Fiz de minha escrava, uma caloteira - Parte 2


Click to Download this video!


Eu, Esetla, cheguei a conclusão passados alguns dias e arquitetar e xexcutar a minha vingança, como toda "marinheira de primeira viagem", houve falhas gritantes que deixei passar desapercebido, e que me causou uma inquietante frustração, por não sentir o gostinho de uma vingança plena, sem duvidas meus castigos impostos poderiam ter sido mais convicentes e marcantes. Meu proprio marido, me aconselhou a eu tentar repetir o "castigo" a minha ex-amiga Silvia, só que dessa vez, caprichando, no trato que eu daria nela. Com o aval do meu parceiro, restava-me, armar a "arapuca" e pegar a caloteira novamente. Como o trato era me prestar serviços até quitar o que me devia, fiz várias tentativas de falar com Silvia,por telefone, sem sucesso, estava, claro me evitando, então teria de lançar mão de outro recurso. Sabedora que ela ia todos os dias bem cedinho levar o seu neto a escola, um dia parei com meu carro nas imediações, e não deu outra, lá vinha ela caminhando após deixar o guri, a alcancei e mandei que entrasse no carro, senão eu faria um escandalo, ali mesmo e revelaria seus mais intimos segredos, e os irmãoes da igreja certamente a condenariam ao "eterno fogo do inferno". Silvia a principio se recusou em entrar, mas com resceio que eu cumprisse as ameaças, voltou atras e seguimos para minha casa, onde iriamos ter uma conversa definitiva. Sem dizer uma só palavra por todo caminho, entramos em casa, e pedi q u e se sentasse e aguardasse ums minutos. Muito nervosa e tremula, Silvia pediu pressa, pois tinha muitos afazeres em casa, além de buscar o neto na escolinha. Rapidamente busquei no quarto, um gel, vesti minha cinta com pênis e um oleo massageador, e retornei a sala onde estava minha escrava, que me pediu um copo de água, pois o nervoso, acho, lhe secou a boca. Gentilmente fui até a cozinha e trouxe a agua, quando me deparei com Silvia tentando abrir uma das portas, para fugir, mas portas essas estrategicamente trancadas a chave. Depois de beber sua agua, Silvia me implorou perdão e que a deixasse ir embora, que iria dar um jeito de me devolver o dinheiro. Puxei-a para o sofá e seugurando-a bem firme, tasquei-lhe um beijo em sua boca, que não fazia de tudo para não corresponder, tentando a todo custo se desvincilhar, e pedindo por socorro, pela policia. Silvia lutava bravamente, tambem para retirar minha mão que estava por dentro se sua calcinha, massageando sua xoxotinha, com movimentos rápidos, mas a certa altura o tesão deu lugar ao medo e ao nojo e finalmente abriu seus vermelhos carnudos lábios e deixou minha lingua roçar dentro se sua boca, e nos beijamos alucinadas ao mesmo tempo que nos despiamos, ordenei que Silvia chupasse meu pênis de silicone de joelhos e com carinho. Já sabendo que não teria escolha, de pronto se ajoelhou diante de mim e começou a chupar, enquanto eu a segurava pelos cabelos, excitada, mandei que se deitasse e me espalhei por cima dela, ordenei que arreganhasse sua xoxota para fodê-la bem gostoso. Silvia pediu para não fazer isso, mas não atendi seus apelos e com todo jeito fui introduzindo meu pênis em sua xaninha quntinha e bem lubrificada, simultaneamente chupava seus seios durinhos e a beijava a boca. Aumentava o ritimo das estocadas de meu pênis dentro dela, que louca de tesão, gemia de prazer e agora me pedia para comê-la, sem parar, estava delicioso demais. e tambem se vingando das traições de seu marido. Minha caloteira/escrava, gozou gostoso no meu pau de silicone, que em seguida foi parar dentro de sua boca, sentir o sabor de seu proprio "mel" Agora Silvia ficaria "de quatro", de bumbum impinado para que eu fudesse sua xana por tras e montada nela, me abraçando em seus seios, ao mesmo tempo que os massageio e beijo e dou suaves lambidas em asuas costas, e aos grito de "me fode, me fode gostoso minha dona" tambem adorando meter meu cacete(mesmo que pustiço) numa xoxota, que excitante e prazeiroso era aquilo! Deveria ter experimentado muito antes, era o maximo, viver o papel de um homem, comendo uma mulher, ainda mais fogosa, linda e barulhenta com era a minha manicure/escrava, que se retorcia e gemia pedindo socar meu pau em sua xoxota. Muito tesão e prazer se seguiu, em alternadas chupadas, lambidas, amassos agarros, puxões de cabelos, tapinhas no bumbum e multiplos orgasmos, por quase uma manhã inteira, que sóterminou quando o cansaço nos venceu e o horário do neto da Silvia sair da escola se aproximava. Só ai, ela me confessou que não esqueceu, embora quisesse, nossa primeira transa, mesmo que forçada por mim, um dia desses em sua casa se masturbou, remomerando nossa trepada. Antes de deixá-la em frente ao colegio, nos despedimos com um longo e profundo beijo e combinamos que iriamos para cama, até que a caloteira, quitasse sua divida para comigo. Ainda tem mais...aguarde.

Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.





Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


14473 - Nora e sogra - Parte I - Categoria: Incesto - Votos: 4
14483 - Nora e Sogra - Parte 2 - Categoria: Incesto - Votos: 2
14496 - Fiz de minha escrava uma caloteira - Parte 1 - Categoria: Lésbicas - Votos: 0
14502 - Nora e Sogra - Parte 3 - Categoria: Lésbicas - Votos: 2
14543 - Nora e Sogra - parte 4 - Categoria: Incesto - Votos: 2
14559 - Fiz de minha escrava, agora, filha da caloteira - Categoria: Lésbicas - Votos: 0
14582 - Dei um trato na empregada "santinha" - Parte 1 - Categoria: Lésbicas - Votos: 0
14605 - Nora e sogra 5 - A chantagem - Categoria: Incesto - Votos: 1
14622 - Dei um trato na minha empregada santinha 2 - Categoria: Lésbicas - Votos: 0
14786 - Nora e sogra 6 - Surpreendente Triangulo amoroso - Categoria: Incesto - Votos: 2

Ficha do conto

Foto Perfil Conto Erotico marcerótico

Nome do conto:
Fiz de minha escrava, uma caloteira - Parte 2

Codigo do conto:
14509

Categoria:
Lésbicas

Data da Publicação:
04/12/2011

Quant.de Votos:
0

Quant.de Fotos:
0


Online porn video at mobile phone


O bucetao da tia gostosaConto erotico meu marido me acha bucetudoincestoscontoseroticoscontos eroticos amiga rabudaduas traveti negra batendo ponhetacantoerotico belinhaconto erotico vadia funksogra chego em casa e pego o genro de pal duro na cama dela xvidiopornoContos eroticos comendo cu da vizinha com o maridoconto erotico dei carona para a coroabuceta da minha afilhadaAsemana do saco cheio 5 quadrinho eroticocontos eroticos fudi tanto a buceta da esposa do meu irmao que ela engravidounegros follando anime en españolfode irma e cunhada de 25 anos a dormir peludasCunhados putinhos contosfoto hq porno com menininhaultimos contos sadomeu pai conto eroticofotoseróticos angolanoscontos eroticos de dupla penetraçãoporno contos todos emgatados trenzinhocontos eroticos negao jumento e minhas esposacontoseroticosdpvaginalcontos sexo minha mãe grávida de quem?gosto de ser corno contosconto dei a bucetinha para o tiodando p meu irmão. conto eroticoconto erotico desabafo de gayContos lésbica esfregando lutinhaquadrinhos+porno+gayas buceta sussurrantecontos eroticos encanador brConto erotico pica de 28 na molequinhasmulher honesta conta tudo quadrinhos pornofuracao pono com asogracontos eroticos picante de coco e xixiconto etrotico de bunduda fazendo dp com macacosContos erotico de incesto putaria entre familia em gang bang no sitioconto roludo esfola mulhersou casada adoro dar o rabo contocontos emrabando a novinha no 0‹0nibusContos que engravidou incesto realDeixei meu irmão de pau duro quando sentei no colo dele contos eróticosEu tava dormindo e meu pai me comeuporno brinquinho co a picona na buseta da mulhermamae pornocontos eroticos gays,meu tio me fez mulhersinha gratisquadrinho porno gay adolecentesContos o carcereiro comeu minha bucetacontos reais de esposa com negaoContos eroticos -Sou casada e vi a pica do meu amigo pelo facebookconto erotico gravidaxoxotas peladinhas com tezao enfiando os dedosquadrinho erotico a minha vizinha branquelazoofilia cavalo com a gereba enorme comendo mulherConto erotico perdi o cabaco no terracocontos eróticos lesbicos colando os velcrosprofessora safada_quadrinho eroticoconto de incesto minha mae e uma vacacontos emrabando a novinha no 0‹0nibusconto erotico de filha mostrando a bucetona pro paiconto errotico perdeu aposta e teve que dar a mulherqudrinho porno de fudedo com marido e amante roludoporno conto erotico abusdo pelo tio e pelo cavalo[email protected]ui ui picas pretas gostosas de travestisgravida de outro conto eroticoquadril largo sintura fina analconto erorico filha cuzinho chorou kagou no palconto de perdi na aposta e tive que da meu cuzinho de pagamento que chorei de dorcontos eróticos gay eu e o que mais velhocontossexonovinhasdona terezuda pornocontos punheta pro morador de ruaAjudei uma cega na rua conto eróticonovinhos punheteiro contos eróticos picanteuma noite com o macho da minha esposaconto porno com fotos dei pro meu padrastoa forçavelhos gordos gays contoscontos eroticosexoconto erotico enrabei o flanelinhavideo porno casada nao estava mas sim.segurado pra chupa o mau do amigo    mulher encocha pelo vizinho no ônibus em conto eróticomarceneiro comeu boy gay contocomi minha namorada na escola conto eroticofomos acampar praia naturista e garotos comeram esposa