VALÉRIA A SOBRINHA INCESTA - PARTE II


Click to Download this video!


Meu nome é Valéria, atualmente estou com 21 anos, sou solteira, moro em Porto Alegre RS, sou

morena de olhos verdes, 1.65 m, 52 Kg. O que relatei no conto anterior foi o que aconteceu

comigo quando eu tinha uns 18 anos, meu tio tirou meu cabacinho do meu rego e tambem que

todos os dias dava a ele o rabo em sua cama, so uma coisa que ficou na minha cabeça, ainda

não havia entendido porque meu tio não comia minha xaninha virgem, sei lá, talvez tenha medo

de me engravidar ou queria que eu preserva-se o cabaço da grutinha. Por enquanto era curtir

aquela enorme pica no rabo. Depois de uma noite deliciosa de rola na bunda, acordei por

volta das 10 da manhã e fui para cozinha para sentir novamente aquela pica dura, estava

tarada pelo cacete de meu tio, chegando lá não encontrei meu tio, procurei por toda a casa e

não encontrei ninguem, como vcs ja sabem meus pais trabalham o dia todo, meu tio havia saido

cedo de casa, não sabia aonde tinha ido, fiquei um pouco triste, estava com muito tesão, meu

rabo sentia saudade daquela picona maravilhosa, até hoje ele nunca investiu na minha xaninha

virgem. Por volta das 11 e meia manhã meu tio chegou em casa, estava com uma caixa de

presente, chegou até mim e disse que este presente era para mim usar hoje, coloquei a caixa

sobre a mesa e abri os laços, adorei o que tinha dentro da caixa, era um conjunto de

lingerie de cor vermelha, tinha um sutiã, meias, uma tanguinha fio dental e uma cinta-liga

tudo em renda, meu tio deve ter pagado caro por isso, adorei o presente afinal nunca havia

usado cinta-liga, eu sabia que para uma garota usar cinta-liga devia ter pernas grossas e um

bumbum grande pois senão fica muito feio, eu era um menina bem desenvolvida para minha

idade, tinha uma cinturinha marcada, coxas grossas musculosas e um bumbum grande e

arrebitado, então hoje decidi me arrumar todinha para meu tio, peguei a caixa e fui para o

quarto de meus pais se arrumar, fechei a porta de falei para meu tio esperar, tirei toda a

roupa que tava usando, assim pus as meias compridas, o sutiã, a cinta-liga e a tanguinha fio

dental, minha bunda engoliu a tanguinha ficando todo de fora, minha grutinha ficou bem

exprimida, me olhei no espelho, nossa tinha ficado muito linda e gostosa, não sei o que meu

tio pretendia hoje, soltei meus cabelos ondulados, peguei um baton de minha mãe e passei nos

meus lábios carnosos. Estava pronta para meu tio, abri a porta do quarto e fui me mostrar

para meu tio. Fui até a sala e lá estava ele sentado no sofá só de cueca, reparei em seu

cacete já estava duro como ferro. Meu tio quando me viu começou a me elogiar, dizendo que eu

era uma garotinha muito linda, que meu corpo era escantador, coisas assim, me deixando toda

encabulada. Me mandou dar voltas nas frente dele, fiz e percebi seu olhar de apaixonado

fitando meu corpo, não demorou muito ele se levantou e me agarrou e tacou um beijão ofegante

em minha boca, vi que seus corpo estava muito quente do que o comum, com suas mãos ele

desprendeu meu sutiã e deixou meus seios de fora e começou a chupa-los fortemente, nunca

havia chupado assim, até quase drobou o tamanho dos biquinhos dos seios, foi então que ele

disse bem no meu ouvido, ..." sobrinha hoje vai ser um dia mais especial da sua vida, hoje

vou inaugurar seu cabaço vaginal " ..., quando ouvi isso tive mais tesão, adoraria ver meu

tio enterrando sua pica na minha grutinha. Ele tirou a cueca, vi seu cacete maravilhoso,

pensei comigo talvez não entre na minha xana pois e muito grande e grosso. Mas só vou saber

tentando. Meu tio pos o cacete por baixa da cinta-liga de modo que sua cabeça tocasse minha

barriguinha e começou a socar, seu pau estava tão duro, esfolava minha barriga, ... "

sobrinha vou enterrar até aqui "..., já imaginava tal benga entrando na minha xaninha

virgem. Minha grutinha já estava ficando encharcada de nectar, suas mãos apertavam minha

bunda, meu tio havia gostado do presente que me deu. Mandou-me por a benga na boca, pus

