar na sua mão. Tem um cagaço da porra de alguém descobrir.
-Então é isso. Por falar nisso, me diz por que vcs estão se estranhando.
-Ciúmes, ficou puto por eu não entrar na academia.
-Entendi. Depois falamos mais nisso. Acha que consegue armar depois da janta? Invento uma caminhada com o Marcão para a digestão e chego no silencio flagrando.
-Ok, aquele ali, não resiste um pedido de mamar. Kkkkkkkk Se for rolar assim, fica mais fácil rolar com o Marcão?
-Certeza, dou o flagra, chamo o Xande para uma conversa e vc e o Marcão se armam. Vou dar um toque que vc quer, ai ele toma a iniciativa. Basta vc fazer o tipo, “faço o que vc quiser para não falar nada”
-kkkkkkkkkkkkkk Fechado.
-Não vem ninguém mesmo essa noite aqui? Ta tranquilão mesmo?
-De boa, relaxe man.
Voltamos a piscina, o Marcão e o Alexandre num papo serio, nem notaram nossa chegada. Avisei que tinha pedido uma pizza.
-Demoraram porra!
-Estava tendo um papo com o Lipe. Sai da frente que vou me jogar.
Pulei na água dando uma belíssima barrigada. Os três me sacaneando. Lipe resolveu também tirar a sunga e quando foi guardá-la na cadeira vi os olhos de tesão do Alexandre no rabo do irmão. Marcão me olhou e fez sinal de “ o que que é isso meu Deus!” Disfarcei e enquanto o Lipe e o Xande brincavam de saltos na água, nós nos deliciando com aqueles tesudinhos nus, corpos deliciosos molhadas, rostos lindos cheios de sorrisos quase infantis e paus de ótima qualidade balançando livres em sua nudez. Cheguei no Marcão quase hipnotizado e segurando a própria pica já dura. Aproveitei a distração dos meninos e num canto, dei uma boa apertada na tora do mano. Puto estava tão tesudo que chiou. Passei rápido para ele os planos da noite.
-Ta afim de pegar o Lipe?
-Agora mesmo! Que rabo é aquele meu maninho? Copia do seu!
-Sei........ E tem mais! Mama que é uma beleza.
-Porra! Sabia que tu estava dando rola pro leke seu puto!
-kkkkkkkkkk Estava fazendo o esquema caralho!
-Qual vai ser?
Depois da pizza, damos uma caminhada de digestão, e flagramos os dois. Quero mesmo é fuder o Xande, chamo ele num papo e tu se arruma com o Lipe, ai depois podemos até juntar lekada toda. Ok.
-Claro. Cadê a porra da pizza que não chega? Kkkkkkk
Coincidentemente os meninos falaram que iriam se secar para quando a pizza chegasse. Falaram que eu e o Marcão usássemos o banheiro do Lipe e eles usariam o do Xande. Subiram juntos. Certeza que o Lipe aproveitaria do irmão. Tomara fosse esperto para deixa-lo na fissura para quando fosse o momento. Marcão pulou com a pica em estado de graça pra fora d´água. Olhei o mano naquele estado e ele me sorri feito o putão que é. Diz sem esquecer de dar uma boa sacudida na jeba.
-Vem maninho, vamos nos trocar.
Corri com ele pro nosso quarto e foi minha vez de trancar a porta e de joelhos atacar a pica do manão. Imediatamente ele começou a me fuder a boca de forma violenta. Me fazia babar doidamente com as suas metidas ferozes, rindo de tesão me vendo engasgar e ainda assim correr atrás de mais pica.
-Porra maninho, que fome é essa? Vai querer leite meu putinho?
Tirei a pica da boca e levantei.
-Não cara! Vamos gastar nos lekes. Vem vc me dá uma mamadinha, faz tempo que não mama em mim.
-Puto! Só vc mesmo pra me fazer comer rola.
Há muito que não tinha a belíssima visão daquele Macho Alfa de joelhos me devorando. Não sei se isso ou o fato de eu saber que só em mim ele fazia isso, me deixava mais tesudo. Acabara de gozar e certamente gozaria outro rio de porra se continuássemos. Fiz que parasse lutando contra todo meu desejo.
A campainha tocou. Era a pizza. Sentamos todos vestidos apenas de cuecas. Rimos falando abobrinhas e comendo como monstros os pedaços da imensa pizza. Notei que o Lipe deixara o Xande no ponto, pois a cada vez que ele levantava para buscar um talher ou copo, o Xande não conseguia disfarçar os olhares famintos no rabo dele. Tanto que o Marcão notou também e sacana me fez por meu pé entre suas pernas a massagear sua pica. Fiz o mesmo com ele, sabendo que os dois estavam tão distraídos entre si, que não notariam.
