Comi A Filhinha Do Papai


Click to Download this video!


Comi A Filhinha Do Papai

Conto erótico MMf, conteúdo inapropriado para menores de 18 anos. O tema desta história é uma relação incestuosa consensual entre pai e filha. Se a noção de incesto lhe ofende, não leia este conto. Contém descrições detalhadas de atos sexuais e diálogos obscenos. Esta é uma obra de ficção, qualquer semelhança com fatos ocorridos, nomes e locais terá sido mera coincidência.

©2014 Filipe Estima – Direitos de cópia liberados para uso não comercial. Este texto somente poderá ser reproduzido na íntegra e sem censura, obrigatoriamente mencionando o autor e incluindo todo este cabeçalho.


Gosto de ler histórias sobre incesto, esse é um tema que sempre me fascinou. Sexo em família é proibido por lei na maior parte do planeta e tabu em grande parte das culturas; mesmo assim, familiares fazem sexo todos os dias. Isso acontece entre irmãos, mães e filhos, pais e filhas, tios e sobrinhos, avôs e netos. Ao contrário do que se possa imaginar, essas relações não são sempre forçadas pelo parente mais velho ou com maior poder. Acredito que na maior parte dos casos aconteçam como consequência natural do amor entre os envolvidos. Muita gente adulta e mentalmente saudável acha perfeitamente natural ensinar aos filhos sobre sexo dentro de casa. A maior parte das pessoas acha que esse ensinamento deve ser apenas teórico, enquanto uma parcela menor ama tanto seus entes queridos que deseja dar-lhes prazer sexual, enquanto eles próprios o obtém. Dessa forma, sua cria vai conhecendo o próprio corpo e aprendendo a dar prazer a quem tanto ama e cuida tão bem dele ou dela.

Estou sempre ávido à procura de novas histórias sobre amor incestuoso na Internet. Há uns 3 meses eu li uma história muito excitante sobre o pai que ensinou a filha desde cedo a dar e receber prazer. Antes mesmo de desenvolver seios, a menina já fazia e recebia sexo oral do pai, que sempre a tratava com muito carinho. Hoje ela já tem 16 anos e compartilharam sua história num belo conto, que tive que comentar com uma nota 10. Deixei meu e-mail para contato, dizendo que adoraria conhecê-los. Para minha grande surpresa, algumas semanas depois recebi um contato do pai da menina me pedindo que enviasse fotos minhas de rosto e de corpo nu, pois sua filha queria saber como eu era. Dei minha descrição: sou Fábio, tenho 40 anos, pardo, 1,70m e 67 Kg, corpo todo liso. Caprichei nas fotos, mostrando meus melhores ângulos e respondi o e-mail com as fotos, pedindo que me enviassem fotos deles também. Fiquei bobo quando me responderam, a menina é linda, linda, linda: 1,60m, 55 Kg, corpo de violão, uma bunda maravilhosa, peitinhos pequenos, uma delícia de garota. Morri de inveja do pai dela: ah, se eu tivesse uma filha gostosa assim. Foi o que escrevi na minha mensagem seguinte.

Alguns dias depois, recebi uma ligação: era Jéferson, o pai e amante de Manuela. Eles queriam me convidar para ir conhecê-los em sua cidade, no interior do estado. Tentei conter minha empolgação e marcamos para dali a uma semana. No dia e hora marcados, cheguei à residência deles, que me receberam muito bem. Jéferson é uma pessoa muito educada, tem 37 anos, é odontologista e a filha planeja seguir a mesma profissão do pai. O sorriso dela é encantador, uma menina muito graciosa. Eu comentei que ela devia ter sido uma criança muito linda, e me perguntaram se eu queria ver o álbum de fotos. Disse que adoraria, e me trouxeram alguns. Percebi logo que Manuela adorava uma câmera, pois estava sempre sorrindo. Eu reafirmei que achava Jéferson um cara de sorte. Mas foi Manuela quem me disse que a sortuda era ela, por ter um papai tão bonzinho e carinhoso com ela, que desde pequena lhe dava todo o seu amor. Me disse que várias amigas suas reclamam que seus pais não estão nem aí para elas. Jéferson gostou de escutar sua filha lhe dizer o quanto ela o amava. Eles se beijaram na minha frente, um beijo apaixonado que me deixou de pau duro. Jéferson perguntou se eu queria algo para beber e saiu para buscar, me dando oportunidade de ficar a sós com sua filha.

