A FILHA, O FILHO E MINHA NORA ex-GP Débora (02)


Click to Download this video!


Parece que nossos casos em família, estão causando uma certa confusão sobre nosso perfil. O meu e da Sônia é este que estão lendo, e o da minha filha é Fernanda e Ronnie ( http://mozto.ru/perfil.cfm?widn=48606 ); o q acontece é que a Fernanda escreverá uma parte das histórias e eu as outras.
Como ela deixou em seu último relato:
INCESTO>SEDUÇÃO>SEXO>AMOR (03) ; onde ela escreveu a explicação:
"Eu deixarei para meu pai fazer os relatos sobre minha cunhada Débora e meu irmão Paulo entre outros; também ele deverá contar sobre sua esposa Sonia e meu marido Ronnie que foram amantes no passado e tudo indica q estavam escondendo coisas de nós..
Eu relatarei os fatos sobre eu, meu irmão Dalton e minha irmã Solange, e oportunamente citarei algo sobre a minha amiga-madrasta Sonia e meu marido Ronnie, e outras pessoas que entraram e entram em nossas vidas."


Vou voltar a continuidade da história:"A Filha+nova;meu Filho+velho e a Nora G.P. (01)"
Mas antes devo contar q quando foi escrito, nem todas as partes estavam cientes das confusões em que foram personagens, mas agora poderei escrever com mais liberdade.

(COMPLEMENTANDO)
Sonia tinha voltado da viagem ao RGS e confessado tudo que aconteceu por lá, e também de antes, o caso dela c/ o Ronnie(DETALHES NA NARRATIVA DE MINHA FILHA A SER LIBERADA: = INCESTO>SEXO>PERDÃO>AMOR (04) ), e eu e a Fernanda decidimos perdoá-los.
Agora posso contar q enquanto a Sonia viajava e transava c/ primo, amigo e outro) eu tive um namoro com a arqui-inimiga dela e muito amiga de minha filha a Tatiana, e outras mais tipo"aventura", mas c/ a Tatiana ficou sério e até hoje somos"namorados-amantes", e todos estão sabendo, e mais detalhes vejam no conto da Fernanda:"INCESTO>SEDUÇÃO>SEXO>AMOR (03).

Tudo isso aconteceu antes de minha nora Débora entrar em nossas vidas!
Agora eu posso revelar que as mulheres fixas em minha vida são 5: minha esposa Sônia, minha namorada Tatiana, minha nora Débora, minha filha Fernanda e casualmente a taradinha da Solange(filha).

[VOLTANDO A HISTÓRIA DE DÉBORA]

Nunca esperava que teria um caso c/ uma nora(muito menos c/ filhas q seduziam ou chantageavam), mas com a Débora foi mais que um simples caso, também rolou amor sincero, coisa q eu nunca esperaria de uma ex-GP, e foi muito intenso, tão intenso que agora ela levava em seu ventre um filho comprovadamente meu, e mais difícil de acreditar era que o ciúmes q as outras tinham transformou-se em solidariedade e amor.

Os meus 2 caçulas, Dalton e Solange, continuavam aprontando, não adiantou eu, Sônia, Fernanda, Ronnie e Débora conversarmos c/ eles, continuavam transando na casa de hóspedes e a qualquer hora podia dar merda!
Todos estavam estudando em apresentar garotas legais p/ o Dalton e rapazes bons p/ a Solange, e pareciam q os outros não os satisfaziam, que droga p/ nós resolvermos...

Fernanda, sempre muito observadora, e, conhecedora do passado e do presente da mãe deles, achou melhor todos os 5 filhos, eu e a mãe(inclusive o bandido do Paulo) fazerem o teste de DNA, p/ assegurar minha paternidade sobre eles, eu a Sonia, a Débora e o Ronnie acharam ótimo, a Tati preferiu ñ opinar e os caçulas ficaram assustados....ISSO PODERIA MUDAR TUDO!
Já pensaram se a Fernanda não fosse minha filha? Eu poderia ficar c/ ela e a Sonia poderia ficar c/ o Ronnie pois eram muito compatíveis, se a Solange não fosse minha filha, Dalton talvez ficasse na mão e eu teria de aguentar uma safadinha me desejando...QUE LOUCURA!

Todos recolhemos sangue, saliva, cabelos (inclusive do Paulo na cadeia), a mãe deles recusou em fazer, e aguardaríamos os resultados. Eu confesso que gostaria de ter sido corneado pela mãe deles e a Fernanda não ser minha filha, isso seria uma benção em meio aos infortúnios.

