Sobrinhas


Click to Download this video!


OI, sou o Lopez, tenho 53 anos, vasectomizado, mantendo-me em forma. Vou contar a coisa mais tesuda que aconteceu recentemente na minha vida. Faz três meses, foi em março. Tenho pensando muito nisto e cada vez que fico lembrando o tesão toma conta totalmente, não consigo me controlar e toco uma punheta bem gostosa.
Fazia muito tempo que não visitava um irmão que mora em Goiânia. Tenho um casal de filhos. A menina chama-se Carla e têm 19 anos, e modéstia a parte, é linda de matar. O rapaz é o Fabricio, e tem 22 anos. Nesta viagem minha esposa acabou não indo junto porque meu filho havia feito uma pequena cirurgia no nariz e ela ficou cuidando e também não gosta muito da cunhada, rs.
Fomos eu e Carlinha. Foi uma festa nossa chegada, pois fazia cinco anos que não nos víamos.
Minhas sobrinhas são gêmeas, tem 18 anos e são ninfetas, lindas - puxaram os cabelos loiros olhos azuis da mãe, que tem a pele muito branquinha. Nos somos morenos, e assim minhas sobrinhas saíram uma mistura linda, parece que sempre estão bronzeadas.
Fiquei babando quando vi em que mulheres lindas tinham se transformado as sobrinhas antes sem graça.
Lembro quando os visitava e sempre as duas estavam comigo, adoravam as brincadeiras que eu fazia e gostava de tê-las em meu colo, mas sem maldade.
Chegamos sexta e o primeiro dia as primas ficaram conversando, passeando com amigos, conhecendo a cidade que é linda também; á noite saíram para irem a algum barzinho.
No sábado, meu irmão programou um passeio em uma chácara que fica ha uns 40 kms da cidade, para passarmos o final de semana. Fomos ali pelas 11 horas, quando a turma acordou.
La tem um caseiro que cuida; e com sua mulher organizam tudo, arrumam a casa, fazem o almoço, churrasco, etc... mordomia mesmo.
Estava muito quente e a proposta foi - todos para a piscina... Nossa, quando minhas sobrinhas apareceram de biquíni, ambas com biquíni azul com um shortinho branco por cima - colado no corpo, dividindo a xotinha - foi de parar o coração, não tinha como não olhar. E ai vem o pensamento - isto é errado, como que vai ter tesão por suas sobrinhas, para com isto. Mas meu pau não ouvia isto, olhando aqueles corpos perfeitos, uma mais linda que a outra - sorriso malicioso, olhos brilhantes, verdadeiras ninfetas. Tive que ir ao banheiro, ajeitar o pau e não deu outra - toquei um punheta para aliviar. Ai vinha o pensamento, isto é errado - mas o tesão superava. Coração disparava e pensei não tem como vou resistir, no mínimo uma casquinha tenho que tirar.
Como sempre fui o tio brincalhão elas adoravam as brincadeiras que eu fazia quando mais novas - era esconde-esconde, era pula -pula, era cobra cega, era contar historias de todos os tipos.
Bem, a festa começou a rolar, um som bom de dançar e veio uma jarra de caipiroska, uísque, gelada a vontade e muito tira gosto.

