Tarde devassa na praia.


Click to Download this video!


Era um domingo, nublado, mas estava quente e sem chuva, como minha namorada ainda morava fora, resolvi liberar meu outro lado, pois estava muito afim de sentir uma pica gostosa me invadindo a boca e meu cuzinho.
Como já relatei em outros contos, sou alto 1,89 m, bunda grande, branca e lisinha, tenho labios carnudos e peitos relativamente grandes. E esse conjunto de atributos me levaram a começar a me interessar e sentir um tesão e muita vontade de dar minha bundona.
Bem, desta vez como comecei a contar, estava em casa e tava com um tesão danado, então pensei, vou até a praia deserta próximo a rodovia do sol(conhecida como praia dos veados), pois era onde todos que estavam a fim de alguma coisa tentavam se dar bem, esta praia era cheia de entradas no meio da vegetação alta, onde por sinal haviam varios cantinhos próprios para as pessoas matarem a vontade, porém era necessário ter cuidado devido o local ser meio deserto.
Peguei minha calcinha azul de renda, e desta vez coloquei em casa mesmo, ela atolou em minha bundinha, em seguida botei uma camisa folgada e comprida vermelha, e um calção por cima para ninguem perceber, e fui embora sentindo um tesão fora do normal.
Chegando lá embiquei meu carro em uma das entradas que davam para a praia, o fechei bem, e fui para a praia, que devido ao tempo estava vazia, então tirei meu calção e fiquei só de calcinha por baixo da camisa comprida, que
pretendia mostrala para algum felizardo.
Andei e passei por mais uma saída para a praia e nada de avistar ninguem, cheguei a ficar com medo, até que avistei dois rapazes que deviam ter entre 17 a 19 anos, em pé com suas bicicletas, e para minha sorte já haviam percebido o que queria pelo meu andar (tava dando na pinta propositalmente), e me olhavam e colocavam a mão em seus pintos por cima das bermudas, não me fiz de bobo e cheguei até eles.
-E aí blz, tão passeando?
-É tamo sim, viemo ver se tem algum viadinho gostoso nessa praia hoje, tamo a fim de gozar - um deles respondeu diretamente.
Fiquei roxo acredito, não sabia o que falar, mesmo estando a fim de uma boa sacanagem. Mas, ainda bem não precisei abrir a boca, o moreno mais alto, largou sua bike e chegou atrás de mim e disse:
- Olha que eu acho que achamos um filézinho.
Nesse momento os dois riram e eu fiquei sem graça, com um pouco de receio. Os dois eram morenos um na faicha de 1,80 m e outro 1,70 m, ambos de calção de surfista e sem camisa, todos os dois sarados.
Quando menos esperei o que estava atrás disse novamente.
- Vamo vê o que têmo aqui - levantando subtamente minha camisa e revelando meu segredo - olha só que deliciasinha safada, que bundona gulosa, ta cumendo a calcinha toda.
- É hoje que voce vai se esbaldar - disse o outro para mim já tirando a pica para fora.
- Vem chupa minha pica seu veadão gostoso.
Não falei nada, abaixei e caí de boca numa pica média, uns 16 cm, e tava com muita fome, o muleque delirava, lambia até o saco e subia lambendo, depois abocanhava e batia a lingua igual a um liquidifiador, o cara ia a loucura. Enquando isso sentia uma lingua lambendo minha bunda, dando mordidinhas, até que baixou minha calcinha e eu já de quatro chupando seu amigo, imediatamente senti uma linguada no meu cuzinho, urrei gostoso e empurrei minha bunda engolindo sua carinha, e ele lambeu muito meu cuzinho, até eu implorar.
- Toma bota essa camisinha e coloca devagarinho no meu cuzinho, já não aguento mais.
E já dei uma camisinha para cada um, então cuspi na minha mão e lambuzei meu cuzinho, e para minha sorte a pica do mais alto era comprida mas não muito grossa, então ele fez o que pedi e foi colocando devagarinho, mas estava com tanto tesão, com uma pica na boca, dura como uma rocha, e uma que já tinha entrado a cabeça na bunda, que não resisti e engoli aquela vara com maestria. Doeu um pouco quando entrou, aí fiquei quietinho e ele começou a bombar bem devagarinho, o que me permitia sentir aquela vara comprida (uns 20 cm) entrar até o saco bater na minha bunda, delirei. Então começaram um vai vem frenético, um bombando sem dó minha bundona branca e o outro sentando pica na minha boca, tava dominado. Nesse momento o da bunda disse vou gozar, e meteu com mais força ainda e explodiu dentro de mim, enchendo toda a camisinha que chegou a esburrar, na mesma hora o da boca disse que ia gozar também, foi quando eu disse:
- De jeito nenhum, vc vai gozar na minha bunda também, ela é gulosa - coloquei imediatamente a camisinha nele e virei meu bundão em sua direção - mete, mas mete gostoso, porque tenho muito tesão ainda.
Não precisei falar duas vezes.
- E cuzão gostoso - gritava e batia em minha bunda.
