MEU PAI ME COMEU SEM PEDIR LICENÇA...


Click to Download this video!


Me chamo Kelly, sou morena clara, cabelos pretos, olhos castanhos, corpo de quem malha um pouco, nada de mulherão, tenho seios de médios pra grandes, porém em formato de pera, costumo estar sempre bronzeada devido a minha cidade ser praiana.

Tudo começou quando li um conto erótico sobre incesto.

Ao ler este conto erótico falando sobre incesto entre pai e filha, comecei a imaginar como seria possível essa relação, minha cabeça fervia, as vezes pedia perdão por passar esse tipo de pensamento por minha mente.

Mas a curiosidade tomou conta de mim, comecei a pesquisar e descobri, que existem vários casais formados por pai e filha, irmão e irmã e também entre mãe e filho.

Em primeira analise, achei uma coisa horrível, fora dos padrões que aprendemos em nossa vida, sempre soubemos que isso era contra a lei Divina, que era sujo.

Aos poucos fui conversando com alguns amigos mais chegados, e acabei por descobri que um amigo de uma amiga, vivia maritalmente com a irmã dele.

Acabei entrando na rotina por ler temas eróticos sobre “INCESTOS”.

Vamos ao fato.

Vou chamar o meu pai por Silas (nome fictício), ele trabalha como enfermeiro em clinica particular, tem um corpo legal devido a pratica de futebol nos finais de semana, não é magro e nem gordo, perfil de homem com quarenta e cinco anos, normal.

Moramos em cidades diferentes, a uns cento e cinquenta kilometros de distancia de mim.

Separado da minha mãe há anos, sempre que nos encontramos, nos abraçamos fortemente, ele me beija e sempre faz esse tipo de comentário:

_ Filha como você cresceu, esta um mulherão, olha se você não fosse a minha filha, não sei não.

Nunca vi maldades nessas palavras, afinal se tratava do meu pai.

Ele fazia parte da minha lista de amizades do Facebook, como sempre conversamos, resolvi fazer uns teste com ele.

Comecei a reparar com mais malicias nas palavras dele, nos comentários deixados quando eu postava fotos mais descontraídas, tipo. Usando roupas decotadas, mini saias ou mesmo xortinhos cavado, sempre vinha um comentário seguido de um desenho com duas mãos batendo palmas.

Aquilo me fazia sentir desejada, mas ainda não tinha certeza.

No bate papo com ele eu sempre usava palavras com duplo sentido, as vezes dizia estar carente, ou em outras, que estava me sentindo super amada, desejada. Aí ele me falava o seguinte:

_ Filha com um corpo como o seu, não tem homem que não a deseja, você desperta desejos loucos nos homens.

_ Poxa pai, será mesmo, me diz uma coisa, se você não fosse meu pai, sentiria esse tipo de desejo?

_ Calma filha, mas eu sou seu pai.

_ Eu sei, é apenas uma pergunta, você sentiria ou não desejo por mim.

_ Veja bem, caso você não fosse a Kelli minha filha, com certeza tem roupas suas que despertam desejos sim.

_ Que tipo de roupa pai?

_ Um exemplo. Quando você aparece de mini saia ou de xortinho curto deixando sua polpa da bunda amostra, isso me deixa louco, mas veja o que eu disse antes, se você não fosse a minha filha.

_ Se eu não fosse a sua filha você me daria uma cantada?

_ Caramba, você esta me deixando constrangido com essas perguntas.

_ Logo você que curte e gosta de escrever contos eróticos, se sentindo assim, não acredito mesmo.

_ Uma coisa é gostar e escrever contos, outra é colocar minha filha como estrela dos meus contos, entendeu?

_ Tudo bem pai, esquece isso, foi só curiosidade mesmo.

Terminamos a nossa conversa naquele dia e comecei a arquitetar um plano diabólico.

A cada encontro que eu tinha com ele, eu ficava mais a vontade para ele sentir melhor o meu corpo, o apertava sem sutiam, esfregando meus peitos no corpo dele ou no braço, e ficava observando o volume que crescia dentro da sua calça.

Resolvi fazer umas fotos bem ousadas, queria provocar ele.

Peguei a máquina e comecei me fotografar através do espelho, com roupas bem extravagantes, usei xortinhos curtos, top curtinho e apertado, sem sutian mostrando o formato dos meus seios, com os biquinhos marcando a lycra, pernas cruzadas de mini saia, deixando minhas coxas com pelugem douradas a amostra, vestida com biquínis de praia, conjunto de lingerie bem ousados.

Depois de todo material devidamente oculto, eu entrei no bate papo com ele.

_ Oi pai, tudo bem com o senhor?