Mudamos a Débora p/ a casa de hóspedes, lá tinha todo conforto q tínhamos na casa maior: sala, banheiro, um quarto grande c/ suite e outro quarto menor, cozinha, sala de almoço, lavanderia e um quarto de despejo, e esperávamos q com isso os caçulas ficariam mais restritos com a libertinagem, mas fez surgir outro problema que contarei adiante.
Eu ia p/ lá p/ transar c/ a Débora e ainda passava por meus pensamentos:"Se a Sonia estiver descontente, que vá embora!",coisas q eram fruto do q ela e Ronnie nos decepcionaram, mas e a Tatiana? Ela e o irmão Edmundo, q ficou sendo um namorado extra da minha Fernanda eram liberais, começaram a transar de verdade qdo eu transei com a Tati e rompi seu hímen...Mas a Débora sabia fazer de tudo, afinal foi uma GP de luxo, e me satisfazia mesmo grávida, e eu ia dar meu nome a criança qdo nascesse; as coisas iam bem, até q a Sônia procurou a Fernanda 1° antes de me contar:
-Fernanda! Tem uma coisa acontecendo q está me deixando de saia justa!
-Que foi Sonia, meu pai c/ a Débora? Não esquenta!
-Seu pai c/ ela eu estou aceitando numa boa e até gosto dela, ela até me sugeriu em engravidar....
-Que legal! Vou ter um outro irmãozinho? ou talvez irmãozinho ou sei lá!, dependendo do DNA...
-Escuta Fernanda! Eu quero q seu pai me faça um filho, claro! Mas isso é grave, ele ñ sabe e ñ sei como contar! Vê se me ajuda!
-Nossa!Vc não fez nada errado hein Sonia?Ele pode ñ te perdoar mais!
-Nada disso! É o Dalton, seu irmão! Noutro dia entrei no meu quarto e ele e a Solange estavam transando em minha cama, eu achei ruim c/ eles e ele perguntou se eu queria participar, e tirou o pau da boceta da Solange e pediu p/ eu chupar!
-Vc chupou?
-Posso ter ficado excitada, mas ñ sou doida, ñ vou fazer cagada de novo! Mas qdo eu estava na piscina antes desse dia, ele se ofereceu p/ passar protetor solar em mim, e eu deixei, ñ vi mal nisso, somos bem liberais, mas ele passou sensualmente p/ me deixar tesuda e eu fingi q ñ sentia nada, mas estava molhadinha, começou nas costas, bunda e eu deixei p/ ver até onde ia, passou nas coxas, no interior das coxas, afastou o bikini na minha boceta enfiou o dedo, viu q estava molhadinha e colocou o pau lá, me levantei correndo, mas ele conseguiu me agarrar por trás e enfiar a cabeça da rola dentro de mim, aí eu sai, e xinguei ele!
-Sonia! Seja sincera...você gostou? Eu teria ficado excitada e talvez transado....
-Pior é q gostei, mas não demonstrei, e ñ posso contar p/ seu pai por medo do q ele possa fazer c/ o filho, pode até o expulsar de casa, ou bater, ou coisa pior, mas se não contar, eu estarei escondendo coisas dele! Me ajuda Fê!

-Já sei! Vou falar c/ meu pai e sei como fazer, ele vai te escutar, observar o Dalton e ver a melhor solução, mas, deixa eu te perguntar 1 coisa q meu pai vai perguntar.[.]---Você tem vontade de dar p/ ele? Eu mesma já acabei na cama c/ o safado e acho q vou ainda mais vezes, meu pai não se incomodou só pede cuidado!
-Confesso! tenho sim! O safado me massageou, me tocou, me deixou molhadinha, enfiou o dedo e o pau em minha boceta e por puco não cedi ...
-Vou contar p/ o papy, e depois vc fala com ele, vai ter uma solução!

A Fernanda me contou tudo e eu procurei a Sônia e falamos a respeito sobre tudo, dele massagear, ela, enfiar o dedo e o pau na boceta dela, e usar nossa cama p/ foder a irmã e convidar a madrasta a participar, nem precisava perguntar, pois conheço a Sônia e sabia q o safado a tinha excitado, ainda mais qdo ela pediu p/ ñ bater nele nem o expulsar, eu prometi q POR ENQUANTO, não faria nada disso,e perguntei se ele a deixou excitada:

-Fiquei sim Rodrigo e quase cedi qdo a cabeça do pau dele entrou em minha xoxota..., mas lembre q quero engravidar de você em menos de 6 meses e, tinha de pedir permissão se fosse transar c/ o Dalton!
-Vamos conversar c/ a Débora a respeito!