Tava todo mole e não aguentei e cai de bruços na areia e ele sem tirar me bombando sem parar, quando o amigo sentou na minha frente tirou a camisinha cheia e falou:
- Limpa meu piru sua gostosa.
Imediatamente caí de boca e chupei piru saco, limpei tudo e fiquei com o gosto forte de seu esperma na minha boca. Ja tava gozando de tando prazer com aquela rola na minha bunda, todo mole, entregue quando ele tira a pica com rapidez, arranca a camisinha e grita gozando muito em minha bunda e costas. Foi a ultima vez que vi eles, pois em seguida os dois falaram um para o outro.
- Vamo embora, já to satisfeito.
E me deixaram alí mole de bunda esporrada para cima, minha camisa na altura do peito e feliz de tanto ser comido.
Um aindo gritou:
- Brigado sua putinha!!!
E sumiram de bicicleta. Em seguida, tirei minha camisa, sacudi para tirar a areia, corri até o mar tirei toda a porra das costas e bunda, e refresquei meu cuzinho que estava fervendo. Voltei correndo e coloquei meu camisão e quando subi e ajeitei minha calcinha, escutei uma buzina atrás de mim, quando olhei, vi os faróis piscarem para mim, fiquei na dúvida e com medo de ser alguem conhecido, então diante da insistência resolvi conferir, ainda com as pernas bambas.
O carro era uma Parati, e quando cheguei pude observar um senhor de uns 53 anos, com uma barriga considerável,estatura baixa, e quando me aproximei mais vi o que não combinava com a descrição toda do cara, ele tinha uma senhora pica, enorme, uns 23 cm e grossa, e estava já sem calça, pois tinha me visto pelado ajeitando a calcinha e queria me comer também, apesar de não ter visto os dois me comerem.
- Vem cá gostosinho, chupa a piroca do titio, vamo ver se vc aguenta.
Nessa altura, não consegui resistir e caí de boca, chupando com dificuldade, não demorou muito e ele pediu que debruçasse no capú de seu Parati preto, e eu deitei e arrebitei meu trazeirão, e o cara puchou de lado minha calcinha e caiu de boca, enfiando a lingua fundo no meu cuzinho recem arrombado, tava muito gostoso. Foi então que fiz uma loucura, o cara lubrificou meu cuzinho e veio com seu cacetão sem camisinha para me rasgar inteiro, quando vi disse:
- Sem camisinha não!
- Não se preocupe, sou casado e praticamente nunca pulo a cerca, venho aqui de curiosidade, mas quando vi vc de calcinha com essa bunda carnudinha, não resisti, olha sou eletricista, te dou até o meu cartão, não precisa se preocupar deixa eu te comer, por favor, to morrendo de tesão por vc.
Meu tesão já tava a mil, minha bunda querendo ser arrombada, o cara realmente tinha jeito de ser um senhor certinho, pelo seu carro dava para reparar, limpinho, cheirosinho, o carro com terço pindurado, então pensei seja o que Deus quiser.
- Vai pirocudo me arromba então!
Sem dizer uma só palavra, o tarado rasgou minha calcinha, deixando ela pendurada em apenas um lado da perna, em seguida direcionei a pica em meu cuzinho que por sorte já estava um pouco relachado pelas fodas anteriores, e fui conduzindo com movimentos devagar, até quando senti a tora toda engolida por minha bunda gulosa, foi muito bom, o coroa tava com sede de bunda, acho que a mulher dele não dava para ele a bundinha, que desperdicio.
O gordinho parecia um animal, eu ali no capu do carro e ele fodia com força me rasgando o cuzinho, sentia um prazer sem igual, me sentia todo preenchido, minhas pernas tremiam, e o gordinho dizia coisas que nem escutava direito tamanho era o prazer que sentia, parecia que a pica ia sair pela minha boca, parecia que quando enfiava nunca ia acabar de entrar, loucura total.
- Seu bundudo gostoso, vou te encher de porra!!!
E gozou muito, sentia aquele leite quente me invadir e ele bombava ainda mais, parecia nunca terminar, gozei de tesão, esfregando meu piruzinho, nunca tinha sentido tanto leite em meu cuzinho, quando parou de bombar e tirou sua pica, escorria leite pelas pernas, e o safado mandou eu nao me mecher, e ficou adimirando eu deitado em seu capu, com a bunda arrebitada cuspindo porra pela bunda.
- Que bunda gostosa heim - disse ele - queria te comer de novo.
Então como estava com receio por ter deixado ele gozar no meu cuzinho, peguei seu cartão, onde tinha seu endereço e profissão de eletricista, observei que era realmente casado pois usava uma aliança grossa.
Em seguida falou:
- Vai se lavar que fico te observando, já ta ficando tarde e começa a ficar perigoso.
Corri peladinho, e pulei no mar, me refresquei e me lavei, e o safado ficava me olhando com a mão no seu poste enorme.
voltei coloquei minha camisa e sem calcinha pois o tarado a rasgou toda, despedi dele, e ainda levei um tapão na bunda quando virei, fui até meu carro coloquei meu calção e me mandei dali, super satisfeito, e ainda sentia meu cuzinho dormente de tanto piru.