_ Tudo tranquilo e com você?

_ Eu queria umas sugestões suas, já que você me disse que as roupas que eu uso nas minhas postagens incomodam a você.

_ Não falei isso não, você esta colocando palavras na minha boca.

_ Como assim, você não disse que eu provocava os homens?

_ Filha a nossa conversa foi sobre o seu jeito de postar as fotos, lembra que você me perguntou o que eu achava delas, inclusive me pediu para comentar como se eu não fosse seu pai?

_ Sim, me lembro.

_ Então, eu jamais vou dizer o que você deva ou não vestir, aliás você é de maior, casada e dona do seu nariz, portanto eu não posso impedir, apenas emiti uma opinião, a qual você deixava os homens eufóricos, apenas isso.

_ Eu sei pai, eu quero que você me diga com sinceridade a sua opinião como homem, vamos esquecer que estou conversando com o meu pai, ok

_ Opinião em que menina?

_ Eu fiz umas fotos e gostaria de te mostrar antes de postar, mas quero que você me veja como uma mulher desconhecida, só assim eu vou poder entender o pensamento dos homens quando me veem, ok?

_ Já que é você quem esta pedindo, vou fazer esse favor pra você.

Comecei amostrar minhas fotos e fui pedindo que ele comentasse cada uma delas no seguimento, foto/comentário, nada de deixar pra fazer no final.

Fui mostrando aos poucos, comecei por roupas mais comportadas e fui me soltando a cada comentário.

_ Kelly o que é isso, assim você me mata.

_ O que foi, não gostou do meu xortinho novo?

_ Do xortinho gostei sim, mas tem muito mais do que isso.

_ O que?

_ Esta todo enfiado no seu rabo, até sua parte intima esta aparecendo.

_ Ué! Você não gostou?

_ Adorei, inclusive tive uma ereção devido a isso.

_ Você sentiu desejo por mim como mulher, foi isso?

_ Kelly estou ficando assustado com meus instintos.

_ Não se preocupe, não nos conhecemos, sou uma desconhecida, lembra? Ou você quer que eu pare?

_ Já nem sei o que dizer, tem parte de mim que quer muito que você continue, de preferencia que se mostre toda, sem nada.

_ Estou te deixando muito excitado, senhor?

_ Menina você não sabe como estou, a muito tempo que não pego ninguém.

_ Coitado, vai fazer o que agora, vai se masturbar?

_ Pra te dizer a verdade estou fazendo isso agora.

_ Como ele esta?

_ Duro feito uma pedra, e muito agitado totalmente ereto.

_ Então se acalme que vou te mostrar o restante, ok?

Nisso eu pulei direto para uma que eu estava de baby doll sem nada por baixo, deixando amostra toda minha silhueta de mulher.

_ Caralho você quer me matar, estou batendo uma punheta pra você agora. Garota eu quero te possuir, sentir o calor do seu corpo.

Passado alguns segundos, como fiquei sem responder ele me chamou.

_ Kelly me perdoa, perdi a noção do que estava falando e o pior, com quem estava conversando.

_ Sem problema, afinal fui eu que queria saber, o que os homens pensam em me ver desse jeito, eu que te peço desculpas.

Depois dessa nossa conversa eu tinha certeza que meu pai também sentia desejos por mim, agora me restava saber como poderia realizar esse nosso sonho.

Como estávamos em novembro e o final de ano chegando, comentei com meu marido da possibilidade do meu pai vir nos visitar, ele achou ótimo, afinal eram amigos desde o nosso namoro.

Nessa época Carlos trabalhava fazendo entregas de materiais vendidos pela internet, e muitas das vezes saía de manhã só voltando no outro dia de tarde, pois viajava pelo interior do nosso estado.

Imaginei, vou convidar meu pai para vir em um final de semana, assim ele dorme aqui e podemos fazer alguma coisa juntos.

Dezembro chegando, entrei em contato com ele.

_ Pai, quando você pode vir passar um fim de semana com agente aqui em casa?

_ Filha eu só terei um sábado de folga, podemos marcar para o próximo final de semana, ok?

_ Por mim esta ótimo, vou falar com o Carlos.

Combinado com meu marido, estava resolvido.

Semana seguinte, entrei em contato com meu pai confirmando a sua chegada, eu o pegaria na rodoviária, já que não temos carro e ele ainda não conhecia a minha casa nova.

Nessa sexta feira estava muito quente, resolvi ir buscá-lo de saia e com uma blusa sem sutiam.

Meu pai chegou por volta dás dezenove horas.

_ Pai que alegria em te ver, estava com tantas saudades de ti.

