Perdoando a ingratidão de uma filha.


Click to Download this video!


Com 20 anos de casado e com uma filha (Perla) de 18, acabei descobrindo que minha mulher (40 anos); que trabalhava em uma concessionária de automóveis como secretária, andava indo até pra motéis com seu patrão. Eu nunca fui santo, mas não conseguia entender porque tamanha traição já que nunca deixei faltar nada em casa; nem mesmo sexo. Nossa separação foi um pouco tumultuada e minha filha mesmo sabendo de tudo ficou do lado da mãe. Além de ter sido corno, fui obrigado a dar pensão pra filha que simplesmente passou a me ignorar quando eu pedia pra vê-la… Tive que ir me acostumando a ficar longe das pessoas que eu mais amava na vida: mulher (a traidora) e filha (a ingrata).
Decepcionado, passei a ter relações com outras mulheres, porém evitava ter que conviver novamente no mesmo teto.
Perla ao completar 21 anos, tudo dentro da lei pude parar de lhe dar a pensão (que era uma boa grana). Três meses depois, Perla me ligou dizendo que estavam passando por dificuldade e que até a mensalidade da faculdade estava atrasada; simplesmente foi minha vez de ignorar.
Sabia que minha Ex estava vivendo com um pé-rapado e quando Perla me ligou pela segunda vez.
- Ué… Porque você não pede dinheiro pro amante rico de sua mãe?
- Ah pai; você sabe que há muito tempo ele largou a mãe e até mandou-a embora do emprego.
Foi a oportunidade de soltar tudo que estava entalado na minha garganta por mais de três anos; inclusive em relação de como fui desprezado por ela.
- Perdão pai; hoje eu sei que estava errada…
Disse-lhe que era difícil aceitar que ela, apesar de eu ter-lhe dado todo meu carinho, ter apoiado a mãe junto com seu amante. Perla insistiu que estava arrependida e gostaria de reatar nossa ligação de pai e filha. Ainda muito magoado disse-lhe que depois de uma viagem que teria que fazer, eu entraria em contato pra conversarmos.
Viajaria no próximo final de semana para um congresso político de uma semana na cidade de São Paulo. No dia seguinte de ter falado com Perla; sábado à tarde, estava no posto seis em Copacabana jogando futevôlei com os amigos quando notei uma loirinha de cabelos longos acenando com a mão em minha direção… Prestando melhor a atenção, mesmo estando um pouco diferente, reconheci Perla. Pedi substituição e fui em direção a Perla conferindo visualmente aquele monumento trajando um pequeno biquíni que valorizava todas suas curvas: peitos volumosos, cintura fina, ancas largas e um par de coxas perfeitas.
Segurei minha admiração e cumprimentei-a normalmente, vindo ela a me abraçar.
- Caramba pai… Quanto tempo né?
- Pois é, quase que não te reconheci!
Perla é que foi me levando e parando perto de um rapaz sentado sobre uma toalha; apresentou-o como sendo seu amigo… O amigo foi pra água e nos deixou sozinhos. Eu estava de boca aberta como Perla, durante o período em que ficamos sem nos ver tinha se tornado um mulherão. Voltamos a falar sobre nossos problemas e depois de lavarmos muita roupa suja, Perla ficou admirada por eu continuar morando sozinho. Falei-lhe que, depois da minha decepção familiar nunca mais quis me envolver muito a sério com qualquer outra mulher, era sexo e mais nada.
- (risos) Um homem bonitão como você, aposto que deve ter várias, não é?
- Até que não. Sou muito seletivo pra me envolver, mesmo sexualmente!
Mais algum tempo de conversa perguntei se o rapaz era seu namorado, Perla me olhando fixamente:
- É apenas amigo mesmo… (risos) Acho que estou igual a você; não estou a fim de ter nenhum relacionamento sério no momento!
Fui bem indiscreto:
- Também é só sexo e mais nada?
Perla sorrindo:
- Hum-hummm! Mais ou menos; mas acho que não tanto quanto você!
- Você acha que faço muito sexo?
- Ah pai, se eu fosse homem e tivesse um corpo sexy desses, ia me esbaldar com as mulheres.
- Mas você é muito bonita e está com um corpo excelente!…
- Mas sou mulher né pai! Tenho que tomar muito mais cuidado do que se fosse homem!
O rapaz voltou tempos depois e pedindo desculpas, disse que precisava ir embora já que teria um compromisso mais tarde. Perla levantando, me permitindo ver sua exuberante bunda:
- Que pena… Gostaria de ficar um pouco mais; mas como vim com ele, acho melhor ir também!…
Não sei o que me deu, mas acabei falando:
- Se ele não se importar de você ficar, eu te levo mais tarde até sua casa.