Fomos até a casa de hóspedes e contamos tudo a Débora e o q ela achava, sua resposta foi bem pensada:
-Meus amores, eu estou aqui a pouco tempo, mas me sinto como tivesse nascido aqui, eu vi qdo ele fez aquilo c/ a Sônia daqui e pensei: "Se ele fizesse isso comigo,acho q acabaria deixando",foi muito intenso, mas ela agiu correto! Você tem uma esposa maravilhosa...; sugiro q segurem as pontas, até sairem os resultados do DNA, sabem q isso pode mudar tudo!Venham aqui e me deem um abraço!
Eu Sonia e Débora nos abraçamos, e Sônia(ainda excitada)acabou beijando a Débora, o beijo foi ficando quente, carícias, roupas sendo tiradas e logo nós 3 estávamos num amoroso ménage à trois, era lindo eu ver minha esposa e minha provável nora se beijando, chupando e roçando uma na boceta da outra, fiquei 1 bom tempo só as observando até me juntar as duas, e adorei como Débora ensinava novos truques sexuais a Sonia, e acabei comendo a Sonia a chamando de minha madrasta(Débora sabia q eu queria) e ela acabou me chamando de enteado, filho e Dalton:

-Vai filho fode a boceta de sua madrasta! Assim Dalton me possua! Me come antes q seu pai chegue!
E foi assim até gozarmos juntos, qdo Débora q observava tudo me falou em tom de brincadeira, mas puramente verdadeiro:
-Taí sogrinho! Queriam minha opinião e ela foi demonstrada, acho que é melhor ela dar p/ o Dalton, ela quer isso! e vc fingir q não sabe de nada! No lugar dela acho que acharia uma experiência válida e transaria, desde q haja consentimento das partes envolvidas, não é assim?
-É Débora, eu e meu marido combinamos assim! Mas o q o Dalton vai pensar da madrasta e falar p/ os amigos?
-Pensaram em fazer juntos? Os 3 ou os 4 ou até eu vou, rsrsrs...afinal do Dalton não engravido por enquanto, hehehe...., aí ele ñ contaria p/ ninguém! Deixa eu perguntar uma coisa Rodrigo..
-Diga Débora!
-E se ele fizer o mesmo comigo, o q eu faço?
-Isso é vc quem decide, mas me conte, tudo bem?
-Com certeza!

Saimos de lá já cientes q minha esposa transaria com o enteado, fosse meu filho ou não, mas só restava saber se ela preferia a sós c/ ele ou em grupo, e eu já sabia a resposta, ela queria q a 1ª vez fosse a sós, e combinamos q eu fingiria ñ saber.

No dia seguinte Sônia colocou o bikini mais provocante q tinha e foi a piscina, e sabia q Débora talvez a visse, mas Sonia não se importaria c/ isso. Deram 3 minutos e lá estava o Dalton(onde estava a Solange?) de calção largo e ao ver a jovem e deliciosa madrasta quase nua, perguntou safadamente:
-E aí Sô Sô! Quer q te passe o protetor solar?
Sonia respondeu safadamente e c/ cara de pura malícia:
-Quero sim Dalton, mas capriche em tudo!Centímetro por centímetro....

Na hora ele começou a esfregar o protetor em seu pescoço, suas costas, ela pediu p/ ele desamarrar o bikini, e feito isso suas mãos corriam da cintura até o pescoço e do lado esquerdo junto aos seios até o lado direito, e Sonia q a princípio fingia gemer baixinho agora gemia pra valer, qdo os dedos de Dalton avançavam da lateral dos seios até seus mamilos, ela já estava bem molhadinha e ele sabia disso, mas como ela estava receptiva ele não teria pressa, iria sentir e explorar cada centímetro de sua deliciosa madrasta, pouco mais velha q ele, até q ela pediu p/ passar nos pés, pernas coxas e bum bum.
Foi nessa hora q cheguei e fiquei escondido espiando junto c/ a Débora: a minha mulher sendo massageada, bolinada e acariciada por meu agora suposto filho(até o resultado do DNA), e via c/ meus olhos o quanto ela estava excitada e gostando daquilo.
Me vendo excitado, Débora tirou minhas roupas e as dela e começou a imitar em mim a Sonia sendo massageada pelo Dalton, isso me deixou muito louco, Débora sabia fazer as coisas e eu adorava sua maneira de fazer, nos beijamos e já íamos foder, qdo ela me lembrou q estávamos ali p/ observar minha esposa com meu filho, e voltamos a observá-los:

Dalton já estava nas coxas e na bunda dela, e já era visível a Sonia sentindo tesão e rebolando c/ isso, e Dalton, ainda sem pressa, levantava o fio dental p/ enfiar deu dedo no cu dela, mas estava evitando tocar na boceta c/ as mãos cheias de protetor, só tocava na xoxota dela por cima do pouco pano do bikini, e dava p/ ouvir os gemidos dela. Ela se virou p/ cima e como a parte de cima do bikini estava solta, seus seios ficaram a mostra e a cortininha de baixo só escondia a racha de sua boceta.

