Minha doce maninha...


Click to Download this video!


Quando meu pai foi embora de casa, ele fincou uma estaca na nossa família que nos marcará para sempre. Pode me chamar de Luque! Antes de mais nada, um aviso: ( 1º aviso: ) [ O que estou relatando aqui, realmente aconteceu. Se vocês me conhecessem melhor, saberiam que eu nunca iria me dispor a escrever algo somente por escrever... Isso também é minha libertação, algo que vem arrancando meu sono e precisa ser dividido ] Meu pai acabou se envolvendo com nossa vizinha, Adriana e fugiram juntos. Minha mãe, Luana ficou arrasada, e durantes as semanas que se sucederam, ela só fazia chorar. Perdi as contas de quantas vezes a consolei madrugada à dentro. Uma dessas conversas foi muito interessante... Ela confessou pra mim que achava que a culpa do meu velho ter ido embora, foi dela. Minha mãe se achava feia, sendo que não era. Ela tinha 40 anos na época e tinha um corpo escultural. Parecia que malhava: Seus seios eram grandes, fartos, suas coxas eram uma delicia. ( Toda tarde ela assistia a novela da globo no sofá de casa, e vezes ela cruzava as pernas e ficava meio de lado... Da cozinha dava pra ver, era uma visão esplendorosa ) e sua bunda? Era enorme! Claro, como toda mulher tinha celulites, lógico mas isso não tirava seu encanto. Quando ela se abaixava pra pegar algo no chão, aquele rabo lindo se arrebitava afastando tudo que estava atrás. Existe uma grande diferença entre: Bunda Grande e Bunda Grande e Arrebitada ) e minha mãe se encaixava na segunda opção. Não vou mentir pra vocês, já rolou algo entre mim e ela... Mas isso não faz parte desse conto, dependendo da repercussão deste, eu conto... Voltando, até a época desse acontecimento eu nunca tinha me masturbado pensando nela... Outra mulher estava para entrar em "minhas cabeças" ... Minha doce e delicada irmãzinha. Nossa relação nunca foi das mais amistosas. Ela tinha um pouco de raiva de mim pois de uma certa forma assumi a função de homem da casa e eu dava ordens nela... Pro seu bem, claro mas ela não entendia. Na época desse acontecimento eu tinha 18 anos e minha irmãzinha 17. Apesar de tão pouca idade, era tão gostosa. Rostinho de anjo, cabelinhos morenos, seios em crescimento mas não menos bonitos, e a melhor parte de seu lindo corpo... Seu bumbum, Ah... Seu lindo e grande bumbum. Ela puxou mamãe especialmente nessa parte. Desde mais novinha, ela já apresentava sinais de que teria uma boa poupança. Me lembro de uma vez, eu estar sentado na sala vendo televisão e maninha passando com um short minusculo. Fui seguindo aquela bunda grande com os olhos, foi uma loucura. Apesar de ter 2 fêmeas lindas e gostosas na casa, eu só desejava maninha até então. Num sábado que tudo mudou... Sem voltas. Minha mãe se arrumava, ela ia sair com minha tia, Suellen pra ir num show que estava tendo do Capital Inicial na cidade, e acabei ficando com minha doce maninha em casa.

Ela ficou em seu quarto ouvindo música e conversando no facebook, e eu fiquei na sala vendo uma maratona de filmes do Rambo. Ah, a noite estava perfeita, até que maninha me chamou no quarto pra ver um vídeo no Youtube, esse alias: http://youtube.com eu fui, pois... Aquela tinha sido uma das raras demonstrações de afeto dela para comigo. Chegando lá, ela sentada na cadeira, com um vestidinho azul, e eu atrás, em pé, de short e camisa... Em um certo momento, comecei a olhar por cima do ombro e notei que ela estava sem sutiã e comecei a ficar com o pau duro, e sem querer cutucou a nuca dela, afinal... A cadeira tinha a traseira baixa. Eu fiquei meio envergonhado e disse que ia terminar de ver os filmes. Aquele toquinho que meu pau deu na nuca dela, desencadeou fatos irreversíveis.
Fui no banheiro e me masturbei, aquela tinha sido a primeira masturbação pra alguém daquela casa e foi polvorosa. Comecei imaginando minha doce maninha me chupando como um anjo, ah... Como eu gozei. Tomei um banho e voltei pra sala. Alguns minutos depois de eu sentar no sofá, chamaram na porta, era um vendedor, quando eu ia me levantar pra atender, ela passou com outra roupa, um shortinho curto, apertadíssimo, e uma blusa amarela dizendo:"Deixa comigo maninho" Eu fiquei louco. Você que já praticou incesto, sabe muito bem que você pode até achar a irmã, mãe o que for gostosa mas após a primeira masturbação, tudo muda. Você começa a considerar a pessoa em questão uma parceira sexual e até aquele momento, eu nunca tinha fantasiado transando com ela, até aquele momento...

