Apredendo a ser putinha


Click to Download this video!


Era uma noite de verão e estava muito quente e eu estava com um puta tesão, diante disso resolvi que iria realizar uma antiga fantasia, ser o passivo de um macho, mas eu mau sabia o que me esperava... Fui, então, para chat e entre com o nick passivo virgem. Depois de muito papos acalorados, finalmente apareceu um cara que parecia querer algo real. Na época eu tinha 18 anos (hoje eu tenho 23) e minhas características eram praticamente as mesmas de hoje: pele branca com pelos, cabelos e olhos negros, 1,76m, 81kg (tipo fofinho), coxudo, piru de 15cm duro, e bumbum bem grande para um homem. O cara (vou dar o nome de Jorge) tinha 48 anos, meio moreno, peludão, 1,84m, 110kg (gordão), com barba e com uma rola de 20cm muito grossa. Quando ele teclou a sua descrição fiquei logo com tesão, e meu tesão aumentou quando ele disse que era experiente em transformar garotos em verdadeiras putinhas na cama e que tinha local para um encontro naquele momento; então, ele disse que se eu quisesse algo real naquele momento que eu desse o meu fone – foi o que eu fiz. Imediatamente, ele ligou perguntou se eu era virgem mesmo e que não teria medo de levar a rola dele no meu cú, respondi que não só não teria medo como ele poderia fazer tudo o que ele quisesse, pois eu queria aprender a ser putinha na cama. Ele ficou um minuto em silêncio e disse que era para eu anotar o endereço dele, anotei e vi que era perto da minha casa e disse que em poucos minutos eu estaria lá, então, ele falou que antes de eu ir era para eu tomar um banho e ficar bem cheiroso. Tomei o banho e peguei um taxi. Quando cheguei era uma casa pequena de madeira com um jardim na frente meio abandonado. Toquei a campainha e ele da porta me fez um sinal para entrar. Quando entrei pude ver Jorge melhor: era tudo que falou e mais com um jeito meio mau encarado. A casa era pequena mesmo: a sala e a cozinha juntas numa mesma peça, o quarto e o banheiro, atrás um quintal que pelo barulho tinha um cachorro. A casa estava bastante desarrumada e suja, com bastante louça para lavar, peças de roupas suja espalhadas, latas de cerveja e uns três cinzeiros com bitucas e cinzas. Ele estava fumando e bebendo, o que me excitou bastante, pois ele estava suado e fedendo a bebida e cigarro, estava com um calção sem cueca e chinelos. Ele começou andar a minha volta enquanto eu estava de pé meio tímido, me mirando e fumando, ele disse – então quer dizer que o garoto que aprender a ser putinha, pois bem, eu vou ti dar uma lição que nunca mais você vai esquecer viado estúpido! – Então, ele me mandou tirar toda roupa, fiquei completamente nu e ele chegou por trás de mim roçando sua barba no meu pescoço e falando no meu ouvido – quer aprender a ser putinha, então, implora, ajoelha e implora – ele sentou numa poltrona e eu me ajoelhei e comecei a falar – por favor me transforma numa putinha, ensina esse viadinho de merda a ser uma puta – botei o meu rosto aos seus pés e continuei – me adestra para ser sua cadela, por favor eu faço qualquer coisa – Essa foi a brecha e então ele falou – qualquer coisa? – eu balancei a cabeça afirmativamente e ele disse – então tá, primeiro você vai me dar todo o seu dinheiro que tem na carteira (eu tinha 50 reais) e depois que eu acabar com você vai limpar a minha casa, ou seja, vai lavar tudo, louça, roupas, chão, arrumar e ainda fazer comida para mim – eu concordei e dei o meu dinheiro e quando ele viu que eu só tinha 50 reais ele me pegou pelos cabelos e esbofeteou a minha cara duas vezes me deixando cair no chão chorando e falou – não precisa chorar, eu ainda vou te ensinar a ser putinha, mas isso serve para te alertar que eu vou exigir mais 50 depois e ao longo do seu adestramento vou lhe punir; agora como se diz?!! – como eu já soubesse... beijei seus pés e disse obrigado. Então ele me mandou apoiar as mãos numa mesa e ficar nas pontas dos pés que