Dalton abaixou e beijou seus mamilos e ela gemia mais ainda, e ele continuou a passar o protetor até em volta de sua boceta, ela se contorcia de prazer, então ele limpou as mãos em uma toalha e enfiou o dedo em sua boceta fazendo Sonia chegar ao orgasmo, eu gozei também pois Débora me tocava o pênis.
Dalton continuou esfregando seu grelo por baixo do bikini mínimo e enfiando o dedo dentro da boceta, ela estava de novo quase tendo um orgasmo, então a Sonia soltou a amarra e ficou nua na frente do enteado, e qdo ele foi beijar seus mamilos ela agarrou sua cabeça e o beijou na boca, víamos sua língua entrar na boca dele, enquanto sua mão arrancava o calção de meu filho deixando aquela pica dura, na direção de sua boceta, e ainda o beijando, abriu as pernas e a rola dele entrava nela com facilidade na boceta, e qdo passou da metade ela deu um gritinho e aí nenhum deles se segurou mais.

Via a boceta de minha esposa indo de um lado a outro(reloladinhas) enquanto o pau de meu filho a penetrava ferozmente, ele sumia lá dentro e voltava p/ fora, ela enroscou suas pernas em torno dele e finalmente acabou o beijo(ufa!) p/ começarem a falar safadezas, gemer, respirar forte, e outras coisas q não esperava q ela faria com um enteado, eu estava abraçado c/ a Débora e até ela não acreditava no q via, q levou-a a comentar comigo:

-Depois eu é q sou a puta! Sua esposa ganharia uma grana como uma GP de luxo! E eu ensinando truques p/ ela! Mas que vadia ela é! E isso com ela estando no lugar de mãe dele! Essa é uma das fodas mais quentes q já vi! Devíamos ter filmado! Estou quase gozando só de ver!
Beijei a Débora c/ carinho e voltamos a espiá-los e escutá-los:

-E ai Soninha está gostando de ser fodida por mim?
-estou querido, estou! Me fode sem dó meu filho putinho!
-Então vou meter sem dó na boceta da minha mãezinha vadia! Sinta meu caralho fudendo sua boceta sua puta! Vou te foder até te engravidar vadia! meu pai engravidou a vadia da minha cunhada e vou engravidar você, não somos parentes mesmo!Agora você é minha vaquinha!
-Isso! Me fode, me engravida! Eu sou sua puta agora! Sou a sua vadia e me use como quiser! Que delícia! Devíamos fazer isso a mais tempo meu pauzudo!
-Sabia q vc me queria vagabunda! Agora estou aqui e vou gozar dentro de você safada! Vou gozar...
-Goza bem lá no fundo querido, eu vou gozar também...

Ele gozou dentro dela, sem camisinha, e dava p/ ver q ela sentia as ejaculadas dele dentro dela, se acariciaram, se beijaram, ele ficou sobre ela por bastante tempo e qdo seu pau amoleceu ela o chupou c/ gosto enquanto ele chupava a boceta de minha mulher da qual não parava de sair esperma, e vendo e ouvindo aquilo, Débora me perguntou um tanto assustada:
-Ela está tomando anti-concepcionais? Com certeza está no cio, se ñ tomou pílula há alguns dias, seu filho engravidou sua esposa, está ciente disso? Não é melhor ela tomar a pílula do dia seguinte?
-Até onde sei ela disse q iria parar de tomar pílula daqui há 3 meses, mas a atuação dela esteve muito além de uma encenação, parecia mesmo querer engravidar dele! Essa me deixou preocupado!
-Como eu disse, ela é mesmo uma safada e vadia, mesmo q fosse uma encenação, não é coisa p/ falar com o filho do marido e sabendo q vc está ouvindo!

Fiquei em silêncio e em dúvida se foi uma encenação e fantasia dela ou o q ela estava desejando de fato; dúvida também se ela ainda tomava pílula ou tinha deixado de tomar, afinal ela me disse q queria engravidar em até 6 meses.
Eu não sabia se a obrigava a tomar a pílula do dia seguinte ou deixava p/ ver no q ia dar, mas uma coisa tinha certeza, se ela parou c/ as pílulas e engravidou dele, os 2 seriam expulsos de casa! Mais uma vez ela passou dos limites, mas por enquanto, só com as palavras....; teria ela falado tudo aquilo só p/ mexer comigo?

Quando olhei p/ eles já ela começava um boquete em seu pau e ele gemia de prazer, e acariciava seu grelo c/ os dedos do pé, e logo eu vi a boceta dela molhadinha e até pingando, e Dalton viu também, a colocou de 4 e começou a foder de novo a sua boceta, numa socada ele a penetrou de uma vez, ela deu um gritinho e logo via a foda dos 2 e ouvia o bater de seus corpos um contra o outro, e cada vez mais forte e a puta da Sonia começou:
-Me fode amor, capricha na sua putinha, eu quero que foda sua mulher!
Amor? Sua putinha? Sua mulher? Se era provocação estava dando certo, tão certo q levou a Débora a comentar:
-Amor! Não ligue p/ o q essa vadia está falando, é só p/ provocar raiva e tesão, mas se for verdade, não esqueça, vc tem a mim, a Fernanda e a Tatiana e se quiser até a Solange!

