MINHA MULHER - UMA ATRIZ PORNÔ


Click to Download this video!



MINHA MULHER - UMA ATRIZ PORNÔ

Certa noite, eu e minha esposa estávamos assistindo a um filme porno, desses bem sacanas, com muitos homens e poucas garotas. Minha esposa estava bem excitada e com uma das mãos entre as coxas esfregava sua buceta. Ela ficou olhando quando todos aqueles homens estavam fodendo uma única garota, todos ao mesmo tempo e os olhos da minha mulher nem piscavam. Num momento ela comentou que as cenas eram feitas em locais bem bonitos, lindas casas com piscinas, muito luxo e que os homens eram muito bonitos e gostosos. Esse comentario me surpreendeu, pois ela nunca havia falado desses filmes porque ela é bem timida quando a falar de sexo. Não perdi a chance e perguntei se ela toparia fazer um filme daquele tipo. Ela deu uma risadinha sacana e falou que só faria se fosse numa linda casa com piscina e tudo mais, e que os homens fossem bem gostosos e de pintos grandes. Apesar da brincadeira, senti uma certa excitação no tom de sua voz. Acabamos de assistir e transamos bem gostoso e dormimos na sala de TV. Não tocamos mais nesse assunto.
No final de semana fomos a locadora e disse a minha esposa que ela escolhesse dessa vez pois eu estava sem opção. Ela sorriu e foi direto para seção de filmes pornos. Depois de um tempo ela voltou com cinco filmes nas mãos e disse que eu somente veria os escolhidos lá em casa. Chegando em casa, sentei-me no tapete da sala de TV e comecei a ver as capas dos filmes. Todos eram do tipo de filme que ela faria, lindas casas com piscinas, muito luxo e muitos caras bem dotados. Perguntei se ela havia pensado na proposta de fazer o filme porno. Ela disse que adoraria fazer, mas que dava muita ansiedade e que talvez na hora H ela desistiria. Nos transamos assistindo aos filmes e reparei que minha mulher não tirava os olhos das cenas enquanto fodia de um jeito alucinado. Ela deveria estar com muito tesão pois sua buceta estava super molhada e muito quente. Gozamos muito e ela ficou largada ali.
Dias depois entrei em contato com uma produtora de filmes pornos, representante do BUTTMAN no Brasil. Falei com uma pessoa chamada Leandro, o diretor da empresa e perguntei se haveria possibilidade de uma mulher que não era atriz porno fazer um filme. Ele disse que sim e perguntou se ela era minha amiga. Eu disse que se tratava de minha esposa, o que o deixou surpreso. Leandro perguntou como ela era. Eu disse que seu nome era Lilian, tinha 30 anos, cabelos castanhos claros ondulados na altura dos ombros, olhos verdes, seios grandes, 158 altura, 50 quilos, coxas grossas e uma bunda que somente vendo para acreditar. Eu disse que ela era muito parecida com a Viviane Araujo, namorada do Belo Ele gostou e pediu para levar algumas fotos dela e que me receberia na produtora na Sexta-feira a fim de analisarmos tudo.
No dia marcado fui até a produtora encontrar Leandro. Disse que me chamava Junior e começamos a conversar e enquanto ele via as fotos da minha esposa Lilian. Eu explicava a situação toda. Quando ele olhou as fotos da Lilian de biquini e viu seus peitos, as coxas e sua bunda maravilhosa, Leandro aprovou-a na hora. Falei que ela gostaria de filmar numa linda casa com piscina. Ele disse que a produtora tinha uma casa alugada no Guarujá, que seria perfeita. Eu falei que ela queria transar com com alguns homens, como ela disse, gostosos e de pintos grandes. Leandro explicou que seus atores eram todos assim e que não seria problema.
Deixei o numero de meu celular com a secretaria dele, que falou que entrariam em contato comigo assim que tudo estive acertado e que marcaria a data para filmarem. Fiquei ansioso.
Na outra semana Leandro me ligou marcando tudo. Deu o endereço daquela casa no Guaruja e que seria no proximo final de semana. Ele disse que os rapazes adoraram a Lilian e eles falaram que ela parecia mesmo com a Viviane Araujo e que não viam a hora de transarem com ela. Aquilo tudo me excitou muito.
Na Quinta-feira a noite falei para Lilian que iriamos para o Guaruja e que um amigo havia emprestado sua casa de praia pra nós passarmos o final de semana sozinhos. Ela saiu correndo e foi arrumar as malas. Lilian mal sabia o que a esperava por lá.
