Pamela, a escrava negra 1


Click to Download this video!


Pamela era negra, cabelos alisados no salão. Sua bunda era pequena, mas redonda e arrebitada, sempre valorizada pelos micro shorts que vestia. Seus lábios eram muito carnudos, como são comuns em negros. No entanto, o que mais chamava a atenção para aquela negrinha era o tamanho de seus seios, se é que podem ser chamados assim... Verdadeiras tetas de vaca, enormes, desproporcionais, imensos e com auréolas gigantes e marrons. Era conhecida no bairro como "TETUDA" ou "VACA LEITEIRA".
Pamela, ou Vaca Leiteira, como preferirem, cresceu solta e brincando com os meninos da rua. Alguns deles bem mais velhos e que não perderam a chance de abusar daquela menininha peituda - visto que Pamela sempre fora fogosa e nunca se dera o valor. Era todo dia brincando com os garotos e não demorou nada para suas tetas terem sido chupadas por todos os moleques da vila.
Sua mãe, Izaura, quase tão peituda quanto a filha vivia bêbada ou fumando crack. Era comum ver ela chupando Pinto em troca de uma pedra de crack. Extremamente magra e com seus peitos murchos e caídos vivia noiada pela rua e nunca deu atenção para Pamela - nem sabia quem era o pai da desgraçada.
E foi assim que a menina Pamela, conhecida como TETUDA cresceu. Vendo a mãe drogada se submetendo a qualquer coisa por drogas. Até com cachorros Pamela assistiu sua mãe transar. Izaura, sua mãe, era realmente um lixo de ser humano.
Com 16 anos, Pamela ficou uma semana apanhando e sendo estuprada por 3 traficantes para pagar uma divida de sua mãe. Quando eles a libertaram, foi direto a um hospital para tratar seus ferimentos. Lá, por acaso, na lanchonete, conheceu Marcos, um advogado que puxou papo com aquela negrinha com tetas enormes e toda cheia de hematomas.
Marcos ofereceu um trabalho de empregada para a negrinha e disse que ela poderia morar na casa em que ia trabalhar.
Pamela foi conhecer a casa quando teve alta do hospital e resolveu aceitar o emprego. Afinal ela ia ganhar um pouco mais que salário mínimo e ainda teria um quarto com uma tv só pra ela, muito mais que uma negra ordinária como ela estava acostumada.
No outro dia Marcos explicou o trabalho a ela e saiu para o escritório. Na volta tinha uma sacola e entregou a Pamela.
- Tome, este é o uniforme que vai usar para trabalhar. Troque imediatamente.
Quando Pamela viu o uniforme ficou chocada: era completo, com calcinha fio dental vermelha, micro saia branca apertadíssima e um top vermelho minúsculo que deixava suas TETAS DE VACA quase caindo para fora.
- Seu Marcos, mas acho que este uniforme ta muito curto senhor.
- Cale a boca e vista logo negra, eu sou seu patrão e sou eu quem manda. Negrinha insolente! Vai, obedece logo!
- Sim senho seu Marcos.
Pamela ficou um escândalo com aquele uniforme, que parecia mais roupa de puta de rua que de empregada. Sem falar nas tetas enormes, totalmente desproporcionais e gigantes naquele top vermelho minúsculo. A calcinha vermelha atolada no rabo podia ser vista pela transparência da micro saia branca. E pra finalizar, Marcos entregou a ela um tamanco preto com salto e um batom extremamente vermelho, o que fez com que sua boca parecesse ainda maior.