E minhas sobrinhas, gêmeas? Karyn e Karyna, são idênticas, só a voz é um pouco diferente, é muito difícil de saber quem é quem. Puro tesão de menina mulher, peitinhos durinhos, biquinhos durinhos no biquíni, parece que sempre estão com os bicos durinhos, bunda linda, redondinha, perfeita, rostos perfeitos e olhos de uma azul penetrante. Tem como resistir? Difícil.
Karyn chegou perto de mim e disse: Tio, nem está dando bola pra gente, né. Tó tristinha, viu. (fazendo dengo).
Ei você e a Karyna que me abandonaram ontem, nem vieram conversar comigo.
A Karyna falou - tio, ontem foi o dia de sair com a Carlinha e nossos amigos e hoje será seu...rss
Ainda bem, respondi, pois estou com saudades de vocês duas e saber como vai a vida, os planos futuros. Devem ter um monte de paqueras por ai...
Há, tio, nem vem – tem nada não, hoje só tem menino bobo. Falou a Karyna.
Mãe - vou tomar um gole de caipiroska.
Hoje pode Karyn, mas põe mais gelo para ficar mais fraquinha.
Bem, as coisas foram indo e logo a jarra esta vazia e veio outra, além de cerveja que estava muito gelada, e ai todo mundo pra dentro da piscina.
Fizemos um time de bribol, eu e as duas sobrinhas, contra meu irmão, cunhada e a Carlinha.
A coisa começou a ficar quente, rss, deliciosa na verdade - porque era uma disputa para não deixar a bola cair e ai começou o encosta aqui, encosta ali, ..
Acabei aproveitando de uma jogada que a Karyn caiu em meus braços, senti sua bunda em meu pau, e agarrei ela para se equilibrar, apertando mais ainda. Meu pau ficou duro na hora – pensei não tem jeito, vai ter que dar certo. Karyn me falou – obrigada titio.
A bebida ajudou na coragem e falei a Karyn – ei assim você me deixa doido – ela me olhou e disse: Assim o que? Vem cá, vou te pegar pela cintura, te ergo e vc pega a bola que o seu pai mandar, ele ta convertendo todas.
Legal tio, ótima idéia, vamos arrasar com eles, rss.
Encostei nela e segurei pela cintura na hora que veio a bola ergui e ela cortou, fazendo o ponto - mas caiu em cima de mim, afundamos e minha mão foi no meio das pernas dela, senti sua xaninha na palma da minha mão, apertei um pouco e ela fechou suas pernas apertando ainda mais ainda. Puro tesão, ela tá querendo.
Reclamaram que não vale, mas tudo foi risos e continuamos a brincar...
Foi a vez da Karyna que queria igual, fiz também erguendo ela, e sua bundinha passou no meu rosto quanto a ergui e pensei – quero as duas.
Ai a Karyna disse..Tio lembra que brincávamos assim quando você vinha aqui? Sim, querida, lembro que brincávamos até de casinha e boneca.
Karyn disse – tio de médico também. Lembra quando eu estava com febre e você me cuidou? Me dava até os remédios. Verdade, e você era bem comportada em tomar os medicamentos, afinal vocês estavam em minha casa e nada mais certo que cuidar bem das sobrinhas queridas.
Depois que ela a Karyna defendeu a bola cai de proposito com ela na piscina afundamos, minha mão foi na bunda dela, que delicia, sentir uma bundinha tão durinha, perfeita. Ela me agarrou no fundo da piscina e subiu em meus ombros, me ergui e estava acavalo em meu pescoço, delicia sentir aquelas coxas apertando e sua xotinha colada em minha cabeça.
Karyna falou – Agora somos invencíveis, vai pai – joga a bola.
E ficamos no rala/rala; uma das vezes abracei a Karyn por trás e puxei com força encostou no meu pau que estava latejando de duro... ela só olhou pra trás e deu um sorriso malicioso.
Terminou o jogo, e ai sair da piscina a Karyn subiu primeiro pela escada eu atrás olhando aquela bunda linda rebolando na minha frente, era de ficar sem folego. Fui ficando por último, meu pau precisava amolecer, não podia sair do jeito que estava.
Quando fui sair, estava segurando a escada para subir e a Karyna passou por baixo dos meus braços e subiu, encostando de leve seu corpo em mim, estremeci e achei que ia gozar.
Ela disse ao passar, TIO... ta com frio...rss
Sabe tio, eu e a Karyn fazemos tudo juntos, somos inseparáveis, sabe como são as gêmeas. Tudo o que uma quer a outra também quer.
A Carlinha reclamou, pai - me abandou no meio da piscina - Falei humm... ta com ciúmes das primas rss vem minha querida, segurei ela e ajudei a sair da piscina.
Ficamos todos em um quiosque que tinha rede, cadeiras confortáveis para relaxar. Relembrando historias, pescarias, coisas que acontecem em família.
Mais caipiroska, uísque e mais gelada e estávamos alegres, até meio altos, mas afinal era nosso final de semana.
Fui um pouco na rede e logo a Karyn chegou- Tio lembra quando a gente se balançava e vc empurrava a gente bem alto.
Lembro sim, Karyn, vc adorava e gritava a beça.. Rimos todos. A Karyn sentou ao meu lado comigo na rede e ficamos embalando um pouco, sentindo sua coxa colada na minha, meu corpo se arrepiou. E ela também, seus mamilos ficaram durinho que parecia que iam furar o tecido.Pensei – as coisas estão começando a correr bem, so de imaginar mamando naqueles seios era de ficar com muito tesão.

