No ônibus com o garoto de 19 anos.


Click to Download this video!


Tudo aconteceu durante o carnaval quando eu estava saindo de viagem para Curitiba. A rodoviária estava cheia de jovens universitários em total clima de bagunça e azaração.
Já eu, no alto dos meus 38 anos, loira, casada e com vida profissional estabelecida, estava saindo de viagem com um propósito bem menos contagiante: problemas profissionais da empresa...
Modéstia a parte ainda chamo muito a atenção dos mais jovens devido a minha bundinha empinada e minhas coxas grossas, que com a saia que eu estava vestida no dia atraiam ainda mais olhares dos homens.

Enquanto esperava, sozinha, pelo meu ônibus, olhava toda aquela movimentação com sentimento de nostalgia. Via os meninos, em grupo, conversando, bebendo cerveja e já reparando nas meninas que passavam, como gaviões sempre preparados para o ataque, analisando as possíveis presas.
Na minha época de faculdade, eu era (modéstia à parte) uma presa e tanto... e adorava ter esses gaviões a me espreitar. Ainda sou uma mulher bem bonita, mas esse clima de universidade... esse clima de tesão latente, de feromônio no ar... isso passa com o tempo. E faz uma faaalta! Confesso que senti uma pontinha de inveja daquelas jovens meninas...
Chegada a hora de embarcar, me dirigi a meu assento, bem no final do ônibus, ao lado do banheiro. Como comprei as passagens de última hora, só restavam lugares muito na frente ou nos fundos... acho mais seguro ir atrás. Pelo menos, consegui a janela.
Poucos minutos depois, aproximou-se um rapaz de seus 19 aninhos. Cabelos bem curtos, olhos também castanhos, queimadinho de praia, mas com carinha de bom menino.
“- Bonitinho, o safado!” Refleti.
Pude perceber que, ao colocar a mochila no bagageiro, ele meu deu uma checada rápida, embora tímida, até desesperançosa.
Meu marido ficaria com ciúmes se soubesse que eu viajaria ao lado de um garoto desse.
O garoto sentou-se ao meu lado. Pegou o celular.
“- E aí, muleque, beleza?! Cara, tô no ônibus de onze e meia, chego aí umas três horas. (...) Não, o Testão vai amanhã, não liberaram ele. E a mulherada aí? (...) Hahahaha. Ah, muleeeque! (...) Hahaha. Beleza, então, malandro. Tô chegaaando! (...) Valeu! Abraço!”
23:38h, o ônibus partiu.
Eu, olhando pela janela, podia ver, pelo reflexo no vidro, que ele mirava fixo nos meus peitos. O decote nem era tão grande, mas, já pensando em ficar confortável na viagem, estava usando um vestidinho folgado, sem soutien, e o frio do ar-condicionado deixava meus mamilos ouriçados, marcando o tecido fininho, que desenhava meus belos seios, redondos e durinhos. Poderia ter vestido o casaco, mas preferia ficar vendo ele ali, babando.
Assim que saímos dos limites da cidade, as luzes do ônibus apagaram.
Ambos estávamos recostados, cada um e sua poltrona, tentando achar posição para dormir. Sem sucesso.
Para fugir do vento do ar-condicionado que saia próximo à janela, me inclinei um pouco para o lado dele. Mais uma mexida e nossas pernas, acidentalmente, se encostaram. No entanto, nem eu nem ele tiramos a perna... deixamos, assim, parcialmente encostadas, pelos joelhos.
Entre uma curva e outra, comecei a perceber, na verdade, que ele fazia certo esforço para que sua perna não desgrudasse da minha.
“- Hum... malandrinho!”
Ele se ajeitou mais uma vez na poltrona, simulando desconforto. Tudo para fazer nossas coxas já se tocarem quase que por inteiro. Encostadas o suficiente para incomodar quaisquer estranhos que nada quisessem um com o outro. Mas nós permanecemos imóveis. Não estávamos incomodados.
Eu, instigada com as manobras daquele menino cheio de más intenções, pousei a mão sobre minhas coxas, deixando o mindinho cair entre nossas pernas.
Não demorou muito, ele, entendendo o recado, colocou sua mão entre nós, fazendo com que nossos dedinhos se encontrassem e, aos poucos, fossem se entrelaçando.
Nesse ponto, o coração já batia disparado, pois, embora as intenções já estivessem claras, tudo acontecia devagar. Imagino que, na jovem cabecinha dele, passava um medo de que qualquer movimento em falso pudesse jogar por água abaixo a chance de pegar aquela mulher.
Não trocávamos uma palavra. Ele, provavelmente, por medo, timidez. Eu porque achava assim bem mais gostoso.
Quando já estávamos de mãos dadas, ele começou a acariciar minha perna com o mindinho, chegando os outros dedos cada um de uma vez, até conseguir deitar toda a mão aberta sobre a minha coxa direita.
Chegou-se, então, mais para perto, virando o rosto para meu lado, como se esperasse que eu tb virasse para beijá-lo.
Atendi ao chamado e virei o rosto para ele, deixando que me beijasse. Foi em beijo quente, gostoso e saboreado. Segurei entre os cabelos dele. Ele levou sua mão oposta de uma coxa a outra, até chegar em meu quadril, inclinando-se sobre mim.
De início, comportou-se. Estava acostumado a pegar menininhas, que ele não podia sair “apavorando”. Ficou bastante tempo só a me beijar, meus lábios, meu pescoço, respirando ofegante em meu ouvido, demonstrando seu tesão, enquanto acariciava minhas coxas, meu quadril, aproximando-se da minha bunda. Me inclinei um pouco, levantando a perna, para deixar que ele chegasse ao meu bumbum, que ele encheu bem a mão para apalpar.
Aquela “pegação” estava bem gostosa... Eu estava muito excitada! Sentia minha bocetinha latejar por debaixo da saia.
Movi discretamente meus ombros, fazendo com que uma das alças do vestido caísse do ombro e deixando meus seios a um passo de serem despidos. Ele interrompeu o beijo por um instante para olhar a cena. Eu empinei os seios para ele, para que tomasse uma atitude.
Ele olhou para os lados e, vendo que todos pareciam dormir, levou as mãos a meus ombros e desceu pelos meus braços, trazendo as alças do vestido e baixando-o até quase a cintura. Deixou meus peitos por inteiro à mostra... Os mamilos rosados enrijecidos de tesão. Admirou-os por um instante, depois me puxou pelos quadris, fazendo deitar um pouco, e então começou a chupá-los com vontade.
Agora, ele era todo ferocidade. Voltou à minha boca, levando a mão aos meus seios e apertou, acariciou. Depois tornou-os à boca, quase que deitado sobre mim. Levou à mão novamente à minha bunda e, em seguida, deslizou pelas minhas coxas em direção à minha bucetinha.
Nesse instante, as luzes do ônibus começaram a piscar e, num salto, tornamos a nossos lugares, eu suspendendo o vestido. Já estávamos no meio da viagem e era hora da parada.
Acenderam as luzes e nós olhamos um para o outro, com um risinho meio encabulado.
Quando o ônibus parou, levantei para sair, no que ele tb levantou. Saímos do ônibus e fui em direção ao banheiro. Já do lado de fora, cheguei a vê-lo pegando o celular para ligar para alguém... Àquela hora, aposto que estava ligando para um amigo para contar tudo.