Foto 1 do Conto erotico: Tarde devassa na praia.


Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.





Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


13975 - Tomei coragem e me soltei para 2 na praia deserta - Categoria: Gays - Votos: 3
14004 - Arrasando na Sauna. - Categoria: Gays - Votos: 6
14033 - Não resisti ao Travesti. - Categoria: Gays - Votos: 4

Ficha do conto

Foto Perfil ninobee
ninobee

Nome do conto:
Tarde devassa na praia.

Codigo do conto:
14132

Categoria:
Gays

Data da Publicação:
27/10/2011

Quant.de Votos:
5

Quant.de Fotos:
1


Online porn video at mobile phone


Porno incesto fodendo a força irma conto real erotico angolanocontos arombadas hentalincesto poringacontos eróticos dei a cu pro vizinhocontos eroticos + punheta 2018luana com a buçetanacontos erotico de velhoscontos eronicos d pesoas q foderam cm animastrabalho quero a cona da tua mulher contosgrelao contos eróticosContos eroticos adoro o leite delesConto erotico Bernado e Manuelacoto erotico sou a putinha do papaiContos eroticos coroa izabelhentai gravida de saposmomms teaching em quadrinhos pornocom o dedo no meu cu contoConto erotico nossa que cu arrombadomeu filho atrevido e selvagem historia em quadrinho porno gay 4Masturbando escondida moz ate gozarnovinhas escancarando o bucetao de legsogro corno adora quando seu genro morde o gre da sua mulher sexometeção no pesqueiroultimos contos virgenscontogayporno contos eroticos fodendo a vendedora de rifas novinhaconto erotico amiga da minha mulhercomi a sogra e esposa juntascontos incestocontos eróticos esposa tentando desvencilharaureolasgrandesenegrashq porno gayMinha esposa fudendo com dois marido brexando historiasmamae que letinho de filhinhocontos eroticos gay dei pro meu tio e pro meu paivelho com novinhos conto eroticosconto erotico casado gaycontos eróticosde quadrinhos chorando na picaconto dei o bum bum pro cachorrocontos erticos comendo a rabada da minha tiasexo gai com pai taradoconto erótico favelacontos eroticos meu sogro pauzudoConto erotico espiando minha mulher dentro do armario o amanteQuadradinho erotico conto 2006 conto zoofilia o pone me quando cai estrupourelatos sexuais feminino casais amigos jogando strip pokerhistória em quadrinho pornocontos eroticos zoofilia cao super bravosconto erotico velho gato e ninfa[email protected]contos de gay dando caronaminha mulher no clube contos eroticos com fotoscontos eroticos meu namorado roludo comeu eu e minha filha nao sei como ela aguentouhq de sexo entre familiafodas gay, insestos em quadrinhos de pai e filhos, 02/03/2017contos eroticos corno por acasocontos erotico tia mae e filho casetudo comedor pausudoa so de sungaconto erodico de quadrinhoheta.sexo quente na xoxota roçandoFOTOS DA BUCETA DAVIZINHA DA PRIMAabajun pornoconto erotico vovo e as netinhascontos eroticos gay masculino menino com cowboyMinha sogra deliciosa comtos e hentai erotcoschamei morena que caminhava na praia pra fuder pornoabsorvente pornVideos porno com chiquinha filha do seu madruga fodendo muito xvdios combucetinhas saudávelconto eroticos de corno marido chupando buceta gozadacom foto da traiçao sabendo que minha empregada e entra dentro do quarto eu fiquei nu e de pica dura sexotesaodemulhersexoContos eu nao sabia bate punhetaquadrinhos gay - segredos com vovôcontos eróticos minha mulher e meu cunhadocontos eroticos sou casada trai meu marido com o amigo dele consentimento do cornocontos papai descobriu que sou boqueteirameu irmao pauzudo me comeupagamdo calsimha no metro[email protected] contos eroticos sexo anal com vizinjo bemorgias anais