Não dei pro meu irmão, arrependi 2


Click to Download this video!


Bom, continuando o meu relato. A minha mania de ser sensual e provocante dispertava a atenção de outros garotos. Em alguns, mais bonitos, eu dava uns amassos, sem permitir maiores intimidades. Rafael, um garoto com o rosto cheio de espinhas tentou “ficar” comigo. Mas o achei feio e não me deu vontade de beija-lo. Fiz uma coisa feia, ri na cara dele, da sua pretensão. Eu o chamei de “espinhudo cuzão”. Isso porque, ao ser rejeitado, ele passou a mão em minha buceta, me pegando de surpresa, “pelo menos vou lembrar do calor de sua buceta”, falou e em seguida meti a mão em sua cara. Fiquei tão irritada, que o humilhei. Talvez, ele tivesse esquecido o tapa, afinal mereceu. Mas minhas palavras o magoaram muito, principalmente porque o apelido pegou e o pessoal passou a lhe chamar de “cuzão espinhudo”.
Fui levando a minha vida, com as “brincadeiras” sexuais com Júlia, que, as vezes, trazia um vibrador de sua mãe e a gente enfiava no cu, tendo gozos incriveís. E eu continuava a atormentar o Luís, me tornando até mais ousada, deixando-o gozar esfregando o pau na minha buceta. Em um sábado à tarde, estávamos sozinhos. Coloquei um vestido bem curto e sentei-me, meio de lado, no sofá. Ele sentado na poltrona, tinha um ângulo perfeito da minha bunda e buceta. Os lábios vaginais apertados um contra o outro. Eu fingi estar lendo um livro, mas estava concentrada mesmo era na deliciosa sensação entre as coxas, era minha brincadeira predileta. Fingia estar distraída e não “via” ele se masturbar olhando a minha buceta.
Desta vez, quando dei por mim, sua mão segurou a minha caneta, erguendo-a, de súbito, seu rosto estava entre minhas coxas e sua língua safada começou a me lamber a buceta. Fiquei paralisada de prazer, apenas balbuciando:
- Luís... Ahmm, isso não!
Ele ignorou minha súplica, fazendo sua língua passear pelos grandes lábios e pelo rego da buceta, rodeando a entrada da vulva. Arrepiei-me, o corpo se contorcendo, dominado por violentas ondas de prazer. Instintivamente, forcei para fechar as pernas. Tudo que consegui foi prender a sua cabeça entre as minhas coxas. Sua boca sugava meu grelo e seu dedo grosso foi abrindo caminho, forçando o meu hímen a lhe dar passagem e me penetrou, movendo o dedo, entrando e saindo. Em poucos instantes, gozei loucamente. Foi tão inesperado que fiquei olhando-o, suspirando, com o coração batendo forte.
Luís pôs o pau pra fora da bermuda e não me fiz de fresca. Coloquei-o na boca e chupei bem gostoso, fazendo-o gemer. Depois, fiquei de quatro e abri as nádegas. Ele passou a cabeça do seu pau na minha buceta, mas com o dedo indiquei onde o queria. Não conseguia dizer nada. A sua vara encostou-se no meu cú e fui mexendo, em movimentos circulares, até a cabeça me penetrar. Meu corpo estremeceu com espasmos. Mexi minha bunda para frente e para trás, sentindo o pau grosso se esfregando dentro do meu cú. Não foi preciso muito para o gozo do Luís explodir e encher meu rabo de porra.
Acreditem, isso não liberou a gente para outras fodas. Pelo contrário. Tinha sido bom p/ os dois, mas tava indo longe demais. Eu parei de provoca-lo e passamos a nos comportar como devíamos. O que não impedia que eu me masturbasse lembrando-me de sua vara grossa toda dentro do meu cú. Mantinha minha safadeza com a Júlia no banheiro da escola e passei a permitir que alguns “privilegiados” namorados se esfregassem em minha bunda ou que me masturbasse. Certa tarde, voltando da escola, encontrei Luís na arrodoviária. Tinha ido fazer algo pro aqueles lados e ficou me esperando. Os ônibus passavam todos lotados.
- Vamos assim mesmo... Você fica atrás de mim, para evitar que algum tarado se encoste na minha bunda... Bom, mas o que aconteceu ai conto outro dia... e vou falar tbm o que o cuzão espinhudo fez comigo... VOTEM POR FAVOR!!!!!


Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.





Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


4420 - Não dei pro meu irmão, arrependi - Categoria: Virgens - Votos: 4
4480 - Não dei pro meu irmão, arrependi - FINAL - Categoria: Virgens - Votos: 5

Ficha do conto

Foto Perfil Conto Erotico rela265065

Nome do conto:
Não dei pro meu irmão, arrependi 2

Codigo do conto:
4432

Categoria:
Virgens

Data da Publicação:
03/04/2005

Quant.de Votos:
3

Quant.de Fotos:
0


Online porn video at mobile phone


conto erotico mama dos priminhosnovinha fazendo sexo peladinha daqui 18 anos bem alegrinhaconto erotico meu pai cm sua rola enormi cebrou meu cobasocontos eroticos baralho bihentai porno negro a amigo negro do meu filhosaindo com plug no anus conto eroticocontos eróticos,meu patrão fudeu minha mulher e fez ela dar para um clientepunheta gordoultimos contos sadomazoquistasheila cunhada casada adoro seu cucomi o cu da minha madrasta safada. contoswww.primacontoerotico.com.brporno amador novinha tendo orgasmo prolongadoContos eroticos odio e amordeixo meu irmãozinho bater punheta vendo minha bundaIrma e seu irmao numa viagem de feriado no hotel conto eroticoconto erótico gay sarrandoConto erotico de medicosexo com as gostosaquadrinhoos porno o fim da picadafiume porno marido pede a espiza prachama nome de otro omeconto erotico travesti na padariaquadrinho mulher do corno e os pauzudosA buceta da minha tia franciscabaixar novinha sentindo pau porno mozcontos porno de coroa com meniminhasarreguei pro moleque varudo contosxxvideo mobile seios arrepiadocontos eroticos de estupro anal coletivocontoeroticosafadinhacontos eroticos meus primos e seus amigos me arregacaram o cuvariedades de conto quadrinho nacional corno manso pornôfavela eroticoeu e minha mãe na praia fazendo sexomeu filho atrevido e selvagem porncontos porno viagem de naviofotonovela quadrinho hentai porno 3d sobrinha gostosa batendo punheta pro tio taradocontos de encoxada com dedadasrei cendo servente gay xvideoscontou.erotico.com.conhada.cogra.foto.sexoconto erotico patriciawww.madrinha da cu pro afilhado pauzodoconto erotico gey com foto o pedreiro negãocomeu meu cuzinhoconto erotico femboy na academiacontos com sogras tetudashental chaves comendo cuzinho da chiquinhaporno conto erotico de traiçãoporno quadrinho mae rabudaContos eróticos comendo as filhasbucetinha da d8 lro adotafhomem+nu+da+cintura+para+baixoiniciacao e castigos bdsm contosbuceta melada conto eroticoconto erorico filha cuzinho chorou kagou no palrabudasdeplantaoconto erotico: punheta em grupoprofessora e aluno quadrinho pornofamilia sacana milftoon familia é assim parte3conto erotico na ruafotos de mulher da bunda arriadaolha corninho ru trepandoFilha boqueteirá contoseroticosquadrinhos pornograficos honey mothers 2 part 3conto erotico minha namorada dançando forro com meu tioConto erotico com fotos Cheirando calcinhas da vizinhaacontos eroticos virei meninaconto erotico fudendo meu maridoconto erotivo ci de bebada nao tem donoboy gay passivo quer motoqueiro contoconto erotico sogro pausudo de cuecalanbendo buceta porno doidomuito inchada e molhada de gosoultimos contos eroticos dando o cu pela primeira vezpapi comendo miha espozinha.contomeutio cacetudo conto corno