Vampiro Parte 3


Click to Download this video!


Deixo ele me guiar até um caro preto. Que era o mesmo que transamos noite passada no capo! Ele me poe no banco do carroneiro e fala:
__Me espera uma meia hora que eu vou me livra do corpo que eu matei e volto logo. Eu fico quieto pensando comigo mesmo eu deveria estar louco em aceitar ir com ele! Esperei não muito ele voltou para o caro vinte minutos depois não perguntei o que ele tinha feito com o corpo porque foi ele afinal que tinha matado aquele rapaz! Fui o trajeto todo para sua casa calado e ele também. A casa dele era dentro de um condomínio de luxo e era enorme! Ele me levou a uma suíte e me deixou roupas limpas e me mostrou o banheiro que era dentro da suíte. Tinha uma hidromassagem era bom para relaxar. Tomei um banho demorado e quando saio somente com a toalha em minha cintura dou de cara com ele que estava me esperando sentado na beirada da cama de casal pelo visto ele também tinha tomado um banho e estava usando roupas claras e confortáveis combinava com aquele cabelo loiro prateado. Eu fico meio sem jeito com o olhar de faminto de desejo que ele me lança encarando meu peito. Eu era muito branco. E depois do que ele me fizera eu tinha medo dele.
Ele percebeu meu olhar e dize:
__ Não se preocupe não vou te tocar sem sua permição!
Eu me senti um pouquinho aliviado. Pego minhas roupas e saio correndo de volta para o banheiro coloco com presa e com certeza eram roupas dele porque em mim ficaram enormes arremango as calças para não tropeçar e volto para o quarto e fico olhando para ele que parecia nervoso.
__ Vamos Roberto desembucha o que era de tão importante assim que queria conversar comigo!
Ele me olha sem jeito e fala:
__Eu iria te dizer guando a gente se encontrasse novamente. Mais aconteceu tudo aquilo...
Eu ainda olho para ele esperando ele desembuchar logo.
__Sabe Andrew a família lumpina tem regras e são regras de sangue não tem como quebrá-la. Eu já te disse que eu o escolhi como companheiro!
O interrompo.
__Sim pode continuar que eu não to entendendo direito esse negócio de companheiro!
__ É meio complicado sabe não foi de propósito eu quando transei na noite passada com você eu sem querer por causa de seu cheiro especial eu o marquei como companheiro. Ai que vem o problema não tem como eu voltar atrás eu estou apaixonado por você e a marca que deixei em você é permanente e única pois não poderei nunca mais fazer isso com outra pessoa. Pois é um hormônio que é largado inconscientemente sem que eu perceba quando um macho encontra sua fêmea! Ou seja, quando um lobisomem encontra sua alma gêmea. E é irreversível mesmo que essa fêmea venha a morrer o lobisomem não poderá acasalar novamente porque esse hormônio me torna um castrado para outras pessoas que não for a pessoa escolhida. Entende?
Grito bem alto.
__ QUE!!! Tu tá louco eu sou um homem não uma fêmea! Porque você não tomou cuidado com isso se sabia que podia ficar preso a uma só pessoa pelo resto de sua vida?
__ Eu tomei cuidado sim! Eu sabia que quando meu corpo reconhece a fêmea eu ficaria preso para sempre! Mais era por isso que eu só transava com garotos! Para não ficar preso muito sedo a uma única mulher! Em todas as gerações de lobisomens eu nunca soube um caso que o macho largasse o hormônio de união com outro homem!
Fiquei boquiaberto a situação realmente começou a ficar difícil. Isso explica ele ter surtado quando me viu eu me alimentando! Afinal pelo que eu entendi ele nunca mais conseguiria transar com ninguém e somente comigo! A coisa realmente tava preta pro lado dele! Isso também explica os pesadelos porque eu tinha agora um elo com ele.
__Provavelmente seu corpo reagiu ao meu por eu ser um vampiro e exalar um cheiro irresistível para o resto das pessoas!
Ele concordou com a cabeça.