Terminado a comelança, não precisava nem fingir o tanto que estava estufado. Fiz o combinado e chamei o Marcão a me acompanhar. Os meninos disseram que separariam uns filmes de sacanagem para a gente assistir. Brinquei.
-Eiiita que vai ser campeonato de bronha. Kkkkkkkkk
O Xande brincou me surpreendendo, pois sei que nessas brincadeiras é que são ditas verdades.
-Que nada Luizão! Fazemos uma mão amiga e tudo bem.
Respondo sorrindo.
-Ok, mas ai vou querer um cuzinho pra terminar.
-kkk, sacana da porra, ai a coisa já fica mais difícil, mas não sendo o meu na reta, eu topo! Kkkk
Marcão
-Fedelho está ousado demais, não é maninho?
-Muito.
Pusemos uns shorts e camisetas, calçamos sandálias de dedo e prometemos estar de volta em uns 40 minutos. Olhinhos do Xande até brilharam. Tempo o bastante para socar pica no seu irmãozinho rabudo.
No passeio pela vila encontramos uma moça morena bem bonita. Trabalhava como domestica numa das casas ali. Viu o Marcão e se abriu em sorrisos. Este retribui e vai ao seu encontro. Procuro um banco na praça em frente e sento de costas. 3 minutos depois olho disfarçado em direção aonde eles deveriam estar. Vejo o Marcão amassar a sujeita sem pena no muro chapiscado. Sorri vendo que mesmo aos 40 e tantos o safado continua pegando tudo que lhe dê um mínimo de ousadia. Na escuridão da sombra de uma arvore via-se o safado de pernas abertas claramente socando na garota quase suspensa nos braços dele. Em plena vila militar, todos assistindo a novela e num escurinho safado a domestica tomando pica de um capitão visitante. Vi quando ele a arrastou para um ponto mais escuro ainda e a fez abaixar, certamente para lhe beber o leite.
Voltou com a cara mais lisa do mundo.
-Vamos mano?
-Viado, não tomei a porra do seu leite e tu serva a vagaba!
-Dei não maninho! Disse que vc ficaria puto esperando. Mas tinha que deixar a pobre dar umas duas gozadas ao menos não é? Bucetinha vulcão meu maninho! KKKKKK Tá afim/ Chamo. Ela é caridosa !
-kkkkkk, Até que não é mal não! Mas deixa quieto, vamos logo. Tô doido pra ver a cara do Xande de pau duro e flagrado!
-Vai dar o rabo pro Lekão? Boa pica o puto tem.
-Não! Quero é comer aquele rabão de macho marrento. Talvez depois se a putaria crescer.
-E vai, minha vontade e comer vcs três.
-kkkkkkk haja pica caralho! Não cansa não?
-E tu cansa?
Chegamos na casa e pelo silencio era obvio que a putaria estava em curso. Pedi que o Marcão esperasse embaixo e esperasse o sinal. O cara tem um passo pesado demais.
Cheguei no corredor e na luz fraca, vi que o lume vinha do banheiro do quarto do Xande. A porta encostada quase fechada. Abri com o maior cuidado. Já se ouvia os gemidos do Lipe. Ouvi o Xande falar.
-Mexe esse rabo tesudo Lipinho!
-Mete Xande!
-Cu gostoso do caralho! Vou te encher de porra meu putinho viado.
Pronto! Olha eu já duro! Me aproximei do banheiro e via a porta semi aberta, estiquei o pescoço e pelo espelho via o Lipe apoiado na bancada tomando no cu, o Xande suava e socava firme, seu rosto era puro tesão. Eu quicava de tara vendo o macho escorrer suor do peito, fazendo barulho nas enterradas no rabo fraterno. Voltei a chamar o Marcão.
Subimos devagar e por uns 2 minutos ficamos olhando pela fresta. Abrimos a porta e demos o flagra.
De vermelho o rosto do Xande ficou lívido.
Falei.
-Porra é essa?
Só ai ele soltou a cintura do irmão e sacou a pica do rabo. Lipe se ajoelhou certamente com as pernas fracas. O rosto do Xande não tenho como descrever. Coreu já com a pica meia bomba em nossa direção.
-Pela amor de Deus primos, não fala pra ninguém. Foi uma besteira nossa.
Eu de rosto serio apenas disse.
-vem aqui para a gente ter uma conversa Alexandre.
Ele ia voltar para por uma cueca.
-Vem agora porra! Do jeito que está!
