Minha irmã mais velha - parte 2


Click to Download this video!


Passado mais ou menos um mês, sem nos falarmos, liguei para minha irmã e perguntei se poderia lhe fazer uma visita, pois queria conversar com ela sobre alguns assuntos. No início ela desconversou, disse que não estaria em casa, mas, depois de uma meia hora me ligou dizendo que eu poderia ir até sua cas no dia seguinte, a tarde, mas que iríamos apenas conversar porque ela queria esquecer o acontecido.

Na hora combinada cheguei a sua casa e, ela me recebeu normalmente e em seguida meu cunhado apareceu, me cumprimentou, conversamos algumas coisas bobas e tal e ele disse a ela que tinha que sair para resolver alguns assuntos da empresa. Ela ficou meio surpresa, acho que não havia pensado na hipótese de ficarmos sozinhos denovo. Então assim que meu cunhado saiu, ela me pediu para que fosse logo embora pois não tínhamos mais o que conversar.

Olhei pra ela cheio de tesão, e disse que só iria embora depois que ela admitisse pra mim que não tinha gostado de ter transado comigo e que ela deixasse bem claro que não gozou bem gostoso comigo.

Ela olhava para o chão, para o teto e paredes mas não em meus olhos. Me aproximei e a tomei pelo braço, puxando-a para um beijo que a fez mudar de idéia instantaneamente. Colocou seus braços envoltos em meu pescoço e procurou minha língua, sedenta por meu beijo.

Fomos para o seu quarto, onde ela mesma tirou toda a roupa que usava, e, mais que depressa, se posicionou de quatro na cama, pedindo que eu começasse logo, antes que ela se arrependesse denovo.

Sem pensar duas vezes, coloquei meu pau já muito mais que duro na portinha de sua buceta inchada e melada e pincelei toda a sua extensão,melando bem sua cabeça.

- mete logo que eu não aguento mais de tanto tesão.

- sim, mana, ainda mais na posição que você está. adoro transar assim.

- então somos dois, porque eu senti muita vontade de te dar de quatro naquele dia, mas fiquei com medo de você me achar muito oferecida.

Em um golpe agasalhei metade de meu pau dentro dela, pois estava muito molhada.

Atolei em seguida, e, minha irmã empinou muito sua bundinha pequena, mas com um cuzinho que pedia para ser penetrado a todo o tempo.

Ficamos nessa posição por bastante tempo. As vezes eu tirava meu pau todo coberto pelos sucos de minha irmã, de dentro de sua buceta, e lambuzava bem o seu cuzinho, tentando meter pelo menos a cabeça do pau na portinha, mas ela rebolava e desaprovava a idéia. De repente perguntei :

- mana, deixa eu comer esse cuzinho lindo, vai, to tentando meter mas ele está tão apertado... relaxa um pouco... ele deve ser muito gostoso

- nem pensar! sou virgem aí atras e mesmo que não fosse, o teu pau é muito grosso pra mim. nunca que eu aguento isso aí.

- prometo que vou devagar...

- acho melhor não, porque na hora que você for gozar, com certeza vai me atolar, aí vai me rasgar.

E fiquei lambuzando seu anelzinho e, as vezes eu tentava novamente a penetrar, mas sem sucesso.

Com ela montada em meu pau, cavalgando e me mandando chupar e apertar seus peitões, em determinado momento ela me atolou de um jeito que não consegui segurar, e gozei muito dentro dela. Ela teve um orgasmo muito forte quase junto comigo, e eu aproveitei seu momento de gozo para colocar dois dedos em seu cuzinho que era realmente apertado. Quando ela terminou de gozar, eu a deitei na cama, meti meu pau ainda duro em sua buceta e o lambuzei com nossos sucos. Lambuzei mais uma vez seu cuzinho e pedi a ela que ficasse de quatro. Relutou no começo, mas ficou na posição. Comcei então a chupar sua buceta, sentindo o gosto de seu gozo misturado ao meu, situação que a fez ter um orgasmo violento, seguido de um grosso filete de esperma escorrendo de suas entranhas, que lambi e fui até sua boca, beijando-a e dividindo com minha irmã o resultado de nossa gostosa transa. Voltei para tras dela, ainda de quatro, e comecei a lamber e chupar seu cuzinho.

- você tá lambendo o meu cu... nunca senti uma lingua aí antes, é bom demais

- se você deixar eu meter meu pau nele, também vai gozar como nunca antes...

- chupa mais um pouquinho vai, tá tão gostoso... fico louca demais em saber que você estã lambendo esperma no meu corpo.

- se você quiser, da próxima vez posso gozar encima do teu grelo, lambuzando toda a tua buceta, aí limpo ela todinha com a minha boca.

- você teria coragem de fazer isso? não fica com nojo?

- faria isso pra você, porque te excita, e, quanto ao nojo, o esperma é meu e você acabou de engolir um pouco quando me beijou, e nem reclamou.

- então eu quero isso, goza e me limpa com a língua

- então quero comer teu cuzinho... aí quando for gozar, tiro e te lambuzo.