Ele veio em minha direção, me abraçou forte como de costume, beijou meu rosto por três vezes, sendo que no último beijo, ele me deu uma bitoca me dizendo:

_ Kelly como sonhei com você nesses últimos dias, ficava imaginando como estaria minha princesinha.

Aquele abraço me fez arrepiar, principalmente quando senti algo enrijecer dentro da calça dele, ou seria a minha imaginação fértil.

Só sei que sentir uma inquietação entre as pernas, sabia que daquele fim de semana não passava, eu pretendia conhecer a virilidade do meu pai.

Saímos dali e fomos andando, conversando até ao shopping.

_ Filha cade o Carlos, por que ele não veio com você?

_ Poxa pai, justo hoje ele teve que fazer uma viagem mais longa e só volta amanhã pela tarde, mas fique tranquilo que ele sabe da sua chegada.

_ Que chato isso, ele sempre viaja assim, e quando isso acontece, você fica onde?

_ Normalmente ele sai de casa ás seis da manhã e retorna por volta dás vinte horas, só quando é muito distante e com muitas entregas é que ele só retorna no dia seguinte.

_ Mas e aí, com quem você fica em casa?

_ Pai a nossa casa é pequena, quarto com sala conjugada, banheiro e cozinha, com uma pequena área nos fundos, onde esta o tanque de roupas e uma varanda na frente da casa, mas fica em um lugar tranquilo, quando isso ocorre eu me tranco em casa e durmo cedo.

_ Então tudo bem, pensei que você fosse pra casa da sua mãe, por falar nela, ela sabe que vim pra cá?

_ Negativo, só quem sabe é o Carlos.

Sentamos na praça de alimentação do shopping, ele pediu chopp e uma pizza de mussarela com calabresa.

Com a conversa animada, também nos animamos na bebedeira, eu já estava ficando alegre demais. Mas aquilo foi bom pra recordarmos dos tempos antigos, quando saíamos pra festejar.

Depois ele fez questão de ir comigo comprar meu presente de natal.

Já passavam dás nove e meia da noite, quando resolvemos ir embora.

Fomos caminhando até o ponto, esperamos por uns dez minutos e o bendito apareceu, como estávamos em época de compras de natal, o ônibus havia poucos lugares vagos.

Ele conseguiu um lugar pra mim no corredor e foi em pé ao meu lado, o ônibus foi enchendo, um monte de gente com sacolas e embrulhos nas mãos, lá pelas tantas comecei sentir meu pai ser imprensado contra meu ombro, coitado, ele tentava não encostar o pau no meu ombro, mas não tinha jeito, e aos poucos eu fui sentindo seu culhão na minha pele.

Estava me sentindo realizada, já podia sentir algo do meu pai em mim, quando menos esperávamos o nosso ônibus quebrou.

_ Não acredito que essa porra enguiçou, filha vamos descer e pegar um táxi.

_ Táxi pai, você pensa que esta onde, não se esqueça que hoje é sexta feira de dezembro e próximo ao natal, rsrsrsrs...

O primeiro ônibus que veio já estava com passageiros saindo pelo ladrão.

_ Pai temos que ir nesse, porque os outros vão vir pior.

Ele colocou a mochila dele pendurada no meu pescoço, protegendo a minha frente, ficou por trás de mim e fomos entrando, até que conseguimos nos encostar entre uma cadeira e aquela barra de sustentação da parte de cima da coluna, ali eu me finquei com ele colado na minha bunda, a cada pessoa que passava nos engatávamos mais, não tinha como evitar esse contato, eu estava me deliciando com a situação.

De repente senti minha saia subir um pouco, pensei será que meu pai fez isso mesmo.

Ele aproveitou e colocou a mão entre a mochila e meu peito, deixando não sei se de propósito ou sem querer, os dedos encostarem no bico do meu peito

Depois de tantos solavancos ele já nem se incomodava mais, deixava acontecer e com as curvas eu aproveitava para sentir seu pau agora na minha bunda, da minha parte sempre que eu podia, me esfregava nele.

Ele me abraçou fingindo me proteger, seus dedos abertos encaixaram o bico do meu peito com força, me dando uns apertos tipo alicate.

Parecíamos dois namorados, ninguém percebia nada, eu já sentia seus dedos apertando o bico do meu peito, sua respiração aumentando na mesma proporção que seu pau.

Eu não tinha certeza, mas parecia que seu pau encostava na minha pele sem contato com o tecido da saia.

De tanto eu me esfregar nele, senti ele relaxando seu peso no meu corpo e logo a seguir sentir algo morno nas minhas nádegas, com certeza meu pai havia gozado na minha bunda.

Não nos falávamos nada, apenas deixávamos acontecer.