Saimos bem cedinho, a estrada estava boa e chegamos logo, pois moramos em Campinas, que não é muito longe. Paramos ao lado da casa e minha esposa ficou fascinada com o que via. Ela saiu e foi ver a piscina e a pasiagem da praia e do mar. Ela estava maravilhada, até perguntou se o lugar era aquele mesmo. Leandro veio nos receber e ficou entusiasmado com a beleza de Lilian. Ele ficou olhando para sua bunda sem nem disfarçar. Ele perguntou se ela sabia o que a esperava dentro da casa e eu disse que não tinha falado nada, queria fazer uma surpresa para ela. Ele riu.
Quando entramos vimos que a casa era linda mesmo, muito luxo. Lilian adorou e disse que aquele lugar era um sonho. Ela parou, me olhou desconfiada da situação e sorriu. Leandro ficava olhando para as pernas da Lilian, pois ela estava vestida com um vestido tubinmho vermelho super agarrado e curtissimo que marcava seu lindo corpinho delicioso. Usava um tamanco plataforma vermelho tambem que fazia sua bunda ficar mais arrebitada ainda e quando ela andava o vestido subia deixando a mostra sua coxas grossas e um pouco da bunda. Vi que Leandro estava de pau duro por baixo das calças.
Ele nos convidou a irmos para a outra sala. Ao entrarmos vimos quatro homens sentado nas poltronas. Lilian levou um susto e parou de repente. Ela me olhou e perguntou sorrindo o que era tudo aquilo. Eu disse que era para ela. Lilian sorriu novamente e caminhou até perto daqueles caras. Eles estavam comendo ela com os olhos e ela estava adorando tudo.
Minha esposa olhou as cameras prontas para filmar e Leandro perguntou a ela se queria começar. Lilian já foi sugrando nos braços daqueles quatro homens, que logo começaram a passar as mãos por seu corpo todo. Ela tremia, estava meio assustada, mas estava indo em frente. Enfiavam as mãos por baixo de seu vestido e ela rebolava e gemia. Colocaram Lilian em cima de uma mesinha e um deles afundou sua cara no meio da bunda dela e passou a lamber sua buceta e seu cuzinho. Minha mulher arrebitava ainda mais sua bunda para que ele chegasse bem fundo com sua lingua. Lilian tremia de tesão. Os outros enfiavam os dedos na buceta dela e logo tiraram sua calcinha fio dental. Dois passaram a morder seu mamilos por cima do vestido. Lilian urrava de prazer. A todo momento ela me olhava e me mandava beijos, demonstrando estar curtindo muito tudo aquilo. Era um imenso banho de lingua naquela buceta que eu tanto havia comido. Ela rebolava e esfegava sua bunda na cara de todos eles, que se revezavam nas chupadas.
De repente um dos caras chamou alguem. Quando olhei, uma porta se abriu e pude ver uma mesa de sinuca. Nesse momento sairam mais uns oito homens, todo já nuns e de cacetes duros nas mãos. Rapidamente se aproximaram de Lilian, que olhava espantada com tantos homens pelados ali juntos dela. Perguntei para o Leandro o que era tudo aquilo. Ele disse que era uma surpresa para a minha mulher, afinal um mulherão daqueles tinha que ser repartida entre mais homens. Lilian ficou vendo aqueles doze homens passando as mãos nela e chupando sua buceta. Ela me olhou e disse que não tinha problema, pois ela queria ser fodida como nos filmes. Fiquei com muito tesão, pois não esperava que ela topasse transar com tantos homens de uma vez.
Lilian tremia naquelas mãos enormes e nas linguas quentes daqueles homens. Eles enfiavam suas linguas na sua buceta como se fossem cacetes. Ela ficou entusiasmada com dois negros sem camisas. Minha esposa não esperava transar com negros, o que a deixou ainda mais molahda de tesão. Esfregavam e chupavam tanto sua buceta que ela gozou e quase caiu de cima da mesinha.
Logo depois tiraram seu vestido deixando seu corpinho delicioso a mostra. Pegaram ela e a colocaram de quatro num tapete peludo. Nessee meomento todos estavam pelados e se masturbando. Cercaram minha esposa que ficou no meio da roda. Ela abocanhou o cacete do negrão primeiro. Era um senhor cacete, devia Ter uns 28 cm e era bem grosso. Lilian forçou o cacete, pois não cabia direito na sua boca. Mas, ela deu um jeitinho que o cacete logo sumiu na sua boca. Ela engoliu o pau do negrão como uma profissional. Ele gemia de tesão e ela fazia um vai-e-vem frenetico. Ela enfiou bem fundo na boca que quase sufocou. Depois, Lilian passou a chupar todos aqueles cacetes, um a um foram sumindo em sua boquinha. Ela os engolia até o saco bater no seu queixo.
Lilian passava as mãos pelos corpos daqueles homens enquanto os continuava chupando. Isso tudo durou mais de uma hora. Ela se demorava bem mais nos cacetes maiores. Ela babava e gemia, sugava tanto que parecia que arrancaria os cacetes dos caras.