Perguntei a ela se ela não se incomodava de ter que guardar esse segredo, afinal nem todo mundo acha incesto excitante. Ela me respondeu que desde nova aprendeu que algumas coisas nem todo mundo precisa ficar sabendo. Ela sempre obedeceu seu pai por admirá-lo e amá-lo muito, por isso o segredo não era um fardo tão grande assim. Insisti um pouco no assunto porque Manuela me parecia realmente apaixonada pelo pai. Perguntei se ela não tinha vontade de arrumar um namorado da idade dela, e ela me respondeu que já tinha saído com alguns garotos, mas o tesão que sentiu com eles não chegava nem perto do que sentia com seu paizinho. Realmente os dois fazem um belo casal, tenho que reconhecer. Jéferson voltou com três cervejas e ficamos conversando sobre o que eles gostavam de fazer e sobre o que eu gostaria de fazer, se tivesse filhos. Como não tenho, fico fantasiando com as histórias sobre os filhos dos outros. Jéferson disse que ficou com pena de mim e por isso conversou com sua filha para que eu fosse convidado a assistir aos dois em ação. Acho que estavam tentando descobrir se gostariam de ser observados por alguém que curte o envolvimento proibido deles. Não apenas um homem de 37 anos com uma garota de 16, mas a relação entre pai e filha sendo carnalmente consumada.

Depois das cervejas, Manuela começou a passar uma das mãos sobre a bermuda que seu pai vestia, deixando o pai de pinto duro. Ela lhe deu um demorado beijo enquanto lentamente abriu o zíper, expondo seu pau e começou a masturbá-lo. Depois baixou a cabeça e começou a chupar seu pai, enquanto ele estava de olhos fechados e com os braços apoiados um de cada lado no encosto do sofá. Eu já estava com meu cacete me incomodando e querendo sair de dentro da calça, mas não quis ser abusado e fiquei esperando mais um pouco até que Jéferson olhasse para mim. Devagar, ela chupava seu paizinho com todo o amor de uma filha, lambendo o pauzão de cima a baixo, dando chupadinhas na cabeça e punhetando de leve. Jéferson me olha e com um sorriso me faz uma pergunta.

- E então, Fábio, tá gostando do show? Não tá de pau duro, não?
- Porra, é claro! Como é possível não ficar de pau duro vendo uma menina linda assim pagando boquete pro papai?
- Se você tá gostando tanto, por que não tá tocando umazinha?
- É que a gente combinou que eu não poderia fazer nada, só olhar. Eu tô aqui me segurando...
- Ah, pode tocar umazinha sim. Manu, fica peladinha pro Fábio ver como você é gostosa.

Manuela parou de mamar no pai, levantou-se e rapidamente tirou toda a roupa. Pedi para que ela desse uma voltinha, no que ela prontamente me atendeu. Depois, voltou a chupar o pau do paizinho, ficando de joelhos no chão e com sua bela bunda apontada na minha direção. Pus o pau para fora da calça e comecei a me punhetar vigorosamente: eu presenciava uma cena com que havia sonhado muitas e muitas vezes. Jéferson abriu a bunda da filha para me mostrar o cuzinho dela piscando enquanto ela o chupava. O pai mandou que a filha sentasse no seu colo de frente para mim; ela já estava com a xaninha bem molhada e a penetração aconteceu facilmente, com seu pai forçando o tronco da menina para baixo e depois apertando os seios dela. Em poucos minutos, o casal gozou na minha frente.
Eu fiquei o tempo todo me punhetando e quando estava quase para gozar, parava e deixava a excitação diminuir para depois voltar a castigar de novo meu sofrido pau. Jéferson perguntou se a filha queria chupar um pau diferente e ela sorriu, fazendo que sim com a cabeça, então ele falou para ela vir me chupar e provar um leite diferente. Ela veio com um sorriso no rosto e me perguntou:

- Tio Fábio, posso provar o teu pau? Ele parece delicioso.
- Hum, Manuela, eu acho melhor não. Meu pau é gostoso demais, você pode acabar ficando viciada nele e no meu leite.
- Ah, tio, por favor... Deixa eu chupar teu peru, deixa?
- Pede de novo com jeitinho dengoso que eu deixo.
- Titio, eu quero provar teu leitinho... Deixa a Manu mamar no teu pauzão, deixa? Eu tô com fome, dá leite quente pra Manuzinha?