Saí do banheiro e o avistei próximo ao ônibus tomando uma coca-cola. Fui comprar uma água. Voltei ao ônibus, passando por ele, que aproveitou para me conferir novamente, de pé, sob a luz. Carinha de mulequote empolgadíssimo.

Grande parte dos passageiros desceram nessa cidade, restando poucos que ficaram bem na frente do onibus, retornei então ao veículo.

Quando o ônibus já estava dando a partida, ele veio sentar-se tb. Pegou na minha mão. Gracinha!
Mais alguns minutos de silêncio constrangedor e as luzes apagaram-se novamente. Seguia a viagem.
Virou meu rosto com a mão, buscando mais beijos. Mantivemos os carinhos discretos por algum tempinho, para que as poucas pessoas voltassem a dormir.
Quando avaliei que já era hora de retomar o amasso, peguei a mão dele, e a fiz deslizar lentamente até a barra da minha saia e a sentir minha coxa. Ele afastou a boca, entreaberta, apertando os olhos. Aos poucos fui colocando a mão por dentro de sua bermuda... por dentro de sua cueca, senti o pau dele em pele, duro como pedra. A carinha dele de tesão alucinado, lindinho.
Enquanto tocava uma punhetinha pra ele, ele me beijava e me alisava minha coxa. Entre beijos, mordíamos de leve nossos lábios, deixávamos escapar gemidos bem baixinhos.