Segui para o quarto usado como gabinete. Esperei o Alexandre nu, com o rosto quase a chorar, passar pela porta e a tranquei.
-Por favor Luizão!
-Calma Xande!
Agora mais gentil continuei.
-Então vc e o Lipe fazem uma sacanagem?
-Poxa cara, é a primeira vez!
-Mentira! Se vai mentir ai a coisa fica ruim pro seu lado! Tá me tirando de otario?
-Ok, de vez em quando.
Me apoiei como antes tinha feito com o Lipe, na mesa de escritório. Olhei pra ele, agora safado, passei a mão na minha pica. Ele adivinhava o preço do silencio. Eu disse.
-Também quero! Vem aqui e mama.
-Que isso cara! Faço isso não!
-Ok, vc que sabe!
Ficou uns longos minutos pensando. Resolvi me mexer e sair dali, dando por findo o assunto. Ele desesperou.
-Ok man. Eu faço.
Veio a mim. Quando próximo o bastante o puxei num abraço e tasquei-lhe um beijo. Notei sua surpresa. No inicio perdido, logo se entregava. Talvez pensando que manteria sua posição de ativo. Me esfregava e mostrava-lhe a verdadeira pegada de machos viris.
-Vou te ensinar como fuder com macho seu muleke.
Fiz que abaixasse, percebia a força contraria.
-Relaxa Xandão, vamos curtir. O Primo aqui vai te ensinar umas brincadeiras novas, só isso. Ajoelha e tira minha pica pra fora.
O tremor dele só passou quando minha rola liberta lhe bateu na cara. Ele passou o braço como se limpasse. Peguei minha pica e esfreguei varias vezes no seu rosto.
-Tu vai me mamar seu puto e fica de boiolagem com nojo porra! Abre logo essa boca, põe a língua pra fora! Abre os olhos caralho!
-Porra Luizão!
-Abre!
Com ele de boca aberta, passei a cabeça que já melada de baba, lubrificava seus lábios.
-Prova agora de minha baba!
Ele provou. Vi que achou menos nojento do que achava que seria.
-Agora cai dentro Lekão. Mama gostoso.
A falta de jeito no iniciou. Melhorou com os comandos que lhe dava e ele obediente obedecia. Vi sua pica ficando dura. Dei umas duas metidas mandando que mantivesse a boca aberta. Não agüentei vendo que ele estava duríssimo. O empurrei no chão e fazendo um 69 lhe meti a pica na boca engolindo eu mesmo a dele.
-Faz em mim o que faço na sua Xandão.
Lekão chiou bonito e gostoso quando eu lhe engolia e mostrava como se mamar uma pica tesuda. Rapidinho estávamos ambos mexendo a pélvis fazendo o parceiro ter mais rola.
Por um segundo pedi que ficasse calado e prestasse atenção. Era audível os gemidos Dio Marcão e do Lipe na farra deles.
-Viu? Os putos estão na maior farra também, kkkkkk
Ele sorriu agora completamente relaxada, tanto que não soltava das mãos minha pica dura babona. Eu corri a língua no seu sacão. Dali para o cu. O fiz abrir as pernas vendo que causara o efeito que eu desejava, alem de gemer mais, ele caprichava mais ainda na mamada.
-Fica de quatro macho!
-Qualé Luizão? Libera isso ao menos!
-Fica de quatro cara!
Fui para trás daquele rabão que tanto desejava e deliciado com os pelinhos que tentavam proteger a entrada daquele cuzinho macho, enterrei a cara com a língua dura como uma pica, lambia frenético enquanto lhe segurava as bandas da bunda e fazia mexer gostoso pra mim. Eu gemia e lhe mandava continuar a mamada, lha falava que se liberasse, que ali era putaria de macho, e morria ali.
-Relaxa Xandão! De boa man, sei que tu é cabra macho porra! Aqui é putaria de primo!
Em resposta me veio um gemido urrado como só um macho sabe dar. Agora já remexia e afundava mais seu rabo na minha cara. Fez um ai quando sentiu o primeiro dedo a lhe invadir, não demorou a se acostumar e obedecer as ordens de rebolar, ordens dadas debaixo de tapas naquele rabão farto e duro de atleta. Dois dedos e ele abaixou o rosto quase me engolindo, eu sentia sua baba me descer em fios pelo saco.
-Delicia de cuzão macho Xandão! Vou te comer lekão.
Fiquei de joelhos e pincelava a pica na entrada do rabo que antes medroso se contraiu.
-Porra Luizão, não vou aguentar essa jeba não cara!
-Vai sim macho. Se teu irmão. aguenta eu, vc e o Marcão, tu vai dá uma de viado e ficar de frescura.