Beijei a Débora agradecendo, e decidimos assistir as fodas sentados e abraçados nos acariciando, e o toque da Débora era de dar tesão, será q o destino me levaria a ter uma esposa ex-GP e ainda era oficialmente minha nora. Para mim o fato dela ter sido uma GP e ser minha nora não era problema, era só ela se divorciar de "meu filho mais velho", afinal aquela bela e carinhosa mulher seria mãe de um filho meu e eu já tinha assumido a paternidade, pois não havia dúvida alguma disso, e p/ ela melhorar em meu conceito, propôs q faria o teste de DNA p/ eu ter certeza q o filho era meu! nem precisava, todos tinham certeza!

Enquanto a Sonia era fodida de 4 e parecia possuida pelo deus do sexo, falando obscenidades, putarias e sacanagens, vi alguém se aproximar nua(ONDE ESTAVA A SOLANGE?), a Solange estava ali observando os 2 enquanto se masturbava, Sonia pela primeira vez naquela hora ficou assustada, mas Solange lhe deu um beijo e ofereceu sua boceta p/ a Sonia chupar enquanto seu irmão a fodia de 4, ele relutou, mas acabou lambendo, chupando e mordendo delicadamente a boceta e o clitóris da Solange, logo sua língua entrava toda lá dentro e Solange gemia como uma putinha.
Os caçulas ganharam! Sonia era um objeto sexual deles! Sinceramente? Adorei isso! Os alunos sacanas superavam a mestre safada!

Logo o Dalton gozou dentro da Sonia de novo, e qdo tirou o pau de dentro dela eu via a porra dele escorrendo da boceta dela e pingando no chão, enquanto isso ele levou seu pau a Solange p/ q ela chupasse. Foi nessa hora que vi que a Solange era muito bonita mesmo, seu rosto vagamente lembrava o da mãe, e em nada parecia c/ o meu*, e senti um enorme desejo de foder mais aquela filha sempre que possível, afinal era o q ela sempre pediu, e algo me passou pela cabeça:"Será q ela não é minha filha?" Ela e o cretino do mais velho não tinham meus traços, Fernanda tinha, Dalton tinha, minha filha mais velha tinha, saberia c/ o DNA e se o q pensei fosse verdadeiro muito poderia mudar, e eu secretamente torcia p/ a Fernanda não ser minha filha, aí nós poderíamos nos divorciarmos até casarmos; mas agora era hora de observar as safadezas de minha esposa com meu filho e agora c/ minha filha.

Agora Sonia foi colocada na posição que eu sabia o que viria, Dalton ia comer o cu dela! E ouvi a confirmação:
-Agora vou foder seu cu sua cadela!
-Vai querido, fode meu cu, ele é todo seu!

A Sonia tinha KY na bolsa e pediu p/ ele passar nela, ele já meteu 2 dedos besuntados c/ o lubrificante dentro do rabo da minha esposa q deu um gritinho, ele passou também em sua vara e meteu de uma só vez, o grito dela foi alto, a ponto dos 2 caçulas fazerem o pedido de silêncio "psiiiiiiu!", e o safado começou a foder a madrasta com golpes cada vez mais violentosm, e ela como sempre começou a falar as habituais safadezas:
-Isso!Assim, me arromba! Agora sou sua por inteiro! Minha boceta é sua! meu cu é seu! São seu sempre que quizer!(espera lá!)Sou sua, sou sua, me fode, fode esse cu que quer seu caralho!
Enquanto isso a minha adolescente Solange lambia o grelo da Sonia a levando a loucura, ela gemia, gritava, gozava, e como disse antes, era o brinquedinho sexual de meus caçulas!
E foi assim até o Dalton gozar no rabo de minha esposa, tirou o pau e eu via o esperma dele correr do cu da Sonia...
Logo eles se levantaram e foram tomar banho no banheiro da piscina. Eu ouvia risinhos, barulho de beijos e ouvi o Dalton gozando, alguém fez uma Chupeta nele, logo depois a Sonia fez o barulho e gemido de gozar, e depois foi o gemido forte da Solange. Os 3 sairam de lá nus, sem se preocupar com nada e entraram na casa.