Olhei para os lados, ninguém se abalou. Continuamos.
Peguei meus cabelos loiros, e enrolei-os nas costas...

Mantivemos os carinhos discretos por algum tempinho até ele começar a descer com as mãos por trás da minha nuca, passando pelos meus braços até minha barriga, alisou-a por algum tempo e começou a subir com suas mãos por dentro da minha blusa até chegar aos meios seios, e enquanto me beijava o acariciava com sua mão, eu estava totalmente sem ação entregue aquele garoto.
Ele desceu sua mão e passava nas minhas coxas brancas, buscava minha bunda e voltou até chegar perto da minha xaninha por cima da calcinha, enquanto me beijava, o dedo dele invadiu a lateral da minha calcinha e passou diretamente na minha raxinha toda melada, ele percebeu que estava molhadinha, enfiou o dedo la no fundo e me deu um beijo, eu ja nao aguentava mais, ele então enfiou dois, três dedos, estava toda ensopada de tesão, nunca tinha feito nada parecido com meu marido, estávamos na traseira do onibus, inclinei o tronco, ele ajeitou-se e, puxou-me pelo quadril, me fazendo quase que deitar. Mesmo com a calcinha afastada ele fitou minha bucetinha, carnuda, lisinha e de lábios fechadinhos. Parou e me admirou assim, praticamente nua, uma mulher que ele nunca sonhara em ter. Afastou bem minhas pernas, e fez carinho nos meus pêlos bem aparados. Então, dando um jeito de se abaixar naquele pouco espaço, abriu os meus lábios e pôs a boca. Chupou gostoso, com linguadas longas e firmes.
Nossa!!! Já estava com muito tesão quando ele aproximou a mão da minha bucetinha novamente e enfiou, não um, mas três dedos e começou a meter, sem parar de lamber meu clitóris. Aahn... Gozei. Quase tive uma convulsão... Difícil segurar o gemido. Lembro de ter segurado forte na poltrona, apertando-a como louca!
Depois que gozei, ele veio sobre mim me beijar a boca... Pude sentir meu gostinho. Então senti a cabeça do pau dele roçando sob a cueca na portinha da minha buceta, querendo tentar entrar. Ele fez menção de tirar a cueca para me penetrar e eu o freei com a mão pelo abdômen, fazendo parecer que ia me movimentar para pegar a camisinha, porém eu não tinha camisinha, perguntei a ele se ele tinha e disse que não mas que não se importava, eu disse que sem preservativo não iria rolar nada afinal não conhecia ele, porém não queria que aquela situação acabasse daquela forma, peguei minhas mãos e dirigi até o meio de suas pernas e por cima da cueca massageava seu pênis, senti que ele estava se deliciando, ele então tirou sua cueca, fiquei mais assutada ainda pois alguém poderia nos ver naquela situação.
Tinha decidido na minha cabeça que não iria tirar a calcinha, pois não tinha preservativo. Ele carinhosamente me beijou nos lábios me pegou pela cintura e me virou de lado na poltrona me deixando de costas para ele, com a mão esquerda alisava minha bunda enquanto me beijava na nuca, aquilo me enlouquecia, com o dedo ele afastou a calcinha de lado e começou a massagear meu cuzinho sem penetrá-lo, sentia aquele dedo me tocando e sentia uma sensação indescritível, coisa que nunca havia feito ou sentido com meu marido, não resisti e com minha mão procurei seu pênis, fazia uma leve punheta nele, sentia ele se estremecendo num gozo, então ele se aproximou e se posicionou perto colando seu peito nas minhas costas, senti ele manobrar seu pênis procurando minha bunda, sabia no que aquilo resultaria, realmente tive medo, tentei argumentar falando que tinha medo, pois não conhecia ele, porém ele não se importou, falei a ele que não queria fazer sem camisinha e ele disse que eu não deveria me preocupar em engravidar mas que ele não iria sair daquele ônibus sem me ter.
Então lambuzou seus dedos na minha xaninha molhada e com eles começou a penetrar meu cuzinho, primeiro um, depois dois, três, eu estava adorando, então ele chegou mais perto e colocou seu pênis na portinha do meu cuzinho, começou a forçar a entrada e estava difícil pois eu não fazia sexo anal com meu marido, ele realmente constatou isso pq viu a dificuldade de entrar, ele comecou a pincelar em mim, eu adorei ficar sentindo aquela coisa melada esfregando no meu cuzinho, ele forcava um pouco a cabeça pra dentro e eu fugia pela pequena dor, ele de uma incrível delicadeza não forçava a entrada mas também não parava de tentar.
Minhas pernas já não estavam mais aguentando estava tremula de tesão até que em uma tentativa aquela cabeca entrou de vez em mim, senti que fui arrombada, uma sensação de dor e tesão tomou conta de mim, ele então segurou mais firme na minha cintura de modo que seu pênis não saisse de dentro das minhas nádegas.
Eu já não tinha mais força pra nada, eu vi estrelas, nunca me senti preenchida daquele jeito, senti as bolas dele na minha bunda, fiquei um tempinho pra me acostumar depois ele comecou a movimentar aquela tora, nunca tinha sentido nada parecido antes, quando me dei conta estava quase gozando naquele garoto, já não pensava em mais nada, com as mãos ele me abraçou por trás e desceu até meu grelinho e enquanto comia minha bunda massageava minha xaninha, ele me fez gozar novamente com aquela rola enfiada em mim e com seus dedos na minha xana, ahhhhhhhhhhhh ele ainda não tinha gozado mas eu estava acabada.
Ele respirava ofegante ao pé do meu ouvido. Sentia seu gozo. Esforçávamos para conter os gemidos.
Sussurei:
“- Não goza dentro.”
“- E onde eu gozo?”
“- Onde você quiser.”
Quando estava próximo de gozar, ele começou a foder mais rápido, esquecendo-se um pouco de ser discreto. Então tirou depressa o pau da minha bunda eu me virei e punhetei ele fortemente com minha mão direita fazendo ele ejacular em toda a poltrona, o que acabou melando tudo com a quantidade de porra que ele ejaculou.
Estávamos acabados...
Recolocamos nossas roupas, reclinei a poltrona para descansar e ele carinhosamente me fez um cafuné. Acabei deitando a cabeça em seu ombro. Relaxamos até o final da viagem.
Quando chegamos na rodoviaria percebi o tanto que minha bunda ardia ao andar, e a calcinha pequena favorecia isso. Ate então essa foi a unica traição que cometi sem contar ao meu marido, mas confesso que estou em uma briga interna comigo em procurar esse garoto novamente, ele me deu o nº do cel dele, mas até hoje, apesar da vontade, não tive coragem, ainda de ligar.