Puta que o pariu, que safadinha! Não havia como resistir àquela carinha de anjo pedindo “por favor” para me fazer um boquete, algo que qualquer marmanjo sonharia em receber. Falei para aproveitar a mamadeira do titio, que ela iria adorar e lá foi ela. Caiu de boca no meu caralho e chupou muito bem. Meu tesão estava alto e ela logo recebeu jatos de leite quentinho na boca gulosa. Papai observava a tudo o que sua filhinha fazia, tocando uma punheta bem devagar. Falou para ela não engolir minha porra, que ele queria ver sua boca cheia de leite. Manuela obedeceu, abrindo a boca para o papai conferir e só engoliu quando ele mandou, depois de saborear bem.

- Paizinho, adorei o pau do tio Fábio. Quero dar pra ele...
- É, meu amor? A putinha do papai quer dar a bocetinha pro titio também?
- Quero sim, paizinho. O senhor deixa a sua filhinha meter gostoso com o titio? Por favor?
- Pergunta pro tio Fábio se ele quer comer você.
- Tio Fábio, eu mamei gostoso? Comi o teu leite todinho, viu só? Agora eu quero dar pro senhor... Quer me comer?
- Claro que sim, minha lindinha, o tio Fábio vai foder você bem gostoso na frente do papai.
- Viu só, paizinho? O titio quer me comer. Agora o senhor vai ficar aí olhando a sua filha putinha dar pro titio.
- Vai, meu amor, pode dar com vontade pro tio Fábio. Ele veio de muito longe, merece foder a tua xerequinha.

Ela ficou de quatro no chão e fui atochando o cacete duro como aço naquela bocetinha melada. Enganchei em Manuela e comecei a meter naquela ninfeta, que gemia e falava putarias. Seu pai ficava punhetando o tempo todo: era evidente o prazer que ele sentia vendo sua filhinha sendo fodida por um estranho com a mesma tara por incesto que eles dois. Para mim aquilo tudo era um sonho que se realizava: como eu não tenho filhos nem irmãos, só poderia participar de uma relação incestuosa como terceiro.

- Aaaai, papai... Aaaaiii... Que gostoso, o moço tá me comendo... Papai, ele fode tão gostoso...
- Isso, meu bebê, faz como papai te ensinou, rebola a bundinha pro moço gozar. Ele te acha linda e quer muito te foder.
- Eu sou linda, paizinho? Eu sou a neném do papai, sou?
- Você é o meu amorzinho, Manu. Sempre que você quiser, o papai vai chamar outros tios pra virem te comer.
- Paizinho, eu te amo muito... Ai, que delícia... Tá vendo a sua filha putinha fodendo na sua frente? Tá gostando de olhar?
- Manu, o papai te ama muito. Faz o moço gozar, faz... Pede a porra dele. Papai quer ver a neném fazendo o moço gozar...
- Tio Fábio, goza na minha bocetinha, goza... O meu papai quer ver você gozar na xotinha da neném...

Eu não pude aguentar mais e urrei gozando dentro daquela xereca. Ela também teve um orgasmo maravilhoso, que sacudiu todo o seu corpo adolescente. Que safados, tanto pai quanto filha. Continuei socando meu caralho dentro da bocetinha, que me mordia: mesmo depois de gozar meu pau ainda estava muito duro. Jéferson pediu para que a filha abrisse a boca e o chupasse, pois estava quase gozando. Ela abocanhou o peruzão do pai e mamou nele até que gozasse, depois abriu a boca para mostrar todo o esperma que nela havia; somente então engoliu tudo. Manuela estava querendo aproveitar ao máximo e pediu que nós dois a fodêssemos juntos; Jéferson me disse para sentar numa poltrona reclinável, Manuela veio por cima de mim encaixando sua xaninha novamente no meu pau. Seu pai veio por trás para meter na bundinha. Eu abri a bunda de Manuela enquanto ele começou a lamber o cuzinho dela e a enfiar um, depois dois dedos no buraco de trás da filha. Quando dois dedos já entravam e saíam com facilidade, lambuzou o pau no mel que escorria da boceta dela e começou a enterrar a pica. Manuela jogava a cabeça para trás, rebolava e pedia mais, eu estava ocupado com minhas mãos apertando seus peitos e chupando os mamilos. Jéferson foi enfiando a pica na bunda da filha, enterrando o caralho cada vez mais fundo. Agora era ela que abria a própria bunda com as duas mãos para facilitar a entrada do caralho do paizinho.