Chegando perto do nosso ponto, começamos a caminhar em direção da porta de saída, ainda senti ele puxando o pau pra cima, escondendo o volume enorme.

Descemos e fomos direto pra casa, ao chegarmos, ele foi ao banheiro enquanto eu pegava na geladeira uma garrafa de cerveja bem gelada.

_ Pai vai bebendo enquanto eu tomo um banho, estou me sentindo incomodada pelo suor, hoje esta muito quente.

_ Vai lá, que depois preciso tomar um banho também.

Assim foi feito, sai do banheiro vestindo apenas uma camiseta regata sem sutiam e com uma calcinha de algodão.

Deixei um calção folgado do meu marido, para que ele se vestisse ao tomar banho.

Seu Silas tomou sua ducha e voltou de calção sem camisa.

Nossa! Meu desejo aumentou na hora, eu precisava daquele homem dentro de mim.

Começamos a beber cerveja e jogar conversa fora, havíamos aberto meia duzia de cervejas, comecei a ficar mais tonta e solta, rindo á toa..

Seu Silas estou ficando com muito calor, esse ventilador não esta dando conta não.

Peguei um pedaço de papel, dobrei-o e comecei a fazer vento no meu rosto, as vezes eu esfregava os seios e os deixava amostra.

Meu pai já não conseguia se conter, levantei e fui na cozinha pegar outra cerveja, ao voltar me desequilibrei e cai em cima dele.

_ Cuidado Kelly, assim você se machuca.

_ Acho que magoei as costelas, você pode massagear ela pra mim?

_ Deita aqui que vou te fazer uma massagem, logo você vai se sentir melhor.

Ele foi no banheiro lavar as mãos, enquanto eu me deitei e tirei a camiseta, ficando deitada de bruços só de calcinha.

_ Kelly como você quer que eu faça massagem em você assim?

_ Seu Silas, lembra que sou apenas uma amiga lhe pedindo ajuda.

A bebida havia me encorajado, eu queria e ia sentir aquela vara dele, de hoje não passava, por momentos esqueci que saí do saco dele, agora não tinha mais volta, ele tinha que me possuir de qualquer maneira.

Meio sem jeito ele se sentou na minha bunda e começou a massagear minhas costas, eu senti seu pau a meia bomba querendo endurecer, forcei minha bunda pra cima e comecei a me esfregar nele, seu pau agora não conseguia se esconder, estava do jeito que eu queria.

Ele se levantou pra pegar uma toalhinha no sofá, eu me virei pra ele e mostrei meus seios com os bicos duros.

O velho não conseguia esconder seu desejo, levantei os quadris e pedi na cara limpa.

_ Vem, esta esperando o que pra me chupar, sei que quer a mesma coisa que eu.

Seu Silas não pensou duas vezes, veio com vontade, pegou no meu peito, passou a língua com força, mordiscou o bico do meu seio direito, depois com lambidas também mordeu o da esquerda.

Apertei seu pau, puxei o calção pra baixo, deixando amostra todo seu objeto do prazer, ele era grosso e grande, bem maior do que o do meu marido.

Estávamos pelados no chão da sala.

Ele se levantou, me pegou carinhosamente no colo, me posicionou na cama, abriu minhas pernas e se deliciou com minha bucetinha, afastava com os polegares meus lábios vaginais, deixando meu grelinho exposto, começou a dar lambidas de baixo pra cima, passando pelo meu cuzinho, subia pela vagina e parava no clitóris, me fazendo delirar, depois voltava e repetia, só parando na portinha do meu cu, tentando penetrar sua língua no meus anus.

Nossa, como eu delirava sentir aquela língua na bucetinha, a bichinha chorava derramando o néctar dos anjos em sua boca.

Ele foi subindo, massageando minha barriga com seus beijos, parou nos meus seios, engoliu como se fosse seu último alimento, sua língua ágil dando lambidas nas aureolas e mordiscando meus bicos.

Depois encontrou meus lábios, onde se deteve num longo beijo de língua.

Que língua gostosa, trocávamos salivas, era muito bom sentir tudo aquilo que sempre sonhei.

Senti sua glande encostar na minha vagina, apontado na entrada do canal vaginal, como um intruso aquela piroca foi invadindo a minha bucetinha, entrava apertado pelo canal, me fazendo entrar em êxtase.

Aos poucos ele foi socando me levando as nuvens, eu só suspirava e revirava os olhos, parecia que ia desfalecer de tão bom que estava, as vezes sentia sua língua invadindo minha boca, chupando a minha língua.

Agora era a minha vez de agradecer todo carinho que ele me dera, fui escorregando pelo corpo dele até encontrar aquela pica dura e grossa.