Quando ela voltou dizendo que despachou o vendedor, eu disse:"Bota outra roupa Vivi, essa tá muito curta" jogando uma piadinha claro, ai ela disse:"Ué, não gostou?" Aquele foi o estopim, foi o que acendeu a minha dinamite interna, foi a voz que disse na minha cabeça:"Ela é sua" ... Logo retruquei meio que gaguejando:"Não...É... Que não quero esses tarados te olhando" Percebi que nesse momento, tudo havia mudado... Nossa relação de irmãos não havia acabado naquele instante.

Com esse meu comentário, eu senti que naquele instante, ela também começou a me ver com outros olhos. Era só 20:34 da noite e minha mãe só voltará no dia seguinte... Ainda tinha muita noite pela frente.

Depois desse ocorrido, como bem lhes disse, parece que acendeu uma luz sacana na cabeça da minha irmã. Ela passava de seu quarto pra cozinha dando reboladas provocantes, e isso estava me matando. De repente, sentir um molhado... Era maninha me jogando água, incitando uma brincadeirinha de irmãos, e entrei na onda. Fui na pia, enchi a mão de água e joguei nela, brincando claro... Naquele momento, todo meu desejo havia desaparecido, mesmo que por segundos... Digo isso porque a água molhou sua blusa e o biquinho dos seus seios, rosadinhos ficaram visíveis. Maninha ria desvairadamente, nossa relação tempestuosa havia mudado, com um simples comentário... Do nada ela começava a me agarrar, e voltei a ter meus pensamentos, eu aproveitava aquelas agarradas pra tirar minha lasquinha... Até que, dei uma agarrada firme na bunda da minha maninha, minha doce maninha. Que bunda firme, era tão gostoso apertar... Por alguns segundos o mundo parou de rodar, era só aquele momento... Até que ela me deu tapa dizendo:"Para seu tarado" ¬¬ Fiquei com muita vergonha, e pedir desculpas... E fiz outro comentário que foi crucial na minha jornada. "Desculpa, é que sua bunda é enorme, não tive como evitar" Ai rolou o que eu menos esperava... Ela me agarrou pelo braço, dizendo vamos terminar de ver o filme. Ela me sentou no sofá e deitou em cima de mim, de frente pra televisão mas com a bunda na minha cara, sabe? Parecendo um 69 de frente. Eu deitado e ela de costas em cima de mim, com sua bunda virada pra minha cara. Conforme ela ia se ajeitando, ia arrebitando mas a bunda e outro ponto legal é que eu sou tarado por pés e os de maninha eram lindos. Os pés dela estavam meio que no meu ombro, ai e eu comecei a cheirar os pezinhos da minha irmã, suas solinhas rosadas... Era uma maravilha mas eu queria mais. Eu senti que minha doce maninha estava tentando me excitar, quando ela chegou um pouco pra trás, e sua bunda e buceta quase na minha cara. Fiquei louco, e a vadiazinha como se nada tivesse acontecendo. Cheguei meu rosto perto e fiquei cheirando por cima da calcinha... Era um cheirinho doce, muito bom. Ela estava de vestido mas sua calcinha era visivel.. Comose tivesse pensando em tudo. Até que não aguentei mais e disse:"Mana, você quer o mesmo que eu?" Ai ela disse:"O que você quer?" Ai eu disse, mas firme do que nunca..."Você" Ela deu um sorriso e disse.. "Olha, podemos brincar mas nada vai entrar aqui" apontando pra sua bucetinha..."E não vou chupar você" Fiquei um pouco assustado mas concordei. Maninha tirou o vestido... Ah... Eu pude admirar seu lindo e jovem corpinho nu. Que seios lindos, rosadinhos... Depois ela tirou a calcinha e jogou na minha cara dizendo:"Pega seu tarado, cheira" ... Seu sorriso safadinho dizia tudo... Comecei lambendo seus peitos deliciosos, a cada lambida era um suspiro dela, ai resolvi mordiscar o biquinho, ela deu um gemido de dor, mas não falou nada. Depois de uns minutos lambendo minha doce e delicada maninha, pensei que era a hora de comer aquele pobre cuzinho. Eu ainda nunca tinha visto de perto seu buraquinho.. Era lindo, meio escurinho e super apertado. Logo pensei que teria muitas dificuldades... Ai eu passei um pouco de cuspe no dedo e esfreguei no meu caralho duro. Segurei pela base, dando umas chacoalhadas, e quando ia enfiar ela disse.. "Espera, cê já fez isso antes?" Bom, eu era virgem até então, nunca havia tido experiências sexuais ... "Não mana, é a primeira vez" respondi eu com a voz meio tremula, com medo dela desistir, dai ela disse:"Vamos lá" Passei um pouco de cuspe no dedo e passei no cuzinho de minha maninha, pra amaciar o caminho. Peguei meu pau mas duro que nunca e encostei no seu buraquinho. Ela deu um sorrisinho... Fiz um pouco de força e a cabeça entrava... "Estava acontecendo" pensei eu. Enfiei até a metade, minha maninha me interrompeu, puxando meu pau um pouco pra fora, sem tirar tudo dizendo que doía. Não enfiei mas em maninha pra não afugentar.