- Papai, mete gostoso na bunda da tua filha... Fode o cuzinho da tua neném...
- Pode deixar, meu amor. Papai vai foder teu bumbum do jeito que você gosta.
- Jéferson, nem nos meus sonhos mais loucos eu imaginei uma cena dessas. Que loucura, meu irmão!
- Isso que você sonha, a gente faz todos os dias. Né, minha lindinha?
- Isso, paizinho, eu te amo muito, fode a tua putinha... Arregaça o cuzinho da tua neném, pai...
- Mete o pau na tua filha, safado. Come o cu da Manuzinha que ela adora o papai enrabando ela.
- Eu vou arregaçar essa vadiazinha. Vou arrombar o teu cu, tá ouvindo Manu?
- Aaah, que delícia os dois me comendo... Tio Fábio na frente e papai por trás... Eu quero gozar muito assim...

Aquela foda era uma loucura: ali estava eu, um quarentão que adora incesto, fazendo sanduíche com uma menina linda de 16 anos com o pai e amante dela. Perdi as contas de quantas vezes gozamos: na sala e no quarto em diferentes posições e até tomando banho. Fizemos várias sacanagens: Jéferson segurou meu pau e ficou batendo com ele no rosto de sua filha putinha, depois juntamos nossos dois paus e demos para ela chupar juntos. Ela fez o que pôde, com duas picas enormes disputando espaço de sua boquinha, mas nós todos adoramos a experiência. Daquela primeira vez eu não tive chance de meter no rabinho dela, mas combinamos que eu voltaria em breve para curtir outro ménage maravilhoso com o casal. Dificilmente terei outra experiência tão prazerosa como a que tive com Jéferson e Manuela. Sexo de boa qualidade não é tão difícil de encontrar; mas sexo de boa qualidade entre pai e filha ou entre mãe e filho e que ainda por cima estejam dispostos a compartilhar seu ente querido com um estranho apenas porque ele ou ela simpatiza com a tara deles, é super-hiper-mega difícil. Aos casais de pais e filhos ou irmãos ou tios e sobrinhos que estejam dispostos a me convidar, ainda que apenas como observador: entrem em contato. Mas o parentesco precisa ser real e não fingido. Beijos a todos.

F I M

Caro leitor: a sua opinião é fundamental para me motivar a continuar escrevendo contos cada vez melhores. Não deixe de ler minhas outras histórias, seu comentário e nota são muito importantes.

Se você gostou deste conto, indique-o aos amigos. Ajude a divulgar o trabalho deste autor. Meus outros contos estão disponíveis aqui mesmo neste site e tem o mesmo nível de qualidade, abordando outras situações.

Obrigado.


Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Comentários


foto perfil usuario putariaweb

putariaweb Comentou em 23/08/2015

Muito bom o conto, tenho o mesmo desejo.

foto perfil usuario dinha4.7

dinha4.7 Comentou em 30/07/2014

maravilhoso, isso me deixa louca demais de tesao

foto perfil usuario shb

shb Comentou em 30/03/2014

Muito bom. Teus relatos me deixam sempre de pau duro. Me excita muito. Amo incesto. É algo que me faz gozar muito bem. E parabéns pela qualidade do texto.

foto perfil usuario venus2013

venus2013 Comentou em 25/03/2014

Adorei, realmente quem vive ou já viveu um relacionamento de incesto sabe o quanto isso pode ser sedutor, envolvente e delicioso.Votado

foto perfil usuario notório

notório Comentou em 24/03/2014

Excelente conto de incesto ! Só quem já praticou, principalmente com uma filhinha, houve consenso absoluto e prazeroso da parte dela é que consegue avaliar o quanto é bom, saudável aonde o amor paternal/filial, fundem-se pra surgir uma relação de extrairdinárias sensações !!! Parabéns !!! Votado com louvor !!!!

