Não resisti ao Travesti.


Click to Download this video!


Como ja relatei em outros contos, sou casado, mas descobri que além de gostar de mulher e ja ter comido muitas, depois que esperimentei dar meu cuzinho, fico morrendo de vontade de dar quando tenho uma oportunidade.
Relembro que sou alto (1,90m), branco, bundudo e liso, porém não sou afeminado em nada no dia a dia, ninguem desconfia, mas quando resolvo dar, viro uma puta no bom sentido.
Então, o fato que ocorreu quando ainda namorava minha esposa, e ja fazia um tempinho que não dava (pois dava esporadicamente),pois a marcação era forte. Porém sempre achei lindo os travestis que ficavam no final da praia de Camburi, em Vitória - ES, tinha cada uma mais gostosa que a outra, e me imaginava sempre, vestindo as roupas delas e esperando na esquina para ser fodida, viajava pensando nisso.
Então surgiu uma oportunidade, e criei coragem e pensei "vou me acabar com um travesti", peguei meu carro, coloquei um calção curtinho, sem nada por baixo e com a camisa folgada, pensava na verdade em dar para um Travesti bem pirocudo, daqueles que arrombariam meu cuzinho, como já havia visto alguns na internet. Fui em direção aos pontos onde ficavam na orla, mas queria escolher uma gostosona, bundão, peitão e principalmente pirocão, agora não tinha volta, comecei a rodar as ruas e parava perto delas elas vinham e pedia para chegar, perguntava o preço e pedia para dar uma voltinha e ficava louco. Chegavam perto da janela do carro e deixavam eu passar a mão em suas bundas e eu escorregava por entre suas pernas para tentar sentir o tamanho do cacete, até que uma percebeu e disse:
- O gostoso, sei o que vc ta querendo, gosta é de pica né safadinho, se quer uma grande procura a Melissa no outro quarteirão, mas não seja timido abre o jogo e fala o que quer, não vai se arrepender.
Fiquei morto de vergonha, e disse todo sem graça:
- Obrigado Linda, vou lá dar uma olhada.
Chegando lá, vi próximo a uma esquina uma morena, de 1,80m, com um bundão, peitão, cabelos castanhos até a bunda, um rosto lindo, num microvestido branco curtissimo, que aparecia um pouquinho de seu farto bumbum, uma deusa.
- Oi linda, pode chegar aqui pertinho.
- Sim gato, quer um programa, faço no carro ou no motel.
- Você é a Melissa?
Dito isso ela encostou no carro, e pude sentir seu cheiro gostoso, ver seus lábios carnudos, fiquei louco de vontade de beijá-los, enlouqueci, porém mais que depressa comecei a conversar com ela e a alisar seus peitos que estavam proximos a janela.
- Sou eu sim safadinho, como sabe meu nome, já saí com você?
Então expliquei que uma amiga dela havia falado dela, e disse:
- É verdade que você alem de gostosa é bem dotada?
Ela riu e disse:
- Quer dizer que o viadinho gosta de pica grossa, tem bunda para aguentar? - e foi logo tirando um cacete que mole já era descumunal.
Fiquei louco e ela colocou a pica dentro da janela do carro peguei na mão imediatamente, e rapidinho já queria endurecer, foi quando ela puxou e cobriu com seu vestidinho. Então eu disse:
- Acha que eu aguento, olhe!
Neste momento, fiquei de quatro com as mãos no banco do carona e os joelhos no do motorista e baixei meu calçãozinho, libertando minha bundona carnuda, branquela e lisinha, o que pude perceber que ela adorou.
- Menino que bunda gostosa vc tem, me leva com vc que te cobro só a metade, já é tarde e podemos ficar até de manhã.
- Demorou, entra aqui do meu lado e tira logo essa calcinha, sua tesuda.
Tirei correndo meu calçãozinho e fui pelado sem camisa e ela sem calcinha, para o motel mais próximo, eu segurava aquela pica que agora ja tava dura e não acreditava e ela alisava minhas pernas e meu piruzinho que sumia perto do dela.
Chegando no quarto, nos agarramos e pulamos na cama, pareciamos apaixonados, quando vi tava beijando muito aquela boca carnuda, então ranquei o seu vestido e minha camisa e cai de boca em seus peitões e descia até seu umbigo, até que cheguei em sua tora ja dura (25 cm), chupava muito, com dificuldade mais conseguia, chupava seu saco com lambidinhas bem devagar, ela gemia muito, e cheguei em seu cuzinho que fez ela dar um gritinho, mas o que queria era sua vara, e cai de boca novamente.
Era maravilhosa a sensação de estar com aquele mulherão com um cuzão gostozissimo e uma vara descomunal.