Perla pareceu ficar feliz e fomos para um dos quiosques para tomarmos umas cervejinhas e comer alguns petiscos. Uma hora e pouca depois, chamei Perla pra ir ao meu apartamento pra eu tomar um banho e me trocar pra levá-la até sua casa.
Após o banho e me aprontar, na sala Perla recostada no sofá parecia estar cochilando… Ela ainda de biquíni, e sobre o corpo uma saída de praia que não estava cobrindo direito seu corpo fiquei olhando exatamente pra onde estava sua xoxota delineada pelo tecido do biquíni… Perla abriu os olhos de repente me olhando ali de pé me deixando meio sem graça; perguntei:
- Se quiser, pode tomar um banho…!
- Saí da ilha só de biquíni e saída de praia pai… Não trouxe nenhuma outra roupa pra me trocar!
Fiquei meio sem argumento e a própria Perla:
- Se você tiver uma camiseta bem comprida; pode servir de vestido em mim!…
Dei-lhe uma toalha limpa e uma das minhas camisetas.
Perla saiu indo até sua bolsa de palha colocando dentro seu biquíni e a saída de praia… Logo imaginei que ela estava sem nada por baixo e, muito sem vergonha, comecei a querer tirar proveito daquilo.
- Senta aqui Perla, vamos conversar mais um pouco!…
Perla sentou ajeitando pra que a camiseta que não era tão comprida não deixar aparecer nada. Comecei pedindo pra que ela me falasse sobre a faculdade e Perla que já estava no quinto período de Farmacologia:
- Se eu não conseguir pagar, vou ter que trancar minha matrícula.
- Isso não… Vamos entrar num acordo pra que eu lhe ajude até você terminar a faculdade.
Perla arregalou os olhos e sorriu:
- Nossa; pai! Se fizer isso por mim vou ser eternamente grata a você!
- Só vou exigir uma coisa: não quero nem que sua mãe fique sabendo disso… Ela nem precisa saber que você esteve comigo, tudo bem?
Perla num ímpeto de alegria se jogou sobre mim me abraçando e me beijando no rosto.
- Tudo que você quiser pai. Ela parece nem se importar comigo mesmo… Ela acha que eu devo arrumar um homem rico e me casar logo!
Passei um dos meus braços em torno da cintura de Perla e sem querer notei que aparecia um pedaço de sua xoxota… Perla continuava abraçando-me pelo pescoço e parecia não se importar da camiseta ter subido ou não estava percebendo. Por mais que me esforçava em querer desviar meus pensamentos, meu pau estava ficando cada vez mais duro e acabei puxando-a pra que ela ficasse deitada em meus braços, com um grande bebê com as pernas esticadas sobre o sofá.
- Quer dormir hoje aqui? Amanhã podemos ir à praia juntos!
Perla ajeitando a camiseta calmamente pra cobrir sua xoxota.
- Como vou fazer sem roupa pai?
- Não dá pra dormir assim?
- (risos) Dá… Dá; mas você já viu como essa camiseta ficou indecente em mim?
- E daí? Tem algum problema pra você?
Perla logo relaxou soltando a bainha da camiseta.
- Pra mim não pai. Só que qualquer movimento que eu faço aparece tudo!…
Foi minha vez de rir:
- Já vi Perla… E achei bonitinha ela quase toda depilada!…
Perla deve ter raspado e só deixado um fiapo da largura de um dedo de pentelhos.
- (risos) Viu mesmo pai?
Cheio de pensamentos sacanas, soltei o corpo de Perla pra que ficasse apoiado sobre meu colo e consequentemente sobre meu pau que estava duríssimo.
- Você me deixa ver de novo?
Perla puxando um pouco a camiseta o suficiente pra deixar sua xoxota toda de fora.
- Assim, pai?
Levei a mão descobrindo que estava um pouco úmida e passando o dedo levemente olhando pro rosto de Perla que sorria.
- Gosta Perla?
- Hummm… Isso é perigoso e pode me deixar com muito desejo!
- Que tipo de desejo… posso saber?
Ela ajeitando corpo sobre meu colo levando a mão e passando sobre onde estava meu pau duro.
- Disso aqui pai…!
Eu que estava vendo Perla muito mais como mulher do que propriamente minha filha; atolei meu dedo em sua boceta a fazendo abrir mais suas pernas.
- Ele pode ser todo seu… Quer tirar ele pra fora?
Perla já abrindo minha bermuda.
- Não tem problema de eu ser sua filha?
Eu ajudando pra que minha bermuda descesse até o meio das minhas coxas.
- Não sei… Só sei que estou ficando louco pra transar com você!
Ela tirando meu pau de dentro da cueca e acariciando.
- Eu também estou desejando muito pai!…
Perla me surpreendendo beijando a cabeça do meu pau; voltei a mão pra sua boceta enfiando, novamente, o dedo.
- Quer chupar Perla?
Ele me olhando.
- Você gosta pai?