Foto 1 do Conto erotico: No ônibus com o garoto de 19 anos.

Foto 2 do Conto erotico: No ônibus com o garoto de 19 anos.


Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Comentários


foto perfil usuario limma2017

limma2017 Comentou em 21/05/2017

gostosa

foto perfil usuario bomaluno1000

bomaluno1000 Comentou em 21/04/2017

Isso, safada, deixa ele te encoxar muito...

foto perfil usuario jocamane

jocamane Comentou em 12/04/2017

Adorei..votado

foto perfil usuario limma2017

limma2017 Comentou em 04/03/2017

delicia gata queria eu no lugar dele.

foto perfil usuario jean1982

jean1982 Comentou em 28/02/2017

Delicia de conto. Adoraria ser esse sortudo. Bjx linda

foto perfil usuario carpediem49

carpediem49 Comentou em 23/08/2016

uma experiencia destas nã ose esquece realmente tive uma assim quando novo mas com uma namoradinha indo para o Parana 12 hrs de viajem, ainda irei postar esta aventura....a sua é uma delicia Luciana, adoro ler seus contos....fico mto excitado... Beijos linda Luciana! CarpeDiem49 Votado

foto perfil usuario carreteiro 1498

carreteiro 1498 Comentou em 12/07/2016

ME DIZ SE ALGUÉM CONSEGUE VIAJAR COM UMA MULHER DESSAS AO LADO E NÃO TENTAR NADA. SÓ DE TE OLHAR O PAU JÁ FICA DOENDO DE DURO. BJS TESUDA

foto perfil usuario lcd23sex

lcd23sex Comentou em 14/06/2016

Esse seu conto foi perfeito já vivi uma situação semelhante a essa porém foi com minha prima, essa sensação de medo suspense e ótima Parabéns ótimo conto parabens mesmo Se poder leia meu conto 2 fetiche com minha prima

foto perfil usuario lcd23sex

lcd23sex Comentou em 14/06/2016

Esse seu conto foi perfeito já vivi uma situação semelhante a essa porém foi com minha prima, essa sensação de medo suspense e ótima Parabéns ótimo conto parabens mesmo Se poder leia meu conto 2 fetiche com minha prima

foto perfil usuario zebrao

zebrao Comentou em 26/04/2016

Delicia de conto. Confesso que tive que bater uma punheta que começou tranquila, mas quando gozei...Foram varios jatos e que foram a mais de 1,5 metros de distancia. Deliciaaaaa.

