SEX IN LIFE – SEGUNDA TEMPORADA - Capítulo 9


Click to Download this video!


Matando Aula pra Trepar

Paula e eu éramos muito apaixonados. Era inevitável que fizéssemos alguma loucura durante as aulas na faculdade para estarmos a sós. Após o intervalo, no início da terceira aula era o momento em que não havia ninguém nos corredores nem nos pátios, e poucos na biblioteca. Foi para lá que fomos.
– Perdemos o juízo mesmo, Fabio – disse ela enquanto andávamos de mãos dadas em passos acelerados em direção ao bloco 1, onde era a biblioteca – Se formos pegos…
– Não seremos – disse eu demonstrando coragem.
Já na local, onde apenas alguns alunos de outras turmas estavam, descemos um lance de escadas até o térreo, onde havia algumas salas de leitura e estudo. Eram cabines fechadas, com vidros escuros e a prova de som, para o barulho de fora não atrapalhar, cada uma com uma mesa e quatro cadeiras.
A luz acesa indicava que a cabine estava ocupada. No mesmo corredor havia outras e entramos em uma vazia, trancando a porta atrás de nós.
Olhei para Paula e ela me olhos de volta. Andou de costas até se sentar numa cadeira. Abriu as pernas na minha direção e subiu um pouco a saia para que pudesse admirar seu belo jogo de pernas.
Ajoelhei-me diante dela como sendo seu escravo sexual. Mas ela era uma boa sinhazinha, inclinou seu corpo e tocou seus lábios nos meus, movimentando-os num ritmo que me deixava alucinado. Acariciou meu rosto e enterrou sua língua na minha boca. Minhas mãos tocavam seus pés, subiam dando a ela pequenos arrepios, cheguei aos seus joelhos e passei as mãos por entre suas coxas, massageando-as. Subi até o cós da saia e a puxei. Paula se levantou para facilitar a remoção. Aproveitei para tirar-lhe também a calcinha. Ela sentou-se novamente e lambi sua xaninha molhada. Ela tirou o colete e a blusa e abraçou-me a cabeça, beijando-me na nuca e no pescoço.
Penetrei nela com a língua e ela pressionou minha cabeça contra sua boceta fazendo-me abocanhá-la.
Paula puxou minha camisa me livrando dela e eu tirei minha calça. Ela observou alguns alunos passando pelo corredor, mas nenhum podia ver através do vidro, o que dava a sensação de estar fazendo sexo em público. Ainda mais quando uma garota parou e olhou direto para nós, ou melhor, para seu reflexo. Ela tirou da bolsa um batom e retocou os lábios.
Voltei-me para Paula e ela me olhava com tesão.
– Isso é insano! – disse ela – somos loucos.
Nos beijamos e trocamos de lugar. Sentei-me e ela em cima de mim me beijando.
Agarrei-a pelas ancas e massageei sua carne. Paula acertava-se sobre mim encaixando meu pênis dentro dela, assim ela desceu rebolando e da mesma forma subiu, e desceu, e subiu…
Suguei a aréola de seus seios e mordisquei seus mamilos. Suas mãos sobre meus ombros deslizavam para a nuca terminando sob meu queixo. Vi um brilho em seus olhos, neles ardia o fogo da nossa paixão. O suor corria por nossos rostos. Nossos corpos queimavam de tesão. Paula gemia sem se preocupar com as pessoas que continuavam passando pelo corredor. Abracei-a pela cintura e subi com as mãos pelas suas costas até a nunca. Ela me abraçou forte e gozou barbaramente. Com seu gemido alto e seus urros acabei gozando também. Enquanto expelia os jatos dentro dela as pessoas passavam sem nos ver ou ouvir. Ninguém podia imaginar que dentro daquela cabine o coro comia solto.

A sirene anunciou o fim da terceira aula.

– Acho melhor voltarmos agora – disse Paula – o professor vai dar revisão pra prova.
Concordei. Mas nossa noite de sexo ainda não tinha acabado.