eu iria receber minha primeira punição, falou que como eu fiquei devendo 50, ele me daria 50 chineladas na bunda e que todo tempo eu teria que ficar nas pontas dos pés, se eu parasse de ficar na ponta dos pés ele recomeçaria do zero a surra. Para vocês terem uma idéia eu deixei de ficar três vezes e a surra demorou meia hora. Quando terminou eu estava cheio de lágrima e ele me fez agradecer pela surra aos seus pés. Logo em seguida, ele mandou limpar a cara no banheiro e vestir as coisas que estavam dentro de uma sacola. Eu lavei o rosto e olhei na sacola e comecei a me vestir: uma calcinha ultra apertada, meias 7/8 com cinta liga, um aventalzinho, sandalhas de salto alto, um batom e olhei na sacola e tinham brincos de argola grande, então, do banheiro eu falei que não tinha orelhas furadas, de repente ele entra no banheiro me imobiliza e fura minhas orelhas no seco, grito e começo a chorar novamente e ele apenas fala que era para eu parar de chorar e limpar o rosto e ir para sala. Cheguei na sala e ele me mandou pegar uma cerveja na geladeira para ele, obedeci e então me mandou massagear seus pés enquanto ele tomava aquela cerveja e fumava uns cigarros. Enquanto massageava seus pés eu via seu pau entre o calção e a coxa. Quando ele terminou a cerveja ele perguntou se eu queria chupar seu cacete e eu disse – Sim, eu gostaria, por favor meu Macho – ele disse que antes eu teria que beber o mijo dele, então, ele ficou de pé e encheu uma latinha de mijo e me deu. Como eu não queria ser punido, bebi imediatamente e quando terminei, ele sentou novamente na poltrona com o calção arriado nas canelas, fui de 4 até seu pau como uma cadelinha e senti aquele cheiro de piça suada e comecei a lamber toda a extensão do pau e ele acendeu um cigarro, fiquei chupando ele, babando suas bolas, as vezes ele dava com a piça na minha cara e me puxando pelos cabelos me fez engolir o seu caralho até o talo. Fiquei chupando ele até quase gozar, quando ele ia gozar ele me afastou com uma bofetada e gozou dentro de um cinzeiro todo cheio de cinzas e bitucas, ele se aproximou de mim, me pegou pelos cabelos e me fez engolir tudo o que estava no cinzeiro, quando engoli ele me jogou de bruços no chão e pisou na minha bunda e puxou minha cabeça para trás pelos cabelos e gritou – Vadia! Não queria ser puta! Agora vou fazer você se arrepender cadela! – então, ele pegou o cigarro que ainda estava aceso e apagou na minha bunda e comecei a gritar e chorar. Então, ele me levantou pelos cabelos e me amarrou como se fosse de 4 em cima de uma cadeira com a cabeça amarrada ao topo do encosto da cadeira (vocês não fazem idéia como dói ficar nessa posição), assim eu ficava totalmente imobilizado com a bunda bem amostra. Então ele pegou na cozinha uma colher de pau suja, alguns prendedores de roupa, dois pares de meia e uma cueca sujas. Os prendedores foram colocados nos meus mamilos, piru, saco e na parte interna dos braços; ele enfiou os dois pares de meias na minha boca e a cueca na minha cabeça como se fosse uma máscara. Então, ele começou a surrar novamente minha bunda só que com a colher de pau, meu gritos de dor era abafados pelas meias na minha boca, depois ele enfiou o cabo da colher sem dó nem piedade no meu cuzinho. Fiquei urrando de dor e de repente sinto algo muito quente caindo nas minhas costas e nádegas (eram pingos de vela). Quando ele terminou essa tortura, ele tirou a cueca da minha cara e mijou nela, aí com a cueca mijada ele surrou a minha cara. Em seguida, ele retirou tudo do meu corpo e me desamarrou. Segurando-me pelo braço me jogou de barriga para cima deitado na cama e se aproximou com o caralho duro novamente, me segurando pelos cabelos fodeu minha boca. Em seguida, me fez botar a camisinha no seu caralho e me enrabou na posição de frango-assado. Enquanto me fodia nessa posição ele gritava e xingava, dava tapas na minha cara e mandava eu gemer como mulher. Depois, me mandou