Quando um deles quis comer sua buceta, Lilian disse que queria o negrão primeiro, pois seu cacete era bem grande. Ela disse que nunca tinha foi fodida por um cacete daquele tamanha e ainda por cima de um negrão. Minha esposa se posicionou de quatro enquanto o negrão apontava aquele cacetão para sua buceta molhadinha. De uma vez o negrão enterrou tudo aquilo na Lilian, que deu um grito de tesão. Ela gemia tanto que uma cara enfiou um cacete na sua boca. Enquanto ela chupava os outros ela olhava para tras para ver o negrão arregaçando sua buceta. Ele enfiava até o fundo da buceta, socava com força e bem rápido que ela não aguentou e gozou como louca. Lilian rodava a cabeça e seus cabelos batiam nos cacetes dos outros. O negrão deu um gemia e gozou dentro de sua buceta, ela sentiu a porra quente dentro dela e deu um gemido mais forte.
Depois que o negrão gozou, Lilian virou-se de bunda para os outros e pediu para continuar a ser fodida. De imediato formou-se uma fila atras de sua bunda. Foi um festival de revezamento. Todos comiam a buceta da Lilian, que estava toda melada de porra, era um entra e sai de deixa-la sem folego. Ela tremia e gemia a cada socada. Alguns esfregavam seus cacetes na cara dela, enquanto outros enfiavam seus dedos no seu cuzinho ao mesmo tempo que os outros revezavam os cacetes na sua buceta. Lilian começou a gozar novamente, ela jogava a cabeça para tras e revirava seus olhos, passava suas mãos pelos cabelos e apertava sua bunda. Minha mulher pediu que não parassem de fode-la, que queria continuar gozando daquele jeito. Eles passaram a meter mais fundo e as trocas de cacetes eram mais rapidas. Lilian chupava os cacetes enquanto socava sua bunda para tras para que os cacetes fossem bem fundo na buceta. Gozou novamente.
Levaram minha mulher para a mesa de sinuca. Enquanto carregavam a Lilian nos braços pelo alto, alguns se aproveitavam para meterem as linguas na sua buceta. Ela gemia e se contorcia nas mãos daqueles homens, que quase caiu no chão. Puseram minha mulher em pé na mesa e ela começou a esfregar ora sua buceta ora sua bunda na cara deles, pois estavam todos em volta da mesa. A Lilian se demorava mais esfrgando sua bunda, pois ela adorava uma lingua no seu cuzinho. Ela estava toda suada e gemia tanto com aquelas linguas entrando nela.
Ela ficou de quatro na mesa e começou a bater com força na sua bunda, enquanto pedia que a fodessem. Os caras estavam tarados pela Lilian e eu estava com muito tesão vendo tudo aquilo. Olhei para o lado e o Leandro estava com o seu pau para fora se masturbando e falou que minha mulher era demais.
Estavam fodendo sua buceta, quando um deles trouxe uma garrafa de oleo. Enquanto ele jogava o oleo nas costas da Lilian, os demais espalhavam por todo seu corpo. Ela ficou toda lubrificada e brilhava muito naquelas.luzes. De repente começaram a meter os dedos no seu cuzinho bezuntado de oleo. Enfiavam dois ou tres dedos no seu cu e ela urrava de tesão. Minha mulher olhou para mim e viu que eu estava louco de tesão e que eu me masturbava enquanto eu a via ser fodida por tantos pintos estranhos, bem na minha frente. Foi ai que ela pediu para que aqueles homens fodessem sua bunda, um por um. Puxaram a Lilian para o canto da mesa e fizeram uma fila. Eles passavam bastante oleo no cuzinho dela e nos seus cacetes. E um a um foram enpurrando aqueles cacetes enormes na bunda da Lilian. Ela gemia de dor e de tesão. Minha mulher colocava as mãos na bunda e puxava as nadegas de lado, deixando o caminho mais livre para que todos aqueles homens melhor pudessem foder sua bunda. Como de costume o negrão foi o primeiro a enrrabala. Passou bastante oleo no cacete, colocou na entrada de sua bunda, seu cacete deslizou para dentro de uma vez, so parando quando o negrão encostou seu corpo na bunda da Lilian. Ela gemeu e gritou, suas pernas tremiam, ela chorava, mas não deixou que ele tirasse seu cacetão de dentro dela. A Lilian começou a socar sua bunda de encontra aquele cacete lubrificado que entrava e sumia na sua bundona gostosa. Um a um foram comendo seu cu sem dó nem pena. A Lilian gozou muitas vezes tomando no cu.