Após a aula, antes de levar minha amada para casa, tomei um rumo diferente.
– Para onde estamos indo?
– Você vai ver.
Parei em frente a um motel.
– Você é insaciável, Fabio.
Nos registramos e subimos para nosso quarto. Fechei a porta com Paula pendurada no meu pescoço enchendo-me de beijos por toda a face. Nos despimos e nos atiramos na cama. Ela por cima de mim se arrastava até alcançar minha boca para enchê-la com seus doces beijos.
Seus seios esfregando-se sobre meu corpo deixavam-me excitadíssimo.
Tateei suas costas levemente com os dedos trançando caminhos sobre seu corpo e provocando-lhe arrepios. Ela ria uma risada gostosa quando passava por sua cintura, enchi a mão com aquela bunda lisa, linda e maravilhosa e a apertei. Direcionei um dos dedos entre suas ancas e alisei seu cuzinho. Ela percebeu e imaginou minha intenção.
– Amor, eu… – ela balbuciava – eu nunca… dei meu anelzinho pra ninguém.
– Então está na hora de estreá-lo, não acha?
– Não, eu não acho. As meninas falam que dói e… ah, eu não quero.
– Sabe que eu não faria nada que você não quisesse, não sabe?
– Sim.
– Tampouco lhe machucaria, certo?
– Certo.
– Entretanto, você nunca sentiu um pênis lhe penetrando pelo seu botãozinho, não é?
– Eu tenho medo, Fabio.
– Confie em mim. Esse medo se converterá em prazer extremo.
– Está certo, mas se começar a doe você tira.
– Fechado.
Paula deitou-se de bruços e abraçou o travesseiro.
Beijei suas costas e fui descendo até suas nádega. Com as mãos alisei também suas costas e as desci até o flanco, num ritual erótico para a penetração. Assim ela se sentiria mais à vontade. Dividi sua bunda e deixei que o buraquinho relaxasse e abrisse. Molhei o dedo na boca e umedeci a entrada da grutinha, enfiei um pouquinho para ela sentir. Meu dedo penetrou com certa dificuldade principalmente a junção dos ossos onde é um pouco mais largo.
“Caramba, não vai entrar”, pensei.
– Espera um segundo.
Corri para o banheiro e abri a porta do espelho. Sempre havia algo ali para ajudar, nem se fosse apenas um sabonete. Mas encontrei um óleo específico e lambuzei a mão. Voltei correndo e subi na cama. Lambuzei a entrada do cuzinho de Paula e o meu pênis, espalhei o restante pela sua bunda e a agarrei pelos quadris. Apontei e penetrei. No início a pontinha da glande e ainda sim com certa dificuldade. Entrei um pouco mais e Paula gritou de dor. Deitei-me sobre seu corpo e falei-lhe ao ouvido:
– Amorzinho, me escuta. Sou eu. Eu estou aqui com você – e continuei penetrando e ela gritando – Não tenha medo.
– Ai, Fabio,… aaaaai, eu… eu não estou agüentando.
Enfiei mais um pouco.
– É assim mesmo, o início é a parte mais difícil.
– AAAAAI, Faaaaabio.
Empurrei até que a glande toda entrasse. Nessa hora ela tentou trancar o cu. Quase fui castrado.
– Paula, pelo amor de Deus, relaxa,… relaxar,… aaaaai…
Ela relaxou um pouco e o cuzinho diminuiu a pressão. Precisei empurrar com a mão um pouco mais.
– AAAAAI, Fabio, pára… pára.
– Só mais um pouquinho.
– Não, não, não, AAAAAI, pára,… você está rasgando meu cuzinho, Fabiooooo – lágrimas corriam pelo seu rosto rosado e um filete de sangue do cu sobre meu pênis. Tirei imediatamente. Ela estava ofegante e olhava para mim com desgosto.
– Me desculpe, Paula.
– Você disse que não me machucaria. Você me rasgou todinha!
– Pense nisso como uma injeção. Dói no começo, mas quando você se acostuma parece só uma picada.
– Pois ainda agora pareceu uma picada bem grande – dizia ela ainda abraçada ao travesseiro, pois era o único com quem Paula compartilhara o sofrimento.
– Então por hoje chega – eu disse.
– A gente não vai transar?
– Bem que eu queria, mas depois daquela trancada que você me deu, estou com a cabeça do pau doendo.

Nossa noite acabou ali, com uma pequena frustração.


Continua…

Votem aí pessoal, vejo contos de 8 parágrafos com mais votos que os contos de Sex In Life, creio que a série não está sendo tão bem aceita apesar de uns 3 fãs declarados.


Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Comentários


foto perfil usuario sol45ma

sol45ma Comentou em 03/04/2013

continuo gostando, eu acho que os votos a menos são por causa do título, nao consigo achar outra explicação

foto perfil usuario ordau

ordau Comentou em 06/02/2013

Manda mais!!! Queremos paula totalmente entregue!!!

foto perfil usuario mrayland

mrayland Comentou em 02/02/2013

Ai fabio deixei de comenta no cap 8 pra comenta neste! Quero dizer que vc melhorou muito neste 2 ultimos contos ! Abraçao deixei meu voto




Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


23105 - Sex In Life - Primeira Temporada - Cap. 1 - Categoria: Incesto - Votos: 11
23159 - Sex In Life - Primeira Temporada - Cap. 2 - Categoria: Incesto - Votos: 11
23243 - Sex In Life - Primeira Temporada - Cap. 3 - Categoria: Traição/Corno - Votos: 11
23264 - Sex In Life - Primeira Temporada - Cap. 4 - Categoria: Heterosexual - Votos: 10
23324 - Sex In Life - Primeira Temporada - Cap. 5 - Categoria: Heterosexual - Votos: 7
23386 - Sex In Life - Primeira Temporada - Cap. 6 - Categoria: Heterosexual - Votos: 10
23412 - Sex In Life - Primeira Temporada - Cap. 7 - Categoria: Heterosexual - Votos: 8
23524 - Sex In Life - Primeira Temporada - Cap. 8 - Categoria: Heterosexual - Votos: 8
23723 - Sex In Life - Primeira Temporada - Cap. 9 - Categoria: Heterosexual - Votos: 8
23727 - Sex In Life - Primeira Temporada - Cap. 10 - Categoria: Heterosexual - Votos: 9
24017 - SEX IN LIFE – SEGUNDA TEMPORADA - Capítulo 1 - Categoria: Heterosexual - Votos: 11
24079 - SEX IN LIFE – SEGUNDA TEMPORADA - Capítulo 2 - Categoria: Traição/Corno - Votos: 7
24404 - SEX IN LIFE – SEGUNDA TEMPORADA - Capítulo 3 - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 8
24817 - SEX IN LIFE – SEGUNDA TEMPORADA - Capítulo 4 - Categoria: Heterosexual - Votos: 8
24818 - SEX IN LIFE – SEGUNDA TEMPORADA - Capítulo 5 - Categoria: Incesto - Votos: 8
24905 - SEX IN LIFE – SEGUNDA TEMPORADA - Capítulo 6 - Categoria: Heterosexual - Votos: 8
25185 - SEX IN LIFE – SEGUNDA TEMPORADA - Capítulo 7 - Categoria: Heterosexual - Votos: 6
25367 - SEX IN LIFE – SEGUNDA TEMPORADA - Capítulo 8 - Categoria: Heterosexual - Votos: 6
25523 - SEX IN LIFE – SEGUNDA TEMPORADA - Capítulo 10 - Categoria: Heterosexual - Votos: 6
25698 - SEX IN LIFE – SEGUNDA TEMPORADA - Capítulo 11 - Categoria: Incesto - Votos: 7
25919 - SEX IN LIFE – SEGUNDA TEMPORADA - Capítulo 12 - Categoria: Heterosexual - Votos: 4
26065 - SEX IN LIFE – SEGUNDA TEMPORADA - Capítulo 13 - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 6
26260 - SEX IN LIFE – SEGUNDA TEMPORADA - Capítulo 14 - Categoria: Heterosexual - Votos: 5
26589 - SEX IN LIFE – SEGUNDA TEMPORADA - Capítulo 15 - Categoria: Heterosexual - Votos: 9
27364 - SEX IN LIFE – Terceira Temporada – Cap. 1 - Categoria: Heterosexual - Votos: 5
27607 - SEX IN LIFE – Terceira Temporada – Cap. 2 - Categoria: Traição/Corno - Votos: 10
27698 - SEX IN LIFE – Terceira Temporada – Cap. 3 - Categoria: Traição/Corno - Votos: 6
27879 - SEX IN LIFE – Terceira Temporada – Cap. 4 - Categoria: Traição/Corno - Votos: 6
28115 - SEX IN LIFE – Terceira Temporada – Cap. 5 - Categoria: Traição/Corno - Votos: 4
28225 - SEX IN LIFE – Terceira Temporada – Cap. 6 - Categoria: Traição/Corno - Votos: 7
28404 - SEX IN LIFE – Terceira Temporada – Cap. 7 - Categoria: Heterosexual - Votos: 7
28617 - SEX IN LIFE – Terceira Temporada – Cap. 8 - Categoria: Heterosexual - Votos: 5
28618 - SEX IN LIFE – Terceira Temporada – Cap. 9 - Categoria: Heterosexual - Votos: 5
28699 - SEX IN LIFE – Terceira Temporada – Cap. 10 - Categoria: Heterosexual - Votos: 7