A noticia de que eu já comera o irmão dele, longe de o irritar deu tesão. Com certeza imaginou que a putaria ia aumentar e muito depois dali.
-Relaxa que vai doer menos Xande! E sabe de uma? Depois vc que vai me enrabar.
-Caralho man, mete logo, que ao menos a dor é uma só!
Saquei vara e o macho mostrando sua virilidade, aguentou firme soltando deliciosos gemidos a minha invasão. Sem brutalidade porem firme não parei. Fui até o talo. Debrucei sobre suas costas largas e suadas.
-Tesão Xande, tem 21 cm de pica nesse cuzão marrento. Relaxa que agora é só alegria meu putão.
Repeti todo o menu de socadas que minutos antes dei no seu irmão. Vi o macho curtir as metidas logo que se acostumara. Sai de dentro e sentei numa larga poltrona. Mandei que sentasse. Agora sem resistência ele me segura a vara e Poe ele mesmo na mira de seu cu. De frente ptra mim vi suas caretas de dor se transformar em tesão na metade da pica enterrada.
-Beleza Primo. Que rabo da porra de gostoso cara! Sobe e desce gostoso na pica de seu primão, seu sacana tesudo.
Ele deu uma puta gemida gostosa e me sorriu.
-Vc é um filha da puta de um sacana Luizão.
Prendi seu rosto num beijo, agora retribuído ele mostrava que também comandava. Ele me beijava de forma máscula sem deixar de mexer o rabão na minha pica.
-Tô quase gozando man!
Falei
-Vem aqui e me dá esse picão pra mamar.
Num pulo o macho me enterrou aquele picão grosso na boca, virou o dominador e me prendeu a cabeça entre suas mãos. Fez comigo o que lhe tinha feito, eu babava feito uma cadela raivosa. Quando a pica me escapava corria a lhe comer os bagos e ele os esfregava melado de saliva em meu rosto.
-Me dá o cu Luizão!
Nem esperei pedir de novo. Rapidinho me virei e apoiado com os braços na poltrona empinei o cu a receber suas dedadas e lambidas. Dei a ele uma camisinha e num segundo ele vestiu. Senti a vara grossa quase vibrando se acertar na entrada de meu cu.
-Soca pica primo!
Meu urru ouvido pelos outros dois, os trouxe até nós. Mandei que o Xande a porta. Nem cheguei a sentir a falta da pica tão rápido o bicho saiu, abriu a porta e socou tora, me segurando firme com as duas mãos anos meus ombros.
Marcão entrou epôs o Lipe também de quatro, mandou que o Xande me levasse junto. Fiquei de frente ao Lipe. Trocamos beijos e nossos primos, irmãos um do outro nos varavam na rola.
Marcão
-Porra Xandão, estava comendo essa delicia de cu na encolha velho?
-Tesão não é bro? Esse aqui é show de bola também. Apertadão.
-Põe os putos lado a lado.
Eu e o Lipe um do lado outro mexíamos os rabos curtindo pica.
Marcão pegou o Xande num beijo.
-Agora sou eu que quero te comer Xandão! Disse o Marcão.
Quem pensa que o Xande regateou se engana. Me deixou o cu vazio e se pôs a tomar pica do Marcão sem a mínima cerimônia, sob o olhar enlouquecido de tesão do Lipe que ganhava a minha no seu.
Agora eu e meu irmão socavamos os irmãos, nos beijávamos e víamos o espanto dos dois outros ao ver que nos pegávamos tanto quanto eles. Resolvemos deitar no chão e fazer os primos dançar na vara. De frente um para o outro Xande teve sua pica que nem balançava de tão dura engolida pelo Lipe.
Xande
Caralho bros! Vou leitar a boca de meu irmãozinho safado.
Vimos o Lipe não deixar escapar nem uma gota de porra do seu irmão. Passei seu cu para o Marcão e fiz os dois me mamarem até que os leitei.
Faltava o Marcão, ele comanda.
-Agora vem os três tomar porra na boca e na cara.
Viram minha fúria quando lhes tomei a pica do mano e sozinho tentei tomar todo o leite.
Xande
-Puta que pariu caras, que tesão da porra!
LIpe me roubou e dividiu com o Xande o que ainda saia, ficando a cargo dos dois a limpeza da fonte de leite.
Caímos os 4 no chão do gabinete, Sem fôlego para falar por ao menos 2 minutos. Deixamos nossas mãos correrem os corpos um do outro. Olhamos-nos e sorrindo falamos.
-Do caralho velho! Vamos de novo?