Foi assim que ela apareceu na frente de seu patrão.
- Muito bem, daqui para frente quero vc sempre vestida desse jeito. Outra hora compro mais uniformes desse tipo para você. Agora vá fazer seu serviço preguiçosa! Alias, comece por aqui e cuspiu no chão da sala.
- Anda! Limpe MACACA!
- Você não pode falar assim comigo seu Marcos.
-SLAP! Marcos esbofeteou a cara da desgraçada que quase a derrubou no chão. Macaca sem valor, vaca leiteira, eu sou seu patrão e posso fazer o que eu quiser e chamar-te do que eu quiser! Imunda! Agora limpa logo isso sua preta desgraçada!
Pamela, chorando e com medo começou a limpeza com um pano mas foi agarrada pelos cabelos.
- Com o pano não macaca, com a língua! Anda, vai! Lambe, lambe, lambe!
Quando Pamela, dominada pelo medo começou a lamber o cuspe de Marcos, este começou a rir da cara dela.
- KKkkkk é um lixo de preta mesmo kkkkk lambe vai, lambe neguinha!
Pamela náo sabia direito o que sentia, tinha medo de Marcos, mas também achava que ele tinha o direito de fazer aquilo com ela. Afinal, Marcos era um bem sucedido advogado branco de 40 anos e ela era só uma neguinha pobre filha de uma noiada de crack. Na cabeça dela aquilo que estava a acontecer era a ordem natural das coisas e estava a aceitar naturalmente ser humilhada por Marcos.
Quando acabou, olhou para Marcos e disse: Pronto Senhor.
Estou vendo VACA, mas vejo que terei trabalho com vc até aceitar o que realmente é.
- Seu Marcos, o senhor disse que eu só teria que limpar a casa e agora fica me tratando desse jeito... O senhor tem que me respeitar.
- Kkkkkkk respeitar você? Você deve estar loca sua macaca, você é só isso! Uma macaca para mim fazer o que eu quiser... Ah, mas você vai aprender... Oh se vai!
- Fica de 4 que eu vou espancar sua bunda para te educar, anda!
- Não vou fazer isso seu Marcos.
Marcos, tomado de fúria pela negativa de Pamela a segura pelos cabelos e dá 3 fortes tapas em seu rosto e a joga no chão. Pamela chorando pede Marcos parar por favor e recebe um chute na barriga.
- Faz o que eu mandei Puta!
Então ela obedece, fica de 4 no sofá oferecendo sua bunda para Marcos.
- Escuta aqui MACACA, isso que eu vou fazer é para vc aprender a não me desobedecer. Esta entendendo? Vc merece isso!
Assim começaram os tapas de Marcos na bunda negra de Pamela. A força usada era total e a negra berrava de dor. Enquanto espancava aquela bunda o pinto de Marcos ficou tão duro que parecia querer estourar a calça. E ele batia com mais força ainda, os gritos de Pamela o excitavam e seu pau pulsava.
Finalmente Marcos parou com o espancamento, foi quando Pamela percebu o volume na calça do patrão e fixou o olhar. Marcos massageou seu caralho vagarosamente ao olhar da empregada e disse que ela poderia se retirar e que não precisaria mais dela hoje.
- Sim senhor Marcos, como o senhor quiser.
Chegando ao quarto, ainda chorando, desconsolada e triste pela surra e humilhação que sofreu, Pamela não pode deixar de perceber que sua buceta estava ensopada.