Fiquei pensando no assunto. Muito preocupado. Eu tinha dessa vez me metido em uma enrascada siguinificava que ele me seguiria até o fim do mundo não me deixaria em paz! Ele mesmo me disse que a ligação de companheiro podia fazer com que ele me achasse facilmente!
Ele olhou para mim preocupado parecia prever minha preocupação com o assunto.
__ Fica aqui comigo um dia para decidir o que você fará! Eu não vou forçá-lo a se casar comigo! Mais ainda de eu ter quase lhe tirado a vida! Sei que se fosse humano não teria resistido a hemorragia. Pense a vontade depois me fala. Ele falou isso e levantou-se e tava quase saindo pela porta.
__ Espere não posso ficar nesse quarto!
Ele me olha espantado.
Dai lhe explico o motivo.
__Eu não posso ficar onde bate sol esqueceu sou um vampiro! Aqui tem janelas sem venezianas e no que o sol nascer eu morreria carbonizado! Sou completamente alérgico ao sol minha carne queimaria feito gasolina. E enquanto durmo durante o dia fico muito vulnerável e sem forças nem mesmo de me levantar!
Ele me olha muito preocupado, pois sabia que se eu morresse ele sairia perdendo. Pois mesmo que eu lhe respondesse que não ele ainda teria esperança de me conquistar um dia agora se eu morresse a história era diferente.
Ele acenou me chamando.
__ Vem comigo. Ele me levou para um porão no final de uma escadaria. Era no subsolo lá não teria perigo. Tirou uns lesões de uma mobília que tinha no lugar e me mostrou um cama toda vermelha com as cobertas vermelhas. Eu sem dizer palavra me joguei na cama fazia anos que eu não deitava em uma! De tão cansado peguei no sono rapidamente. Com ele ali perto de mim ele vem com cuidado e beija meus lábios e murmura.
__ Me escolhi por favor! Não quero passar o resto da vida sozinho!
Ele ficou ali cuidando meu sono. Que tive pesadelos envolvendo ele e uma criatura peluda que me perseguia. Debati-me muito e ele preocupado comigo não arredou o pé dali um estante sequer!
Dormi o dia todo Roberto só saio de meu lado para fazer um lanchinho e ir ao banheiro. Quando acordo a noite encontro ele me olhando. Estava abatido pelo jeito não tinha dormido nada porque tinha olhos vermelhos irritados e olheiras horríveis. Meu coração tombou e acelerou feito louco de ver como ele estava preocupado em ficar ao meu lado. Será que eu apesar de tudo estava me apaixonando por ele? Seria possível eu encontrar o tão famoso amor nos braços fortes desse lobisomem?
Desviei os olhos dele e nesse estante minha barriga roncou muito alto. Que vergonha ele tinha escutado. Resolvo falar alguma coisa.
__ Me desculpe eu estou morrendo de fome você me daria licença para eu sair caçar meu jantar?
Ele me olha pensativo e pergunta.
__ O teu jantar vai te agarrar feito ontem?
__Sim não tem como evitar está na minha saliva o hormônio sexual!
__Então não deixo não!
Olho para ele preocupado porque eu não podia ficar nem uma noite sem me alimentar porque correria o risco de com a diminuição do sangue em minhas veias meu coração pararia dai seria o fim eu morreria.
Ele me olha entendendo meus pensamentos angustiantes. Pergunto-me se a tal união que ele falava dava para ele ler minha mente quando bem entendesse.
Fico o encarando e ele mostra seu pulso bem diante de meus olhos.
__Beba!
Tentei questionar com ele.
__Não, não posso porque já tirei bastante ontem se eu fizer novamente é você que correrá o risco de morrer.
__Bobagem! Eu cicatrizo muito rápido mesmo se me tirarem um membro ele regenera em questão de horas. To com a mesma quantia de sangue de ontem.