Coloquei a mão boba na perna dela. Ela, pois a sua mão em cima da minha e apertou em direção da sua coxa - estremeceu um pouquinho. Pensei - nossa vou acabar fazendo besteira, vou acabar comendo minhas sobrinhas.
Saiu almoço... parei de beber, passei a tomar agua, e fui disfarçando para não notarem, queria curar a bebedeira, pois estava pensando em algum plano de ficar com uma das minhas sobrinhas, queria as duas. Deixei ate a Carlinha beber um pouco, assim ficaria mais fácil de ficar sozinho com elas.
E a festa foi ficando animada, musica e as meninas dançando, até meu irmão e sua esposa dançaram. Acabei dançando com minha cunhada - e ela me disse - Que bom que você esta aqui, nos te adoramos- as meninas ficaram eufóricas quando souberam que você vinha.
La por umas cinco horas, disse que ia tirar um cochilo.
A Karyn e a Karyna estavam meio altas e a mãe delas falou - chega de bebida a vocês e vão também dormir um pouco na casa (ficava a uns 200 metros do quiosque). Meu irmão dormindo na rede e minha cunhada falou que ia até cidade buscar algumas coisas que estavam faltando. Pensei - nossa, as coisas estão se ajeitando. Falei - Carlinha vai de companhia com a tia e ajuda ela, vai querida.
A Carlinha disse: haa.. vou mesmo, as primas foram dormir... droga.
Eu mais que depressa fui para a casa, chegando lá fui para o meu quarto, ao passar pelo corredor olhei no quarto que estavam as duas, a porta estava aberta - na piscina elas não tiraram os shorts, mas agora estavam só de biquíni - a Karyn estava deitada de bruços, com uma bunda linda, arrebitada para cima e a Karyna de conchinha, a parte de cima do biquini meio de lado e dava para ver o biquinho rosado de seu seio, visão maravilhosa, a cama era de casal e realmente estavam dormindo. A caipirinha funcionou. Eu estava bem recuperado e meu pau estava duro como ferro, fazia tempo que não tinha uma ereção assim.
Pensei - só vou brincar um pouco - o casal que cuidava da casa tinha ido para o seu rancho – assim não tinha perigo de me verem.
Entrei e fiquei olhando as duas - lindas e ai lembrei que a Karyna falou na piscina - Tio eu e a Karyn fazemos tudo juntos. Pensei - nossa as duas? É melhor que acertar na loteria.
Sentei na beira da cama, e comecei a passar a mão nas pernas da Karyn, continuava dormindo, fui subindo e meu corpo tremia de tesão - minha mão foi chegando ao meio das coxas, se aproximando da sua xotinha que sentia o calor na minha mão - comecei a acariciar por cima da calcinha do biquíni. Ela mexia a bundinha, como para que parasse - esperava um pouco e recomeçava.
Passei a mão em sua bundinha, e fui tirando para lado a calcinha do biquíni - nossa que visão linda - meu pau latejava no calção de banho, estava babando. Vou foder este cuzinho sem duvida.
Passei a mão pelo meio de sua bunda, e fui descendo ate sua xotinha - me pareceu que ela até abriu um pouco as pernas - aos poucos meus dedos foram mexendo nos lábios e logo senti que estava molhadinha ou melhor meladinha - hummmm a Karyn esta com tesão e gostando.
Com a outra mão, alcancei o seio da Karyna - e fiquei acariciando o se mamilo que estava durinho, sentia na palma da mão. Havia até esquecido de fechar a porta, parei de acariciar elas e tranquei a porta. Consegui enfiar um dedo na xotinha da Karyn e comecei a beijar de leve suas costas, não dava mais para aguentar – meu pau doendo de duro.