aquela piroca na boca, desta vez experimentei lamber e chupar, meu tio começou a socar forte

até na minha garganta, eu olhava com meus olhos verdes cristalinos umidos para ele, estava

feliz da vida e continuava socando mais fundo. Depois me mandou deitar no sofá, ele abriu

minhas pernas e com os dentes tirou a tanguinha, e cheirou a tanguinha bem no lugar que fica

a xana, ... "sinto o cheiro do seu tesão" ..., fiquei so de cinta-liga. E depositou sua

lingua aspera na minha coninha peladinha de menina, enfiava e sugava a mesma, eu me

contorcia e gemia de tesão, minha xana encharcada molhava sua boca toda. Cada vez mais

ficava inchada e umida, bem agora teria a resposta de minha pergunta que me atormentava. Meu

tio agarrou minhas pernas e encaixou bem perto das suas, ajeitou seu pinto na entrada da

minha grutinha, e foi devagar entrando, sentia aquela cabecorra quente rasgando minha

xaninha, misturado com muito prazer e um pouco de dor. Até que percebi exatamente o momente

que sua cabeça rompeu meu cabaço, minha xana abriu e engoliu a metade do caralho do meu tio.

Saiu lagrimas dos meus olhos, era um emoção forte de prazer e dor, meu tio disse aquelas

palavras doces que dizia sempre, para me acalmar, logo depois gemia de prazer, meu tio

começou novamente a movimentar o cabo dentro de mim, sentia sua cabeça abrindo mais e mais

minha xaninha. Ficou naquele ritmo alguns minutos, até que certo momento ele começou a

acelerar o ritmo a atolou o resto do pau dentro de mim, desta vez abri o grito, urava de

dor, meu tio socava fundo a rola na minha xaninha recem descabaçada, encharca agarrava firme

aquele cacete duro e grosso, foi então que ele gozou dentro de mim, sua porra quente inundou

minhas entranhas, logo depois ele tirou o cacete de dento de mim, sua porra escorria pelas

minhas pernas junto com sangue originário do rompimento do meu lacre, agora havia entendido

porque meu tio comprou lingerie de cor vermelha, era para eu não me assustar com meu sangue.

Seu pau estava todo melado, tomara que eu não engravide de meu tio, senão estaremos

enrascados. Assim ele pegou minha mão e me levou para o banheiro, tomamos banhos juntinhos,

ainda sentia minha xaninha inchada e ardida. Depois voltamos para a sala, realmente gostei

de ser penetrada na bucetinha.Não demorou muito e meu tio já venho para cima de mim, bem as

essas horas já tinha me tornado mulherzinha do meu tio, me botou de quatro no chão e colocou

a vara cabeçuda na grutinha, desta vez entrou mais facilmente, mais ainda sentia o ardor,

meu tio me agarrou pela minha cintura e socou fundo, e comecou a movimentar rapidamente,

entrando e saindo, eu fui as nuvens, minha bunda batia em sua barriga de musculos definidos,

era demais mesmo, cada vez ficava mais a vontade. Mas tinha uma coisa que me excitava mais

ainda, era um protuberância que eu tinha na altura da xaninha, logo depois iria descobrir

que era o clitoris, decidi toca-lo com meus dedos, quando fiz isso minha xana tremeu e eu

enlouqueci de vez, continuei a massagear o clits até que tive um orgasmo, minha xana apertou

bem forte que estrangulou o cabo de meu tio, fiquei fora de mim por uns 30 segundos, quando

voltei a si, já percebi meu tio gemendo, era sua porra saindo, só dessa vez ele tirou o pau

de dentro e pos na minha cara e mandou abrir a boca, foram jatos e jatos de porra, um deles

quase acertou meu olho, minha cara ficou toda melecada de esperma. Escorria pelo meus

labios, decidi experimentar um pouco, passei a lingua em um favo de porra, engoli tudinho,

tinha um gosto azedo, era a primeira vez que eu havia engolido porra. Havia aprendido muitas

coisas com meu tio, virei sua sobrinha mais querida, naquela rotina de transas, desta vez

serviço completo, tomava na xaninha e no rabo. Adorava muito. Espero que goste do conto. Até

mais.

Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.





Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


1374 - Um touro gozou fundo no meu útero - Categoria: Zoofilia - Votos: 21
1404 - DRA VALERIA A VETERINÁRIA CADELA - PARTE I - Categoria: Zoofilia - Votos: 21
1423 - Um touro gozou fundo no meu reto - Categoria: Zoofilia - Votos: 13
1494 - DRA VALERIA A VETERINÁRIA CADELA - PARTE II - Categoria: Zoofilia - Votos: 12
1535 - VALÉRIA A SOBRINHA INCESTA - PARTE I - Categoria: Incesto - Votos: 9
1603 - VALÉRIA A SOBRINHA INCESTA - PARTE III - Categoria: Incesto - Votos: 4

Ficha do conto

Foto Perfil Conto Erotico rela215647

Nome do conto:
VALÉRIA A SOBRINHA INCESTA - PARTE II

Codigo do conto:
1557

Categoria:
Incesto

Data da Publicação:
01/08/2003

Quant.de Votos:
3

Quant.de Fotos:
0


Online porn video at mobile phone


videos contos despedida solteira punheta chupadacontoeroticoburroconto erotico da titia rabuda do rabao no carnavalcantos eroticos tres meninos e comeram fe gosaran dentro de mimsedutoras e marrentas parte 4 contos eroticosscatvedeotomates conto heteroconto sendo estrupada pelo travesticonto erótico de padrasto de rola grande que fudeu sem dó nem piedade enteada de dez anoshomens musculosos demônios e anjos pelados porno gayconto herotico gosou na pica do cinqüentamContos eroticos de avo e netacontos de filha sem calcinhacontos meu padrasto bate punheta pensando em mimtesao de mulata contosconto erotico vizinha vendedo docecontos chantageandocontos eroticos de incestos de padastros e enteadascabacinho contocontos video punheta carro publicoCaseiro bem dotado comendo a filha da patroa gostosa conto rrticosexo enqudrinho aventura liamenina de rua conto eroticogay yaoi xxx tumblr humplexcontos eroticos podolatria com a madrasta dormindocontos heroticos gay meu tio de dezessete me comeu dormindo quando eu tinha oito anoscomi minha cunhada, contoscontos eroticos primascontos meu filho guei virou minha putinhacontos porno gratis estupro submissãocontos eroticos comi o rabo dafilhinha e da mae em ums festa juninaSexo foi sem quererChaves contos eróticos animadosconto gay meu escravoconto erotico bundudapeguei no pauzao do primo que durnia sou tarada contodei a bucetapromeu filhoContos eroticos minha mulher traz porra para mimcontos sobrinha casadaconto erotoco dei meu cu e minha buceta para pagar a comprameu avô transou comigo.incesto conto eroticpContos coroa estrupou gordinhoconto erotico buseta azedacOntos minha tia mepegou na punhetaconto esposa vadia adora ser chingada e marido corno chupador de porraloiras nuas bucetasporno esposa flagra marido chupando picasamira conto eroticoconto meu amor meu sobrinhoconto erotico com meu sogrocontos com fotos contos eroticoscontos porno viagem com sograquadrinhos pornocontos de primeiro analconto loirinha com tesaõ no cu emplora para ser emrrabada pelo paicontos eroticos com ai ui e palavroes e gimidos com maquinas de fodequadrinho espiando a mae mozto.rurelatos eroticos paguei e comi o cuzinho da minha sobrinha bem novinhapequei milha maes fudedo com um negao lopradocuzinhos todos estragados de rolas todos judiadoscontos veridico travesti bem dotado,fodi o cu e a boceta da minha irmaquero cu de viado em betim mgMulheres casadas q adoram fuder com novinhos pirocudos nos contos eroticoscasada e afilhado corno viajando contosconto erotico gay travesti velha escravizada por coroa pirocudoconto pau entrou apertado esposahq hentaiamigo chega deprimido e amiga bate uma pra ele hq henraiConto Comendo a sogra e a cunhada lado a ladodando para o pedreiro; contos gaynegao jumento estrupa evajelicacontos eroticos de incesto ladroes pegando a novinha.pornor cm novinha frorchaConto erotico de flanelinha em estacionamentoCris_sto_modelLiga da justiça porno gaycontos eróticos virgens fudedo com pausadocontos eroticos o caminhoneiro me comeu meu marido nao percebeuinbilino pornoestruprei minha mae e minha tia contisconto erotico gay viajando na carreta com a rola dentroConto erotico papaku o meu padrinho comeu meu cuarrombou meu cu contoconto amigo hetero morenocontos eroticos de coroas fodendo com animasmulhe na zoofilia en pe si esfregano no caxorrofui trair meu marido e chorei arependida o cara comeumeu cuCONTOS DE VIZINHAS QUI FORAM FUTIDAS A FOA