E haja tesão! Só paramos as oito da manha, e voltamos ainda. Tiramos o dia pra ficar de sarros e pegadas........


Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Comentários


foto perfil usuario safadinho93

safadinho93 Comentou em 09/07/2014

Cara queria eu ter primos assim. Me deixou no maior tesão

foto perfil usuario dogfast

dogfast Comentou em 19/06/2014

na boa q familia é essa, só se salvou seu pai q o resto vc e seus irmãos passaram as varas, rsrsrs, adoro seus contos muita safadeza nessa vida de putão continua assim milico bjos




Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


42296 - Milico Rabão - Inicio em familia - Categoria: Gays - Votos: 39
42624 - Milico Rabão - Inicio em família 2 - Categoria: Gays - Votos: 29
42626 - Milico Rabão - Ganhando Mundo - Categoria: Gays - Votos: 17
42628 - Milico Rabão - Servindo a Machos - Categoria: Gays - Votos: 16
42747 - Milico Rabão - Chegando na republica - Categoria: Gays - Votos: 45
42884 - Milico Rabão - Orgia na republica - Categoria: Gays - Votos: 20
43059 - Milico Rabão - Epoca de estudos e putarias - Categoria: Gays - Votos: 13
43392 - Milico rabão - O feriadão com o Major 1 - Categoria: Gays - Votos: 16
43401 - Milico rabão - O feriadão com o Major 2 - Categoria: Gays - Votos: 14
43409 - Milico rabão - O feriadão com o Major 3 - Categoria: Gays - Votos: 13
43621 - Milico Rabão O Feriadão (4) A Chegada do Cabo - Categoria: Gays - Votos: 14
43688 - Milico Rabão - Feriadão Final - Categoria: Gays - Votos: 11
43835 - Milico Rabão Eu e os manos, o Reencontro! - Categoria: Gays - Votos: 19
43836 - Milico Rabão Eu e os manos, reencontro (2) Figa - Categoria: Gays - Votos: 16
43986 - Milico Rabão Adimissão e presente dos maninhos 1 - Categoria: Gays - Votos: 9
43987 - Milico Rabão Admissão e presente dos maninhos 2 - Categoria: Gays - Votos: 15
44442 - Milico Rabão O primeiro Macho Na Escola - Categoria: Gays - Votos: 12
44445 - Milico Rabão Mais uma do Figa - Categoria: Gays - Votos: 9
44446 - Milico Rabão Orgia depois da cerimonia militar - Categoria: Gays - Votos: 13
44447 - Milico Rabão Orgia depois da cerimonia militar 2 - Categoria: Gays - Votos: 11
44448 - Milico Rabão O ex da mamãe - Categoria: Gays - Votos: 18
44449 - Milico Rabão Aulas de tiro. Eu, Figa, PB, Cortes - Categoria: Gays - Votos: 9
44450 - Milico Rabão Aulas de tiro. Eu, Figa, PB, Cortes - Categoria: Gays - Votos: 2
44452 - Milico Rabão O Berga, sempre bom demais - Categoria: Gays - Votos: 8
44775 - Milico Rabão Farra com o Marcão, meu mano - Categoria: Gays - Votos: 5
44829 - Milico Rabão Lekão Tesudo - Categoria: Gays - Votos: 9
44830 - Milico Rabão Lekão Tesudo 2 - Categoria: Gays - Votos: 11
44831 - Milico Rabão Lekão Tesudo 3, e o Marcão - Categoria: Gays - Votos: 7
44832 - Milico Rabão Um Tenente do Caralho! - Categoria: Gays - Votos: 9
44834 - Milico Rabão Um Tenente do Caralho! 2 e as putas - Categoria: Gays - Votos: 8
44835 - Milico Rabão Um Tenente do Caralho! 3 Virou Orgia - Categoria: Gays - Votos: 8
44836 - Milico Rabão Irmãos Franceses - Categoria: Gays - Votos: 6
44837 - Milico Rabão Irmãos Franceses 2 - Categoria: Gays - Votos: 8
