Menage com minha esposa e minha filha.

Click to this video!


Quem já leu os relatos "Minha filha queria e eu ...I,II,eII", deve saber como foi que iniciei minha filha nos prazeres sexuais. Agora vou relatar foi o primeiro menage com minha esposa e minha filha. Tudo começou quando Lídia chegou de uma viagem. Após uma semana sem fuder, ela chegou e foi logo dizendo que era para colocar Sofia para dormir mais cedo, pois iria tomar uma banho e queria tirar o atrasado. Olhei para Sofia, deu uma piscadinha e disse em seu ouvido: filhinha, vá assistir tv em seu quarto, pois o papai vai comer sua mãezinha, mas deixarei a porta do quarto semi-aberta e daqui a meia hora, voce pode ir ver como é. Sofia mais que animada com a pespectiva de me ver comendo sua mãe, foi logo se levantando da poltrona e me dando um selinho na boca, se dirigiu para seu quarto. Depois de uns cinco minutos, fui para a cama aguardar Lídia sair do banheiro. Mesmo depois de ter transado com Sofia por umja semana inteira, estava excitadissímo, pois Lídia é uma mulher bastante fogosa e quando passa mais de dois dias sem levar rola, fica subindo pelas paredes. Outro motivo também que me deixava bastante tesudo, era porque Sofia estaria vendo e certamente algo de inusitado poderia acontecer. Bem vamos aos fatos. Lídia saiu do banheiro ainda molhada e me vendo já na cama com o pau duro, deitou-se sobre mim e disse em meu ouvido: Senti tanta falta desse pinto gostoso, que quase meu dedo fez calo de tanta siririca que toquei. Agora vou a desforra. Dito isso começou a me beijar com volúpia, foi descendo pelo meu peito, passou alingua em meus mamilos eriçados, escorregou para a barriga e ao chegar no meu pau, passou a lamber guande com sofreguidão a deixando-a roxa. Foi engulindo centimetro por centimetro até que encostou seus lábios em meus pentelhos. Nesse interim, olhei para a porta e notei a presença de Sofia nos observando. Estava só de camisolinha, sem calcinha e com a mão direita acariciando sua bucetinha. Lía sem nada saber, foi fazendo movimentos cada vez mais rápido o que me levou a encher sua boca de porra. Como já era acostumada com a quantidade que eu ejaculava, não foi problema algum para ela engolir tudo. Depois do belo boquete, ela deitando-se de pernas abertas, pediu: vem meu gostoso, vem chupar minha priquitinha, mete essa lingua em mim, morde meu grelo, como só você saber fazer. Como na cama sou muito obediente, passei a fazer o que ela me pediu, mas antes a coloquei nda cama de forma que eu pudesse ver a reação de Sofia. Depois de uns cinco minutos de lambidas na buceta, Lídia começou a tremer e gemer alto, segurando minha cabeça e forçando-a de encontro a sua xota, prenunciando que iria gozar. Neste momento levantei-me e enfiei com tudo minha rola em sua buceta, dando estocadas fortes e sugando sem piedade seus seios. Sofia não mais aguentando gozou como uma puta, pedindo para enfiar com força e para chamá-la de sua putinha vadia. Olhei para Sofia e vi que ela também havia chegado ao orgasmo e estava já dentro do quarto encostada na parede. Lídia da forma em que se encontrava nada podia ver. Deitei a seu lado e disse que se preparasse pois iria enrrabá-la tão logo nos refizessemos e virando-a de bruços, pus um travesseiro sob sua barriga e passei a lamber seu cuzinho, deixando-a toda arrepiada. Cada linguada que dava mais Lídia arqueava a bunda, com a pedir para que eu metesse minha lingua em seu cú, coisa que fiz, ao mesmo tempo que tocava siririca para ela. Sofia estava embevecida com a cena e mais uma vez levou sua mão direita para o meio de suas pernas e esquerda para seu cuzinho, que certamente estava sendo penetrado pelo dedo anelar. Lídia já totalmente encharcada, pediu para eu atolar minha rola em seu cú. Peguei o velho lubrificante, lambusei minha pica com uma grande quantidade e fui metendo no cuzinho piscante de Lídia, que já acostumada com nossas transas anais, recebeu todo o meu pau e começou a gemer e rebolar a bunda em movimentos cadenciados, ao mesmo tempo que enfiava os dedos em sua buceta e os lambia. Sófia não aguentando mais tanto tesão, aproximou-se da cama no exato momento que Lídia acabara de gozar. Tirei o pau de seu cú e sem saber o que dizer, deitei-me ao seu lado. Lídia perguntou a filha se fazia tempo que ela estava ´nos observando. Sofia disse que sim e que achou a coisa mais linda que já vira, pois sabia que tudo tinha sido com amor. Lídia me olhou com um ar inquisidor e disse o que vocês andaram fazendo em minha ausência. quando eu ia tentar explicar, Sofia disse que eu não tinha feita nada que ela não quizesse e que tudo tinha sido muito gostoso e com muito carinho. Antes que Lídia esboçasse alguma reação, Sofia disse: mãezinha você é tão linda e fode tão gostoso, deixa em tocar em sua buceta? e sem que a mãe desse qualquer resposta, foi se aproximando de nós e comecou a deslizar o dedo no grelo de Lídia que estava todo melecado. Ao mesmo tempo começou a masturbar meu cacete. Lídia sabendo que sua filha estava apenas dando vazão as suas necessidades sexuais recem afloradas. nada disse e se deixou tocar. Dei um beijo em sua boca e me posicionando de forma a poder chupar a buceta de Sofia, coloquei minha rola perto da boca de Lídia para que pudesse abocanhar. Sofia em pouco tempo começou a gemer forte e gozou em minha boca e ao mesmo tempo Lídia também chegava ao orgasmo com a siririca que Sofia lhe fazia. Fiquei de joelhos e pedindo que âmbas ficassem de quatro, comecei meter em suas bucetas de maneira alternada, levando-as a mais um orgasmo. Depois lubrifiquei o cuzinho de Sofia e fui metendo minha rola até o fundo, fato que deixou Lídia abismada, com a capacidade de sofia aguentar todo o meu pau sem reclamar e posicionou-se embaixo dela de maneira que pudessem se chupar ao mesmo tempo num belo 69. Movimentei-me com rapidez e força no rabinho de minha filha, disse que iria gozar e tirando o pau de dentro de Sofia, esporrei no rosto das duas, com Lídia dizendo para Sofia que leitinho do papai não pode ser desperdiçado, lambendo toda a porra, no que foi imitada por nossa filhinha gostosa. Depois dessa experiência, nos acostumamos a transar juntos e com a ajuda de Lídia e Sofia, também pude iniciar minha sobrinha Juliana nos prazeres do sexo. Mas esta é outra história que contarei em outra oportunidade. Se gostaram de mais este relato verídico que lhes contei, votem nele e me escrevam para contar os seus.

Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.





Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


3809 - A JAPONEZINHA INOCENTE - Categoria: Virgens - Votos: 3
3910 - Minha filha queria e eu ... - Categoria: Incesto - Votos: 10
3914 - Minha filha queria e eu ...(II) - Categoria: Incesto - Votos: 11
3933 - Minha filha queria e eu... (III) - Categoria: Incesto - Votos: 12
3990 - A doce vagina de Luiza - Categoria: Virgens - Votos: 4
4097 - A buceta e o cuzinho de Juliana. - Categoria: Virgens - Votos: 7
4231 - A JAPONEZINHA INOCENTE-PARTE FINAL - Categoria: Virgens - Votos: 5
6793 - FOI IRRESISTÍVEL - Categoria: Virgens - Votos: 3
6881 - A CUNHADA GÊMEA E SUA FILHA - Categoria: Incesto - Votos: 9

Ficha do conto

Foto Perfil Conto Erotico bediro

Nome do conto:
Menage com minha esposa e minha filha.

Codigo do conto:
3950

Categoria:
Incesto

Data da Publicação:
29/01/2005

Quant.de Votos:
19

Quant.de Fotos:
0


Online porn video at mobile phone


fotos de mulher da bunda arriadaconto erotico meu paisinhoaprontando em casa com meu irmão chiclete de menta sabor porra conto eroticocontos eroticos homens fudendo vendedor ambulante na praiaContos ertico em quadrinhos. O cabao nasce outra vezcontos pornor lebian incestuoso com enteadascontos eroticos gay putinhaMeu advogado me fez gozar contos eroticos de gayscontos eroticos rotina de um casalminha esposa me traiu com um dotadocontoeroticodfContos eroticos com coroascolo do vovo contos eroticoscontos gay com estupro por guarda vidasmulher gozando na picachiquititas gay pornoconto de arrombaram o meu cu me dando dinheiroconto erotico de motorista de pau duro novinhoconto erotico sexo escondidoconto erotico perdi a virgindade com meu chefeminha esposa minha puta contoconto erotico mãe vergonhacontoerotico negrinhosconto etotico cunhada e sobrinhaVer comtos eroticos de imSesto pegei titia com vibrador a cabei comemdo elaanythingcontos minha cunhada viu eu mijano2017contos eroticos dia das maescontos de estrupeiContos eroticos gays irmao pai e tio dotados trasandocontos fudida pelo pai pausudoconto erotico de cornomeu corninho vc quer ver sua mulherzinha feliz e realizada arruma um macho novinhoconto erotico novinho passando protetor solarcomendo a cunhada e sobrinha no carnavalcontos veículovidio porno saiafudeno mutocontos erotico casada cavalguei no cacetao do bsndidoconto erotico meu marido bicontos eroticos massagista safafo e roludocontos eròticos sobre chantagemcontos reais de esposa com negaoconto erótico roubei a calcinha da vizinhabrusa folgada da gostosafiz sexo com meu tioContos eroticos festa desenhoquadrinho gay porno amigoscontos eroticos homens muito rudes,vai ter que me da o cu sua cadelasexoanal loira anikka senta tudo em pau grande egrossocontos eroticos em quadrinhos a sogra .em quadrinhosConto erotico seminaristaRelatos de enrabando a casada bunduda do corno mansohttp://contos eroticos dando a bunda pros pedreirosvem me esfola isso me fode contoDei o cu ao peãoConto erotico. Supositoriotaradinha com o cuContos eróticos sograamigocontos eroticos gay meu tio de dezessete me comeu bebado quando eu tinha oito anosa minha prima rabuda me deu seu cu conto eróticosFilha fudendocom seu pai contosgenrrocontoeroticoxvideo.Conto Erotico - Corneando o marido com um travestis !contos veridico o garoto bem dotado fodendo a professora casadaconto erotico menina e o velhoconto erótico da viúva de Campo Grande batendo siriricase eu pudesse fazer sexo anal g****** horascontos eroticos de incesto mae tica o filho mais com babydoolfilmes cm imagens picantes senas sexovonto menininha cu relato garotinha cuconto boquete no amigo heteroCapatazdotadocontos eroticos casal bi enpaladoquadrinho porno gay[email protected]A vez da carla sentir a rola GG do meu primo ahhh ahhh. Contos eroticoscachorro fudedor de mulherescontos me assustei na praia de nudismoCasas de contos eroticos travestir pirocudo me comeuleomar1111