Primeiro boquete que a empregada me proporcionou


Click to Download this video!


Como relatei no conto anterior, depois da punheta que a empregada me proporcionou, eu comecei a cada vez mais desejá-la. Ela sempre se insinuava e dava olhares incendiários, além de fazer caras e bocas safadas.

Eu também, sempre que podia encoxá-la, apalpá-la, cheiros o pescoço, eu o fazia. Era tão lindo ver aquele corpo desfilando pela casa trabalhando e me dando trabalho em raciocinar como e quando eu iria ter a promessa realizada.
Às vezes, nas encoxadas, eu punha o pau pra fora e ela olhava, suspirava e dizia q queria ele dentro dela. Mas ficava punhetando a seco e me deixava na mão na hora H. Reclamando que não queria que apenas eu gozasse.

Por dias eu baixei o fogo e ela estranhou por eu não estar mais correspondendo às suas insinuações.

Numa tarde de verão, eu estava apenas de short, sem cuecas. Ela veio para o escritório e ficava indo e vindo, olhando o que eu estava vendo no PC. Claro que tava vendo putaria, mas quando ela vinha eu abria um site de jornal. Mas o meu pau estava duríssimo e saindo por baixo do short, já q eu estava sentado.

Numa dessas passagens ela me flagrou com a página aberta e ao olhar meu pau, visualizou a cabeça dele vermelha e inchada. Ela não perdeu tempo e disse que era por isso que eu não estava mais ligando pra ela: porque estava vendo pornografia. Respondi que ao menos eu lubrificava a minha pica quando me punhetava.

Como continuei sentado e continuei navegando nas galerias, ela por trás de mim continuou olhando tbm, agora eu pus meu pau pra fora, com todas as veias estufadas e fui acariciando ele. Ela não aguentou e disse:

- Na minha frente não.

- Faça então você, respondi levantando com a cara mais tarada do mundo e indo em direção a ela.

Ela ficou parada e eu pus a mao em sua nuca, acariciei os seus cabelos, agarrei-a e a puxei para beijá-la. Ela veio lentamente mas com sofreguidão me beijou. Suas mãos procuravam minha pica, quando a encontraram, começaram as carícias. Eu segurei as mãos dela e tirei-as do meu pau. Ela olhou sem entender e eu falei, somente se lubrificar. Um milagre aconteceu.

Ela me empurrou para a cadeira e quando sentei, com o pau enrijecido, ela acariciou as minhas bolas por um tempo. Eu observando com o maior tesão. Ela começou a esfregar a minha pica em seu rosto, e, quando eu já ia conduzir a sua cabeça para que ela engolisse meu pau, ela pôs a lingua em minhas bolas, brincou, sugou as minhas bolas e devagarzinho foi subindo cada centímetro do meu pau, rodeando a cabecinha, chegando bem na fenda, e nela ficou brincando. Eu não estava mais aguentando aquilo.

Devagarzinho ele foi envolvendo a cabeça da minha pica com a língua e os lábios. Por segundos ficou assim. De repente, ela olha pra mim com a cara mais safada ainda e engole a pica ao máximo que ela conseguiu e ficou assim até que o ar lhe faltou.

Retirou a pica da boca e falou para que eu ficasse parado, que eu ia aprender a nunca mais ficar ignorando ela. Voltou a engolir devagar e depois aumentando o ritmo com volúpia, movimentando a cabeça pra cima e para baixo, apertando a minha pica em sua boca, roçando a língua em cada pedaço dela, os lábios macios deslizavam deixando a saliva no caminho como o lubrificante que eu desejava.

Não resisti mais, tirei a minha pica da boca dela, que ficou como um animal do qual você tira a presa, e veio pra cima de mim. Perguntei se ela queria a minha pica? Balançou a cabeça dizendo que sim, e então falei que seria do meu jeito.

Tirei a blusa, e esfreguei minha pica nos seios médios dela. Ela gemia e passava a língua pelos lábios. Vendo tanta aflição para ter a pica de novo em sua boca, eu fiz com que se ajoelhasse. Ela abriu a boca esperando que eu colocasse a pica, mas comecei a bater com a pica na cara dela. Ela ficou mais fogosa ainda. Abriu a boca e pôs a língua pra fora. Após a surra de pica na cara, eu mandei ela abrir a aboca, que seria fodida por mim. Abriu, coloquei e, movimentando devagar a sua cabeça que estava segura pelos cabelos, comecei a socar devagar, o ritmo foi aumentando e ela segurou em minhas nádegas cravando as unhas nelas. Soquei até o jato de porra ir no fundo da sua garganta.

Ela sugou tudinho apertando as minhas bolas. Saiu para o banheiro dizendo que da próxima vez, era ela quem ia gozar.


Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Comentários


foto perfil usuario casal tarado

casal tarado Comentou em 15/08/2014

Bem que VC poderia nos indicar essa empregada... Muito bom, votado.

foto perfil usuario terranova

terranova Comentou em 13/01/2013

Muito bem escrito, um abraço e boa tarde.

foto perfil usuario aventura.ctba

aventura.ctba Comentou em 12/01/2013

Bom conto, continue nos contando suas aventuras. Teve meu voto. Leia meis contos, comente e vote se gostar irei adorar. Angela:casal aventura.ctba




Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


24332 - A empregada me seduziu I - Categoria: Fantasias - Votos: 3
24893 - Fazendo a empregada gozar - Categoria: Heterosexual - Votos: 4
25223 - Viajando para foder - Categoria: Heterosexual - Votos: 2
32753 - Trabalho em grupo dá nisso - Categoria: Heterosexual - Votos: 1
86249 - Foda no almoxarifado - Categoria: Heterosexual - Votos: 0

Ficha do conto

Foto Perfil baiano.tarado
baiano.tarado

Nome do conto:
Primeiro boquete que a empregada me proporcionou

Codigo do conto:
24451

Categoria:
Fantasias

Data da Publicação:
11/01/2013

Quant.de Votos:
3

Quant.de Fotos:
0


Online porn video at mobile phone


quadrinhos eróticos realistacontos eroticos gay muay thaihq eroticoloucoscontos eroticos incesto. papai ahhhhh pai o que é isso?contos porno tio tirando a virgindade da sobrinhahomens de pau duro em publicoconto erotico podemos presentede formatura da madrastarelatoscomi minha sograconto erotico comendo a sobrinha mal humoradacontozoofilia cachorro fodendo garotinhasContos eroticos de incesto entre pais e filhas(os) novinhas(os)convidar puta de moz numero de selularcontos negao rasgador de velhasContos eróticos bezerra zoofiliacontos eroticos tininha aluna esforçadacontoseroticos idosos e netos com fotosmuito sexo e tesaoos simpson em quadrinho sexo gayconto erotico a menina me chupoucontoeroticocarnavalcontos+casada+traindo+com+estoria+em+gradrinhocontossado de submissao realabusada e humilhada parte 2contos com fotos esposas loba de cornocontos eroticos de casadas com instaladoresvídeo pornô da neguinha dando para o negão com calcinha de tão grande ela arregalou os olhos chorando de dorComto porno de madrinhano conto erotico melho tramsa d minha vida foi com minha mae e minha tiabuceta toda escancarada putariacomtos eróticos meu pastor mivil me masturbadoConto gay comido pelo coroa dominadorconto de encesto filho rasgou abucetinha da sua maecontos eroticos casadas com novinhosa vingança do corno conto eroticonegao pegou a neguinha ela nao aguetoupapai e vov¨® abusam de mim conto eroticosabado na piscina com a madrasta quadrinho eroticoContos eroticos mamando nos peitõescontos erotico gay na infância com amigosContos eroticos chupei minha mulher e minha filhaContoeroticofaveladaenfiando a pika na priminha da 8 aninhos contos eroticosquadrinhosporncontos eroticos de sissy passivasfotonovelaxxx lesbicasContos com fotos Subrinha pedindo mete na minha buceta quadrinhoscontos porno de padresfotos coroas cu arrrgacadosso no cu apedadiho da esposamenina. motara.abucetao caralho era tao grande e grosso que quase desmaiei com ele dentro do cucrente pauzudo comendo cu do gayultimos contos sadoContos eroticos lebicos de professoras e alunascontos eroticos sogro 2017mulher fica comedo de cachorro e da sua buceta praele que rosnava pra elaconto erotico gay fofinhoidosastesaoconto erotico ninasimone fazendo boquete conto eroticom com fotosConto erotico pai chega bebbado bbate na mae e nos fodecontos eróticos novinho iniciado por coroaconto jardineiro safado com loiratirando o atraso com a sobrinha de minha mulher contoscantores sertanejo tocando punheta nos showswww.mulherescasadascontoseroticos.comcomi minha irma bebadaporno encoxada na balada sentindo pau na mao e ela gostacontos eroticos homens muito rudes,vai ter que me da o cu sua cadelaconhecendo senhora conto eroticoinquilina casada transa com o dono cormo vai trabalhaconto erotico traveco mexeu comigocontos eroticos tirei sangue do cu virgem da minha sobrinhaporno quadrinho familia e assim parte 3conto erotico travesti se vestindo para darconto casada pinto itu cornovideos conto real dois caras me embreagaram e me comeram ate o meu cuconto viado safado pede rolacontos erótico acabei indo pela primeira vez num sítio de naturistaconto namorada nua em frente ao sobrinhocontos heroticos gay meu tio de dezessete me comeu a forca quando eu tinha oito anosrelatos eroticos pedi para ser traido gosteiincesto mae e filho fodem pela primeira vez contoscontos eroticos gay de dando uma mamada no moleque moreninho clarocontos eroticos convenci minha mulher a usar um biquine fio denta na praiacontos erotico namorada e puta