Minha Vó é Ninfomaniaca


Click to this video!


Quando mamae se casou ela foi morar com papai no interior do mato grosso, nos primeiros anos ela se correspondia com vovó por cartas, porque nao havia telefones, mas os anos foram passando e as cartas foram se espaçando até que elas se escreviam apenas uma ou duas vezes por ano, vovó segundo mamae se casou cedo e mamae tambem, e quando mamae se casou eu ja estava em adiantado estado de gestaçao, entao agora terminei o colegial aos 18 anos e na regiao onde moro nao tem mais nada que eu possa estudar por aqui, mamae hoje tem 35 anos e vovó segundo mamae tem 51, e as duas estao se comunicando mais agora, papai esta doente e mamae nao pode sair daqui, mas deseja que eu va para perto de vovó para continuar meus estudos, por isso elas tem se comunicado mais, e ja esta tudo mais ou menos acertado para que eu vá para São Paulo morar com vovó, eu estou meio assustado, nao sei nada dela, nem mesmo uma foto eu tenho ou vi, mas quero continuar estudando, na minha regiao isto é feito com muito esforço, entao estou acostumado a lutar para conseguir estudo, dai vou para são paulo encontrar minha vó, a ideia que tenho é de uma velhinha de cabelos brancos, isto é o arquetipo da pessoa com a idade dela em minha regiao, onde as condiçoes sao dificeis, o trabalho é arduo, mas estou no onibus agora chegando ao terminal do tiete, onde ela veio me buscar para que eu nao me perca nesta cidade enorme, foi tratado que ela teria um papelao com meu nome, Jonas, nas maos e assim eu saberia que ela é minha avó.
Bem cheguei em sampa, salto do Onibus e vejo muitas pessoas mas nao vejo a que deveria ser minha avó, fico sobresaltado, sera que ela me esqueceu, estou olhando para todo lado, e alguem grita derrepente, JONAS, eu olho para o outro lado e ali esta uma mulher madura é verdade mas é uma mulher toda lizinha, bonita ainda, nem os peitos caidos ela tem, eu vejo tudo isso de relance, porque logo vejo nas maos dela uma cartolina com o nome Jonas escrito, eu me aproximo e estou até sem graça, porque esperava uma velha, e ali esta um mulherao que parece mais nova que mamae, ou quase, e pergunto a senhora é minha avó, ela sorri para mim e diz nao fale isso, assim todo mundo vai pensar que sou uma velha, vem comigo e fui atraz dela carregando duas malas enormes e pesadas, ela abre o porta malas de um carrao no estacionamento onde ponho minhas malas e logo estamos nos dirigindo a casa dela.
Acho que devo falar dela, como direi ela é uma coroa, mas talvez por ser da cidade ela é bem tratada, os cabelos devem ser pintados, eu nao entendo bem dessas coisas, mas é muito bonito o cabelo dela, ela estava com um vestidinho bem coladinho, e tinha um corpo lindo, nada diferente das meninas que estudavam comigo, bem talvez nem tanto, mas ela é realmente bonita, é gozado eu falar assim da minha avó, mas o fato é que eu nunca a tinha conhecido, entao é como se ela fosse uma estranha para mim, eu nao sei como ela me vê, mas em 18 anos poucas vezes mamae falou dela para mim, entao esta dificil eu sentir algo familiar por ela, chegamos em casa e ela sentou comigo na sala, caramba tudo aqui é bonito, e ela me pediu para falar da minha casa, bem tem pouco para falar mas eu falo tudo que penso que lembro, ela me olha de uma forma penetrante, me deixa pouco a vontade, entao derrepente ela diz vem, vou mostrar o teu quarto e levantou mas quando fez isso ela abriu as pernas e eu vi a calcinha vermelha que ela ta usando, senti um arrepio na espinha, e ela vai pelo corredor na