Puxei devagarinho a calcinha do biquini e revelou uma bunda linda demais - pensei - se quiser as duas, vou ficar sem nem uma – assim me decidi de ficar com a Karyn e se tudo desse certo outro dia comia a Karyna.
Sua bundinha tinha uma pele macia, cheirosa – comecei a beijar, passando a língua de leve no meio da bundinha e ela gemeu, dizendo que gostoso... – foi o sinal verde para mim. Abri sua bundinha e comecei a lamber seu cuzinho rosinha, que delicia, piscava na minha língua – lambi ate a sua entrada da sua xotinha. Nesse momento a Karyn falou com voz de sono ainda:
Tio safadinho, tava babando pelas sobrinhas né... chupa bem gostoso, to com muito tesão e tava loca pra você vir aqui.
Virou de costas, abriu as pernas e disse Hummm.. põe a língua na xotinha, ta toda assanhada, vai.
Sua xota linda se afloresceu pra mim, passei a língua nela inteirinha e comecei a chupar com muita vontadade, a Karyn gemia e dizia que tava uma delicia – chupa mais tio, chupa gostoso faz eu gozar tiozinho, lambe meu cuzinho e chupa minha xotinha. Ta uma delicia Tio...
Ergui suas pernas e voltei a beijar sua bundinha e a ficar com a ponta da língua em seu cuzinho, aranquei a bermuda liberando meu pau que tava loko para entrar naquele cuzinho lindo.
Estava tão concentrado neste carinho que esqueci da Karyna e ... bem pertinho do meu ouvido, a Karyna disse – lembra que te falei que nos duas fazemos tudo juntas?
Olhei para ela e ganhei um puta beijo na boca, sua língua invadiu minha boca e minha mão procurou suas pernas indo direto para sua xotinha e estava bem meladinha também, puxei o biquíni e a Karyna disse – faz a Karyn gozar chupando ela e eu vou te chupar tio, quero seu leitinho na minha boca, quero que me afogue com seu gozo.
Fiquei de quatro na cama, a Karyna veio por baixo e abocanhou meu pau, começou a mamar deliciosamente, e ela ficou em uma posição de 69 para mim, assim tinha a bundinha da Karyn, que tava empinhada pra mim e a xotinha da Karyna – que deleite - chupava um pouco o cuzinho da Karyn e um pouco a xotinha da Karyna.
Gemiam e diziam Tio safadinho, ta delicioso... faz assim mesmo...
A chupada em meu pau estava gostosa demais, eu me controlando para não gozar, lambia meu pau de uma forma maravilhosa – sugava com força, enfiava na boca e chupava, lambia a cabeça e mordiscava – começou a chupar minhas bolas e que estava indo a loucura, - não ia aguentar muito.
A Karyn começou a esfregar sua xota na minha boca com força, e minha língua estava dentro e chupei seu grelo – ela apertava os seios e gemia jogando a cabeça para trás – Tio vou gozar logo tio – chupar forte tio, chupa.
E logo estremeceu inteirinha, gemeu alto e senti um melo da sua buceta em minha boca, seu melzinho para mim.
Tome todo o meu gozo Tiozinho, deixa minha bucetinha sequinha viu rss
Nisto não aguentava mais e a Karyna pedia – goza na minha boca tio, goza quero seu leitinho e veio com tudo – gozei, estava nos céus, jorrou forte, enchendo a boca da minha sobrinha que seguro tudo na boca e em seguida veio e me beijou, engoliu meu gozo e me deu um beijo de língua com o resto que tinha na boca – o tesão foi uma loucura.
Deitei ofegante ainda e a Karyn disse: Ei tio, nem começou viu, quero seu pau inteirinho dentro de mim rss.
Humm.. sem duvida meu anjo, vou foder você bem gostoso.. ei eu também quero falou a Karyna.
Mas a hora tinha voado... passou muito rápido e achamos melhor voltar para o quiosque, e combinamos para sairmos juntos no outro dia....
E foi bom, porque meu irmão já estava acordado e nos procurando.


Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Comentários


foto perfil usuario ddea19

ddea19 Comentou em 29/05/2014

Delícia de conto!




Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


126686 - Uma noite com o Rex. - Categoria: Zoofilia - Votos: 8

Ficha do conto

Foto Perfil plopez
plopez

Nome do conto:
Sobrinhas

Codigo do conto:
47052

Categoria:
Incesto

Data da Publicação:
14/05/2014

Quant.de Votos:
13

Quant.de Fotos:
0


Online porn video at mobile phone


Contos erotico com as subrinhas na pisinasquadrinhos entay esposa gostosa da abrigo pra vizinho negaokoboy ngentotvidio d sexo com tio comendo a sobrinha brincando com elacomtos erotico meu pai me deu uma banhoflanelinha contosContos eroticos abusada pelo caminhoneiro frentista e borracheiroqudrinho erotico refromacontos erroticos de incertos filha amante pai 2017 ltimas publicaes porno anal. giratirio rromboconto erótico marido compreensivocontos evangelicas sendo abusadas em coletivosgrelao contos eróticosComo minha enteada de de novinha em conto eroticosgay perdendo o cabaço na noite de núpciasestrupadamulhervirgemcontos erotico amiguinha de 11 e filha delira no pau do papaicastidade masculina contos eróticosporno quadrinho engraçadoquadrinhi porno 3dconto erotico enfiando 23cm de pica na cumadreputinha do papai e seus amigos contos eroticoscontos eroticos casada aguenta 27cm do cacete do vizinho novinhoconto filha fode paimamãe me transformou em mulherzinha contocontos eroticos cunhada e sogrAcontos de machos que experimentou um boquetesentando na pica do vovô contos eroticos de incestohomem pintudo estrupa fi-lha virgemConto erotico no cemitériofilha e nora putas cu pequenoconto erotico- empregada casada contando[email protected],Fotos quadrinhos da Chiquitita da o cucontos eroticos gays de a carona do velhoConto erotico gozei na buceta peluda da menina inocenteprono aflsa pededo cabaçoultimos contos sadomasoquistaquadrinho porno justa causaConto ui ui mete ui ui filhoboy gay passivo querendo rola contocontos eroticos, meu filhinho tava com o pintinho molhadinhoconto herotico gay nacir para dar o cuconto erotico ajudando minha mãe a malharContos eroticos com coroaspadeiro porncontoerotico vitamina94gravida tarada traindo maridoporno zoofilia enchendo um copo com porra de cavalocontos eroticos minha sogra quis eContos mulheres encoxadas por um bem dotadocontos eroticos superdotadosViado chupando pau na roca de cafe contoscontos de traiçãoContoerotico enguadrinho eu fode minha irma anãpicas veiudas arrombando cuzinhosxvideo brasileiro coroatraradaContos eroticos com coroasTirando a virgindade história em quadrinhoContos eroticos fui fudida pelo montador pauzudoamanda dijean flagra peitover.,mulher com roupa. eroticacontos eróticos meu primeiro orgasmokasada_japcontos eroticos espermaboy sex xxxi futoconto esposa leggingcontos eroticos em quadrinhos noite de nupciascabacinhocontoseroticoultimos contos sadomeu filho goza nas minhas calcinhas contos eróticoscrentinha fogueteirafis boket pra dois novinho. no apartanento. comtos d cinqentonas