- Gosto sim filha… Vai… Chupa um pouquinho…!
O tesão por esta ali fazendo aquelas sacanagens com minha própria filha; passei a chamá-la realmente de filha.
- Iiiisssoooo… Que boca deliciosa filha… Aaaahhhh… Aaaaahhhh…
Mas meu pensamento era aquela bocetinha onde estava meu dedo.
- Vamos lá pra cama; vamos?
Perla rapidamente soltando meu pau.
- Vamos pai… Quero ser toda sua!
De pé, tirei toda minha roupa e tirando a camiseta vi o corpo mais bonito de todas as mulheres que já tinha tido. Pegando uma camisinha no criado mudo, deitei e a própria Perla fez questão de vestir minha piroca e logo tomar a iniciativa de subir sobre meu corpo e ir lentamente abaixando pra que sua linda bocetinha ficasse sobre meu pau.
- Ooooh! Ooooh! Huuuummmmm… Como você é gostoso pai…!
Fiquei todo tempo olhando aquela bocetinha quase careca ir engolindo lentamente meu pau pra depois começar a subir e descer num ritmo cada vez mais alucinante… Perla parecia um furacão que suas nádegas batiam fortes sobre minhas coxas. Ela foi diminuindo o ritmo e reclinando o corpo sobre o meu; gemendo.
- Aaaaah! Aaaaah!… Vou gozar!… Vou gooooozar paaaaaiiiiiii!!!!!!
Perla contraia a boceta repetidamente e eu já sentindo que também meu gozo estava chegando, puxei Perla e beijando sua boca fui sentindo meu pau ir pulsando e soltando toda porra dentro da camisinha.
Perla sem tirar a boceta de sobre meu pau, passou a me beijar na boca.
- Nunca tinha feito sexo assim tão gostoso pai… Adorei!
- Também gostei muito… Você é uma mulher incrível!
Saí da cama o tempo necessário pra me recompor; tirar a camisinha e lavar meu pau, pra voltar e encontrar Perla ainda nuazinha sobre a cama. Deitei abraçando, acariciando seus seios e beijando muito aquela boquinha sedutora… Só sei que menos de meia hora depois eu estava fodendo novamente a bocetinha gostosa da minha filha que urrava de prazer.
- Vai pai… Soca com mais força… Ooooh… Oooooh… Isso… Isso… Mete tudo e me faz gozar pai…
Eu socando feito um cavalo na boceta da égua.
- Goza filha… Goza pro papai; goza!…
Nos dois explodimos num gozo delicioso com nossas bocas grudadas chupando um a língua do outro.
No domingo, demos duas boas trepadas antes de irmos pra praia. Voltamos 2 horas da tarde e após um bom descanso mamei muito nos seus suculentos seios e ganhei uma chupeta das mais incríveis… Perla mamou minha piroca e mesmo eu gozando dentro de sua boca ela não largou… Bebeu toda minha porra e ainda passou a língua por toda minha pica.
Levando Perla até próximo sua casa na Ilha, fiz-lhe um convite dela me acompanhar e ficar comigo por uma semana em São Paulo… Aceitou toda contente; principalmente por nunca ter andado de avião.
Foi uma semana bem proveitosa politicamente e Perla me acompanhou todo o tempo como se fosse minha namoradinha… Os que me conheciam sabiam que eu estava separado; mas ninguém conhecia minha filha Perla.
Perla ficou encantada com o luxo do hotel (5 estrelas), e logo que chegamos fomos tomar um banho juntos antes de irmos ao coquetel de abertura do congresso… Debaixo do chuveiro abracei-a por trás e sentindo a maciez de sua maravilhosa bundinha resolvi esfregar meu pau já duro entre suas nádegas… Foi a própria Perla que rebolando:
- Está querendo minha bundinha pai?
- Oh filha… Você tem uma bundinha muito gostosa; eu posso?
- Pode sim pai… Mas vai devagar que faz tempo que não transo com ninguém por aí!
Ela segurando uma barra de ferro na parede (utilizada por idosos) e abrindo as pernas ficou esperando eu molhar minha piroca… Puxando-a pela cintura e forçando logo meu pau abriu aquele apertadinho cuzinho e foi entrando.
- Ai pai… Aaaaiiiii… Hummmm… Continua… Continua… Oh Meu Deus; enfia pai… Enfia tudo…
Sentindo que a safadinha estava gostando de levar no cú, enterrei até o talo e comecei a socar sentindo nitidamente a borda do seu cuzinho mordendo meu cacete… Foram uns 5 minutos fodendo a bundinha da minha filha até enchê-la de porra.
Quando voltamos de São Paulo, bastou eu ficar duas semanas longe de Perla pra sentir uma puta saudade daquela deliciosa putinha. Quando Perla apareceu no meu apartamento pra buscar o dinheiro pra faculdade, e depois de duas horas na cama trepando feito dois amantes enlouquecidos, perguntei se ela gostaria de morar comigo… Estamos já há dois anos juntos.
Foto 1 do Conto erotico: Perdoando a ingratidão de uma filha.