Um dos caras falou que deveriam fazer uma DP, o que a Lilian concordou e disse que sempre sonhou em ser comida por dois cacetes ao mesmo tempo. Minha mulher sentou-se em um cacete bem grosso, que recheou sua buceta. Ela socava aquele cacete dentro dela, subindo e descendo, fazendo ele sumir dentro dela. De repente as mãos de um deles curvou a Lilian em cima do outro que estava embaixo. O de baixo a agarrou pela cintura e a segurou, enquanto o de cima enfiava o cacete na sua bunda. A Lilian deu um grito, mas já era tarde, mas estava sendo fodida por dois ao mesmo tempo. Eles faziam um vai-e-vem bem rapido, as vezes enterravam os dois cacetes ao mesmo tempo dentro da Lilian. Ela gritava que estava adorando e que nunca pensou ser tão gostosa essa tal DP. Ela falava que não imaginava um dia ser fodida por dois cacetes tão grandes de uma só vez. Mas, não falou mais nada pois começaram a enfiar cacetes na sua boca.
Lilian era fodida por dois cacetes e tinha outro enfiado na garganta. Ela rebolava e chupava. Socava as picas para dentro dela enquanto engolia outros cacetes. Os outros caras começaram a revezar na bunda da minha mulher e trocavam de lugar a todo instante. Faziam fila para penetrarem sua bunda gostosa. Um a um, todos foram fodendo a Lilian, que não se cansava, pois já tinha gozado muitas vezes. Metiam na buceta, na sua bunda e na sua boca. A Lilian estava recheada de cacetes por todos os buracos e ainda queria mais.
Viraram a minha mulher de todos os lados e a foderam de todos os jeitos possiveis. Arrombaram sua bucetinha e sua bundinha. A boca dela nunca tinha chupado tantos cacetes assim. A Lilian não satisfeita pediu que metessem dois cacetes juntos na sua buceta. Seguraram ela em pé, um meteu na sua buceta pela frente e o outro veio por trás. Quando entraram ela gemeu forte e agarrou o cara da frente, cruzou as penras em volta da cintura dele e começou a pular, socando os cacetes bem fundo. Ela estava adorando dois cacetões na buceta e gozava naquela duas picas duras. Enquanto ela agarrava o cara da frente o de tras revezava com os demais. Cada vez que outro enfiava o cacete na sua buceta por trás, a Lilian apertava ainda mais o outro. Os caras que metiam nela não aguentaram e gozaram dentro da sua buceta e a cada jato de porra que espirravam dentro, ela tremia e chorava de tesão.
A Lilian desceu dos braços dos dois e pediu que todos eles gozassem na sua cara, na sua boca, nos peitos e na bunda, enfim no corpo todinho. Ela pediu para chupar o pau do negrão, pois queria faze-lo gozar na sua boca. O negrão enfiou o cacete na garganta da Lilian que quase engasgou. Ela chupou tão forte que o negrão não aguentou muito tempo, quando ele foi tirar para gozar, minha mulher enfiou seu pau bem fundo deixando ele gozar dentro da sua boca. Era tanta porra que ela não consegui engolir tudo, então começou a escorrer pelo canto da boca. Os outros gozavam a vontade no corpo da minha esposa, sua cara ficou cheia de porra, uma quantidade enorme de esperma escorria pelos seus peitos. A Lilian estava toda cheia de porra, era um creme só. Os caras se refizeram rapidamente de tanto tesão que acabaram gozando nela novamente. Nunca tinha visto um corpo de mulher tão melecado de porra, estava parecendo aqueles filmes de Bukkake (onde mais de cem caras gozam numa mulher só).
O filme havia terminado, mas a Lilian disse que havia mais uma coisinha para fazer. Chupar eu eo Leandro e nos fazer gozar nela tambem. Colocamos nossos paus duros a sua disposição. Minha mulher chupou como se fossem os primeiros cacetes do dia. O Leandro se deliciava vendo aquela boca qunete chupando seu pau duro que não aguentou e gozou pra valer na cara da Lilian, nunca vi sair tanta porra de um pau só. Ele encharcou a cara dela. A Lilian limpou seus olhos e começou a chupar o meu pau todinha, eu já não estava aguentando de tesão vendo ela toda suja de porra, que comecei a gozar. Eu quis tirar mas ela engoliu ele todinho segurando na sua boca, fazendo eu gozar bem fundo na sua garganta. O tesão era demais que devo ter dado uns quatro ou cinco jatos de porra na sua boca. A Lilian engoliu cada gota da minha porra. Tirei o cacete de sua boca já todo mole, enquanto ela passava a lingua pelo labios se deliciando e me disse que adorou fazer o filme.
A Lilian disse que se sentia uma verdadeira atriz porno e que gostaria de fazer outro filme. Os caras disseram que era só marcarmos novamente, só que da próxima vez eles iriam arranjar uns trinta caras para fode-la de acordo, pois ela era demais. Lilian adorou a idéia. Quem quiser participar do proximop filme é só escrever.

Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.





Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


3861 - ELAINE FODIDA NO BAILE DO VERMELHO E PRETO - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 3
3924 - ROBERTA NA PISCINA - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 2

Ficha do conto

Foto Perfil Conto Erotico rodox

Nome do conto:
MINHA MULHER - UMA ATRIZ PORNÔ

Codigo do conto:
3923

Categoria:
Grupal e Orgias

Data da Publicação:
25/01/2005

Quant.de Votos:
6

Quant.de Fotos:
0


Online porn video at mobile phone


tomei gala de macho conto erotico gaydei minha bunda para meu irmão gozarconfesso chantagiei minha irmãzinha pra ela me masturbaxvdeos o meubarastoconto erótico de marido que viu outro homem gozar dentro de sua esposaconto eróticos fui bulinada dormindocontos veridico mulher casada,mas nao resistiu ao travesti bem dotado e fode com elequadrinho porno pai e filhoQuadrinhos eroticos incesto sexo com vovo pirocudo1contra 5 contos eroticosencoxada dormindo gozadacontoei maridp wueris chifrenatysilva/ contos eroticosContos eroticos fudendo com o empregado do maridoContos cu com recheiogozando na mamae quadrinhoconto erotico minha empregada travestiContos gay pau pequenoPorno con culosgrandes con tetas grandes de feriteycontos erotico. vi minha filha transando fodendocontos eroticos incesto mae com fotoscontossado de submissao realconto erotico fui buscar a esposa do meu amigo no trabalho e tranzei com ela safada gemiamulher chuupando rola até gozarcache:OYd7x6Hp6DoJ:mozto.ru/perfil.cfm?widn=10491&wa=c conto erotico agarrada a forçaconto dei a bucetinha para o tiowww.sexlog.com.br/michellystripercontos eróticos aliviando minha maedei gostoso pro rockeiro traindo conto eroticocontodebucetacontos ertico estrupo cavaloconto erótico hetero seduzidoContos eroticos gay funkeirocontos eroticos meu irmao me agarroupraia de nudismo contoscontos de novinha putinha milf big cock cornomozto.ru inversaocomi minha cunhada fabiana - contos eroticosconto erotico ela cagou no meu pauconto erotico gay fardado casadosogra peladavi meu genro arrombando minha sobrinha com aquela geba gigante. conto eroticomeu neto com um pirocudo comeu o meu cu e a buceta conto.conto titiocomeu meu cuconto a xoxotinha da minha filhaQuadrinho erotico com papai me cokmendo gostosocontos erotico pastoraencoxada no onibus conto eroticoxvideis o rabo da mae hetaicontos erotico maridos camaradaconto de corno bêbado e amigo mulher timidarodizio de pica/contoconto erotico sobre gordinhaconto a entrevista de emprego com a coroaconto erotico bi masculinocomo faço para foder a minha mae contosporno de cunhado e cunhadafiz sexo com meu tioquadradrinho herotico hentai na estradacontos eróticos fui forçadamas gosteiconto erotico traveco dengosaincesto menina nem peitinho tem ainda e ja trepo com proprio paiporno sofucado ate desmairContos eroticos gay funkeiroficar excitada com historias em quadrinho sacanasContos eroticos de padrinho gay dando a bundaconto travesti com menina virgemContos dupla vaginal pirocudoscontos eroticos/flagrei meu marido comendo o cu do meu/filhoMinha Furry Conto EroticoContos eroticos de travesris lindas do pau gostosos.