44853 - Milico Rabão Em Roma, um primo. - Categoria: Gays - Votos: 8
44951 - Milico Rabão Um Alemão danado de bom. - Categoria: Gays - Votos: 6
44957 - Milico Rabão Um Alemão danado de bom. 2 - Categoria: Gays - Votos: 7
44997 - Milico Rabão As ultimas e o retorno - Categoria: Gays - Votos: 9
45079 - Milico Rabão Policial Rodoviario na Pista - Categoria: Gays - Votos: 8
45096 - Milico Rabão Recepção das boas no apê do Berga - Categoria: Gays - Votos: 8
45134 - Milico Rabão Uma Recente Eu sendo o Tiozão. - Categoria: Gays - Votos: 10
45187 - Milico Rabão Orgia na cerimonia MIlitar 3 - Categoria: Gays - Votos: 12
45274 - Milico Rabão Festa das Boas no Apê do Berga 2 - Categoria: Gays - Votos: 7
45289 - Milico Rabão do Lekão Carioca, eu tiozão 2 - Categoria: Gays - Votos: 6
45467 - Milico Rabão Vida nova! e o italiano.... - Categoria: Gays - Votos: 8
47813 - Milico rabão e suas farras.. Voltei galera! - Categoria: Gays - Votos: 9
48153 - Milico Rabão e suas farras 2 - Categoria: Gays - Votos: 7
48237 - Milico Rabão Agora é farra! - Categoria: Gays - Votos: 6
48334 - Farrão armado pelo Figa 1 - Categoria: Gays - Votos: 6
48410 - Farrão armado pelo Figa 3 - Categoria: Gays - Votos: 3
48411 - Farrão armado pelo Figa 2 - Categoria: Gays - Votos: 4
48459 - Amanhecer tesudaço! - Categoria: Gays - Votos: 4
48532 - Ensinando aos priminhos tesudos - Categoria: Gays - Votos: 6
48641 - Os priminhos tesudaços 2 - Categoria: Gays - Votos: 9
48806 - Milico rabão No hotel, o hetero e a bixa... - Categoria: Gays - Votos: 11
49050 - Milico Rabão O Surfistão me deu um trato - Categoria: Gays - Votos: 4
49081 - Milico rabão e o Surfista, Final - Categoria: Gays - Votos: 6
49186 - Milico Rabão Sempre melhor entre irmãos - Categoria: Gays - Votos: 8
49292 - Milico Rabão Entre irmãos Final - Categoria: Gays - Votos: 5
49599 - Milico Rabão Chegando a Europa ganhei dois putin - Categoria: Gays - Votos: 9
49755 - Milico Rabão Chegando a Europa,,,,2 - Categoria: Gays - Votos: 6
49883 - Milico Rabão Noticias do Figa - Categoria: Gays - Votos: 6
50151 - Milico Rabão Festinha no Vestiario - Categoria: Gays - Votos: 3
50310 - Milico Rabão Briguei com o Berga, Tomei no cu! - Categoria: Gays - Votos: 7
50515 - Milico Rabão O boy franco-argelino - Categoria: Gays - Votos: 5
51192 - Milico Rabão e os Americanos putões - Categoria: Gays - Votos: 12
51618 - Milico Rabão Os Americanos Putões Final - Categoria: Gays - Votos: 6
51766 - Milico Rabão Eu, Figa, Marcão e viadinhos safados - Categoria: Gays - Votos: 4
51932 - Milico Rabão Outras historias safadas - Categoria: Gays - Votos: 8
52228 - Milico Rabão A Formatura em Buça, com Reco e tudo - Categoria: Gays - Votos: 12
52686 - Milico Rasbão A bronca do Jorjão - Categoria: Gays - Votos: 5
52687 - Milico Rabão Eu, Figa e dois Lekões - Categoria: Fetiches - Votos: 1
53426 - Milico Rabão Envolvido em problema alheio - Categoria: Gays - Votos: 9
53717 - Milico Rabão Marcão no divã - Categoria: Gays - Votos: 11
53868 - Milico Rabão Cuidando do mano Marcão - Categoria: Gays - Votos: 10

Ficha do conto

Foto Perfil milico rabão
milicorabao

Nome do conto:
Priminhos e muita putaria da boa!