Ficha do conto

Foto Perfil fabio n.m.
fabio.nunes.mota

Nome do conto:
SEX IN LIFE – SEGUNDA TEMPORADA - Capítulo 9

Codigo do conto:
25368

Categoria:
Heterosexual

Data da Publicação:
31/01/2013

Quant.de Votos:
7

Quant.de Fotos:
0


Online porn video at mobile phone


ler contos de incesto eu e minha irmã lutando jiu jitsogibi hental em portugues so com gostosascontos eroticos gay cumplices de um resgateviciada em porra contoContos de incesto com sobrinha gravida do tio e se casaraoGay picas grandes quadrinhocontos eroticos minha sogra e minha empregadacoroas bebadas sendo fudidas grosas e taduerContos erotico cinemão padrasto.mete.na.mae e filhaNoitadas gays - contos eróticoscontos provocandoconto erotico di corno de velhocontos de madrasta catigando enteada com penis de borrachacontos incestuosos grupas muito safadorelatos contos eroticos haitianoconto erotico traveco dengosaContos eroticos .meu filho me comeu no sofa da salacontos eróticos de wife sharinggostosa de olhos verde de beibidol transparente pornoBuceta linda e lisainhasporno gay mangacontos veridico travesti roludo bem grandeswing porno mulheres vao sem calcinhaCapatazdotadocontoseroticosvirgemhomem malhado visido de homem aranha com tesão e com voutade de dár o cu porno gayContos eroticos meu amigo comendo minha maecaderante. putas. e gostosa de porto alegreSexo Eu meu marido e minha amigacontos bi dei o cu pro titio e meti a rola na titia.comcontos eróticos eu cheirando a calcinha da vizinha casadaminha enteada viu meu pau duro fato realcontos gay apartamentocoroa gostosa nuaTriste Fim de Jéssica - Capítulo contos eroticos gay de no onibosconto erotico o amigo do namoradoconto gay objetos no meu cucomeu a prima no mato porn mozMeu avo me arebendou contosquadrinho insesto comi minha tiaquadrinho porno mae e filhocontos erotico-banho com vocêamiga da minha mulhe nuaencoxadas contos porno tabu c fotosconto erotico primeira gozadacontoeroticoburrohomem casado dando cu praguei dapica grandecontos eroticos comi minha prima brincando de esconde esconde de calca de lycrarelatos eroticos arebentei os cabacinhos das duas novinhas chorou muitogibis pornoSou puta um muleke contos gayContos gay o jardineirocontos dopei minha esposacontos real de incesto demaes fudendo com filho menor de dezesseis anostesaodemulhersexocontos de incesto iniciandocontos eróticos de suruba com cunhadas virgensmeu primo tirou minha cueca e cheirou minha rolaconto comi a minha tia 2018Quadrinho erotico os sex menMeu marido fudendo com a comadre na minha frente conto eroticoxvideos imitando cachorro transa e garroubruninha sobrinha safadinha sentou no meu pau contos eroticosconto erotico perfil lcscontos vi meu marido espiano nossa filha no banhocontos herptico u grafitacontos de Cornos Syssi em Fortalezacontos eroticos figurinhasContos eroticos putinha do vovocontos eeoticos minha familia na praia de.turismomamaee. fez papai me fedur contocontos veridico marido quis ver sua esposa com outro mega pauzudao dotado e conseguiuno cu da sobrinha conto eroticosexo anal em quadrinhoscontos metendo com ti tiaContos eu nao sabia bate punhetacontos incesto comendo minha maeQuadradinho erotico conto 2006contos eroticos flagrei minha mae transando com meu paiquadrinhos eroticos meu sogro me comeucontos minha vida de cornocontos eróticos ladrão entraram na casa e mandaram ficar todos peladosConto erotico capsdei o cu pro meu padrinhocanto erotico pagando aposta com papaitete de fudelidade videos caseiro irmão come a buceta da irmã e coza dentrosubmiss viado contoptimrira sirica contoquadrinho erotico a filha do vizinhoxvideo gay mecanico sendo ertrupado por patraoFotos arredou minha calcinha e me comeuamigo do meu marido e maniaco contos eroticoporn em quadrinhos pegando a tiacontos eroticos com ai ui e palavroes e gimidos com maquinas de fode