Foto 2 do Conto erotico: Perdoando a ingratidão de uma filha.

Foto 3 do Conto erotico: Perdoando a ingratidão de uma filha.


Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Comentários


foto perfil usuario skarlate

skarlate Comentou em 28/01/2016

maravilha

foto perfil usuario marcoza

marcoza Comentou em 18/10/2013

Delicioso e muito excitante.

foto perfil usuario luanda

luanda Comentou em 18/09/2013

votado!

foto perfil usuario sofa

sofa Comentou em 15/09/2013

Belo conto e q foto...hummm

foto perfil usuario marcelo bh

marcelo bh Comentou em 05/05/2013

que loira gostosa.

foto perfil usuario taramoreno

taramoreno Comentou em 17/04/2013

Gostei muito desse conto .. Um homem traído e deixado pela esposa e ignorado pela filha e mais tarde comi a filhinha gostosa.. Show

foto perfil usuario marcinha

marcinha Comentou em 27/02/2013

foi legal, quase chgorei, leia meus contos tb...

foto perfil usuario pegasus34

pegasus34 Comentou em 11/02/2013

belo conto de pai pra filha e gostaria de ser o amante de sua filha pai posso e faço com gosto de dividir vc com ela pra dp

foto perfil usuario jordanel

jordanel Comentou em 29/10/2012

Muito bom, um dos poucos contos que o traido não vira corno assumido e come a filha gostosa.




Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


20588 - CHUPEI O MEU PAI NO BANHO - Categoria: Incesto - Votos: 77
20591 - Como meu pai me comeu gostoso - Categoria: Incesto - Votos: 77
20621 - Dei para meu padrasto - Categoria: Incesto - Votos: 49
20658 - Meu pai ficou de mal comigo. - Categoria: Incesto - Votos: 30
20695 - Amo meu Pai mais que tudoooooooooooo - Categoria: Incesto - Votos: 30
20997 - Professor de matemática - Categoria: Fantasias - Votos: 11
21237 - Meu pai e eu puro tesão - Categoria: Incesto - Votos: 18
21333 - O pai da minha amiga - Categoria: Coroas - Votos: 32
21335 - Remedinho do padre ... - Categoria: Masturbação - Votos: 33
21352 - Comida pelo meu irmão - Categoria: Incesto - Votos: 30
21528 - Como perdi minha Virgindade - Categoria: Incesto - Votos: 26
21529 - AULA COM PAPAI DEVASSO - Categoria: Incesto - Votos: 17
21530 - MINHA FILHA M.P. - Categoria: Incesto - Votos: 13
21531 - Meu filho bundudo - Categoria: Incesto - Votos: 36
21540 - Meu pai comeu gostoso o meu cú - Categoria: Gays - Votos: 17
21541 - meu pai comeu meu cuzinho - Categoria: Incesto - Votos: 25
21573 - Chupei o cacete do meu irmão e dei o cú pra ele - Categoria: Incesto - Votos: 14
21575 - Bebada no Natal ganhei presente que não esperava - Categoria: Incesto - Votos: 19
21577 - Acabei dando pro meu pai. - Categoria: Incesto - Votos: 23
21591 - Eu 1,50 m e meu pai, 1,90 m. - Categoria: Incesto - Votos: 22
21606 - Tinha 18 anos e um mês quando papai me comeu. - Categoria: Incesto - Votos: 37
21607 - Virei a mulher do meu irmão. - Categoria: Incesto - Votos: 20
21608 - Meu irmão me pegou e eu gostei… - Categoria: Incesto - Votos: 17
21615 - Irmã carente no banho - Categoria: Incesto - Votos: 35
21967 - Amarrada e comida pelo tio - Categoria: Incesto - Votos: 20
21970 - Agora é Papai quem come meu cuzinho uiai - Categoria: Incesto - Votos: 13
22136 - CASO REAL COM PAPAI - Categoria: Incesto - Votos: 19
22137 - PROVOCANDO MEU PADASTRO - Categoria: Incesto - Votos: 11
22138 - TRAI MEU MARIDO COM MEU PAI - Categoria: Incesto - Votos: 32
22633 - Depois de eu ter pedido muito, meu avô deixou - Categoria: Incesto - Votos: 34
22634 - PAPAI ME CUROU DA SINTROME DO PÂNICO. - Categoria: Incesto - Votos: 19
22828 - AMOR COM PAPAI - Categoria: Incesto - Votos: 18
23500 - Acabei ficando tarada pelo meu pai. - Categoria: Incesto - Votos: 21
26446 - Papai e eu - Categoria: Incesto - Votos: 31
26600 - REALIZEI A VONTADE DO MEU PAI - Categoria: Incesto - Votos: 11
26601 - COM PAPAI NA CHACARA - Categoria: Incesto - Votos: 15
30197 - Eu amo meu papai - Categoria: Incesto - Votos: 36
32092 - Filhinha Virgem e Inocente - Categoria: Incesto - Votos: 30
33230 - Meu primeiro orgasmo - Categoria: Incesto - Votos: 15
33231 - Primeira vez com padrasto - Categoria: Incesto - Votos: 22
36684 - meu padrasto, brincando de médico - Categoria: Incesto - Votos: 15
55161 - SENTINDO O PAU DO PAPAI - Categoria: Incesto - Votos: 100

Ficha do conto

Foto Perfil puta safada
puta safada

Nome do conto:
Perdoando a ingratidão de uma filha.