- tenho medo.. acho que vai doer muito...

- mana, confia em mim, com o tesão que você está nem vai sentir dor.

- se você me machucar, eu juro que acabo contigo!

Comecei a maratona, que durou vários minutos, até que conseguisse colocar menos da metade de meu pau dentro de seu apertado cuzinho. Ela teve pelo menos dois orgasmos pequenos enquanto eu a penetrava. Tirei meu pau de seu cuzinho, atolei em sua buceta melando todo ele e, em seguida, coloquei com muita facilidade quase todo ele de uma vez em seu rabinho. Ela chegou até a empinar a bundinha pra ajudar.

Comi por alguns minutos seu cuzinho com cuidado, de quatro, e a deitei na cama, na posição de fraço assado, com as pernas sobre meus ombros. Incrível como meu pau deslizou fácil, todo de uma vez, para dentro de seu cuzinho. Estoquei muito, ela teve um orgasmo bem gostoso e, em seguida, retirei meu pau de seu cuzinho e dei um banho de esperma em sua buceta!

- não acredito que você vai mesmo fazer isso! tá maluco?

Não fale nada, apenas me abaixei e caí de boca em sua deliciosa buceta, colhendo todo o esperma que eu mesmo acabara de depositar sobre ela. Lambi tudinho e novamente fui até sua boca, para dividir tudo com ela, que recebeu muito bem a boa quantidade de porra que lhe dei. Ficamos nos beijando até que todo o gosto de gozo se desfizesse de nossas línguas. Durante o prolongado beijo, eu a penetrei mais uma vez, mas meu pau ficou tão duro e com as veias tão saltadas, que eu cheguei a sentir bastante dor nele. Deixei dentro dela apenas o tempo suficiente para que ela pudesse gozar mais uma vez. Em agradecimento, me chamou para um banho e disse que só me deixaria ir embora depois que eu gozasse dentro de seu cuzinho.

No banheiro, em pé, ela me ofereceu seu cuzinho novamente, e, como meu pau estava muito duro e se negava a baixar, aproveitei um pouco e a comi novamente. Voltamos para a cama e ela perguntou o que eu queria que ela fizesse para eu gozar. Falei que queria uma chupada bem gostosa e depois a penetraria para terminar.

- sabe meu irmão, nunca gostei de chupar ninguém. nunca chupei, bem uma vez, o pau do meu marido. não sinto vontade, as vezes sinto nojo, mas o teu, chego a ficar com água na boca, de tanta vontade...

- então vai mana, me chupa gostoso que depois gozo no teu rabinho.

Ela me chupou por alguns minutos, levantou e ficou de quatro, abrindo as nádegas com as mãos e dizendo:

- vem mano, goza dentro do meu cuzinho. você vai ser o único homem a fazer isso comigo, juro pra você.

- vai querer ser minha amante?

- já não sou? você tá me comendo pela segunda vez... acho que já temos um caso!

- quero que você empine tudo o que puder, tá?!

- tá bom, mas posso te pedir uma coisa?

- sim, o que é?

- mano, quando for gozar, atola segurando meus peitos e fala que me ama, por favor?

- falar que te amo?

- sim, quero ouvir isso de você, no começo tive medo de pedir, mas agora, você tem tudo o que quiser comigo, acho que posso te pedir só isso...

- tudo bem mana, agora relaxa e se empina bem que vou gozar pra você

E bombei com muita força, já cansado, puxando seus longos cabelos. Ela levantou um pouco o corpo pra me ajudar a segurar seus seios, e quando os apertei, senti tanto tesão, que falei:

- mana, eu te amo, sua cadela, faz teu irmão gozar dentro de ti, faz isso porque eu te amo muito

- eu te amo meu irmão, goza em mim, me dá teu gozo e fala denovo que me ama

- te amo sim, de verdade e você é a mulher mais gostosa que eu...

Não consegui terminar minha frase, e gozei forte, em menor volume, mas em poucos jatos muito fortes.

Ela caiu sobre a cama, e me disse que da próxima vez ela quer que eu dê a primeira gozada dentro de seu cuzinho, pois queria sentir todo o calor do meu leite dentro dela. Prometi a ela que seria assim. Nos beijamos, conversamos mais um pouco, já vestido, nos despedimos com um selinho e, nossas vidas voltaram ao normal, apartir do momento em que saí de sua casa., ou melhor, a vida voltou ao normal pelo menos até o dia em que ela me ligou pedindo uma visita de urgência, mas aí, é outra história!


Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Comentários


foto perfil usuario doidu

doidu Comentou em 29/06/2015

Queremos bis, que conto emocionante, li na hora do almoço, e acabei tendo um orgasmo.

foto perfil usuario coxagrossa

coxagrossa Comentou em 17/10/2014

HA,HA, não te falei que ela queria fazer o que você fez, ela já estava de olho em você á muito tempo, você que não percebeu o tapa que você levou da primeira vez, foi de raiva por você ter demorado muito tempo, pra procura lá e fazer o que fez com ela, vai em frente que ela é toda sua, ela te ama de verdade..

foto perfil usuario novinhoesafado

novinhoesafado Comentou em 22/07/2013

UAL, excelente final cara, pelo menos acho qe foi o final... Ótima foda mesmo, GOZEI CARA! Que cara de sorte em!

foto perfil usuario bianor

bianor Comentou em 06/07/2013

Ok muito bom este também e estou esperando o proximo que é a visita de urgencia bjus na piriquitá

foto perfil usuario monteslz

monteslz Comentou em 04/07/2013

gozei pra caramba com os dois contos, continue relatando suas aventuras. abraços

foto perfil usuario calcinhafiodent

calcinhafiodent Comentou em 04/07/2013

SEU SAFADO,QUERIA ESTAR NO LUGAR DA SUA IRMÃ.IRIA FICAR DE 4 E IMPLORAR PRA ME COMER.TEVE MEU VOTO.




Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


31279 - Minha irmã mais velha - Parte 1 - Categoria: Incesto - Votos: 20
54943 - Minha sobrinha na praia - Categoria: Incesto - Votos: 10
55868 - Enquanto meu irmão dormia - Categoria: Incesto - Votos: 14
56068 - Enquanto meu irmão dormia - 2 - Categoria: Incesto - Votos: 8
66997 - Voltando para a cama de minha irmã - Categoria: Incesto - Votos: 9
88433 - Estranho desejo - Categoria: Gays - Votos: 1
89476 - Matando a saudade - Categoria: Gays - Votos: 4

Ficha do conto

Foto Perfil Conto Erotico relincesto

Nome do conto:
Minha irmã mais velha - parte 2

Codigo do conto:
31596

Categoria:
Incesto

Data da Publicação:
02/07/2013

Quant.de Votos:
16

Quant.de Fotos:
0


Online porn video at mobile phone


contos eroticos de noiva traindohentai anal mulher maravilha estrupada e violentada no fundo do onibusboafoda egravidadodei o cu p meu filho contoquadrinhos eroticosgenrocontoseroticosTesao de muler gostosas bucetudasconto erotico trai meu marido no ônibusdando para o pedreiro contos eroticos em quadrinho em 3Dconto com a mulher do cunhadoolinda contos gayultimos contos sadoconto eroticos em quadrinhoperdi a virgindade contos eroticos dafadosmadrinhasgostosa transaVer contos eroticos de homeem casado descabaçando novinhaContos eroticos com fotos de podolatria chupando pes da prima dormindoscontos eroticos esfregamos nossas bucetasela nao aguento mais pus tudo conto pornoconto erotico trai meu marido com um moreno dotadomeu pai atolou sua pica grande na minha bucetinha virgemporno gay com nsgao xvideo arregouboquete priminha contocantos eróticos real papai gosou sem camisinhaContossado excrava extremoJuanzito cantos eroticosconto erotico comi minha empregada cinquentoname comeram na festaCavalguei no pau da Samantha travesti e gostei contosnadegas conto heteroWww contos erotico a madrinha gostosa e o afilhado pirocudo.com.org.sentando na pica do vovô contos eroticos de incestodormindo 3 na mesma cama (contos eroticos).ver contos eroticos de empresários comendo o cu de.funcionáriosNovinha transando pela primeira vez conto eroticoputa.gostosa deixa.negao pauzudo.comer.seu.cu.conto.heroticomenininhas gozadeirascontos de fetiches eroticos de incesto entre tia e sobrinhoConto gay marginalbucetaon vermelho molhado escorrendo comContos eroticos adoro o leite delesconto erotico esposa putahistória de meu genro piralho me estrupou no matoporno gay priminhobundudocomentários de mulheres casadas que já treparam com travestiscu arrombado da minha esposa depois da noitadaConto erotico pivete pintudoconto erotico minha mulherzinha honestaaquele safdo abuzou da minha garotinha no honibus contos heroticisestava bebada e meu filho me comeuengravidei de novo conto eroticochantagem contos eroticosContos eróticos bem safadao com o amigo tímido e virgemquero ouvir conto erótico do garotão bombado da rola grossa cabeçudaconto erótico gay com o caminhoneiroconto erotico maquinha gulosacasa dos contos eroticos valdir perfil do usuariocontos eroticos fudendo com varios homens no tremcontos eroticos casadas exibicionistas no moteltio safado me ensinando dirigirbranca dos cabelos pretos e longos melando o pau do amigo de bosta xvideoscomtos meti meu picao nela incestoNovinhas sendo enrrabadasporno em quadrinhos mae e filhosconyo erotico ajudei a trocar o pneuconto erotico novinha maloqueiroxvideos incesto tento resistircontos eróticos papai meu amorاحل نيك طيزه اعلاميه في المكتب.xvideis 2017comi a minha tiacontos eroticos de incesto ladroes pegando a novinha.video sexo gratis xxx traição incesto janelacontos eroticos gay dei para o meu tio sarado em uma viajemcontos fodendo a profesoracontos eroticos gay dei para o meu tio sarado em uma viajembucetaclitoriograndeconto primera vez submisso do negaocontos meu sobrinho e meu cu