Comecei beijando e dando lambidas pelo tronco, aos poucos fui recebendo na minha boca, precisava acostumar com a grossura, depois que acomodei foi fácil, já conseguia engolir por inteira, sentia a pulsação forte em sua veia, parecendo querer estourar.

De repente ele me avisa que vai gozar, eu acelero minhas lambidas, sinto que ele pretende retirar da minha boca, eu aperto seu corpo contra meu rosto e recebo o primeiro jato garganta a dentro, não perco uma gota se quer, bebo tudo e ainda deixo seu caralho limpinho.

Nos levantamos e fomos pro banheiro onde tomamos um banho, o calor estava de amargar, corpos suados, porém saciados.

Voltamos do banho, ele me serviu mais cerveja, querendo brindar a nossa foda.

_ Negativo de brindar, eu tenho uma surpresa pra você.

_ Mais surpresa Kelly?

_ Sim, eu quero que você coma meu cuzinho.

Ouvindo esse meu pedido, o pau dele subiu na hora, parecia que havia se tornado mais grosso e maior.

Depois que eu pedi, foi que pude pensar na besteira que estava fazendo, se o pau do Carlos que era bem menor e mais fino, já era um sufoco para entrar no meu cuzinho, imagina aquela tora toda dentro de mim.

_ Tem certeza que quer que eu coma seu cuzinho Kelly?

_ Certeza eu não tenho não, mas vou tentar, sei que vai doer pra caralho, mas eu quero sentir você rasgando meu cu.

_ Kelly vocês tem algo pra lubrificar o meu pau e seu cuzinho?

Carlos não tinha o hábito de usar lubrificante, afinal o seu pau cabia dentro do meu cu.

_ Não temos não, e agora vai ser a seco mesmo?

_ Calma, vou pegar um pote de margarina pra facilitar.

Ele pegou na geladeira um pote de margarina, lambuzou seu pau e depois untou o meu cuzinho, parecendo que ia cozinhar um bolo.

Suas mãos pareciam mão de seda de tão macia que trabalhava no meu anus, deixou bem lubrificado o canal anal como também na beira da entrada.

_ Mocinha fica de quatro e encosta sua cabeça no travesseiro, feche os olhos e se prepare, que vou te fazer gozar pelo cu.

Que palavras sutis seu Silas, nem se lembrava de quem iria arrombar as pregas.

Ele apontou a cabeça do pau no meu cu, foi brincando de entrar e sair, mas nada que me fizesse desistir, senti o caralho forçando a entrada, soltei um gritinho, ele carinhosamente me disse.

_ Calma, relaxa, vou deixar você ir forçando a entrada, ok?

_ Estou calma, eu quero é acabar com esse sofrimento, vem e esquece que sou apertada, rasga meu cu de uma vez.

Missão dada é missão cumprida.

Nem mesmo deu tempo de me preparar, ele me pegou pelos quadris, posicionou a pica na entrada e foi rasgando tudo, eu só gritava.

_ Seu filho da puta, você esta me rasgando, safado não é o cu da sua mãe não. Não para não, eu quero tudo dentro de mim.

Eu já não sentia muitas dores só prazer.

_ Que cuzinho apertadinho Kelly, mexe assim mesmo, estou amando.

Ele parecia ter um monte de mãos, a cada segundo eu sentia seus dedos fazerem massagem no meu grelo, ou com outros dentro da minha buceta, sentia um aperto nos seios, nos bicos, ou invadindo minha boca.

Eu gozava por todos os lugares, sentia um prazer nunca antes sentido, estava extasiada completamente feliz por essa trepada.

_ Minha linda se prepara que vou encher seu cuzinho com meu leitinho.

Acabado de dizer isso, eu sinto seus jatos de porra invadirem a entranhas do cu.

Ele ficou ali quietinho, seu pau foi perdendo as forças e depois adormecido saiu do meu cu.

Nos abraçamos e nos beijamos inteiramente apaixonados.

Foi uma experiencia única, passando o resto da noite namorando e brincando com nossos sexos.

Desde então assim que podemos, damos umas fugidinhas para matar as saudades de pica e xota pelos motéis da minha cidade.