cavalgar no seu pau, eu estava muito cansado, mas ele me incentivava dando tapas na minha bunda. Quando já não agüentava mais cavalgar, ele me derruba no chão me botando de bruços e me fode no chão puxando meus cabelos. Me arregaçando no chão, ele pára e se levanta e manda eu virar para ele e aí ele começa gozar na minha cara e por todo corpo. Após me manda lamber a porra que ficou no chão enquanto eu lambia, ele me surrava nas costas e na bunda com um cinto. Depois mandou eu limpar o pau dele com a boca. Quando eu penso que terminou, Jorge manda eu tirar toda minha roupa e pega uma coleira e me leva andando de 4 até a cozinha, lá ele prende a coleira numa argola presa ao chão da cozinha, e eu começo a falar com a voz cansada o que ele iria fazer... em silêncio Jorge volta até o quarto e retorna com uma câmera de vídeo na mão, vai até o quintal dos fundos e volta para cozinha com o seu cachorro que era um fila. Então, ele me manda chupar e dar o rabo para o cachorro que ele iria filmar tudo. Começo a chorar desesperado sem conseguir dizer não, enquanto ele me ameaçava dizendo que se eu não fizesse, ele iria dar voz de comando para o cachorro me atacar. Fui para debaixo do cachorro e comecei a chupar o pau do bixo (que era enorme), não demorou ele disse que o cachorro estava pronto, fiquei de 4 e ele conduziu o cachorro para o meu cú....o cachorro, entrou com tudo, eu gritava de dor e minhas pernas fraquejavam, o bixo estocava aquela vara com uma força que fazia meu corpo todo tremer e o meu Macho filmava e ficava rindo gritando – vamos cadela! Hahaha! Chorando mas tu gosta bixa escrota! Vadia biscate! – o cachorro me fudeu durante um longo tempo e ainda permaneceu durante um tempo engatado. Quando saiu, eu praticamente desmaiei, mas em seguida fui acordado por um balde de água fria e Jorge dizendo rindo sacanamente – agora eu vou dormir, mas você vai faxinar a minha casa e quando eu acordar vai fazer minha comida. Passei a noite e a manhã limpando a casa dele, ele acordou perto do meio-dia e olhou as coisas que limpei e outras que não consegui limpar ou não limpei direito, por isso ele me puniu com 200 chineladas na bunda e 10 na cara. Fomos tomar banho junto e lá ele lavou meu cú por dentro com água e me fez chupa-lo até gozar. Fui para cozinha preparar uma comida para ele usando somente umas sandalhas e um aventalzinho. Ele comeu toda a comida e os restos da comida ele pegou e botou numa tigela e mijou dentro e me mandou eu comer, eu obedeci. Então, ele me amarrou de bruços na cama e colocou a camera ligada e começou a me foder e a dizer no meu ouvido – esses filmes vão ficar comigo para que se torne a minha puta, se fugir de mim eu coloco esses filmes na net com o seu telefone e endereço; vai ser a minha puta agora em diante, vai dar para mim, ser humilhada e castigada, faxinar a minha casa e vou obrigar você a fazer michê em cine pornô e eu vou ficar com todo o dinheiro sua vadia! - enquanto ele ia falando eu ficava desesperado e chorava compulsivamente, ele então gozou nas minhas nádegas deixando toda melecada, ele foi até a cozinha pegou uma cenoura enorme (uns 25cm) enfiou ela no meu rabo melecada de gelol. Fiquei com o cú ardendo por causa do gelol na cenoura enfiada no meu cú e ele me deixou lá amarrado assim por uns 30 minutos. Na volta ele me obrigou a chupar o seu pau todo melecado de maionese. Então, ele me mandou para casa a pé com a cenoura enfiada no rabo, a bunda melada de porra e a boca suja de maionese e porra. E disse para eu voltar na Sexta de madrugada que ele iria me levar vestido de mulher num cine pornô e me obrigar ficar lá durante 24hs fazendo chupeta a 3 reais e serviço completo a 10 reais...mas isso é outro conto.
Se você gostou desse conto, tem local e é de Porto Alegre ou cidades próximas, saiba que muitas coisas eu gostaria de fazer na real, então escreva para pode mandar uma msg tb comentando o conto ou me xingando...rsrs


Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.





Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


Ficha do conto

Foto Perfil Conto Erotico submisso poa

Nome do conto:
Apredendo a ser putinha

Codigo do conto:
3871

Categoria:
Gays

Data da Publicação:
18/01/2005

Quant.de Votos:
5

Quant.de Fotos:
0


Online porn video at mobile phone


Conto eroticoExibindo a namorada para os garotoscorneando o noivo na cara dele sem ele perceber contos eroticoscontos erótico ilustrado cornoconto erotico esposa fielcontos eroticos fudendo morena novinha em cima da moto 2011Contos erótico , meu namorado meteu rola no priquito da minha amigaconto erotico traveco mexeu comigoMulher virgem vendo um homem batendo ponheta conto eróticowww.contos de incesto deixei titio chupar minha bucetinhaleitinho do papai contos inocentenegão pelado da Biquinhaluana com a buçetanacontos eroticos vi mamae fudercontos eroticosContos eroticos heterosconto amigo hetero morenocontos sexo estorando cu de velhaContos eroticos dei a buceta para um pêao de obracontos eroticos adoro chupa rolaConto erótico gay Cúmplices de um resgategay femboy dolaceradoSou uma senhora e meu cu vive cheio de porra,conto eróticocontos eroticos possuida por uma estranha gostosavanessinha.net familia incestuosaadorei ser encoxada pelo meu filhocontos de desmaiei com a pica grande rasgando o meu cuzinhocontos eroticos, meu filho me comeu com o pai dormindo ao ladocontos incertos tara por minha inteada cuzudaimcesto papai goza muito me deixa garsdacontos eroticos de corno safadoContos eroticos dei a buceta para meu vizinhoContos erotico uma suruba regada a pepinoPorno contos incesto mamaes iniciam seus filhinhos e filhinhas todos juntos grupalconto erotico quadrinhodowloadd fotosde negrosbundudo de calsinhaconto erotico: moz nuacontos eroticos a irmazinha do amigomae putinha contoscontos no colinho do vovôconto erotico marido viado e submissoContos eroticos comendo cu da vizinha com o maridoconto erotico de irma e irmao transando escondido do maridotruyen tranh sex milftoon lam tinh Voi me trong sieu thiContos Eroticos Comi a Namorada do Meu AmigoConto erotico a promocao da esposacontos irma mais velha visiada no meu paumarido com esposa no acampamento contosquadrinho porno simpsonsconto porno sogrovidios porno da carolzinha santos bundudasraffa_ka instagram contos eroticosconto erotico fodi a vendedora de frutacontos eroticos bucetinacontoeroticovizinhanovinhaeu minha esposa e uma puta contohistoria de sexo com uma vizinha putao e seu vizinho um menino taradoquadrinho eroticos minha professora evangelica virou minha putaconto eurotico amigo pouzano junto com casalsapekas novinhos na puetacontos sexo minha esposa minha enteadaxvidioporno.enfáticoconto de madrasta taradacontos gay levei no cu e choreicontoerotico sou madura rabao adoro ixibir pra meu filhoContos eroticos gosto de estupro seioswww.fotos porno das velhas bem goatosas dando .com/vai novinhaQuadradinho erotico conto 2006Contos eroticos de incesto lesbo com bem novinhasgozou na minha garganta contohq eroticoloucosfestival de pau bem dotadoquadrinhõ erotico cavalõ aromba novinha nao aguemtacontos eroticos, quase nao aguentei pous eta muito grandeContos de cedezinhas sendi iniciadacontos meu genro tesudocontos eroticos minha mae cinquentonavideo porno de mae tentando acarmar o filho taradopiratas desenhos pornomeu selvagem e atrevido filhocontos de tia que criou sobrinho e deu banhocontos eróticos de professoras gostosas transando gostosocarne mijadas casadas conto eroticos com fotoscontos eroticos escravizada pelo ofice boy taradoquadrinho porno gayContos eroticos.quando vi o penis grande grosso do meu filho fiquei .corno swing venus desire buraco