Fiz de minha escrava, agora, filha da caloteira

Click to this video!


A Estelinha aqui, se revelou uma mulher altamente vingativa e bissexual, pois não havia como negar que transformar a minha ex-amiga caloteira em minha escrava sexual, deu-me muito prazer em usar e abusar de todo seu corpo, explorando os seus desejos e prazeres mais profundos ou desconhecidos por ela tambem.
Meu marido, como em todos outros assuntos, foi compreensivo e avalizou essa minha experiencia e ainda mais, me apoiaria em outras investidas da sua mulherzinha, agora, bissexual para ele assumida.
Como a minha escrava, Silvia ainda me devia, e sentindo vontade de foder uma mulher, resolvi a telefonar e marcar fazer minhas unhas e em seguida uma boa e revigorante trepada com ela. Dessa vez, minha manicure não quis se esquivar e de pronto agendou o dia e horário para vir em casa, a fim de quitar mais uma parcela da divida que tinha comigo. No dia e hora marcada por ela, e eu já devidamente prepaarada (gel, oleos para massagem, cinta com pênis), fui lhe abrir a porta para que entrasse, e qual foi minha surpres, Silvia estava acompanhada de sua filha Fernanda (nome ficticio) que por sinal nos conheciamos. Fernanda, era uma bela moça de pele clara, cabelos loiros, uns 1,70 de altura, 20 ananos, seios grandes, olhos azuis, filha biologica apenas do esposo da Silvia,e que na epoca adolecente veio morar com eles apos o falecimento da mãe. As convidei para se sentarem, estranhando e curiosa por saber o motivo de Silvia trazer consigo a filha, sabendo que seria possuida por mim logo mais. Nunca havia reparado como a moçinha era linda, e logo me ocorreu em trocar a escrava, já que Silvia tentava tirar o corpo fora e me irritou bastante com a manobra de vir acompanhada. Se mostrando apressadas em terminar o serviço quanto antes e escapar da "tortura sexual", fui rapida e as ofereci um suco de uvas, já que estava alta a temperatura, cujo no copo que servi Silvia botei um sonifero e no de Fernanda adicionei o "pó de bruxa" um desses excitantes que meu marido sempre mantinha em casa. Enquanto me faziam as unhas e conversavamos,e passados uns 30 minutos o "boa noite Cinderela" que ministrei a Silvia fez efeito e ela já totalmente adormecida tombou em meu sofá. Fernanda vendo sua mãe daquela forma, me acusou ter causado o "desmaio" da caloteira. Guria, desbocada e pavil curto, começou a dizer saber de tudo, desde o calote de sua mãe até como ela me "pagava" o prejuizo. Visivelmente alterada e nervosa, Nandinha acabar com toda aquela pouca- vergonha ligando para seu pai e quando ele chegasse para apanhá-las ela mesma o contaria tudo. Me antecipei e lhe arraquei o celular das maõs, segurando-as bem firme, a puxei mandando-a calar a boca e já que ela se mostrava contrária que a mãe em pagasse o que devia, então assumiria a divida e me faria um pagamento agora. Sem tempo ou forças para se desvicilhar, Fernanda sentiu minha lingua roçar seu rosto, e sua boca "arrombada" por meus lábios. Minha "preza" lutava, tentava me agredir, gritava por socorro, me chamava de "sapatão" e tarada, enquanto eu a cobria de beijinhos e mordidinhas e a calei, "colando" minha boca na dela,introduzi e roçei minha lingua lá dentro e se retorcendo toda Fernanda, aos poucos foi se aquetando e dando-se por vencida, soltou-se e correspondeu ao beijo, que se tornava a cada momento mais ardente e "devorador". Assustada, Fernanda dizendo que não era e nunca seria uma lesbica, tentou me empurrar para longe dela, e novamente a mandei calar a boca e a beijei, enquanto eu tateava sua xoxota com meu pau pustiço, ao mesmo tempo que arriava sua calçinha. "o que está fazendo sua louca? - Vai me estrupar?" disse ela quase chorando. Num tom rispido, a chamei de vadia mimada, e lhe falei nos ouvidos, bem baixinho que ela queria sim meu cacete penetrando sua xoxota e que estava doida de tesão e desejava ser dominada na cama, fodida como uma puta devassa. Fernandinha, me chamou de "filha da puta", disse me odiar e me tascou um beijo na boca e pediu que a fodesse gostoso, como se fo de uma cachorra no cio. Ela arreganhou sua xoxota e enfiei meu pênis até o talo. Fernanda se mostrava bastante excitada e rolamos pelo chão da sala, e continuamos nos pegar na minha cama, pois sua mãe ocupava o sofá num profundo sono. Fizemos amor, como duas vadias e sem escrupulos, como convinha naquele momento que era só nosso, entre quatro paredes, tendo o prazer e multiplos orgasmos como testimunha. Sem justificativas ou acusações, Fernanda foi para casa, sozinha para tomar um banho e retornar de carro, e levar sua mamãe que já começava a acordar, mais ainda "grogue". O que seria agora? Como Fernanda iria reagir daqui por diante? Eu, como reagiria? Continua...

Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.





Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


14473 - Nora e sogra - Parte I - Categoria: Incesto - Votos: 3
14483 - Nora e Sogra - Parte 2 - Categoria: Incesto - Votos: 2
14496 - Fiz de minha escrava uma caloteira - Parte 1 - Categoria: Lésbicas - Votos: 0
14502 - Nora e Sogra - Parte 3 - Categoria: Lésbicas - Votos: 2
14509 - Fiz de minha escrava, uma caloteira - Parte 2 - Categoria: Lésbicas - Votos: 0
14543 - Nora e Sogra - parte 4 - Categoria: Incesto - Votos: 2
14582 - Dei um trato na empregada "santinha" - Parte 1 - Categoria: Lésbicas - Votos: 0
14605 - Nora e sogra 5 - A chantagem - Categoria: Incesto - Votos: 1
14622 - Dei um trato na minha empregada santinha 2 - Categoria: Lésbicas - Votos: 0
14786 - Nora e sogra 6 - Surpreendente Triangulo amoroso - Categoria: Incesto - Votos: 2

Ficha do conto

Foto Perfil Conto Erotico marcerótico

Nome do conto:
Fiz de minha escrava, agora, filha da caloteira

Codigo do conto:
14559

Categoria:
Lésbicas

Data da Publicação:
07/12/2011

Quant.de Votos:
0

Quant.de Fotos:
0


Online porn video at mobile phone


contos eroticos sentei no fuzilContos cu com recheioLeitinho contocomi o cu dacostureira casadacontos eroticos de mulheres que gosta de toma ser xingadacontos eroticos mae e filho Mozcontos eroticos fudi tanto a buceta da esposa do meu irmao que ela engravidouConto erotico primacontos eroticos de incesto entadas de calcinhaQuadrinho porn negrocontos minha primeira vez gay com meu bombeiro caiu+na+netconto puta casadafudida por garoto pausudo inimigo do meu filho. conto eroticocontofilhinhaconto de ferias de irmaos nurola na madrinha/contocontos eróticos filhinha novinha gostosa delirando no colo do papaicontos gay corno exconto erotico virei viadoporn comicsConto erotico uma viajem com minha irma mais velhaporno vai novinhacontos eróticos adoida meu tio viajou e transei com a esposa delePirocudos pelados na naturezacontos eroticos casada chantageada por candidatocontos eroticos homens marginal violentoconto erorico nua no matocontos eroticos minha filha trabalhando e eu dando pro meu genro contos eroticoa de avo netaxxx.met.art.comcontos de estrupo com entregador de águacontoeroticoputadona neusa do cusao contoscomi minha namorada na escola conto eroticovideos de porno caseiro itiada fudeno com padrastomilftoon português brasileiroco/tos porno de filhos enfiando o dedo na buceta da mae sem permissaosexo incesto em casa abertamente em famíliacontos eroticos casa de praiamulher desajeitada dando o cu pornloirinha novinha contos eroticosconto erotico fui chupada dormindocontos eroticos cunhada realContos eroticos com fotos papai me flago se masturbando com objectoshomem nu da cu sigamocorno bêbado contos eróticoshentai porno incesto eu minha mae e minha irmaempregadas pornôcasada que fes zoofilia pela primera vesminha cunha espero meu irmão sai e mim mandou ajudar a ela a apertar o sutiã e eu a cumei sexoconto erotico arrombei o velhoconto erotico buseta azedapai come o cuzinho do filho novinho a forcacontos eróticos gay-meu tio tirou minha virgindadeconto virei travesti necessitadadomcuervodando a mulher pra negoes contoscomo fazer minete sem chupar corrimentocontos eroticos meu filho de dez anos tem um pinto de 20cmcontos meu dog tirou meu cabaco do cu e da bucetacontos/fiquei com a cona toda ardidsmoreno dividino quarto com gay homem sair do banheiro depois do banho pormo gayconto da casas do contos lesbica de orgia na colegio de mocas sexo anal lesbic com cosolo de cintahomens de pau duro em publicoSeiren Contos erotico Ousadias de casal 4pagode porno grelo gosadosou cd zinha sou do meu paicontos eroticos homens fudendo vendedor ambulante na praiacontos erotico-banho com vocêConto erotico de menina semastubandocontos eroticos gays de dotado quicando na rola do amigoputaria punheta sem experiênciasainha pra admirar lesbicas contoscontos de cú de tiacontos eroticos de menino viadinho que da a bunda para homem no mato e depois no barracãocomi o cuzinho da minha enteada contosso cuzudas contos eroticos de sexohq porno gayConto eroteco emgravidei minha maeContos comedor de gay na infanciacontos eroticos padrasto e seus amigos