foto perfil usuario neygostosa

neygostosa Comentou em 23/03/2014

queria eu ta no meio desse sanduíche...mto bom

foto perfil usuario fernando_loko19

fernando_loko19 Comentou em 23/03/2014

conto muito bom




Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


43220 - O Dia Em Que O Tarado Me Pegou - Categoria: Fantasias - Votos: 1
43422 - O Conto Erótico Que Mudou Minha Vida - Categoria: Heterosexual - Votos: 3
43516 - Os Dois Lados Da Moeda - Categoria: Heterosexual - Votos: 1
43733 - Meu Namorado Não Resistiu À Minha Sobrinha - Categoria: Heterosexual - Votos: 8
44002 - Minha Esposa Queria Ser Puta - Categoria: Heterosexual - Votos: 15
44233 - Seduzi Meus Primos Adolescentes - Categoria: Heterosexual - Votos: 2
44234 - Seduzi Minhas Primas Adolescentes - Categoria: Heterosexual - Votos: 5
44576 - Meu Filho Adolescente Me Traz Novinhas - Categoria: Heterosexual - Votos: 7
44615 - Minhas Fantasias Indecentes - Categoria: Heterosexual - Votos: 1

Ficha do conto

Foto Perfil Conto Erotico filipe.estima

Nome do conto:
Comi A Filhinha Do Papai

Codigo do conto:
44608

Categoria:
Incesto

Data da Publicação:
20/03/2014

Quant.de Votos:
15

Quant.de Fotos:
0


Online porn video at mobile phone


contos no cu do pai e da mãecontos eróticos casadaloira gostosacontos eróticos se continuar vou te fuder aqui mesmo contra sua vontadeirmãs gozando fundadupla penetração na cona...quadradinho exoticoscasa dos contos incesto coroa no colo do piralhooBucetao da egua no cioContos eroticos papaichupou filhA virgemcontos-mana peitudas e bundonas-fotosescucao de ferias namoradinho novo da minha irma pau grande contos eroticosbunduda ctver contos eróticos minha irmã bududaRabudas bunda grandeContos: gatinha seduzindo o motorista uberr u s mexendo no glilinho ela gozacontos eroticos flagrei minha namoradavideos de entrei na casa para roubar e tinha uma nifeta virge da buceta e eu comi elaconto passando a mao na buceta da mamaepai e filho pelado toma banho com mae conto eroticocontos eroticos porq muitos homens negam sentir vontade de chupar ou ser chupado por outr homemconto erotico desde novinhapeso conto heteroSua vizinha.com gordas com o cu todo esfolado i a buceta cheia de porraver porno erotico em quadrinhos negao engravidndo a mulher do cornoconto gay meninode calcinha e o vizinhocontos eroticosexoconto erotico casado gayporno com dotados estras grgrande novinhas gostosaxvidio contos erotico chegou em casa escorrendo porra da perna mae viuhistoria em quadrinho porno traicaocontos gay um lobo me comeuconto erotico de incesto: sou cadelinha do meu filhoos anal mais arrombantegenrocontoseroticosChaves contos eróticos animadosarrombada contofoda do sexo .sexo com patraoconto comeu a mãecordo ama a esposa com a buceta cheia de porra contocontos+eroticos+sogra do meu amigo preta gordaporquinha sadomasoquismotransa eróticacontos eroticos amo o meu maridoesposa com caseiro conto eroticoporno gay sai do armário e chupa travesticonto erotico sobrinha e tio part 5comercuegostosohentai gay quadrinhocasada crente mas gosta de rola,contos eroticosconto se exibindo no hotelConto erotico corno capixabacontos erotico casada cavalguei no cacetao do bsndidoultimos contos sadoex.sogra.solteira.e.gostosa.como comersexo erotico dp siriricacontos eroticos incesto a garotinha bucetuda do papaifestival de pau bem dotadovirei putinha na pescaria gaypica entrou ate o talo gayfamila favela pornoconto erotico com foto de mulher casadaler contos eroticos com mulhres virgem sendo em caixada no metro ate o cara gozarfamília favela fodendo na favela com o negroContos eroticos de novinhasesperei meu colega dornir e mammei seu pintoconto erotico gay viado safado procura piroca no carnaval na lapacontos eroticos mamei gostosoconto erotico abusando no onibusdando pro meu padrinho contos eróticoscontoerotico sobrinha cabacinhaConto porno desdi pequena pai e mae me comequadrinho porno do simpsonconto erotico_fui comida dentro da minha propria casaFoto pornô padrinho tanzâ com afilhada