A delicia dos meus sonhos VII


Click to Download this video!


Continuação dos contos A delicia dos meus sonhos I, II, III, IV, V e VI. Tenho um gosto considerado por alguns como estranho, gosto de mulher estilo dama na mesa e puta na cama, de mulher pervertida, depravada, não gosto de seio em pé, durinho, gosto de bicos grandes, assim como os seios também, mulher larga e de quadris mais largos ainda, morro de tesão por estria e celulite, uma barriga um pouco aparente daquelas que quase some quando vestidas e bem macia me enlouquece, pele branquinha, adoro aquele estilo fofinha que já foi gordona, se tiver boceta e cu bem largos me mata de vez!! Essa é a mulher q eu queria casar. Eu sou moreno, 1,70 M, 67 K, dotação normal, 16 cm. Bom, depois daquela aventura com a Micaela, depois na estrada e por fim com os gardas, como contei saímos do posto em silencio, paramos em mais uma estradinha de chão, tivemos uma conversa rápida e depois fizemos um amor bem gostoso e depois seguimos em frente. Chegamos ao Rio com tempo apenas pra tomar banho e ir trabalar (na veredade sem tempo, ambos chegamos atrasados), passei o dia exausto, ela me falou que tb estava moída de cansaço, naquele dia fui pra casa dela, pois tinhamos q continuar a conversa.
A noite, fui pra sua casa, ela estava tão cansada que pela primeira vez a vi sem seus saltos altos, ela estava nua como sempre, divinamente linda, maravilhosa! – Oi meu amor! Disse vindo me abraçar quando abri a porta, trocamos um longo beijo e depois de algumas palavras fui tomar banho, ao sair do banho a ajudei a terminar a janta e a arrumar a mesa, durante o jantar conversamos bastante sobre o ocorrido, falamos sobre tudo que sentimos, deixamos bem claro, tudo que fazemos somos nos mesmos, um se dando ao outro, sem limites ou reservas, agora quando se trata de ter mais alguém, como foi com a Micaela ou com os guardas, fica como se surgisem personagens para vivenciar os prazeres de tais aventuras, ai sim teria alguns limites, so ocorreria sem freqüência, com conversa antes e, sempre com a presença dos 2, mesmo sem participar tinha que estar presente se ela estivesse com outro ou outra. Ficou bem entendido que a entrega mesmo só era dela pra mim e de mim pra ela, o amor era nosso, e nisso ninguém podia se meter.
Depois passamos a conversar ainda sobre o assunto, mas comentando sobre tudo que ocorreu, tipo como foi isso ou aquilo, mais tarde relaxamos um pouco vendo tv, e pra dormir ela pos um filme de sacanagem(ela adorava, na casa dela tinha varias fitas espalhadas, e muitas vezes pra dormir ela colocava um), se aninhou na cama e buscamos o sono, mas ela parecia inquieta, se mexia pra lá e pra cá, derrepente me disse: - Meu amor, não to conseguindo dormir, olha minha xereca como ta, toda enxarcada! Mas eu to mesmo cansada d+, não guento dar nada hoje.(pra ela dizer isso é pq estava mesmo) Coloca a mão dentro dela pra eu dormir. Achei meio estranho, ela tinha por costume as vezes dormir com consolos ou alguma coisa na boceta ou no cu, mas a mão eu estranhei, mas atendi minha princesa, ela se deitou ao contrario na cama e eu coloquei a mão, ahhhhh, ta tão gostosinha, molhadinha, quentinha, mas realmente eu tb estava muito moído pra fazer alguma coisa, e tb parece q foi automático, coloquei a mão e ela me abraçou apagando no sono.
Dia seguinte, fui acordado com uma bandeja de café da manhã, - Bom dia meu amor! – Bom dia, huum café na cama? No meio do café ela disse: - Iii, já ia me esquecendo, perai! E se pos em pé ao meu lado, colocou uma das pernas por sobre mim apoiando o pé na cama, assim ficando bem arreganhada, então vi algo saindo de sua boceta, - Pega meu amor. Quando vi era uma banana, adorei aquilo, a peguei e saboreei bem devagar, como sempre fazia quando ela me dava essas surpresas, tive a impressão que a banana estava até meio assada acho q pela quentura do “forninho”, - Enquanto vc come vou preparar as minhas frutas. – Preparar? Como assim? – Espera q vc vai