Débora sabia das dúvidas q estavam em minha cabeça e me beijou longamente, estávamos nus e depois das carícias íntimas fizemos amor bem gostoso, e decidimos q eu ficaria ali p/ dormir c/ ela, não ligaria p/ a Sonia, que acho q sabia q falou demais durante o sexo c/o enteado, principalmente qdo falou q queria engravidar dele, pois nem ousou em me procurar.
Minha noite com Débora foi sensacional, jantamos, conversamos, brincamos, fizemos amor, sexo selvagem, dormimos, acordamos, sexo de novo e finalmente dormimos abraçadinhos.

Acordei com um delicioso beijo da Débora, ela me chamou porque a Sonia estava lá e queria falar comigo sobre o final da tarde do dia anterior.
Ela entrou e sentou no sofá e nós em outro, e começou:
-Eu fui comida por seu filho várias vezes ontem!
-E vc gostou?
-Na verdade gostei, mas ele é muito safado, disse q queria me engravidar e entrei no jogo, e disse p/ ele me engravidar, ele adorou eu falar isso, me chamou de puta, vadia, cadela e outras coisas.
-E o q vc fez?
-Dei asas a imaginação de nós 2, disse que agora era a puta dele, a mulher dele e que ele poderia me foder sempre que quisesse e do jeito que quisesse. Foi uma loucura sexual, nem eu acredito que fiz tudo aquilo c/ meu enteado e disse tanta safadeza p/ ele. Mas foi bem mais do q estou falando agora! Eu filmei tudo c/ a máquina escondida p/ vc ver e ouvir!
-Bom q tenha gostado...vai foder c/ ele de novo?
-Acho q sim! Eu gostei e quero repetir, mas antes quero que façamos tudo em grupo, aí acho q ele não conta p/ os amigos! Podemos fazer, eu, você, a Débora, a Fernanda, O Ronnie, a Tatiana, o Edmundo e os caçulas,até as minhas amigas q eu apresentei p/ vc foder; que acha?
-Você quer uma suruba familiar? Interessante! O que acha Débora?
-Eu topo! Mas sem abusos exagerados comigo, hein amor?
-Claro! Sua gravidez! Acho q estou diante de 2 grávidas?
Sonia, meio brava disse:
-Eu grávida? Não!ainda estou tomando pílula; aquilo que disse p/ o Dalton era só p/ fantasiar e deixar ele eufórico, não era sério!
-Por via das dúvidas vc não vai tomar pílula do dia seguinte, e tenho como saber se vc tomou, e só transaremos de camisinha por 2 meses!
-Ah! Já sei! Fiz cagada! me perdoa?
-Só se não engravidou!
-Disso tenho certeza! Aceito os termos, mas a camisinha é p/ todos q me foderem se fizermos a suruba!

Mais uma idéia foi plantada, uma suruba c/ 13 pessoas ou podendo chegar a 17 e uma maioria de mulheres. Eu juro que gostei da idéia!

Dias depois vieram os resultados do DNA meu e dos 5 presumíveis filhos, minha filha q mora no exterior coletou material lá, e a mãe delas sucumbiu aos apelos e uma ameaça judicial e fez...
Resultado:
Paulo=Não era meu filho natural(eu sempre desconfiei)
Minha filha mais velha= Era minha filha(Sinto saudades dela)
Fernanda= Era minha filha...(eu queria q não fosse)
Dalton= Era meu filho (Desse eu tinha alguma dúvida)
Solange= Não era minha filha! (Agora ela ia cair matando em cima de mim!)

A grande surpresa foi a Solange! Sônia, Fernanda, Débora e Tatiana falaram praticamente a mesma coisa:
-Ela vai dar em cima de você mais ainda!
-Ela vai continuar morando junto ou vai ser entregue a mãe?
-É uma chance de se livrar do caso dela c/ o agora meio irmão Dalton!
-Por isso ela é tão safada e exagerada, puxou a mãe!
-Você sempre pensou q era sua filha; a mãe foi uma FDP!
-A mãe dela disse q não sabe quem é o pai, ela saiu c/ uns caras e não sabe dizer, e não quer pedir p/ eles fazerem o teste de DNA!

Quando a notícia foi dada a eles, todos ficaram contentes(o Paulo nem quero saber), e fatalmente olhei p/ a Solange e ví lágrimas em seus olhos azuis escorrendo, aquilo me cortou o coração e meus olhos ficaram cheios de água, Fernanda e Débora me incentivaram e fui falar c/ ela a sós na sala em q se recolheu, cheguei perto e perguntei:
-O que foi Solange?
-A vadia da minha mãe nem sabe quem é meu pai, vão me mandar p/ ela e não vou ver mais vocês, eu não tenho pai...
-Ei! Que é isso? Eu sou seu pai! Eu sempre te amei e vou continuar amando filha! Não importa esses q sua mãe esteve, nem precisam fazer testes; Seu pai sou eu!
Seu rosto se iluminou e me abraçou e beijou, aí disse em seu ouvido:
-E isso é melhor ainda p/ nós 2, poderemos ficar juntos, fazermos amor e até pode ter um nenê meu, afinal não somos parentes de sangue!
-É mesmo!
Ela me beijou eu a levei até seu quarto, e não me deixou sair de lá! Fizemos amor, e nunca a vi tão dócil! Havia mudado completamente.
No dia seguinte ela rejeitou o Dalton, e se apegou dai por diante a mim, a Fernanda, a Sonia e a Débora que a convidou a passar uns dias c/ ela na casa de hóspedes.