Espero que tenham gostado desse meu primeiro conto sobre “INCESTO” familiar, entre pai e filha


Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Comentários


foto perfil usuario coroa70

coroa70 Comentou em 03/09/2016

Quer ser minha filha .vou te foder boca ´cu e buceta votado

foto perfil usuario rafafogoso

rafafogoso Comentou em 27/07/2016

conto maravilhoso....

foto perfil usuario vigortotal2

vigortotal2 Comentou em 19/07/2016

vovó seus contos são maravilhosos ricos em detalhes

foto perfil usuario extasenegro

extasenegro Comentou em 21/06/2016

Seu tesão deve ser proporcional a sua imaginação. Fantástico !

foto perfil usuario zeze

zeze Comentou em 21/06/2016

Adorei seu conto vovó tarada, muito excitante e bem contado, amo incesto e você me deixou cheio de tesão. Votei, gostaria de receber sua visita em meus contos.

foto perfil usuario

Comentou em 25/05/2016

adoro contos de incesto delicia, muito bom o conto

foto perfil usuario casalxcurioso

casalxcurioso Comentou em 23/04/2016

Carinho de pai é mais gostoso!

foto perfil usuario zeze

zeze Comentou em 07/01/2016

Amei seu conto vovó tarada, adoro incesto, por isso ganhou meu voto.

foto perfil usuario joaobatistalimabraga

joaobatistalimabraga Comentou em 08/11/2015

delicia de conto me deixou com o pau na mão, votei leia os meus e vote tambem se gostar se puder em adiciomas

foto perfil usuario gatoreno

gatoreno Comentou em 06/10/2015

maravilha de conto q pai de sorte muito bom mesmo bjs em vc todinha

foto perfil usuario mak19x5

mak19x5 Comentou em 06/07/2015

belo conto muito bem escrito, cheio de muito tesão, meus parabens

foto perfil usuario camigata

camigata Comentou em 19/06/2015

Uauuuu!!!! Que trepada gostosa!! Gozei muito

foto perfil usuario wannreco

wannreco Comentou em 16/06/2015

delicia de conto

foto perfil usuario silva47ssa

silva47ssa Comentou em 15/06/2015

belo conto menina!!!!

foto perfil usuario espadachim

espadachim Comentou em 15/06/2015

Tá votado. ..eu já pratiquei incesto e sei que é uma delícia

foto perfil usuario jcp50

jcp50 Comentou em 20/05/2015

Não sou o Sr. Silas não, mas você conseguiu me deixar ascensão, ótimo conto! Beijos na periquita!

foto perfil usuario daltocba

daltocba Comentou em 18/05/2015

Mto bom, li de pau duro, aceite minha solicitação de amizade, bjos

foto perfil usuario doni472

doni472 Comentou em 17/05/2015

Muito bom adoro isso incestos e demais se tivesse uma meteria nela

foto perfil usuario jhtg

jhtg Comentou em 07/05/2015

rxcelente conto...........votado.......bjssssss

foto perfil usuario notório

notório Comentou em 05/05/2015

Sublime o seu conto amiga, o incesto entre pai e filha é algo extraordinário e tem uma carga de sensualidade incomparável. Leia os neus contos de incesto e se gostar comente-os por favor. Votado. Parabéns !!!

foto perfil usuario indiocarente

indiocarente Comentou em 05/05/2015

Gostei gozei votei

foto perfil usuario praiano

praiano Comentou em 02/05/2015

Achei lindo seu conto ! Cheio de detalhes ... Vc me deixou com muito tesão viu menina. bjs

foto perfil usuario jovemquermadura

jovemquermadura Comentou em 10/04/2015

coroa safada te desejo

foto perfil usuario submissive

submissive Comentou em 08/03/2015

ADOREI O SEU CONTO...VC JÁ LEU OS MEUS? TENHO UM CONTO SOBRE INVERSÃO DE PAPÉIS,NESSE CONTO EU RELATO COMO EU ME TORNEI PUTA DA MICHELE...CONFESSO QUE EU ADORARIA QUE VC FIZESSE COMIGO O QUE ELA FEZ...BJOSSSSSSSSSS EM SEUS PÉS

foto perfil usuario skarlate

skarlate Comentou em 07/03/2015

colossal

foto perfil usuario darksite53

darksite53 Comentou em 29/12/2014

Simplesmente alucinante este conto. Porra gozei lendo. Adorei.

foto perfil usuario homem-rj

homem-rj Comentou em 13/12/2014

O conto é muito bem escrito, pena que você parou no primeiro conto. Votado!

foto perfil usuario darksite53

darksite53 Comentou em 07/12/2014

Que delicia. Porra estou de pau duro gozando de tesão.

foto perfil usuario

Comentou em 01/11/2014

Que conto conto maravilhoso, muito excitante, eu adoro conto com o tema incesto . Esse seu conto é muito bom, tem msu voto .beijos

foto perfil usuario chicobento40

chicobento40 Comentou em 29/10/2014

Nossa, que conto delicioso, vc é a vovó mais deliciosa do mundo, que delicia, como quero meter em vc tb, vc é uma delicia, vem para Bahia, bjos.