"Ah, vai maninho, vai..." Quase chorando, dizia minha maninha com a voz tremula. O fato dela me chamar de maninho me deixava com mais vontade... Meu caralho ia num vai e vem gostoso e a maninha entrou em sincronia comigo. Ela rebolava sua bunda em meu pau, meio que sentindo o ritmo. Depois de uns minutos, eu senti que ia gozar e parei.. Não queria perder o que poderia ser a primeira e última vez.

Tirei um pouco o pau de seu cuzinho, já vermelho... Ela logo disse com uma voz meio choramingando:"O que foi maninho? Perdeu a vontade?" Eu disse logo que não. Puxei uma cadeira, sentei e disse... "Vem cá, sobe" Maninha subiu em cima de mim, de frente, e colocou meu pau na abertura do seu cuzinho... Conforme ela ia sentando, ia entrando mais... Até que ela se descuidou e entrou tudo... "AI CARALHO" Gritou a doce maninha... O grito foi tão alto que me assustei. Chegava a escorrer lágrimas de seus olhos... Ai depois de uns segundos maninha disse.. "Tudo bem mano" Maninha voltou a galopar com seu cuzinho em cima da pica ereta. Enquanto ela subia e descia, eu lambia seus peitos... Chacoalhavam na minha cara, era demais. Depois de um bom tempo eu perguntei se pudia enfiar na bucetinha dela... Ela disse que não, que lá era proibido. Ai perguntei se podia ao menos cheirar e tocar...Ela sorriu dizendo:"Pode... rsrs seu tarado" Ai eu coloquei maninha deitada na mesa, sua bucetinha cheirava a novo, meu nariz nunca foi tão feliz antes. Passei a mão em cima de seu capozinho, era tão durinho.... Quando eu ia enfiar o dedo, ela gritou dizendo:"Para... Sou virgem e pretendo continuar sendo" Ah, minha doce maninha era virgem.. E isso era novidade pra mim. Ela já teve namoradinhos mas nunca chegaram a esse ponto.. Me senti o mais feliz dos felizes. Enquanto minha doce maninha estava sentada na mesa, eu tentei persuadir sua cabeça pra comer sua bucetinha e ela continuava relutando.

Pedi pra dar um beijo nos pezinhos dela... Ai ela disse:"Nossa, você é muito tarado mano" dei um beijinho naquelas solas e maninha começou a esfregar seu pé no meu pau. Ela tentava me masturbar, mas suas tentativas eram falhas. Dois virgens e ainda por cima irmãos.. Era doidera. Maninha agarrou minha pica com seus 2 pezinhos e tentou o que parecia uma última vez... Ah, foi tão bom, gozei nos pés. Maninha sorria de um jeitinho maquiavélico.

Eu já possui seu cuzinho, seus peitos e seus pés... Mas ainda desejava sua doce bocetinha... Maninha saiu de cima da mesa, foi pro banho, lavou seus pezinhos e voltou pra seu quarto"
Eu fui pra minha cama e tentei dormir... Foi uma noite longa e peguei no sono.