Nesse mesmo dia recebemos outra notícia boa, o divórcio da Débora c/ o Paulo havia saido.
Agora eu tinha a Débora definitivamente, p/ cuidarmos de nosso filho. E tinha uma nova namorada-amante a Solange; mas o que eu queria mesmo era um dia levá-la ao altar p/ se casar c/ um cara que a amasse e ela a ele!

PARECE UM DRAMALHÃO MEXICANO, MAS QUE POSSO FAZER? É A VIDA DE MINHA FAMÍLIA QUE CADA VEZ FICAVA MAIS COMPLEXA, IMAGINEM COMO É HOJE!


COMO DIZ MINHA FILHA FERNANDA:
(CONTINUO ASSIM Q LIBERAREM ESSA HISTÓRIA)

Foto 1 do Conto erotico: A FILHA, O FILHO E MINHA NORA ex-GP Débora (02)

Foto 2 do Conto erotico: A FILHA, O FILHO E MINHA NORA ex-GP Débora (02)

Foto 3 do Conto erotico: A FILHA, O FILHO E MINHA NORA ex-GP Débora (02)

Foto 4 do Conto erotico: A FILHA, O FILHO E MINHA NORA ex-GP Débora (02)

Foto 5 do Conto erotico: A FILHA, O FILHO E MINHA NORA ex-GP Débora (02)


Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Comentários


foto perfil usuario skarlate

skarlate Comentou em 21/06/2015

excelente

foto perfil usuario gatoperverso1

gatoperverso1 Comentou em 31/08/2014

Nossa adorei muito exitante o conto meus parabens Ate bati uma pensando nesse conto nossa como qria tar nesse Meio ual muito exitante da tesao demais hummm realmente adorei O conto muito bom curti muito esse conto muito Indpirador

foto perfil usuario grisal

grisal Comentou em 04/06/2014

estou adorando a historia............... pelo menos não é um eterno mar de rosas, como a maioria dos contos, mas traduz a realidade da vida......... continue assim........

foto perfil usuario

Comentou em 27/12/2013

Muito bom...

foto perfil usuario ninorj

ninorj Comentou em 26/11/2013

a esperados próximos contos

foto perfil usuario malvada

malvada Comentou em 12/10/2013

Super anciosa pelos proximos contos... Votado. Beijinhos e espero um dia encontrar voces pessoalmente.

foto perfil usuario fernanda e ronn

fernanda e ronn Comentou em 10/10/2013

Meu pai tem coragem! ele nunca colocaria na rua minha meia irmã Solange, qdo descobriu q ela ñ era sua filha natural! Afinal foi a vadia da minha mãe q abandonou os filhos e Solange tinha meses. Ele q cuidou dela, preparou mamadeiras, deu estudos e a amou. Acham q ele agiu errado em aceitá-la como filha? Nós o apoiamos, mas p/ o Paulo foi duro e ele mereceu! PARABÉNS PAPY!BEIJOCAS AMOROSAS

foto perfil usuario bluedream53

bluedream53 Comentou em 10/10/2013

PARABÉNS!!!! Cara esta sua trilogia está me deixando louco, sensacional... já li muitos contos aqui, mas esta sua serie me prendeu mesmo, continue assim que tens aqui um fã, MUITO BOM MESMO!!!

foto perfil usuario coxagrossa

coxagrossa Comentou em 07/10/2013

Muito bom, que coragem em, parabéns adorei e votei....

foto perfil usuario beni casada

beni casada Comentou em 07/10/2013

É como já coloquei no perfil de sua filha: E eu pensei q a minha vida fosse complicada..rsrsrs Narrativa muito excitante e nos prende a ler e pedir p/ contar tudo. BJS

foto perfil usuario bereniceealdemr

bereniceealdemr Comentou em 07/10/2013

VOTEI E GOZEI! Claro q conhecemos as suas histórias e expero~encia de vida, e sabemos como estão hoje....SÓ QUERO VER COMO VÃO ESCREVER SOBRE OS ASSUNTOS MAIS RECENTES...RSRSRS...vai ser muito...gratificante? Excitante? muito doido! Incrivel? ACHO Q TUDO ISSO! Beijocas Rodrigo e Sonia, também ma Fernanda e no Ronnie

foto perfil usuario cristine ksada

cristine ksada Comentou em 07/10/2013

P/resumir: Adorei, votei! RRAMA MUITO BEM ELABORADA E ESCRITA, continue..... Bjs

foto perfil usuario corno da val

corno da val Comentou em 07/10/2013

Que delícia! Muito bom! Votei pq gostei muito. Não tenho filho casado; mas se tivesse um FDP como aquele seu(q ñ ers seu) eu foderia a nora com certeza! Abraços




Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


35692 - Minha filha me seduziu até conseguir . - Categoria: Incesto - Votos: 265
36007 - A Filha+nova;meu Filho+velho e a Nora G.P. (01) - Categoria: Incesto - Votos: 289
36716 - SÔNIA CONTA: PORQUE TRANSEI COM MEU ENTEADO - Categoria: Incesto - Votos: 248

Ficha do conto

Foto Perfil rodrigoesonia
rodrigopaidafernanda

Nome do conto:
A FILHA, O FILHO E MINHA NORA ex-GP Débora (02)

Codigo do conto:
36404

Categoria:
Incesto

Data da Publicação:
05/10/2013

Quant.de Votos:
294

Quant.de Fotos:
5


Online porn video at mobile phone


filmes cm imagens picantes senas sexoconto erotico fatima garciahentai gay dragon rangerConto travesticontos papai qurbro meu cabassocontos lesbicos no banheiro da boate glsconto erótico corno gayconto erotico zoofilia a força com cadelacontos de incestos eorgias entreirmas nudismocontos eróticos com fotos exibicionismocharmander comendo u lucario pornosou casada negão gostoso corno sabiaVidioporno professora quadrinhoclitorio grande n cio melandocontos eroticos gay putinhaconto erotico com irmaocontos eroticos comendo cu da amiga com o maridonovinha desenterra calcinha raboPorno contos avos iniciando ninfetinhas no incesto maes paiscontos eroticos, minha filha berrouui ui picas pretas gostosas de travestiscontos eroticos de incesto pai encoxado a filha de shortinho curto atolado no raboconto erotico meu marido me esnoboucomendo o cu do namor contosadotitias sedutoras incesto anal forçadovizinha chantagem anal contosobrinhasvirgemEroticotocontos eroticos meu pai na piscina comigo na infançiashentai incestos varios rounds hqcontos erotico de madrinha com afilhadogays magrinhos cacetes grandes falando besteira no ouvido e transandoconto erotico minha namorada trouxe amiga pra fuder com a gentecontos eroticos.a professora me deixou mamarconto eurotico gay rabaoQuadradinho erotico conto 2006 minha mae pedio pra depilar minha xaninha i acabamos nos chupando filme brasileirocontos e fotos de coroas velhas fodendo no dwollandconto de homens mais velhoveia sai de festa bebassa e pegaram ela na rua e fuderam so o cuconto erotico em quadrinhõcontoeroticodfcontos eróticos comi o cu estudante pretinha rabuda e novinhano carnaval conto eróticoultimos contos sadocontos eroticos, meu filhinho tava com o pintinho molhadinhobucatao da ruteContos eroticos de velhas sendo fudidascontos com fotos cdzinhasxvideo fingiu qdormiavideo de sexo bi com incestoiComtos erotico casada e putacontos erótico com mendigacontoerotico.esXvideo do simpsonCONTOS DE DEI O MEU CU PRO AMIGO DO MEU MARIDOconto erotico fugindo da chuvavideo porno meu sogro que delícia de machoconto erótico bundona carentegranfina no boquetevideo sexo minha esposa com negao pintor me traindocontos eroticos esposa e amigaFODER!DOEÑte!.TRAtada!E!ORTASconto erotico com mulher do amigo bebadover contos eroticos de masagistas comendo o cu de homem negrofilha do pastor conto eróticocontos de grelos enormes gozando encaixadinhos num sabao gostosoquero vídeo de conto erótica de lésbica mamando no seios como um bebê na praiaRasguei a buceta da minha cadela pimtiersó o meu amante que me satisfaz"regina" download video pornoFui iniciada incesto contos eroticoseu levei minha filha pro motel pra eu fuder o cu virgem da minha filha conto eroticoconto erotico travesti na padariaContos eroticos comendo nossa mae eu e meu primoxvidio fui na casa da minha namorada e so tava Minha Sogra cumi a Sogra a forçacontos eroticos comi minha irmanzinha de 06anosMinha tia bebada conto eroticocontos eroticos gay quando eu tinha oito anos esperei meu pai ficar bebado e dei o cu pra eleconto erotico parecia uma mandiocacontos eroticos de maes e filhosfotonovela porno cornosnegao coroa contocontos gay pai me surroucontos eroticos entre maes raspadinhas e nuas e filhos.ultimos contos sadoHertaisexo em quadrinhos