foto perfil usuario jhtg

jhtg Comentou em 28/10/2014

adorei seu conto, adorei vc, tem um cuzinho maravilhoso e seria muito bom fazer um menage com a vovó e a filhinha dela q tb é muito gostosinha....bjsssss

foto perfil usuario paulojk

paulojk Comentou em 22/10/2014

Amei seu conto muito excitante parabens gata .votado

foto perfil usuario gozando

gozando Comentou em 16/10/2014

Adorei tem meu voto delícia

foto perfil usuario nicosantpar

nicosantpar Comentou em 16/10/2014

Queria eu uma família assim;que maravilha...bjos

foto perfil usuario dijax@

[email protected] Comentou em 13/10/2014

Bommmmmmm muito bommmmmmmmmmmmmmmmmmmm

foto perfil usuario tricolor33

tricolor33 Comentou em 12/10/2014

Adorei o seu conto, parabéns. Minha filha que se cuide, depois desse conto vou ficar ligado nas oportunidades que possam aparecer. Bjs me add.

foto perfil usuario delicio

delicio Comentou em 12/10/2014

Que vovózinha gostosa vc é, gostaria de ser o lobo mau q vai na casa da vovózinha e comer vc

foto perfil usuario olavandre53

olavandre53 Comentou em 15/09/2014

Simplesmente maravilhoso. Bjus

foto perfil usuario anninhamaria

anninhamaria Comentou em 10/09/2014

Outra coisa, você escreve maravilhosamente bem. Você brinca com as palavras e com o tesão da gente. Vi que este conto foi postado já há algum tempo. Por que paraste de escrever? Quero mais!

foto perfil usuario anninhamaria

anninhamaria Comentou em 10/09/2014

Caramba, isso é tesão puro. Sobre o que você disse no início, nós mulheres vemos nos homens o nosso pai, e os homens veem em nós a mãe. Acredito nisso. Quanto ao lance do proibido, do pecado, isso só faz atiçar o tesão. Eu não teria coragem, mas fico muito excitada ao pensar no assunto. Escrevi um conto sobre isso. Este teu relato me deixou inundada. Votei, claro!

foto perfil usuario maldoso

maldoso Comentou em 10/09/2014

que delicia de conto,,,,tenho uma fantasia,comer uma mulher mais experiente,,,,,,,,,,,,,,

foto perfil usuario silva e silva

silva e silva Comentou em 09/09/2014

votei, gostei e gosei,minha mulher tambem adorou e fudemos falando do seu conto,abraços sua danadinha

foto perfil usuario pueteiro

pueteiro Comentou em 04/09/2014

Eu agarrava logo, que tortura, Deus abençoe

foto perfil usuario coroamante

coroamante Comentou em 02/09/2014

Nossa que delicia de foda .

foto perfil usuario gordinhogato

gordinhogato Comentou em 02/09/2014

Delicia quero fuder essa menina também

foto perfil usuario dionisio

dionisio Comentou em 17/08/2014

nossa muito gostoso seu conto quanto tesão quanta malicia mulher quando quer não existe resistencia

foto perfil usuario incubo

incubo Comentou em 02/08/2014

kralho!!! Quero uma filha igual a vc!

foto perfil usuario elmermessias

elmermessias Comentou em 28/07/2014

Nossa que conto gostoso de ler! Tenho uma sobrinha da mesma idade que eu ela é muito gostosa mais ela não quer me dar!Acho que ela tem medo por causa das leis divinas! Queria ter uma tia igual a você e uma sobrinha igual sua filha da foto!

foto perfil usuario elmermessias

elmermessias Comentou em 28/07/2014

Nossa que conto gostoso de ler! Tenho uma sobrinha da mesma idade que eu ela é muito gostosa mais ela não quer me dar!Acho que ela tem medo por causa das leis divinas! Queria ter uma tia igual a você e uma sobrinha igual sua filha da foto!

foto perfil usuario gugu7l

gugu7l Comentou em 23/07/2014

foi maravilhoso, gostamos e muito, que historia deliciosa, porque parou, continue postando estamos com saudade de suas historinhas, e tambem de mais fotos deliciosas, bjs, votado...

foto perfil usuario marcospauzudo

marcospauzudo Comentou em 22/07/2014

Que conto delicioso, adorei, fiquei loko de tesão, amei suas fotos tbm delicia, me add. Bjs

foto perfil usuario

Comentou em 21/07/2014

Adorei seu conto!!!Muito excitante!!!Vi suas fotos!Vc é uma coroa muito tesuda!!!Minha mãe também te achou muito safada!