Olho para ele admirado realmente ele não era humano e com a fome que eu tinha não iria me negar uma refeição dada de livre e espontânea vontade, puxo jentilmente seu braço e coloco perto de minha boca seu pulso, abro a boca e mostro minhas presas. Ele me olha com um brilho no olhar mordo gentilmente a carne macia de seu pulso. Não vou negar o sangue dele era muito saboroso. Porque não estava entupido de álcool ou drogas que me deixavam tonto. Na medida em que sugo seu sangue que desse muito quente por minha garganta ele se excita com o outro braço livre ele puxa meu corpo até que eu ficasse meio embaixo dele, ele me acaricia enquanto geme de prazer por causa de minha saliva. Passou a mão atrevida por todo meu corpo entrando na roupa larga que eu vestia. Ele empurra seu quadril no meu me deixando excitado. Ele geme cada vez mais alto enquanto eu bebo seu sangue. Num puxão mais forte ele me poe sentado bem em cima de sua ereção. Satisfeito com o sangue eu lambo a ferida exposta do pulso dele que cicatriza imediatamente. Ele não da tempo de eu engolir o resto de sangue em minha boca e me beija necessitado com o gosto de seu próprio sangue em meus lábios ele se esfrega e me agarra com os braços balançando meu quadril na sua ereção Roberto não avia se aliviado com minha mordida. Eu gemo de prazer em ter nossas ereções esfregadas uma na outra por cima da roupa. Ele não encontrou resistência por minha parte e começou a tirar minha roupa e eu estava tão excitado com a situação que me entrego aos seus toques experientes. Ele me beija com desespero invade minha boca com sua língua exigente me deixando sem ar nos pulmões me separo de seu beijo precisando de ar ele marca meu pescoço com beijos molhados e chupa meus mamilos com força arrancando de mim gemidos altos de desejo. Ele me puxa para baixo de seu corpo. Arranca fora o resto de minhas roupas. Assusto-me um pouco com seus movimentos bruscos e o encaro com medo no olhar. Roberto sente meu medo e me abraça com carinho sussurrando em meu ouvido.
__ Não se preocupe não lhe farei mal!
Dizendo assim me beija novamente até sentir meu desejo novamente. Ele desse seus beijos por meu pescoço e barriga e com gula abocanha meu pequeno falo. Gemo alto! Roberto continua a felação até que eu não agüento mais e derramo minha semente em sua boca que sem perda de tempo usa meu próprio gozo para me lubrificar com sua boca e língua. Sinto-me cada vez mais quente com sua boca em minha entrada. E gemo novamente. Roberto vendo meu jeito passa generosa quantia de saliva em seu falo e começa a me penetrar lentamente. Fico nervoso com a dor da invasão e me contraio involuntariamente. Roberto era bem grande para mim parecia que estava me rasgando no meio. Compreensivo da minha situação ele sussurra novamente em meu ouvido.
__ Calma bebê! Tenta relaxar sua musculatura que a dor logo passa!
Largo um longo suspiro e me agarro em seu pescoço enquanto tento me acalmar. Ele vendo que eu parecia mais relaxado começa o movimento de vai e vem dentro de mim. A dor some por completo e começo a gemer e acompanhar os movimentos do quadril dele. Fica cada vez mais gostoso ele acerta em cheio meu ponto de prazer. Roberto acelera seus movimentos e nós dois gememos alto. Não agüento mais tanto prazer e gozo em nossas barrigas. Roberto sentindo as contrações musculares de meu canal o apertando goza também dentro de mim. Cansado ele rola para meu lado e acaba dormindo pelo jeito ele precisava por ter me cuidado durante o dia.
Apesar de cansado me levanto e vou para o fundo do porão onde eu vi um banheirinho. Tomo uma ducha rápida e volto para a cama com Roberto dormindo. Eu não tinha me decidido ainda se ficava com ele ou iria embora de sua vida de vez. Bem que ficar era tentador. A seu lado eu poderia ter proteção, carinho, amor e alimento! Era tudo que eu sempre quis! Não precisaria correr o risco todos os dias para conseguir uma morada provisória e alimento suspeito de gente drogada e bêbada. Claro que eu tinha que pensar mais antes de decidir ficar. Pois Roberto podia ser meio perigoso com essa história de companheiro de lobisomem. Ele era bem ciumento. Abraço-me na cama com Roberto que chega a esquentar meu corpo frio com sua elevada temperatura. Enquanto ele dorme profundamente eu fico pensando em meu futuro. Fico com ele ou não fico afinal?

Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.





Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


16073 - Garoto de Programa Parte 1 - Categoria: Gays - Votos: 1
16074 - Agarrado na Biblioteca - Categoria: Gays - Votos: 0
16075 - Dando no Mato - Categoria: Gays - Votos: 0
16076 - Garoto de Programa Parte 2 (final) - Categoria: Gays - Votos: 1
16077 - Dando no Rodeio - Categoria: Gays - Votos: 1
16078 - Vampiro Parte 1 - Categoria: Gays - Votos: 1
16079 - Vampiro Parte 2 - Categoria: Gays - Votos: 2
16081 - Vampiro parte 4 (Final) - Categoria: Gays - Votos: 1
16496 - Simon - Categoria: Gays - Votos: 0
17172 - Desejo - Categoria: Gays - Votos: 0

Ficha do conto

Foto Perfil marcos gatinho
marcosgattinho

Nome do conto:
Vampiro Parte 3

Codigo do conto:
16080

Categoria:
Gays

Data da Publicação:
03/03/2012

Quant.de Votos:
1

Quant.de Fotos:
0


Online porn video at mobile phone


dominando com hipnose tesudaNo cuzinho doi loirinha novinha conto eroticocomi a avó do meu amigo contos eróticosEu tava fundendo minha esposa no meu quarto minha sogra viuva ela entrou nua no nosso quarto ela disse meu genro fode eu e minha filha nois duas juntas conto eroticocontos encoxando rabos enormescontos erotico vo netinhasporno em quadrinho comendo mae conto erotico com foto de maechupando netaconto erotico tia peludaconto.eroticos.2017novinha.safadaconto erotico fui assaltado usando roupas de putinhaphorno empregadaConto erotico de evangélicacontos de corno esposa gravidacontos eroticos de maes e filhoscontos erótico enquanto minha mulher dormiacorno transformado dedo cu conto eroticoconto erotico menina de sete anos e o mendigoex.sogra.solteira.e.gostosa.como comerporno contos eroticos pai comeu meu cu numa aposta ,gayuhmm filme so mulher fofendo no onibos com negaocontos personal encoxando a cavala na academiacontos eroticos gay chiquititasquero ve coto erotico de menina bebe virgem que foi estruprada pelo homemcasada que fes zoofilia pela primera vesconto eroticoevangelica escravaComtos erotico casada e putaContos coroas bicuzinho bem melado de cdzinha conto eroticocontos bi dei o cu pro titio e meti a rola na titia.comPicas cearenses com 25cmconto erótico cabaço incestoconto erotico minha esposa adora conta as foda dela e eu flaguei elaconto de sexo com bem dotadodragon ball z porno yaoi hq conto incestoentrei no quarto da mae comi ela em quanto papai dormiaContos de ninfetas sem calcinhacontos seduzida pelo pauzao do papaise engasgou com agosadanovinha da a buceta no restaurante na área de repousocontos eroticos cunhada e sogrAfodi o cu da minha ex com farinha contos eroticosfudendo cadela de frango assado zoofiliavi o pau do meu paiContos minha mae me pegou chupando a minha filiha e pediu p ela chupar tambemcontos eróticos doente mental violento e minha esposaCANTOS FOTOS EROTICAS TIO NEGAO PIROCUDO COM SOBRNHAS VIRGEMconto erotico uma pica gostosacontospornor de alagoasSexo gostoso contoai ui tio safadocontos safados professor brutocontos eroticos tio insemina sobrinhao corno da mia cuiada saio ela fico fudeno feitconto erotico coroa do interiorcontos eróticos emprestando a esposatexto e fotos de historia de porno titiu meio safado e inocente e subrinha safadacontos eróticos massagista casada abusadaContos erótico meu pau e enorme mas a sogra quisconto eroticos seduzi meu paicontos eroticos homens que vestem roupas femininascontos gay novinho bebadoconto erótico sogropai comendo o cu do filhobundudo virgemSexo dp eroticocontos verdadeiro de incesto cunhada transando com o cunhado pauzudao dotadoEu e meu macho padrastocontoseroticoa minha mulher me traiucom um garotoHq porno gaycontos quadrinhos reaiscontos eroticos adoro leite delescontos eroticos de madura com neguinho novinho analVer quadrinho de homem comendobuceta gostosagordo passivo rabudocontos eróticos botei o pau na buceta de minha filha de sete anosconto erotico maemae e meu paipaigay vampiro contopunheta contos videos encoxada publico