minha frente rebolando uma bunda linda maravilhosa, ai Meu Deus nao devo pensar assim ela é minha avó, e eu to de pau duro, bem no quarto ela mostra tudo e eu percebo que ela olha para o meu pau, fico vermelho, sera que ela percebeu, sim deve ter percebido ela é uma mulher sabida, eu sento na cama e ela senta do meu lado, e balança na cama dizendo ta vendo é uma otima cama, e bem confortavel, bastante larga e boa, eu comprei para voce, antes so tinha a minha aqui em casa, eu tenho uma tia irma de mamae, mas é casada e mora do outro lado da cidade, vem na casa de vovo de vez em quando, estou sabendo agora, entao ela me pergunta se gostei e bota a mao na minha perna, mas quase toca no meu pau, ai meu isso ta ficando dificil, entao ela da uns apertos na minha perna e diz voce deve estar cansado e suado, vem vou te mostrar o banheiro, e la vamos nós ela na frente e eu de olho na bunda dela, ja nao me preocupo em olhar, é bonita mesmo, e eu to quase gozando so de olhar o requebrado da bunda dela, bem entao ela abre uma porta e nossa eu so vi banheiro assim em revista uma hidro linda e um box todo de vidro, com metais para todo o lado, e ela me diz aqui é o nosso banheiro, tem outro para as empregadas, so que eu nao tenho mais empregadas tenho apenas duas meninas que vem duas vezes por semana fazer a limpeza lavar a passar roupas, comida as vezes eu faço alguma coisa, mas normalmente mando vir comida pronta, ou vou ao fast food mais proximo, entao elas usam o outro banheiro, mas voce é meu néto e vai usar o meu banheiro, para mim o banheiro é a parte mais importante da casa, eu adoro um banho demorado e gostoso, é aqui que eu me recupero, ela nao disse de que, mas minha cabeça estava a mil, e ela diz voce deve tomar um banho para tirar o cheiro de onibus e poeira da viagem, aqui neste armario tem toalhas, acho que tem uma azul e uma verde use elas, e ficou parada, fiquei sem saber o que fazer, parecia que ela esperava que eu tirasse a roupa perto dela, eu nao estava pronto para isso ainda, entao ela sorriu olhou na direçao do meu pau que devia estar até arranhado e se aproximou dizendo que maravilha, meu néto, nunca imaginei ter um néto rapagao bonito assim e me abraçou, se apertando contra mim, morri de vergonha mas abracei e disse obrigado v... como vou chamar voce, nao quer que te chame de vovó, e ela nao me largava eu ja podia sentir a buceta dela colada no meu pau, aquele vestidinho que parecia uma seda, acho que era uma malha fina, aquilo nao evitava nenhum contato eu sentia o corpo dela todo e gozei, tentei me afastar dela levemente mas ela me segurou mais forte, se espremendo contra mim, eu estava em panico, entao ela disse me chame de Lidia, sera melhor do que derrepente na rua em algum lugar voce me chamar de vó, nao sei mas acho que ela sentiu meu pau latejando quando eu gozei, eu estou todo momlhado, e o cheiro da porra ja sobe no meu nariz, entao ela me solta e olha direto pro meu pau e diz, agora voce precisa mesmo de tomar um banho, bote suas roupas na lava roupas, é aqui atraz e sai com um sorriso matreiro no rosto, tirei a roupa rapido sentei no vaso e toquei uma bronha, preciso me aliviar, tomei banho e botei as roupas sujas na lava roupas, ela me chamou pra tomar café eu fui agora de shorts, e quando chego na cozinha levo um susto, ela ta com um shortinho tao pequenino, enfiado na bunda dela, minha nossa eu nao vou aguentar isso nao, eu digo vamos sim tomar um café, depois eu vou arrumar minha roupa no guarda roupa, arrumar ela, que amanha mesmo vou ver um