Ela então deitou de barriga para cima e eu fiz um 69, eu chupava sua vara e ela chupava meu pinto, até que ela enfiou a lingua no meu cuzinho e eu delirei, então ela colocou a camisinha e disse:
- Agora vc vai virar minha cadelinha, fica de quatro que vou passar kY Gel nesse cuzinho gostoso para vc aguentar.
- Vai devagar, pois não sei se aguento essa tora toda, deixa eu acostumar.
- Pode deixar que vc vai se sentir uma puta.
- Deixa que eu começo a mexer até acostumar, depois vc me arromba do seu jeito.
- Tudo bem gostoso então arrebita esse rabinho.
Só senti o geladinho do liquido em meu rabinho e logo seus dedos ja me invadiam, eu morria de tesão, não via a hora de sentir a pica dela, apesar do medo.
Então encostou a cabeça em meu cuzinho, o que me arrepiou, ela abriu bem meu bundão, e eu fui forçando bem devargazinho, o liquido ajudou muito e a cabeça entrou dolorida, então parei e acostumei, aí comecei a me movimentar bem devagar para frente e para trás, até que comecei a sentir prazer, tava quase chorando de prazer.
- Agora mete gostosa, mete em minha bundona safada, me arromba sem dó, por favor.
Caramba, nunca senti tanto prazer, parecia que a pica não tinha fim e era muito grossa, queria que nunca acabasse tava bom demais, me sentia mulher vadia.
- Isso viadinho, rebola na pica da Melissa, seu safado.
- Mete gostosa ta muito gostoso, você é muito boa...
- Vou te arrombar todo sua bixinha.
Aquilo eu tava louco, meu piruzinho não parava de sair liquido de pré gozo, sem nem eu encostar.
Ela tirava a pica toda e enfiava novamente aquela imensidão, parecia que não acabaria de entrar, a essa altura meu cuzinho já era um cuzão receptivo, e querendo pica.
- Não aguento mais, vou gozar nessa bundona gostosa, vc é muito gostoso.
Rapidamente levei a mão em meu pintinho e só de encostar comecei a gozar junto com Melissa.
- Haaaaaaaaaaaa... gostoso.....to gosandoooooooo...
- Eu também sua arrombadora gostosaaaaaaaa...
E gosamos muito, nem parecia que ela fazia programa, estavamos tão afins e com tesão um pelo outro que nos abraçamos e ficamos alí nos beijando abraçadinhos.
Dormimos um pouquinho ali, e quando acordamos fomos tomar um banho juntos, saindo do banho pedi a Melissa para realisar minha fantasia.
- Melissa, deixa eu colocar suas roupas, e vc me maqueia para eu ficar produzida, garanto que faço o que quizer.
- Lógico querido, vem cá que vou te ajudar.
Coloquei então a calcinha fio dental dela, que enterrou em meu bundão, me deixando deliciosa, ela me ensinou a esconder meu piruzinho entre as pernas, presos pela calcinha, parecia que tinha uma bocetinha, coloquei o microvestido, como era mais alto que ela, ficou mais curto ainda, ela me passou um batom vermelho, e delirei quando me vi no espelho, parecia uma menina gostosa de cabelo curto, visto que como já relatei tenho peitinhos grandes e lisos pois depilo meus peitos e barriga.
Fiquei me olhando nos espelhos do quarto, não queria parar de olhar estava me sentindo uma menina, foi quando sem esperar senti a tora de melissa me rapando por trás, na minha bundinha, suas mãos já procuravam meus peitinhos, fiquei louco, era minha fantasia. Ela me levou até a pia de marmore do banheiro, então abaixou e tirou minha calcinha, me debrucei na pia com uma perna encima e outra reta até o chão, e minha bundona a mercê de novo daquela tora deliciosa, e nessa altura ja não sentia mais medo.
Então o tesão ja era tanto, que quando percebi, já era invadido por aquele piru delicioso, e socava meu rabão em seu piruzão desesperado por pica, tava adorando.
- Toma minha gostosa, queria vestir de fêmea agora toma pica que vc aguenta.
- Mete, ta bom demais, não paraaa.
Tava todo mole, quase ja desmaiando de tanto gozar pela bunda, o tesão era inexplicável.
Pedi então que quando fosse gozar, que tirasse a camisinha e gozasse em minha cara.
Não demorou muito e disse:
- Vou gozar sua vadia, vira logo.
Dei um pulo da pia, me ajoelhei perante aquela deuza e ela gozou muito em meu rosto, adorei.
Depois tomamos um banho juntos e nos beijamos muito, em seguida nos arrumamos e deixei ela tomando muito cuidado, próximo a sua casa, pois ela morava em uma cidade vizinha.
Nunca vou esquecer este dia.
Em uma outra ocasião ela me comeu dentro do meu carro, numa rua deserta, adorei.
Sonho em repetir essa fantasia um dia.

Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.





Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


13975 - Tomei coragem e me soltei para 2 na praia deserta - Categoria: Gays - Votos: 3
14004 - Arrasando na Sauna. - Categoria: Gays - Votos: 6
14132 - Tarde devassa na praia. - Categoria: Gays - Votos: 5

Ficha do conto

Foto Perfil ninobee
ninobee

Nome do conto:
Não resisti ao Travesti.

Codigo do conto:
14033

Categoria:
Gays

Data da Publicação:
16/10/2011

Quant.de Votos:
4

Quant.de Fotos:
0


Online porn video at mobile phone


pornô hentais o filho bebado comedo a mãe em desenhopretinha deu o cu apertdo pro negao chorou e gritoueu imitando.commeu pai em quadrinho eroticocuzinho bem melado de cdzinha conto eroticohentai mulher maravilhavestiu shortinho incesto lesbica contoscontos gay borracheironetinha pedi pro avo colocar soa cabecinha pornoultimos contos sado professora submissa 29"pedrojrrg"conto erotico a mulher do.meu irmaoconto erotico gay dei cu jogar video gameconto erotico achei uma camisinha e uma calcinha na bolsa da esposacontos eroticos coroa casada dra viaja sozinha para um curso e descobre gosto traicaoconto gay objetos no meu cu sissy conto eroticor u s mexendo no glilinho ela gozaquadrinho eroticos minha professora evangelica virou minha putaconto erotico desde novinhacontos eroticos de incesto pai fode filho com seu pau de 27cms e sua esposa gostosa ver tudocontos eroticos duas garotas divide mesmo homemmeu filho atrevido e selvagem historia em quadrinho porno gay 4contos eroticos amiga rabudaEncontrei porra na buceta de minha esposa mas finjo não saberporn esposa cavalonacontos eroticos de noiva rabuda estuprada na praia por garotos cacetudos e noivo vendoSe masturbei conto eroticoultimos contos xxxCANTOS FOTOS EROTICAS TIO NEGAO PIROCUDO COM SOBRNHAS VIRGEMcontos eroticos coleira vadiacontos eroticos minha mulher fode com um jogadorputa e cornovideo pono pesado eaberto do popaybucetas pigadastranco contosconto corno chora esposa gemendoconto incesto o desabafo de uma mae capitulo 21sexo crente safadaconto erótico amo meu papaientalei conto eroticoconto erotico cumplicidadeconto erotico chantagem"comeu minha noiva"contos eróticos foi na casa do amigo ganha uma calcinha gaycont erot fui da banho no neguinhocu cheio de leite pro corno contoscontos eroticos duas garotas divide mesmo homemcontos eroticos eu transex e o elrtricista safadoContos gay pau pequenofudendo bucetas deliciosas de mulheres gostosas noivassexo prazeroso. loira corpo gostoso mamae. coroa deu bucetinha pro neguinhocontos erotico dividindo a esposafudendo o cuzinho das mais gostosas novinhasconto erotico porno gay thomaz costaTrepando com um transman - contos eróticoscontos minha mulher e tarada por negros e eu finjo que nao seiQuadrinhos eroticos minha amiga se tornou minha amantegozando na boca maridinho viadinhoneta virgem so que piroca do avo na bundinhamulher metendo roludo na frente batidoconto erotico tia com bunfaoconto erotico estrupada pelo vocontos eróticos sou pequeno mas adora chupar um paumulher desmaiada engatada zoofiliachiquititas gay pornocontos eroticos sou viciado em cu de viadiho mahososexo em quadrinhosSexo com Beto Papakumulheres de 30 anos rabudas pag1conto de rasguei o cu da minha empregadaConto gozei encoxadaNergo do BeCo trazando quadradinhoContos eróticos eu e meu padrasto meu bem novinha padrasto bem dotadcontos eroticos casada pegou no meu pautesao eroticonegrinho fofo sendo fodido mundobicha