Coroa japonês de São Paulo


Click to Download this video!


Numa bela noite paulista, eu estava para atravessar uma rua pouco movimentada, portanto alguns carros e motos passam em alta velocidade. Ao meu lado, para atravessar havia um senhor de aproximadamente 60 anos, 165cm, 70kg, calvo, olhos claros e com traços de asiático. Depois descobri que ele havia nascido no Japão, mas chegou no Brasil ainda criança, com menos de 02 anos de idade. Eu tinha, na época, 37 anos, 173m, 74kg... em plena forma. O senhor resolveu atravessar sem prestar atenção ao movimento dos veículos, mas vinha uma moto em alta velocidade, eu, com intenção de evitar um possível atropelamento, puxei-o pelo braço, mas sem machucar, porém com força suficiente para aproxima-lo de mim. Ele ao perceber minha ação e ver a moto passar segundos após perto dele agradeceu e com o intuito de retribuir perguntou se eu aceitava um café. Paramos duas quadras depois numa cafeteria e conversamos sobre tudo, inclusive vida. Ele perguntou, ao perceber minha aliança, se eu tinha filhos. Respondi que sim e perguntei se ele era casado, se tinha filhos, família no Brasil e etc. Ele respondeu pausadamente que não era casado, portanto não teve filhos e os poucos familiares que tinha estavam distribuídos por várias cidades de São Paulo, além disso mencionou que por conta do trabalho, era Procurador do Estado, não deu atenção para constituir família. Eu, como tinha intenção em ir ao shopping que ficava mais adiante, resolvi encerrar a conversa, pedindo desculpas por não poder continuar e aproveitar o tempo livre. Ele disse que também iria ao shopping comprar ingressos para o teatro, então fomos juntos, conversando sobre relação a dois, naquele momento, homem e mulher. Mas, em determinado instante ele começou a dizer que eu era um moreno bonito, educado, tranquilo e uma boa pessoa. Em suas palavras:
- Você evitou um acidente. Eu poderia ter ido para um hospital. Você quer alguma coisa? De que forma poderia retribuir vossa gentileza?
Eu respondi que não e teria feito aquilo por qualquer pessoa, seja homem ou mulher.
- E se eu fosse um gay?
Faria do mesmo jeito. Não deixaria alguém ser atropelado ao meu lado.
- Então você não tem preconceito?
De que?
- Homens que gostam de homens!
Claro que não, cada um no seu quadrado. Cada um faz o que gosta. O que sente prazer!
Penso que é opção.
- Então fico mais tranquilo, pois sou gay, apesar de não aparentar. Gosto de homem e sua ação hoje me deixou feliz. Gostaria de retribuir, te oferecer um chá na minha casa, conversar mais sobre minha solidão.
Não fiz cerimônia, disse que poderíamos conversar em sua casa e tomar o chá sem compromisso. Até mesmo porque os orientais sabem fazer chá!
Já estávamos no shopping, eu havia comprado o perfume que queria e ele os ingressos para o teatro. Ele perguntou se aquele perfume era o que eu estava usando, respondi que não e perguntei como ele havia sentido o meu cheiro.
- Impossível não sentir o seu cheiro, meu olfato é apurado em homem, gosto de homem e de homem bom. Você ficou muito perto quando puxou o meu braço e naquele movimento senti sua essência.
Saímos do shopping e fizemos o caminho de volta, pois era o trajeto para seu apartamento e o meu para o metro. Chegamos em seu apartamento e ele foi fazer o chá, enquanto eu observava sua coleção de quadros e vasos chineses. Ao voltar da cozinha com o chá, perguntou se eu preferiria outra bebida. Disse que sim, se houvesse um licor ou uísque, eu aceitaria, após o chá.
- Tenho uísque e vou pegar o gelo para você.
- Vá bebendo o chá verde com casca de maça.
Ao voltar da cozinha, trouxe o gelo e a garrafa de uísque fechada. Ele disse que havia comprado para um brinde especial e por isso estava fechada. Disse que não precisava abri-la, mas ele disse que tomaria um drinque comigo.
- Com esse drinque poderei relaxar e conversar mais tranquilo.
Eu perguntei por qual motivo, já que estávamos em sua casa.
- Estou com vontade de tocar sua mão. Abraça-lo e retribuir o que fizestes por mim, salvando minha vida. Sei fazer massagem nos pés. Aceita?
Eu disse que sim e ele tocou minhas mãos, abraçou-me e pediu para eu sentar novamente.
Tirou meus sapatos, meias e fez a massagem com um creme muito relaxante. Não contive a excitação e ele percebeu o volume da minha calça crescido.
- Isso deixou se amigo em pé? Ficou animado?
Respondi que sim. Gosto de massagem e ele resolveu beijar meus pés, colocar dedo a dedo na boca. Além disso, fez a mesma coisa com os dedos das mãos, chupou dedo a dedo. Aí teve certeza que meu volume já havia duplicado na calça.
Sem dar uma palavra, abriu o zíper da minha calça, colocou meu amigo para fora e chupou... chupou com tanta maciez que não contive o prazer. Minutos após gozei naquela boca macia e experiente. Ele não disse nada e bebeu gota a gota do liquido. Enxugou meu amigo, limpou com a boca e perguntou se poderíamos conhecer o seu quarto. Não tinha como dizer não, fomos e lá ele se transformou numa japonesa, ficando pelado de costas para mim. Tinha um corpo lisinho, perfumado e macio. Pele totalmente feminina, banhada com óleo e hidratante. Eu beijei aquele corpo que me era oferecido e chupei seu buraquinho. Aquele buraquinho piscava muito, parecia que estava sem ser penetrado há muito tempo. E ele confirmou que estava sem relação há 3 anos. Portanto, fiz com paciência, fui penetrando centímetro por centímetro, sem presa e com calma para que ele sentisse prazer. Assim que ele acostumou soquei com vigor, e ouvia com mais intensidade os gemidos do coroa japonês. Ele gemia tanto que eu ficava cada vez mais excitado. Trocamos de posição, ele estava e quatro e coloquei-o na posição de frango assado para ver o coroa gemendo e pedindo mais. Gozei outra vez e ele pegou a camisinha, retirou do meu pênis e bebeu todo o liquido que lá estava. Ele ainda limpou meu pênis com aquela boca macia e paciente. Ficamos deitados coladinhos por alguns instantes, enquanto nos restabelecíamos. Ele aproveitou para agradecer os bons momentos que havíamos compartilhados e oferecer seu apartamento para eu voltasse quando tivesse vontade. Como não sou de SP, depois desse dia nunca mais o encontrei, apesar de ter ido a SP outra vezes. Porém, outro japonês apareceu no meu hotel......... depois conto o desdobramento dessa nova aventura.

Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Comentários


foto perfil usuario lucasarrombadordecu

lucasarrombadordecu Comentou em 30/06/2017

DELICIA

foto perfil usuario kzdopass48es

kzdopass48es Comentou em 12/02/2016

Adorei! Tb quero oferecer um chá! Chá de bunda! Betto




Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


36484 - O Coroa da Avenida Paulista - Categoria: Gays - Votos: 15
36720 - Outro coroa japonês de São Paulo - Categoria: Gays - Votos: 4
36722 - O coroa italiano de terno - Categoria: Gays - Votos: 3
36723 - O Delegado coroa safenado em Manaus - Categoria: Gays - Votos: 4
36724 - O coroa da pica grande de Belém virou minha fêmea - Categoria: Gays - Votos: 6
70297 - COROA DIVORCIADO DO RIO DE JANEIRO - Categoria: Gays - Votos: 5
94950 - O coroa de terno no cinema - Categoria: Gays - Votos: 6
94951 - O coroa de bigode no bar do Português - Categoria: Gays - Votos: 2
102160 - Coroa taxista do Rio de Janeiro - Categoria: Gays - Votos: 6
102163 - Coroa de Madureira - Rio de Janeiro - Categoria: Gays - Votos: 5
102168 - O Coroa mineiro peludo da sauna - Categoria: Gays - Votos: 8

Ficha do conto

Foto Perfil Conto Erotico marcelo37atv

Nome do conto:
Coroa japonês de São Paulo

Codigo do conto:
36708

Categoria:
Gays

Data da Publicação:
12/10/2013

Quant.de Votos:
6

Quant.de Fotos:
0


Online porn video at mobile phone


conto veridico incesto papae roludoconto erotico reforçometlendo na filha no hentaiconto erotico EdileneContos Eróticos De Comendo A Mãe Do Amigomaegravidafilhocontoconto de uma putaler contos eroticos de dupla penetracaoContos gay pau pequenocontos esposa da cu travesti pissudoru.confesso vi.homem.mijando.na ruahem em ativo piroculdocontos eróticos mamãe descobriu que o filhinho é bichaconto erotico bunda cunhada casada acampamentoTo com tesao no meu enteadocomendo a cunhada e fazendo ela gozar duas vezes no banheiroxvideo.comPrimo skatista conto gayentiadacontoeroticoimagenes porno de mujeres tetonas con negros comicentai histórias em quadrinhos reforma na mansãohq ay papi pornôMateriais heroticos para mulherescontoerotico a enteadinhagibis pono volei sexoal entre uma mamãe e uma titia com bucetas muito deliciosas 2porno real em Araruama traicoesincesto minha tia na praia conto com fotosContos erótico meu pau e enorme mas a sogra quisfilha puta conto eróticoCachorrao com paugg adora fuder cuznho da safadaconto erotico_fui comida na aposta do meu maridowww.contos+de+zoofilia+minha+mae+com+meu+cachorro+de+rols+gg.com.brdoce nanda contos eroticoscontosgays incestoultimosconto erótico-sografamily guy personagens pornôContos eroticos professora gulosa mamando e fodendo com alunos pauzudos em orgias na sala de aula na frente da classecontos de incestos flagrando minha mulherMinha amiga fernanda ela comigo na casa de praia conto eroticocontos eroticos de Aribjrsexocontos eroticos fudendo a aluna do futsalcorno bebendo mijo contoObrigeui mey filho me come conto eroticocontos erticopatroContos eroticos com minha maecontos eróticos dei para o meu próprio filho pauzudo a mando dos bandidoscontos eroticos meu padrinho tirou meu cabaçoconto. eroticopegando cunhadacontos porno meu pai arregassou minha bucetacontos de machos que experimentou um boquetesexo conto erotico incesto tio padrinho avoincesto zenildacontos erotico icesto calca lelggestupraram minha esposa contoporno gay hentai quadrinho completoesposa com caseiro conto eroticocontos eroticos boca grandecontos evangelicas sendo abusadas em coletivosConto Gays erótico dando o cu gostoso para o primoultimos contos sadohistoria em quadrinhos meu selvagem e atrevido filhocomercuegostosocontos veridico meu marido e eu pensava que era mulher mais tivemos a supresa era um travesti bem dotadotrazas homens alizando bucetacontos erotico tia mae e filho casetudo comedor pausudoa so de sungavirgenspornoemquadrinhoconto porno gravida cu medicoaproveitando da irmã bêbadase mastubando no banheiro conto eroticocomtos eroticos fui rouba e fudi a dona da casagravidezcompeniscontos eroticos gay negao chibata