No dia seguinte, minha já em casa, e minha doce maninha conversando com ela na cozinha. Quando sentei na cadeira, fiquei meio desconcertado, puxei um caça-palavras e comecei a fazer... Maninha sentou no meu colo e disse... "Maninho, te ajudo" ela sentou no meu colo, e minha mãe lavava a louça... Senti a mão da minha maninha putinha puxando meu pau pra fora do short e masturbando por baixo da mesa... Se minha mãe visse... Poderia ser minha derrocada...
De repente a caneta foi ao chão... Maninha disse:"Eu pego" ... Quando ela se abaixou, senti sua boca envolvendo meu pau... Foi sensacional, e maninha começava a derrubar a caneta de 3 em 3 minutos... E cada derrubada era uma chupada...

Aquele dia ainda prometia muito e coisas inimaginaveis aconteceram...

Foto 1 do Conto erotico: Minha doce maninha...

Foto 2 do Conto erotico: Minha doce maninha...


Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.





Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


Ficha do conto

Foto Perfil Conto Erotico luque010

Nome do conto:
Minha doce maninha...

Codigo do conto:
38988

Categoria:
Incesto

Data da Publicação:
29/11/2013

Quant.de Votos:
11

Quant.de Fotos:
2


Online porn video at mobile phone


contos eroticos minha tia caboetaconto decu de esposa traindo com camioneioconto erotico gay negao escraviza viado submissowww.entiadacontoeroticoporno érotico de meninas perdendo a virgindade brincando de esconde escondeconto comendo a babamãe da cu escondido pro filhomulatinha noiva ninfeta precisando de dinheiro para casamento me ofereceu o cuzinho porque a bucetinha e do noivo contoscontos eroticos incesto maravilhosocontos eróticosde quadrinhos chorando na picacontoseroticos.comcontos de incestoscontos eroticos dei gostoso para o meu tio e fui chingada de vadia putacontosrdcontos eroticos desde pequena gosto de grupal agora casadacontos engravidei minha irma e comi ela gravidaconto erotico amigo bebado mulher carenteconto eroticos amiga vAdiacontos de corno namorada me trocou por um negaocontos de submissao de cornos pormachoscontocorno crente curradoultimos contos sadocontos gay de sendo arrombado por um garoto negro de ruacomo virei travesti .. dei chupei. e gostei me acostumeimeu irmao comeu meu cu aforçaporno caseiro trasei com minha manora e minha cunhadacontoseroticos idosos e netos com fotoscontos eroticos alivieiQuadrinho porno estrupadaTia viuva japonesa conto.sexo com gostosa hqmeu filho atrevido e selvagem pornconfesso que ccontos eroticos chupando minha betacontos mia mulhezinha arumou u amate muito bemdotado ela gemi muito na rolona dele contosContos eroticos dei a buceta para meu vizinhoconto eroticl com com a titiatiranda o cabasoconto de perdi na aposta e tive que da meu cuzinho de pagamento que chorei de dorcontos gays arrombando cu de casados e sendo pego no flagraObrigeui mey filho me come conto eroticocontos de incestos e orgias nudismo entre irmasentiadacontoeroticoconto incesto cunhadafamília favela fodendo sua madrastacontos eróticos meu primeiro quando comecei a me masturbarmeu irmão me fode feita puta vaca me esporro como uma cabra contosultimos contos sadoconto erotico colocontos eróticos adoida meu tio viajou e transei com a esposa delePorno orgias incestuosas iniciando com masturbacao coletiva contoscontos eroticos dei para os amigos de meu marido no jogo de baralhopornô dargostozofotos de mulher mostrando o cu2017fudendo com mame quadrinhocontos eroticos com fotoslesbicas conto heroticoPorno contos eróticos doce infanciaContos de incestos recentes em 2017conto erotico fui comida pelo mendigo de fio dentalporno sobrinho come tia afogadohostoria de sexo meu tios mimcomeunegro porno quadrinhosbucetinha arrombada eroticaporno contos eroticos ,apostei meu cu com meu paiconto erotico gay o gurizinho e o negao antigoconto ertico sou juíza mais sou safadameu sogro me pegou de jeitocontos eroticos transando com esposa e sendo brechadocontos eróticos ilustradosultimos contos sadoVidioporno professora quadrinhodoce nanda contos eroticosQuadrinhos eroticos mae safadaContos.Minha.netinha.bucetuda.dormindo.bebada.pelada.conto porno ela nao quis mais enfiei mesmo assimminha esposa numa dupla penetração contocontos eroticos violentada na pescariaXVídeos pegando as menininhas as rebarbas