ver. Ela saiu do quarto, não demorou muito e voltou, - Ué, Kde as suas frutas? -Já já te mostro, antes eu quero outra coisa que não agüento mais de vontade. Disse isso e me deu um gostoso beijo, tirou a bandeja e se deitou sobre mim, com a mão no meu pau, ela foi descendo pelo meu pescoço, barriga, até chegar na pica, deu um beijinho na cabeça, depois o acariciou com o rosto, com aquela cara maravilhosa de puta que só ela sabia fazer, se levantou virou de costas e se pos bem em cima da rola, ficou brincando com a cabeça na portinha e no grelo, eu acariciava e apertava sua bunda, empinava o quadril afim de entrar logo, mas ela se afastava mais pra cima ainda, não agüentando mais, dei-lhe um tapa na bunda, - Senta logo nessa pica que to logo pra te comer! – Huummm, bate mais, isso é muito pouco, e vc ainda não me chamou de puta nem vagabunda hoje. Estapeando com vontade a sua bunda eu disse: - Toma vadia safada, é isso que vc quer puta vagabunda? Então toma, cadela sem vergonha! – Isso fala que eu sou uma vadia, uma puta... – Puta sim, puta safada, minha puta cadela sem vergonha, deprada! Disse deixando sua bunda toda vermelha, e não agüentando mais, a segurei pelo quadril e puxei empurrando meu corpo pra cima. – Aaaaaaa que delicia sentar nessa pica! Dizia subindo e descendo com vontade. – Ai meu puto gostoso, adoro foder na tua pica e te amo! – Eu tb te amo minha vadia! Ela subindo e descendo no meu pau, e eu delirando misturando tapas e carinhos onde minha mão alcançava. Com uma das mãos ela abriu a bunda e disse: - Mete alguma coisa nesse cu arrombado, mete! Não para de me bater, puta que é puta tem q levar muito tapa na bunda!!! Olhei a minha volta e a única coisa que vi foi o controle da tv, foi ele mesmo q entrou em ação, atoxei ate ele quase sumir, -Adoro brincar com teu cu! – Adora? Então brinca a vontade com esse buracão que é teu! Era lindo ver ela apoiada nos pés subindo e descendo no meu pau, aquela bundona vermelha com o controle enterrado no cu, e aquela tatuagem de fodedouro e a pica apontado, a pele branquinha contrastando com a minha morena, aquele cabelão me atrapalhando as vezes de bater na bunda, - Meu amor eu to gozando!!! Gritou ela empurrando o corpo pra baixo que parecia que ia me afundar na cama, anunciei o meu gazo tb pensando que como de costume, principalmente pela manhã ela fosse beber, mas ela rebolou freneticamente, mostrando que queria que eu gozasse na boceta mesmo, o q fiz, quando percebeu que eu acabara de gozar, ela pegou na bandeja que estava no chão, um prato, colocou na cama e se sentou em cima, minha porra escorria pra o prato, - Agora sim vou comer minhas frutinhas. Foi ai que percebi, junto com a porra descia tb uma uva, depois outra, depois um morango... emfim, ela tinha lá dentro 3 uvas e 2 morangos, depois ela pegou uma banana, enfiou na boceta e disse que era pra pegar o restinho, colocou no prato se pos de 4, - Agora eu mostro que sou uma cadelinha de verdade, ate como feito uma. E começou a comer sem auxilio de talheres ou das mãos. Fiquei olhando e aproveitei para admirar coisas que so de 4 dava pra ver com a verdadeira beleza, como o formato dos seios, da barriguinha, as celulites das coxas, as estrias da coxa, da bunda, da barriga e dos seios... Me levantei e fui para traz dela e tirei o controle que ainda estava no seu cuzinho, deilhe uns beijos naquele cu divino, e aproveitei pra admirar mais seus detalhes enquanto ela se “alimentava”. Quando terminou me perguntou o q eu fazia, disse-lhe que admirava a mulher mais linda e gostosa q já tinha visto na vida! – Para de mentira! – Não to mentindo é verdade, sou louco por vc pessoa, por vc mulher e por vc beleza! Nos beijamos e ficamos namorando um pouco ate nos darmos conta da hora, corremos pra nos arrumar e ir trabalhar, e, mais uma vez chegamos atrazados. Em breve tem mais, se alguém quiser entrar em contato, comentar, conversar e etc. escreva para:

Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.





Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


Ficha do conto

Foto Perfil Conto Erotico eu.quero.larga

Nome do conto:
A delicia dos meus sonhos VII

Codigo do conto:
4773

Categoria:
Heterosexual

Data da Publicação:
14/05/2005

Quant.de Votos:
0

Quant.de Fotos:
0


Online porn video at mobile phone


a empregada naturista conto eroticoconto erotico menina senhor barbudoconto bundinha brancaminha esposa viciada em porraxxx comics negroscontos eróticos gay cagandoContos erotico com mim enteada novinhaperdi as preguinhas do cu quando era pequenaConto erotico fui fagrada brincando de esconde escondeincesto quadrinhoporno. em hqcasa dos contos eróticos de coroas maduros motoristafui forçada c eroticoconto erotico pau enorme e grossoconto Erotik padastrocontos eroticos trans hormonio calcinhabucetas virgens e nao tem diferenca em orgasmos e visaohentai engravidando a maeconto erotico menininhascontos de estrupo em família comeram meu cu quando era bem novinho sofri na pica grandepornô entai papai q pau grandecontos eroticos sou adotadahistoria em quadrinho de porno de pai e filhaHomem iniciando virgem curiosa contos eroticoscomeu a tia bebada xgMagiespadas hentaisempre fico com tesáo quando saiu com minha esposa e ela mostra os seios para um homem estranho e deicha ele chuparos.fotos e contos.natysilva/ contos eroticosas vadias feiosas fudendomoleque pelado gostosogostosas capixabas contos eroticos fotosporno quadrinho cunhadadania sexy zoofiliatirei foto da mia filha e bate uma punhetaEu e minha esposa e meu sobrinho e minha sobrinha em casa eu disse pra minha esposa fuder com meu sobrinho que eu ia fuder minha sobrinha conto eroticomandei meu irmao novinho chupa meu cuofereci carona pro hetero contosContos com a tia peludacontos/dei o cabaco para meu manovideo de sexo padrasto chega de porre em casa e sisma de come o entiado que nem pensar de da o cucontos eroticos comi minha cunhada junto com meu sogroConto com foto vizinha peluda de vestido no matocontos erotico no morroperdi as preguinhas do cu quando era pequenacontos eroticos guardetes noturna trepandoconto erótico meu marido ê minha femia e meu veadominha sogra bucetudacontos eroticos na praia meu sogro me comeuconto erótico mestruadapornô pai e filho em quadrinhosmarido da boa noite cinderela pra filha e abusa dela contos eroticosminha sogra gaucha quer namorador fodedor no dwollandvendo mamãe transar no cine porno contos eroticosconto erotico , virei cadelinha da espanhacontos fui seduzida pelo meu filho adoreiComtoerotico chupando a coroacontos eroticos dei gostoso para o meu tio e fui chingada de vadia putadormindo 3 na mesma cama (contos eroticos).contos eróticos indo fazer entrevista e fez o teste do sofaHQ Quadrinhos Gay-ThE Willing Ward Peladoconto incesto meu filho me fez gozar pelo culesbica conto 52 anos ultimoscontoxvidio rascanto o cumenina conto eroticoContos gays de fio dental na obracontos gay 2017contos heroticos minha noiva quer ir num surubaporno o pai da minha amiga me estrupoucontos engravidei minha irma e comi ela gravidacontos de sexo com a minha avocotos erotico eu fimji dormi esposa trsanocontos de pai pausudo gosador n cu de filhocontos gay apartamentoultimos contos sadocontos eroticos usuariaconto sexo gay carrosselhentai chantageadacontoincesto porno desenhoreencontrando o tesao de novo conto incestocontos eroticos de avo e neta levando uma chupada no grloxvideos dormiucoroas crentes fudendo o cu contos reoticosabajun pornocontos eroticos novinho virgemdwolland coroa gauchaSexo de vovômulher metendo roludo na frente batidoConto erotico corno humilhado e usadohomem fudendo o cuzinho do compadrecontos eroticos gay pastor