Codigo do conto:
48793

Categoria:
Gays

Data da Publicação:
18/06/2014

Quant.de Votos:
6

Quant.de Fotos:
0


Online porn video at mobile phone


contos eroticos minha irmazinha me viu tomando banhoContos eroticos empregada do vizinhoCONTOS DE VIZINHAS QUI FORAM FUTIDAS A FOAconntos eroticos de incertos com mega pauzudo pegando irmanzinha e sua amiguinhacontos eróticos perseguidor 1inscesto conto erotico em quadrinhocontos gay gordinho menininhaConto erotico de viuva evangelica.minha esposa perdeu aconta de quantas rola ja comeu conto eroticoquadrinho erotico tonhao e a professoraaluna dar abuceti para otro alunaconto esposa chorando na pica do sogroContos eroticos com fotos de podolatria com a empregada dormindoconto erotico filha a força incestoSala conto eroticocontos eroticos putinha estuprada e gostandocontos eroticos afilhada dando o cu pra padrinhoContos gay pau pequenocontoeroticoburroconto casada carente inplorando para se comidaa cunhada d********* para o cunhado foto em quadrinhoscasa dos contos incesto coroa no colo do piralhoocontos eróticos quadrinhosContos erotico de sobrinhascontos eroticos mae tarada filho pauzudocontos eroticos incesto maravilhosoSexoincestocontoscontoerotico michele baixinhacoitadinhacontospenetrei minha mãe bêbadacontos eróticos seduzindo o sobrinhoos convidados comeram minha mulher hentai e contos eróticosO bucetao da tia gostosacontos eroticos pique escondeescrava contos eroticosQuando meu cu piscou dei logo contosquadrinho porno de pokemoncontos eroticos fui bem fodida feito puta e chingada feito uma vadia pelo meu tiode cueca pegando no cacete contoconto erotico dona sonia velha safadagibi porno antigocontos eroticos incesto comendo a bucetinha da minha filhinhapornô contos erótico minha mulher gosta de chupa meu pau em encanto dar o cuperdi as preguinhas do cu quando era pequenamozbuceta.comconto erótico eenfermeiroContofamiliapornoConto erótico pagando aposta do filhox vídeos desdita comeno viadoperdi as preguinhas do cu quando era pequenacontos ela tapou minha bocaconto eroticosafadoContos erotico de medica em quadrinhoconto porno minha primeira mastubaçaoexpiando a comadre tomar banho contos eróticoscontos eroticos br fudendo no onibus lotadoinsinuando pro padrasto com roupa sexo gaycontoseroticoscabacinhoconto eroticoflagraDesenho erotico o dia da sogravideos de pimbançacontos gays-dando meu cusinho a meu pai pela primeira vez/ a sagasexoconto insesto rolana bucetacontos veridico me arrombaram, mas me vinguei do meu maridoconto erotico minha mulher pelada pra outrovanessinha.net familia incestuosaContos erotico de fodessao de mulher casada com fotosconto erotico gay pai e amigo no telhado vendo os filhosincesto com mamãe em3dconto erotico esposa bebadacontos eroticos de namoro safado e liberalConto erotico ela arriou a calcinha e ele chupouporno da freira em quadrinhovelho tarado contodescabacei a buceta da crentizinha magrela a fora - contos eroticosConto erotico.peguei a minha sobrinha dormindo so de calcinhacontos dopei minha esposaContossado excrava extremoConto erotico peludacontos eroticos fudendo morena novinha em cima da moto 2011contos eroticossedutoras e marrentas parte 4 contos eroticosTio indo no parquinho com as sobrinhas curiosas contos eroticosultimos conto sadoconto coroas foram estrupada por meninosna brotheragem com hetero conto eróticoquadrinhos porno coroasincesto porno silvanaxxvideo morenahgibi porno uma coroa muito sorconto erótico gayprofebrancacontos erótico pau enorme e grossobucetas labios gigantes carnuda exageradafavelada neguinha dando pra pauzudo conto erotico