foto perfil usuario oseuprazer2015

oseuprazer2015 Comentou em 14/09/2015

Uma tarada...

foto perfil usuario pauloric

pauloric Comentou em 30/07/2015

nossa que delicia já fiz isto no ônibus e nunca me esqueci, você e maravilhosa bjs

foto perfil usuario gato loiro

gato loiro Comentou em 26/06/2015

VC É BEM PUTINHA ..ADORO .. TAMBEM JÁ GOZEI NO ONIBUS COM UMA CASADA VAGABA ..

foto perfil usuario semajos

semajos Comentou em 15/05/2015

Maravilhoso e gostoso

foto perfil usuario rafaelalcantara

rafaelalcantara Comentou em 09/04/2015

como seria bom se todo onibus de viajen foce assim.....

foto perfil usuario skarlate

skarlate Comentou em 11/02/2015

sensacional

foto perfil usuario gatomtsafado

gatomtsafado Comentou em 31/01/2015

Parabéns pelo conto. Mt bem escrito e cheio de tesão

foto perfil usuario incestuoso14

incestuoso14 Comentou em 30/01/2015

Nota 1000, eu teria gozado no teu cuzinho, e acho que nao aguentaria sem colocar na tua buceta,porque o tesao de vc dois foi demais e vc tem um fogo que queria estar viajando com vc.

foto perfil usuario iamalerj

iamalerj Comentou em 27/01/2015

MT BOM!!!!!

foto perfil usuario pedroecarmem

pedroecarmem Comentou em 07/01/2015

Liga pra ele e nos conta vai...

foto perfil usuario wander063

wander063 Comentou em 03/01/2015

Que viagem exitante,valeu bem natural sem forçar a barra.Mereceu meu voto.

foto perfil usuario skalasa

skalasa Comentou em 04/12/2014

adoro seus contos que tesao me add

foto perfil usuario homembnu

homembnu Comentou em 17/11/2014

Rapaz sortudo. .. rsrs adorei o conto... muito excitante! Tem meu voto

foto perfil usuario catia-pantera

catia-pantera Comentou em 30/10/2014

que delicia! adoro sexo anal!

foto perfil usuario jhtg

jhtg Comentou em 28/10/2014

belíssimo conto, muito tesão rolando, vc escreve muito bem, a gente, praticamente, vê toda a cena........uma delicia....vou ficar fã dos teus contos......bjsss

foto perfil usuario lucas.o

lucas.o Comentou em 10/10/2014

Ahhhh deixa eu te provar dessa forma delicia!

foto perfil usuario mulato-51

mulato-51 Comentou em 30/09/2014

delicia, quero vc!!!!

foto perfil usuario mulato-51

mulato-51 Comentou em 30/09/2014

delicia, quero vc!!!!

foto perfil usuario esadof

esadof Comentou em 22/09/2014

Muito showww, adorei, votado!

foto perfil usuario psales

psales Comentou em 07/09/2014

Maravilhoso conto, cheio de tesão. Vc é uma mulher maravilhosa.

foto perfil usuario

Comentou em 08/08/2014

Delicia de conto, você é uma deusa de luxúria e sabe como ninguém que amar é se entregar sem escolher hora ou lugar. Beijos,

foto perfil usuario madmax69

madmax69 Comentou em 07/08/2014

Excitante...sensual...puro tesaooooe. Amiga você é deliciosamente safada.

foto perfil usuario elmermessias

elmermessias Comentou em 05/08/2014

Queria eu esta no lugar desse rapaz! que linda vc hem! Meuvoto é seu!

foto perfil usuario safadopaulista

safadopaulista Comentou em 02/08/2014

hummmmm, ella . eu também quero te comer assim, todos os dias .

foto perfil usuario elmermessias

elmermessias Comentou em 31/07/2014

Tem meu voto!Uma loira assim eu adoraria não só encoxar mais também comer de todo jeito no metrô, trem, ônibus, táxi!