Tenho outro conto escrito sobre Pamela e talvez escreva mais, envie sua opinião por favor. Obrigado.

Foto 1 do Conto erotico: Pamela, a escrava negra 1

Foto 2 do Conto erotico: Pamela, a escrava negra 1

Foto 3 do Conto erotico: Pamela, a escrava negra 1

Foto 4 do Conto erotico: Pamela, a escrava negra 1

Foto 5 do Conto erotico: Pamela, a escrava negra 1


Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Comentários


foto perfil usuario marcy_

marcy_ Comentou em 15/10/2013

adorei o conto ele e muito excitante

foto perfil usuario escopiao

escopiao Comentou em 14/10/2013

Gostei do conto plincipalmente porque minha mulher é negra a única diferenca é que os peitos da minha mulher sáo menores.




Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


Ficha do conto

Foto Perfil timeball
timeball

Nome do conto:
Pamela, a escrava negra 1

Codigo do conto:
36781

Categoria:
Fetiches

Data da Publicação:
14/10/2013

Quant.de Votos:
2

Quant.de Fotos:
5


Online porn video at mobile phone


Goiânia calcinha 2017 gay contomaesafadacontoentiadacontoeroticoContos eróticos real com fotos. Corno delira ao ver ao um muleke do pau grande e preto comendo o cu da minha mulherhomem transa dentro uma loja de colchonetes pornôcontos eroticos " punheta no pauzao"conto erotico em quadrinho festa de aniversarioas gosadasmas q sai pora na cara da putaperdi as preguinhas do cu quando era pequenacontos eróticos botei o pau na buceta de minha filha de sete anoscontos eròticos sobre chantagemPorno contos incesto papais mamaes iniciando suas bem novinhas no banho na camacontos eroticos com fotos madrinhas coroas com novinhos roludosconto erotico esfola meu cucontos erotico/filhinha quer banhoquero. ver. homem. fudendodark room pauzao grosso conto.gayContos um caderante estrupou minha bucetacontos erótico acabei indo pela primeira vez num sítio de naturistametlendo na filha no hentaiconto no meu cuzinho apertado anosxxx desenho quadrinho gaydei pro amigo do meu marido/contosDesabafo de uma mãe contos.eroticoscontis eroticos de casadas exibicionistas que adoram homens tarando e se masturbandobatendo punheta de chinelo contosconto chupei gostoso no cinemaconto erotico gay moto taximuito sexo e tesaoVideos porno com chiquinha filha do seu madruga fodendo muito xvdios comPorn totosa do papaiConto eroticos de sogra presenteia genro com uma punhetaconto de não aguento a pica grande do meu avô no meu cu apertado virgemconto erotico andandoPai chuparmdo a filha contos eroticos minha sogra quis econto travesti estupra mulherboy inocente aprendendo chupar pica contos gay segredoAgora foi a vez do titio luiz me foder. Conto eróticomulher metendo roludo na frente batidoContos de tias e sobrinhas safadasConto erotico eu sou uma coroa casada de 45 anos muito carentecontos mamae dormindo estrupei seu cuconto gay cdzinha do policiasContis de corno esposa consola amigocontos eroticos pai e avôconto erotico bundona da coroaconto erotico rasgaram a bucetaa bela adormecida peladacontos eroticos mãe faz filho viadoxvideo brasileiro coroatraradaconto erótico com motoristas de onibus urbanocontos gays o andarilhonão gozes dentro incestovideo sexo minha esposa com negao pintor me traindoconto erotico minha namorada dançando forro com meu tiovelho tarado contoconto erotico de ninfetacontos veridico incesto eu e minha esposa e meu irmao fodendo e bem dotadoconto erótico fui chantageada e tive que dar e gosteiporno cssada trai com catador de papelaomeu amigo enrrabando minha mulherconto veridico incesto papae roludocontos eróticos de gay comido pelo padrinhocontos eroticos gay guardacontos eroticos meninas de 05,06,e 08 anos perdendo as vingindadesConto erotico meu aproveitei do meu pai bebadoContos eroticos fudendo com o empregado do maridoconto erotico novinho e o coroa calcinha gaycontos eroticos casei me com o meu padrastocontos eroticos incestos orgiasconto erotic genicologistacontos gay me apaixonei pelo meu cunhado novinho hetero que me humilhavaporno desenho em cuadrinhocontos gays de incestos.com/ novinho fui violentado por meu pai me viciei no pau deleconto erotico de agronomoestorias di zoofilia co caxorros bei dodadopapai roludo comeu meu cuzinho eu falei ai papaicontos eróticos gay chupei o cu do meu paicontoerotico desiludido com a namorada transei com sua amigaconto erotico de cornoconto esposa nua no hotel banhocontos eróticos escravizado pelo office boyver contos com fotos exitantes em guadrinhos,contos no onibus e no mato,e zoofilia e incesto e na praia de nudismo.quadrinhos eróticos xxx gay virando adultoRockerinho trazandoConto erotico mamae deixou papai me mostra o pintoconto comi o cuzinho da debutanteBlack Wade: O Lado Selvagemdo Amor - Parte3quadrinhos eroticos big black coocksconto erotico gay motelcontoeroticomaninhoConto real de incesto com fotoEu minha irmã e minha sobrinha Roberta