foto perfil usuario dionisio

dionisio Comentou em 20/06/2014

vc é divina gozei gostoso com seu conto princesa

foto perfil usuario silva ou silvia

silva ou silvia Comentou em 10/06/2014

Que delicia de conto Julia parabéns, muito bom. Votei. Se quiser leia meus contos se gosta comente e me mande um scrap. Beijos

foto perfil usuario bala209

bala209 Comentou em 09/06/2014

Delicia de conto gostei faça contato no skipe gato2912outlook

foto perfil usuario delicia19

delicia19 Comentou em 23/05/2014

Votado e muito bommm

foto perfil usuario

Comentou em 22/05/2014

Muito bom, espero mais..beijos

foto perfil usuario grisal

grisal Comentou em 12/05/2014

simplesmente fantástico, divino.........

foto perfil usuario 28cmss

28cmss Comentou em 12/05/2014

Hummmmmmm... Deixou o netinho aqui com o kct babando com vontade de vc......

foto perfil usuario julianosouza

julianosouza Comentou em 05/05/2014

Se gostei simplesmente adorei muito bem narrado rico em detalhes e prinsipalmente cheio de tesão. Tens meu voto

foto perfil usuario venus2013

venus2013 Comentou em 04/05/2014

Nossa, amei a sua historia, gostei muito ... continue quero mais.....




Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


64574 - MEU FILHO - Categoria: Incesto - Votos: 144
66833 - DANDO PARA OS MELHORES AMIGOS DO MEU MARIDO - Categoria: Traição/Corno - Votos: 60

Ficha do conto

Foto Perfil vovó tarada
vovotarada

Nome do conto:
MEU PAI ME COMEU SEM PEDIR LICENÇA...

Codigo do conto:
46487

Categoria:
Incesto

Data da Publicação:
30/04/2014

Quant.de Votos:
141

Quant.de Fotos:
0


Online porn video at mobile phone


Putinha do papai negro contos eróticosultimos contos sadoLoirinho novinho pausudo chegando da peladaDesenhos hentai baba velhinho baba erodocos quadrinho cunhadassou puta safada/contoscontos de incestos no escurocontos eroticos com hupadas e amadadcontos eroticos.inquilino fudendo a vizinha coroa safada casada no banheiroaporno contos todos emgatados trenzinhoxvedeoanal+negroemcochada notrem contosconto erotico df 2017Novos contos de incesto gang bang forcadoContos meu cu mordei o pal enormeContos, de incestos meu filho tem um penis grande e grossoporno contos de incestos com sograse maesxvideis 2017comi a minha tiaconto gravida tesao no onibusconto erótico linguada buceta mel esfregar dedoo coroa pescador fudendo o amigo conto gaycontos eroticos com sogro gay gordoconto erotico flagradoContos eroticos abusada pelo caminhoneiro frentista e borracheiroconto erotico a coroa gostosaquadrinhos erotico loiraporno gay cdzinha afeminado teenFoda com coroa contosolinda contos gayMeu enteado negro dotado. Conto hetersexual.Contos com fotos de negões gozando dentro das bucetas das vovozinhasconto banho com a titia minha mãe q falouconto erotico,carona pro lekeContos erotico eu e minhas priminhas inocência perdendo a virgindade com un velhogravidezcompenishatai minnha mae e muita gostosacomeu a prima no mato porn mozconto sobrinho mamar na tiacontos fantasia de minha esposa cheirar calcinhaconto erotico grsvida 7mesesconto erotico travesticonto erotico vovo comeu meu cuzio gostozoEscrava sx do meu irmão partelll contos erocontos de lesbicas amigas contos de dartezaoeroticocontoconto esposa sozinhacontos eroticos de maduros gaychrisrían and pornoConto eroticos papakuConto porno virgem deflorada por traficante pauzudo da favelaconto erotico chupei um menino na escolacontos eróticos depois do role fodendo putasesesto na prai naturista contoscontos veridico de incesto cunhada casada fode com o cunhado pra pagar dividacontos eroticos com sobrinhas bem novinhasquadrinhos amigos negros interracialtia quadrino pornoconto erotico encontro excontos eroticos estourei o cabaco da jessicaxvideo porno gay o padre tocando pulheta até gozaa rola enorme do meu concunhadoesposa traição pornoConto de tia metedeiratransando com o filho gay historias em quadrinhosconto sexo casada 1° foi com meu cunhadoesposas insatisfechas con negrosTraiçao com cunhadainscesto conto erotico em quadrinhoporno gay mangafotoamadora relato erotico de mulher 2017conto erotico incesto novinhanegão do pau enorme invade a casa da vizinha e comi ela na tora