foto perfil usuario fodesposas

fodesposas Comentou em 31/07/2014

Conto delicioso e safado assim como a mulher q o escreveu deve ser! Votado

foto perfil usuario coroamante

coroamante Comentou em 20/07/2014

Menina você eh demais fiquei com vontade de sentir doce sabor da sua boceta molhadinha.

foto perfil usuario rogercassino

rogercassino Comentou em 14/07/2014

Não aguentei.. tive que me masturbar!

foto perfil usuario naturista-bc

naturista-bc Comentou em 14/07/2014

éna que não posso ver fotos suas. Mas como fiz isso tb nas minhas incansáveis viagens ao interior do Pr, na minha época de estudante ( 10/12 horas dentro de um coletivo da Garcia era muito bom, embora cansativo, passar a noite toda sem dormir kkkkk chegava um caco. Leia meus contos...ontem mesmo minha ex-postou um em que ela foi arrombada por um pirocão de 28 cm. lê lá...NATURISTA-BC

foto perfil usuario mcnn

mcnn Comentou em 28/06/2014

MUITO BOM

foto perfil usuario naturista-bc

naturista-bc Comentou em 26/06/2014

também já fiz dessas peripécias quando estudante...e minhas viagens eram longas. Hj ainda quando vou visitar familiares no Paraná, sempre procuro sentar ao lado de garotas. E como os veículos são aqueles bem alto, procuro me sentar nas poltronas bem na frente, onde tudo acontece sem que outros percebam...fica a dica.

foto perfil usuario

Comentou em 26/06/2014

Delícia de conto. Passei por uma situação igual a sua, mas comigo eu transei com ela, xaninha e bundinha, foi maravilhoso. A sensação de perigo deixa a transa ainda mais intensa. Eu, no seu lugar já teria ligado, pois só não liguei para a morena que transei, pois sei onde ela mora. Se quiser repetir esta situação, pode me convidar que faremos uma ótima viajem. Conto votado. Beoijos!!!

foto perfil usuario schneider75

schneider75 Comentou em 24/06/2014

excelente conto

foto perfil usuario pikavoraz

pikavoraz Comentou em 22/06/2014

Putz delícia de conto, parabéns!

foto perfil usuario celiocsp

celiocsp Comentou em 22/06/2014

o garoto de sorte ter uma lora cavala igual voce é o mesmo que ganhar na mega adorie seu conto votado linda

foto perfil usuario kasadoasafado

kasadoasafado Comentou em 21/06/2014

Parabéns pelos conto. fiquei bastante exctado

foto perfil usuario moreno20a

moreno20a Comentou em 20/06/2014

Perfeito. Procure o garoto, seria legal ter um amante fixo. Pena que não sou esse garoto rs

foto perfil usuario rickoliveiracb

rickoliveiracb Comentou em 20/06/2014

Delícia de conto!

foto perfil usuario anjo 87

anjo 87 Comentou em 20/06/2014

Que sortudo!

foto perfil usuario fudedordecu

fudedordecu Comentou em 20/06/2014

vc e muita deliciosa

foto perfil usuario seductor

seductor Comentou em 19/06/2014

OTIMO CONTO, ESTOU EXCITADISSIMO, VOTADO

foto perfil usuario antoniolobo

antoniolobo Comentou em 19/06/2014

Que tesao, que maravilha de conto! Sonhei que eu era este menico comendo seu cuzinho!

foto perfil usuario jobmaersk

jobmaersk Comentou em 19/06/2014

Parabens Otimo conto. Essas trepadas em viagens são uma delicia e extremamente excitantes. bjo

foto perfil usuario anjo discreto

anjo discreto Comentou em 19/06/2014

Hummm como sempre, fazendo a alegria dos garotinhos..rs Delicia de conto! Parabéns




Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


23878 - Não resisti aos garotos - Categoria: Traição/Corno - Votos: 551
30919 - A Traição Anal consentida de uma Esposa no jantar - Categoria: Traição/Corno - Votos: 404
33689 - Eu, meu Marido e o Garoto Virgem - Categoria: Virgens - Votos: 256
39339 - Meu marido e um amigo negro. A minha1ª DP vaginal. - Categoria: Interrraciais - Votos: 139
56334 - Casada Seduzindo o Adolescente para um Anal - Categoria: Traição/Corno - Votos: 123
59628 - Uma Mulher, Dois Homens e Um segredo.... - Categoria: Traição/Corno - Votos: 72
66967 - Me Entreguei para Dois no ônibus - Categoria: Traição/Corno - Votos: 105
101272 - Me entreguei para outro e meu marido aproveitou bem - Categoria: Traição/Corno - Votos: 58

Ficha do conto

Foto Perfil ell@
ell

Nome do conto:
No ônibus com o garoto de 19 anos.