Codigo do conto:
21613

Categoria:
Incesto

Data da Publicação:
28/10/2012

Quant.de Votos:
40

Quant.de Fotos:
3


Online porn video at mobile phone


contos dando mamadeira pra filunha bebeconto eroticos ladroes invadem casa e comem a mulher na frente do maridodesenrolar do Boyzinhosexo com çdu filho novinho conto eroticoConto porno meu marido me apresentou seu amigo do pau grandeconto erotico aves que fui arrombado transexietorias de mulher que deu o cu virgem e nao aguentou o pau no cu com fotoscinto de castidade uretral conto eroticocontos erotico de mulhere que trairao seus maridosconto erótico gay com marinheiro carinhosoIncestos com vovô e papaipeguei minha sogra de saia justa e fode elaincesto avo bolinando netinha pequena na chácaracontoeroticobebeler contos eroticos com mulhres virgem sendo em caixada no metro ate o cara gozaras buceta sussurrantecontos eróticos vovó comendo o cu da netinhacontos eroticos traicao praia suruba gangbangPorno contos mamaes iniciam incesto chupando bucetinhas de suas filhinhas e ensinando tudoconto erotico gozada na bucetaContos dupla penetracao gangbang fazendaConto porno putinha do velho desde de novinhaConto de gang bang no posto de gasolinaquadrinhos eroticos- 3d-2017samba porno zool conto de incestoconto erótico calcinha peõesconto viado corno putaContos esposas safadas no menagefodendo a velha mozconto erotico gay mudei de sexo e virei putacontos eroticos gay meu pai de vinte e dois anos bebado comeu meu cu quando eu tinha oito anoscontos eroticosce1 15 a/gande viagemex espozsa ruiva com os negros contovizinho 40tao contos gaySexo com Beto Papakucontos gays punhetei o meu sobrinhodecoradora gostosa decha chupa xoxotacontos eróticos gay-meu tio tirou minha virgindadeGATA KERENDO FODER RAPIDOdwolland coroa gauchaPorno de um padrasto rebentado a buceta delaDepois que eu fui embora da praia com a minha sobrinha eu levei ela pra um hotel eu tirei a virgindade da buceta dela e a virgindade do cu dela fiz ela virar mulher conto eroticomulher transando flAgrantecontos eroticos meu tio me embebedou e me chupou eu dormimdoarmei para minha namorada santinha ser arrombadaconto erotico gay: tirei a virgindade do evangelicocontos com fotos comendo cu travesti bebadacomi acadela de ruscontos eróticos era menina mas aguenteicontos eroticos flagrei minha namoradacontos gays moleque hetero fudedorConto porno desdi pequena pai e mae me comeConto Gays erótico dando o cu gostoso para o primorelatos eróticos reais incesto mãe sentada no colocontos herotico taduendoimagens de meu filho atrevido e selvagem entre irmaos homens transando em quadrinhosengolindo ate otalo cradrinho eroticoscontos erotico cu sujocontos eroticos incesto brincando de casinhaos policias comero minha muler porno contos eroticocontos eroticos de coroas cagando no pauquadradinho erotico de travestefudendo bucetas deliciosas de mulheres gostosas noivastrai meu marido com irmao deleconto erotico coroa do interiorcontos erotico de casada de colina spConto dei pro jardineirocontos gays o andarilhoConto erotico gay eu e um travestimeu corninho gosta de ver sua mulher espetada numa picona pretaconto erotico mendiga novinhadei minha buceta para o pai da mcontoeroticoputagostosaContos eroticos/minha sogra cavalaxvideo impinotisa a familia depois comícontos eroticos de rabo inocenteContos eróticos de incesto mamae gulosa mamando no pauzaos dos seus filhos e de mais cinco negao em um gang bangquadrinhos eroticos joaozinhocomtos exitantes