colegio, para fazer um pré, ai ela me diz que ja tem tudo arrumado, e me levara amanha até o pré, joia parece que vai ser tudo facil, bem a noite chegou vimos tv ate umas dez horas e eu to cansado, digo a ela que vou dormir, sempre chamando ela de Lidia, que é o nome dela, vou para o quarto e me deito, mas o sono nao vem, tanta coisa diferente, e que eu nao imaginava, eu nao conseguia dormir, mesmo porque tinha dormido boa parte da viagem, sempre que entro em Onibus, eu durmo, depois de uma meia hora deitado ali eu percebo que a porta se abriu um pouco, eu nao tinha trancado é claro, nao tinha motivos para isso, entao achei melhor fingir que dormia, e com os olhos semisserrados vi minha avó de camisola bem pequena de pé na porta me olhando, fazia um pouco de calor e eu nao estava coberto, usava so uma cueca do tipo samba cançao, porque sao melhores para dormir, o pau sai facil para mijar, eu gosto, ela ficou alguns minutos na porta, depois entrou lentamente e parou a meu lado, eu fingia resonar, mas meu pau estava começando a querer acordar, entao sem hesitar ela levou a mao e puxou meu pau para fora, minha garganta quase fechou, mas eu quase advinhava isso entao me aguentei, ela mexeu no meu pau um pouco, apertou ele e ela acordou começou a latejar na mao dela, e eu "Dormindo" entao ela faz o que eu nao podia esperar, meteu meu pau na boca, e ficou chupando ele, nossa que delicia, eu tive que fazer força para nao gozar logo, me segurei me segurei mas acabei gozando na boca dela, pareceu que ela nem notou, porque continuou mamando, e dai a pouco notei que ia gozar novamente, entao nao aguentei, pedi a ela para parar e deitar do meu lado, ela riu e disse, eu sabia que voce estava acordado, tirei a camisola dela alizei o corpo dela e era muito gostoso, soquei a vara nela sem dó, ela rebolava remexia e gosava e gosava, eu ja tinha gosado duas vezes e ela nem sei quantas, ela pediu para ir ao banheiro, foi se lavou voltou e mamou na minha rola de novo, logo eu estava pronto, ela pediu para eu comer o cu dela e incrivel ela gosou logo, mexia com a bunda pra cima e baixo, e eu socando firme, voltei pra buceta dela, dei mais duas entao deitei e disse que tava cansado, ela disse eu tambem, mas estou satisfeita, e tem muitos anos que nao fico assim, acho que sua estada aqui vai ser muito boa pra mim, eu emendei, acho que vai ser boa pra nos dois, foi entao que ela me disse que sempre teve problemas com homens, ela namorava meu avô e ele pegou nos seios dela, ela gozou tao forte que desmaiou, quando acortou a buceta tava doendo, ele aproveitou que ela tava desmaiada e meteu a vara nela, e logo ela ficou gravida de mamae, entao ele casou com ela, e ai ele se perdeu, porque ela queria vara a noite toda, até que ele a levou a um medico que disse que ela era ninfomaniaca, era muito dificil satisfazer ela, e por isso em pouco tempo ele sumiu do mapa e ela nunca mais o viu, a sorte é que a familia tinha boa situaçao e ela ficou bem, como ja tinha outra menina criou as duas, e depois tinha que tomar remedios sempre para ficar fria, ou ficaria desesperada por vara, nesse ponto comecei a rir, e ela perguntou pq, e eu disse acho, que eu erdei isso de voce, as meninas com quem eu transava na minha cidade rapido fugiam de mim, porque eu fudia elas direto fudia tanto que elas achavam que eu nao gostava delas so queria trepar nelas, e ultimamente estava até dficil achar namoradas, mas agora aqui acho que encontrei a minha metade, e por falar nisso vamos dar mais uma antes de dormir, vó Lidia.

Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Comentários


foto perfil usuario morenoctesão

morenoctesão Comentou em 28/04/2014

Delicia de vo em! Sera que rola umas fotos?




Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


44518 - Um rapaz interessante - Categoria: Gays - Votos: 5
45053 - Hetero, Corno e agora Gay - Categoria: Gays - Votos: 19
45703 - Com a Mãe por engano - Categoria: Incesto - Votos: 5
46313 - Na Mae por engano II - Categoria: Incesto - Votos: 3
46860 - O Batalhao queria me enrabar - Categoria: Gays - Votos: 4
48028 - Mundo Cão - Categoria: Gays - Votos: 2
59372 - Grande dilema - Categoria: Gays - Votos: 0
59431 - Dentro de Casa - Categoria: Incesto - Votos: 29
59739 - Por causa do Granizo - Categoria: Incesto - Votos: 8
59900 - Um homem de sorte - Categoria: Heterosexual - Votos: 6
60051 - Questao de Moral - Categoria: Incesto - Votos: 4
60193 - Nao devia acontecer - Categoria: Incesto - Votos: 9
60582 - Minha Avó, a pequenina - Categoria: Incesto - Votos: 8

Ficha do conto

Foto Perfil Conto Erotico eugosto

Nome do conto:
Minha Vó é Ninfomaniaca

Codigo do conto:
46254

Categoria:
Incesto

Data da Publicação:
25/04/2014

Quant.de Votos:
13

Quant.de Fotos:
0


Online porn video at mobile phone


Quadrinho erotico professoracontos fui fodida pelo marido bandido da amigaContos eroticos com coroas casadas que perdeu as pregas com o genroconto erotico mamaeconto erotico podemos casada no vinheiroconto herotico brechei minha mulher em casa transando com quatro homemconto comi cunhada novinhacontos eroticos Chiquititasjapacdpassivofotos d chupando a xoxota contoe eroticoconto erotico_fui comida dentro da minha propria casanovinhas e seus contos pornocontos quadrinhos corno bissexualContos eroticos de roludos fudendo ascunhadas e sograsGostosas sendo arronbandas por negão em quadrinhocomi o cu iabuceta de vovocomentários de mulheres casadas que já treparam com travestisconto erótico no cucasada fui trai com meu patrão e acabei arrombada contos eroticosvideos gays orgia urso gemedeira na bocaamamentando o vizinho gostosobuceta+grandeminha mulher me contou a traiçao e como foi arrombadarabudas 3dputaria cachoro safado nao respeito a novinha bêbada e fez anal com elaconto erotico insesto meladinhacontos eroticos de mozcontos erotico de gay de hetero com avôincesto veridico mae cinquetona filho conto fotoContoeroticonotrabalhoContos erotico eu e minhas priminhas inocência perdendo a virgindade com un velhoxxx cunhada tempo de ferias com cunhadocontos de esposas punhetandos os amigoscontos eroticos mulher dopadaContos marido corno e viado fode com negrocasa dos contos fudendo com a macharada da familiacontoerotico so.no.bumbum tiacontos eróticos foi na casa do amigo ganha uma calcinha gayinversao deposito de porra contos eroticoscontos dois montadores cuzinhofotos de heteros com o pau durocontos hentai incestowww.xvideos esposa branquinha depois de uns drinks foi deitar maridosubmissa nuaContos erticos picantes de gays com fotos ilustrativasn quadrinhos eróticos novelas eróticas futuro sogrocontos eróticos Tambaba 2017conto erotico meu marido mim levou a um riogay passivo volta redonda 2017tirando o cabaco da prima de dez anos no conto eróticoconto comi o cuzinho da debutanteconto porno velho roludoreencontrando o tesao de novo conto incestocontos eróticos AVS contos eroticos mae transforma sissy"A gatinha da estrada" contoAte o talo contos eroticoscontos erotico de estradafodendo a militar no quartel, e ela pede mais. conto eroticoquadrinhos+porno+gaysobrinhasvirgemcontos de chorei com a pica de meu avô no cucontos erroticos de incertos filha amante pai 2017 ltimas publicaes consegui fuder o cu da minha sogra contos pornocontos eróticos com fotos fui desafiada pelo meu marido virei puta dos amigos delescontos velha mae de colega dando cuContos comi minha mae gostosa na piscinarevistas em qadrinho de mae dando a buceta pro filhoComendo aenteada na caçhoeira contos eroticoscontos zoofilia na fazendasexogosto corno manso contos erroticossuruba com minha mae contoscontos d corno biContos sempre fui o viadinho de todos os homens da familiadwolland coroas para namorocontos pais e fikhos durubadeitada de brucos e aparecendo a bucetacontos eroticos gay putinhaporno do padre fudeno casada comfusaConto: comendo a estágiária virgemcontos maravilhoso casal biconto estorico urorogista com seu pasienteFotos incesto com nora brazil