Codigo do conto:
48719

Categoria:
Traição/Corno

Data da Publicação:
17/06/2014

Quant.de Votos:
130

Quant.de Fotos:
2


Online porn video at mobile phone


gostosas do bundao de vestidoincesto quadrinhos irmaos virgensporno fodedouropono gay negao em quadrinhoscontos eroticos categoria um putinho com dois homensvariedades de conto quadrinho nacional corno manso pornôContos eroticos trio de travestiscastigos submissa contoswww.contos eroticos minha esposa e professora flagrei ela metendo com aluno bem dotado.com.brcontos mae ta cagando bem grosso filho arrombou cu delasou casada e transei com o meu padrastomoleque pelado gostosocontos eroticos com casada evangélicacontos eroticos amiga rabudacontos arombadas hentalContos.eroticos.minha.madrasta.bucetuda.e.peituda.dor.mindo.bebada.contos eróticos de mamaes mal amadas aprendendo a gozar com seus filhosincesto de irmãs assistindo filme porno eles ficaram ecitadofogosatoda contoscontos eroticos taxistas com passageiras novinhascontos eroticis bete a cunhada gostosaconto erotico bunsa imensaquadrinhos eróticoscontos erotico de injeçãoa linda bucetona da minha tia incestoLeila Infiel lésbica sexo com negão encanadorconto erotico;eu e a professora de artesPornô lésbicas contoscontos eroticos de incesto meninas curiosasquadrinhos eróticos shemale negra emrabado casaisconto sarro entre heteroconto encanador rouba calcinhasxv gosando na filhae napatroaconto erotico dormindo incestoladrao de calcinha contos eroticoscontos eroticos mae e filhoConto fudendo a kailaContos eróticos de orgias tripla penetraçao com os negaos[email protected]conto erótico forçada despedida de solteiracontos de vovo fudendocontos erotico namorada e putacoroa puta quadradinho eróticoputaria moz desenhoscontos eroticos de traicao com bem dotadosDei meu cu pro amigo do meu corninho na frente dele contos com fotoeu conto com minha vendedora de calcinhaconto com a patroabucetas do brasilFilha fudendocom seu pai contosminha tia peladacontos eroticos - esposa do amigo peitudaconto gay -o gordinho rabudo novinhocontos.encesto.mae.fas.gostosominha irma me legou batendo ponheta contosconto erotico.amdando.de cavalomedica do cfm caiu na net fodendo mulherzinha do papai contos eroticos gayscontos com fotos esposas loba de cornoeu meu marido corno e o nativo na praiaconto erotico maninhaporno moz filho fica marido da sua mae engravida seperado seu irmaoultimos contos sadocontoeroticoputaconto erotico minha vovo gostosa tirou minha virgindadesexso de subrinha e avô gostisa quadrinho erodcoscontos erotico pai e finho ..chupao rolas e bucetasquiquei até gozarcontos erroticos de incertos filha amante pai 2017 ltimos arrumei serviço para meu concunhado para comer a minha cunhada vídeo pornô contos eróticosmeu chefe tesao sexo prazer contocontos eróticos comi uma mulher com minha esposa olhando deliciaconto me masturbo bastante minha xotarelato dois negao mifudeno tou dinhanegacazadacontos sexo estorando cu de velhaconto erotico humilhacao gordinhacontos trai minha esposa com o viadinho inquilinoConto eróticos incestocalca camuflada e pau duro porno gayContos eroticos minha esposa tem a buceta apertadinhaocontos eroticos de comi minha tia ana e sua filha cris pt 2contos tiachupa garoto dotadobucetinho preferidaConto reas rasgaran ucuzinho virgem da minha mulher na minha frentejogando strip poker com minha mulher verídicocontos eróticos empregada humilhadaconto erotico vascilo e eu dei gostosoContos eroticos de travestis do dote avantajado.xvideis 2017comi a minha tia